5 de Outubro de 1910<br />EB 2/3 José Maria dos Santos<br />Área de Projecto<br />8º A<br />Trabalho Realizado por:<br />I...
5 de Outubro<br />A Implantação da República Portuguesa foi o resultado de um golpe de estado organizado pelo Partido Repu...
As movimentações militares da revolução do 5 de Outubro iniciaram-se no dia 3 de Outubro pelas 3 da madrugada, foi nessa a...
A marinha aderiu imediatamente à revolta tendo juntado outros militares de baixa patente de ideais republicanos. <br />Os ...
Cruzador de S. Rafael<br />Cruzador Adamastor<br />
O rei D. Manuel II, acompanhado de sua mãe D. Amélia e sua avó D. Maria Pia, embarcam em fuga, na praia de Ericeira, com d...
A Implantação da República Portuguesa<br />
Após a revolução, um governo provisório chefiado por Teófilo Braga dirigiu os destinos do país até à aprovação da Constitu...
<ul><li>  Entre outras mudanças, com a implantação da república, foram substituídos os símbolos nacionais: o hino nacional...
´´A Portuguesa´´, proibida pelo regime monárquico, que originalmente tinha uma letra relativamente (mesmo a música sofreu ...
     Heróis do mar, nobre povo,Nação valente, imortal, Levantai hoje de novoO esplendor de Portugal! Entre as brumas da me...
Saudai o Sol que despontaSobre um ridente porvir;Seja o eco de uma afrontaO sinal do ressurgir.Raios dessa aurora forteSão...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trab1 8a grp03

520 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
520
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trab1 8a grp03

  1. 1. 5 de Outubro de 1910<br />EB 2/3 José Maria dos Santos<br />Área de Projecto<br />8º A<br />Trabalho Realizado por:<br />Irina Dias Nº14<br />Diogo Couceiro Nº11<br />
  2. 2. 5 de Outubro<br />A Implantação da República Portuguesa foi o resultado de um golpe de estado organizado pelo Partido Republicano Português que, no dia 5 de Outubro de 1910, destituiu a monarquia constitucional e implantou um regime republicano em Portugal.<br />A república apresentava-se como a única forma de governo capaz de devolver ao país o prestígio perdido e colocar Portugal na senda do progresso.<br />
  3. 3. As movimentações militares da revolução do 5 de Outubro iniciaram-se no dia 3 de Outubro pelas 3 da madrugada, foi nessa altura que os soldados da Infantaria 16 se instalaram no cimo da Avenida da Liberdade onde se juntaram as baterias do Regimento de Artilharia 1.<br />Nessa zona instalar-se-ia o quartel-general dos revolucionários chefiados pelo comissário naval Machado Santos.<br />
  4. 4. A marinha aderiu imediatamente à revolta tendo juntado outros militares de baixa patente de ideais republicanos. <br />Os navios Adamastor e São Rafael prepararam-se para o bombardeamento ao Palácio das Necessidades, que se veio a efectuar no dia seguinte. <br />Sem hesitações a oposição do cruzador <br /> D. Carlos e as operações navais <br /> rapidamente foram controladas.<br />
  5. 5. Cruzador de S. Rafael<br />Cruzador Adamastor<br />
  6. 6. O rei D. Manuel II, acompanhado de sua mãe D. Amélia e sua avó D. Maria Pia, embarcam em fuga, na praia de Ericeira, com destino ao exílio forçado no estrangeiro, para não mais poder voltar.<br />Após a relutância do exército em combater os cerca de dois mil soldados e marinheiros revoltosos entre 3 e 4 de Outubro de 1910, a República foi proclamada às 9 horas da manhã do dia seguinte da varanda dos Paços do Concelho de Lisboa. <br /> D. Manuel II<br />D. Amélia I<br />D. Maria Pia<br />
  7. 7. A Implantação da República Portuguesa<br />
  8. 8. Após a revolução, um governo provisório chefiado por Teófilo Braga dirigiu os destinos do país até à aprovação da Constituição de 1911 que deu início à Primeira República. <br />Aviso oficial da implantação da República na varanda do paço do concelho.<br />Teófilo Braga<br />
  9. 9. <ul><li> Entre outras mudanças, com a implantação da república, foram substituídos os símbolos nacionais: o hino nacional e a bandeira.</li></ul>Bandeira monárquica <br />Bandeira da República Portuguesa<br />
  10. 10. ´´A Portuguesa´´, proibida pelo regime monárquico, que originalmente tinha uma letra relativamente (mesmo a música sofreu algumas alterações) onde hoje se diz "contra os canhões", dizia-se "contra os bretões", ou seja, os ingleses — veio substituir o Hino da Carta, então o hino nacional desde Maio de 1834.<br />Às armas, às armas!Sobre a terra, sobre o mar,Às armas, às armas!Pela pátria lutar!Contra os Bretões <br />marchar!<br />
  11. 11. Heróis do mar, nobre povo,Nação valente, imortal, Levantai hoje de novoO esplendor de Portugal! Entre as brumas da memória, Ó Pátria sente-se a vozDos teus egrégios avós, Que há-de guiar-te à vitória! Às armas, às armas! Sobre a terra, sobre o mar, Às armas, às armas! Pela Pátria lutarContra os canhões marchar, marchar! <br />Desfralda a invicta Bandeira,À luz viva do teu céu!Brade a Europa à terra inteira:Portugal não pereceuBeija o solo teu jucundoO Oceano, a rugir d'amor,E teu braço vencedorDeu mundos novos ao Mundo!Às armas, às armas! Sobre a terra, sobre o mar, Às armas, às armas! Pela Pátria lutarContra os canhões marchar, marchar! <br />
  12. 12. Saudai o Sol que despontaSobre um ridente porvir;Seja o eco de uma afrontaO sinal do ressurgir.Raios dessa aurora forteSão como beijos de mãe,Que nos guardam, nos sustêm,Contra as injúrias da sorte.Às armas, às armas! Sobre a terra, sobre o mar, Às armas, às armas! Pela Pátria lutarContra os canhões marchar, marchar! <br />

×