VERBUM     DOMINI           II PARTE VERBUM IN ECCLESIA  A todos os que O receberam,deu-lhes o poder de se tornarem    fil...
1. A Igreja acolhe a Palavra             (50) O Senhor pronuncia a sua Palavra para que seja acolhida. Receber o Verbo sig...
A LITURGIA:LUGARPRIVILEGIADODA PALAVRADE DEUS
A Palavra de Deus na Liturgia             (52) A Igreja é casa da Palavra ,e na Liturgia Deus nos falano momento presente ...
A Igreja lê asEscrituras no ritmodo ano litúrgico, cujocentro é o MistérioPascal.                  VD 52
Sagrada Escritura e Sacramentos –                  53; 61 A liturgia da Palavra é um elemento decisivo na celebração de ca...
Palavra de Deus e Eucaristia             (54)Há uma unidade íntima entrePalavra e Eucaristia, que nos levama reconhecer o ...
“A carne do Senhor é verdadeiroalimento, e o seu sangue verdadeirabebida; tal é o verdadeiro bem quenos está reservado na ...
“A Igreja venerou sempre asdivinas Escrituras como venera opróprio Corpo do Senhor, nãodeixando jamais, sobretudo nasagrad...
“O Evangelho é o Corpo deCristo. E quando Ele fala emcomer a sua carne e beber o seusangue (Jo 6, 53), embora estaspalavra...
...Quando   vamos     receber    oMistério [eucarístico], se cair umamigalha sentimo-nos perdidos. E,quando estamos a escu...
O SERVIÇO DA PALAVRAa) O Lecionário (57).A estrutura atual, conforme asdeterminações do Vaticano II (SC 107-108), apresent...
O SERVIÇO DA PALAVRAb) Leitores e leitoras - FORMAÇÃO: - Bíblica , enquadrar as leituras no   seu contexto e identificarem...
O SERVIÇO DA PALAVRAc) A homilia (59-60).É uma atualização da mensagem daEscritura, de tal modo que os fiéissejam levados ...
Liturgia das Horas (62) É uma forma de oraçãoque exalta a SagradaEscritura, pois constitui«uma forma privilegiada deescuta...
Liturgia das Horas (62)  Na Liturgia das Horasmanifesta-se o ideal cristãode   santificação   do   diainteiro, ritmado pel...
Sugestõese propostas VD 64-71
As sugestões e propostasconcretas para aanimação litúrgicadesejam favorecer noPovo de Deus, umacrescente familiaridadecom ...
Celebrações da Palavra de Deus(65)Essas celebrações são:  - momentos privilegiados de    encontro com o Senhor;  - possibi...
O silêncio (66)  - A Palavra pode ser pronunciada e    ouvida apenas no silêncio,    quando, com a ajuda do Espírito    Sa...
Proclamação do Evangelho(67)  -O Evangeliário, conduzidoprocessionalmente durante osritos iniciais, é depositado sobreo al...
A Palavra de Deus no templo cristão(68)  Para favorecer a escuta da Palavrade Deus, são importantes: - a acústica; - a exp...
Exclusividade       dos      textosbíblicos (69)  As leituras da Sagrada Escrituranunca sejam substituídas por outrostexto...
Canto litúrgico (70)  No âmbito da valorização daPalavra de Deus durante a celebraçãolitúrgica, tenha-se presente também o...
Atenção aos cegos e aos surdos(71)  As comunidades cristãs  providenciem instrumentos  adequados para ir ao encontro da  d...
–LEITURA –ORANTE   –DA–PALAVRA–DE DEUS           –VD 87
Todo fiel necessita de uma abordagemorante do texto sagrado como elementofundamental de sua vida espiritual. Porisso, “deb...
Dimensão comunitáriada leitura bíblica .  - Deve-se evitar o risco de uma  abordagem individualista , tendo  presente que ...
Lectio divina (87)A LEITURA do texto (lectio) suscitaa interrogação sobre o seu conteúdo:O QUE DIZ O TEXTO BÍBLICO EM SI? ...
Segue-se a MEDITAÇÃO( meditatio ), durante a qualnos perguntamos:O QUE NOS DIZ O TEXTOBÍBLICO ?  Aqui cada um, pessoalment...
Chega-se   ao momento     daORAÇÃO ( oratio ), que supõea pergunta:QUE DIZEMOS AO SENHOR,EM    RESPOSTA      À   SUAPALAVR...
Conclui-se com aCONTEMPLAÇÃO( contemplatio ), durante aqual assumimos como dom deDeus o seu próprio olhar, aojulgar a real...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Verbum Domini ii parte lit palavra (4)

1.282 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.282
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
448
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
49
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Verbum Domini ii parte lit palavra (4)

  1. 1. VERBUM DOMINI II PARTE VERBUM IN ECCLESIA A todos os que O receberam,deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus (Jo 1, 12)
  2. 2. 1. A Igreja acolhe a Palavra (50) O Senhor pronuncia a sua Palavra para que seja acolhida. Receber o Verbo significa deixar-se plasmar por Ele. Os Santos são testemunhas dessa realidade nova (48).
  3. 3. A LITURGIA:LUGARPRIVILEGIADODA PALAVRADE DEUS
  4. 4. A Palavra de Deus na Liturgia (52) A Igreja é casa da Palavra ,e na Liturgia Deus nos falano momento presente danossa vida. Na ação litúrgica Cristoestá presente na suapalavra, pois é Ele que falaao ser lida na Igreja aSagrada Escritura (SC 7).
  5. 5. A Igreja lê asEscrituras no ritmodo ano litúrgico, cujocentro é o MistérioPascal. VD 52
  6. 6. Sagrada Escritura e Sacramentos – 53; 61 A liturgia da Palavra é um elemento decisivo na celebração de cada um dos Sacramentos; existe um vínculo que une o gesto e a palavra. Na história da salvação, não há separação entre o que Deus diz e faz. Do mesmo modo, na ação litúrgica, somos colocados diante da sua Palavra que realiza aquilo que diz.
  7. 7. Palavra de Deus e Eucaristia (54)Há uma unidade íntima entrePalavra e Eucaristia, que nos levama reconhecer o Senhor ressuscitadoem nosso meio: “Não estava o nossocoração a arder cá dentro, quandoEle nos explicava as Escrituras?”(Emaús – Lc 24,32). VD 54
  8. 8. “A carne do Senhor é verdadeiroalimento, e o seu sangue verdadeirabebida; tal é o verdadeiro bem quenos está reservado na vidapresente: nutrirmo-nos da suacarne e beber o seu sangue, não sóna Eucaristia, mas também naleitura da Sagrada Escritura”. São Jerônimo
  9. 9. “A Igreja venerou sempre asdivinas Escrituras como venera opróprio Corpo do Senhor, nãodeixando jamais, sobretudo nasagrada Liturgia, de tomar edistribuir aos fiéis o PÃO DA VIDA,quer da mesa da Palavra de Deusquer da do Corpo de Cristo” DV 21 e OLM 10
  10. 10. “O Evangelho é o Corpo deCristo. E quando Ele fala emcomer a sua carne e beber o seusangue (Jo 6, 53), embora estaspalavras se possam entender doMistério [eucarístico], todaviatambém a palavra da Escritura éverdadeiramente o corpo deCristo e o seu sangue...
  11. 11. ...Quando vamos receber oMistério [eucarístico], se cair umamigalha sentimo-nos perdidos. E,quando estamos a escutar a Palavrade Deus e nos é derramada nosouvidos a Palavra de Deus que écarne de Cristo e seu sangue, se nosdistrairmos com outra coisa, nãoincorremos em grande perigo?” São Jerônimo
  12. 12. O SERVIÇO DA PALAVRAa) O Lecionário (57).A estrutura atual, conforme asdeterminações do Vaticano II (SC 107-108), apresenta os textos maisimportantes da Escritura, e favorece acompreensão da unidade do planodivino, através da correlação entre asleituras do Antigo e do NovoTestamento, centrada em Cristo e noseu mistério pascal.
  13. 13. O SERVIÇO DA PALAVRAb) Leitores e leitoras - FORMAÇÃO: - Bíblica , enquadrar as leituras no seu contexto e identificarem o centro do anúncio revelado à luz da fé; - Litúrgica, poder perceber o sentido e a estrutura da liturgia da Palavra e os motivos da relação entre a liturgia da Palavra e o sacramento ou sacramental; - Técnica , arte de lerem em público tanto com a simples voz natural, como com a ajuda dos instrumentos
  14. 14. O SERVIÇO DA PALAVRAc) A homilia (59-60).É uma atualização da mensagem daEscritura, de tal modo que os fiéissejam levados a descobrir a presençae a eficácia da Palavra de Deus nomomento atual da sua vida, sejamlevados à compreensão do mistérioque se celebra, à missão, e sepreparem para a profissão de fé, aoração universal e a liturgiaeucarística.
  15. 15. Liturgia das Horas (62) É uma forma de oraçãoque exalta a SagradaEscritura, pois constitui«uma forma privilegiada deescuta da Palavra de Deus,porque põe os fiéis emcontacto com a SagradaEscritura e com a Tradiçãoviva da Igreja.
  16. 16. Liturgia das Horas (62) Na Liturgia das Horasmanifesta-se o ideal cristãode santificação do diainteiro, ritmado pela escutada Palavra de Deus e pelaoração dos Salmos, de modoque toda a atividadeencontre o seu ponto dereferência no louvorprestado a Deus.
  17. 17. Sugestõese propostas VD 64-71
  18. 18. As sugestões e propostasconcretas para aanimação litúrgicadesejam favorecer noPovo de Deus, umacrescente familiaridadecom a Palavra de Deus noâmbito das açõeslitúrgicas ou de algummodo relacionadas com
  19. 19. Celebrações da Palavra de Deus(65)Essas celebrações são: - momentos privilegiados de encontro com o Senhor; - possibilidade de os fiéis penetrarem melhor na riqueza do Lecionário para meditar e rezar a Sagrada Escritura; - alimento da fé dos fiéis.
  20. 20. O silêncio (66) - A Palavra pode ser pronunciada e ouvida apenas no silêncio, quando, com a ajuda do Espírito Santo, a Palavra de Deus é acolhida no coração. - A Liturgia da Palavra deve ser celebrada de modo a favorecer a meditação (IGMR 56). - O silêncio, quando previsto, deve ser considerado parte da celebração (IGMR 45).
  21. 21. Proclamação do Evangelho(67) -O Evangeliário, conduzidoprocessionalmente durante osritos iniciais, é depositado sobreo altar e, depois, levado aoambão pelo diácono ou por umsacerdote para a proclamação. -Deste modo ajuda-se o Povo deDeus a reconhecer que “a leiturado Evangelho constitui o ápice
  22. 22. A Palavra de Deus no templo cristão(68) Para favorecer a escuta da Palavrade Deus, são importantes: - a acústica; - a expressividade do próprio espaço sagrado; - o ambão, lugar litúrgico donde é proclamada a Palavra de Deus (e só a Palavra de Deus, não a do comentarista, nem a de quem dá avisos). Sugere-se que, nas igrejas, haja também um local de honra onde se possa colocar a Sagrada Escritura
  23. 23. Exclusividade dos textosbíblicos (69) As leituras da Sagrada Escrituranunca sejam substituídas por outrostextos, pois nenhum poderá atingir ovalor e a riqueza contida na SagradaEscritura que é Palavra de Deus. Recorde-se que também o SalmoResponsorial é Palavra de Deus, pelaqual respondemos à voz do Senhor epor isso não deve ser substituído poroutros textos.
  24. 24. Canto litúrgico (70) No âmbito da valorização daPalavra de Deus durante a celebraçãolitúrgica, tenha-se presente também ocanto nos momentos previstos pelopróprio rito, favorecendo o canto de clarainspiração bíblica capaz de exprimir a beleza daPalavra divina por meio de umharmonioso acordo entre as palavrase a música.
  25. 25. Atenção aos cegos e aos surdos(71) As comunidades cristãs providenciem instrumentos adequados para ir ao encontro da dificuldade desses irmãos e irmãs, para que lhes seja possível também estabelecer um contato vivo com a Palavra do Senhor.
  26. 26. –LEITURA –ORANTE –DA–PALAVRA–DE DEUS –VD 87
  27. 27. Todo fiel necessita de uma abordagemorante do texto sagrado como elementofundamental de sua vida espiritual. Porisso, “debrucem-se gostosamente sobreo texto sagrado. - “Quando lês, é Deus que te fala; quando rezas, és tu que falas a Deus” (Santo Agostinho). - Para Orígenes, a inteligência das Escrituras exige, mais do que o estudo, a intimidade com Cristo e a oração; não existe autêntico conhecimento de Cristo sem enamorar-se d’Ele.
  28. 28. Dimensão comunitáriada leitura bíblica . - Deve-se evitar o risco de uma abordagem individualista , tendo presente que a Palavra de Deus nos é dada precisamente para construir comunhão, para nos unir na Verdade no nosso caminho para Deus. - Sendo uma Palavra que se dirige a cada um pessoalmente, é também uma Palavra que constrói comunidade, que constrói a
  29. 29. Lectio divina (87)A LEITURA do texto (lectio) suscitaa interrogação sobre o seu conteúdo:O QUE DIZ O TEXTO BÍBLICO EM SI? Sem este momento, corre-se o risco que o texto se torne somente um pretexto para nunca ultrapassar os nossos pensamentos.
  30. 30. Segue-se a MEDITAÇÃO( meditatio ), durante a qualnos perguntamos:O QUE NOS DIZ O TEXTOBÍBLICO ? Aqui cada um, pessoalmente, mas também como realidade comunitária, deve deixar-se sensibilizar e questionar, pois são palavras pronunciadas no presente.
  31. 31. Chega-se ao momento daORAÇÃO ( oratio ), que supõea pergunta:QUE DIZEMOS AO SENHOR,EM RESPOSTA À SUAPALAVRA ? A oração enquanto pedido, intercessão, ação de graças e louvor é o primeiro modo como a Palavra nos transforma.
  32. 32. Conclui-se com aCONTEMPLAÇÃO( contemplatio ), durante aqual assumimos como dom deDeus o seu próprio olhar, aojulgar a realidade, einterrogamo-nos:QUAL É A CONVERSÃO DAMENTE, DO CORAÇÃO E DAVIDA QUE O SENHOR NOSPEDE ?

×