Tradução de 1 sm 16 e crítica textual

847 visualizações

Publicada em

Tradução livre do hebraico para o português

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
847
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
183
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tradução de 1 sm 16 e crítica textual

  1. 1. Tradução de 1 Sm 16 e crítica Textual1 Autoria: Renata Rodrigues. laeªWmv.-la, hw"÷hy rm,aYO“w: 1 E disse Yahweh para Samuel: lWaêv-la, lBeäa;t.mi ‘hTa; ‘2;yt;m-d[ até quando tu terás um choro para Saul lae_r"f.yI-l[; %l{àM.mi wyTiês.a;m. ynIåaw: ] pois eu o rejeitei [de ser] rei sobre Israel. %lEÜw> !m,v,ª ^øn>r>q; 3;aLe’m Enche um chifre de azeite e vem; ymiêxL;h;-tyB ( yv;äyI-la, ‘^x]lv.a . vai em direção a Jessé um Belemita `%l,m,( yliÞ wyn"±bB. ytiyaiór"-yKi( pois eu vi, entre os filhos dele, um rei. %leêae %yaeä ‘laeWmv. rm,aYOÝw: 2 E disse Samuel:Como irei? s ynIg"+r"h]w: lWaßv [m;îvw> 4 5 Pois ouvindo Saul me matará! hw"©hy> rm,aYOæw: E Disse Yahweh: 1 Todas as traduções realizadas nesse texto bem como a crítica literária, textual e tradução doaparato Crítico tiveram como suporte o seguinte instrumental:KIRST, N. et. All. Dicionário Hebraico- Português e Aramaico-Português (21ª Ed ). SãoLeopoldo:Sinodal; Petrópolis: Vozes, 2008;FRANCISCO, Edson de Faria. Manual da Bíblia Hebraica (2ª Ed): Introdução ao Texto Massorético.Guia introdutório para a Bíblia Hebraica Stuttgartensia. São Paulo: Vida Nova 2005 ;HARRIS, R. Laird; ARCHER Jr., Gleason L.; WALTKE, Bruce K. Dicionário Internacional de Teologiado Antigo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 1998, além dos analíticos e léxicos digitais do programaBible Work 8.0, a saber:GESENIUS’ Hebrew-chaldee lexicon to the Old Testament: BROWN, DRIVER, BRIGGS. Hebrew andEnglish Lexicon. 2 Aparato Crítico: Muitos manuscritos hebraicos medievais, a Guenizá do Cairo, bem como atradição do texto aramaico, exceto para edições do Targum, utilizam o termo d[ no sentido de atéindicando temporalidade. 3 Aparato Crítico: Segundo o texto grego da LXX, mediante a recensão de Luciano deAntioquia, coloca-se o termo antes de kai. ei=pen ku,rioj pro.j Samouhl [“e falou Yahweh para Samuel”. 4 Aparato Crítico: Muitos manuscritos hebraicos medievais omitem s , cuja finalidade é um aintervalo na leitura, cf. Gn 4,8 . 5 Para melhor compreensão fizemos a supressão da conjunção e.
  2. 2. ^d<êy"B xQ:åT7i ‘rqB tl;Ûg>[ 6. , uma vaca novilha pega com tua mão `ytiaB( hw"ßhyl;( x:Boïz>li Têr>m;aw> e dirás: a imolar um sacrifício para Yahweh cheguei. xb;Z"+B yv;ÞyIl. tar"îqw> 8; 3 E tu chamarás à Jessé no sacrifício; hf,ê[]T;-rv<)a] taeä ‘^[]ydI(Aa ykiªnOa(w> e eu te farei saber o que fazer `^yl,(ae rm:ßao-rv,a] taeî yliê Täx.v;mW e ungirás para mim a quem eu te disser. hw"ëhy> rB<åDI rv<åa] tae laeªWmv. f[;Yw: 4 E fez Samuel o que falou Yahweh ~x,l-tyBeä aboßY"w: _ e entrou a Belém Atêar"q.li ‘ry[ih ynEÜq.zI Wdúr>x,Y<w: e tremendo uns velhos da cidade à encontrá-lo ` ^a<)AB ~l{ïv rm,aYOàw: 9 10 11 e disseram ao vê-lo entrar: é de paz tua vinda? Aparato Crítico: encontrado em vários manuscritos hebraicos medievais como $yd “ tua 6mão”em lugar de ^d<êy"B “com tua mão”, no singular construto. 7 Aparato Crítico: Os manuscritos de Qumran segundo reproduções dos fragmentos 4QSm a(que dizem respeito ao Livro de Samuel, encontrados na quarta gruta de Hirbet Qumran) utilizam xnq“adquirir” ou invés de xQ:åT “pegar” assim como também se encontra a versão síria Peshitta e a LXX. 8 Aparato Crítico: citações da literatura rabínica (talmúdica ou medieval) aparecem através doverbete Œzl (venerável consagração – de profetas) em lugar do significado sacrifício nas versões da LXX,Peshitta e Vulgata Latina. Aparato Crítico: Nos manuscritos de Qumran há um acréscimo da palavra hadh “monte, 9montanha” cf. LXX. 10 Aparato Crítico: Nos manuscritos hebraicos medievais citados nas edições de B. Kennicott,de G. B. de Rossi e de C.D. Ginsburg encontra-se ŒXh ao lugar de ~l{ïv “paz” cf. na LXX e 1 R 2,13. Ovocábulo ~l{ïv masculino singular absoluto significa ser/estar inteiro, ser/estar intacto, ser/estar ileso, nãoser/estar afetado. Podendo também representar: 1) tranquilidade, sossego, despreocupação. 2)prosperidade, êxito. 3) incolumidade. 4)saúde, bem-estar; está tudo bem?, ele está bem! 5)relacionamento próspero. 6) amizade, amabilidade. 7) prosperidade e inteireza total, salvação. Tomamospor liberdade escolher a expressão na tradução mencionada, por acreditar que mais proximidade possui àstraduções em língua portuguesa e pelo fator cultural entre os judeus de desejarem Shalom ao seencontrarem. Contudo a vaca novilha representa muito mais uma ameaça do que um simples Olá! Cf.KIRST, N. Dicionário hebraico-português. Petrópolis: Sinodal, 2008. p.252. 11 Aparato Crítico: muitos manuscritos hebraicos medievais sugerem assim como as edições deB. Kennicott, de G. B. de Rossi e de C.D. Ginsburg o uso de tal palavra no plural, cf. Peshitta, o Targumbem como a Vulgata Latina e a LXX, a saber: 11 rm,aYOàw “e disseram”.
  3. 3. ~Alªv Ÿrm,aYOæw : 5 E disse: paz! WvêDq;t.hi( ytiaBê ‘hw"hyl;( x:BoÜz>li > Para sacrificar a Yahweh eu cheguei; consagrai-vos xb;Z"+B yTiÞai ~t,îabW 12; e entrai comigo para o sacrifício. wyn"ëB-ta,w> ‘yv;yI-ta, vDEÛq;y>w: E consagrou Jessé e os filhos dele. `xb;Z")l; ~h,Þl ar"îq.YIw: e chamou-os para o sacrifício. ~aêAbB. yhiäy>w: 6 E aconteceu virem eles ba_ylia/-ta ar.Yßw: : e ele viu a Eliav `Ax*yvim. hw"ßhy> dg<n<ï %a:± rm,aYO¨w:, E disse: certamente na presença de Yahweh [será] ungido. laeªWmv.-la, hw"÷hy> rm,aYO“w: 7 E disse Yahweh para Samuel: Whae²r>m;-la, jBeóT;-la; não olharás para a aparência dele WhyTi_s.a;m. yKiä AtßmAq H:boïG>-la,w> e para elevada altura porque o recusei ~d"êah ‘ha,r>yI rv<Üa al{ª ŸyKiä 13 pois que ele não verá como o ser humano ~yIn:ëy[el ha,är>Yi ‘~d"ah( yKiÛ 14; pois o ser humano verá para os olhos 12 Aparato Crítico: O texto grego da LXX diverge parcialmente da versão Peshitta na expressãoeivj th.n qusi,na para o sacrifício, do Targum da Bíblia sacra Hebraica encontra-se segundo FRANCISCOpor lsjrwt, e na da Vulgata como immolem e da LXX (exceto para recensão de Luciano de Antioquia). 13 Aparato Crítico: citações da literatura rabínica (talmúdica ou medieval) aparecem transcritopor Œak em lugar de rv<Üa (que tem por significado: como, da maneira, conforme) cf. LXX, Peshitta e oTargum. Aparato Crítico: O termo ~yIn:ëy[El (olho, vista, pupila, íris; aparência, aspecto;fonte) 14segundo FRANCISCO mostra-nos o mesmo na Peshitta no plural (b’jn’) enquanto que no Targumvisualiza-se transliterado como b’jnjhwnI.
  4. 4. `15;bb(Ll ha,îr>yI hw"ßhyw: e e Yahweh verá para o coração. bd"n"ybiäa]-la, ‘yv;yI ar"Ûq.YIw: ê 8 E Jessé chamou a Abinadabe lae_Wmv. ynEåp.li WhrEÞbi[]Yw: : e fez passar diante de Samuel `hw")hy> rx:b-al{) hz<ßB-~G: rm,aYO¨w: ï e disse: também neste não provou Yahweh. hM_v; yv;ÞyI rbE[]Yw: ï : 9 e Jessé fez passar a Shama `hw")hy> rx:b-al{ hz<ßB-~G: rm,aYO¨w: ï e disse: e também neste não provou Yahweh. wyn"ßB t[;îb.vi yv;²yI rbEï[Y:w: ] 10 E Jessé fez passar seus sete filhos lae_Wmv. ynEåp.li diante de Samuel yv;êyI-la, ‘laeWmv. rm,aYOÝw: e disse Samuel para Jessé: `hL,ae(B hw"ßhy> rx:ïb-al Yahweh não escolheu nestes. éyv;yI-la, laeäWmv. rm,aYO“w: 11 e disse Samuel para Jessé: è~yrI[N>h; 16] WMt;äh estão completos os meninos? !jêQh; ra:åv dA[… rm,aYO©w: e disse: além desses aguardamos o pequeno !aCo+B; h[,Þro hNEïhiw>; e eis que apascenta com o gado menor. Aparato Crítico: Na Peshitta o substantivo bb(Lel “coração” está transliterado por blb’, 15segundo o autor no qual nos baseamos. Aparato Crítico: A palavra WMt;äh que significa ser completo; estar terminado, estar pronto, 16estar gasto/ esgotado/ acabado; ser inculpável; encontra-se grafada de forma diferente no documento daGuenizá do Cairo, a saber: wmthe.
  5. 5. ‘yv;yI-la, laeÛWmv. rm,aYO“w E disse Samuel para Jessé: WNx,êqw> hxäl.vi libere-o e venha para nós `hpo) AaïBo-d[;17"bsoßn-al{ yKiî pois não desviaremos do rumo correto até ele vir aqui. ynIëAmd>a; aWhåw> ‘Whae’ybiy>w: xl;Ûv.Yw: I 12 E liberou e o fez entrar, e ele [era] rosado p yairo+ bAjåw> ~yIn:ßy[e hpeîy>-~[i 18 com belos olhos e bom aspecto. `aWh) hz<ï-yKi( WhxeÞvm. ~Wqï hw"±hy> rm,aYOõw: E disse Yahweh: Levante! Unja-o! Pois este é ele! !m,V,ªh; !r<q<å-ta, laeøWmv. xQ;’YIw: 13 E tomou Samuel o chifre de óleo èwyxa, br<q<åB. éAtao xv;äm.Yw: I e untou com aquilo aos irmãos dele e interior do corpo dele dwIëD"-la, ‘hw"hy19>-x:Wr xl;Ûc.Tiw: e foi forte o Espírito de Yahweh para Davi s `htm(r"h %l,YEßw: laeêWmv. ~qY"åw: hl[.m_w" aWhßh; ~AYðh;me e daquele dia em diante levantou Samuel para cima e seguiu para Ramá. lWa+v ~[iäme hr"sÞ 20>hw"±hy x:Wrôw> 14 E [o] espírito de Yahweh desviou-se de Saul `hw")hy> 21e taeîm h[Þr"-x:Wr) WTt;î[]bi(W e assustava-o um espírito mau de Yahweh. 17 Aparato Crítico: Há diferenciação com relação ao texto aqui apresentado, os documentos daGuenizá do Cairo e, a Peshitta, no que diz respeito aos sinais massoréticos do referido vocábulo.Vocábulo este que possui por significado: desviar-se do rumo correto, voltar-se, afastar-se, circundar,rodear, cercar, afastar-se; mudar de direção, percorrer, colocar-se, postar-se. Este estudo transcreve porbsoßn"-al enquanto àquele bsen ; ao passo que na Peshitta encontramos transliterado por‘hpwk. 18 Aparato Crítico: Muitos Manuscritos hebraicos medievais omitem este intervalo. Aparato Crítico: Poucos manuscritos hebraicos apresentam a forma ~yhla (deuses) para 19designar Yahweh. Apenas de 3 a 6 citações nos livros de 1 e 2 Samuel. 20 Aparato Crítico: Citações da literatura rabínica (talmúdica e medieval) estão presentes emmanuscritos da LXX e do Peshitta, utilizando ~yhla (Elohim ao lugar de Yahweh na referida passagem. Aparato Crítico: Poucos manuscritos hebraicos apresentam a construção ~[IMEe em lugar de 21taeîm para designar a contração de + com, traduzida neste texto por do.
  6. 6. wyl_ae lWaßv-ydE(b.[; Wrïm.aYOw: 15 e disseram os servos de Saul para [ele] `^T<)[b;m. h[Þr" ~yhi²l{a22/-x:Wr) an"ô-hNEhi i Eis [que agora] um espírito de deuses mau te assusta. ^yn<ëpl. ^yd<äb[]‘WnnE’doa] an"Ü-rm;ayO 23 16 Diga-nos, senhor nosso, teus servos [estão] diante de ti rAN=KiB; 24.!GEån:m [;dEÞyO vyai§ Wv§q.b;y> eles procurarão um homem que saiba tocar harpa ^yl,Û[ tAy“h.Bi( hy"©hw> E acontecerá de ser sobre ti h[êr" ‘25)~yhil{a/-x:Wr um espírito mau dos deuses p `%l") bAjïw> Adày"B. !GEïnIw> ele tocará com mão dele e bem [será] para ti. wyd"_b[-la, lWaßv rm,aYOðw: ] 17 e disse Saul aos servos dele yliª an"å-War> vejam para mim !GEën:l. 26byjiäyme vyai… um homem que trate bondosamente a tocar `yl(ae ~t,Aaybih]w: Þ E vós o fareis vir para mim. Aparato Crítico: poucos manuscritos hebraicos apresentam a forma hwhy em lugar de 22~yhla. Dentre eles a LXX e o Códice Gótico Legionense e as anotações marginais na edição editioprinceps. Ambos na Vetus Latina. 23 Aparato Crítico: Na Vetus Latina (Códice Gótico Legionense e as anotações marginais naedição editio princeps) o termo seus servos encontra-se transcrito por rapaz seu ao passo que na Vulgataobserva-se um servo teu. Aparato Crítico: O termo encontra-se transcrito como!gn nas citações da literatura Rabínica 24através dos manuscritos hebraicos medievais,e na 2 e 18 versões dos manuscritos hebraicos medievaiscomo !gnl. Aparato Crítico: Ocorre a omissão da palavra ~yhla nos documentos do texto grego da 25LXX, na Vetus latina (Códice Gótico Legionense e as anotações marginais na edição editio princeps) e naPeshitta.Logo, a frase em tais documentos, encontra-se assim: sobre (ti) um espírito mau, ele tocará com mão. 26 Verbo no hinfil traduzido por tratar bondosamente. cf. KIRST. op.cit.p.88.
  7. 7. rm,aYO©w: ~yrIø[N>h;me dx’a, •![;Yw: : 18 E respondeu um dos rapazes e disse: èymix.L;h; tyBe éyv;yIl. !BEå ytiyaiør" hNE“hi eis! Vi separado um filho de Jessé o belemita lyIx;ø 27>rAB’gIw !GEn:û [;dEäyO (que) sabe tocar e [com] forte capacidade, rb"ßD" !Abïn>W hm²xl.mi vyaiów> (e) um homem de peleja e entendido uma [em] palavra `AM*[i hw"ßhyw: ra;To+ vyaiäw> e homem cuja aparência de Yahweh é com ele. yv_yI-la, ~ykiÞal.m; lWa±v xl;îv.Yw: I 19 E liberou Saul uns mensageiros a Jessé dwIïD"-ta, yl;²ae hxîl.vi rm,aYO¨w: e disse: libera para mim a Davi `28!aCo)B; 29]rv<ïa ^ßn>Bi teu filho, o qual [está] com o gado menor. !yIy:ë danOæw> ‘~x,l,’ 30]rAmðx yv;øyI xQ;’Yw: I 20 E tomou Jessé um jumento, um pão e um odre (de) vinho xl;²v.Yw: dx_a, ~yZIß[i ydIîg>W I E um cabrito, uma cabra e [o] liberou `lWa)v-la, AnàB. dwIïD"-dy:B. por mão de Davi, seu filho, para Saul. lWaêv-la, ‘dwId" aboÜYw: " 21 E chegou Davi a Saul wyn"+pl. 31dmoß[]Y:w:) e se apresentou diante dele 27 Aparato crítico: em alguns manuscritos hebraicos medievais são encontradas citações daliteratura rabínica indicando Œg ao lugar de rAB’gIw “[com] forte capacidade” 28 Entenda-se por gado menor ovelhas e cabras. Aparato crítico: a sequência `!aCo)B; rv<ïa “o qual está com o gado menor” aparece 29transliterada na Peshitta por hšh lj. 30 Aparato crítico: tradição do texto grego da LXX exceto para recensão de Luciano descrevepor gomor no sentido de reunir, cf. a Vulgata Latina (Códice Gótico Legionense e as anotaçõesmarginais na edição editio princeps) ambas em 3,2. 31 No dicionário encontra-se como colocar-se, no sentido de se expor, contudo o verbo colocarna língua portuguesa deve ser utilizado somente no sentido de colocar algo em algum lugar, não cabendono contexto. O termo “fazer colocações” também é um modismo a ser evitado, melhor é falar, dizer.
  8. 8. daoêm. 32:Wh)beäha/Yw < e o amou `~yli(ke afeînO Alß-yhiy>w:) e o tornou um carregador de armas lWaêv xl;äv.Yw: I 22 e enviou Saul yn:ëpl. ‘dwId" an"Ü-dm[]y: rmo=ale yv;ÞyI-la, a Jessé para dizer: permaneça Davi diante de mim (`yn")y[eB. !xEß acmî-yKi pois alcançou graça aos meus olhos. lWaêv-la, 33/‘~yhil{a-x:Wr) tAyÝh.Bi( hy"©hw> 23 E tornava acontecer um espírito de deuses sobre Saul, rANàKih;-ta, dwI±D" xq:ïlw> e tomava Davi a harpa Ad=y"B. !GEånIw> e tocava com sua mão Alê bAjåw> ‘lWavl. xw:Ür"w> e aliviava Saul e o bem [era] com ele p `h[(r"h x:Wrï wylÞ[me hr"sîw> e desviava-se de sobre ele o espírito mau. Aparato crítico: Na Guenizá do Cairo encontra-se ŒhEE™ayw em lugar de Wh)beäha/Y<w “ e o amou”. 32 Aparato crítico: Vários manuscritos hebraicos medievais acrescentam à expressão h[r (mal 33se referindo ao espírito mau) cf. LXX (exceto para recensão de Luciano) pneu/ma ponhro.n “espíritomaligno”. O texto grego da LXX difere um pouco das versões da Peshitta e da Vulgata, bem como noTargum.

×