Amor Admiração Cora  Coralina Com
)   <ul><li>Não sei... Se a vida é curta  Ou longa demais pra nós,  Mas sei que nada do que vivemos  Tem sentido, se não t...
&quot;Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.&quot; &quot;Não podemos acrescentar dias à nossa vida,...
PEQUENA BIOGRAFIA DE UMA GRANDE POETA Cora Coralina (Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas), nasceu na Cidade de Goiás em ...
a poeta, doceira e tecelã Cora Coralina. Cora teceu uma indumentária capaz de envolver a todos, com sensibilidade, simplic...
Museu Casa de Cora Coralina Obras de Cora Coralina  - Estórias da Casa Velha da Ponte  - Poemas dos Becos de Goiás e Estór...
A vida tem duas faces: Positiva e negativa O passado foi duro mas deixou o seu legado Saber viver é a grande sabedoria Que...
A intenção da síntese de Cora Coralina é incentivar Você a conhecer melhor suas obras se envolver com seus poemas podendo ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Com amor admiracao

1.004 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.004
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Com amor admiracao

  1. 1. Amor Admiração Cora Coralina Com
  2. 2. ) <ul><li>Não sei... Se a vida é curta Ou longa demais pra nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas. Muitas vezes basta ser: Colo que acolhe, Braço que envolve, Palavra que conforta, Silêncio que respeita, Alegria que contagia, Lágrima que corre, Olhar que acaricia, Desejo que sacia, Amor que promove. E isso não é coisa de outro mundo, É o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela Não seja nem curta, Nem longa demais, Mas que seja intensa, Verdadeira, pura... Enquanto durar. ) </li></ul>Cora Coralina Saber Viver
  3. 3. &quot;Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.&quot; &quot;Não podemos acrescentar dias à nossa vida, mas podemos acrescentar vida aos nossos dias&quot;. &quot;O que vale na vida não é o ponto de partida, e sim a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher.&quot; &quot; Acredito nos jovens à procura de caminhos novos abrindo espaços largos na vida. Creio na superação das incertezas deste fim de século. &quot; &quot;Eu me esforço para ser cada dia melhor: bondade também se aprende&quot; &quot; Eu sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida, removendo pedras e plantando flores. &quot; Cora Coralina
  4. 4. PEQUENA BIOGRAFIA DE UMA GRANDE POETA Cora Coralina (Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas), nasceu na Cidade de Goiás em 20 de agosto de 1889. Filha de Jacinta Luíza do Couto Brandão Peixoto e do Desembargador Francisco de Paula Lins dos Guimarães.Casou-se com Cantídio Tolentino de Figueiredo Bretas. Teve quatro filhos: Paraguassu, Cantídio Filho, Jacinta e Vicência, 15 netos e 29 bisnetos.Iniciou sua carreira literária aos 14 anos, publicando seu primeiro conto &quot;Tragédia na Roça&quot;, em 1910, no Anuário Histórico Geográfico e Descritivo do Estado de Goiás.Saiu de Goiás em 25 de novembro de 1911, indo morar no interior de São Paulo: Avaré, Jaboticabal, Andradina e depois na Capital paulista. Viveu fora de Goiás durante 45 anos.Voltou para Goiás em 1954, indo morar na Casa Velha da Ponte. Iniciou nova atividade, a de doceira, que desenvolveu por mais de vinte anos.Faleceu em Goiânia, em 10 de abril de 1985, tendo sido seu corpo trazido para a Cidade de Goiás, onde jaz no Cemitério São Miguel.
  5. 5. a poeta, doceira e tecelã Cora Coralina. Cora teceu uma indumentária capaz de envolver a todos, com sensibilidade, simplicidade e beleza. uma mulher comum, ligada aos afazeres domésticos e aos filhos, que evidenciava seu amor pelo cotidiano por meio da poesia. recebeu uma carta de Carlos Drummond de Andrade, repleta de elogios sobre seu trabalho. Foi após a divulgação dessa carta que Cora Coralina tornou-se conhecida no país todo. Cora Coralina quer dizer “Coração Vermelho” Outra novidade é o livro de receitas da escritora, que ganhou a vida como doceira. Os cadernos foram emprestados por Vicência Brêtas Tahan, filha de Cora. “Nem os pesquisadores tiveram acesso a esse material. São documentos originais que têm coração, corações que batem”, garante Júlia Peregrino. O restante do acervo pertence ao Museu Casa de Cora Coralina, que fica na cidade de Goiás.
  6. 6. Museu Casa de Cora Coralina Obras de Cora Coralina - Estórias da Casa Velha da Ponte - Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais - Meninos Verdes (infantil) - Meu livro de cordel - O Tesouro da Casa Velha - Vintém de Cobre - A Moeda de Ouro que o Pato Engoliu (Infantil) Alguns dos prêmios que recebeu: - Doutor Honoris Causa - Universidade Federal de Goiás (1983) - Troféu Juca Pato - União Brasileira dos Escritores (1983) - Troféu Cora Coralina - Coordenadoria de Moral e Civismo da Secretaria de Educação do Rio de Janeiro (1982) - Grande Prêmio da Crítica - Associação Paulista de Críticos de Arte Mosaico dos livros de Cora Coralina
  7. 7. A vida tem duas faces: Positiva e negativa O passado foi duro mas deixou o seu legado Saber viver é a grande sabedoria Que eu possa dignificar Minha condição de mulher, Aceitar suas limitações E me fazer pedra de segurança dos valores que vão desmoronando. Nasci em tempos rudes Aceitei contradições lutas e pedras como lições de vida e delas me sirvo Aprendi a viver. Cora Coralina Assim eu vejo a vida Mulher forte,inteligente,dócil se faz transparente através de suas Obras e Poemas
  8. 8. A intenção da síntese de Cora Coralina é incentivar Você a conhecer melhor suas obras se envolver com seus poemas podendo conhece-la e admira-la muito!!!                          http://www.mensagensvirtuais.com.br         Formatação Lucinha Araraquara -SP Pesquisa Net Boa Leitura Música Gracias A La Vida Mercedes Sosa

×