Mesoamérica = pré astecas e astecas

3.481 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.481
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
160
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
158
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mesoamérica = pré astecas e astecas

  1. 1. MESOAMÉRICA: Pré-astecas E astecas Prof. Caco Cardozo
  2. 2. Prof. Caco Cardozo
  3. 3. Prof. Caco Cardozo
  4. 4. A MESOAMÉRICA ANTE DE 1519 <ul><li>Mais que uma região geográfica </li></ul><ul><li>* local onde as altas culturas e civilizações primitivas se desenvolveram e </li></ul><ul><li>deixaram suas marcas </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  5. 5. CORRESPONDÊNCIA ENTRE AS ÁREAS PRÉ-COLOMBIANAS E OS ATUAIS PAÍSES DA MESOAMÉRICA Prof. Caco Cardozo
  6. 6. AS CIVILIZAÇÕES PRIMITIVAS DA MESOAMÉRICA <ul><li>Pré-história = caçadores e coletores </li></ul><ul><li>Mais ou menos 5.000 a.C = início do processo agrícola </li></ul><ul><li> * abóbora, pimenta, milho e feijão </li></ul><ul><li>Cerâmica = 2.300 a.C. </li></ul><ul><li>* junto com a agricultura = sedentarização (próximos de rios ou mar) </li></ul><ul><li>* aumento populacional </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  7. 7. <ul><li>OLMECAS = próximo ao Golfo do México: 1.300 a.C. </li></ul><ul><li>* centro irradiador da cultura mesoamericana </li></ul><ul><li>* sítios mais importantes = La Venta e San Lorenzo </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  8. 8. <ul><li>La Venta = o maior dos centros Olmecas </li></ul><ul><li>* crescimento populacional e mudanças religiosas, políticas e socioeconômicas </li></ul><ul><li>* grandes construções religiosas </li></ul><ul><li>* provável divisão do trabalho = agricultura, artes, religião, defesa, governo </li></ul><ul><li>* provável início do calendário e da escrita </li></ul><ul><li>* ausências: roda, metalurgia, animais de carga </li></ul><ul><li>* difusão da cultura e da agricultura </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  9. 9. Monumento 19 de La Venta é a mais antiga representação de uma serpente emplumada conhecida na Mesoamérica . Prof. Caco Cardozo
  10. 10. Altar 5 de La Venta. O bebê jaguar-homem inerte segurado pela figura central é visto por alguns como uma indicação do sacrifício de crianças. Em contraste, nos seus lados vêem-se baixos-relevos de humanos segurando bebês de jaguar-homem bastante vivazes Prof. Caco Cardozo
  11. 11. Prof. Caco Cardozo
  12. 12. Prof. Caco Cardozo
  13. 13. Cabeça gigante número 1 vista de frente e de perfil, atualmente no Museo de Antropología de Xalapa em Xalapa , Veracruz. Esta cabeça data de 1200 a 900 a.C. e tem 2.90 metros de altura e 2.10 metros de largura Prof. Caco Cardozo
  14. 14. <ul><li>TEOTIHUACÁN = apogeu da civilização clássica no planalto central </li></ul><ul><li>* centro cerimonial e cidade </li></ul><ul><li>* vários séculos para construção </li></ul><ul><li>* bairros, escolas, palácios </li></ul><ul><li>* divisão social = comerciantes </li></ul><ul><li>* vários deuses = presentes posteriormente em outros povos </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  15. 15. Prof. Caco Cardozo
  16. 16. Teotihuacán Prof. Caco Cardozo
  17. 17. Pirâmide do Sol - Teotihuacán Prof. Caco Cardozo
  18. 18. Pirâmide da Lua - Teotihuacán Prof. Caco Cardozo
  19. 19. Templo de Quetzalcóatl - Teotihuacán Prof. Caco Cardozo
  20. 20. Templo de Quetzalcóatl - Teotihuacán Prof. Caco Cardozo
  21. 21. <ul><li>ZAPOTECAS = Monte Alban </li></ul><ul><li>* grande centro urbano </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  22. 22. Monte Alban Prof. Caco Cardozo
  23. 23. Campo de jogo de bola = Monte Alban Prof. Caco Cardozo
  24. 24. <ul><li>TOLTECAS = influenciados pela cultura teotihuacana </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  25. 25. <ul><li>Toltecas </li></ul><ul><li>* primeiramente = posto avançado no norte </li></ul><ul><li>* depois = fixação próxima a Teotihuacán (80 km) </li></ul><ul><li>* Tula (Tollan) = capital tolteca </li></ul><ul><li> Quetzalcoatl = herói cultural/civilizador </li></ul><ul><li>* queda = 1.150 </li></ul><ul><li>* difusão da cultura = mixtecas, maias </li></ul><ul><li>influência tolteca no “ressurgimento maia” = Quetzalcoatl/Kukulcán </li></ul><ul><li>abandono de Tula = facilita entrada dos povos do norte = caçadores e coletores </li></ul><ul><li>* bárbaros chichimecas = domínio político e militar </li></ul><ul><li>Novas levas de povos do norte = língua náhuatl </li></ul><ul><li>* Mexicas (astecas) eram um deles </li></ul><ul><li> fixação no lago de Texcoco = 1325 </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  26. 26. Toltecas = Tula (Tollan) Prof. Caco Cardozo
  27. 27. Toltecas = Tula (Tollan) Prof. Caco Cardozo
  28. 28. Toltecas = Tula (Tollan) Prof. Caco Cardozo
  29. 29. Toltecas = Chac Mool Prof. Caco Cardozo
  30. 30. ASTECAS Prof. Caco Cardozo
  31. 31. Capítulo III – Sociedade e Governo <ul><li>Chegada ao México: sociedade homogênea e igualitária </li></ul><ul><li>* soldados/cultivadores/coletores </li></ul><ul><li>* única autoridade = sacerdotes </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  32. 32. <ul><li>Fim do século XIII / começo do XIV = mudanças </li></ul><ul><li>* influências de povos vizinhos = cultura e política </li></ul><ul><li>* conquistas dos astecas: Tenochtitlán = capital (cosmopolita) </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  33. 33. Bandeira do México Prof. Caco Cardozo
  34. 34. Tenochititlán Prof. Caco Cardozo
  35. 35. tenochititlán Prof. Caco Cardozo
  36. 36. <ul><li>Hierarquização da sociedade </li></ul><ul><li>Formação de um Estado (administração e justiça) </li></ul><ul><li>Diferenciação do nível de vida </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  37. 37. I – O POVO Prof. Caco Cardozo
  38. 38. O POVO Prof. Caco Cardozo
  39. 39. <ul><li>Simples cidadãos/membros da tribo </li></ul><ul><li>* prestação de serviço militar e pagamento de impostos (base da sociedade) </li></ul><ul><li>* trabalho coletivo = obras de uso comum </li></ul><ul><li>* direito a um lote de terra </li></ul><ul><li>* participação na vida religiosa </li></ul><ul><li>* direito de integrar conselho local </li></ul><ul><li>* filhos com direito a escola </li></ul><ul><li>* direito a socorro em momentos de crise </li></ul><ul><li>* direito a distribuições regulares de roupas e mantimentos </li></ul><ul><li>Ascensão social/política </li></ul><ul><li>* destaque nas guerras </li></ul><ul><li>* carreira religiosa </li></ul><ul><li>* no início = qualquer cidadão poderia alcan- </li></ul><ul><li>çar o topo da pirâmide social </li></ul><ul><li> renovação da elite </li></ul><ul><li>* mais tarde = hereditariedade dos cargos </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  40. 40. <ul><li>II – OS ESCRAVOS </li></ul><ul><li>Camada mais baixa da sociedade </li></ul><ul><li>* não eram como os escravos modernos </li></ul><ul><li>* várias categorias: prisioneiros de guerra para sacrifícios </li></ul><ul><li>condenados pela justiça </li></ul><ul><li>escravidão voluntária </li></ul><ul><li> pessoa usada como pagamento de uma dívida </li></ul><ul><li>* várias formas de se libertarem </li></ul><ul><li>* relativo bem-estar </li></ul><ul><li>* status não era hereditário </li></ul><ul><li>* podiam ter posses </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  41. 41. <ul><li>III – OS ARTESÃOS </li></ul><ul><li>ouro, jóias, pedras preciosas </li></ul><ul><li>* formas de distinção social </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  42. 42. Prof. Caco Cardozo
  43. 43. Prof. Caco Cardozo
  44. 44. Prof. Caco Cardozo
  45. 45. <ul><li>artesãos: </li></ul><ul><li>* corporações </li></ul><ul><li>* bairros próprios </li></ul><ul><li>* deuses e ritos próprios </li></ul><ul><li>* ofício passado de geração a geração </li></ul><ul><li>* impostos pagos em artigos de sua especialidade </li></ul>Vaso representando Tláloc, deus da chuva Prof. Caco Cardozo
  46. 46. IV – OS NEGOCIANTES Prof. Caco Cardozo
  47. 47. <ul><li>Pochteca </li></ul><ul><li>* corporações = grande comércio (luxo)  monopólio </li></ul><ul><li>* deus próprio, chefe próprio e tribunais = classe em ascensão </li></ul><ul><li>* fortuna, luxo, opulência </li></ul><ul><li>* agentes de informação (espiões) </li></ul><ul><li>* status intermediário = entre o povo e a classe dominante </li></ul><ul><li>* em vias de alcançar posto próximo à aristocracia militar e sacerdotal </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  48. 48. V – OS DIGNITÁRIOS <ul><li>Tecuhtli ( senhor ou dignitário) </li></ul><ul><li>* altas funções militares ou civis </li></ul><ul><li>* não participava da produção de bens (im- </li></ul><ul><li>postos e agricultura) </li></ul><ul><li>* recebia terras e tributos </li></ul><ul><li>* dignitários menos importantes (chefes de </li></ul><ul><li>calpulli) = representavam o poder frente ao </li></ul><ul><li>povo </li></ul><ul><li>* nobreza em formação </li></ul><ul><li>* caminhava para a hereditariedade </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  49. 49. VI – OS SACERDOTES <ul><li>Forte religiosidade não tornava o Estado </li></ul><ul><li>asteca uma teocracia </li></ul><ul><li>Sacerdotes </li></ul><ul><li>* dirigir o culto </li></ul><ul><li>* educação dos jovens </li></ul><ul><li>* guardar livros sagrados </li></ul><ul><li>* dirigir os sacrifícios </li></ul><ul><li>Acumulação de riquezas </li></ul><ul><li>* traço geral em várias sociedades </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  50. 50. <ul><li>VII – A RIQUEZA </li></ul><ul><li>Posse da terra era coletiva </li></ul><ul><li>* usufruto da comunidade </li></ul><ul><li>Duas transformações: </li></ul><ul><li>1 - aumento da posse em mãos do Imperador, reis e dignitários </li></ul><ul><li> riqueza fundiária para a classe dirigente </li></ul><ul><li>2 – acúmulo de riquezas pelos comerciantes </li></ul><ul><li> produtos raros </li></ul><ul><li> fortuna mobiliária </li></ul>Prof. Caco Cardozo
  51. 51. VIII – O GOVERNO <ul><li>crescimento do poder asteca </li></ul><ul><li>* colégio eleitoral restrito = controle dos sacer- </li></ul><ul><li>dotes e militares) </li></ul><ul><li>* hereditariedade: filho, irmão ou sobrinho do </li></ul><ul><li>Tlatoani </li></ul><ul><li>* introdução de uma espécie de vice-imperador </li></ul><ul><li>(hereditário) </li></ul><ul><li>* 4 dignitários = parentes do imperador </li></ul>Prof. Caco Cardozo

×