PEI - Liderança

592 visualizações

Publicada em

Trabalho realizado para o módulo Liderança da pós-graduação de Prospectiva, Estratégia e Inovação.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
592
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PEI - Liderança

  1. 1. Francisco Andrade Modulo 5 - LiderançaPós-Graduação em Prospectiva, Estratégia e Inovação
  2. 2.  Houveram diversos problemas de comunicação entre Absalão e O Criador (cliente).  Absalão não tomou atenção à mensagem do cliente  O Criador lamentou que os homens estavam politizados e só defendiam interesses pessoais; Queria uma nova humanidade, inteligente, prática e objectiva.  Houve falta de comunicação entre Absalão e a sua equipa, a primeira reunião com os vários responsáveis ocorreu somente ao fim de 40 dias.  Quando faltavam só 40 dias para o dilúvio Job não sabia o que ia acontecer. Gau referiu-se ao dilúvio, como o pluvio, um possível terrorista! Modulo 5 - LiderançaPós-Graduação em Prospectiva, Estratégia e Inovação
  3. 3.  Absalão rodeou-se de “amigos”, pessoas em que ele confiava, aquelas que de certo modo não o iriam trair:  “- Pois é, amigo Jacob, preciso de rodear-me de gente de confiança para o sucesso do empreendimento…”  “Jacob está fora de suspeita por ser meu antigo companheiro…”  Absalão montou a sua equipa e a sua liderança centrada no posto de trabalho, sendo o homem um “mero instrumento”, força braçal.  Robão desvalorizava os carpinteiros;  Absalão montou uma estrutura demasiado hierarquizada, quando a evolução devia ser para uma estrutura em rede, mais flexível e agilizada. Modulo 5 - LiderançaPós-Graduação em Prospectiva, Estratégia e Inovação
  4. 4.  Absalão classificou como detalhes, informação importante para o projecto:  “Apesar de não saber nada de construção naval e muito menos de navegação marítima, Absalão nem discutiu esses detalhes…”;  “- Sim, sim, Noé, isto são detalhes. É um barco…”;  “- Não discuta esses detalhes agora comigo, Noé!”;  Absalão desconhecia o “negócio” do qual era responsável, e no entanto nem sequer parou para ouvir os seus colaboradores. Ele deveria ter sido capaz de apoiar, orientar e determinado para a sua equipa.  Absalão limitou-se a delegar nos seus “amigos”. Modulo 5 - LiderançaPós-Graduação em Prospectiva, Estratégia e Inovação
  5. 5.  Momento era de crise e exigia um líder orientado às tarefas, Noé era esse líder!  Absalão deveria ter optado por uma co-liderança, onde ele assumiria o papel de artesão e Noé de tecnocrata.  Absalão queria ganhar o status que se achava merecedor:  Líder deve partilhar sucessos; Absalão começou desde inicio a pensar somente no seu “umbigo”.  Absalão revelou-se um gabarolas, na primeira noite festejou com a sua família.  Ele devia ter canalizado a sua ambição para os esforços do empreendimento e não para a sua grandiosidade pessoal. Modulo 5 - LiderançaPós-Graduação em Prospectiva, Estratégia e Inovação Absalão Artesão Noé Tecnocrata
  6. 6.  Existiram alguns atritos na equipa, que foram esquecidos pelos responsáveis serem antigos companheiros. Absalão como líder, não devia ter permitido!  Absalão exigiu que Noé seguisse as suas ordens, quando este colocou em causa, (por questões técnicas), o seu pedido para colocar o convés no topo.  As normas e instruções também foram feitas para ser “contornadas”, quando a situação o exige, o líder deve saber mudar! Noé já tinha os carpinteiros prontos a trabalhar, mas foi barrado pelas normas e provas de selecção.  As provas de selecção foram demasiado centras nas aptidões psico- profissionais, esquecendo a pessoa como um sistema de relacionamentos.

×