Ano 13   •   nº 155   •   JULHO 2012   •   Barra da Tijuca, Recreio e Vargens   •   Distribuição mensal e gratuitaTEMPO DE...
02   Julho 2012   JORNAL TIPO CARIOCA
JORNAL TIPO CARIOCA              Julho 2012   03                                                                          ...
04     Julho 2012                      JORNAL TIPO CARIOCA                     Mergulhão da Transcarioca                  ...
JORNAL TIPO CARIOCA   Julho 2012   05COLEÇÃO 2013C         omo prometido, depois         de minha ida a Roma,         para...
06     Julho 2012                        JORNAL TIPO CARIOCA                                                              ...
JORNAL TIPO CARIOCA                            Julho 2012           07                                                    ...
08   Julho 2012   JORNAL TIPO CARIOCA
JORNAL TIPO CARIOCA   Julho 2012   09
10   Julho 2012          JORNAL TIPO CARIOCA                                                                              ...
JORNAL TIPO CARIOCA   Julho 2012   11                                    04                                               ...
12   Julho 2012                     JORNAL TIPO CARIOCA               METEORISMOA           presença anormal de      tranq...
JORNAL TIPO CARIOCA                         Julho 2012         13                  Fábio Cardoso de Freitas               ...
Jornal Tipo Carioca Julho 2012
Jornal Tipo Carioca Julho 2012
Jornal Tipo Carioca Julho 2012
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Tipo Carioca Julho 2012

576 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
576
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Tipo Carioca Julho 2012

  1. 1. Ano 13 • nº 155 • JULHO 2012 • Barra da Tijuca, Recreio e Vargens • Distribuição mensal e gratuitaTEMPO DE S! Crédito: João Caldas FÉ RIA P elo menos para alunos de escolas e universidades, julho é mês de fé- rias. O bom é que, na região, não faltam opções para quem quer curtir esses dias de descanso. No Recreio Shopping, por exemplo, uma das atrações é o Circo da Mô- nica, que ica em cartaz até o dia 29. O espetáculo acontece de quarta a domingo, com ingressos a R$ 60. Já nos dias 21 e 22 acontece o tradicional Arraiá do Barra Garden, com entrada franca. Também na Barra, no estacionamento do supermercado Extra, a garotada pode acelerar no Top Kart, ou mostrar suas habilidades sobre o gelo, no Barra On Ice. Nesta edição, na coluna Circulando, con ira dicas de peças de teatro na região.
  2. 2. 02 Julho 2012 JORNAL TIPO CARIOCA
  3. 3. JORNAL TIPO CARIOCA Julho 2012 03 Editorial RamadeM ês de julho, frio che- irregular de veículos de toda espécie Outro pequeno, mas importante, gando, férias escolares, nas pistas laterais, a qualquer hora detalhe é a saída de veículos vindos BRT inaugurado, cam- do dia ou da noite, sem que haja uma da orla, junto ao Recreio Shopping. O panha política se ini- iscalização e iciente por parte de acesso para a Avenida das Américasciando, mas, como disse o Cazuza, o nossos governantes. está mal feito e perigoso. O motoris-tempo não para. Seguimos vigilan- As pistas, que, teoricamente, ta sai quase que perpendicularmen-tes e atentos na defesa das priorida- deveriam comportar o tráfego de te à pista, onde, oriundos de Vargemdes de nossa região. Em se tratando três veículos em cada sentido, têm Grande, outros carros desenvolvemda obra do corredor expresso Tran- seu espaço reduzido para dois, grande velocidade. São necessáriassoeste, pequenos detalhes fazem pois, aproximadamente a cada medidas urgentes, a im de evitar fu-grande diferença. Somente nós, os 500 metros há carros parados, até turos desastres.moradores do Recreio, da Barra e caminhões de entrega de merca- Para quem vem da Barra em dire-de Vargem Grande, diretamente en- dorias e, por incrível que pareça, ção à Praia da Macumba, o acesso àvolvidos no trânsito que se seguiu os chamados “cegonha”, desem- Avenida Vereador Alceu de Carvalho,às obras para implantação do BRT, barcando veículos. Caos total e sob o viaduto do Canal de Sernambe-podemos avaliar os problemas da trânsito restrito. tiba, é outro ponto perigoso, devidocirculação, do estacionamento e da As ruas paralelas ou perpen- ao estreitamento da pista de saída,segurança de pedestres e veículos diculares à avenida estão reple- que recebe, também, veículos vindosna Avenida das Américas e nas di- tas de carros estacionados, sob a de Vargem Grande.versas vias próximas a ela. ação de flanelinhas que achacam A correção de tais problemas é A reclamação da maioria dos mo- os que necessitam parar nelas, a perfeitamente possível: no primeiroradores que se utilizam diariamen- fim de acessar comércio e servi- caso, com uma iscalização contínuate da importante avenida que liga o ços da via principal, onde foram e e iciente; nos outros, com a melho-Recreio à Barra é o estacionamento extintos os estacionamentos. ria do traçado dos acessos. PRAÇA ocorre em toda a região do Jardim é bem-vinda, mas poderiam ter um Oceânico. Carros e motos (princi- maior cuidado nas obras. ABANDONADA palmente de entrega) fazem a mão Enviado por e-mail por Gustavo Corrêa. É incrível imaginar a que ponto que querem. Já presenciei três aci- de total abandono chegou a Praça dentes causados por imprudência. ESTACIONAMENTO Professor José Bernardino (Pomar Aqui, um dos mais altos IPTUs do da Barra). O gradil de proteção Rio, tornou-se uma terra de nin- DE ÔNIBUS está em péssimo estado de con- guém em termos de trânsito. Um trecho da Rua General Eurico servação, alguns trechos já foram Enviado por e-mail por de Souza Gomes Filho, no Jardim arrancados, e moradores de rua Marcelo Jorge Esmeraldo. Oceânico, junto à Praça Profes- fazem dela local para dormir ou se sor Souza Araújo, pede socorro. É esconder. Usuários de drogas po- INUNDAÇÃO NA que o local virou estacionamento dem estar fazendo o mesmo. Alô, permanente de ônibus de turis- prefeitura! PEDRO CORREIA mo. Já até instalaram um ‘Proibido Enviado por e-mail por Roberta Araújo. Moro na região do Autódromo e mi- estacionar’. Infelizmente, porém, nha rua vai fazer parte da Transca- quando não há iscalização e mul- rioca, o que acho excelente. Porém, ta, absolutamente nada acontece, e Bairro Cabelos CONTRAMÃO NO página 04 página 05 recentemente, parte da obra deste ninguém respeita a placa. JARDIM OCEÂNICO corredor expresso causou o estou- Enviado por e-mail por Henrique Souza. A Rua Henrique de Moura Costa, ro de uma tubulação de água aqui na Estrada Coronel Pedro Correia. Coluna Zen Matéria Extra no Jardim Oceânico, era de mão página 06 dupla e mudou para mão única. O resultado é que a entrada do con- página 06 domínio Portal do Atlântico virou Cartas para esta seção: Entretanto, os motoristas con- Rua Januário José Pinto de Oliveira, 277 tinuam a trafegar como antiga- uma verdadeira piscina, colocando mente. Ou seja, dirigem agora na em risco as pessoas e os carros que Maramar - Recreio dos Bandeirantes CEP: 22790-864 - FAX: 2490-0328 Espaço aberto Ecologia Humana ousam atravessá-la. A Transcarioca e-mail: jornal@tipocarioca.com.br página 06 página 07 contramão. Este fato, na verdade, Tour página 07 página 07 Diretora: Katia Lancelotti | Reg.26340 Veículo associado: Administração: Reportagem: Gustavo Loio R. Januário José Pinto de Oliveira, 277 Saúde Condomínio Maramar página 10 página 12 Revisão: Nelson Barboza Recreio dos Bandeirantes Distribuição: Márcio Moraes Rio de Janeiro - RJ Colunistas: CEP: 22790-864 CNPJ: 03.072.362/0001-86 Paisagismo Meio ambiente Paulo Sergio Valle, Nelson Barboza, International Insc. Municipal: 02.577.631 página 13 página 13 Katia Lancelotti, Dr. Wellington Writers Association Euclydes de Souza, Rosane Castro Tel.: 2490-0328 Neves, Cleci Meneghel, Adriana Mello, Donato Velloso, Gilvan Nascimento, Distribuição Gratuita: Barra da Tijuca, Cel.: 9124-0185 Opinião Cinema Fábio Freitas, Dr. José Figueiredo Recreio dos Bandeirantes, Vargem página 13 página 14 Penteado, Hilário Silva Neto, Paulinho Grande e Vargem Pequena. Barros e Dani Beer. www.tipocarioca.com.br Tiragem: 20.000 exemplares Colaborações: Publicação: Mensal Social CIEI jornal@tipocarioca.com.br página 14 página 15 Ramade Martins (Caricaturas), Reinaldo Costa (Enigmas do Rei) e Alessandro Fotolito e Impressão: Lance! Rosalino (Tirinhas do Ale). Os textos e artigos assinados não Projeto Gráfico e Arte Publicitária: refletem necessariamente a opinião do Premiado com o Troféu jornal, sendo responsabilidade AIB de Imprensa de seus autores. 2007, 2009 e 2011
  4. 4. 04 Julho 2012 JORNAL TIPO CARIOCA Mergulhão da Transcarioca Feira de Saúde do é inaugurado na Barra Lions acontece em agostoO Mergulhão Billy Blanco, que quem vem da pista lateral da Aveni- estão na Ayrton Senna retornarem E faz parte da primeira fase da das Américas (BarraShopping), em direção à Linha Amarela está m parceria com a Associação das obras de construção da sentido Recreio ou praia. previsto para ser concluído no início de Moradores e Amigos deTranscarioca, foi inaugurado no dia Esse é o primeiro de dois mergu- de 2013. Vargem Grande, o Lions Clu-30 de junho, pelo prefeito Eduar- lhões que serão construídos na Ave- A Transcarioca é o corredor expres- be RJ Vargens promove, no dia 11do Paes e o secretário municipal de nida Ayrton Senna, permitindo que, so de alta capacidade que vai ligar a de agosto, a terceira Feira de SaúdeObras, Alexandre Pinto. Localizado até o im do ano, a via não tenha mais Barra ao Aeroporto Tom Jobim, com e Cidadania. As atividades acontece-próximo à Cidade das Artes, o mer- sinais de trânsito para os motoristas 39 quilômetros, e deve transportar rão na sede da Amavag: Estrada dogulhão vai permitir que a pista do que querem cruzar as pistas ou fazer cerca de 400 mil passageiros com Pacuí 80, das 9h às 14h.BRT passe no entroncamento das o retorno na própria via.avenidas Ayrton Senna e das Amé- O mergulhão em sentido inverso, integração para outros transportesricas, além de receber o trânsito de que permitirá aos motoristas que (metrô e trens). Ampliação do abastecimento de água na região D urante a Rio+ 20, o gover- nador Sérgio Cabral e o pre- sidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda, assinaram contratos para obras de saneamento na região metropolitana do Rio. Bairros como Recreio, Barra e Var- gens receberão obras de ampliação do abastecimento de água, cujo in- vestimento total será de R$ 95 mi- lhões. Serão assentados 2.440 me- tros de tubulação, para reforçar o abastecimento na Barra da Tijuca, e 5.050, para melhorar o abastecimen- to em Vargem Grande. Programação daDelegado alerta sobre furtos Inaugurado posto avançado Amor para julho a residências na região de perícia na BarraO A auditório do shopping Mi- furtos a residências na região, citou Amor (Associação de Mora- C dtown, na Barra, foi palco, os principais cuidados que devem ontando com a presença da che- dores do Recreio) promove em junho, da reunião men- ser tomados pelos moradores ao fe de Polícia Civil do Rio, Martha uma série de atividades emsal do 31º Conselho Comunitário de entrar e sair dos prédios, e a im- Rocha, foi inaugurado, no dia 28 julho. Dia 14, na sede da entidade,Segurança – 31º CCS. Além do pre- portância de se realizar o boletim de junho, o posto avançado de serviços acontece a Feirinha de Adoção desidente da entidade, Cléo Pagliosa, de ocorrência na delegacia, para de perícia do Instituto de Criminalísti- Animais, em parceria com a Insti-participaram do encontro: Mario viabilizar as investigações. Adria- ca Carlos Éboli (ICCE). A projeção do tuição Focinhos de Luz. Dois diasCelso, diretor do Hospital Municipal na Belém informou que foram ICCE foi instalada em um prédio ane- depois, a Amor promove palestraLourenço Jorge; Adriana Belém, de- presos traficantes que atuavam xo à 16ª DP (Barra da Tijuca), visando sobre reativação e conscientizaçãolegada da 42ª DP; Carlos Henrique, nas áreas do posto 12, na Praia do dar mais agilidade ao atendimento de vez, ressaltou a agilidade nos servi- da reciclagem nas ruas. A associaçãodelegado da 16ª DP; major Lucia- Recreio, no Terreirão e na comu- perícia às delegacias da Barra, Recreio, ços prestados, tendo em vista que, também apoia a campanha Big Macno, do 31º BPM; tenente Fabiana, nidade Cesar Maia. Taquara e Tanque. Também participa- até a inauguração do posto, tudo era Feliz, que será no dia 25 de agosto, echefe de Planejamento Operacional Entre outros assuntos, o diretor do ram da solenidade o diretor geral da resolvido na região central da cida- vai vender tíquetes de Big Mac, cujado 31º BPM, e o tenente-coronel Lourenço Jorge falou sobre a parce- Polícia Técnica e Cientí ica, Sérgio da de, o que ocasionava demora nos renda será totalmente revertida àbombeiro Albucacys, do Grupo ria com o Hospital Gama Filho, que Costa Henriques; a diretora do Ins- trabalhos de perícia técnica, devido Casa Ronald, que cuida de criançasde Busca e Salvamento da Barra. irá ampliar o número de leitos para tituto de Criminalística Carlos Éboli, à di iculdade de locomoção, princi- com câncer.O titular da 16ª DP falou sobre os o atendimento na Barra. Nelly Soares; o delegado do Departa- palmente nos horários de rush, e à mento Geral de Polícia Especializada, sobrecarga de trabalho no Centro. Fernando Reis e o delegado Raphael Um dos principais bene ícios do Wyllis, entre outros policiais civis. novo posto é a possibilidade de a de- Propagandas Durante o discurso, Martha Rocha falou legacia conseguir um laudo prévio BRT Transoeste passa sobre a importância desse posto para após a apreensão de entorpecentes. irregulares são a funcionar 24 horas as áreas da Barra, Jacarepaguá e Var- – Tudo isso poupa o tempo no aten- retiradas na BarraD gem Grande, agilizando, assim, o tempo dimento às vítimas e facilita nosso esde o final de junho, o BRT seca, Salvador Allende, Pontões/ U gasto em perícias e investigações. trabalho – informa Carlos Henrique Transoeste está funcionan- Barra Sul, Pedra de Itaúna, Interla- ma ação da Secretaria Espe- Sérgio da Costa Henriques, por sua Machado, titular da 16ª DP. do 24 horas por dia, na li- gos, Riomar, Santa Mônica Jardins, cial de Ordem Pública reti-nha paradora, enquanto a expressa Américas Park, Novo Leblon, Bos- rou, no início de julho, cincovai de 5h a 1h, de segunda a sexta, que da Barra e Terminal Alvorada. publicidades irregulares que esta-e das 5h às 14h, aos sábados. A li- Já a linha expressa faz paradas nas vam expostas em lonas de painéisnha paradora está disponível nas estações Santa Cruz, General Olím- ixados ao solo na Avenida das Amé-estações Santa Cruz, General Olím- pio, Gastão Rangel, Recreio Shop- ricas, na Barra.pio, Gastão Rangel, Pingo D’Água, ping, Gláucio Gil, Salvador Allende, e Uma delas estava na altura do núme-Magarça, Ilha de Guaratiba, Pontal, Terminal Alvorada. ro 900. As demais foram retiradasNotre Dame, Recreio Shopping, No início de julho, a Transoeste re- perto do número 2.668, todas comGuiomar Novaes, Gilka Machado, cebeu duas novas estações: Vendas cerca de 60 m² de lona. Os responsá-Nova Barra, Benvindo de Novaes, de Varanda e Santa Veridiana, ambas veis pelas irregularidades já tinhamGláucio Gil, Guignard, Gelson Fon- em Santa Cruz. sido noti icados pela prefeitura.
  5. 5. JORNAL TIPO CARIOCA Julho 2012 05COLEÇÃO 2013C omo prometido, depois de minha ida a Roma, para participar do lan- çamento das tendênciaspara o próximo ano em cabelos,com cortes e colorações, possopassar a você as novidades.Fiquei bem surpreendido com osjaponeses; eles foram soberboscom suas tendências: muito volu-me nos cabelos e cores bem vibran-tes; já nós, brasileiros, criamos asondas, os movimentos, saindo daescravidão do liso sem graça, comcores mais beges nos louros e maisvibrantes também nos marrons!A “belle époque” está de volta: muitoglamour e brilhos nas maquiagens,cores fortes e bastante glitter; vamosver também nas roupas, elas estãobem coloridas para o nosso verão!Por isso, não tenha medo de ousarneste verão. Muita cor, brilho e ati-tude, o que acredito estar faltandona mulher carioca. Atitude é funda-mental, e não tenha medo do queas amigas vão falar; logo, logo, elasvão usar também! você já desistiu de viver! cêComo os cabelos estão mais glamo- Aproveite a fase de renovação dorosos, tipo ondas marcadas, os cor- mundo e seja colorida!!tes em camadas são bem-vindos; Boa sorte!assim, podemos fazer os movimen-tos dos cortes; curtos demais, nempensar; cabelos grisalhos? Só se www.chiclubcabeleireiros.com.br
  6. 6. 06 Julho 2012 JORNAL TIPO CARIOCA Mapa Astral • Tel.: 8834-7412 adrianafmello@ig.com.br ERVAS SAGRADAS - PARTE 1 www.contatoscom.blig.ig.com.br A ENERGIA, SUA UTILIZAÇÃO E SEU FASCINANTE PAPEL EM NOSSAS VIDASF olhas e ervas são a base de crim é ótimo para trazer o ânimo de símbolo do afastamento de barrei- dado por pesadelos, encha com ela desta erva, junto à pele. Substitua a praticamente tudo que nos volta. Está ligado a idelidade, amor, ras; Aveleira - Árvore sagrada. As uma pequena almofada de tecido erva de três em três dias; Cipestre - cerca; é o sangue vegetal lembranças felizes. O cheiro de ale- varas da sua madeira simbolizam e coloque-a debaixo da sua cama; A fumaça do cipreste pode ser usada que, na forma de banhos, crim mantém a pessoa alegre, é um magia branca e cura. Se estiver ao ar Calêndula – A água da calêndula para consagrar instrumentos má-nos puri ica e consagra, espantan- símbolo de amizade; Alho - Erva livre e precisar rapidamente de pro- é feita das lores. Se a passar pelas gicos; Coentro - Usado em feitiçosdo os males ísicos e espirituais. extremamente protetora. Pode ser teção mágica, desenhe, à sua volta, pálpebras, ajuda-o a ver as fadas. As de amor. Indicado como calmante.As ervas possuem vasto uso e nos pendurado em casa, para proteger. um círculo com um ramo de avelei- lores metidas nas almofadas pro- O chá de coentro deve ser feito comrituais são muito utilizadas, em ho- Também utilizado para fazer exor- ra. Para atrair a ajuda das fadas das duzem sonhos clarividentes; Camo- toda a planta, folhas, talos e raiz,menagens, invocando sua proteção cismos; Angélica - A raiz dessa erva, plantas, en ie nozes numa corda na mila – Usada em encantamentos e depois de bem lavados. Como esti-para que os atos litúrgicos sejam guardada em um saquinho de tecido sua casa ou sala ritual; Bálsamo de em rituais de prosperidade. Um chá mulante do estômago e ígado, ver-bem encaminhados. En im, seu uso é azul, funciona como um poderoso ta- Gilead - Usado em feitiços de amor feito com duas colheres de camo- ter uma xícara de água fervente emprimordial, pois nada acontece sem lismã protetor. A raiz também pode e proteção; Bardana - Também co- mila, mergulhada em água fervente cinco gramas de frutos de coentrofolhas. Um dos grandes mistérios ser colocada em um saquinho de te- nhecido por Cardo. Mergulhe uma durante cinco minutos, é um suave secos, iltrar, adoçar e tomar apósna quase totalidade dos ramos da cido branco ou azul, pendurado na mão cheia de erva num balde com indutor de sono. Também pode ser as refeições; Cominho - Usado emmagia em todo o mundo é a utiliza- janela para proteger a casa e as pes- água, para lavar o chão: isso afasta queimada ou acrescentada às bagas encantamentos de amor, para atrairção das plantas, raízes e sementes soas que moram nela de todo o mal; a negatividade, puri ica e protege; da prosperidade, para incrementar a pessoa amada; Cravo - Gera ener-das ervas mais variadas. São usa- Anis - Usado para proteção. Um tra- Basílico - Fogo usado em rituais de o dinheiro. Outra indicação: o chá gia no ritual, quando usado comodas tanto em forma de defumações vesseiro feito com anis proporciona riqueza e prosperidade. Pode ser acalma e tranquiliza, pode ser mui- incenso; Crisântemo – Os viajantespara os deuses, quanto para banhos um sono tranquilo e sem pesadelos. carregado no bolso, para atrair di- to útil quando você precisar fazer usavam-no como proteção contra aspuri icadores, protetores e de cura. É considerado um ótimo protetor nheiro. Tempos atrás, acreditava-se um ritual e estiver sentindo raiva ou doenças e os acidentes durante suasAbsinto - Muito mágico e sagrado contra olho gordo; Arruda – Os cel- que a mulher acabaria com a in ide- agonia. Lavar o rosto e as mãos com deslocações; Espinheiro - Pode serpara divindades lunares. Queimado tas consideravam-na uma erva anti- lidade do marido salpicando basílico camomila atrai amor; Canela - Usa- queimado como incenso, quandoem incensos, para ajudar a evocação, mágica, ou seja, uma defesa contra no corpo dele; Baunilha - Usada em da como incenso para cura, clarivi- você precisar de re lexão, energia ea adivinhação e a profecia. Espe- os encantamentos e a magia negra. encantamentos de amor; o óleo de dência, vibrações espirituais. Conhe- dinamismo em sua vida; Eucaliptocialmente bom, quando combinado Pode ser usada para salpicar de água baunilha tem função afrodisíaca; Be- cida como um poderoso afrodisíaco. - Pode ser utilizado para cura, co-com artemísia. Fortalece incensos sagrada em consagrações, bênçãos e ladona: Venenosa, porém, excelente Usada em feitiços de prosperidade e locando as folhas em volta de umapara exorcismo e proteção; Abeto- curas. Queimada em exorcismos ou para ser utilizada em feitiços e pre- de amor. O banho de canela em pau vela azul e, em seguida, queimá-la.-Prateado - Árvore sagrada. As agu- incensos de puri icação, expulsa a paro de pós contra os inimigos. O pó desperta a vitalidade; Cardo-Santo Também pode ser pendurado emlhas são queimadas durante o parto. negatividade e estabelece a ordem pode ser feito com beladona, açafrão – Erva druídica sagrada, que se uti- volta do pescoço, para curar resfria-para abençoar e proteger a mãe e o das coisas; Artemísia - Seus poderes e cânfora; Benjoim - Usado como liza, principalmente, para proteção dos e dores de garganta; Freixo – Asbebê; Açafrão - Usado em rituais de são mais fortes quando apanhada na incenso, para puri icação; Betônia e força. Se for plantado no jardim, folhas deixadas embaixo do traves-prosperidade e cura; Alecrim - Usa- Lua cheia. Apanhe-a no solstício de – Erva druídica sagrada. Era uma afasta os ladrões; Cebola - Usada seiro induzem a sonhos psíquicos.do em encantamentos de proteção, verão para dar sorte. Esfregue a erva erva muito mágica para os druidas; para proteger e curar; Cedro - Para A folha pode ser trazida no bolso,para ajudar nos estudos. Lavar as fresca em bolas de cristal e espelhos tem o poder de expelir os espíritos atrair a energia da Terra e manter-se para atrair boa fortuna; Gardêniamãos com uma infusão de alecrim mágicos, para aumentar a sua for- malignos, os pesadelos e o desespe- irme, coloque as palmas das mãos - Use as lores, para atrair amor;substitui um banho de puri icação. ça; Aspérula - Use uma vergôntea ro. Era queimada para puri icação e contra as extremidades das folhas; Gengibre - São feitos rituais ao arBeba um chá de alecrim, antes de de aspérula, quando quiser mudar proteção. Salpicar próximo de todas Celidônia – Como prevenção con- livre com ele, para puri icar e prote-fazer um exame ou uma entrevista, o curso da sua vida e alcançar a vi- as janelas e portas, para formar uma tra o aprisionamento ilegítimo, use ger. Queimar as lores e os rebentospara ter a mente alerta. O chá de ale- tória. Acrescente-a ao vinho, como barreira protetora. Se for incomo- um saco de lanela vermelha repleto acalma os ventos. Matéria Extra O QUE ESPERAR DA RIO+20? N o dia 13 de junho, teve En im, a situação está caótica e com- to agora é de re letirmos sobre essa DEFINIÇÕES Pílula = Medicamento usado no início, na cidade do Rio promete o futuro da humanidade. questão, tentar entender e buscar momento certo e suspenso no mo- FEMINISTAS: mento oportuno pelas aproveita- de Janeiro, a Rio+20, con- Tudo isso prova que a Rio+20 não foi soluções para o desa io que o nossoAliança (ou gravidez) = Garantia i- doras e piriguetes. ferência realizada pela para marcar um sucesso, mas para planeta enfrenta. É possível crescernanceira. Organização das Nações Unidas reconhecer que houve um fracasso, em harmonia com a natureza, desdeAmante = Homem que faz tudo aqui- (ONU). O encontro reuniu líderes que perdemos vinte anos na agenda que haja planejamento, investimen-lo que o marido nunca faz. O HOMEM mundiais, representantes de empre- climática do mundo. Muitas soluções to e iscalização. Hoje, o mundo pre-Amor impossível = Um pretendente INTELIGENTE sas e da sociedade civil, com objeti- já foram planejadas, mas nem sempre cisa urgentemente que essas com-pobre. vo de assegurar um compromisso saíram do papel. O Protocolo de Kyo- petições políticas sejam deixadas de Um homem perdido (aparentementeBatom = Poderosa arma feminina muito burro) passa por uma lâmpa- político renovado com o desenvol- to em 1997, por exemplo, estabeleceu lado. As autoridades devem investirque deixa marcas fatais. vimento sustentável. Abordou os metas para redução da emissão de em novas tecnologias, em fontes de da, a esfrega, e dela sai um gênio. OBolsa = Membro essencial no funcio- gênio pode lhe conceder três pedi- desa ios emergentes e acrescentou CO2 que intensi icam o aquecimento energia renovável, incentivar a re-namento do corpo feminino. novos temas como a economia verde global. Mas, como a base da economia ciclagem, o re lorestamento. Outra dos.Cansaço = Vontade de icar sozinha. O homem pensa... Então, pede: e a erradicação da pobreza. O even- dos países ricos é a indústria e eles medida fundamental é a educação,Carteira = Principal órgão masculino. -Eu quero ser dez vezes mais inteli- to recebeu este nome pelo fato de são grandes consumidores de com- conscientizar as crianças em relaçãoCerteza = Quase certeza. acontecer 20 anos após outra con- bustíveis fósseis, a redução da emis- à preservação do meio ambiente, ao gente!Con iança = Ação incompatível com O gênio o tranforma em um ameri- ferência internacional promovida são de gases seria uma forma de “fre- uso racional da energia e da água,os homens. pela ONU na capital luminense, com ar” o avanço econômico. Os países só evitando o desperdício. Com tantas cano.Dor de cabeça = Falta de vontade. objetivos semelhantes, a Eco92. Na estarão preparados para irmar um decepções nessas duas décadas após Depois ele pensa... E muda:Extravasar = Galinhar. realidade, duas décadas se passa- acordo e iciente quando alternativas a Rio92, o que podemos esperar da -Eu quero ser cem vezes mais inte-Falta de atenção = Falta de presentes. ligente! ram e continuamos sofrendo com a energéticas estiverem desenvolvidas Rio+20? Pensar em alternativasFracasso = Perder um homem para O gênio o transforma em um japo- crise ambiental. O efeito estufa está e comercialmente viáveis. A crise i- para diminuir o impacto ambientaluma mulher mais magra. cada vez mais agressivo e o clima nanceira mundial explica, em grande não é responsabilidade, apenas, dos nês.Gravidez = Investimento a longo pra- Então ele pensa, muito, e pede: cada vez mais alterado. É com fre- parte, os impasses diplomáticos nas governantes, é nossa também. Nãozo…(pelo menos, 21 anos). quência que acompanhamos nos negociações desses tantos acordos. podemos assistir de longe e deixar -Eu quero ser dez mil vezes mais in-Minutos = Horas. Principalmente an- teligente!!! noticiários situações de enchentes, Os EUA se tornaram uma barreira que as cúpulas resolvam tudo. A i-tes de sair. furacões e tsunamis. As atividades para qualquer acordo na área ambien- nal, todas as ações do nosso dia a dia, E o gênio o transforma em..... mulher.Maquiagem = Realce da beleza natu- agropecuárias insustentáveis estão tal. O fato é que empresas de petróleo desde a água que desperdiçamos noral e disfarce de feiúra original. transformando o solo em deserto, inanciam os políticos republicanos e banho até o meio de transporte queMeia-calça = Camada de acabamento gerando problemas econômicos e indústrias de carvão inanciam os de- usamos, afetam o planeta e, por con-das pernas. Cartas para esta seção: sociais graves. Do ponto de vista so- mocratas. Ou seja, os interesses dos sequência, nossa vida.Namorado = Desculpa usada para Rua Januário José Pinto de Oliveira, 277 cial, gera problemas como a migra- maiores poluidores do mundo domi- Rosilene Moraes de Castro – Jornalista Maramar - Recreio dos Bandeirantes ção para centros urbanos, causando naram o Congresso e nada pôde ser Registro Pro issional JP33079RJdespistar homens indesejados. CEP: 22790-864 - FAX: 2490-0328Nunca = Por enquanto não… e-mail: jornal@tipocarioca.com.br pobreza, desemprego e violência. feito pela agenda climática. O momen- rosi.mcastro@gmail.com - Rio de Janeiro.
  7. 7. JORNAL TIPO CARIOCA Julho 2012 07 Alberto P Gonzalez . Médico www.doutoralberto.com RIO + 20 + 40 + 60 QUESTIONAMENTOSN enhuma cidade repre- da chegando a 8,9 litros de veneno dos de criança ou despejam vene- D senta tanto o Brasil como por brasileiro. Florestas são de- nos em todo o país com a mesma isse um escritor argen- exigências das gravadoras, é melhor o Rio de Janeiro. Nos pró- vastadas para produzir soja para facilidade que regamos um jardim, tino, em entrevista a um partir para o disco independente. ximos meses e até anos, alimentar porcos na Dinamarca. estes sim nem se importam com o jornal brasileiro, que a Como escritor, sempre me sentios olhos do mundo estarão volta- Nossos minérios e nosso equilíbrio resultado, pois o que lhes interessa literatura é uma arte só- mais livre, mas já ouvi editores su-dos para o Rio e para o Brasil. Mas mineral, incluindo a frágil camada é o dinheiro. E o que farão eles com bria. O que se deduz de suas pala- gerirem aumentar ou diminuir oo que nós, cariocas e brasileiros, pré-sal são bombeados e dragados o dinheiro? Construirão muralhas vras é que o livro não pode ser tra- número de páginas, que acabam porestamos fazendo? como um parasita destrói uma fru- para proteger-se de terremotos, tado como a música popular (esta, determinar o preço do livro. E é ob-Ao nos dispormos a ser sede da ta. Tudo é enviado em navios para tsunamis e erupções? sim, sempre direcionada ao merca- vio que o escritor, ávido por ver suareunião de cúpula mundial sobre o a China e outros destinos. Por isso escrevo este texto, baten- do artístico, sempre badalada). obra publicada e distribuída, cede.meio ambiente, nos tornamos assim Ao mesmo tempo, a expulsão dos do sempre na mesma tecla. Nós, O livro deveria icar num canto da li- Mas os responsáveis por transformarcomo um aniversariante que chama pequenos produtores e famílias do an itriões da festa ecológica, tupi- vraria, à espera do leitor. O tal escriba a literatura em artefato mercantil fo-seus convidados para uma casa que campo, a verticalização das metró- niquins modernos de celular, é que argentino não vê sentido na busca ram os editores norte-americanos.está sem vaso sanitário, cheia de poles e o aumento da população temos que mudar estas coisas por das grandes editoras por best-sellers. Eles dão generosos adiantamentoslixo ao redor, com uma cozinha que urbana de baixa renda e de perife- iniciativa própria. É nossa diversi- Também discorda de certos escrito- aos autores, e depois se sentem comenche de fumaça a sala e, ainda, com ria determina uma devastação dos dade racial, cultural e natural brasi- res que vivem a dar palpite em tudo, direito a dar palpites na história.todos os vizinhos, muito pobres, recursos hídricos, com poluição por leira que resulta nesta criatividade e se comportam como pop stars. Segundo alguns críticos americanos,avançando sobre a mesa e levando lixo, venenos químicos e dejetos fe- que não tem im e que pode mudar Não considera literatura as obras de o importante agora não é escrevero bolo da festa. cais contaminantes. o atual estado de emergência. autoajuda, e despreza o esoterismo bem, mas escrever muito. É por issoO Brasil ainda tem muito a resol- A vida na Terra não está ameaça- Cuidando do que comemos, re letin- banal. Não nego que o cara me fez que os best-sellers têm sempre mui-ver, e não são condições simples da, pois as bactérias, os fungos e do como aquele alimento chegou até re letir sobre o assunto. Talvez, por tas páginas. Ironizam esses mesmosassim. Mais uma vez são as cor- os insetos vão continuar, mesmo nós, quanta devastação provocou, me dedicar à música e à literatura. críticos, dizendo que são livros paraporações dominantes e interesses que derretamos as calotas pola- quanto lixo ele produziu. Se puder- Como compositor, jamais consegui serem vendidos e não lidos.congressistas que determinam res, como gelo no suco, mesmo que mos usar uma bicicleta, às vezes, fugir à pressão das gravadoras, mas é Será que é isso mesmo? Ou será queo que acontece no nosso meio rompamos com toda a camada de pelo menos. Se pudermos usar me- compreensível, pois elas gastam mui- o tal escritor argentino anda ressen-ambiente. Há poucas semanas já ozônio da atmosfera. O que está trô e ônibus, para uso urbano ou via- to dinheiro com músicos, estúdio, tido por não vender tanto como seustínhamos um código florestal ver- ameaçada é a vida humana. Esta- jar, se pudermos formar uma massa produtores e arranjadores. Todo dis- colegas norte-americanos?gonhoso, adotado após votações mos desequilibrando as condições crítica que exija do governo e de sua co (se é que isto ainda existe) precisa Eu não sei, só sei que o livro não é maisigualmente vergonhosas por um que mantém a vida humana no pla- riqueza mais trilhos, mais bondes, de, pelo menos, duas músicas fortes; aquela coisa sacrossanta de outrora.congresso manipulado pela Mon- neta e colocando em risco a nossa metrôs e ferrovias modernos. caso contrário, o negócio encalha. Alguma dúvida? Então, caro leitor,santo, DuPont e Dow Chemical própria espécie. Há 8.000 anos di- Enquanto ficamos de braços cru- Quem não quiser se submeter a certas veja a lista dos mais vendidos.e sua testa de ferro, a bancada zia Zaratrustra, na antiga Pérsia: se zados, vendo televisão, os inimi-ruralista brasileira. Com o veto o homem desa iar a natureza, esta gos do verde assombram o ar. Osparcial da presidenta, nos resta mesma natureza o destruirá. que lucram com a devastação deaguardar o retorno ao tão famoso Por incrível que pareça, os destrui- nossas florestas, com a produçãoCongresso Nacional. dores do planeta, repito – as corpo- de toneladas de lixo e da poluiçãoO Brasil é o maior consumidor de rações –, que produzem automóveis de nossos recursos hídricos, esta-venenos agrícolas do planeta, com como palitos de fósforo, devastam rão agindo em nome da única coi-a distribuição per capita atualiza- cerrados e lorestas como brinque- sa que lhes interessa. Serviços gráficos e web. A ESTRADA DO SOL O tempo para, o coração dispara Tel.: 7854-9730 “Porque é assim que a Me acende uma tara de Adoçar-me vida deve funcionar…” lhe ter por perto Num emaranhado de beijos Não sei se é o certo, mas Esforçar-me Me dispense da ciência, sei que é o momento Pra que entre os solfejos não precisa explicar Eu encontre a canção Não sei se é o que quero Guarde seu conhecimento, Desconhecido sentimento. Vejo o sol na minha mão deixe-me aqui, a sonhar, Que o encontrão do tempo Só preciso de uma ciência, Me traga você pra viver e me alegrar: Sentimento profundo Com esses seios que quero Te leva ao submundo E me fazem morder A de que sou aquela criança E depois percorrer O torna oriundo da Sempre e sempre a perguntar: constante a lição A estrada do sol Por que o céu é azul? Rouxinol, rouxinol Quem foi que encheu o mar? Quero ser e cantar Um raio cai forte Felipe Santos Que viver é amar... Minha mente dispersa Aluízio Rezende Lembro-me de uma LE CHOCOLAT antiga promessa POR QUE O CÉU Se você gosta de bombom, Esqueço-me de manter a razão É AZUL? Tem que saber o que é chocolate Se você é negro, Devia saber quem foi Fela Kuti* Quando a chuva para, Em quais terras corre o Rio dos Sonhos? Que lutou contra a inferiorização tudo volta ao normal No mundo onde os Do mundo negro Surge o desa io de sentimentos ganham vida? Numa amplitude global descobrir o que foi real Por que esses olhos Tal como o chocolate, Separar a mentira da verdade tão tristonhos, Que a gente come bastante E pode ser medicinal... Ou conviver o resto dos dias Como se não visses alegria na vida? *músico nigeriano, criador com a insanidade. do “afrobeat”. Nuno Teixeira Flores desabrocham Aluizio Rezende Mulheres viram mães Há orvalho e luz nova Em todas as manhãs CIDADE VAZIA Dias claros, céu azul Cartas para esta seção: Dias de chuva são todos iguais Puro ar pra respirar Pingos, ventos e cheiro de paz Rua Januário José Pinto de Oliveira, 277 Maravilha tão notável… Cidade vazia, guerra nas Maramar - Recreio dos Bandeirantes Esquecida de se olhar CEP: 22790-864 - FAX: 2490-0328 ruas, árvores nuas e-mail: jornal@tipocarioca.com.br Av. Lúcio Costa, 16.580 - Tel.: 2490-1684 / 9987-6022
  8. 8. 08 Julho 2012 JORNAL TIPO CARIOCA
  9. 9. JORNAL TIPO CARIOCA Julho 2012 09
  10. 10. 10 Julho 2012 JORNAL TIPO CARIOCA 03 com Katia Lancelotti 02 01 20 foram Gigi Monteiro e a atriz Lica Olivei- ra. Dois dos principais homenageados da noite foram o ator Carlos Vereza e a can- tora Loalwa Braz. Foto 06: a atriz Stella Bacia Hidrográ ica da Barra da Tijuca; Miranda; Foto 07: o casal Valéria Valens- Foto 02: David Zee, no momento do dis- sa e Hans Donner; Foto 08: a atriz Luiza curso; Foto 03: os palestrantes. Thomé e Diuli Ferreira; Foto 09: o ator A Luiz Salem; Foto 10: o ator Fábio Keldani; 19 ONG Lagoa Viva, presidi- Depois do sucesso nas novelas Viver a Foto 11: a atriz Suzana Pires; da pelo meu amigo Donato vida e Fina estampa, a atriz Adriana Bi- Foto 12: o ator Carlos Vereza também Velloso, participou da Con- rolli está em cartaz no Teatro dos Gran- foi um dos homenageados da noite; ferência Rio+20. A entidade des Atores, com a peça Manual prático Foto 13: Sérgio Cesar e a atriz Zezé Motta; promoveu o seminário Pacto de Resga- da mulher desesperada. O texto é de Do- Foto 14: Eduardo Menga e a atriz Bianca te Ambiental Local na Arena da Barra, rothy Parker; a direção e adaptação, de Rinaldi. Créditos: Staff Company. que contou com a apresentação do Coral Ruiz Bellenda. O espetáculo narra, de Encanta Rio2. O evento contou com a forma cômica, o desespero de uma mu- Muitas felicidades, paz, saúde, amor e presença e participação de autoridades, lher solteira em uma noite de sábado. No sucesso aos aniversariantes: meu queri- 18 empresários, professores e pro issionais elenco, também está o ator Alex Barg. do pai, Nelson Barboza, meu filhão, Leo- ligados às questões ambientais e de sus- Foto 04: a atriz Adriana Birolli. nardo Lancelotti, o repórter do Tipo Ca- tentabilidade, que ministraram palestras rioca, Gustavo Loio, Graça Paes, Bernard e izeram explanações com datashow, Também no Teatro dos Grandes Ato- de Castejá, o DJ Luiz Xokito, a ex-chacrete respondendo a perguntas da plateia. res, uma boa opção para a criançada é Edilma Campos, Maninha Barbosa, Ce- Foto 01: o Jornal Tipo Carioca rece- o musical infantil O Tesouro encanta- lestino Mouzo, Pedro Paulo, Elen Rocha, bendo uma homenagem: ‘Gratidão Es- do – Uma aventura pelos contos de fa- Roberta Citro, Sandra Porto, Paulo Bit- pecial’, pela contribuição voltada para das. Aos sábados e domingos, às 17h. tencourt, nosso colunista Donato Vello- o cuidado ambiental no território da Foto 05: o elenco da peça. so, Laudimiro Cavalcanti, Carina Cava- lieri, Yone Beraldo e Rachel Gusmão. 17 Foi um verdadeiro des ile de celebrida- Foto 15: a aniversariante e proprie- des o troféu Top Of Business, no Sheraton tária do Spa Longevité, Sandra Porto; Barra. As apresentadoras da solenidade Foto 16: o DJ Xokito, com Clau- dio da Academia Matesco; 16 Foto 17: Xokito, com a equipe da FM O Dia; Foto 18: minha mãe, Maria Lúcia Lan- 15 14
  11. 11. JORNAL TIPO CARIOCA Julho 2012 11 04 05 06 07celotti, comemorando o aniversário noCostelão Gaúcho, ao lado dos sóciosLídia e Moisés; Foto 19: meus pais,em mais um dia de festa na família;Foto 20: Leonardo Lancelotti e seu fi- dos”. Essa comédia reúne tipos bem cario-lho, Nícolas. Amo! cas e estereotipados, como Dilurdes, uma mulher que se arrepende de ter se casadoSucesso com a música Patricinha de e divide com o público o seu pesar. Às sex-olho azul, o grupo Bom Gosto participou tas e sábados, às 23h. 08do programa FM O Dia na Rede, coman- Salvamento), da Barra. Mais informa-dado pelo locutor Orelhinha. Dia 30 de Esta os cinéfilos vão curtir. A Rede ções: 3325-2323.junho, a banda subiu ao palco do Citi- Cinesystem agora tem duas salas 3DBank Hall, na Barra, relembrando seus Digital no Recreio Shopping. A rede O ex-vice-presidente do Brasil Josémaiores sucessos. somou R$ 2 milhões em investimentos Alencar foi homenageado no Cidade para modernizar e ampliar as instala- Jardim. Foi inaugurada, no início de ju-O deputado federal Otávio Leite lançou, ções. Fica a dica! lho, no condomínio, uma avenida quena Câmara Comunitária da Barra, sua can- leva o nome do político. A solenidadedidatura à Prefeitura do Rio. No início de julho, a Paróquia São Fran- contou com bandinha, malabares, mí- 09 cisco de Paula, na Barra, promoveu mais micos e diversas outras atrações.A Aura Aparelhos Auditivos acaba de uma Feira de Saúde e Cidadania. Entre osinaugurar sua primeira loja na Barra. serviços oferecidos, gratuitamente, esta-Especializada em aparelhos auditivos, vam exames preventivos para as mulhe-acessórios (pilhas, desumidificadores, res, vacinação para adultos e exame bucalprodutos de limpeza) e produtos corre- para as crianças.latos, a empresa está situada na Av. dasAméricas 7.935 - Lj. 111 - Ed. Sun Pla- Anote na agenda: nos dias 11 e 12 deza. O telefone de contato é: 2127-6572. julho, a Câmara Comunitária da Bar- ra promove um curso de Prevenção e 10O espetáculo Quem mexeu no meu quei- Combate de Incêndio, ministrado porjo está em cartaz no Centro Cultural militares do GBS (Grupo de Busca eAnglo Americano, na Barra. A peça éapresentada aos sábados, às 21h, e aos 11domingos, às 20h.Por falar em teatro, nos Grandes Atoresuma das atrações é a peça “Os exculaxa- 12 13
  12. 12. 12 Julho 2012 JORNAL TIPO CARIOCA METEORISMOA presença anormal de tranquilidade emocional que não gases no tubo digesti- desorganize essas contrações. vo é chamada de me- Causas: teorismo. - Intolerância pessoal ao des-Formação e resolução gasosa dobramento a qualquer um dos– Os alimentos são ingeridos sob alimentos, como, por exemplo, aa forma bruta e necessitam, para lactose do leite, feijão, lentilha, va-seu aproveitamento, ser desdo- gem, ervilha, alho, cebola etc. Cabebrados por intermédio de dois a nós identi icá-la;fenômenos: digestão e absorção. - Falta de motilidade digestiva,O produto dos resíduos da absor- com desorganização contrátil doção é a eliminação. Os alimentos intestino delgado;são processados no seu trajeto - Prisão de ventre crônica;pelos oito metros do tubo diges- - Diarreia crônica;tivo e vão sendo desdobrados - Alergia alimentar;nos segmentos superiores por - Disbiose, desorganização da loraenzimas especí icas. É no intes- bacteriana intestinal;tino delgado que há a verdadeira - Defeitos na ingestão alimen-combustão deles, e aí ocorre a tar, como mastigação ineficien-fabricação da maior quantidade te e/ou deglutição de muito arde gases. Como o organismo se na alimentação;livra desses gases? Setenta por - Ansiedade no falar e agir.cento por permeabilidade da pa- Tratamento – Como se viu acima,rede intestinal, sendo absorvidos a fisiose ou meteorismo tem mui-e levados ao pulmão, para sua tas causas. O sucesso de sua cor-eliminação. Logo, como vemos, reção depende de muita argúcia,precisamos de uma normal e re- colaboração e paciência entregular contração, para que seja o médico e o fisiótico, um bompermitido ao delgado reabsorver ajustamento médico/paciente,esses gases. Os 30% restantes já que, na prática, a grande fre-vão progredindo até sua elimina- quência da patologia é de ordemção pelo ânus. Como se pode ver, emocional, de difícil solução noso mecanismo é complicado e de- dias e no mundo conturbado empende, em última análise, de uma que estamos vivendo.
  13. 13. JORNAL TIPO CARIOCA Julho 2012 13 Fábio Cardoso de Freitas Engenheiro Agrônomo fcarfreitas@yahoo.com UMA QUESTÃO DE CULTURA V PAISAGEM CULTURAL oltei ao Brasil, depois de veres. E, melhor que isso, sabem fazer um roteiro de via- exatamente o que cobrar e exigir URBANA gem às cidades que ex- dos governantes, ou seja, os bene-A ploram petróleo nos EUA. fícios a que têm direito ao paga- cidade do Rio de Janei- Maciço da Tijuca. Este último abri- Constatei o que a maioria dos brasi- rem seus impostos. ro acaba de ganhar, por ga o Morro do Corcovado e uma das leiros já sabe. É questão de cultura o Vi, em Dallas, a união de interes- unanimidade, o título de maiores lorestas em meio urbano patrimônio cultural dahumanidade, concedido pela Unes- do mundo. A paisagem natural sempre foi um desenvolvimento de um país. O Brasil foi colonizado por um país fortemente católico-apostólico-ro- ses de duas cidades cuja economia está baseada em cima do petróleo. Uniram-se na execução do grande var.imagensco (representação das Nações Uni- dos grandes trunfos da cidade do mano. Este acredita que a pobreza Aeroporto Internacional Dallas/das para educação, ciência e cultu- Rio de Janeiro. Essas cadeias de Vicente Rodrigues é o canal para entrar no céu. Quan- Fort Worth, para gerar o desenvol- fotógrafora). É a primeira vez que a Unesco montanhas e o litoral sempre ize- to mais necessidades e agruras a vimento de uma região que abrangeescolhe uma paisagem urbana para ram muito sucesso no exterior e, não pessoa sofredora viver, mais próxi- quatro cidades vizinhas. Nesse caso,virar patrimônio da humanidade. por acaso, a paisagem natural é uma ma de Deus estará. não entrou o egoísmo político e in- nes: Telefo 3406-1804Agora, a cidade receberá olhares das bases do paisagismo moderno, 7/ Os brasileiros, em sua maioria, são teresseiro que vejo acontecer com 4 59-011 s: (021) 2 Celulare 4-7188bem mais atentos de observadores ou melhor, para a construção de conformados com toda a sorte de prefeitos brasileiros, que só olham 0 / 761 95-200internacionais e terá maior respon- um projeto de paisagismo moderno necessidades. Sofrem calados e para seus umbigos e bolsos. (0 21) 93 om tmail.c m ns@hosabilidade com suas paisagens na- e sustentável, pois alia o que há de esperam que Deus os ajude. Quan- Conheço a região Norte Fluminense, var. image tes@gmail.c o lenturais, pois deverá enviar relatórios mais representativo na lora local e do, na realidade, devem receber o onde a bacia petrolífera proporciona ma godassobre a preservação da ambiência sua preservação. socorro advindo do pagamento de as mais altas arrecadações de royal-dessas paisagens. Entre elas estão o A responsabilidade agora é de cada impostos que pagam. ties e não consegue compartilhar comCorcovado, o Pão de Açúcar, a Flores- um de nós. De manter a beleza natu- Os americanos, colonizados pelos cidades vizinhas, em sua plenitude, ota da Tijuca, a Praia de Copacabanae outras, inclusive da cidade de Ni- ral, de preservar áreas de encostas e livrá-las do desmatamento, de isca- ingleses, protestantes, apresentam uma visão empreendedora desen- potencial que detém na região. Penso que existem pessoas que só Você viu?terói. lizar obras irregulares, de cuidar das volvida: sabem o que querem e aspiram o que conhecem. E, paraEspremida entre o mar e a monta- praias. En im, de manter a cidade praticam a democracia em todos os progredir, é preciso conhecer. Anuncie aqui!nha, a cidade do Rio de Janeiro tem bela. O carioca agradece, a natureza atos diários do cotidiano. Costumo dizer que não sei tudo otrês maciços montanhosos: a Serra agradece e o paisagismo comemora. Os americanos cobram os seus que me perguntam, mas tenho o te-do Mendanha, a Pedra Branca e o Parabéns, Cidade Maravilhosa. direitos e cumprem os seus de- lefone de quem sabe. 2490-0328 | 9124-0185 Ambientalista; graduado em Comunicação Social; Presidente do Lagoa Viva, diretor da AIB e Acibarra, Coordenador do Movimento Evolutivo Pacto de Resgate Ambiental. PACTO DE RESGATE AMBIENTAL donato@pactoderesgateambiental.org Tel.: (21) 8728-0430 BÊ-Á-BÁ DA ECOLOGIA Parte finalP rogresso é uma medida que vimento” ou pelo “progresso”... As na lavoura, planta, colhe, vai vender e o que é imprestável e não nos aju- dê vantagem (bene ício) a ruas, nas cidades, são, na maioria das para poder comprar o que precisa. dará em quase nada! Precisamos tra- muita gente, mas o que esta- vezes, estreitas, esburacadas, sujas, Quem trabalha em fábricas, faz o balhar pelo estabelecimento de um mos assistindo, no momen- poluídas, barulhentas – em razão do mesmo, produzindo peças, máqui- modelo social (político) que cuide,to, é um tipo de progresso que só dá tráfego –; verdadeiros caminhos para nas, material de construção, remé- ao mesmo tempo, da proteção às es-vantagem para pouca gente, espe- carroças. Entretanto, elas suportam dios, roupas, sapatos, óculos, ventila- pécies, rios, oceanos, natureza, semcialmente para quem vende e obtém automóveis, ônibus e caminhões pe- dores, móveis. Há de tudo em nossa se esquecer que a principal espécie,lucros. A maioria do povo vive enga- sados, e é por onde passam todos os sociedade: pessoas que trabalham a humana, está sendo atacada pornada, pensando e sonhando com o tipos de veículos, levando mercado- ou que estudam e se preparam para todos os lados, jeitos e formas, portal “progresso”! O mesmo acontece rias, desde alimentos até a produtos o futuro. Uns trabalhando em fábri- grupos de pessoas que só pensam nocom a palavra “desenvolvimento”, químicos perigosos. Esses veículos, cas de produtos químicos, em labo- tal “progresso” e no dinheiro... Assim, Pela conservação defalada e comentada por todos, que em geral, poluem as cidades, soltan- ratórios, hospitais, minas de carvão, sofre a natureza, sofrem as espécies, nosso Planeta:se encantam com ela... Quando se do fumaça e gases que acabam com frigorí icos, outros pescando em alto aumenta a poluição, diminui nossafala em “desenvolvimento”, dá até a nossa saúde, deixando o ar cheio mar, arrastando o peixe, transportan- saúde, enquanto os que se juntam,para sonhar com um mundo per- de sujeira, além do cheiro horrível. do-o para o mercado. Há mil formas normalmente, em partidos políticos, REDUZAfeito, equilibrado, justo, harmônico, Entre os gases mais perigosos está o de trabalhar, de ser útil à família, à só pensam neles e seus parentes e seu consumo,com paz total. Desenvolvimento é chumbo, que causa doenças terríveis. comunidade, ao país, ao mundo. O naqueles grupos que os ajudaram auma forma de fazer as coisas acon- Cidades grandes são di íceis de ad- que precisamos é pensar seriamente elegê-los, deixando o povo de lado!tecerem, dando mais tranquilidade ministrar (governar) e causam muita nas coisas que estamos fazendo; se Precisamos de um modelo que possa REUTILIZEe comodidade para todos! Infeliz- atrapalhação, porque não há correta elas estão de fato sendo úteis para nos oferecer justiça social, participa- o muito que já tem,mente, esse desenvolvimento só tem distribuição de bene ícios para todo a humanidade, ou estamos apenas ção, oportunidade para todos, educa-servido para pouca gente, que está mundo, ao mesmo tempo. Enquanto juntando mais lixo sobre a terra, ção, cultura, liberdade, moradia, tra- REFORMEno comando dos países ou detêm parte da população tem água, luz, perturbando a cabeça dos povos, ou balho, saúde. Isto tudo tem um nome: o que for possível,postos de comando. Para os pobres e escolas, transporte, hospitais, outra destruindo as bases de nossa civili- “desenvolvimento local sustentável”,miseráveis, o desenvolvimento ainda parte precisa tudo isso e luta muito zação. Precisamos pensar e discutir ou seja, o tipo de avanço tecnológiconão chegou e poderá demorar mui- para conseguir. Tudo isso é estudado isso em família, com nossos irmãos e que possa trazer progresso para to- RECICLEto tempo para chegar... A vida, nas pela Ecologia. Nas cidades, obriga- nossos pais; depois, com nossos ami- dos, sem comprometer a natureza e o que não tiver maiscidades, é completamente diferente toriamente, é preciso que haja casas gos. Precisamos fortalecer a união de as espécies, protegendo as famílias,da vida no campo. As casas, nas ci- para todos morarem. Em volta, ou nossa gente e investigar o que anda nossas vidas, dando mesmo um sen- utilidade para você,dades, especialmente para os pobres, próximo delas, devem existir pada- sendo consumido por aí. Se é bom ou tido mais promissor a tudo quantosão bem pequenas, quase não têm rias, farmácias, armazéns, postos mau. Se dura bastante ou se estraga pensamos com relação ao mundo,quintal, as pessoas vivem apertadas médicos, dentistas e todos os servi- depressa. Se o alimento é bené ico pois o que fazemos em determinado REPENSEe espremidas como galinhas em gaio- ços importantes para a população, para nossa saúde ou se estamos ape- lugar vai também atingir outros luga- uma nova elas de granja. Existe gente morando pois todos têm que trabalhar, produ- nas enchendo nossas barrigas. Preci- res! Precisamos de um humanismoem casas muito grandes, bonitas, zir, consumir, estudar, namorar, casar samos conhecer-nos melhor e conhe- completo, com Deus, sem o que será responsável forma de viver!com piscina e espaço à vontade, mas e dar continuidade à vida. O trabalho cer melhor os que governam nossas muito di ícil encarar o futuro! É o queé pequena minoria, muito rica, que é algo que se faz com o im de produ- cidades e nosso país. Precisamos Ecologia pode fazer por nós, tal comofoi sorteada na vida pelo “desenvol- zir alguma coisa útil. Quem trabalha achar a diferença entre o que é bom se ensina neste bê-á-bá.

×