Sarbanes-Oxley MBA Executivo – BBS Disciplina : Liderança Integrantes : Maria Gabriela / José Jacques Março de 2008
Causas Precursoras <ul><li>Escândalos  </li></ul><ul><li>financeiros nas  </li></ul><ul><li>seguintes </li></ul><ul><li>co...
Sarbanes-Oxley Act of 2002 <ul><li>A lei em si: </li></ul><ul><li>Paul Sarbanes – senador </li></ul><ul><li>Michael Oxley ...
Objetivos <ul><li>Recuperar credibilidade do mercado de capitais  </li></ul><ul><li>Atingir o nível anterior de entusiasmo...
Formato <ul><li>11 seções com 69 artigos </li></ul><ul><li>Seção 302: </li></ul><ul><ul><li>Responsabilidade pessoal dos d...
Vantagens <ul><li>Padronização </li></ul><ul><li>Transparência </li></ul><ul><li>Formalização de controles internos </li><...
Críticas mais comuns <ul><li>Altos custos de implantação  </li></ul><ul><li>(principalmente para empresas menores) </li></...
No Mundo <ul><li>Itália:  </li></ul><ul><ul><li>Legislação inspirada no SOX </li></ul></ul><ul><li>Brasil: </li></ul><ul><...
Case
Case - Ultragaz <ul><li>Como foram desenvolvidos? </li></ul><ul><ul><li>Mapeamento dos processos mais significativos; </li...
Case - Ultragaz <ul><li>Centros Administrativos que serão auditados </li></ul><ul><ul><li>GSP Domiciliar </li></ul></ul><u...
Case - Ultragaz <ul><li>Controles vitais da empresa </li></ul><ul><li>Dificuldades para adaptar os controles à toda a empr...
Case - Ultragaz Supervisão Administrativa Área de Logística Área de Produção Área de Instalações Área Comercial Gestor   d...
Case - Ultragaz <ul><li>Plano de Ação para implantação dos Controles: </li></ul><ul><ul><li>Método 5 W’s e 1 H </li></ul><...
Case - Ultragaz Check-list vigente - KPMG Programa Auto-Avaliação Matriz / Aderência a SOX Manual de Operações CA´s Escopo...
Case - Ultragaz <ul><li>Resultados Certificações 2006 e 2007: </li></ul><ul><ul><li>Riscos mitigados; </li></ul></ul><ul><...
Case - Ultragaz <ul><li>Próximos Passos para Certificação 2008: </li></ul><ul><ul><li>Adaptação ao AS-5 : gerenciamento de...
Case – Ultragaz <ul><li>Conclusão: </li></ul><ul><li>Empresas que adotam como linhas mestras a transparência, a prestação ...
Obrigado. Perguntas? Dúvidas? Comentários?
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sarbanes Oxley Layout Numerico

3.589 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre a Lei Sarbanes-Oxley para aula de Liderança (MBA - BBS)

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.589
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
227
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sarbanes Oxley Layout Numerico

  1. 1. Sarbanes-Oxley MBA Executivo – BBS Disciplina : Liderança Integrantes : Maria Gabriela / José Jacques Março de 2008
  2. 2. Causas Precursoras <ul><li>Escândalos </li></ul><ul><li>financeiros nas </li></ul><ul><li>seguintes </li></ul><ul><li>corporações: </li></ul><ul><li>Antes do SOX somente </li></ul><ul><li>⅓ das fraudes eram descobertas, </li></ul><ul><li>depois passou-se para 50% </li></ul>
  3. 3. Sarbanes-Oxley Act of 2002 <ul><li>A lei em si: </li></ul><ul><li>Paul Sarbanes – senador </li></ul><ul><li>Michael Oxley – deputado federal </li></ul><ul><li>Promulgada em 30/06/2002 por George W. Bush </li></ul>
  4. 4. Objetivos <ul><li>Recuperar credibilidade do mercado de capitais </li></ul><ul><li>Atingir o nível anterior de entusiasmo em investimentos </li></ul><ul><li>Diminuir e evitar fraudes </li></ul><ul><li>Aumentar o rigor em controles </li></ul><ul><li>Mudou a auditoria em si </li></ul><ul><li>Observação: </li></ul><ul><ul><li>Implementação rápida </li></ul></ul><ul><ul><li>Urgência dos tempos </li></ul></ul>
  5. 5. Formato <ul><li>11 seções com 69 artigos </li></ul><ul><li>Seção 302: </li></ul><ul><ul><li>Responsabilidade pessoal dos diretores executivos e financeiros </li></ul></ul><ul><ul><li>Multa de US$ 1 a 5 milhões </li></ul></ul><ul><ul><li>Prisão de 10 a 20 anos </li></ul></ul><ul><li>Seção 404: </li></ul><ul><ul><li>Avaliação dos controles internos relacionados à elaboração das demonstrações financeiras </li></ul></ul><ul><ul><li>Certificação anual </li></ul></ul>
  6. 6. Vantagens <ul><li>Padronização </li></ul><ul><li>Transparência </li></ul><ul><li>Formalização de controles internos </li></ul><ul><li>Maior credibilidade nos números financeiros </li></ul><ul><li>Governança corporativa (com código de ética) </li></ul><ul><li>Custos decrescentes </li></ul><ul><li>Ganhos em eficiência </li></ul><ul><li>Eliminou auditorias ruins </li></ul>
  7. 7. Críticas mais comuns <ul><li>Altos custos de implantação </li></ul><ul><li>(principalmente para empresas menores) </li></ul><ul><li>Menor apetite por risco </li></ul><ul><li>Inibiu IPOs (ofertas iniciais de ações) </li></ul><ul><li>Engessou ou burocratizou procedimentos (voltou-se a “era” do papel) </li></ul><ul><li>Levou muitas empresas para a bolsa de Londres </li></ul>
  8. 8. No Mundo <ul><li>Itália: </li></ul><ul><ul><li>Legislação inspirada no SOX </li></ul></ul><ul><li>Brasil: </li></ul><ul><ul><li>Oportunidade para transparência e responsabilidade de filiais de multinacionais </li></ul></ul><ul><ul><li>ADRs </li></ul></ul><ul><ul><li>Cisco do Brasil </li></ul></ul>
  9. 9. Case
  10. 10. Case - Ultragaz <ul><li>Como foram desenvolvidos? </li></ul><ul><ul><li>Mapeamento dos processos mais significativos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Verificação de controles para tais processos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Adaptação dos controles à realidade dos Centros Administrativos </li></ul></ul><ul><li>Controles da SOX: total de 201 </li></ul><ul><ul><li>Centros Administrativos - 61 controles </li></ul></ul><ul><ul><li>Matriz UG - 55 controles </li></ul></ul><ul><ul><li>(CSC, Suprimentos, Frota, Área Administrativa, Impostos, RH.) </li></ul></ul><ul><ul><li>Controles Eletrônicos - 85 controles </li></ul></ul>
  11. 11. Case - Ultragaz <ul><li>Centros Administrativos que serão auditados </li></ul><ul><ul><li>GSP Domiciliar </li></ul></ul><ul><ul><li>Paulínia </li></ul></ul><ul><ul><li>Ribeirão Preto </li></ul></ul><ul><ul><li>Araucária </li></ul></ul><ul><ul><li>Bahia (Goiânia) </li></ul></ul><ul><ul><li>Pernambuco (Ceará) </li></ul></ul>70% de representatividade da Receita Líquida da Ultrapar
  12. 12. Case - Ultragaz <ul><li>Controles vitais da empresa </li></ul><ul><li>Dificuldades para adaptar os controles à toda a empresa: </li></ul><ul><ul><li>Padronização dos processos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Eficácia dos controles; </li></ul></ul><ul><ul><li>Divergências de informações; </li></ul></ul><ul><ul><li>Tempo </li></ul></ul><ul><li>Adaptação dos controles a realidade corporativa - Administrativos - Conscientização </li></ul><ul><ul><li>Reuniões com as Gerências; </li></ul></ul><ul><ul><li>Reuniões com os Supervisores; </li></ul></ul><ul><ul><li>Prazo para críticas dos Supervisores </li></ul></ul>
  13. 13. Case - Ultragaz Supervisão Administrativa Área de Logística Área de Produção Área de Instalações Área Comercial Gestor de Controles Internos
  14. 14. Case - Ultragaz <ul><li>Plano de Ação para implantação dos Controles: </li></ul><ul><ul><li>Método 5 W’s e 1 H </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>W hy (Motivo) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>W hat (Descrição) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>W here (Local) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>W ho (Responsável) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>W hen (Periodicidade) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>H ow (Procedimento) </li></ul></ul></ul>
  15. 15. Case - Ultragaz Check-list vigente - KPMG Programa Auto-Avaliação Matriz / Aderência a SOX Manual de Operações CA´s Escopo de Auditoria Interna Formulários de Controle Relatórios do Sist. Oracle Programa de Auto Avaliação Programa de Trabalho - KPMG Programa de Trabalho – Sup. Adm REPENSANDO A AUDITORIA...
  16. 16. Case - Ultragaz <ul><li>Resultados Certificações 2006 e 2007: </li></ul><ul><ul><li>Riscos mitigados; </li></ul></ul><ul><ul><li>Maior transparência, auxílio as práticas de governança corporativa; </li></ul></ul><ul><ul><li>Confiabilidade das informações; </li></ul></ul><ul><ul><li>Mensurar eficiência de processos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Valorização e Atração ao Mercado. </li></ul></ul>
  17. 17. Case - Ultragaz <ul><li>Próximos Passos para Certificação 2008: </li></ul><ul><ul><li>Adaptação ao AS-5 : gerenciamento de riscos </li></ul></ul><ul><ul><li>Maior transparência como auxílio as práticas de governança corporativa; </li></ul></ul><ul><ul><li>Mensurar eficiência de processos por indicadores operacionais e de gestão. </li></ul></ul><ul><ul><li>Institucionalizar a metodologia do self-assessment. </li></ul></ul><ul><ul><li>Tornar realidade as oportunidades de centralização, automatização e redesenho de processos oferecidas ao longo das certificações </li></ul></ul>
  18. 18. Case – Ultragaz <ul><li>Conclusão: </li></ul><ul><li>Empresas que adotam como linhas mestras a transparência, a prestação de contas e a eqüidade são capazes de atrair não só os acionistas, mas também, consumidores e fornecedores, trazendo sempre uma imagem positiva para a Companhia. </li></ul>
  19. 19. Obrigado. Perguntas? Dúvidas? Comentários?

×