Tipo Carioca Setembro 2012

1.053 visualizações

Publicada em

Tipo Carioca

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.053
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tipo Carioca Setembro 2012

  1. 1. 14 anos do Tipo Carioca N ão é qualquer veículo de comunica- ção da região que chega aos 14 anos. O jornal é mensal, mas a luta é diária, a im de trazer para você, leitor, as melhores notícias locais. E só chegamos a essa marca graças, também, à con iança de nossos anun- ciantes. O Tipo Carioca agradece a todos que tornaram essa jorna- Ano 14 • nº 157 • SETEMBRO 2012 • Barra da Tijuca, Recreio e Vargens • Distribuição mensal e gratuita da possível. E que venham outros 14 anos!CHEGA DE ACIDENTES!D esde que foi inaugurado, dia 6 de junho, o BRT Transoeste tem sido palco de uma série acidentes, alguns deles fatais. Para redu- zi-los, o Rio Ônibus lançou a campanha de conscientização dos pedestres nas estações. A mensagem é bem simples, mas valemuito: “Pedestre, evite acidentes, atravesse na faixa. Sua atitude no trânsi-to pode salvar vidas”.
  2. 2. 02 Setembro 2012 JORNAL TIPO CARIOCA
  3. 3. JORNAL TIPO CARIOCA Setembro 2012 03 Editorial RamadeN ossa matéria da capa A prefeitura continua nos devendo o táculos, como caminhões de entrega destaca o problema dos viaduto da Benvindo de Novais, por e carros particulares parados. Não acidentes que estão ocor- exemplo. Se realizada a obra, acres- há iscalização alguma que reprima rendo com o BRT Transo- cida de outra mais adiante, o luxo essa prática. A região tornou-se umeste. O Rio ônibus lançou campanha de veículos poderia desembocar di- território livre, onde todos fazem oeducativa que visa conscientizar a retamente na Praia do Recreio (Pra- que querem, a qualquer hora.população para o enorme risco que ça Tim Maia), aliviando, em muito, o Acrescente-se a tudo isso a enor-os pedestres correm ao atravessar tráfego na Avenida das Américas. me quantidade de semáforos semfora da faixa a eles destinada. Outra obra aguardada pelos mo- sincronia, o que, além de provocar Entretanto, isto é só uma das me- radores locais é a criação de uma ci- engarrafamentos, faz com que al-didas necessárias para a solução do clovia, dada a imensa quantidade de guns motoristas mais afoitos osnovo problema, advindo com a im- pessoas que se utiliza de bicicletas avancem, certos da impunidade.plantação do BRT em nosso bairro. na região. O projeto do BRT Transo- Em suma, com o enorme aumento Na parte menos habitada do per- este não contemplou essa importan- populacional na região, a situaçãocurso, não há notícias de ocorrências te medida, que iria diminuir o fator caminha para o caos. Isso não querfatais. Mas, no Recreio e na Barra, de risco para os ciclistas, obrigados dizer que não tenha solução. Bas-onde a população é mais concentra- a transitar em calçadas destinadas ta um pouco mais de atenção e boada e, por conseguinte, sua mobili- a pedestres ou junto aos meios- ios, vontade de nossas autoridades.dade é maior, são necessárias obras comprometendo ainda mais a segu- Nota: com esta edição, o Tipo Ca-adicionais para melhorar a seguran- rança de todos. rioca completa 14 anos de circula-ça da circulação dos moradores. Certos trechos ainda carecem de ção. Nosso lema é levar informação e Sem dúvida, o BRT Transoeste é calçadas adequadas e, onde elas já entretenimento aos nossos queridosmuito importante, mas ainda é uma existem, é comum vermos carros leitores, não deixando de lado a de-obra incompleta. Faltam passare- estacionados, tirando o espaço dos fesa de interesses comunitários, vi-las para pedestres e, em lugares de pedestres. É praticamente impossí- sando uma vida melhor para todos.maior movimento, passagens sub- vel trafegar pela pista que ica junto Muito obrigado, leitores, colabora-terrâneas para veículos, ou viadutos. ao meio- io, pois há todo tipo de obs- dores e anunciantes. PROBLEMAS NA PERIGO DOS bandas de cá. Certamente seria um sucesso. GILKA MACHADO TRAVESTIS Enviado por e-mail por Gláucia Lucia Há um terreno abandonado na É preciso melhorar o policiamento Avenida Gilka Machado, no Re- em alguns pontos da Avenida Lu- creio, que está trazendo muitos cio Costa, principalmente onde há VALEU A ESPERA transtornos para os moradores, concentração de travestis. Quem Como toda obra, a duplicação da pois virou depósito de lixo e de mora nesses locais sabe que são Estrada dos Bandeirantes cau- carros abandonados. Estamos ruidosos e agitados, além de fre- sou transtornos a quem mora ou com problemas de infestação de quentemente brigarem entre si ou precisa passar por ali com fre- ratos e mosquitos e, à noite, o com clientes, perturbando o sono quência. Porém, como morador lugar é perigoso devido à falta dos moradores. da Estrada do Rio Morto, posso de iluminação e segurança. Ca- Enviado por e-mail por Marcelo Gomes garantir que valeu a pena a es- tadores de lixo atuam na área. pera. A obra não está totalmente Ainda sobre a Gilka Machado, agora na esquina com a Estra- PROJETO BIKE RIO concluída,ir e voltar, por exemplo, mais fácil mas, hoje em dia, está da do Pontal, o prefeito Eduardo Sou morador do Recreio e, há pou- de Vargem Grande. Paes, num de seus primeiros dias co, descobri o incrível projeto, na Enviado por e-mail por Flávio Teixeira de mandato, demoliu aquele pré- Zona Sul, chamado Bike Rio, onde dio enorme que havia naquela há 60 pontos de aluguel de bicicleta, esquina. Na época, falaram que Bairro Cabelos nos moldes do que é feito em cida- página 04 página 05 seria construída uma praça. Até des europeias, como Paris. Aqui no Cartas para esta seção: hoje, nada aconteceu no local. Recreio, temos uma das mais belas Rua Januário José Pinto de Oliveira, 277 Alô, prefeitura! ciclovias, na orla, e penso que já era Maramar - Recreio dos Bandeirantes CEP: 22790-864 - FAX: 2490-0328 Coluna Zen Coluna Social Enviado por e-mail por Gustavo Corrêa hora de esse projeto chegar pelas e-mail: jornal@tipocarioca.com.br página 06 página 06 Ecologia Humana Tour página 07 página 07 Diretora: Katia Lancelotti | Reg.26340 Veículo associado: Administração: R. Januário José Pinto de Oliveira, 277 Reportagem: Gustavo Loio Condomínio Maramar Revisão: Nelson Barboza Recreio dos Bandeirantes página 07 página 10 Distribuição: Márcio Moraes Rio de Janeiro - RJ CEP: 22790-864 Colunistas: CNPJ: 03.072.362/0001-86 International Paulo Sergio Valle, Nelson Barboza, Katia Lancelotti, Dr. Wellington Writers Association Insc. Municipal: 02.577.631 Saúde Paisagismo página 12 página 13 Euclydes de Souza, Rosane Castro Tel.: 2490-0328 Neves, Cleci Meneghel, Adriana Mello, Donato Velloso, Gilvan Nascimento, Distribuição Gratuita: Barra da Tijuca, Cel.: 9124-0185 Fábio Freitas, Dr. José Figueiredo Recreio dos Bandeirantes, Vargem Grande e Vargem Pequena. Opinião Meio ambiente Penteado, Hilário Silva Neto, Paulinho página 13 Barros e Dani Beer. www.tipocarioca.com.br página 13 Tiragem: 20.000 exemplares Colaborações: Publicação: Mensal jornal@tipocarioca.com.br Ramade Martins (Caricaturas), Reinaldo Costa (Enigmas do Rei) e Alessandro Fotolito e Impressão: Lance! Cinema Social Os textos e artigos assinados não página 14 página 14 Rosalino (Tirinhas do Ale). Projeto Gráfico e Arte Publicitária: refletem necessariamente a opinião do Premiado com o Troféu jornal, sendo responsabilidade AIB de Imprensa de seus autores. CIEI 2007, 2009 e 2011 página 15
  4. 4. 04 Setembro 2012 JORNAL TIPO CARIOCA Mergulhão Billy Operação anti- Blanco é concluído pichação no BRT F C om o objetivo de impedir a CER Barra é inaugurada oram concluídas as obras todos passam a fazer, pela passa- ação de vândalos, a prefeituraF do Mergulhão Billy Blanco, gem subterrânea, o retorno para oi inaugurada, ao lado do Hos- casos de alta complexidade – ex- na Avenida Ayrton Senna, o Recreio. começou, no inal de agosto, a pital Lourenço Jorge, a CER plicou Hans Dohmann, secretário nas proximidades da Cidade das O Mergulhão Billy Blanco, em for- operação antipichação em cabines (Coordenação de Emergência municipal de Saúde. Artes. A CET-Rio acredita que mato de Y (com duas entradas e do BRT Transoeste, no trecho entre oRegional) Barra. O local pode fazer Entre as autoridades presentes o trânsito vai melhorar numa uma saída) tem 670 metros de ex- Recreio e a Barra. Ao todo, 23 cabinesaté 600 atendimentos por dia e dis- à inauguração, estava o ministro das áreas mais críticas da Barra. tensão e oito metros de largura, no receberam pintura com tinta antipi-põe de 49 leitos (24 deles de UTI). da Saúde, Alexandre Padilha. Para Tanto os motoristas que vêm da entroncamento das duas alças, a chação, que facilita a limpeza em caso– A CER Barra dobra a capacida- ele, ações como essa melhoram a Avenida das Américas, como os dez metros de profundidade. O in- de reincidência do vandalismo.de de atendimento intensivo na saúde do país. que vêm da praia já têm acesso vestimento foi de R$ 80 milhões eregião da Barra da Tijuca, que Tiago Mohamed, subprefeito da Bar- às duas entradas do mergulhão. E 17 meses de trabalho.recebeu poucos investimentos ra, ressaltou: Moradores dana área de Saúde nas gestões an- – A Barra é um dos bairros que maisteriores, desafogando também o cresce e, com essa unidade, estamos ABM pedematendimento de emergência do dobrando a capacidade de atendi-hospital, que assume a função mento, tanto aos casos de emergên- desapropriaçãooriginal: fazer atendimento aos cia, como aos leitos de UTI. de terrenos baldios M oradores da Associação Bosque Marapendi, na Bar- ra, encaminharam à prefei- tura um abaixo-assinado pedindo a desapropriação de três terrenos baldios nas proximidades do condo- Cartão de Gratuidade mínio. Um deles é localizado no im de Estacionamento para da Rua Sylvio Pinto, onde a ABM re- alizava sua festa junina. O objetivo é Idoso já está disponível fazer nos três terrenos uma grande U ma resolução da Secretaria Oficial do Municipio do Rio de Ja- área de lazer. Municipal de Transportes neiro, fica reservado aos veículos (SMTR) regulamentou, dia de pessoas idosas 5% do total de 27 de agosto, o Cartão de Gratui- vagas de estacionamento em logra- Escola da Barra dade de Estacionamento para Ido- doduros públicos do sistema Rio so em estacionamentos públicos Rotativo ou nos estacionamentos entre as melhores da cidade. Com base no Decreto públicos que apresentem caracte- em levantamento 36117, publicado dia 23 no Diário rísticas de áreas fechadas. do Ideb S egundo levantamento do últi- mo Índice de Desenvolvimento Projeto Bolsa de Valores da Educação Básica (Ideb), a escola Municipal Sergio Buarque de Morais e Feira da Saúde Holanda, na Barra, foi a terceira que O Lions Clube Recreio e o promover os valores formadores mais evoluiu no Rio, de 2010 a 2011, Ciep Margaret Mee reali- da boa moral, contribuindo para do sexto ao nono anos do Ensino zaram, nas dependências a melhoria dos alunos e sua inte- Fundamental. deste, a cerimônia de premia- gração na sociedade. ção dos alunos vencedores do Dia 22 de setembro, das 9h às 14h, Concurso de Redação do Projeto o Lions Recreio promove a sua 25ª 10a Edição do Bolsa de Valores Morais. A pri- Feira de Saúde e Cidadania, na Rua meira etapa teve como tema “o dos Eucaliptos 90 (atrás da antiga Dia Mundial respeito”. O objetivo é divulgar e Recreio Veículos). da Limpeza O utro evento voltado às ques- tões ambientais na região acontecerá dia 15. Nessa data, será realizada a 10ª edição do Dia Mundial da Limpeza (Clean Up The World). Na Barra, o local de con- centração será na Praia do Pepê, às 9h. Haverá distribuição de lanches e material educativo sobre a impor- Praça Gutemberg de Castro, tância de se manter a praia limpa. no Recreio, é revitalizadaL ocalizada entre as ruas Ge- brinquedos no parquinho infantil. Vem aí o IX Fórum raldo Irênio Jofily e 2 W, pa- A prefeitura também providen- Nona edição do Barra Sustentável do Meio Ambiente ralela à Estrada do Pontal, a ciou a recuperação estrutural e Dpraça Gutemberg de Castro, no Re- pintura geral da passarela sobre Puc Surf começa acontece no ia 19, acontece a nona ediçãocreio, foi revitalizada pela prefei- a Avenida Ayrton Senna, no iní- na Barra Sheraton do Fórum do Meio Ambien-tura. Além de uma cobertura para cio da Linha Amarela. Nessa re- te, no Parque Marapendi, no C Dproteger algumas mesas de jogos, forma, foram investidos em tor- omeçou a nona edição do Puc ia 25, a partir das 16h, tere- Recreio, a partir das 9h. O evento éfoi feita uma calçada e instalados no de R$ 270 mil. Surf, no Posto 3 da Praia da mos, no Sheraton Barra, a promovido pela Acir (Associação Barra. Este ano, o torneio conferência Barra Sustentá- Comercial e Industrial do Recreio), abre inscrições nas categorias vel, em que serão conhecidos os tra- com apoio da Amor (Associação de masculino e feminino, para alunos balhos de 40 associações comunitá- Moradores do Recreio), Barralerta e e ex-alunos. No confronto universi- rias e empresariais para transformar Câmara Comunitária da Barra. tário, poderão se inscrever equipes a região em uma iniciativa pioneira A edição deste ano dará ênfase com cinco alunos de qualquer uni- dentro do conceito de cidade susten- maior à água na região, saneamen- versidade. Modalidades: desafio de tável. Haverá, também, troca de expe- to básico, poluição e dragagem dos altinha misto (equipes com dois riências com Oded Grajew, presiden- canais e entroncamento do Canal meninos e duas meninas, sendo te emérito do Instituto Ethos, criador de Sernambetiba (Rio Morto). O obrigatório um aluno da PUC por do movimento Nossa São Paulo e oceanógrafo David Zee será o me- time) e slackline. Programa Cidades Sustentáveis. diador do evento.
  5. 5. JORNAL TIPO CARIOCA Setembro 2012 05 O PREÇO DA BELEZAH oje em dia, as pesso- Pense nas mulheres. Quantas as buscam manter, hoje usam sapatos com saltos a qualquer custo e enormes? Quantas usam cremes? acima de tudo, uma Quantas utilizam maquiagens By Paulinhoaparência elegante, ou melhor, que nem loucas? Se formos ana-ter um corpinho bonito, andar lisar bem, são praticamente to-bem vestidas e, muitas vezes, das que têm esse costume, que, Penteados, Maquiagem, Caracterizaçãoaté usam acessórios estranhos, infelizmente, deveria ser outro, Depilaçãomas que, na realidade, as trans- porque, com a utilização de sa-formam e as deixam com boa patos com saltos altos, em bre- Tratamentos Estéticosaparência. Porém tudo tem seu ve terão sérios problemas nas Cortespreço, e, infelizmente, o preço costas, coluna. Já no caso dos Embelezamento de Pés e Mãosda beleza, da vaidade tem saído cremes e maquiagens os pro- Colorações Exclusivasmuito caro, e isso não vale ape- blemas são mais simples, mas Balayagens, Mechasnas para mulheres mais velhas, também prejudiciais. Uma mu-mas sim para meninas, meninos lher que os utiliza tem sérios ris- Lisos Naturaise até para alguns homens. cos de ter alergia e manchas noUma mulher – ou um homem – rosto. En im, os problemas sãobem vestida faz toda diferença sérios, e elas diminuem a dose.num conjunto, porém há limites. Quando buscar algum tipo de tra-No salão, percebo a falta de cui- tamento de cabelo, pele ou cor-dado de clientes que, para obter po, procure bons pro issionais,um cabelo bonito, usam produtos bons produtos, informe-se sobrecomo formol, altamente tóxico e os produtos, e tudo dará certo.cancerígeno, só para ter um ca- Lembre-se: nem tudo que é caro ébelo liso. Poderia citar várias ou- bom, mas tudo que é barato é ruim.tras loucuras, como aplicações no Boa sorte!rosto, massagens milagrosas etc., Rua Antonio Batista Bitencourt, 130 - Recreiomas a matéria icaria imensa! Tel: 2487-3778 2487-3778 e 2487-3909Vamos começar pelas moças. 2487-3909
  6. 6. 06 Setembro 2012 JORNAL TIPO CARIOCA Coluna Social Flagra! M arta Villar, uma das mais badaladas socialites do Recreio, foi lagrada pelo Tipo Carioca comemoran- do os dezoito anos de sua linda ilha Rebecca Villar, numa conceituada casa noturna da Barra da Tiju- ca, onde reuniu a família e os amigos mais chegados para celebrar essa data tão importante. A aniver- sariante Rebecca se es- baldou ao som das bandas que lá se apresentaram. O clima era de total descon- tração e alegria entre os seletos e belos convida- dos. Parabéns, Rebecca; felicidades, sempre! Mapa Astral • Tel.: 8834-7412 ORÁCULOS adrianafmello@ig.com.br | www.contatoscom.blig.ig.com.brO s oráculos são respostas gem não pode ser literalmente tra- dos que existem; - Quiromancia: é consiste em você pegar um livro dadas por divindades duzida, normalmente os oráculos a arte de ler as mãos. Isso implica adequado, concentrar-se em sua a uma questão pessoal falam através de símbolos; são ima- ler todas as linhas, das grandes até pergunta, e girá-lo várias vezes em através de artes divina- gens, desenhos, ideogramas que as minúsculas. Dizem que quando sua mão, até você sentir que devetórias. Uma palavra com dois sig- simbolizam, através de analogias, uma de nossas mãos coça é porque parar. Quando parar, você abreni icados que tanto pode indicar o o conhecimento maior, o misterio- uma nova linha está nascendo, e numa página sem olhar, e lê. Ai vaiinstrumento (cartas de tarô, pedras so universo invisível, que permeia que indica começos na vida. Lei- estar a sua resposta; - I Ching: o Ide runas, moedas do I Ching), quan- tudo. Quando buscamos uma carta tura de mãos exige muita atenção, Ching não faz uma verdadeira pre-to o ato de consultar os deuses atra- de tarô, pedra de Runa, moeda do pois cada linha tem o respectivo visão do futuro, mas brinda umavés desses instrumentos. Oráculo é I Ching, estamos nos conectando nome e signi icado; - Numerolo- clara visão do presente e ofereceuma conversa com uma parte que com nosso sábio para iniciarmos gia: são muitas as proezas com o indicações sobre como enfrentarsabe mais dentro de você mesmo. uma conversa de esclarecimen- poder e a associação dos números. o momento atual que estamos a vi-Na antiga Grécia, os reis iam visitar to do que precisamos saber agora Para a Numerologia cada núme- ver; - Baralho Cigano: os oráculoso oráculo de Delfos, sagrado a Apolo para fazermos um futuro melhor. ro possui um valor meta ísico de são consultados pela DIVINAÇÃODeus Sol, para se aconselhar. Ainda Podemos fazer um uso inteligente grande signi icado, uma qualida- e não pela adivinhação. A consultahoje, temos uma ideia limitada so- dos oráculos; quando buscamos de, mostrando características in- ao baralho cigano deve ser semprebre esse fenômeno; normalmente neles não soluções prontas, mas, ternas que denotam aspectos do um momento de profunda medita-o usamos para saber o futuro, tal- sim, esclarecimento de nossos destino da pessoa; - Mapa Astral: ção e sintonia com as energias es-vez porque achemos que não temos pensamentos e ideias sobre algo; é talvez uma das mais populares e pirituais. É preciso mergulhar emresponsabilidade pela nossa vida, a partir daí, tomamos as rédeas de usadas ciências ocultas e oracula- cada carta e na profunda simplici-somos joguetes de forças invisíveis nosso destino, que é apenas o lugar res. Arte de ver o futuro pelos pla- dade que cada um desses símbolose o máximo que podemos fazer é para onde estamos nos dirigindo. netas, estrelas, astros, Sol, Lua etc; vem nos comunicar; - Runas: as ru-descobrir suas intenções para nós. Há vários tipos de oráculos nesse - O Livro do Destino: esse proce- nas são uma forma de escrita usadaQuando assumimos a responsabili- mundo mágico e com certeza um dimento foi inspirado num dos mé- para transmitir informações mági-dade por nosso futuro, trabalhamos irá se identi icar com você: - Tarô: todos mais antigos de que se tem cas. É uma linguagem de magia quecom o presente, por que sabemos este oráculo é um dos mais popula- conhecimento, que é a Biblioman- leva o ser à evolução interior.que o que vem pela frente é resulta- res e usados no mundo. As origens cia, técnica erudita que consistia Nunca é demais ressaltar que osdo do que pensamos e fazemos hoje dele, na verdade, nunca ninguém em adivinhar o futuro através de oráculos, por si, não resolverãoe que o futuro está em nossas mãos, soube ao certo. Alguns defendem frases e versículos lidos ao acaso nossos problemas; teremos de agir,não na dos deuses. Um instrumen- que vieram do Egito, outros dos na Bíblia. Esse Oráculo foi e é uti- usar nossa vontade com base nato, para conversarmos com uma ciganos e alguns defendem a ori- lizado até pelo Egito. Ficou muito luz que elas possam nos passar. Oparte de nós que está conectada gem hebraica do Tarô. Há muitos conhecido por ter sido usado por nosso subconsciente já conhece ocom o todo, o nosso deus interior, o mistérios e verdades absolutas que Napoleão Bonaparte; - O Livro da que há de vir; cabe apenas ao nos-nosso sábio particular. Como essa acercam o Tarô e acredito eu que Sorte: (Não tem nada a ver com o so Livre Arbítrio direcionar esseparte é muito ampla e sua lingua- seja um dos Oráculos mais profun- Livro do Destino) – Esse oráculo potencial. Namasté!
  7. 7. JORNAL TIPO CARIOCA Setembro 2012 07 Alberto P Gonzalez . Médico www.doutoralberto.com PALESTRAS NO EXTERIOR TRÊS COMÉDIASO C erta vez, viajando de bi- passou um marroquino e, às gar- lá, amigos, desculpem o Só fortalece e dá mais bases cien- da mão caridosa de nossa Mãe cicleta com um grupo de galhadas, em bom francês, bradou texto em alemão. Ele se tíficas para meu próximo livro, “O Terrena. Grato a esta grande Mãe, judeus americanos pelo para a mulher: “não adianta gritar, refere a minhas palestras Cirurgião Verde”, que pretendo tão materna aqui como em outras Marrocos, testemunha- ele é surdo”. Nesse instante, o mari- e demonstrações culiná- editar no início de 2013, em por- distantes paragens. mos uma cena hilária. Já na noite do, um judeu nova-iorquino, sussur-rias que acontecerão nas cidades tuguês, inglês, alemão e espanhol. anterior, durante o jantar, uma rou-me aliviado: “graças a Deus”.alemãs de Colônia, Hamburgo, Ber- Teremos versões on-line e impres- judia pretensamente ortodoxa Outra história engraçada, quaselim e Munique e depois na Áustria, sa, além de vídeos demonstrativos enaltecia as virtudes do Estado inacreditável, aconteceu-nos emna cidade de Viena. Serão nos meses das aulas culinárias de minha as- de Israel, em contraposição ao que Frankfurt.de setembro e outubro de 2012. sistente Maya Beermann. Ela par- ela deplorava nos países árabes: O avião da Lufthansa, que nos le-Também está programada uma se- ticipará da palestra e aula culiná- teocracia e intolerância. varia a Roma, retornou da pista demana de curso BASES em alemão ria de Viena. Para aumentar a exaltação da mu- táxi e parou no pátio.(Physiologisches Grundlage der Na- Tanta curiosidade do público ale- lher, alguém lhe disse que os ju- De dentro do avião, vimos o coman-turtherapie), na cidade de Allgäu, mão está sobre o modelo de saúde deus haviam abandonado o Marro- dante saltar e, junto com um mecâ-Alemanha central. que nossa equipe vem desenvol- cos, tendo icado apenas um, justo nico da companhia, icar por umaO curso BASES lotou e já temos pe- vendo. Embora ainda não visível em Marrakesh, onde estávamos. hora a consultar um grosso manual.didos para nova visita à Alemanha ao grande público e ao sistema de Foi o bastante para que a ciclista Foi o bastante para que um enge-ano que vem, além de recebermos saúde do Brasil, ele já vem benefi- manifestasse o desejo de conhecer nheiro italiano começasse a gritaros amigos europeus nos cursos ciando populações através de nos- o judeu solitário. Fui dormir pen- para seus companheiros: “abram aque conduzo na linda natureza da sas conexões com o Programa de sando que todo aquele entusiasmo porta. Somos prisioneiros dos ale-região do Parque Intervales, no Saúde da Família de Capão Bonito se dissiparia no dia seguinte, junto mães outra vez”. Não teve jeito, ainterior de São Paulo. A novidade e o Programa de Agentes Comuni- com os efeitos do vinho, que ela viagem acabou ali.aqui é a parceria iniciada com o tários de Saúde de Osasco, ambos havia ingerido generosamente. A terceira comédia aconteceu háParaíso Eco-Lodge, um complexo filiados às respectivas secretarias Mas qual? Ao montarmos nas bi- tempos, quando a ferroviária italia-de quatro a cinco estrelas localiza- de saúde. cicletas, o guia, por ordem da mu- na era uma porcaria.do em meio à Mata Atlântica. Uma Mais inovador ainda é nosso Pro- lher, levou-nos a uma velha sinago- Devido a uma pane, teríamos queparceria que pretende colocar o grama de Saúde da Terra, que reco- ga, quase em ruínas, onde morava trocar de trem em uma estação se-eixo Ribeirão Grande-Capão Boni- nhece neste elemento vivo a base o israelita. miabandonada.to-Guapiara no mapa dos centros estrutural da saúde humana e traduz Trouxeram-nos um ancião trôpego, Eu não sabia que trem tomar e, que-de terapia natural do país. estes fatos para a realidade através nitidamente demente, que não dizia rendo ir para Veneza, pedi infor-Já a parceria Brasil-Alemanha tem a de parcerias com pequenos produto- uma só palavra. Tentando reavivar mações a um viajante italiano comver com o Norbert Wilms, um colega res orgânicos locais. os sentimentos nacionalistas do ve- cara de ébrio. Ele me disse: “nãoque conheci no Congresso Vegeta- Grato a todos que me apoiam lho, a mulher colocou as duas mãos tem problema, é só me seguir”.riano de Dresden, na edição come- nesta caminhada ainda solitária, no seu rosto e, em hebraico, gritou- Quando uma composição passou, emorativa de 100 anos de Sociedade mas coberta pela gratidão e pelo -lhe frases, para mim ininteligíveis. ele entrou, eu e minha mulher ize-Vegetariana na Alemanha. amor daqueles que se beneficiam O velho permanecia estático, como mos o mesmo. Resultado: em vez de se não entendesse nada. Foi aí que Veneza, dormimos em Bolonha. Ousado Sr. Outono Remédio amargo VIÉS DA REGRA Vem a camareira. A doce pílula Será que conseguirei Saia leve, Range entre os dentes me reinventar? Olhos de seda. Rasga a garganta Sofri in luências Boca gentil Corrói o destino Caminhei, vivi Mais tendência que “Brazil”. Apaga o que foi. Modelei meu projeto inal E ainda assim não me basto Sai do quarto escuro, Vazio, vazio, vazio... Sol da tarde se vai. Estou sempre suscetível ao novo Mil passos até o nono, Maldita no dia E mesmo que não o seja Um sorriso tonto. Vingança invernal Basta sê-lo só para mim Suma, Sr. Outono. Suje sua alma Alterando o que era de initivo Mantenha-se calma Ocupando parcos espaços Uma carta eternizada, Apaga o que foi. O pássaro sem endereço. Revelo-me um falso profeta Uma lágrima sintonizada, Vazio, vazio, vazio... Profetizando em causa própria A procura pelo seu começo. Alessandra Jungs de Almeida Inventando inais perfeitos Um rádio desligado, ousado. Arando terreno minado Construindo próteses Em suma, suma sr. para os malditos Saia e a leve. Artistas da Tristeza Leve a saia. O tempo todo essa crença; Sinto que às vezes Saia, a desavença também me mutilo e leve. Só existimos os artistas na tristeza? Mas nem tudo extirpado é vital Alessandra Jungs de Almeida Não compõe melhor o poeta Quase sempre é livramento com adaga cravada por de gangrena costela inquieta? Esperança divina renovada, MOTIVAÇÃO Sai melhor a voz da corista viés da regra Dê-me motivação se chora por dor, se perde a estima Reinvenção do inal. O instrumento busco eu Atriz que faz direito o seu intento Júlio César Teixeira se na lágrima perde o contento Dê-me um sentido Músico, mendigo ou mesmo bêbado, O desejo brota de dentro só há sentido no im do enredo E eu, se tanto escrevo, Dê-me o convívio não me contento Aprender vem do exemplo deve ser porque arde em mim o isolamento O prazer de aprender de ter demais em brando peito Cartas para esta seção: não é a nota que dá Sem conseguir jamais, Rua Januário José Pinto de Oliveira, 277 deixar de ser arte, e aprender a ser Maramar - Recreio dos Bandeirantes É poder reconhecer normal. CEP: 22790-864 - FAX: 2490-0328 que posso algo transformar. Marina Dell’Acqua e-mail: jornal@tipocarioca.com.br Bilá Bernardes Av. Lúcio Costa, 16.580 - Tel.: 2490-1684 / 9987-6022
  8. 8. 08 Setembro 2012 JORNAL TIPO CARIOCA
  9. 9. JORNAL TIPO CARIOCA Setembro 2012 09
  10. 10. 10 Setembro 2012 JORNAL TIPO CARIOCA 03 com Katia Lancelotti 02 01 cursar sobre sua trajetória no esporte, a atleta eternizou suas 20 mãos em uma placa de cimento. Foto 12: a ginasta, no momento da homenagem após a palestra. Janeiro), Tomás Casado Mar- tinez (Imasa) e Ney Suassuna; A inauguração do salão Zap Coi- Foto 06: Beto Filho, Leandro, Al- ffeur, em Jacarepaguá, contou com vir Rosa Júnior e Leonardo Neves; a presença de alguns famosos. En- tre eles estavam a atriz Nivea Stel- Foto 07: Vera Gissoni (Universi- man, o ator Rony Kriwat, de Aveni- dade Castelo Branco), Eva Vider e da Brasil, o ator e cantor Mauricio Wylma Guimarães; Foto 08: os Mattar, a panicat Babi Rossi, a ex- A presidentes Luiz Igrejas (Amar - -BBB Fani Pacheco, o cantor serta- 19 Acibarra (Associação Associação dos Moradores e Ami- Comercial e Industrial nejo Dienes e Isabelita dos Patins. gos do Tijucamar e Jardim Oceâni- Foto 13: Mauricio Mattar e Nivea da Barra) promoveu, no co) e Kleber Machado (Barralerta); Itanhangá Golf Club, um Stelman. Crédito: Graça Paes. almoço empresarial com o pre- Foto 09: Newton Moura Jr. e es- feito Eduardo Paes. As principais posa, com Laudimiro Cavalcanti lideranças comunitárias da re- (BIB - Bolsa de Imóveis da Barra). Vai até 23 de setembro a 16ª edi- gião participaram do encontro. ção da Supercopa Trivella, no Rio Foto 01: o discurso do presidente, A Carvalho Hosken e a Odebrecht Sport Center, na Barra. Nada me- Ney Suassuna; Foto 02: Tatiane promovem a exposição fotográ- nos que 1500 jogadores, do sub-7 Reymão, do Indep, com a direto- ica A Terra Vista do Céu, na Ilha ao sub-15, disputam o torneio, que ria da ABM (Associação do Bosque Pura, na Barra. Ao todo, são 130 reúne times de diversas escolinhas 18 Marapendi); Foto 03: a diretoria imagens do fotógrafo e ativista do Rio. Foto 14: Pedro Fernan- da Amor (Associação de Morado- ambiental francês Yann Arthus- dez, jogador do Marina Barra Clu- res do Recreio); Foto 04: Carlos -Bertrand, que registrou paisagens be, e seu pai, o ator Floriano Pei- Andrade de Carvalho (Carvalho de devastações e da resistência xoto. Hosken) e Alfredo Lopes (Protel); da natureza às agressões ambien- tais nos últimos 20 anos. A expo- Foto 05: os presidentes Delair sição termina dia 16 de setembro. Muita paz, saúde, sucesso e felici- Dumbrosck (Câmara Comunitá- dade aos aniversariantes do mês: ria da Barra da Tijuca), Carlos Foto 10: o cônsul Jean Claude, Carlos Fernando de Carvalho, pre- meu amado neto Nícolas Lancelotti Fernando de Carvalho (Carvalho Martins, meu dinho Carlos Aranha, Hosken), Antenor Barros Leal (As- sidente da Carvalho Hosken, e Car- los Armando, presidente da Ilha a comadre Márcia Aranha, Carla de sociação Comercial do Rio de Cássia, Claudinho Mill, Beto Filho, Pura. Foto 11: Alexandre Amaro, Marcello Siciliano, Andréa Holl, 17 Manuel Lopes, presidente da AIB, e Sandro Vidal, Fátima Lawryodhó, Ricardo Corrêa, gerente de marke- Danielle Barros, Edgard Mattos ting da Carvalho Hosken. Neto, Eduardo Terra, Cândida Ca- melo, Jorge Sanchez, Shirley Heil, Jacqueline Miranda, Carmen Marly, 16 Por falar em Ilha Pura, a ginas- Camilla Viana, Vânia Lúcia Pereira, ta Daiane dos Santos visitou o local em agosto. Depois de dis- Rebecca Villar, Marcos Andrade. Foto 15: Claudinho Mill e a es- posa, Lídia, em comemoração; Foto 16: Cândida Came- 15 lo e família; Foto 17: Cândi- da Camelo e o marido, Allan; 14
  11. 11. JORNAL TIPO CARIOCA Setembro 2012 11 04 05 06Foto 18: Marta e Jorge Villar,Guilherme Maia e a aniversarian-te Rebecca; Foto 19: Rebecca 07Villar curtindo seu aniversário;Foto 20: Anna Martins, o netomais lindo do mundo, Nícolas, emeu ilho, Leonardo Lancelotti. O Espaço Cultural Escola SESC promoveu a segunda edição doSe você curte partido alto, samba- Concurso de Gastronomia Popu--enredo e chorinho, a boa é con- lar Comunitária. As dez receitasferir a apresentação de Edinho do selecionadas serão publicadasSamba, no Sheraton – Barra, dia em um livro pela Incubadora Cul-14 de setembro, no ‘Friday Mix’. tural, em 2013. ONG Focinhos de Luz, com apoioO show contará com participação da Amor (Associação de Morado- 08do cantor italiano Sergio Crimal-di. A ilhado musical de Beth Car- A edição de agosto do BrechAho- res do Recreio), acontece no dia 15valho, Edinho do Samba cantará a lic contou com coleções de discos de setembro. O local será a servi-música Tô feliz demais, de sua au- de vinil e livros raros e esgota- dão, atrás do Recreio Shopping.toria, além de sucessos de nomes dos, moda feminina, masculina,como Cartola, Paulinho da Viola e infantil, calçados e bolsas, entre O Projeto Recicla Gigoia foi lançadoNelson Cavaquinho. outros atrativos. pelo Instituto Terrazul, no início de setembro. Entre outras atrações, oA programação musical do Café Que tal ajudar o próximo doando público pôde conferir apresenta-Etílico está bombando. Dia 20 de sangue? Dia 11 de setembro, das ções de teatro e ecogincana, dançasetembro, a atração será o can- 9h às 14h, o Hospital Lourenço indiana e show de mágica.tor sertanejo Vinicius Mhansur. O Jorge promoverá uma campanha 09show começa às 21h. de doação. Participe! Os 40 anos de carreira do guitar- rista Pepeu Gomes foram come-Se você curte teatro, uma boa Também em 11 de setembro, o morados no início de setembro,dica, na região, é a comédia Sur- grupo Vigilantes do Peso vai inau- em São Paulo. A festança rolou noto, em cartaz até 13 de outubro, gurar sua primeira ilial em Var- Espaço Mosaico, na Granja Viana.no Teatro dos Grandes Atores. A gem Grande. O endereço é: Ruapeça é apresentada às sextas e Esperança, número 19, próximosábados, às 23h. ao parque aquático. As reuniões serão às terças-feiras, às 18h, na Escola Nuvem de Algodão. A ideiaO Oba Oba do Recreio já está em é levar para a região o programaclima de carnaval. Dia 29 de se- ProPontos, que propõe a adoção 10tembro, o grupo promove sua de um estilo de vida que combinaprimeira grande feijoada, já vi- hábitos saudáveis na alimentaçãosando o carnaval de 2012, cujo com a prática de exercícios ísicos.enredo será Tia Ciata. Os co-mes e bebes serão no restauran- 11te Lokau, em frente ao Posto 10. Anote na agenda: a próxima fei- rinha de adoção, promovida pelaA delegada Marta Rocha, chefeda Polícia Civil do Estado do Rio,foi homenageada com um jantar 12no Tourão, numa iniciativa doRotary Barra. 13
  12. 12. 12 Setembro 2012 JORNAL TIPO CARIOCA GORDURA NO FÍGADO (ESTEATOSE HEPÁTICA)E steatose é o acúmulo de gor- essa forma de gordura não alcoólica, dura em qualquer parte do apesar de ter uma evolução lenta e com corpo. Quando é nos órgãos, é tendência benigna, pode evoluir para chamada de visceral; os mais cirrose hepática e câncer do ígado.acometidos são o ígado e o pâncreas. De qualquer forma, a correção se apoiaNa maioria das vezes, é achada através no tripé: orientação dietética; exercíciosdo exame ultrassonográ ico, já que ísicos e tratamento medicamentoso.evolui totalmente sem trazer sinto- Alcoólica – Chamada de Doença Hepáti-mas. Quando aparece essa deposição ca Gordurosa Alcoólica (DHGA), é álcoolgordurosa, os pacientes icam muito dependente, pois é fruto da exposiçãoassustados e preocupados. A incidên- do ígado ao etanol, substância compo-cia média da gordura nos exames de nente das bebidas alcoólicas. Tem altaultrassom é de 50%. De acordo com o incidência no mundo, com prevalênciagrau de penetração, é dita como leve, de até 60% de casos e mortalidade de 30moderada ou intensa. Existem dois a 55%. Em geral, as mulheres são maistipos básicos de gordura no ígado: a suscetíveis, evoluindo mais rapidamentenão alcoólica e a alcoólica, que, na fase para a cirrose. Nos estágios iniciais, podeinicial, são di íceis de diferenciar. ser revertida. A evolução é lenta, temNão alcoólica – Chamada de Doen- grande relação com fatores genéticos eça Hepática Gordurosa não Alcoólica uma certa suscetibilidade individual.(DHGNA), tem como causa básica um ou Estima-se que a quantidade de álcoolvários componentes da síndrome me- que é necessária para desenvolver atabólica, que engloba hoje: obesidade, doença é de 20 a 40 g por dia para asdiabetes tipo II, dislipidemia (aumento mulheres e 60 a 80 g por dia para osde colesterol e/ou triglicerídeos) e, mais homens. Lembrar que 20 g de etanolraramente, pode ser secundária a medi- correspondem a 600 ml de cerveja; 220camentos, toxinas, cirurgias. ml de vinho e 60 ml de destilados. É ne-Os critérios diagnósticos se baseiam cessário uso continuado do etanol porem história negativa para ingestão no mínimo cinco anos.alcoólica (menos de 20 g/dia) e in- O tratamento repousa no controle devestigação negativa para as principais uma doença que é o alcoolismo, mul-causas de doenças crônicas do ígado. tifatorial e de insucessos frequentes;O manejo é muito di ícil porque inci- ao contrário da forma não alcoólica, asde em pacientes obesos, com ingestão lesões hepáticas vão se agravando atéalimentar inadequada, sem realizar a cirrose hepática e, em algumas vezes,exercícios ísicos e com alterações do até câncer do ígado, com todo o seumetabolismo do açúcar e/ou da gor- cortejo sintomático.dura. Logo, qualquer proposição tera- Tratamos aqui de dois lagelos da huma-pêutica medicamentosa implica numa nidade: a obesidade e o alcoolismo, commudança do tipo de vida, tão di ícil no todas as grandes di iculdades das duasmundo atual, com tantos chamativos na solução e controle dos portadores.para se manter acima do peso. Prof. J. F. Penteado – Ref.: Advances in TerapyImportante observar, sempre, que of Liver Diseases, edição 2007, Arroyo, V.
  13. 13. JORNAL TIPO CARIOCA Setembro 2012 13 Fábio Cardoso de Freitas Engenheiro Agrônomo fcarfreitas@yahoo.com JARDINS SUSPENSOS ESCOLHASJ A á escrevi aqui, neste espa- e vivia com saudades dos campos e ra de um tipo de plástico (polipro- vida é feita de escolhas. Amar ao invés de odiar; ço, sobre uma nova forma de lorestas de sua terra natal. Em seus pileno) ou cobre. Acima disto, vai Em todos os momen- Rir ao invés de chorar; construir jardins que está lite- terraços, havia árvores e lores da um tecido que funciona como uma tos, elas se apresentam, Perseverar e não desistir; ralmente subindo nas paredes região, além de alamedas repletas espécie de esponja para retenção do para que tomemos uma Louvar e não difamar; e também na cabeça de muita de imponentes palmeiras. excesso de água e duas outras ca- direção. Nem sempre são esco- Elogiar e não criticar;gente, nas grandes cidades do mun- Os jardins suspensos do século XXI, madas que funcionam como iltros lhas fáceis na hora em que surgem. Aprender e não ensinar;do, entre elas São Paulo e o nosso ou telhados verdes, são projetados de diferentes espessuras e estrutu- Podemos escolher, logo que desperta- Curar e não ferir;querido Rio de Janeiro. São os jar- para permitir o cultivo, de forma téc- ras de sustentação. mos, se queremos estar felizes por es- Dar e não esperar receber;dins suspensos. Não, não são os nica e funcional, de espécies vege- Dependendo da estrutura das edi i- tarmos vivos ou se queremos passar Perdoar e não condenar;jardins suspensos da Babilônia e tais sobre o topo de prédios e outras cações, pode-se colocar mais ou me- o dia reclamando de coisas e pessoas. Crer e não duvidar;sim os jardins em lajes, telhados e construções urbanas, com o intuito nos terra e, assim, utilizar espécies As decisões nem sempre são Paz e não briga;paredes. Os de hoje em dia não são de melhorar, fundamentalmente, a que exploram um maior ou menor agradáveis, pois o conviver e Agir e não desistir;famosos como aqueles construídos qualidade ambiental e a qualidade volume desta, como pequenas árvo- o cotidiano apresentam situa- Abençoar e não amaldiçoar;por uma das primeiras grandes ci- de vida nas cidades. res frutíferas. Entretanto, as plantas ções emergenciais e delicadas. Manter acesa a chama da esperan-vilizações do mundo, que se esta- Desenvolvidos no início da década normalmente utilizadas são de ple- Escolhi algumas frases para, jun- ça e dos sonhos.beleceu às margens dos rios Tigre de 1970, na Alemanha, os telhados no sol, mais rústicas (mais resisten- tos, procurarmos ser felizes, to- Querer é poder!e Eufrates, no Oriente Médio, mas verdes são em sua essência jardins tes) e com sistemas radiculares mais dos os dias: Nós podemos.nem por isso menos importantes. comuns, com aplicação de uma super iciais. De maneira nenhumaPrincipalmente numa época de pre- técnica que, além de proteger a al- isso diminui a beleza e o encantoocupação ambiental latente. venaria, é bastante leve, de forma desses magní icos jardins, pois te-Uma das sete maravilhas do mundo que não se tornem pesados demais, mos uma gama enorme de espéciesantigo, os jardins suspensos da Babi- quando cheios de terra, e acabem que se enquadram nas condiçõeslônia são, das maravilhas relatadas, comprometendo a estrutura das pré-de inidas para eles.das que menos se sabe. Suas formas edi icações. Aliás, esta é uma das A construção destes espaços, aléme dimensões são apenas conjecturas, principais preocupações e também de valorizar o imóvel, funciona comopois nenhuma descrição mais deta- a maior di iculdade na instalação isolante natural das radiações sola-lhada ou qualquer vestígio arqueo- desses projetos. A técnica para res e, por conseguinte, do calor, re-lógico jamais foi encontrado. Foram construção desses jardins suspen- tendo água da chuva e mantendo umconstruídos no século VI a.C., no sul sos consiste na aplicação de seis ca- resfriamento dessas construções, oda Mesopotâmia, atual Iraque, pelo madas, cuja primeira é a aplicação que representa uma signi icativa re-rei Nabucodonosor, para consolar de um revestimento impermeável dução de consumo de energia elétri-sua esposa preferida, Amitis, que colocado sobre a laje. O segundo ca e também economia para o bolsonascera na Média, um reino vizinho, passo é a instalação de uma barrei- de seus moradores. Ambientalista; graduado em Comunicação Social; Presidente do Lagoa Viva, diretor da AIB e Acibarra, var.imagens Consultor de Ecodesenvolvimento da Acibarra e Coordenador do Movimento Evolutivo Pacto de Resgate Ambiental. Vicente Rodrigues PACTO DE RESGATE AMBIENTAL donato@pactoderesgateambiental.org Tel.: (21) 8728-0430 fotógrafo nes: Telefo 3406-1804 459-0 117 / DONATO, DO LAGOA VIVA, E O PACTO DE RESGATE AMBIENTAL (021) 2 Celulares: 4-7188 1 00 / 76 395-20 (021) 9 ail.com ACORDA, GENTE: QUE CIDADE OLÍMPICA E PATRIMÔNIO MUNDIAL, CULTURAL agens @hotm il.com a var.im lentes@gm E PAISAGÍSTICO SÃO ESSES, COM SEUS VALÕES, RIOS E LAGOAS POLUÍDOS? magod asO mau cheiro, a mortanda- Jacarepaguá. Mesmo com a falta ros. Temos que obter participação tos público/privado, não predató- de de peixes, muito lixo, de capacidade do poder público e mais ativa das empresas, dos go- rio, sustentável, contribuinte na o excesso de gigogas, a pouco envolvimento empresarial vernos, comunidade, na precaução, atenuação das desigualdades, que proliferação dos mos- e comunitário, avançamos, mas avaliação de vulnerabilidades em aponta diretrizes para melhor qua-quitos, esgoto misturado ao óleo não como gostaríamos. Há mui- iniciativas de adaptação e estabe- lidade de vida no nosso território.residual de cozinha, as ocupações to por fazer para esse propósito. lecer prioridade para gestão de de- Temos que conter a voracidade doirregulares nas faixas marginais e Podemos aumentar sua eficácia sastres e dos impactos climáticos capital imobiliário, com seu pode-áreas de risco, a supressão de man- e abrangência. Vamos, unidos, inevitáveis no nosso território. Va- roso lobby, que obtém dos gover-guezais, resíduos tóxicos compro- vencer esse desafio, convocando mos fazer possível uma vida digna nos licenças, que nem sempre têmmetendo a saúde humana, entre ou- todos a disponibilizarem suas va- para todos. Unidos, somos capazes o respeito ambiental preconizadotras tantas agressões ambientais, liosas energias, para educar am- de maior participação, de provocar pela legislação, prioriza condomí-tudo continua como antes, apesar bientalmente melhor nosso povo, mudanças e construir um projeto nios privados com seus segurançasde o Lagoa Viva, ao longo de 12 anos, zerando o despejo de lixo/esgoto, futuro de boas ações úteis à nossa nas porteiras, um luxo perdulário,engajar milhares de atores na causa a fim de que possamos devolver cidade. Não desejamos mais convi- excludente, insustentável, um eli-ambiental local e promover deze- nossos rios e lagoas limpas para ver com esta triste realidade, que tismo segregador, ocupando áreasnas de seminários, projetos, protes- nossas futuras gerações. O povo menospreza um imenso potencial vulneráveis que quase sempre des-tos, palestras, publicações, cobran- anseia por melhorias na saúde, ecoturístico, visível na diversidade iguram e agridem a beleza naturaldo, mobilizando no compromisso educação, transporte, lazer e ha- e na qualidade das belezas natu- do nosso habitat, com seu entornoprioritário de alcançar a plena re- bitação digna para o conjunto rais, de montanhas, muito verde, desprovido de infraestrutura evitalização da bacia hidrográ ica da comunidade local. Temos que parques, lagoas e praias. O fato é equipamentos urbanos essen-da Barra da Tijuca/Jacarepaguá. estimular o transporte de massa que não temos políticas públicas ciais para os mais necessitados.Somando, a todas essas ações, a digno, o solidário, hidrovias, ci- que aproveitem esta dádiva ofere- Que inteligência é essa? Somosabnegação e protagonismo na pro- clovias seguras, para minimizar cida gratuitamente, geradora de apenas parte desse ecossistema,moção de dezenas de reuniões, o caótico trânsito que se agrava empregos, lazer, cultura e fonte de ele faz parte de nós, tudo está in-desde 2001, no propósito vitorio- cada vez mais na região, cujos renda para gastos na conservação terligado, a continuar estamos noso da formação do recém-fundado efeitos negativos são distribuídos ambiental e nas necessidades bá- limiar da vida pela sobrevivênciae fortemente representado sub- por toda a sociedade, inclusive en- sicas e de icitárias da região. Uma das diversas formas de vida, in-comitê da bacia hidrográ ica de tre aqueles que não possuem car- oportuna fonte para investimen- clusive a humana.

×