Guia de referência do lado de máquina803647
Hypertherm, Inc.Hanover, NH  USAwww.hypertherm.come-mail: mechanized.plasma@hypertherm.comGuia de referênciado lado de máq...
12/17/09Hypertherm, Inc.Etna Road, P.O. Box 5010Hanover, NH 03755 USA603-643-3441 Tel (Main Office)603-643-5352 Fax (All D...
1O arco do plasma derrete o metal e o gás de altavelocidade remove o material derretido.PlasmaPlasmaPlasma:“o quarto estág...
2A seleção do gás adequadoA qualidade do gás é de fundamental importânciapara o bom funcionamento dos sistemas de cortea a...
3OPERAÇÃO4-36 HPR400XD Gás automático Manual de instruçõesAço-carbonoPlasma de O2 / Proteção de AR400 A220636220637 220629...
4	 Bocal	 Capa	 Bico	 Distribuidor de gás	 Eletrodo	 Bocal	 Capa	 Bico	 Distribuidor de gás	 EletrodoComo instalar os cons...
5Mantenha um registro sobre a vidaútil dos consumíveis•	Manter um registro sobre a vida útil dos consumíveisé uma tarefa i...
6Como localizar defeitos em consumíveisAprender a avaliar o estados dos consumíveis permitirá queo operador experiente ava...
7ConsumíveisQualidadedoCorteQualidade do CorteNegative bevelZero bevelPositive bevelTorch too lowTorch too highEFFECTS OF ...
8Corte de aço inoxidável de boa qualidadeCorte de alumínio de boa qualidadeChanfradura de O˚A linha de defasagem se quebra...
9Efeitos da velocidade de cortesobre a tensão do arco•	À medida que a velocidade de corte aumenta,a tensão do arco diminui...
10O que gera a qualidade do corte?A amostra do corte pode ser uma ótima forma deavaliar visualmente a capacidade do equipa...
11Para otimizar o desempenho, minimizar os custosoperacionais de modo geral e prolongar a vida do seusistema de corte a pl...
12L1CHOPPERDCIGBT280 VDC15–18 KHzF1ShuntResistor200 VAC 50/60 HZCS1RG PilotArc ResitorCR1Pilot Arc RelaySurge-injectionCir...
13TeoriadoSistemaeLocalizaçãodeDefeitos2.	Arco piloto•O relé do arco piloto é fechado e o circuitode alta ‑frequência é li...
14Localização de defeitosO sistema é desligadoTodos os LEDs indicam condiçãode defeito; os ventiladores continuamoperando....
15Não há arco pilotoTeoriadoSistemaeLocalizaçãodeDefeitosAplique o STARTdo PLASMAmanualmente.Verifique se o controladore o...
16Perda do arcoLocalização de defeitosO arco piloto do sistemase extingue após disparar.Aplique o sinal START manualmente....
17O arco não corta.TeoriadoSistemaeLocalizaçãodeDefeitosA saída de potênciaestá correta?SIMO arco se transfere paraa chapa...
18A Hypertherm tem grande orgulho em fabricar produtos da mais alta qualidade. Entretanto, caso surjaum problema, entre em...
19Lista de verificação para instalação de campo HyperthermCliente_ ___________________________________________	 OEM/Distr....
20Verificação geral da instalaçãoRoteamento do cabo de controleOs cabos se movimentam livremente na esteira/festãoporta-ca...
21ProcedimentosdeTesteProcedimento de Teste No. 01001B. 	HySpeed HT2000Para testar este sistema completamente atéa tocha, ...
22D. 	MAX200 e HT2000LHFUse esse mesmo procedimento para testar o LongLifeHT2000 completamente até a tocha.1. 	Bloqueie o ...
Hypertherm, HyPerformance, HyDefinition, HT, HySpeed, CoolCore, HyLife, LongLife, MAX,Command, Powermax, ArcWriter e G3 Se...
Guia de referência do lado de máquina
Guia de referência do lado de máquina
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Guia de referência do lado de máquina

596 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
596
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guia de referência do lado de máquina

  1. 1. Guia de referência do lado de máquina803647
  2. 2. Hypertherm, Inc.Hanover, NH  USAwww.hypertherm.come-mail: mechanized.plasma@hypertherm.comGuia de referênciado lado de máquina803647Julho de 2010
  3. 3. 12/17/09Hypertherm, Inc.Etna Road, P.O. Box 5010Hanover, NH 03755 USA603-643-3441 Tel (Main Office)603-643-5352 Fax (All Departments)info@hypertherm.com (Main Office Email)800-643-9878 Tel (Technical Service)technical.service@hypertherm.com (Technical Service Email)800-737-2978 Tel (Customer Service)customer.service@hypertherm.com (Customer Service Email)Hypertherm Automation5 Technology Drive, Suite 300West Lebanon, NH 03784 USA603-298-7970 Tel603-298-7977 FaxHypertherm Plasmatechnik GmbHTechnologiepark HanauRodenbacher Chaussee 6D-63457 Hanau-Wolfgang, Deutschland49 6181 58 2100 Tel49 6181 58 2134 Fax49 6181 58 2123 (Technical Service)Hypertherm (S) Pte Ltd.82 Genting LaneMedia CentreAnnexe Block #A01-01Singapore 349567, Republic of Singapore65 6841 2489 Tel65 6841 2490 Fax65 6841 2489 (Technical Service)Hypertherm (Shanghai) Trading Co., Ltd.Unit A, 5th Floor, Careri Building432 West Huai Hai RoadShanghai, 200052PR China86-21 5258 3330/1 Tel86-21 5258 3332 FaxHypertherm Europe B.V.Vaartveld 94704 SERoosendaal, Nederland31 165 596907 Tel31 165 596901 Fax31 165 596908 Tel (Marketing)31 165 596900 Tel (Technical Service)00 800 4973 7843 Tel (Technical Service)Hypertherm Japan Ltd.Level 9, Edobori Center Building2-1-1 Edobori, Nishi-kuOsaka 550-0002 Japan81 6 6225 1183 Tel81 6 6225 1184 FaxHypertherm Brasil Ltda.Avenida Doutor Renato deAndrade Maia 350Parque Renato MaiaCEP 07114-000Guarulhos, SP Brasil55 11 2409 2636 Tel55 11 2408 0462 FaxHypertherm México, S.A. de C.V.Avenida Toluca No. 444, Anexo 1,Colonia Olivar de los PadresDelegación Álvaro ObregónMéxico, D.F. C.P. 0178052 55 5681 8109 Tel52 55 5683 2127 Fax
  4. 4. 1O arco do plasma derrete o metal e o gás de altavelocidade remove o material derretido.PlasmaPlasmaPlasma:“o quarto estágio da matéria”Os três primeiros estágios da matéria são: sólido,líquido e gasoso. No caso da substância maiscomumente conhecida – a água – esses estados são:gelo, água e vapor. Se acrescentarmos a energia docalor, o gelo se transformará de sólido em líquido; seacrescentarmos ainda mais calor, ele se transformaráem gás (vapor). Se acrescentarmos grande quantidadede calor a um gás, este se transformará em plasma –ou seja, o quarto estado da matéria.Definição de plasmaO plasma é um gás conduzido eletricamente.A ionização dos gases provoca a criação de elétronslivres e de íons positivos entre os átomos do gás.Quando isto ocorre, o gás se torna eletricamentecondutivo, com capacidade de condução de corrente.Assim, torna-se um plasma.O plasma na naturezaUm exemplo de plasma que ocorre na naturezaé o relâmpago. Assim como a tocha de um plasma,o relâmpago movimenta eletricidade de um lado paraoutro. No relâmpago, os gases que estão no ar sãoos gases de ionização.Corte a plasmaO corte a plasma é um processo que utiliza um orifíciode bico otimizado para constringir um gás ionizadode temperatura extremamente alta a fim de que possaser usado para derreter e separar partes de metaiseletricamente condutivos.SistemaTipo dematerialCapacidadede separaçãoProduction(pierce)Powermax1000Aço-carbono 32 mm (1⁄4 pol) 10 mm (3⁄8 pol)Aço inoxidável 32 mm (1⁄4 pol) 10 mm (3⁄8 pol)Alumínio 32 mm (1⁄4 pol) 10 mm (3⁄8 pol)Powermax1250Aço-carbono 38 mm (11⁄2 pol) 10 mm (3⁄8 pol)Aço inoxidável 38 mm (11⁄2 pol) 10 mm (3⁄8 pol)Alumínio 38 mm (11⁄2 pol) 10 mm (3⁄8 pol)Powermax1650Aço-carbono 44 mm (13⁄4 pol) 12 mm (1⁄2 pol)Aço inoxidável 44 mm (13⁄4 pol) 12 mm (1⁄2 pol)Alumínio 44 mm (13⁄4 pol) 12 mm (1⁄2 pol)MAX200 Aço-carbono 50 mm (2 pol) 25 mm (1 pol)Aço inoxidável 50 mm (2 pol) 25 mm (1 pol)Alumínio 50 mm (2 pol) 25 mm (1 pol)HT2000 Aço-carbono 50 mm (2 pol) 38 mm (11⁄2 pol)Aço inoxidável 50 mm (2 pol) 25 mm (1 pol)Alumínio 50 mm (2 pol) 25 mm (1 pol)HSD130 Aço-carbono 38 mm (11⁄2 pol) 25 mm (1 pol)Aço inoxidável 25 mm (1 pol) 20 mm (3⁄4 pol)Alumínio 25 mm (1 pol) 20 mm (3⁄4 pol)HPR130XD Aço-carbono 38 mm (11⁄2 pol) 32 mm (11⁄4 pol)Aço inoxidável 25 mm (1 pol) 20 mm (3⁄4 pol)Alumínio 25 mm (1 pol) 20 mm (3⁄4 pol)HPR260XD Aço-carbono 64 mm (21⁄2 pol) 38 mm (11⁄2 pol)Aço inoxidável 50 mm (2 pol) 32 mm (11⁄4 pol)Alumínio 50 mm (2 pol) 25 mm (1 pol)HPR400XD Aço-carbono 80 mm (3,2 pol) 50 mm (2 pol)Aço inoxidável 80 mm (3,2 pol) 45 mm (13⁄4 pol)Alumínio 80 mm (3,2 pol) 45 mm (13⁄4 pol)HPR800XD Aço-carbono 80 mm (3,2 pol) 50 mm (2 pol)Aço inoxidável 160 mm (61⁄4 pol) 75 mm (3 pol)Alumínio 160 mm (61⁄4 pol) 75 mm (3 pol)SólidoLíquidoGasosoPlasmaEnergia Térmica
  5. 5. 2A seleção do gás adequadoA qualidade do gás é de fundamental importânciapara o bom funcionamento dos sistemas de cortea arco de plasma e para um corte de excelentequalidade. Qualquer contaminante pode provocarfalha no disparo, má qualidade de corte ou afetara vida útil dos consumíveis. Esses contaminantespodem ser: impurezas do gás, umidade, óleo, sujeira,contaminantes do sistema de tubulação ou gasesinadequados (por exemplo, vazamento de ar nossistemas O2 quando os procedimentos de purgaadequados não são adotados durante a troca de gás).Seleção do GásElectrodeCutting gasShield cupNozzleSecondary gasWorkpiece( - )( + )* O corte O2 só é adequado para, no máximo, 340 amperes. É preciso usar o N2 no caso de corrente de tensãso mais elevada.A seleção do gás adequado ao material que vai sercortado é de fundamental importância para obterum corte de qualidade.Gás de plasmaO gás de plasma também é chamado de “gás de corte”.O gás que é ionizado durante o processo de plasma saipelo orifício do bico.•Exemplos•Ar •Nitrogênio•Oxigênio •Argônio-hidrogênioGás de proteçãoO gás de proteção é o gás secundário do processode plasma. Ele envolve o arco e é usado para ajudara constringir o arco e esfriar a tocha. Ele cria o ambientede corte, o qual afeta, entre outras coisas, a qualidadeda borda.•Exemplos•Ar •Ar-Metano•CO2 •Nitrogênio•Oxigênio-Nitrogênio •MetanoTabela de Seleção do GásSistema Material Gás de plasma Gás de proteçãoPowermax1000,Powermax1250 ePowermax1650Aço-carbono* Ar ArAço inoxidável Ar, N2 Ar, N2Alumínio Ar, N2 Ar, N2HyPerformance Aço-carbono Ar, O2 Ar, O2Aço inoxidável Ar, H35, N2, H35-N2, F5 N2Alumínio Ar, H35, Ar, H35-N2 N2, ArHySpeed PlasmaHSD130Aço-carbono O2, Ar ArAço inoxidável Ar, N2, F5, H35 Ar, N2Alumínio Ar, H35 Ar, N2Max200 e HT2000para chanfraduraAço-carbono Ar, O2, N2 Ar, O2, CO2Aço inoxidável Ar, N2, H35 Ar, CO2, N2Alumínio Ar, N2, H35 Ar, CO2, N2Aço-carbono O2 ArEletrodoGás de corteCapa de proteçãoBicoGás secundárioPeça de trabalho
  6. 6. 3OPERAÇÃO4-36 HPR400XD Gás automático Manual de instruçõesAço-carbonoPlasma de O2 / Proteção de AR400 A220636220637 220629220635 220631220632GasesselecionadosPré-fluxodefinidoFluxo de cortedefinidoEspessura domaterialTensão doarcoDistância da tochaà obraVelocidadede corteAltura de perfuraçãoinicialRetardo naperfuraçãoPlasma Proteção Plasma Proteção Plasma Proteção mm V mm mm/m mm Fator % SegundosO2 AR 24 50 60 5012 1393,644307,22000,415 142 3950 0,520 146 2805 0,722 148 3,8 2540 7,6 0,825 150 4,0 2210 8,0 0,930 1534,61790 9,2 1,140 158 1160 11,5 250 1,950 167 5,3 795 19,1 360 5,260 1736,4580Partida pela borda70 183 38080 197 7,9 180MétricoGasesselecionadosPré-fluxodefinidoFluxo de cortedefinidoCorrenteDistância da tochaà obraVelocidadede marcaçãoTensãodo arcoA mm pol. mm/min. pol./min. VN2 N2 10 10 10 10 22 2,5 0.10 1270 50 123Argônio AR 20 10 30 10 25 3,0 0.12 1270 50 55MarcaçãoGasesselecionadosPré-fluxodefinidoFluxo de cortedefinidoEspessura domaterialTensão doarcoDistância da tochaà obraVelocidadede corteAltura de perfuraçãoinicialRetardo naperfuraçãoPlasma Proteção Plasma Proteção Plasma Proteção pol. V pol. pol./min. pol. Fator % SegundosO2 AR 24 50 60 501/2 1400.141700.282000.45/8 143 150 0.53/4 145 115 0.67/8 148 0.15 100 0.30 0.81 151 0.16 85 0.32 0.91-1/4 1530.1865 0.36 1.21-1/2 157 480.45 2501.61-3/4 160 40 2.52 168 0.21 30 0.75 360 5.52-1/4 1710.2525Partida pela borda2-1/2 175 203 193 0.31 10Imperial220571Faixas de vazão – l/min/scfhO2 ARPré-fluxo 0 / 0 190 / 400Fluxo de corte 66 / 140 137 / 290SeleçãodoGásTabelasdeCorte É possível que seja necessário ajustar asvelocidades de deslocamento e a distânciada tocha à obra/tensão do arco para otimizara qualidade do corte e o desempenho do sistema.As seções seguintes deste manual mostrama você como efetuar esses ajustes.• Purgue os gasos durante, no mínimo, 1 minutoapós a troca dos consumíveis e antes do corte.Tabelas de CorteComo usar as tabelas de corte• As tabelas de corte apresentadas no Manual deInstruções informam todos os parâmetros necessáriospara que você configure o seu sistema para corte.• As faixas de vazão devem ser sempre ajustadas deacordo com as tabelas de corte, salvo se a seçãode observações adicionais oferecer dicas sobreo ajuste que visam melhorar a qualidade do corte.AMOSTRATipo de materialSeleção dos consumíveisSeleção da corrente e gásAjuste dos parâmetros
  7. 7. 4 Bocal Capa Bico Distribuidor de gás Eletrodo Bocal Capa Bico Distribuidor de gás EletrodoComo instalar os consumíveis• Selecione os consumíveis usando a respectivatabela de corte.• Instale os consumíveis usando as ferramentasexistentes em seu kit de peças. NÃO APERTEDEMAIS.• Lubrifique todos os O-rings consumíveis usandoa graxa de silicone existente nos kits de peçasdos consumíveis. Não aplique com excesso; bastaaplicar uma camada fina. Aplique o lubrificante nosseus dedos (em quantidade suficiente apenas paraum leve brilho) e, depois, lubrifique os O-rings.• Os eletrodos e os bicos devem ser substituídoscomo um conjunto. Quando necessário,os distribuidores de gás devem ser substituídos(geralmente, a cada 5 ou 10 trocas de eletrodos/bicos). Os bocais, capas, etc., só precisamser substituídos quando estiverem fisicamentedesgastados ou quando a qualidade do cortecomeçar a decair.• Proteja o seu investimento: só use peças genuínasHypertherm.ConsumíveisPlasma HSDPlasma Convencional ou HySpeed HT2000Plasma HyPerformanceCapa de retenção Adaptador Distribuidor ou proteção do bocal Capa Bico de gás Eletrodo
  8. 8. 5Mantenha um registro sobre a vidaútil dos consumíveis• Manter um registro sobre a vida útil dos consumíveisé uma tarefa importante, que deve ser realizada todavez que os consumíveis forem trocados.• Mantendo um registro desse tipo, você poderáver com toda facilidade se está ocorrendo umproblema com a vida útil dos consumíveis, o queé de grande ajuda no momento de realizar umalocalização de defeitos eficaz.• Damos a tabela abaixo como bom exemplode um registro.ConsumíveisVida útil dos consumíveisAlém de um ajuste e de uma operação adequados,a vida útil dos consumíveis pode ser melhoradaquando se toma as seguintes medidas:A vida útil média dos consumíveis depende do número de perfuraçõese do comprimento do corte. A vida útil dos consumíveis não é medidaapenas pelo número de perfurações.1. Altura de perfuração. Uma altura de perfuraçãoadequada é fundamental para que os consumíveistenham vida útil longa, para a qualidade do cortee para evitar falha no disparo.• A altura de perfuração deve ter de 1,5 a 2 vezesa altura de corte da tocha.• Se a perfuração for feita muito perto da chapa,a escória do blow‑back poderá entrar na tocha.Isto danificará os consumíveis e, possivelmente,também a tocha.• Se a perfuração for feita de uma altura excessiva,o piloto se arqueará demais. Isto provocaráo desgaste excessivo do bico.Se você estiver usando o Hypertherm Command THC,veja no Manual de Instruções mais informações sobrea perfuração e algumas de suas característicascapazes de reduzir o dano sofrido pelos consumíveis.2. Como reduzir erros. Reduzir erros prolongaráconsideravelmente a vida útil dos seus consumíveis.Em geral, os erros decorrem quando o corte nãoé iniciado e/ou interrompido na chapa ou quandoo arco acaba saindo da chapa. Isto interrompeo processo Longlife.• Na maioria dos sistemas, cada erro equivalea cerca de 10 ou 15 perfurações. HyPerformancee HyDefinition são mais sensíveis a erros; cada erroequivale a mais de 15 perfurações.• Os erros devem ter uma porcentagem inferiora 10% do número de perfurações.Registro de Uso dos ConsumíveisPartidas Tempo de arco ErrosMaterialcortadoCorrente/ProcessoCódigo doconsumívelObservaçõesInício Fim
  9. 9. 6Como localizar defeitos em consumíveisAprender a avaliar o estados dos consumíveis permitirá queo operador experiente avalie rapidamente a operação do seusistema e descubra qualquer problema que possa surgir. A tabelaabaixo apresenta os problemas mais comuns e suas respectivassoluções:ConsumíveisEntre em contato coma Hypertherm para obteruma cópia gratuita donosso pôster Guia daLocalização de Defeitosno Plasma.Problema Possível causa Solução ObservaçõesRápida erosãodo eletrodoRestrição de gás, fluxo baixode gás1. Verifique o ajuste de fluxo correto e apliquepressão/fluxoSe equipado com THC, a tochamergulhará2. Verifique se os consumíveis instalados sãoos corretosEsse problema também podeprovocar falha de disparo3. Verifique se o distribuidor de gás está bloqueadoe se a quantidade de lubrificação é adequada4. Verifique se a mangueira está bloqueada ou torcida5. Verifique se alguma válvula está funcionando malA temperatura do líquidorefrigerante está alta ou o fluxodo refrigerante está baixo1. Se equipado com chiller externo, verifique qualé a temperatura correta2. Realize teste de fluxo do líquido refrigeranteErros em excesso Faça alterações na programação para permitir queo desempenho do sistema aumente/decresça,conforme necessárioO desgaste do pontode erosão do eletrodonão é concêntricoO distribuidor de gás estábloqueado ou com defeitoSubstitua o distribuidor de gás O excesso de lubrificante podebloquear o distribuidor de gásTocha defeituosa Substitua o corpo principal da tochaO orifício do bicose desgastou e nãoé mais arredondadoou o orifício sedesgasta de dentropara foraArqueamento excessivodo piloto1. Verifique a altura apropriada de perfuração2. Verifique a conexão do cabo-obra Este problema pode ser causadopor excesso de escória na mesa3. Tocha em curto Meça a resistência da tocha4. O relé do arco piloto permanece fechadoO bico sofre erosãona parte de dentroContaminação Verifique o suprimento de gás ou procurever se há algum vazamentoUm vazamento no momento decortar com O2 pode provocara entrada de contaminantesna linha de gás do plasmaArqueamento duplo Verifique a altura apropriada de perfuração O eletrodo e o bico estarãopretos. Se equipado com THC,a tocha se erguerá
  10. 10. 7ConsumíveisQualidadedoCorteQualidade do CorteNegative bevelZero bevelPositive bevelTorch too lowTorch too highEFFECTS OF TORCH HEIGHTComo ler o corteExistem quatro medidas básicas que são usadaspara determinar-se um corte de boa qualidade:•Ângulo de chanfradura•Níveis de escória•Aparência do corte•Linhas de defasagem(Aço-carbono – somente corte O2)Eis os ajustes que o operador pode efetuar paramelhorar esses pontos:•Altura da tocha ou tensão do arco•Velocidade de corteLembre-se: as tabelas de corte são o lugar idealpara se começar, mas é possível que seja necessárioajustar a velocidade de corte e a altura da tochano caso de certos materiais.Ângulo de chanfradura• É possível alterar o ângulo de chanfraduraaumentando ou diminuindo a altura da tocha.• Isto é feito ajustando-se a configuração da Tensãodo Arco nos sistemas de plasma dotados de THC(arc voltage torch height control, ou sensor de alturade corte). Se o sistema de plasma não for equipadocom THC, deverá ser ajustado manualmente.• Se o ângulo não estiver igual em todos os ladosde uma parte cortada, é possível que a tocha nãoesteja em ângulo reto em relação à chapa e preciseser ajustada.Redução de dejetos (escória)Escória na parte superiorAparecem respingos na borda superior dos doispedaços da chapa. Reduza a tensão em incrementosde 5 volts (no máximo) até que a escória desapareçada parte superior. Normalmente, só ocorre complasma a ar.Escória de alta velocidadeSão sobras de escórias finas que se grudamà borda inferior. Para limpar, é necessário descascarou pulverizar. Reduza a velocidade de corte parareduzir a escória de alta velocidade.Escória de baixa velocidadeÉ uma escória arredondada, que se forma em grandesdepósitos, mas que sai com grande facilidade, empedaços graúdos. Aumente a velocidade de cortepara reduzir a escória de baixa velocidade.Top drossHigh-speed drossLow-speed drossA tocha está baixa demais Chanfradura negativaChanfradura zeroChanfradura positivaTocha alta demaisEFEITOS DA ALTURA DA TOCHAEscória na parte superiorEscória de alta velocidadeEscória de baixa velocidade
  11. 11. 8Corte de aço inoxidável de boa qualidadeCorte de alumínio de boa qualidadeChanfradura de O˚A linha de defasagem se quebracerca de 15˚ no meio do corteSuperfície lisaIsento de escóriaAs linhas de defasagemse quebram mais de 15˚Poderá não ser possível atingirum corte limpo ou comploetoChanfradura pronunciadaEscória duraMais sobre a escória• Alguns tipos de metal, por sua própria natureza,geram mais escória do que outros. Eis algumasdas chapas e tratamentos mais difíceis:• Com alto teor • Superfícies de metalde carbono lisas• Chapa estilhaçada • Alumínio• Aço enrolado a quente • Metal aquecidoou quente• Aço com alto teor de silicone• Eis alguns dos tipos mais fáceis:• Aço enrolado a frio• Aço conservado em óleo• Se a chapa possuir uma superfície oleosa, áspera ouenferrujada, corte com essa parte virada para baixo.• Se o corte for efetuado com water muffler (cortinadágua) ou sob água, a tendência é de que os níveisde escória aumentem.Aparência do corte• Ao cortar outros metais que não sejam aço-carbonocom O2, as linhas de defasagem não constituemum bom indicador da velocidade de corte.• O ângulo de chanfradura, os níveis de escóriae a aparência do corte devem ser fatorados juntos.A suavidade ou aspereza da face e dos níveis deescória determinarão a velocidade correta.• Se o corte de uma face sair côncavo, o motivoé que a distância da tocha à obra está baixademais ou os consumíveis estão desgastados.• Se o corte da face sair convexo, o motivo é quea distância da tocha à obra está grande demaisdemais ou os consumíveis estão desgastados.Como ler as linhas de defasagemAço-carbono, somente com corte O2• Usar as linhas de defasagem de um corte é umaforma excelente de se determinar as velocidadesde corte adequadas.• Geralmente, as linhas devem ficar atrás do corteem cerca de 10 a 15 graus.• Se as linhas estiverem mais verticais, a velocidadeestá baixa demais.• Se as linhas estiverem mais atrás, a velocidadeestá alta demais.Qualidade do CorteVelocidade corretaqLinhas de defasagemem menos de 15˚A escória se soltasem pulverizar-seNível aceitávelLento demaisRápida demais
  12. 12. 9Efeitos da velocidade de cortesobre a tensão do arco• À medida que a velocidade de corte aumenta,a tensão do arco diminui, e viceversa.• A velocidade de corte muda: •Quando está entrando e saindo de cantos* •No início e no fim de um corte* •Quando se está cortando círculos e contornos** Isto provocará escória nos cantos e nos contornos.• Reação do THC •A tocha irá mergulhando à medida que a velocidadediminui ** •A tocha irá se erguendo à medida que a velocidadeaumenta**** O THC deve estar desligado ou “Locked Out” (Travado) quandoa velocidade diminuir.(+)ArcvoltageCutting speed (+)Note: Graph is independent of system and metal thickness.Direção do corte• Devido ao movimento de ondulação do gás deplasma, um dos lados do corte sempre terá umângulo de chanfradura. Este é chamado o “ladoruim” do corte.• Para que se obtenha uma quantidade mínima dechanfradura nas suas peças de produção, é precisoque a tocha se desloque na posição correta.O “lado bom” é o da direita, já que a tocha estáse deslocando para longe de você. Veja a foto.• A direção da ondulação pode ser revertidamediante o uso dos diferentes distribuidoresde gás existentes em alguns modelos para atingiro resultado oposto (usados para cortar peçascom imagens espelhadas).No sentido dos ponteiros do relógio: Corte da borda externa da peça. A peça cai.No sentido contrário ao dos ponteiros do relógio: Corte no interior do furo.Os recortes caem.DirectionScrapScrapProduction pieceQualidadedoCortePágina 1 de 6Como melhorar a qualidadedo corte a plasmaO guia de referência a seguir oferece várias soluções para ajudar a melhorara qualidade do corte. É importante tentar e testar as sugestões oferecidas porquemuitas vezes há vários fatores diferentes a considerar:• Tipo de máquina (exemplo: mesa XY, puncionadora combinada)• Sistema de corte a plasma (exemplo: fonte de alimentação, tocha, consumíveis)• Dispositivo de controle de movimento (exemplo: CNC, controle de altura da tocha)• Variáveis do processo (exemplo: velocidade de corte, pressões de gás, faixas de vazão)• Variáveis externas (exemplo: variabilidade de materiais, pureza do gás, experiênciado operador)É importante levar em consideração todos esses fatores ao tentar melhorara aparência de um corte.Ângulo de corte negativoForam removidos mais materiaisda parte inferior da superfíciede corte que da parte superior.Arredondamento daextremidade superiorLeve arredondamento ao longoda extremidade superior dasuperfície de corte.Problemas de qualidade do corteAngularidadeÂngulo de corte positivoForam removidos mais materiaisda parte superior da superfíciede corte que da parte inferior.EscóriaEscória de alta velocidadePequeno filete linear de materialfundido que se fixa e endureceao longo da extremidade inferiordo corte (linhas de atraso emforma de “S”; a escória é difícil deremover e requer esmerilhamento).Escória de baixa velocidadeUm acúmulo globular ou em formade bolhas de material fundido quese fixa e endurece ao longo daextremidade inferior do corte (podehaver linhas de atraso verticais;a escória é fácil de remover e sequebra em pedaços grandes).Respingo superiorLeve respingo de material fundidoque se acumula nas extremidadessuperiores do corte (geralmenteirrelevante e mais comum complasma a AR).Entre em contato coma Hypertherm para obteruma cópia gratuita denosso guia “How to ImprovePlasma Cut Quality” (ComoAprimorar a Qualidade doCorte a Plasma).Velocidade de corteObservação: O gráfico independe do sistema e da espessura do metal.Tensãodo arcoRecorteDireçãoRecortePeça de produção
  13. 13. 10O que gera a qualidade do corte?A amostra do corte pode ser uma ótima forma deavaliar visualmente a capacidade do equipamento decorte de metal. O exame da suavidade do corte, doângulo de chanfradura e dos níveis de escória pode daruma ideia exata do grau de sucesso que esse processopode atingir. Entretanto, a amostra de corte nãopode nem deve ser o único fator a influir na decisãode compra. Muitos parâmetros afetam diretamentea qualidade da peça cortada. É fundamentalcompreender todos os fatores que contribuem paraum bom corte antes de tomar uma decisão de compra.O processo de corte a plasma é afetado diretamentepor quatro fatores principais:• Máquina de corte (mesa XY, pressão dopuncionar, etc.)• Dispositivo de controle de movimento (CNC)• Variáveis do processo (pureza do gás, velocidadedo deslocamento, variabilidade do material, etc.)• Sistema de corte a plasma (fonte plasma, tocha, etc.)Há hoje no mercado inúmeros fabricantes de sistemasde corte de metal que produzem os mais diferentes tiposde máquinas. Consequentemente, os resultados podemvariar. As amostras de corte fornecidas pela Hyperthermrepresentam a qualidade de corte que é possívelatingir usando um único tipo de máquina de corte;isto não indica de forma alguma que é possível atingiros resultados esperados quando qualquer outro tipode equipamento de corte for utilizado.A Hypertherm recomenda enfaticamente quevocê obtenha a amostra de um corte feito em umequipamento similar à máquina de corte que estamosconsiderando. Só assim será possível determinar deforma mais precisa os resultados que se pode esperarobter.Como cortar furos Cortar furos internos com plasma pode ser umatarefa bastante difícil. São os seguintes os mínimostamanhos de furo (considerando-se a existênciade excelentes recursos de controle de movimento):Qualidade do Corte• HyPerformance/HyDefinition (O2 em aço-carbono)•Chapa de 3 mm (1/8 pol) e menor: 4,7 mm (3/16 pol)•Acima de 3 mm (1/8 pol): uma vez e meia (1,5)a espessura do material• Convencional (O2 em aço-carbono)• Chapa de 3 – 13 mm (1/8 pol a 1/2 pol): duas (2)vezes a espessura do material•Acima de 13 mm (1/2 pol):uma vez e meia (1,5)a espessura do material•Para obter melhoresresultados:•Desligue o THC.•Reduza a velocidade.•Faça com que a entradade corte fique perpendicularà lateral.•Minimize a saída de corte (somente na medidanecessária para desencaixar a peça).Localização de Defeitos para o operadorLEDs de StatusA luz verde ou a luz amarela que ficam na frente dafonte plasma são bons indicadores dos problemas maiscomuns. Se os LEDs estiverem verdes, então devemestar acesos; se estiverem amarelos, devem estarapagados. Consulte o seu Manual de Instruções paraver como localizar defeitos relacionados aos LEDs.Observação• Não há luzes indicadoras na fonte do plasmaHyPerformance.Dicas• O sistema se desliga durante o corte ou quandohá tentativa de corte: Mantenha o botão Start(Partida) pressionado para ver qual dos LEDsestá “piscando”. É possível que seja esse queestá causando o desligamento do sistema.• Chanfradura constante: Verifique se o corte, a alturada tocha, a velocidade de corte, a condição dosconsumíveis e o alinhamento da tocha estão nadireção correta (ou seja, perpendiculares à chapa).Se tudo parecer estar em boas condiçõese funcionando corretamente, peça que o setor demanutenção verifique se existe algum vazamento ourestrição. Se nenhum outro problema for encontrado,é possível que seja necessário substituir a tocha.BorderCut line, center of cutArrows indicate cut directionStartEnd PointPLATE WITH INTERNAL HOLEPonto finalBordaLinha de corte, centro do corteAs setas indicam a direção do corteCHAPA COM FURO INTERNOInício
  14. 14. 11Para otimizar o desempenho, minimizar os custosoperacionais de modo geral e prolongar a vida do seusistema de corte a plasma Hypertherm, é necessárioobservar uma programação regular de manutenção.O resumo abaixo informa, em breves detalhes,a programação mínima de manutenção recomendável.ManutençãoDiariamente• Verificar as pressões corretas de entrada do gás.• Verificar os ajustes corretos da vazão de gás.• Verificar as pressões e temperaturas corretasdo líquido refrigerante.• Examinar a tocha e substituir os consumíveisconforme necessário.Semanalmente• Limpar a fonte plasma com ar comprimidoou a vácuo.• Verificar se os ventiladores de refrigeraçãoestão funcionando corretamente.• Limpar as roscas da tocha e o anel de corrente.• Verificar se o nível do líquido refrigerante está correto.Mensalmente• Examinar se há conexões de fiação soltas.• Examinar o contator principal para ver se há desgaste.• Examinar o relé do arco piloto.• Examinar o filtro de ar que fica na parte dianteirado painel do sistema, se equipado com filtro.• Verificar se o(s) interruptor(s) do fluxo do líquidorefrigerante está(ão) operando de forma adequada.• Realizar teste de fluxo do líquido refrigerante.• Realizar teste de vazamento de gás.• Examinar as conexões do cabo.• Examinar o conjunto do centelhador.Duas Vezes por Ano• Drenar e lavar o sistema principal do líquidorefrigerante. Substituir o elemento filtrante dolíquido refrigerante. Substituir o líquido refrigerantepor um líquido refrigerante genuíno da Hypertherm.Anualmente• Substituir o relé do arco piloto.ManutençãoQualidadedoCorteEntre em contato com a Hypertherm para obter uma cópiagratuita de nosso folheto “Preventive Maintenance Protocol”(Protocolo de Manutenção Preventiva).
  15. 15. 12L1CHOPPERDCIGBT280 VDC15–18 KHzF1ShuntResistor200 VAC 50/60 HZCS1RG PilotArc ResitorCR1Pilot Arc RelaySurge-injectionCircuitHigh-freqStartCircuit10–15 KVAC2 MhzTorchWorkpieceSYSTEM DIAGRAMInformações Gerais sobre o SistemaInformações Gerais sobre o SistemaEstas informações básicas descrevem como sedeve estabelecer e manter um arco. É necessáriocompreender isto para poder localizar com eficiênciaos defeitos do seu sistema de corte de arco de plasma.ChopperA maioria dos sistemas mecanizados de cortea plasma da Hypertherm usam uma fonte dealimentação de corrente contínua (CC) constante.Circuito de partida por alta frequênciaÉ o método de iniciar o arco de plasma usando correntealternada (AC) de alta‑tensão e alta frequência.Circuito de proteção de picosMantém a corrente de saída enquanto a altafrequência está ativada.Circuito do arco pilotoÉ usado para iniciar um arco, já que fornece o percursopara o circuito de partida de alta frequência entreo bico (+) e o eletrodo (-).Sequência da operação1. Pré-fluxo•Um sinal de partida é enviado à fonte plasma.O contator principal é fechado, criando uma tensãode circuito aberto (Open Circuit Voltage, ou OCV).•O pré-fluxo do gás de plasma é ligado.•O circuito de proteção de picos é carregado.L1CHOPPERDCF1ShuntResistorCS1RG PilotArc ResitorCR1Pilot Arc RelaySurge-injectionCircuitHigh-freqStartCircuit10 – 15 KVAC2 MhzTorchWorkpieceCharging OFFGAS STATUS – PREFLOW: ONCircuito deproteção de picosCircuito de partidapor alta frequênciaTochaPeça de trabalhoResistor shuntRelé do arco pilotoResistor RGdo arco pilotoCHOPPERDIAGRAMA DO SISTEMA200 VCA 50/60 HZ10-15 KVCA2 Mhz280 VCC15-18 KHzCircuito deproteção de picosCircuito de partidapor alta frequênciaTochaPeça de trabalhoResistor shuntRelé do arco pilotoResistor RGdo arco pilotoCHOPPERSTATUS DO GÁS – PRÉ-FLUXO: LIGADODESLIGADOCarregando10-15 kVCA2 MHz
  16. 16. 13TeoriadoSistemaeLocalizaçãodeDefeitos2. Arco piloto•O relé do arco piloto é fechado e o circuitode alta ‑frequência é ligado.•O circuito de proteção de picos é descarregadopara manter a tensão do circuito enquanto a altafrequência está ativada.L1CHOPPERDCF1ShuntResistor CS1RG PilotArc ResitorCR1Pilot Arc RelaySurge-injectionCircuitHigh-freqStartCircuit10–15 KVAC2 MhzTorchWorkpieceDis-Charging ONGAS STATUS – PREFLOW: ONL1CHOPPERDCF1ShuntResistor CS1RG PilotArc ResitorCR1Pilot Arc RelaySurge-injectionCircuitHigh-freqStartCircuit10-15 KVAC2 MhzTorchWorkpieceCharging OFFGAS STATUS – CUT FLOW: ONLogic Low3. Modo de corte•O arco entra em contato com a obra, o CS1 senteo fluxo de corrente e entra em baixo estado lógico:deu-se a transferência do arco.•O circuito de alta frequência é desligado, o relédo arco piloto se abre.•O fluxo do gás aumenta para corresponderao ajuste do fluxo de corte.Circuito deproteção de picosCircuito de partidapor alta frequênciaTochaPeça de trabalhoResistor shuntRelé do arco pilotoResistor RGdo arco pilotoCHOPPERSTATUS DO GÁS – PRÉ-FLUXO: LIGADOLIGADODescarregandoCircuito deproteção de picosCircuito de partidapor alta frequênciaTochaPeça de trabalhoResistor shuntRelé do arco pilotoResistor RGdo arco pilotoCHOPPERSTATUS DO GÁS – FLUXO DE CORTE:LIGADODESLIGADOCarregandoBaixo estado lógico10-15 kVCA2 MHz10-15 kVCA2 MHz
  17. 17. 14Localização de defeitosO sistema é desligadoTodos os LEDs indicam condiçãode defeito; os ventiladores continuamoperando.Tente identificar um travamento nãoconcretizado: mantenha o botão ON pressionadoe verifique se algum LED está “piscando”.Concretize o travamento ou, senecessário, substitua a chave/sensores.Você consegueidentificaro travamentodefeituoso?Faça bypass decada travamento,individualmente.O sistema continuaoperando?O sistema continuaoperando?SIMSIMSIMNÃONÃOFaça bypass da chave ON ouintercambie as conexões 24 VCAe 120 VCA.Substituaa chave ON.1. Substitua o Painel de Distribuiçãode Alimentação.2. O 24 VCA está pendendo; descubrao curto-circuito ou regule o transformadorde controle para uma tensão mais baixa.NÃO
  18. 18. 15Não há arco pilotoTeoriadoSistemaeLocalizaçãodeDefeitosAplique o STARTdo PLASMAmanualmente.Verifique se o controladore os cabos estão com sinal.Substitua o painelde controle.1. Verifique se o LED correto está aceso no quadrode relés e se o 120 VCA está presente no fusíveldo quadro de relés.2. Verifique a tensão da respectiva válvula.O LED doSTART do PLASMAestá acendendo?(Veja listade LEDs)Há fluxo de gásna tocha?O LED está acendendo?NÃONÃO1. Verifique se o sinal HOLD não está ativado.2. Teste o circuito HF.Verifique o OCV doschoppers (siga osprocedimentos de testedo módulo de choppersindicados no manualde instruções).Substitua os componentesdefeituosos (chopper, painelanalógico ou de controle,suprimento de corrente alternada(CA) ou contator principal).NÃONÃO1. Verifique sea tocha estáem curto.1. Verifique o circuito de proteção de picos.2. Substitua os cabos da tocha.NÃOSIMHá HF presente noscentelhadores?O OCV estápresente?O OCV estápresente?SIMSIMVerifique o OCV novamentecom o fuso semicondutorjá instalado.SIMSIMNÃOSIMO sinal STARTfoi dado, mas a tochanão dispara.
  19. 19. 16Perda do arcoLocalização de defeitosO arco piloto do sistemase extingue após disparar.Aplique o sinal START manualmente.Se o arco permanecer ativado, entãoo problema está no controlador ou noscabos. Caso contrário, substitua o painelde controle.O LED do STARTdo PLASMA permaneceaceso?O LED TRANSFERestá acendendo?O arco continuapresente?NÃO1. Verifique a conexão do cabo-obra(conecte diretamente à chapa).2. Teste o sensor de corrente.3. Verifique se a altura de perfuraçãoé adequada.NÃOSIMSIMSIM Substituao sensorde corrente.1. Verifique se o tempo de retardo deperfuração não está longo demais.2. Contorne o sensor de corrente.NÃO1. Verifique a entrada de potência(fusíveis, tamanho do cabo,contator principal).2. Substitua os cabos da tocha.
  20. 20. 17O arco não corta.TeoriadoSistemaeLocalizaçãodeDefeitosA saída de potênciaestá correta?SIMO arco se transfere paraa chapa mas o corteé irregular.Verifique se os ajustes dacorrente e do fluxo de gás estãocertos e se os consumíveisadequados foram instalados.Meça a corrente de saída:no cabo-obra, usando o grampono medidor de correnteou através do shunt.A potênciaé igual?NÃOVerifique se a correnteadequada está sendoajustada fazendobypass da seleçãoBCD no painel decontrole.Verifique se a saída depotência dos choppersé igual. Se estiver baixa emum deles, desconecte o cabodo ciclo de trabalho.Se a corrente aumentar,substitua o painel decontrole/analógico.Verifique se existe vazamento, restriçãoou contaminação do gás.
  21. 21. 18A Hypertherm tem grande orgulho em fabricar produtos da mais alta qualidade. Entretanto, caso surjaum problema, entre em contato com o seu distribuidor Hypertherm autorizado com com o Fabricantede Equipamento Original (OEM), que estará à disposição para ajudar você.Na maioria dos casos, as suas perguntas ou problemas poderão ser facilmente solucionados, pelo telefone,por técnicos experientes, treinados em fábrica. Se houver necessidade de uma visita ao local, marque umahora por meio do seu distribuidor ou OEM.A fim de tornar tudo mais fácil durante qualquer chamada para obter suporte, tenha à mão o número do modeloHypertherm e o número de série da fonte plasma.ServiçoPara registrar a sua máquina sob a garantia, preencha a Lista de Verificação para Instalação de Campo,anexa, e envie-a à Hypertherm por correio ou por fax:Hypertherm, Inc.Attn: ServiceEtna Road, P.O. Box 5010Hanover, NH  03755603-643-5352 Fax800-643-9878 Tel.service@hypertherm.comEssa lista de verificação foi criada como uma ferramenta para que o instalador possa garantir a otimização dosistema durante a instalação e estar certo de que o operador recebeu o treinamento adequado. Os principaispontos incluídos na lista de verificação são as pressões e configurações de gás adequadas, as conexõesde alimentação e aterramento adequadas e o treinamento dos operadores no uso do material descrito.Se você tiver qualquer dúvida com relação à lista de verificação, entre em contato com nossa equipede Serviço Técnico.Hypertherm, Inc.Etna Road, P.O. Box 5010Hanover, NH 03755 USA603-643-3441 Tel.603-643-5352 Fax
  22. 22. 19Lista de verificação para instalação de campo HyperthermCliente_ ___________________________________________ OEM/Distr./Integrador ______________________________Local _ ____________________________________________ Data da Instalação____________________________________________________________________________________ No. de Série da Fonte Plasma ________________________Contato ___________________________________________ No. de Estoque / Modelo do PS ______________________Telefone_ __________________________________________ No. de Série da Máquina de Corte ____________________Instalador__________________________________________Sistema de gás (Verificar os itens aplicáveis ao sistema) Fonte de oxigênio Fonte de nitrogênio Fonte de ar Em massa Em massa Em massa Criogênico Criogênico Criogênico Cilindro H.P. Cilindro H.P. Cilindro H.P. Tipo e diâmetro da tubulação Tipo e diâmetro da tubulação Tipo e diâmetro da tubulação Cobre______________ Cobre______________ Cobre________________ Mangueira__________ Mangueira___________ Mangueira_____________ Outros_____________ Outros______________ Outros________________ Pressão: Pressão: Pressão: Estática____________ Estática_____________ Estática_______________ Dinâmica___________ Dinâmica____________ Dinâmica______________ Fonte Ar-H2 Fonte de metano Fonte CO2 Em massa Em massa Em massa Criogênico Criogênico Criogênico Cilindro H.P. Cilindro H.P. Cilindro H.P. Tipo e diâmetro da tubulação Tipo e diâmetro da tubulação Tipo e diâmetro da tubulação Cobre______________ Cobre______________ Cobre________________ Mangueira__________ Mangueira___________ Mangueira_____________ Outros_____________ Outros______________ Outros________________ Pressão Pressão Pressão Estática____________ Estática_____________ Estática_______________ Dinâmica___________ Dinâmica____________ Dinâmica______________Teste de Vazamento Realizado      Consultar procedimento de teste No. 01001Comentários:_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________Alimentação de entrada elétricaConfiguração da tensão do sistema________________VCA Tipo de proteçãoVoltagem de linha medida_________________________VCA Fusíveis do tempo de retardo L1 para L2_____________________________________VCA Disjuntor do tempo de retardo L2 para L3_____________________________________VCA Especificação da amperagem _______ AmperesL3 para L1_____________________________________VCAO “wild leg” fica no L3             O “wild leg” do HD4070 fica no L1    Aterramento do sistemaOs seguintes componentes são conectados com a terraFonte de alimentação Console de alta frequência Para obter informações detalhadas sobre práticasConsole de gás de aterramento e proteção, veja o boletim de serviçoConsole de válvulas motorizadas de campo (No. 805400).Tamanho do cabo de aterramento_________ mmServiço
  23. 23. 20Verificação geral da instalaçãoRoteamento do cabo de controleOs cabos se movimentam livremente na esteira/festãoporta-cabos As conexões dos cabos estão firmes Roteamento do cabo da mangueira/tochaNada está torcido durante a movimentaçãona esteira/festão porta-cabos Todas as conexões estão firmes Testes funcionaisAjuste da tensão do arco ____________________________ V Tensão real do arco________________________________ VAjuste de corrente__________________________________ A Corrente real do corte _____________________________ AQuestões de treinamentoO usuário final foi devidamente instruído sobre os seguintes tópicos:ConfiguraçãoSeleção dos gases adequados para os materiaisque estão sendo cortados Leitura/cumprimento das tabelas de corte Instalação e manutenção de consumíveis Ajuste dos parâmetros de corte(fluxos de gás, corrente, tensão, velocidade) OperaçãoLeitura do corte (velocidade, ângulosde chanfradura e escória) Questões ligadas à vida útil dos consumíveis(altura de perfuração, erros, partidas vs.comprimento do corte) ManutençãoLocalização de defeitos básicos para o operador Localização de defeitos básicos paraa equipe de manutenção Foram entregues ­­­­_______ cópias do manual No. __________________ ao operador/supervisor  Comentários adicionais:________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________Assinatura do instalador______________________________ Data__________________________________Por meio de minha assinatura, declaro que o sistema foi instalado de acordo com minhas expectativas e que eu (ou meurepresentante) verifiquei os itens e procedimentos acima e recebi (recebemos) treinamento adequado sobre a operaçãoe manutenção deste sistema.Assinatura de aprovação do cliente_____________________ Data__________________________________Nome em letra de imprensa___________________________ Número de telefone_____________________OutrosO cliente foi devidamente informado de onde e comoadquirir peças genuínas Hypertherm A Administração e a Política de Garantiasfoi devidamente explicada Inclui lista de todos os operadores que receberamtreinamento Sistema do líquido refrigeranteLíquido refrigerante Hypertherm,código do produto 028872 Mistura especial Água deionizada %Propileno glicol %Proteção anticongelante °FTemperatura do chiller (se for o caso) °FPressão barTem amaciante de água instalado
  24. 24. 21ProcedimentosdeTesteProcedimento de Teste No. 01001B. HySpeed HT2000Para testar este sistema completamente atéa tocha, utilize o procedimento D.1. Coloque o interruptor contínuo do consolede gás na posição Test Preflow (TestarPré-Fluxo). Ajuste os fluxos de gás para osvalores adequados, conforme indicado naseção “Operation” (Operação) do Manualde Instruções.2. Localize o conjunto off-valve do solenóidee desconecte o cabo de controle dosolenóide (para fazer isto, desconecteo conector 4 X 2 do console da válvulamotorizada).3. Não prossiga até que os tubos de flutuaçãoestajam indicando “ausência de fluxo”.4. Feche, na fonte, as válvulas de bloqueiodo suprimento de oxigênio e nitrogênio.5. Os calibradores de pressão do console degás devem manter sua pressão. Se a pressãodo nitrogênio ou do oxigênio baixar maisde 0,1 bar em 10 minutos é porque há umvazamento inaceitável.6. Se houver indicação de vazamento, verifiquetodas as conexões de gás usando umasolução de detecção de vazamento.Adote esse procedimento para verificar se há algumvazamento no lado do plasma do sistema – ou seja,a partir do console do regulador que fornece o gáse adiante. Consulte a sua equipe de manutenção defábrica para obter instruções sobre como testar o ladode fábrica do sistema.WARNINGAll work must be performed only by qualified personnel!Plant side Plasma sideOff-valveTorchMotorvalveGasconsoleProcedimento de teste de vazamentode gás no sistemaA. HyPerformance HPR130XD,HPR260XD, HPR400XD e HPR800XDUse as Verificações da Pressão Traseirado Sistema de Gás/Procedimento de Teste deVazamento que constam na seção “Maintenance”(Manutenção) do Manual de Instruções.Esse serviço só deverá ser realizado por profissionais qualificados!AdvertênciaLado de fábrica Lado do plasmaConjuntooff-valveTochaConsolede gásVálvulamotorizada
  25. 25. 22D. MAX200 e HT2000LHFUse esse mesmo procedimento para testar o LongLifeHT2000 completamente até a tocha.1. Bloqueie o orifício do bico de uma das seguintesmaneiras:•encha com epóxi e deixe endurecer•encha com solda derretida•ache o parafuso da máquina e insira parafusocom trava-rosca1a. Só no caso de MAX200, HT2000 e HT2000LHF:coloque um anel retentor (O-ring) na folgalocalizada no fundo das roscas.O-ring (Silicone) = P/N 026020 =0.864 polegadas ID x 0.070 Parede2. Coloque o sistema na posição “Testar Pré-Fluxo”e ajuste os fluxos de gás para os valoresadequados, conforme indicado na seção“Operation” (Operação) do Manual de Instruções.3. Insira o bico modificado na tocha.O-ringP/N 026020Blockorifice4. As bolinhas do fluxômetro devem cair para zero.Se isto não ocorrer, é porque há um vazamento nosistema. Feche, na fonte, as válvulas de bloqueiodo suprimento de oxigênio ou nitrogênio.5. Os calibradores de pressão do console de gásdevem manter sua pressão. Se a pressão donitrogênio ou do oxigênio baixar mais de 0,1 barem 10 minutos é porque há um vazamentoinaceitável.6. Se houver indicação de vazamento, verifiquetodas as conexões de gás usando uma soluçãode detecção de vazamento.7. Repita o teste com o console de gás na posição“Test Cutflow” (Testar Fluxo de Corte).Orifício doblocoO-ring código doproduto 026020
  26. 26. Hypertherm, HyPerformance, HyDefinition, HT, HySpeed, CoolCore, HyLife, LongLife, MAX,Command, Powermax, ArcWriter e G3 Series são marcas comerciais da Hypertherm, Inc.e podem ser marcas registradas nos Estados Unidos e/ou em outros países.© 6/10 Hypertherm, Inc. Revisão 6 803647    Português / PortugueseHypertherm, Inc.Hanover, NH 03755 USA603-643-3441 Tel.Hypertherm Europe B.V.4704 SE Roosendaal, Nederland31 165 596907 Tel.Hypertherm (Shanghai)Trading Co., Ltd.PR China 20005286-21 5258 3330 /1 Tel.Hypertherm (S) Pte Ltd.Singapore 34956765 6 841 2489 Tel.Hypertherm (India) ThermalCutting Pvt. Ltd.Chennai, Tamil Nadu91 0 44 2834 5361 Tel.Hypertherm Brasil Ltda.Guarulhos, SP - Brasil55 11 2409 2636 TelHypertherm México, S.A.de C.V.México, D.F.52 55 5681 8109 Tel.www.hypertherm.com

×