Lectio divina

2.502 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.502
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
68
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lectio divina

  1. 1. Lectio Divina Catequese
  2. 2. Lectio Divina (Leitura Orante) <ul><li>Prática de oração mais antiga da Igreja, pois tem sua raiz antes de Jesus, como método judaico. </li></ul><ul><li>A leitura da Sagrada Escritura deve ser acompanhada pela oração, a fim de que se estabeleça o diálogo entre Deus e o homem. (DV, 25) </li></ul><ul><li>A lectio divina é escuta da Palavra de Deus, acompanhada pelas grandes vozes da tradição dos padres e dos Santos, e depois oração orientada e sustentada por esta Palavra. (Bento XVI. A vida monástica ensina a buscar Deus e a nada antepor ao seu amor . L´Osservatore Romano . 29/11/2008, p. 05.) </li></ul>
  3. 3. “ A arte de estudar o coração de Deus ” ( S. Gregório Magno) “ Exercício ordenado e metódico de escuta pessoal da Palavra de Deus ” (Card. Martini) Exercício – algo que exige esforço e empenho Escuta – supõe atenção, disponibilidade para receber a palavra. Exercício de escuta para receber o dom da Palavra .
  4. 4. Pessoal – não se trata da “celebração litúrgica”, é um esforço pessoal, sob o auxílio da graça de Deus . Esse esforço pode ser preparação, prolongamento da escuta e proclamação litúrgica. Palavra de Deus – não se trata de palavras sobre Deus, nem a cerca de Deus. “O cristão perfeito é aquele que sabe ler a Sagrada Escritura, um vez que entender sua leitura compromete a vida toda”. (S. Gregório Magno) Lectio – é uma leitura não como tantas outras, mas da Palavra de Deus
  5. 5. <ul><li>DIVINA – porque “é feita com Deus a dois, em estreita colaboração com Ele”( Magrassi ) </li></ul><ul><li>O método – a leitura do texto bíblico, acompanhado da meditação, da atualização pessoal, da oração. </li></ul><ul><li>Objetivos – “Com ela não nos aproximamos da Escritura por desejo de erudição, ou por uma exegese técnica..., mas com uma finalidade existencial ou vital, ou seja, para alimentar a fé, para favorecer o aprofundamento da adesão pessoal a Deus, e a seu Filho. Portanto a atitude interior não é caracterizada pelo interesse científico, pela curiosidade, mas pela sede do coração”. (Panimole, 9) </li></ul>
  6. 6. Diretório Nacional de Catequese <ul><li>A Palavra de Deus, fonte da catequese. </li></ul><ul><li>“ ... Uma das formas mais valiosa de trato com a Bíblia é a lectio divina, que entre nós é conhecida como leitura orante, individual ou comunitária(...) As pessoas encontram orientação para a vida, serenidade e força para dizerem sim ao chamado de Deus (...) discernem melhor o sentido de sua vida. No encontro com Deus encontram consigo mesmas...” (n. 111) </li></ul>
  7. 7. Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, documento 71 página 20, número 22 . Proposta: Conhecer e praticar o método da Leitura Orante da bíblia, conforme
  8. 8. 20 – “Seja também incentivada e reforçada a prática da Leitura pessoal e Orante da Bíblia conforme as orientações do Concílio e, especialmente, a prática dos “círculos bíblicos” ou das reuniões de grupo, para a leitura da Bíblia e a reflexão sobre a vida hoje, com o decorrente compromisso cristão. Também dioceses e paróquias incentivem as formas mais adequadas e acessíveis de formação bíblica, inclusive para multiplicar o número dos animadores do apostolado bíblico”.
  9. 9. Documento de Aparecida <ul><li>Lugares de encontro com Jesus: </li></ul><ul><li>Entre as muitas formas de se aproximar da Sagrada Escritura existe uma privilegiada à qual todos estamos convidados: a Lectio divina ou exercício de leitura orante da Sagrada Escritura. </li></ul><ul><li>Esta leitura orante, bem praticada, conduz ao encontro com Jesus-Mestre, ao conhecimento do mistério de Jesus-Messias, à comunhão com Jesus-Filho de Deus e ao testemunho de Jesus-Senhor do universo. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Com seus quatro momentos (leitura, meditação, oração, contemplação), a leitura orante favorece o encontro pessoal com Jesus Cristo semelhante ao modo de tantos personagens do evangelho... (249) </li></ul><ul><li>Uma maneira concreta pode ser oferecer um processo de iniciação cristã em visitas às famílias, onde não só seja comunicado elas os conteúdos da fé, mas que também as conduza à prática da oração familiar, à leitura orante da Palavra de Deus e ao desenvolvimento das virtudes evangélicas, que as consolidem cada vez mais como Igrejas domésticas. (300) </li></ul>
  11. 11. Diretrizes gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2008-2010 <ul><li>“ Faz-se necessário, pois, “uma pastoral bíblica” entendida como “ animação bíblica da pastoral , que seja escola de interpretação ou conhecimento da Palavra, de comunhão com Jesus ou oração com a Palavra, e de evangelização inculturada ou de proclamação da Palavra”. “Entre as muitas formas de se aproximar da Sagrada Escritura existe uma privilegiada, à qual somos todos convidados: a Lectio divina ou o exercício de leitura orante da Sagrada Escritura. Com seus quatro momentos (leitura, meditação, oração, contemplação) favorece o encontro pessoal com Jesus Cristo”. Sejam, portanto, incentivadas e reforçadas a prática da leitura pessoal e orante da Bíblia , conforme as orientações do Concílio Vaticano II...” (n. 63) </li></ul>
  12. 12. Sínodo dos Bispos – Palavra de Deus <ul><li>PROPOSIZIONE 9 </li></ul><ul><li>Incontro con la Parola nella lettura della Sacra Scrittura </li></ul><ul><li>Questo Sinodo ripropone con forza a tutti i fedeli l’incontro con Gesù, Parola di Dio fatta carne, come evento di grazia che riaccade nella lettura e nell’ascolto delle Sacre Scritture. Ricorda San Cipriano, raccogliendo un pensiero condiviso dai Padri: &quot;Attendi con assiduità alla preghiera e alla Lectio divina . Quando preghi parli con Dio, quando leggi è Dio che parla con te&quot; ( Ad Donatum , 15). </li></ul>
  13. 14. Os passos a serem seguidos na lectio divina são aqueles já apontados pela longa tradição monástica e formalizada pelo monge cartuxo Guido II, na sua carta “A escada dos monges” ( E. Bianco. Lectio Divina, p. 23) Há quatro momentos básicos, passos, ou degraus, a serem seguidos: Leitura Meditação Oração Contemplação
  14. 15. 1. LEITURA: O que diz o texto em si? <ul><li>Criar silêncio interior, predispondo-se a escutar. Leitura lenta e atenta do texto. É Deus que fala. </li></ul><ul><li>Momento de silêncio, lembrando o que leu. Considerar bem o sentido de cada frase. </li></ul><ul><li>Repetir alguma frase ou palavra que mais o tocou. </li></ul><ul><li>Tentar descobrir as divisões e a articulação do pensamento dentro do texto. </li></ul><ul><li>Estar atento a detalhes do texto. </li></ul>
  15. 16. Consiste em desvendar o texto dentro do seu contexto, isto é, ver a realidade que esta por trás do texto. <ul><li>1º passo – lectio (leitura), com a sua explicação – podendo tomar os diversos textos que nos ajudam a compreender melhor as Escrituras. Olhando o texto, os personagens, os símbolos, etc. </li></ul>
  16. 17. 2. MEDITAÇÃO: O que o texto diz para mim? <ul><li>Ler de novo o texto. </li></ul><ul><li>Atualizar, assimilar e encarnar a Palavra, ligando-a com a vida. Três ou quatro perguntas para orientar a reflexão. </li></ul><ul><li>Tentar alargar a visão, ligando o texto com outros textos bíblicos. </li></ul><ul><li>Quem, anteriormente, não teve oportunidade de ler a &quot;Chave de Leitura&quot; poderia fazê-Io agora. </li></ul><ul><li>Qual é a mensagem do texto para mim hoje? </li></ul><ul><li>Ruminação </li></ul>
  17. 18. A busca da mensagem do texto para a época em que foi escrito é importante, mas essa mensagem só estará completa quando interpretamos e atualizamos o texto para o contexto da nossa realidade. A meditação tem como objetivo responder às perguntas:
  18. 19. <ul><li>2º passo – meditatio (meditação) – como um momento de deixar-se conduzir pela Palavra. O que a Palavra fala. Interpretar e identificar-se com o texto, partido do seu “hoje”, da sua realidade. </li></ul>
  19. 20. 3. ORAÇÃO: O que o texto me faz dizer a Deus? <ul><li>Ler de novo o texto. </li></ul><ul><li>Assumir um compromisso. </li></ul><ul><li>Formular preces para suplicar, louvar e agradecer a Deus. </li></ul><ul><li>Recitar um Salmo que expresse o sentimento que está em nós (em mim). </li></ul><ul><li>“ Meu coração, tocado assim pela Palavra de Deus, sente-se impulsionado espontaneamente à oração: louva, agradece, adora, pede perdão.” </li></ul>
  20. 21. Praticamente a oração, está presente em todas as etapas, pois o método é todo ele orante. Oração aqui é entendida como dialogo com Deus a partir dos apelos que ele nos faz através do texto .
  21. 22. <ul><li>3º passo – oratio (oração) – a meditação se desdobra na oração. </li></ul>
  22. 23. A oração é o momento tanto para o louvor, para a ação de graças, para as súplicas, para os pedidos de perdão, para a reza de algum salmo conhecido, ou cantar algo que esteja em sintonia com o que foi lido e meditado .
  23. 24. 4. CONTEMPLAÇÃO: Olhar a vida com os olhos de Deus. <ul><li>Qual o novo olhar que sobrou em mim, depois da Leitura Orante do texto? </li></ul><ul><li>Como tudo isto me pode ajudar a viver melhor o meu compromisso de vida? </li></ul><ul><li>Que desafios descobri para me aperfeiçoar como discípulo de Jesus? </li></ul><ul><li>“ Surge o estupor diante de realizades futuras apenas entrevistas, e seguem-se: admiração, reconhecimento, canto, confissão, louvor.” </li></ul>
  24. 25. É fazer silêncio para perceber a ação que Deus operou na pessoa orante através do texto.
  25. 26. <ul><li>4º passo – contemplatio (contemplação) – também pode se prolongar na contemplação, enquanto simples “estar na presença de Deus”, em confiança, amor e paz. </li></ul><ul><li>“ Descanso” </li></ul><ul><li>( Thelam Hall, Lectio Divina , p. 78) </li></ul>
  26. 27. A contemplação nos ajuda a entender o que Deus está querendo de nós através do texto. E com isso somos convidados a assumir um compromisso de vida nos perguntando: Que ação evangélica esse texto esta me sugerindo?
  27. 28. <ul><li>Paráfrase de São João da Cruz do texto de Lc 11,9: </li></ul><ul><li>“ Procure na LEITURA, </li></ul><ul><li>e encontrará na MEDITAÇÃO; </li></ul><ul><li>bata em ORAÇÃO </li></ul><ul><li>e lhe será aberto em CONTEMPLAÇÃO.” ( Thelam HALL, Lectio Divina , p. 47) </li></ul>
  28. 29. Sínodo dos Bispos – Palavra de Deus <ul><li>Criai o silêncio para escutar com eficácia a Palavra do Senhor e conservai o silêncio depois da escuta, porque ela continuará habitando, vivendo e falando-vos. Fazei que ela ressoe no começo do vosso dia, para que Deus tenha sempre a primeira palavra e deixai-a ressoar em vós à noite, para que a última palavra seja de Deus. (Mensagem final do Sínodo dos Bispos. L’Osservatore Romano . Ano XXXIX, n. 44 (2028), 01/11/2008. p. 10). </li></ul>
  29. 30. Exercício da Lectio Divina <ul><li>Invocação do Espírito Santo </li></ul><ul><li>Leitura do Evangelho do Dia </li></ul><ul><ul><li>Releitura pensando nos personagens, atos, palavras, reconstruindo a imagem da leitura. </li></ul></ul><ul><ul><li>Reflexão orientada. (tempo de silêncio) </li></ul></ul><ul><li>O que está Palavra diz para minha vida? </li></ul><ul><ul><li>Partilha em grupos pequenos </li></ul></ul><ul><li>Uma oração espontânea para encerrar os grupos </li></ul><ul><li>Duas expressões </li></ul><ul><li>Encerramento </li></ul>
  30. 31. Bibliografia: <ul><li>BIANCO, Enzo. Lectio Divina: encontrar Deus na sua Palavra. Trad. Milton Braga de Resende.SP: Salesiana, 2009. </li></ul><ul><li>CNBB. Leitura Orante nos Semi ná rios e Casas de Fromação . SP: Edições CNBB, 2010. </li></ul><ul><li>HALL, Thelma. Lectio Divina: o que é, como se faz. Trad. Cecília C. Bartalotti. SP: Loyola, 2001. </li></ul><ul><li>BOFF, Clodovis. Meditação: como fazer? O método da ruminação . Petrópolis: Vozes, 2006. </li></ul><ul><li>MARTINI, Carlo Maria. Orações do Cardeal Martini: bem cedo te buscarei, Senhor. Trad. Silva Debetto C. Reis. Petrópolis: Vozes, 1992. </li></ul>

×