Diversidade de   biomas napequena área do   parque das  mangabeiras
Pesquisa de    Campo:Parque das Mangabeiras
Relatóriode campo
Na primeira parada nos observamos à presença                          de vegetação composta por árvores e arbustos        ...
As raízes são muito profundas, podem atingir o lençol d’água a mais de 10metros de profundidade. Este aprofundamento das r...
Entre as espécies uteis destacamos sucupira (madeira), o buriti, bacuri, araticum epequi (frutos comestíveis), o barbatimã...
Sobre o solo do cerrado podemos dizer que são pobres e ácidos, e formadopor plantas rasteiras, vegetação arbustiva de pequ...
Na parada dois, identificamos uma vegetação típica da Mata Atlântica. Quetem como característica principal a sua riqueza n...
Sua rica fauna conta com a presença dediversas espécies de mamíferos, anfíbios,aves, insetos e répteis, como Mico-leão-dou...
O solo, em geral, é bastante raso, com pH ácido,pouco ventilado, sempre úmido e extremamentepobre, recebendo pouca luz, de...
A “Parada 3” nos lembra, quase inteiramente, o                                       domínio morfoclimático da Mata Atlânt...
A fauna também tem seu destaque, sendo muitoampla e numerosa de espécies. As espécies quecaracterizam a Mata Atlântica são...
Durante o tempo em que permanecemos na parada 3 pudemos observar apresença de um farto bambuzal (Bambusa oldhamii), que pr...
Conceitosbiológicos
CONCEITO DE ESPÉCIE:Espécie é o conjunto de indivíduos semelhantes (estruturalmente, funcionalmente ebioquimicamente) que ...
CONCEITO DE POPULAÇÃO:População é um conjunto de indivíduos da mesma espécie que ocupam a mesma áreageográfica.Imagem: Na ...
CONCEITO DE COMUNIDADE:Comunidade e o conjunto de seres vivos de diferentes espécies que coabitam umamesma região.Imagem: ...
CONCEITO DE ECOSSISTEMA:Ecossistema e o conjunto formado pelas comunidades biológicas em interação com osfatores abióticos...
CONCEITO DE HABITAT:O habitat é o local que oferece as condições climáticas, físicas e alimentares ideaispara o desenvolvi...
CONCEITO DE NICHO ECOLÓGICO:Nicho ecológico conjunto de interações que os indivíduos de determinada espéciemantêm com o am...
CONCEITO DE ECOTONO: Ecotono é a região de transição entre duas comunidades ou entre dois ecossistemas.Imagem: Na imagem a...
CONCEITO DE BIOTOPO:Biótopo é o conjunto dos aspectos físicos e químicos de um determinado ambiente.Imagem: Planta semelha...
CONCEITO DE BIOSFERA:Biosfera e o conjunto de locais do planeta Terra capaz de abrigar formas de vida.Imagem: Está sendo r...
CONCEITO DE BIOMA: Bioma é um conjunto de diferentes ecossistemas, que possuem certo nível de homogeneidade.Imagem: Área e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pesquisa de campo

1.108 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.108
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pesquisa de campo

  1. 1. Diversidade de biomas napequena área do parque das mangabeiras
  2. 2. Pesquisa de Campo:Parque das Mangabeiras
  3. 3. Relatóriode campo
  4. 4. Na primeira parada nos observamos à presença de vegetação composta por árvores e arbustos espalhados; os troncos e galhos são curtos, tortos, revestidos de casca espessa, na quase totalidade dos indivíduos; as copas abertas, permitindo franca passagem de luz aos estratos herbáceos ; as folhas simples são amplas, coriáceas e, por vez,revestida de pelos; há algumasleguminosas com folíolos relativamentegrandes, o que representa também umasuperfície total da folha muito ampla .Asplantas portadoras de espinhos são raras.Quando elas surgem em maior numero éuma possível indicação de mistura comelementos da Caatinga.
  5. 5. As raízes são muito profundas, podem atingir o lençol d’água a mais de 10metros de profundidade. Este aprofundamento das raízes permite que a maioriados arbustos e arvores do Cerrado possa manter as folhas no período mais seco.As principais espécies botânicas do cerrado são sambaíba ou lixeira (curatellaamericana), pau-de-colher (Salvertia convallariaedora ), cajuí (Anacardium humile ),andoriba (Capara guianensis ), barbatimão ( Stryphnodendro barbatimão ), pau-santo (kielmeyera coriacea ), araticum (Anona coriácea ), faveira ( Parkiaplaticephala ), quina-branca (Strychnos pseudoquina ), pequi (Cariocar brasiliensis), capim flecha (tristachuya leiostachya ), timbó ( Magonia pubescens ), buriti(Mauritia Vinifera ), pau-de-caixa (Vochysia tucanorum), pau-terra (Qualeagrandiflora), etc.
  6. 6. Entre as espécies uteis destacamos sucupira (madeira), o buriti, bacuri, araticum epequi (frutos comestíveis), o barbatimão (tanino), o babaçu e o buriti, (óleos) e amangaba (látex).Além disso, notamos a presença de uma grande fauna, estima-se que exista emtorno de 90.000 espécies de insetos no cerrado, típicos desse tipo de vegetação, jáque esses podem encontrar alimento e moradia facilmente nesse lugar. Os cupinssão a espécie em maior abundancia no cerrado, os cupins são muito importantespara o equilíbrio natural da região. Isso acontece porque eles ajudam a modificar osolo do Cerrado e também servem de alimento para os animais invertebrados.Podemos encontrar também abelhas, moscas, besouros e mariposas. Além dos insetos as aves do Cerrado também merecem um destaque especial. É possível encontrar no cerrado aproximadamente 935 espécies diferentes de aves. Podemos citar Coruja-orelhuda, Seriema, Inhambu-xintã e o Jacu. Notamos que o clima predominante ali é o clima tropical e a quase extinta presença de vento no local. Com temperatura média anual de 24ºC.
  7. 7. Sobre o solo do cerrado podemos dizer que são pobres e ácidos, e formadopor plantas rasteiras, vegetação arbustiva de pequeno ponte e pobre emfolhas e flores. O calor que faz nesses locais e que faz pegar fogo,normalmente e por causa de folhas secas.
  8. 8. Na parada dois, identificamos uma vegetação típica da Mata Atlântica. Quetem como característica principal a sua riqueza na biodiversidade, compresença de diversas espécies animais e vegetais; Grande presença deárvores de médio e grande porte, formando uma floresta fechada e densa. As espécies em maior destaque em sua flora são palmeiras, bromélias, begônias, orquídeas, cipós, briófitas, pau Brasil, jacarandá, peroba, cedro, Andirá, ananás, figueiras entre outras. Esse tipo de vegetação propicia o clima local, pois as árvores de grande porte formam um microclima na mata, gerando sombra e umidade, que contribui com o aumento considerável do numero de musgo e liquens nos troncos e nas rochas ali presentes.
  9. 9. Sua rica fauna conta com a presença dediversas espécies de mamíferos, anfíbios,aves, insetos e répteis, como Mico-leão-dourado (o mais conhecido da Mataatlântica, corre risco de extinção), Bugio(risco de extinção), Tamanduá bandeira(risco de extinção), Tatu-canastra (riscode extinção) , Arara-azul-pequena (riscode extinção), Muriqui, Anta, OnçaPintada (risco de extinção), Jaguatirica ,Capivara, Bicho-preguiça, tamanduá, Macaco-prego, sapo-cururu, perereca-verde, rã-de-vidro, cobra coral, cagado, iguana, calango, Garça, Tiê-sangue, Tucano, Arara-azul-pequena, Beija-flor, Periquito, Mutum-do-nordeste, Mutum-do- sudeste, Codorna Mineira, Araponga-do- nordeste, Bicudo, Falcão-de-peito-amarelo, Pica-pau entre outras.
  10. 10. O solo, em geral, é bastante raso, com pH ácido,pouco ventilado, sempre úmido e extremamentepobre, recebendo pouca luz, devido à absorção dosraios solares pelo estrato arbóreo. O solo raso eencharcado é favorável ao desbarrancamento e àerosão, eventos bastante comuns na florestaatlântica. ".O ciclo de deslizamentos e de erosões nas partesmais altas e a deposição de material nas partesbaixas, promove a renovação do solo, desnudandoas encostas, formando clareiras e dando espaçopara o início de novas associações. A vegetação degrande porte, apensar do solo ser raso, conseguesustentar-se porque possuem raízes tabulares eraízes escora, paralelas ao solo e intrincadas,formando uma espécie de "manta de raízes".
  11. 11. A “Parada 3” nos lembra, quase inteiramente, o domínio morfoclimático da Mata Atlântica. Esse domínio pode ser caracterizado por: árvores de médio e grande porte, formando uma floresta fechada e densa; rica biodiversidade, com presença de diversas espécies animais e vegetais; árvores de grande porte formando um microclima na mata; fauna rica, apresentando diversas espécies de mamíferos, anfíbios, aves, insetos, peixes e répteis.A flora da Mata Atlântica é muito vasta, contendomais de 20 mil espécies, sendo 8 mil endêmicas.Dessas espécies de plantas, as que mais caracterizama Mata Atlântica são as Palmeiras (Areca), Bromélias(Pitcairnea), Begônias (Begonia), Orquídeas(Orchidaceae), Briófitas (Bryophyta), Pau-brasil(Caesalpinia echinata), Jacarandá (Dalbergia nigra),Peroba (Apocynaceae), Jequitibá-Rosa (Carinianalegalis), Cedro (Cedrus), Tapiriria (Tapirira guianensis),Andira (Andira anthelmia ), Ananás (Ananas comosus),Figueiras (Ficus pumila).
  12. 12. A fauna também tem seu destaque, sendo muitoampla e numerosa de espécies. As espécies quecaracterizam a Mata Atlântica são os Micos-leões-dourados, Bugios (primata de grande porte),Tamanduá bandeira (risco de extinção), Tatu-Canastra, Arara-azul-pequena, Muriqui-do-sul(maior primatas do continente americano), Anta,Onça Pintada, Jaguatirica e a Capivara. Entre essesanimais, seis correm risco de extinção, logopercebemos que muitos animais nesse domíniocorrem risco de extinção.
  13. 13. Durante o tempo em que permanecemos na parada 3 pudemos observar apresença de um farto bambuzal (Bambusa oldhamii), que predominava navegetação daquela parte do parque. Estes bambus estavam muito próximos unsdos outros, fazendo uma densa vegetação. Outro fato importante de sermencionado era que, pela sua altura ser muito grande, os bambus arqueavamlevemente, fazendo um perceptível portal, já que esse arqueamento fazia que osbambus se entrelaçassem. Proximo aos bambus havia um paredão de rocha muitodesgastada, fato que pode ser comprovado pela existência de arvores quebrotaram no meio da rocha.
  14. 14. Conceitosbiológicos
  15. 15. CONCEITO DE ESPÉCIE:Espécie é o conjunto de indivíduos semelhantes (estruturalmente, funcionalmente ebioquimicamente) que se reproduzem naturalmente, originando descendentes férteis.Imagem: Na foto está representado um conjunto de micos estrela. Estes simpáticosanimais estavam presentes na região semelhante a o bioma mata atlântica, e foravistos várias vezes ao longo do nosso percurso. Os micos estrela andam sempre emgrupo com seus semelhantes. Eles se reproduzem naturalmente e geramdescendentes férteis. São onívoros: comem frutas, flores, insetos e pequenos animais.
  16. 16. CONCEITO DE POPULAÇÃO:População é um conjunto de indivíduos da mesma espécie que ocupam a mesma áreageográfica.Imagem: Na foto está representado um formigueiro. Em alguns pontos da foto épossível enxergar os furos de entrada no formigueiro. Nele a somente uma espécie deformiga. Essas formigas vivem neste local, ou seja, vivem numa mesma área e serelacionam. Isso pode ser fixo ou pode durar algum período de tempo porque elas nãopodem prever fatores naturais como ataque de predadores, chuvas, alagamentos etc.
  17. 17. CONCEITO DE COMUNIDADE:Comunidade e o conjunto de seres vivos de diferentes espécies que coabitam umamesma região.Imagem: Na imagem podemos observar diversas formas de vida. Temos muitas formasvegetais representadas na imagem, tais como a Babosa e o Antúrio. Se observarmosatentamente no centro da imagem, conseguiremos enxergar as formas animaisexistentes: um grupo de aranhas em cima de sua teia (não foi identificada a espécie).Essas populações diferentes habitam numa mesma região, pois são favorecidas até omomento. A partir de quando essa região parar de oferecer benefícios, tais comoágua, nutrientes, alimentos, tanto pras aranhas quanto para as plantas, ela nãopassará a representar uma comunidade (ou biocenose).
  18. 18. CONCEITO DE ECOSSISTEMA:Ecossistema e o conjunto formado pelas comunidades biológicas em interação com osfatores abióticos do meio.Imagem: Na imagem acima está representado um conjunto de musgos num pedaço dechão do caminho do parque. Se notarmos, veremos que há também matéria orgânicadepositada no chão, tais como as folhas, a terra e um pouco de areia. Podemos dedizer que se forma um conjunto entre os fatores biótipos e os fatores bióticos. Acomunidade de musgos se relaciona com meio em que eles vivem, uma vez quereduzem o processo erosivo, atuam como reservatórios de água e nutrientes,oferecem abrigo a microorganismos etc. E onde também o meio fornece oxigênio,nitrogênio, energia e nutrientes para que essa espécie se desenvolva.
  19. 19. CONCEITO DE HABITAT:O habitat é o local que oferece as condições climáticas, físicas e alimentares ideaispara o desenvolvimento de uma determinada espécie.Imagem: Na foto acima está representado um cupinzeiro em meio da mata. Essa é aprimeira ideia quando observamos esse monte formado de barro: isto é umcupinzeiro. Podemos afirmar que este é o “endereço global” dos cupins, pois é o lugaronde ele é mais facilmente encontrado dentro de um ecossistema tão vasto. Eletrabalha durante muito tempo para construir sua moradia, para que ela fiqueresistente e os proteja de fatores externos como chuva, predadores etc. Este é o seuhabitat natural.
  20. 20. CONCEITO DE NICHO ECOLÓGICO:Nicho ecológico conjunto de interações que os indivíduos de determinada espéciemantêm com o ambiente.Imagem: Na imagem acima está representado uma formiga carregando uma folha. Asformigas vivem em colônias muito bem organizadas onde cada indivíduo tem umafunção específica. Para manter tudo em ordem, elas trabalham incessantemente. "Aqualquer momento do dia ou da noite muitas formigas estão em atividade. Este é opapel que o organismo organiza dentro de seu ecossistema, ou seja, sua “profissão”.Dentro de suas colônias os grupos de formigas são organizados de acordo com afunção que exercem: um grupo vai buscar comida, outro vai proteger a colônia, outroacasalar com a rainha etc. Isso faz parte do nicho ecológico.
  21. 21. CONCEITO DE ECOTONO: Ecotono é a região de transição entre duas comunidades ou entre dois ecossistemas.Imagem: Na imagem acima podemos ver que é uma área de transição entre o cerradomais ao fundo; e mais a frente a área de mata atlântica, mais predominante nestelocal. Nessas áreas podemos encontrar um grande numero de espécies de plantas eanimais. Algumas dessas espécies se relacionam para que o tempo de vida na regiãoseja maior.
  22. 22. CONCEITO DE BIOTOPO:Biótopo é o conjunto dos aspectos físicos e químicos de um determinado ambiente.Imagem: Planta semelhante à vitória regia que é adequada ao ambiente aquático e ascondições desse ambiente. Esta é uma área onde há fatores naturais adaptados aomeio. Podemos observar vários biótipos representados como a água, o ar presenteentre outros.
  23. 23. CONCEITO DE BIOSFERA:Biosfera e o conjunto de locais do planeta Terra capaz de abrigar formas de vida.Imagem: Está sendo representada na foto uma parte da floresta de Mata Atlântica. Éuma mata fechada, que permite pouca entrada de luz. Encontramos gases comoOxigênio e Nitrogênio nas partes do ambiente, que são necessários para as espéciesque habitam ali.
  24. 24. CONCEITO DE BIOMA: Bioma é um conjunto de diferentes ecossistemas, que possuem certo nível de homogeneidade.Imagem: Área em que tem características exclusivas dela, que facilita sua identificaçãoem qualquer lugar, como por exemplo: a cobertura vegetal, o clima, o solo entreoutros. É um espaço com grandes dimensões territoriais. Na imagem estárepresentado o cerrado. Nele há um clima predominantemente tropical e umaformação vegetal composta por árvores finas e retorcidas, arbustos, arvores depequeno porte e vegetação rasteira.

×