Em Flora Port folio-1ª sem-2012

920 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
920
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Em Flora Port folio-1ª sem-2012

  1. 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃOSUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E POLÍTICAS EDUCACIONAIS DIVISÃO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL EM PROFª FLORA GUIMARÃES ROSA PIRES PCTE: Sandra Regina Silva Ferreira PORT-FÓLIO
  2. 2. EQUIPE PEDAGÓGICA:DIRETORA:ROSANGELA DE SOUZA CONCEIÇÃO.SUPERVISORA:MARINA MELGAREJO NUNES KINJO.
  3. 3. A EM Profª Flora Guimarães Rosa Pires, se localiza na região sul, noBairro Dr. Albuquerque da Cidade de Campo Grande - MSAtende no período vespertino alunos respectivamente:Pré I A;Pré I B;5º Ano A;5º Ano B;6º Ano A;6º Ano B;7º Ano A;7º Ano B;8º Ano A;9º Ano A.
  4. 4. As atividades foram desenvolvidas no 1º semestre do ano de 2012. Nasdisciplina de Língua Portuguesa, Geografia, Ciências, Educação Física,Inglês.Língua Portuguesa;- Tema - Meio AmbienteObjetivo:Compreender como se elabora uma propaganda com enfoque no meioambiente.Geografia;-tema – Erosão-ObjetivosCompreender e comparar os diversos tipos de erosão.-Sub Região Nordestina-Objetivos-Compreender as características das sub-regiões nordestinaEducação Física- Tema - Capacidades Físicas-ObjetivosCompreender as capacidades físicas em varias modalidades esportivas.
  5. 5. Ciências;-Tema Radiação-Objetivo;-Compreender o que é radiação, quais tipos de radiação, suapropagação e utilização.Tema – Nutrição-Objetivo;Compreender os benefícios de uma alimentação saudável.Causas e consequências de alguns distúrbios a alimentares.InglêsTema - Personal Pronoum e question wiht “to be”Objetivo:Compreender a formação de frases interrogativa, afirmativa e negativa na língua estrangeira inglês.Pré I APré I BTema – Diversos- Reconhecer numero e sua quantidade- Relacionar figura a sua letra inicial- Exercitar a coordenação motora ao desenhar, circular, ligar, pintarcom o recurso do mouse.
  6. 6. Escola Municipal Professora Flora Guimaraes Rosa PiresALUNOS:Lorena e LuanaPROFESSORA:LauraDISCIPLINA:Ed. Fisica CAPACIDADES FÍSICAS
  7. 7. FORÇARESISTÊNCIACOORDENAÇÃO MOTORA-DESTREZAEQUILÍBRIOAGILIDADEVELOCIDADEFLEXIBILIDADE
  8. 8.  Força,Coordenaçâo motora,equilibrio,velocidade e agilidade.
  9. 9.  Resistência,coordenaçâo motora,equilibrio,flexibilidade,forçae agilidade.
  10. 10.  Resistencia,coordenaçâo motora,força,velocidade e agilidade.
  11. 11.  Coordenação motora,equilíbrio,velocidade.
  12. 12.  Resistência coordenação motora,velocidade.
  13. 13.  Resistencia, Equilibro Foça.
  14. 14.  Cordenaçâo motora Equilibrio Força.
  15. 15.  Resistencia Coordenação moto Equilibrio Flexibilidade Agilidade.
  16. 16.  Resistencia Coordenação motora Equilibrio agilidade
  17. 17.  Coordenação motora Equilibrio Agilidade.
  18. 18.  Coordenação motora Equilibrio Agilidade.
  19. 19. EM “PROFESSORA FLORAGUIMARÃES ROSA PIRES” SUPER HEROES
  20. 20. PROFESSOR REGENTE: KÁTIA NANTES DISCIPLINA: LÍNGUA INGLESAPROFESSOR INSTRUTOR: SANDRA
  21. 21. STUDENT: Rayssa Garcia SobrinhoSTUDENT: Leticia Cabreira de Oliveira LescoGRADE: 6anoB
  22. 22. FAÇA PERGUNTAS DE MANEIRA QUE AS RESPOSTAS SEJAM NEGATIVAS E ASSIM EXERCITAR VÁRIOS ESTILOS DE FRASES. SIGA O MODELO: IS HE SPIDERMAN? NO, HE ISN’T. HE IS ROBIN
  23. 23. • BATWOMANis she wonder woman?no is she he is batwoman
  24. 24. Catwoman(Michelle Pfeiffer from 1992s "Batman Returns")is she Elektra?no, she isnt.catwoman
  25. 25. POWERFUL GIRLSis she catwoman?no,she ins`t.Powerful Girls.
  26. 26. he-man is he thor? no he ins`t.he-man.
  27. 27. is she lanter? no,ins`t.worder woman. wonder woman is she amjolina joli? no,ins`t.lantern.famale green lantern
  28. 28. Storm (Halle Berry from the "X-Men" movie trilogy is she iroman? no,ins`t.storm
  29. 29. Invisible Woman-"Fantastic Four is she Elektra? no,ins`t.invisible. is she ivisible? no,ins`t.Elektra.Elektra (Jennifer Garner
  30. 30. Lara Croft (Angelina Jolie) - "Lara Croft: Cradle of Life" (2003is she batmam?no,ins`t.lara croft.
  31. 31. is he hulk?no,ins`t.iron man.
  32. 32. is he capitam america? no ins`t.green lantern.is hegreen lantern?no ins`t.thor.
  33. 33. is he spiderman?no ins`t.captan america.is he captan america?no,ins`t.batiman.
  34. 34. is he weolverine? no ins`t.spiderman.SPIDERMAN is he spiderman? no ins`t.wolverine. WOLVERINE
  35. 35. is he superman? no ins`t.hulk. HULK is he hulk? no ins`t.superman.SUPERMAN
  36. 36. • PRODUZA UM PEQUENO DIÁLOGO ENTRE 02 SUPERHEROES USANDO OS VOCABULÁRIOS QUE VOCÊS APRENDERAM ATÉ AQUI.is he catwonano ins`twolverine.
  37. 37. ESCOLA FLORA GUIMARÃES ROSA PIRES CAMPO GRANDE MS, DE 25 MAIO DE 2012.PROFESSOR FRANCELIN VIEIRA COUTINHO ALUNOS: Leonardo Simas ANO: 6 ano B
  38. 38. EROSÕES• ATIVIDADE• PESQUISE NA INTERNET SOBRE OS DIFERENTES TIPOS DE EROSÕES (SOLICITADAS A SEGUIR) E PRODUZA SLIDES COM ILUSTRAÇÕES(FIGURAS) E TEXTOS DESCRITIVOS.
  39. 39. EROSÃO PLUVIALA erosão pluvial é provocada pela retirada de material da parte superficial do solo pelas águas da chuva.
  40. 40. EROSÃO FLUVIAL.• A erosão fluvial é a erosão causada pelas águas dos rios que provoca desgaste nas encostas dos rios e removem porções do solo das margens dos rios, provocando desmoronamento de barrancos
  41. 41. EROSÃO MARINHA.• A Erosão provocada pelas águas do mar designa-se por erosão marinha ou abrasão marinha. As águas do mar atuam sobre os materiais do litoral (linha de costa) desgastando-os através da sua ação química e da sua ação mecânica
  42. 42. EROSÃO EÓLICA• A diminuição da velocidade do vento ou deflação ocorre frequentemente em regiões de campos de dunas com a retirada preferencial de material superficial mais fino (areia, silte), permanecendo, muitas vezes, uma camada de pedregulhos e seixos atapetando a superfície erodida.
  43. 43. EROSÃO GLACIAL• A erosão glacial ocorre quando, em épocas de temperatura muito fria, a água que no verão penetrou entre as rochas se congela, quebrando-as, devido ao aumento do volume.
  44. 44. ESCOLA FLORA GUIMARÃES ROSA PIRES CAMPO GRANDE MS, 28 DE JUNHO DE 2012. PROFESSOR FRANCELIN VIEIRA COUTINHO ALUNOS:Agatha PereiraCardoso e Renan Cabreira De Oliveira Lesco
  45. 45. 1-AS SUB-REGIÕES DO NORDESTE• PRODUZIR SLIDES COM AS CARACTERÍSTICAS GERAIS DE CADA SUB-REGIÃO NORDESTINA:• Zona da Mata, Agreste, Sertão e Meio- Norte.
  46. 46. ZONA DA MATA• Zona da Mata É CONHECIDA como Zona da Mata a faixa litorânea da região nordeste do Brasil, paralela ao Oceano Atlântica, que se estende do Rio grande do Norte até a Bahia, passando pelos estados da Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe. A faixa que corresponde a Zona da Mata tem entre 100 e 200 km de largura, da costa até o Planalto da Borborema.• Das quatro sub-regiões do Nordeste – Zona da Mata, Agreste, Sertão e Meio-Norte – a Zona da Mata é mais urbanizada, povoada e industrializada. A região é onde se concentra a maior parte da população e o maior número de indústrias do Nordeste, com destaque para o Pólo Petroquímico de Camaçari
  47. 47. AGRESTE• É a região intermediária entre a Mata e o Sertão. Caracteriza-se por uma economia diversificada, com o cultivo de lavouras como milho, feijão, mandioca, entre outras, e pecuária leiteira e de corte. Principal bacia leiteira do Estado, o Agreste tem índices pluviométricos maiores que os do Sertão, com média anual entre 800 e 1000 milímetros, mas também é uma região sujeita a secas periódicas.
  48. 48. SERTÃO• O Sertão Nordestino é uma região que compreende a parte mais interior de praticamente todos os estados da região nordeste brasileira. Usualmente, a denominação de “sertão nordestino” é dada às regiões interioranas, independentemente do nível de desenvolvimento social ou econômico. Porém, a expressão também pode ser usada para designar, mais especificamente, as regiões do interior da Bahia, Pernambuco e Piauí, onde se concentram algumas das cidades com maiores índices de desigualdade social do país, além de baixíssimos indicadores de desenvolvimento
  49. 49. MEIO-NORTE• O meio-norte corresponde à faixa de transição entre o sertão semiárido do Nordeste e a região Amazônica, inclui os estados do Maranhão e oeste do Piauí. A vegetação natural dessa área é a mata de cocais, carnaúbas e babaçus, em sua maioria. Apresenta índices pluviométricos maiores a oeste. As atividades econômicas de maior destaque são o extrativismo vegetal, praticado na mata de cocais remanescente, a pecuária extensiva e o cultivo do arroz e do algodão.
  50. 50. 2-RIO SÃO FRANCISCO• ATIVIDADE• PESQUISE NA INTERNET AS CARACTERÍSTICAS DO RIO SÃO FRANCISCO (SOLICITADAS ABAIXO) E PRODUZA SLIDES COM ILUSTRAÇÕES(FIGURAS) E TEXTOS DESCRITIVOS.
  51. 51. NASCENTE• O rio São Francisco é um dos mais importantes cursos dágua do Brasil e de toda a América do Sul. Conforme estudos, sua nascente real e geográfica está localizada no município de Medeiros, Minas Gerais. Na Serra da Canastra, no município de São Roque de Minas, encontra-se a aproximadamente 1200 metros de altitude a chamada nascente histórica, a qual por muito tempo se pensou ser a nascente real. O rio também atravessa o estado da Bahia, fazendo sua divisa ao norte com Pernambuco, bem como constituindo a divisa natural dos estados de Sergipe e Alagoas, e, por fim, deságua no Oceano Atlântico, drenando uma área de aproximadamente e atingindo de extensão. Seu nome indígena é Opará e também é carinhosamente chamado Velho Chico.
  52. 52. USINAS HIDRELÉTRICAS.• O rio São Francisco atravessa regiões com condições naturais das mais diversas e tem cinco usinas hidroelétricas.• As partes extremas superior e inferior da bacia apresentam bons índices pluviométricos, enquanto os seus cursos médio e submédio atravessam áreas de clima bastante seco. Assim, cerca de 75% do deflúvio do São Francisco é gerado em Minas Gerais, cuja área da bacia ali inserida é de apenas 37% da área total
  53. 53. ESTADOS ATRAVESSADOS PELO RIO SÃO FRANCISCO.• O rio São Francisco nasce na Serra da Canastra, em Minas Gerais, e depois passa pela Bahia, por Pernambuco e deságua na divisa de Sergipe e Alagoas. Na passagem pelos cinco estados, o Velho Chico percorre 2,7 mil quilômetros.
  54. 54. IMPORTÂNCIA PARA A AGRICULTURA• Três das atividades mais antigas da humanidade resistem ao longo do São Francisco. A agricultura e a pesca garantem a sobrevivência de milhares de ribeirinhos, que oferecem o excedente nos tradicionais mercados municipais das cidades banhadas pelo rio. O artesanato da região, cuja fama ultrapassou as fronteiras do Brasil com as carrancas esculpidas em Petrolina e em Juazeiro, também mostra fôlego e contribui para o crescimento do setor – no país, estima- se que o artesanato movimente R$ 50 bilhões por ano e garanta renda a 8,5 milhões de pessoas.
  55. 55. Campo Grande, 18 de abril de 2012.Professora: Bárbara PevianiAluno: Felipe da S. Ribeiro. N° 04.Disciplina: Ciências
  56. 56. Fusão Nuclear Fusão Nuclear - é o processo no qual dois ou mais núcleos atômicos se juntam e formam um outro núcleo de maior número atômico. A fusão nuclear requer muita energia para acontecer, e geralmente liberta muito mais energia que consome. Quando ocorre com elementos mais leves que o ferro e o níquel (que possuem as maiores forças de coesão nuclear de todos os átomos, sendo portanto mais estáveis) ela geralmente liberta energia, e com elementos mais pesados ela consome. Até hoje início do século XX, o ser humano ainda não conseguiu encontrar uma forma de controlar a fusão nuclear como acontece com a fissão.
  57. 57. Fissão Nuclear Na física nuclear o processo de fissão nuclear é a quebra do núcleo de um átomo instável em dois átomos menores pelo bombardeamento de partículas como nêutrons. Os isótopos formados pela divisão têm massa parecida, no entanto geralmente seguem a proporção de massa de 3 para 2. O processo de fissão é uma reação exotérmica onde há liberação violenta de energia, por isso pode ser comumente observado em usina nucleares e/ou bombas atômicas. A fissão é considerada uma forma de transmutação nuclear pois os fragmentos gerados não são do mesmo elemento do que o isótopo gerador.
  58. 58. RadiaçãoEm física, radiação é a propagação da energia. As radiações podem seridentificadas:Pelo elemento condutor de energia: Radiação eletromagnética - fótons. Radiação corpuscular - partículas (prótons, nêutrons, etc.) Radiação gravitacional - grávitons.Pela fonte de radiação. Radiação solar - causada pelo Sol. Radiação de Cerenkov - causada por partículas com a velocidade superior a da luz no meio. Radioatividade - núcleos instáveis.Pelos seus efeitos: Radiação ionizante - capaz de ionizar moléculas. Radiação não ionizante - incapaz de ionizar moléculas.Tipos de radiação: Radiação alfa Radiação beta Radiação gama
  59. 59. Átomos RadioativosÁTOMOS RADIOATIVOSSão átomos instáveis. Isso quer dizer que eles podem emitirradiação e se transformar em outros átomos. Radiações sãopartículas ou ondas eletromagnéticas emitidas pelo núcleo doátomo. Os núcleos dos átomos radioativos podem emitir três tiposprincipais de radiação: alfa, beta ou gama.Dá-se o nome genérico de radiação nuclear à energia emitida pelonúcleo. As principais formas de radiação são:|) emissão de nêutrons;||) radiações gama, ou seja, radiação eletromagnética, da mesmanatureza que a luz visível, as microondas ou os raios X, porém maisenergética;|||) radiação alfa (núcleos de hélio, formados por dois prótons edois nêutrons);|V) radiação beta (elétrons ou suas antipartículas, os pósitrons,cuja carga elétrica é positiva).
  60. 60. Tipos de ÁtomosTipos de átomos: Alfa gama e beta. Estes tipos de átomos, tem sidoo resultado de elementos que se mudam com o passar do tempocomo o urânio que após séculos se formou em chumbo. Isto é, aconstante perda de partículas alfa, gama e beta (raios-x).
  61. 61. RadioterapiaRadioterapia, ou Rádio-oncologia, é uma especialidade médicafocada no tratamento oncológico utilizando radiação ionizante. Háduas maneiras de utilizar radiação contra o Câncer (Tumor):Radioterapia externa: utiliza uma fonte de radiação externa comisótopos radioativos (césio, cobalto) ou aceleradores lineares;Braquiterapia: é o tratamento através de isótopos radioativosinseridos nos tecidos alvo dentro do corpo do paciente, onde aradiação é administrada.
  62. 62. Bomba AtômicaAs bombas atômicas são normalmente descritas como sendoapenas de fissão ou de fusão com base na forma predominante deliberação de sua energia. Esta classificação, porém, esconde o fatode que, na realidade, ambas são uma combinação de bombas: nointerior das bombas de hidrogênio, uma bomba de fissão emtamanho menor é usada para fornecer as condições detemperatura e pressão elevadas que a fusão requer para se iniciar.Por outro lado, uma bomba de fissão é mais eficiente quando umdispositivo de fusão impulsiona a energia da bomba. Assim, os doistipos de bomba são genericamente chamados bombas nucleares.
  63. 63. Raios-XQuando um filamento metálico é aquecido, ele emite elétrons (como numalâmpada comum) esses elétrons são condensados e direcionados parauma superfície metálica.Quando eles se chocam com a superfície, emitem outras partículassubatômicas, e dentre elas, os raios "X" ou raios Roetgen. Esses raiosatravessam vários materiais, inclusive o corpo humano, em maior ou menorintensidade, e são capazes de sensibilizar um filme comum de fotografia.Daí surgem as imagens de raios X.As primeiras máquinas, nada mais eram que uma espécie de LÃMPADACOMUM de filamento, sendo que no seu interior era colocada umapequena placa metálica.Os TUBOS DE IMAGEM de TV também produzem feixes de elétrons, quesempre se chocam com alguma superfície metálica, daí... uma TV tambémé uma fonte de raios "X" (pode ver no manual)O problema é que esses raios Roetgen, muito úteis, também atingem onúcleo das células, prejudicando a sua reprodução, podendo causarcâncer.
  64. 64. Lixo AtômicoResíduo radioativo – (pop.: Lixo atômico) é formadopor resíduos com elementos químicos radioativos quenão têm ou deixaram de ter utilidade. É gerado emprocessos de produção de energia nuclear, tanto em usopacífico como em armamento nuclear, podendo aindaser oriundo de outros usos, tais como tratamentos ediagnósticos radiológicos e pesquisa científica.A destinação do resíduo radioativo é um dos problemasmais sérios resultantes do uso da fissão nuclear para ageração de energia elétrica.O maior perigo apresentado pelo lixo atômico é suaradioatividade, tóxica e cancerígena, mesmo emquantidades pequenas.
  65. 65. Resíduos radioativos sendo transportados.
  66. 66. Usinas NuclearesO acidente em Chernobil é um exemplo de acidente crítico e deescape de energia em reatores nucleares. No acidente de menorescala em Sarov, um homem trabalhando com urânio altamenteenriquecido sofreu irradiação quando tentava realizar umaexperiência com uma esfera de material físsil. O acidente de Sarov éinteressante porque o sistema permaneceu em estado críticodurante muitos dias até que pudesse ser detido. Este é um exemplode um acidente de âmbito limitado em que poucas pessoas podemsofrer ferimentos, já que não se produz escape de radioatividade. Umexemplo bem conhecido deste tipo de acidente ocorreu no Japão em1999.
  67. 67. Funcionamento de uma Usina NuclearUsina Nuclear é uma instalação industrial empregada para produzireletricidade a partir de energia nuclear, que se caracteriza pelo uso demateriais radioativos que através de uma reação nuclear produzem calor.As centrais nucleares usam este calor para gerar vapor, que é usado paragirar turbinas e produzir energia elétrica No mundo
  68. 68. E.M. Profª. Flora Guimarães Rosa Pires Disciplina: Ciências Professora: BárbarahAluna: Thaís Belizário de Lucena Data:18/04/2012 9ºano “A”
  69. 69. O que éRadiação?
  70. 70. Radiação Radiações são ondas eletromagnéticas ou partículas que se propagam com uma determinada velocidade. Contêm energia, carga eléctrica e magnética. Podem ser geradas por fontes naturais ou por dispositivos construídos pelo homem. Possuem energia variável desde valores pequenos até muito elevados. As radiações electromagnéticas mais conhecidas são: luz, microondas, ondas de rádio, radar, laser, raios X e radiação gama. As radiações sob a forma de partículas, com massa, carga eléctrica, carga magnética mais comuns são os feixes de elétrons, os feixes de prótrons, radiação beta, radiação alfa.
  71. 71. Tipos de Radiação Dependendo da quantidade de energia, uma radiação pode ser descrita como não ionizante ou ionizante. Radiações não ionizante possuem relativamente baixa energia. De fato, radiações não ionizantes estão sempre a nossa volta. Ondas eletromagnéticas como a luz, calor e ondas de rádio são formas comuns de radiações não ionizantes. Sem radiações não ionizantes, nós não poderíamos apreciar um programa de TV em nossos lares ou cozinhar em nosso forno de microondas. Altos níveis de energia, radiações ionizantes, são originadas do núcleo de átomos, podem alterar o estado físico de um átomo e causar a perda de elétrons, tornando-os eletricamente carregados. Este processo chama-se "ionização". Um átomo pode se tornar ionizado quando a radiação colide com um de seus elétrons. Se essa colisão ocorrer com muita violência, o elétron pode ser arrancado do átomo. Após a perda do elétron, o átomo deixa de ser neutro, pois com um elétron a menos, o número de prótons é maior. O átomo torna-se um "íon positivo".
  72. 72. O que éFusão Nuclear?
  73. 73.  Fusão Nuclear é o processo no qual dois ou mais núcleos atómicos se juntam e formam um outro núcleo de maior número atômico. A fusão nuclear requer muita energia para acontecer, e geralmente liberta muito mais energia que consome. Quando ocorre com elementos mais leves que o ferro e o níquel (que possuem as maiores forças de coesão nuclear de todos os átomos, sendo portanto mais estáveis) ela geralmente liberta energia, e com elementos mais pesados ela consome. Até hoje início do século XXI, o ser humano ainda não conseguiu encontrar uma forma de controlar a fusão nuclear como acontece com a fissão.
  74. 74. Fissão Nuclear
  75. 75.  Na física nuclear o processo de fissão nuclear é a quebra do núcleo de um átomo instável em dois átomos menores pelo bombardeamento de partículas como nêutrons. Os isótopos formados pela divisão têm massa parecida, no entanto geralmente seguem a proporção de massa de 3 para 2.[1][2] O processo de fissão é uma reação exotérmica onde há liberação violenta de energia, por isso pode ser comumente observado em usinas nucleares e/ou bombas atômicas. A fissão é considerada uma forma de transmutação nuclear pois os fragmentos gerados não são do mesmo elemento do que o isótopo gerador.
  76. 76. Átomos Radioativos
  77. 77.  São átomos instáveis. Isso quer dizer que eles podem emitir radiação e se transformar em outros átomos. Radiações são partículas ou ondas eletromagnéticas emitidas pelo núcleo do átomo. Os núcleos dos átomos radioativos podem emitir três tipos principais de radiação: alfa, beta ou gama. Dá-se o nome genérico de radiação nuclear à energia emitida pelo núcleo. As principais formas de radiação são: i) emissão de nêutrons; ii) radiações gama, ou seja, radiação eletromagnética, da mesma natureza que a luz visível, as microondas ou os raios X, porém mais energética; iii) radiação alfa (núcleos de hélio, formados por dois prótons e dois nêutrons); iv) radiação beta (elétrons ou suas antipartículas, os pósitrons, cuja carga elétrica é positiva).
  78. 78. O que é Radioterapia?
  79. 79.  A radioterapia é o uso médico de radiação ionizante como parte do tratamento do câncer para controlar células malignas. Radioterapia pode ser usada como tratamento paliativo (quando a cura não é possível e o objetivo é controle local da doença e alívio dos sintomas) ou como tratamento terapêutico (quando a terapia pode ser curativa). Radioterapia também tem aplicações em condições não-malignas, porém seu uso nesses casos é limitado em parte pelas preocupações sobre o risco de câncer induzido por radiação. Radioterapia pode ser utilizada como terapia principal no tratamento do câncer. Também é comum combinar radioterapia com cirurgia, quimioterapia, terapia hormonal ou alguma mistura dos três. Os tipos mais comuns de câncer podem ser tratados com radioterapia de alguma forma.
  80. 80. C omo funciona?
  81. 81.  A radioterapia é uma modalidade de tratamento do câncer que utiliza radiações de alta energia para matar células malignas. As radiações causam uma série de alterações bioquímicas nas células, sendo que as células malignas, ao contrário das células normais, não dispõem de mecanismos para corrigir estes danos e acabam morrendo. Já as células normais conseguem resistir às doses normalmente usadas para tratar tumores, recuperando-se após o término do tratamento. Assim como a cirurgia, a radioterapia é usada para tratamento de tumores localizados, uma vez que só funciona na área que está recebendo a radiação. Freqüentemente é usada em associação com a quimioterapia e a cirurgia, e pelo menos metade dos pacientes com câncer recebe radioterapia ao longo de seu tratamento.
  82. 82. Bomba Atômica...
  83. 83.  Bomba de Fissão Nuclear: Se baseia no rompimento de núcleo de átomos pesados, através do seu bombardeamento com nêutrons, como alguns isótopos do Urânio (natural), ou até mesmo de Plutônio (artificial) Como resultado, originam-se geralmente 2 átomos diferentes, de somatório de massas menor que o átomo original, já que a diferença se transformou em energia liberada durante a reação (lembra E=mc2 ?). Este método é utilizado em usinas nucleares, porém, de forma controlada, aproveitando a energia para a produção de vapor, que movimentará turbinas. Na fissão nuclear, quando ocorre o início da reação através do bombardeamento de núcleos pesados por nêutrons, há a liberação de novos nêutrons que irão reagir com outros átomos, e assim por diante, originando a reação em cadeia. A reação continua até que o material acabe, ou até que se interfira na reação, diminuindo a energia dos nêutrons, ou até mesmo absorvendo estes nêutrons com materiais absorventes.
  84. 84. Raio X
  85. 85.  Uma máquina de raio x é essencialmente uma câmera Entretanto ao invés de luz visível ela usa raios x para expor o filme. Os raios x são parecidos com a luz, por também serem ondas elétromagnéticas, porém são mais energéticos, de modo que podem penetrar muitos materiais e em graus variáveis. Quando os raios x atingem o filme, eles ao expõem da mesma forma que a luz o faria. Com o osso, a gordura, os músculos, os tumores e outras massa absorvem os raios x em níveis diferentes e consequentemente promovem níveis de exposição diferentes no filme.
  86. 86. Lixo Nuclear
  87. 87.  O perigo é este lixo vazar e atingir o meio ambiente. O Lixo nuclear nunca deixará de ser toxico, mesmo depois de milhares de anos. A cada kg de Urânio enriquecido, são gerados 11kg de Urânio esgotado (Depleted Uranium). Esse composto precisa ser guardado em tanques que geram bastante manutenção, e os EUA possuem 480 toneladas dele (em 2002). Acontece que o Urânio é o composto químico estável mais pesado de todos, e possui algumas características interessantes para um país em guerras constantes: Explode em contato com o oxigênio, e pela sua densidade, penetra em qualquer armadura
  88. 88. Acidentes em Usinas Nucleares
  89. 89.  - 11 de março de 2011.- Foi registrada uma série de explosões na usina nuclear de Fukushima (Japão), que teve seu sistema de refrigeração danificado após um terremoto de 9 graus de intensidade na escala Richter e um posterior tsunami. De seus seis reatores, três falharam. - 23 de julho de 2008.- Em um dos reatores da usina nuclear francesa de Tricastin ocorreu um escapamento de substâncias radioativas durante uma operação de manutenção, que contamina cerca de cem empregados. - 8 de abril de 2008.- Pelo menos duas pessoas morreram por um escapamento de gás na usina nuclear de Khushab (Paquistão), que obrigou a retirada da população em um raio de 16 quilômetros ao redor da central. - 9 de agosto de 2004.- Cinco trabalhadores morreram após um escapamento de vapor na sala de turbinas de um dos reatores da usina nuclear de Mihama (Japão). - 11 de março de 1997.- Um incêndio na central de reciclagem nuclear de Tokaimura (Japão) provocou uma explosão com um escapamento radioativo que afetou 37 trabalhadores. Após o acidente, a usina permaneceu fechada até novembro de 2000.
  90. 90.  - 6 de abril de 1993.- A explosão de um contêiner cheio de uma solução de urânio na usina de Tomsk-7 (Rússia), dedicada ao reprocessamento de combustível nuclear e localizada a 20 quilômetros da cidade de Tomsk (500.000 habitantes), contaminou cerca de mil quilômetros quadrados. - 30 de setembro de 1999.- Um escapamento de urânio em uma central de combustível nuclear da empresa JCO em Tokaimura (Japão) provocou a morte de dois operários. - 13 de setembro de 1987.- Um acidente radioativo provocado pela contaminação de uma cápsula de césio-137 em Goiânia deixou quatro mortos e 240 feridos. - 26 de abril de 1986.- A explosão de um reator em Chernobyl (Ucrânia) causou o maior acidente nuclear da história. Foram lançadas na atmosfera cerca de 200 toneladas de material físsil com uma radioatividade equivalente a entre 100 e 500 bombas atômicas como a que foi lançada sobre Hiroshima. Segundo especialistas ucranianos, o acidente de Chernobyl provocou a morte de mais de 100 mil pessoas em Ucrânia, Rússia e Belarus - os países afetados pela catástrofe -, número que organizações ambientalistas como Greenpeace elevam para 200 mil - 8 de março de 1981.- Escapamento de água radioativa procedente da central de Tsuruga (Japão) deixou 300 pessoas expostas à radiação.
  91. 91. Como funciona uma Usina Nuclear?
  92. 92.  O reator nuclear, usa a energia contida no interior do átomo para, simplesmente, ferver água. Daí para a frente, tudo funciona como em uma usina a vapor qualquer, movida a carvão ou petróleo: o vapor dágua gira uma turbina, que movimenta um gerador, produzindo energia elétrica. A primeira usina nuclear do mundo foi inaugurada em 1954, em Obininsk, na antiga União Soviética. Hoje, esse tipo de tecnologia fornece 17% da energia elétrica do mundo. Uma vantagem das usinas é que podem ser construídas em qualquer lugar - não dependem, por exemplo, de um rio, como as hidrelétricas. Além disso, o combustível que move as usinas nucleares - em geral, o urânio - é abundante e bastam alguns quilos para gerar uma energia equivalente à queima de um prédio de cinco andares cheio de gasolina. A principal desvantagem são os diversos tipos de resíduos e materiais radioativos que elas produzem.
  93. 93. REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAPesquisa nos links do site:http://www.google.com.br/

×