O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Refugiados Apresentação Consultua Melissa.pptx

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 23 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Mais recentes (20)

Anúncio

Refugiados Apresentação Consultua Melissa.pptx

  1. 1. O que é um Refugiado?
  2. 2. • •
  3. 3. Imigrante ≠ Refugiado
  4. 4. “Um imigrante é uma pessoa que chega a um país diferente daquele de onde vem com o objetivo de se estabelecer , morar, trabalhar, estudar etc. As razões que motivam o imigrante são variadas: elas podem ser econômicas, sociais ou políticas, mas também podem ser consequências de conflitos armados na região em que vivem, o que os força a se instalar em outro país. No entanto, um imigrante também pode optar por morar em outro país por decisão pessoal: porque sente que terá mais oportunidades de se realizar como pessoa, de estudar, de trabalhar, de economizar, de criar uma família etc.”
  5. 5. • Instituições envolvidas no Acolhimento de Refugiados: -Cruz Vermelha; -Santa Casa da Misericórdia; -Serviço de Jesuítas de Portugal -Segurança Social; -Centros de Acolhimento.
  6. 6. Instituições de Apoio a Refugiados: - CNAIM (Centro Nacional de Apoio Integração de Migrantes); - CPR (Conselho Português Para os Refugiados); - PAR (Plataforma de Apoio aos Refugiados); - SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras).
  7. 7. Programa de Acolhimento de Refugiados da Cruz Portuguesa: - Desde 2015; - Durante 18 anos: - Habitação; - Cuidados de Saúde; - Acesso à Educação; - Acesso à Aprendizagem da Língua Portuguesa; - Emprego; - Legalização.
  8. 8. Países: - Eritreia; - Síria; - Iraque; - Afeganistão
  9. 9. Porque acontece a discriminação aos Refugiados?
  10. 10. Empregavam um Refugiado?
  11. 11. “Refugiados em Portugal apontam a falta de emprego como "o maior obstáculo à integração no país". Segundo o Observatório das Migrações, à saída dos centros de acolhimento, apenas um terço tem autonomia para prosseguir a sua vida em Portugal.”
  12. 12. "Às vezes nem é por mal, mas há aquela ideia de que contratar um refugiado é contratar um problema. Por vezes, perguntam-nos 'um refugiado pode trabalhar'? As pessoas não sabem a diferença entre requerentes de asilo, migrantes, refugiados e os tipos de documentos e que sim, um refugiado pode trabalhar."
  13. 13. Acesso ao sistema de saúde por cidadãos estrangeiros com estatuto de refugiado ou direito de asilo em Portugal O artigo 52.º da Lei n.º 27/2008, de 30 de junho, reconhece aos requerentes de asilo, desde o momento da emissão de declaração comprovativa da apresentação do pedido de asilo, o acesso ao sistema de saúde, nos termos fixados pela Portaria nº 30/2001, 17 de Janeiro e Portaria nº 1042/2008, de 15 de setembro.
  14. 14. Acesso à habitação por todos e para todos?
  15. 15. Dificuldades que os Refugiados enfrentam: -Aprendizagem da língua; -Cultura; -Acesso ao Emprego;
  16. 16. Os Mitos
  17. 17. "Eles vêm para cá e não respeitam as nossas regras!"
  18. 18. "Eles estão a recusar comida!"
  19. 19. "Se são refugiados, porque é que a maioria são homens?!"
  20. 20. "Eu não sou racista, mas... os muçulmanos são todos terroristas é são bichos nos quais não podemos confiar! "
  21. 21. -Resiliência; -Gerir espectativas; -Gerir a frustração; -Estar disposto aprender novos tradições
  22. 22. Projetos Financiados • • •

×