O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Lógica clássica

261 visualizações

Publicada em

Lógica

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Lógica clássica

  1. 1.  É perfeitamente possível traduzir os juízos categóricos para proposições utilizáveis pelo Cálculo Proposicional.  Sabemos que há quatro tipos de juízos categóricos: Tipo A – ‘Todos os países têm uma bandeira’. Tipo E – ‘Nenhum país tem uma bandeira’. Tipo I – ‘Alguns países têm bandeira’. Tipo O – ‘Algumns países não têm bandeira’.
  2. 2.  Tipo A torna-se: ‘Se algo é um país, então tem uma bandeira’.  Tipo E torna-se: ‘Se algo é um país, então não tem uma bandeira’.  Tipo I torna-se: ‘Algo é um país e tem uma bandeira’.  Tipo O torna-se ‘Algo é um país e não tem uma bandeira’.
  3. 3.  Explica-se assim que a Lógica Clássica, especificamente o Cálculo Proposicional, consegue explicar tudo aquilo que o sistema aristotélico consegue.
  4. 4.  Para além disso, a Lógica Clássica permite explicar também qualquer argumento que não se deixe reduzir  Assim, o esquema em baixo mostra que a Lógica é mais ampla em termos explicativos do que a aristotélica. Lógica Aristotélica Lógica Clássica

×