Modelo de estudos independentes

2.786 visualizações

Publicada em

Arquivo Word_Modelo de Trabalho para Estudos Independentes_UNIPAC_2012

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.786
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modelo de estudos independentes

  1. 1. FUPAC – FUNDAÇÃO PRESIDENDE ANTÔNIO CARLOS FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS, LETRAS E SAÚDE DE UBERLÂNDIA. [NOME DO ALUNO] ESTUDO INDEPENDENTECISTICERCOSE BOVINA - ASPECTOS PARASITOLÓGICOS E DE DIAGNÓSTICO - REVISÃO DE LITERATURA
  2. 2. 2 Uberlândia - 2012 FUPAC – FUNDAÇÃO PRESIDENDE ANTÔNIO CARLOSFACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS, LETRAS E SAÚDE DE UBERLANDIA. [NOME DO ALUNO] CISTICERCOSE BOVINA - ASPECTOS PARASITOLÓGICOS E DIAGNÓSTICO - REVISÃO DE LITERATURA Trabalho apresentado ao professor Álvaro Ferreira Júnior, da disciplina de Parasitologia Veterinária de Curso, do curso de Medicina Veterinária, da Fundação Presidente Antônio Carlos de Uberlândia, na forma de Estudo Independente como pré-requisito para aprovação na disciplina de Parasitologia Veterinária. Uberlândia - 2012
  3. 3. 3RESUMO[Texto entre 400 e 500 palavras, veja comentário ao lado]
  4. 4. 4SUMÁRIOVer comentários ao lado
  5. 5. 51. OBJETIVOS1.1 OBJETIVO GERALComparar as técnicas parasitológicas e as sorológicas no diagnóstico da cisticercosebovina, quanto a sensibilidade e especificidade.1.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Descrever a morfologia dos estágios parasitas, adultos e larvais, e também dos estágios de vida no ambiente, presentes no ciclo de vida do parasito, destacando as formas infectantes, o habitat de cada uma delas, assim como os respectivos hospedeiros e as vias de infecção. Discorrer sobre o tempo de sobrevivência das formas larvais nos hospedeiros intermediário, e também das formas encontradas no ambiente. Descrever a cinética de soroconversão, em bovinos, para antígenos de Cysticercus bovis, assim como a possibilidade de reatividade cruzada com outros helmintos. Descrever a metodologia de execução dos métodos parasitológicos para diagnóstico de cisticercose bovina. Descrever a metodologia de execução dos métodos imunoenzimáticos, para diagnóstico de cisticercose bovina. Revisar a literatura sobre a sensibilidade e especificidade das técnicas parasitológicas e imunoenzimáticas para diagnóstico de cisticercose bovina.
  6. 6. 62. JUSTIFICATIVA (MINIMO 200 PALAVRAS, MÁXIMO 400 PALAVRAS)
  7. 7. 73. REVISÃO DE LITERATURACRIE TÍTULOS E SUBTÍTULOS, O SUFICIENTE PARA TORNAR O TEXTOCLARO E DE FÁCIL IDENTIFICAÇÃO DOS TÓPICOS QUE SERÃOABORDADOS.Limite máximo de palavras: 5.000/ minimo: 4.000 palavrasEvitar citação de citação e citações diretas. Preferir as citações indiretas ouparáfrase (leia, reflita, interprete e depois escreva).Dicas para se fazer uma citação indireta: http://www.bu.ufsc.br/design/Citacao.htmla) Leia e releia o texto original até que seja capaz de reescrevê-lo com suas própriaspalavras;b) Não use aspas nas citações indiretas/paráfrases;c) Anote os dados referentes a fonte: sobrenome do autor seguido do anode publicação da obra;d) Confira a citação;e) Faça a referência no final do trabalho.[Texto] Espaço 1,5; letra Time News Roman; margem esquerda e superior: 3 cm;margem direita e inferior: 2,0 cm.
  8. 8. 84. METODOLOGIA utilizar artigos e livros dos ultimos cinco anos.
  9. 9. 96. REFERÊNCIAS (será aceita se for baseada no livro de normas técnicasimpresso pela gráfica da Universidade Federal de Uberlândia) Ordenar as referências em ordem alfabética. POUCAS REFERÊNCIAS EM UM PROJETO SÃO INTERPRETADAS COMO POBRE PESQUISA LITERÁRIA (MIN. 3 LIVROS; MIN 10 ARTIGOS), visto que atualmente há muita literatura disponível em todas as áreas. Para que um trabalho (projeto ou monografia) seja respeitado, é fundamental a utilização de referências de fontes consagradas (PubMed, Scielo, Google acadêmico e livros), não utilizar dados de blogs ou de sites duvidosos (não técnicos) (3 SITES).Sites aceitos para pesquisa de artigos: PubMed; Scielo; Google acadêmico.Livros aceitos para pesquisa:Parasitologia Veterinária. Autora Elinor FortesParasitologia Veterinária de GeorgisParasitologia Veterinária - Manual de referênciaClínica Veterinária - Radostits

×