CONTRIBUIÇÕES
DO TEMA RELIGIÃO
E TECNOLOGIA
PARA O DEBATE
GRUPO 5
G5

“[...] Desenvolveu-se a ideia da obsolescência da religião
em face do avanço extraordinário e inexorável da
tecnologia...
G5

“[...] Ainda hoje, em algumas rodas de
cientistas e pensadores, a religião e a ciência
são consideradas forças essenci...
G5

“[...] O valor da história reside
na sua capacidade de nos
fornecer dados para nossos
posicionamentos hoje e nossa
pre...
“Imaginemos uma cena, que pode ter durado algumas
dezenas, e até centenas, de milhares de anos, em que um
dos nossos ances...
CONTRIBUIÇÕES
DO TEMA RELIGIÃO
E TECNOLOGIA
PARA O DEBATE
GRUPO 5
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Antropologia da Religião: Religião e Tecnologia. > Grupo 5 (BSI) - CES/JF

327 visualizações

Publicada em

Antropologia da Religião: Religião e Tecnologia. > Grupo 5 (BSI) - CES/JF

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
327
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Antropologia da Religião: Religião e Tecnologia. > Grupo 5 (BSI) - CES/JF

  1. 1. CONTRIBUIÇÕES DO TEMA RELIGIÃO E TECNOLOGIA PARA O DEBATE GRUPO 5
  2. 2. G5 “[...] Desenvolveu-se a ideia da obsolescência da religião em face do avanço extraordinário e inexorável da tecnologia. [...]” p. 41
  3. 3. G5 “[...] Ainda hoje, em algumas rodas de cientistas e pensadores, a religião e a ciência são consideradas forças essencialmente antagônicas. [...]” p. 42
  4. 4. G5 “[...] O valor da história reside na sua capacidade de nos fornecer dados para nossos posicionamentos hoje e nossa preparação para o que virá amanhã. [...]” p. 43
  5. 5. “Imaginemos uma cena, que pode ter durado algumas dezenas, e até centenas, de milhares de anos, em que um dos nossos ancestrais precisa remover uma pedra que bloqueia a entrada de uma caverna. Ele usa seu corpo e toda sua força muscular em vão. Descobre, então, que é frágil. Porém, não desiste e põe-se a observar o problema de outra maneira. Tempos depois, percebe que há nas imediações uma pedra menor e um tronco de árvore caído. De repente (esse de repente pode ter durado alguns séculos), surge-lhe uma ideia: coloca a pedra menor mais próxima da maior, enfia uma das extremidades do tronco ao pé desta e, usando como base a menor, faz um movimento para baixo, pressionando a outra extremidade do tronco. Aos poucos, a pedra maior vai se movendo, até ser totalmente removida da entrada da caverna. Assim surgiu, de acordo com essa imagem, a alavanca que, nesse contexto, representa a tecnologia. Ninguém sabe se foi exatamente dessa maneira que aconteceu, porém, poderia ter sido. Também sabemos que Ícaro não foi um personagem historicamente verídico, mas sua estória é uma excelente metáfora do surgimento dos artefatos voadores. ”
  6. 6. CONTRIBUIÇÕES DO TEMA RELIGIÃO E TECNOLOGIA PARA O DEBATE GRUPO 5

×