12.2.8. #2 joana valente

210 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
210
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

12.2.8. #2 joana valente

  1. 1. Planeamento urbano, qualidade do ar e exposição humana Carlos Borrego, Jorge H. Amorim, Helena Martins, Joana Valente CESAM & Departmento de Ambiente e Ordenamento Universidade de Aveiro, Portugal
  2. 2. “Um carro para cada um…
  3. 3. “… estradas para todo o lado …
  4. 4. … e um lugar de estacionamento para quando lá chegarem.”
  5. 5. o resultado Los Angeles, Califórnia
  6. 6. Atenas, Grécia
  7. 7. Cantão, China
  8. 8. Cidade do México, México
  9. 9. Área urbana no Zaire
  10. 10. a cidade insustentável Será este um modelo inteligente, sustentável e inclusivo?
  11. 11. e o futuro? Na China 300 milhões de pessoas vão mudar-se para as áreas urbanas nos próximos 15 anos.
  12. 12. No séc. 21, as cidades serão responsáveis por… …90% do crescimento populacional …70% da população mundial
  13. 13. a cidade insustentável As cidades evoluem para um modelo insustentável, criando problemas económicos, sociais e ambientais
  14. 14. poluição atmosférica Concentrações de PM10 acima do valor legislado
  15. 15. consequências para a saúde Na Europa estima-se que, anualmente, a poluição atmosférica seja responsável por 100 milhões de dias de baixa por doença e 350 000 mortes prematuras
  16. 16. 1efeito da estrutura urbana na qualidade do ar 2 avaliação da exposição humana
  17. 17. Porto, Portugal Efeito da estrutura urbana na qualidade do ar • exemplo de crescimento disperso na Europa • níveis de poluentes atmosféricos elevados
  18. 18. Porto – cenários de desenvolvimento urbano COMPACTO DISPERSO
  19. 19. Modelação meteorológica e da qualidade do ar
  20. 20. T: -1.2ºC to +1.4ºC Max 3ºC zonas urbanas Resultados de modelação - temperatura diferenças entre DISPERSO e COMPACTO (tardes de Julho – temperaturas médias)
  21. 21. DISPERSO: maiores áreas com valores de PM10 anual acima do valor legislado. Resultados de modelação – qualidade do ar COMPACTODISPERSO
  22. 22. COMPACTO: mais população afectada DISPERSO: a dispersão da população pela região retira os indivíduos das áreas de maior concentração. Resultados de modelação – exposição a PM10
  23. 23. Área de estudo • 8.4 ha edifícios residenciais e uma escola • Uma artéria importante da cidade – Av. 25 de Abril • Avenida ledeada de árvores altas escola avaliação da exposição humana área de estudo- Aveiro, Portugal
  24. 24. Seleção de 7 trajectos alternativos para a escola GPS Campanha experimental estação de qualidade do ar mastro meteorológico contagens de tráfego +
  25. 25. Abordagem numérica - Modelação da exposição humana - INPUT MODELOS OUTPUT meteo edifícios e árvores 3D tráfego modelo emissões TREM modelo CFD FLUENT modelo vegetação URVE concentra ção 3D vento 3D modelo exposição humana MEB localizaçã o do indivíduo exposição individual 4D
  26. 26. resultados de modelação - concentração CO (8:00-9:00) - Efeito dos edifícios e árvores sobre a dispersão de CO rotunda escola CO conc. (µg.m-3) 0 62.5 125 250 500 750 1000 1250 1500 1750 2000 2250 2500 2750 3000 3250 3500 3750 4000 4250 4500 4750 5000 edifícios árvores
  27. 27. Walking route A B C D E F G Meanexposure(µµµµg.m-3 .min) 0 50 100 150 200 250 A B C D E F G ☺☺☺☺ ☺☺☺☺ ☺☺☺☺ ☺☺☺☺ N/NE O Comparação da exposição média para os diferentes trajectos: resultados de modelação - exposição humana- A exposição individual a CO é significativamente afectada pelos diferentes trajectos escolhidos para a escola
  28. 28. o futuro Na cidade do futuro “intelligent routing systems” vão integrar informação sobre qualidade do ar georreferenciada de modo a promover baixa exposição nos seus trajectos diários
  29. 29. O conhecimento da simbiose entre o planeamento urbano, qualidade do ar e exposição humana é essencial na construção de cidades sustentáveis e saudáveis.

×