Maria Gabriela Pereira (Bia) Curso de Evolução Estelar Julho de 2008 Anãs Marrons
<ul><li>Existe um limite mínimo de massa para as estrelas? </li></ul>ESTRELAS Final da Seqüência Principal: 0,072 M S  ou ...
Existe algum objeto além do  Vermelho , cujo máximo de emissão se encontra no  Infra-vermelho ? ANÃS MARRONS
CONCEITO <ul><li>Estrelas que falharam </li></ul><ul><li>Elo entre  Anãs Vermelhas  (0,072M S ) e Planetas Gigantes Extras...
<ul><li>Isótopo Estável do Hidrogênio </li></ul><ul><li>Peso Atômico igual a 2 (Hidrogênio Pesado) </li></ul><ul><li>Queim...
ANÃS MARRONS Anãs Marrons e Estrelas podem ter temperatura e luminosidade idênticas. Onde está a diferença? Idade: Para es...
<ul><li>Formação tal como estrelas  </li></ul><ul><li>Brilho e Temperatura Efetiva diminuem ao longo do tempo </li></ul><u...
<ul><li>Primeira Anã Marrom oficial e indiscutível (1995)  </li></ul><ul><li>Qual foi o método de confirmação? </li></ul>B...
<ul><li>Primeiras confirmações: Propriedades Internas (teste de lítio)  </li></ul><ul><li>Demais confirmações: Temperatura...
BUSCA POR LÍTIO E METANO 2MASS – Two Micron All-Sky Survey DENIS – Deep Near-Infrared Survey
COMPARAÇÕES
ATMOSFERAS Criação de 2 novas classes espectrais: O B A F G K M L T
<ul><li>T eff  entre 1.500K a 2.000K </li></ul><ul><li>Presença de TiO e VO (moléculas), Sódio e Potássio </li></ul><ul><l...
<ul><li>T eff  entre 700K a 1.400K </li></ul><ul><li>Presença de H 2 O, CH 4  e moléculas de carbono </li></ul><ul><li>Atm...
CLIMA <ul><li>Bandas e Zonas </li></ul><ul><li>Gl584C foi a primeira a ser detectado clima  </li></ul><ul><li>Observações ...
<ul><ul><li>Como as anãs marrons se parecem? </li></ul></ul>ANÃS MARRONS
ANÃS MARRONS HD168443c Serpens 11h18m04s -09°46’25’’ (03h30TU)
ANÃS MARRONS
ANÃS MARRONS <ul><li>Massas de cerca de 3% da M S   </li></ul><ul><li>São os objetos de menor massa  </li></ul><ul><li>já ...
CURIOSIDADES <ul><li>Primeiro planeta extrasolar de que se tem imagem  </li></ul><ul><li>Descoberto ao redor de uma anã ma...
ANÃS MARRONS Quantas anãs marrons existem?
<ul><li>Evolution of Low-Mass Stars IV. Effects of Multilevel Atomic Partition Functions for the Ideal-Gas Region – Grasbo...
<ul><li>Agradeço a paciência, a ajuda e a compreensão das pessoas abaixo, que tanto me incentivaram na pesquisa e na apres...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Anas Marrons Estilo Casp

2.283 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.283
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
806
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anas Marrons Estilo Casp

  1. 1. Maria Gabriela Pereira (Bia) Curso de Evolução Estelar Julho de 2008 Anãs Marrons
  2. 2. <ul><li>Existe um limite mínimo de massa para as estrelas? </li></ul>ESTRELAS Final da Seqüência Principal: 0,072 M S ou 75M J
  3. 3. Existe algum objeto além do Vermelho , cujo máximo de emissão se encontra no Infra-vermelho ? ANÃS MARRONS
  4. 4. CONCEITO <ul><li>Estrelas que falharam </li></ul><ul><li>Elo entre Anãs Vermelhas (0,072M S ) e Planetas Gigantes Extrasolares (0,01M S ) </li></ul><ul><li>Estrelas de uma Seqüência Principal em Deutério </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Isótopo Estável do Hidrogênio </li></ul><ul><li>Peso Atômico igual a 2 (Hidrogênio Pesado) </li></ul><ul><li>Queima ocorre em Anãs Marrons (até cerca de 13M J ou 0,011M S ) </li></ul>DEUTÉRIO ( 2 H) Limite de queima do D: ~ 8x10 5 K Limite de queima do H: ~ 2x10 6 K
  6. 6. ANÃS MARRONS Anãs Marrons e Estrelas podem ter temperatura e luminosidade idênticas. Onde está a diferença? Idade: Para estarem equivalentes, a estrela precisa ser mais velha que a anã marrom
  7. 7. <ul><li>Formação tal como estrelas </li></ul><ul><li>Brilho e Temperatura Efetiva diminuem ao longo do tempo </li></ul><ul><li>Atividade Magnética decrescente </li></ul>CARACTERÍSTICAS
  8. 8. <ul><li>Primeira Anã Marrom oficial e indiscutível (1995) </li></ul><ul><li>Qual foi o método de confirmação? </li></ul>BUSCA T eff 900K, 0,024M S Espectro com H 2 O, metano e CO 2 Distância: 5,8 parsecs
  9. 9. <ul><li>Primeiras confirmações: Propriedades Internas (teste de lítio) </li></ul><ul><li>Demais confirmações: Temperatura Externa (teste de metano) </li></ul>TESTE DE LÍTIO
  10. 10. BUSCA POR LÍTIO E METANO 2MASS – Two Micron All-Sky Survey DENIS – Deep Near-Infrared Survey
  11. 11. COMPARAÇÕES
  12. 12. ATMOSFERAS Criação de 2 novas classes espectrais: O B A F G K M L T
  13. 13. <ul><li>T eff entre 1.500K a 2.000K </li></ul><ul><li>Presença de TiO e VO (moléculas), Sódio e Potássio </li></ul><ul><li>Atmosferas nebulosas </li></ul>CLASSE ESPECTRAL L
  14. 14. <ul><li>T eff entre 700K a 1.400K </li></ul><ul><li>Presença de H 2 O, CH 4 e moléculas de carbono </li></ul><ul><li>Atmosferas “poerentas” </li></ul>CLASSE ESPECTRAL T
  15. 15. CLIMA <ul><li>Bandas e Zonas </li></ul><ul><li>Gl584C foi a primeira a ser detectado clima </li></ul><ul><li>Observações sugerem rápida rotação </li></ul><ul><li>v ~ 40 a 80 km/sec </li></ul><ul><li>P ~ 4 hrs a 90 min </li></ul>Clear Partly Cloudy Cloudy Dusty
  16. 16. <ul><ul><li>Como as anãs marrons se parecem? </li></ul></ul>ANÃS MARRONS
  17. 17. ANÃS MARRONS HD168443c Serpens 11h18m04s -09°46’25’’ (03h30TU)
  18. 18. ANÃS MARRONS
  19. 19. ANÃS MARRONS <ul><li>Massas de cerca de 3% da M S </li></ul><ul><li>São os objetos de menor massa </li></ul><ul><li>já auferidos fora do sistema solar </li></ul>L T 2MASS 1534-2952AB
  20. 20. CURIOSIDADES <ul><li>Primeiro planeta extrasolar de que se tem imagem </li></ul><ul><li>Descoberto ao redor de uma anã marrom por Gael Chauvin </li></ul>
  21. 21. ANÃS MARRONS Quantas anãs marrons existem?
  22. 22. <ul><li>Evolution of Low-Mass Stars IV. Effects of Multilevel Atomic Partition Functions for the Ideal-Gas Region – Grasboske Jr et al (1971) </li></ul><ul><li>Evolution of Low-Mass Stars V. Minimum Mass for the Deuterium Main Sequence – Grossman et al (1972) </li></ul><ul><li>Observations of Brown Dwarfs – Basri (2000) </li></ul><ul><li>A Descoberta das Anãs Marrons – Basri – Scientic American </li></ul><ul><li>A Decade of Brown Dwarfs – Basri – Sky & Telescope (Maio 2005) </li></ul><ul><li>Brown Dwarfs Showing Their True Colors – Goldman – Sky & Telecope (Fevereiro de 2002) </li></ul><ul><li>The Initial Mass Function of Low-Mass Stars and Brown Dwarfs in Young Clusters – Luhman et al (2000) </li></ul><ul><li>Brown Dwarfs in the Pleiades Cluster: a CCD-based in R, I survey – Osorio et al (1996) </li></ul><ul><li>An Effective Temperature Scale for Late M and L Dwarfs, from Resonance Absorption Lines of Cs I and Rb I – Basri et al </li></ul><ul><li>Spectroscopic Classification of Late-M and L Field Dwarfs – Martín et al (1999) </li></ul><ul><li>Página na internet da ESO: http://www.eso.org </li></ul><ul><li>Página da Universidade do Havaí: http://www.ifa.hawaii.edu/info/press-releases/Liu_AAS_June08/ </li></ul><ul><li>Email enviado por Gibor Basri – Astrônomo da Universidade da Califórnia (Berkeley) </li></ul>BIBLIOGRAFIA
  23. 23. <ul><li>Agradeço a paciência, a ajuda e a compreensão das pessoas abaixo, que tanto me incentivaram na pesquisa e na apresentação deste trabalho: </li></ul><ul><li>Alberto Martins, astrônomo do IAG, integrante do projeto GAIA, conselheiro do CASP </li></ul><ul><li>Cristóvão Jacques, especialista em imagens CCD, descobridor de 13 asteróides e co-descobridor de 13 SuperNovas pelo BRASS, ex-presidente do CEAMIG </li></ul><ul><li>Francisco Conte, professor de astronomia pelo CASP, teórico e pesquisador </li></ul><ul><li>Tasso Napoleão, professor de astrofísica pelo CASP, co-descobridor de 13 SuperNovas pelo BRASS, líder dos amadores do Nó Brasileiro para o Ano Internacional da Astronomia em 2009 </li></ul><ul><li>Sem eles, este trabalho não seria possível. </li></ul>AGRADECIMENTOS MUITO OBRIGADA!

×