Fábrica de histórias

1.822 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.822
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
826
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fábrica de histórias

  1. 1. REFERENCIAL «Aprender com a Biblioteca Escolar» (ÁREA A – Literacia da Leitura) NÍVEL DE ENSINO: 1º Ciclo ATIVIDADE: Construção de uma história/texto, no âmbito da atividade «Fábrica de Histórias». ENQUADRAMENTO: Esta atividade foi desenvolvida pelas PB com alunos dos 3º e 4º anos, em articulação com os respetivos professores. ESCOLAS:EB de Bensafrim e EB do Chinicato
  2. 2. Aprendizagens associadas ao trabalho da biblioteca escolar Conhecimentos/Capacidades 5. Relata experiências de leitura, expressando sentimentos e emitindo opiniões. 6. Exprime ideias redigindo diferentes tipos de textos com correção e coerência, em suportes variados indicados pelo professor. 9. Utiliza as tecnologias e ferramentas digitais para comunicar e atender aos seus interesses e necessidades pessoais ou escolares, sob orientação de um adulto. Atitudes e valores 2. Mostra interesse pela leitura. 3. Participa na troca e debate de ideias. 5. Respeita diferentes opiniões. 7. Revela iniciativa e criatividade na resolução de problemas. 9. Valoriza o uso da biblioteca e dos seus recursos.
  3. 3. Conteúdos curriculares 1. Planificar a escrita de textos. 2. Escrever pequenas narrativas, incluindo os seus elementos constituintes. 3. Redigir corretamente. 4. Organizar conhecimentos do texto. 5. Mobilizar conhecimentos da representação gráfica e da pontuação. 6. Rever textos escritos. Objetivos da atividade • Desenvolver o gosto pela leitura. •Desenvolver a capacidade de organização escrita. •Construir argumentos em torno das leituras realizadas e/ou dos temas/tópicos abordados. •Desenvolver a imaginação e a criatividade. • Usar diversas ferramentas digitais para produzir textos escritos, com correção e rigor. •Participar na troca de ideias, respeitando a opinião dos colegas e do professor.
  4. 4. Duração Recursos Avaliação Uma sessão para explicitação do processo de construção de histórias e atividade prática. ‑ Livros impressos, digitais ou audiolivros. - Powerpoint. - Painel de cartões «Construir histórias». ‑Ferramenta digital Story Jumper (www.storyjumper.com). Indicadores de desempenho • Interesse e empenho na elaboração dos produtos. • Acompanhamento da atividade. • Comentários efetuados (relevância, respeito pelas opiniões divergentes). Instrumentos de avaliação •Produtos criados.
  5. 5. Estratégias de operacionalização
  6. 6. se os outros animais da quinta ajudassem…, Estou com sono! que morava com os seus pintainhos. Para poder fazer muita farinha e deliciosos bolinhos, Um dia, Todos disseram que não acabei de almoçar. ao passear, A galinha ruiva teve a ideia de plantá-lo, Eu! Eu! Eu! numa quinta Certamente todos iriam gostar! encontrou um grão de milho estou muito ocupado. Isso dava muito trabalho - ela precisava de ajuda, Era uma vez uma galinha ruiva para que crescesse e se multiplicasse plantá-lo, regá-lo, colhê-lo, moê-lo, levá-lo para a cozinha, amassá-lo, cozê-lo, enfim, tarefas que poderiam ser fáceis, está na hora de brincar lá fora.
  7. 7. Espaço Tempo Missão Adjuvante s Era uma vez uma galinha ruiva, que morava com os seus pintainhos numa quinta. Um dia, ao passear, ela encontrou um grão de milho. A galinha ruiva teve a ideia de plantá-lo, para que crescesse e se multiplicasse, para poder fazer muita farinha e deliciosos bolinhos… Certamente todos iriam gostar! Isso dava muito trabalho - ela precisava de ajuda para plantá-lo, regá-lo, colhê-lo, moê-lo, levá-lo para a cozinha, amassá-lo, cozê-lo, enfim, tarefas que poderiam ser fáceis, se os outros animais da quinta ajudassem… HeróiComeço
  8. 8. Oponentes A galinha ruiva encontrou os seus amigos e perguntou-lhes: - Quem poderia ajudar a plantar o grão de milho? - Quem poderia ajudar a regar e colher a espiga de milho? - Quem poderia ajudar a moer o milho para fazer a farinha para o bolo? - Quem poderia ajudar a fazer um bolo de milho, delicioso e bem quentinho? - Eu é que não, disse o gato. Estou com muito sono. - Eu é que não, disse o cachorro. Estou muito ocupado. - Eu é que não, disse o porco. Acabei de almoçar. - Eu é que não, disse a vaca. Está na hora de brincar lá fora. Todos os animais disseram que não. Então, a galinha ruiva foi preparar tudo sozinha: regou o milho, colheu as espigas, moeu a farinha, preparou o bolo e colocou-o no forno. Quando o bolo ficou pronto ...
  9. 9. Aquele cheirinho bom de bolo acabadinho de fazer foi fazendo os«amigos» aproximarem-se. Todos ficaram com água na boca!!! Então a galinha ruiva disse: - Quem me ajuda, quem me ajuda, a comer este bolinho? -Eu! Eu! Eu! Disseram todos. E a galinha ruiva respondeu: - Não se incomodem, «amiguinhos», agora quem vai comer o bolo todo, sozinha, sou eu! E assim foi: a galinha e os seus pintainhos aproveitaram a festa, e nenhum dos preguiçosos foi convidado. Final feliz! A galinha Ruiva, história adaptada do conto de António Torrado
  10. 10. Quem não trabuca não manduca. Está contada a história. Está dada a lição. MORAL DA HISTÓRIA FIM
  11. 11. Na EB de Bensafrim participaram nove alunos do 4º ano e quinze do 3º ano. Depois de introduzida a atividade com a história inicial A Galinha Ruiva, primeiramente contada de forma anárquica e, num segundo momento, de modo organizado, foi explicada a estratégia para a construção de um texto / uma história, e os alunos foram divididos em três grupos de oito elementos cada. Cada um dos grupos escolheu um cartão alusivo aos diferentes elementos a introduzir na história (início / tempo, personagens principais / heróis, espaço, missão, oponentes, adjuvantes, outras peripécias, final), seguindo-se a construção, em grupo, sob orientação do respetivo professor e/ou professora bibliotecária, da história (durante cerca de trinta minutos). Coube, a cada um dos grupos, os seguintes cartões que originaram a história a seguir apresentada:
  12. 12. E assim começa a história Era uma vez… Os Heróis Chinês Os heróis vivem em algum lugar… Ilha Missão Encontrar um lugar mágico Os maus vão atrapalhar Um monstro de sete cabeças Os bons aparecem para ajudar Uma fada Os bons dão sempre alguma coisa para ajudar o herói Um chapéu que torna invisível quem o puser na cabeça E agora chegou a hora, vamos fechar a história E no fim os maus vão ser castigados e os bons recompensados e tudo acaba bem. Inventa um final feliz para a história.
  13. 13. Era uma vez um velho chinês, que tinha olhos em bico e vivia numa ilha paradisíaca. Nessa ilha havia um lugar mágico a descobrir e esse lugar era protegido por um monstro de sete cabeças. De repente apareceu uma fada disposta a ajudá-lo e disse: - Precisas de ajuda? - Sim, preciso! Ao entrar na caverna vi um monstro de sete cabeças que me ia comendo. Ouvi dizer que você tinha um chapéu que tornava as pessoas invisíveis… - Sim, empresto-te o chapéu para continuares a tua viagem. Pelo caminho o chinês foi comendo uma banana. Quando chegou ao pé do monstro deixou cair a casca da banana, entrou no lugar e tirou o chapéu que levava. O monstro percebeu que alguma pessoa tinha entrado no lugar mágico mas, quando se aproximou, escorregou e caiu de costas. O chinês foi buscar um cristal, colocou-o em cima da barriga do monstro e este ficou curado. Ficaram amigos para sempre. Carolina, Matilde, Gabriel, Yuran, Diana Lam, Miguel (4º ano) Final HeróiComeço Espaço Missão Oponentes Adjuvante sTempo
  14. 14. E assim começa a história Numa noite fria e estrelada… Os Heróis Guerreiro Os heróis vivem em algum lugar… Quinta Missão Encontrar um tesouro Os maus vão atrapalhar Um homem muito feio Os bons aparecem para ajudar Um gato manhoso Os bons dão sempre alguma coisa para ajudar o herói Moedas de ouro E agora chegou a hora, vamos fechar a história E no fim os maus vão ser castigados e os bons recompensados e tudo acaba bem. Inventa um final feliz para a história.
  15. 15. Numa noite fria e estrelada, um guerreiro muito formoso e corajoso, de armadura e sem capacete, com uma espada grande e que vivia numa quinta cheia de animais, decidiu cumprir a árdua missão de encontrar um tesouro que estava perdido numa gruta, no fundo do mar. Este tesouro tinha sido transportado por um homem num velho barco de madeira, que se virou por causa de uma onda e arrastou o tesouro para o fundo. Como o guerreiro não conseguia resgatá-lo sozinho, pediu ajuda. Mas os bons aparecem para ajudar e os maus para atrapalhar. Assim, um homem muito feio e mau tentou assustá-lo, impedindo-o de chegar ao tesouro. Eis que do nada surge um gato manhoso e sabichão que se transforma num animal feroz, com garras muito afiadas, bigodes mágicos que lançavam raios e coriscos e uma cauda que transformava o ar num tufão. Ao ver tamanho espetáculo, o homem pôs-se a milhas! Com o caminho livre, o guerreiro e os bons conseguiram finalmente recuperar o tesouro, em parte graças a um grupo de golfinhos que, do fundo do mar, observavam curiosos o desfecho da situação. Como os bons dão sempre alguma coisa para ajudar o herói, entregaram-lhe um saco cheio de moedas de ouro. Vitória, vitória, acabou-se a história! Anaïs, Bárbara, Rafaela, César, Tiago Vieira, Simão, Mihaela (3º ano), José (4º ano) Final Começo Tempo Herói EspaçoMissão Oponentes Adjuvantes
  16. 16. E assim começa a história Certo dia… Os Heróis Princesa Os heróis vivem em algum lugar… Gruta Missão Encontrar um livro mágico Os maus vão atrapalhar Uma bruxa Os bons aparecem para ajudar Um moleiro Os bons dão sempre alguma coisa para ajudar o herói Uma chave que abre todas as portas E agora chegou a hora, vamos fechar a história E no fim os maus vão ser castigados e os bons recompensados e tudo acaba bem. Inventa um final feliz para a história.
  17. 17. Certo dia, uma princesa casmurra que vivia numa gruta escura, recebeu uma missão para encontrar um livro mágico. Ao perceber que não era um livro qualquer, a princesa ficou espantada e cheia de medo. Isto porque nas proximidades vivia uma bruxa má, que fazia muitas maldades. Um moleiro, que vivia lá perto (e talvez estivesse apaixonado), prometeu ajudar a princesa dando-lhe uma chave que abria todas as portas e cadeados, tendo poderes mágicos e permitindo-lhe alcançar o livro desejado. A princesa ficou muito impressionada! Meteu-se a caminho, mas surgiram diversos obstáculos preparados pela bruxa má: primeiro, um buraco fundo; depois, um pau que, quando a princesa tropeçou nele, fez com que de todos os lados saíssem setas destruidoras; finalmente, apareceu-lhe uma planta carnívora. Diante de todos este perigos a princesa defendeu-se usando a chave, que quando usada deitava faíscas poderosas desfazendo todos os obstáculos. Foi assim que a princesa conseguiu pegar no livro mágico e regressar à gruta onde vivia. Tiago Glória, Afonso, Leonardo, Miguel Monteiro, Matilde Ramos, Leonor, Christian, Clara (3º ano)Final Oponentes Começo Herói EspaçoTempo Missão Adjuvante s
  18. 18. Na EB do Chinicato participaram apenas os alunos de 4º ano. Os alunos de 1º ano presentes na sala fizeram, no decurso da atividade, um desenho sobre a história inicial contada por uma das professoras bibliotecárias. Tal como aconteceu em Bensafrim, depois de introduzida a atividade com a história A Galinha Ruiva, primeiramente contada de forma anárquica e, num segundo momento, de modo organizado, foi explicada a estratégia para a construção de um texto / uma história. Nesta escola a atividade realizou-se em grande grupo. Oito alunos voluntários escolheram um cartão alusivo aos diferentes elementos a introduzir na história, seguindo-se a construção, sob orientação da respetiva professora e/ou professora bibliotecária, da história (durante cerca de trinta minutos). Os cartões selecionados, que originaram a história a seguir apresentada, foram:
  19. 19. E assim começa a história No tempo em que os caracóis tinham cabelo encaracolado… Os Heróis Índio Os heróis vivem em algum lugar… Jardim Missão Encontrar uma espada Os maus vão atrapalhar Um leopardo Os bons aparecem para ajudar Um gato manhoso Os bons dão sempre alguma coisa para ajudar o herói Um pássaro que cantava maravilhosamente E agora chegou a hora, vamos fechar a história E no fim os maus vão ser castigados e os bons recompensados e tudo acaba bem. Inventa um final feliz para a história.
  20. 20. No tempo em que os caracóis tinham cabelo encaracolado, um índio com uns óculos de sol passeava numa floresta sombria, perto do jardim da sua casa. De repente, no meio de uma clareira, encontrou uma espada, espetada numa rocha, com um diamante no punho. De imediato lembrou-se que poderia vendê-la para, com o dinheiro obtido, construir uma casa mais bonita! Nisto, apareceu um leopardo assustador, com dentes afiadíssimos e garras enormes. O índio ficou cheio de medo, mas lembrou-se que tinha um gato manhoso, muito espertalhão, que poderia ajudá-lo. O gato teve, então, uma ideia brilhante: pôs um pássaro amigo em cima de um buraco coberto de folhas bem verdinhas. O pássaro chilreava maravilhosamente e acabou por atrair o leopardo, que caiu na armadilha preparada. O índio conseguiu, então, agarrar a espada. Alunos do 4º ano da EB do Chinicato (participação dos alunos de 1º ano) Começo Herói Espaço Tempo Missão Adjuvante s Oponentes Final feliz!
  21. 21. Desenhos feitos pelos alunos do 1º ano
  22. 22. Mensagem de um aluno do 1º ano
  23. 23. A atividade foi giríssima e os resultados muito divertidos. Obrigada pela criatividade, pelo empenho e pela vossa disponibilidade!!! (professora Ana Isabel Rodrigues)
  24. 24. Esta atividade poderá servir de ponto de partida para a criação de outras histórias, nomeadamente a partir da utilização de ferramentas como Story Jumper ou Inklewriter. MAKE YOUR OW N BOOK Outras possibilidades: sessão de leitura, à turma, em voz alta, da história criada, acompanhada ou não de uma gravação áudio; a escrita sobre o que se leu (reconto) ou inspirada no que se leu (finais alternativos); construção de ebooks (ver ferramentas e aplicações de digital storytelling).
  25. 25. http://bebeatual.com/historias http://joaoletramentodigital.blogspot.pt/2013/04/fabula-galinha-dos-ovos-de- ouro-reconto.html http://www.bordadosrl.com.br/bordados-de-alimentos/5804-milho-com- espiga.html http://www.bordadosrl.com.br/bordados-de-alimentos/5804-milho-com- espiga.html http://gartic.com.br/x_paula_x/desenho-jogo/1245471554 Imagens retiradas dos seguintes endereços, nos dias 13/04/2015 e 15/04/2015 http://www.escoladealtodesempenho.com.br/artigo.asp?artigo=368

×