ORGANIZAÇÃO PARAA
PRODUÇAO NACIONAL
Grupo 4
Filipe Ramos
Francisco Andrade
Marisa Silva
Marta Oliveira
Agenda
• Enquadramento
• Quem Somos
• Análise importações e exportações
• Principais grupos de produtos importados
• Matri...
Enquadramento
Enquadramento
Quem Somos
Importações Vs Exportações
Fonte: ine
14.5%
13.3%
8.1%
7.2%
6.8%
5.8%
5.6%
5.6%
5.3%
5.2%
5.1%
5.1%
4.0%
3.7%
3.3%
1.1%
0....
Taxa de cobertura: 73,42% (2011, INE)
Exportações
4 092 331 540
Importações
4 934 267 542
Período referência: Março 2012, ...
Breakdown Importações Máquinas e
Aparelhos
51.07%
48.93%
Reactores nucleares, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumento...
Breakdown Importações Veículos, Outro
Material de Transporte
0.39%
83.06%
3.22%
13.33%
Veículos e material para vias
férre...
Breakdown Importações Metais Comuns
40%
20%
13%
0%
16%
0%
1%
0%
4%
5%
Ferro fundido, ferro e açoObras de ferro fundido, fe...
Combustíveis Mineirais
• Combustíveis minerais;
• Óleos minerais e produtos da sua destilação;
• Matérias betuminosas; e
•...
Breakdown Importações Plásticos e
Borracha
75.45%
24.55%
Plásticos Borracha
Fonte: ine
Breakdown Importações Outros Produtos
1.11% 0.61%
7.58%
22.21%
8.51%
2.99%
35.35%
17.08%
4.56%
e artefactos de uso semelha...
Breakdown Importações Químicos
4.55%
16.58%
37.63%
3.04%
8.33%
9.60%
5.81%
1.48%
0.32%
0.99%
11.66%
nicos; compostos inorg...
Breakdown Importações Vestuário
46.53%
45.08%
8.39%
Vestuário e seus acessórios, de malha Vestuário e seus acessórios, exc...
Breakdown Importações Agrícolas
3.28%
14.43%
22.96%
9.13%
0.82%
1.55%
5.38%
9.37%
3.16%
11.69%
0.85%
9.43%
0.34% 0.02%
7.5...
Breakdown Importações Pastas
Celulósicas, Papel
2.66%
81.16%
16.17%
Pastas de madeira ou de outras matérias
fibrosas celul...
Breakdown Importações Alimentares
8.11%
10.03%
6.68%
17.25%
10.59%
14.00%
16.09%
12.84%
4.42%
arne, de peixes, de crustáce...
Breakdown Importações Minerais e
Minérios
91.97%
8.03%
Sal; enxofre; terras e pedras; gesso, cal e cimento Minérios, escór...
Breakdown Materiais Têxteis
0.91%
7.24%
32.81%
2.06%
17.38%
15.68%
4.08% 4.91%
3.32%
6.40%
5.21%
Fonte: ine
Breakdown Importações Calçado
18.51%
11.25%
6.92%
63.31%
Gaspeas Solas e saltos Outros componentes Malas e Bolsas
Fonte: i...
Breakdown Importações Madeira e
Cortiça
84.74%
14.14%
1.12%
Madeira, carvão vegetal e obras de madeira Cortiça e suas obra...
Breakdown Importações Óptica e
Precisão
87.21%
10.92%
1.87%
Aparelhos de óptica, fotografia, cinema, medida, controle,etc....
Breakdown Importações Peles e Couros
60.22%
38.20%
1.58%
Peles, excepto peles com pêlo, e couros Obras de couro, de seleir...
Matriz de Competências Vs Recursos
Recursos Competências
Máquinas e Aparelhos
Reactores nucleares, caldeiras, máquinas, ap...
Matriz de Competências Vs Recursos
Recursos Competências
Metais Comuns
Ferro fundido, ferro e aço x
Obras de ferro fundido...
Matriz de Competências Vs Recursos
Recursos Competências
Plásticos / Borracha
Plástico x
Borracha x
Outros Produtos
Chapéu...
Matriz de Competências Vs Recursos
Recursos Competências
Químicos
Prod. químicos inorgânicos; compostos inorgânicos ou org...
Matriz de Competências Vs Recursos
Recursos Competências
Vestuário
Vestuário e seus acessórios, de malha x
Vestuário e seu...
Matriz de Competências Vs Recursos
Recursos Competências
Frutas; cascas de citrinos e de melões x x
Café, chá, mate e espe...
Matriz de Competências Vs Recursos
Recursos Competências
Alimentares
Preparações de carne, de peixes, de crustáceos e de m...
Matriz de Competências Vs Recursos
Recursos Competências
Materiais Têxteis
Seda x
Lã, pêlos finos ou grosseiros; fios e te...
Matriz de Competências Vs Recursos
Recursos Competências
Madeira, Cortiça
Madeira, carvão vegetal e obras de madeira x x
C...
Indústrias Potenciais
Agrícolas
Carnes e miudezas,
comestíveis
Peixes e crustáceos,
moluscos e outros
invertebrados aquáti...
Factores Críticos de Sucesso das IP
Agrícola
Política agrícola e agrária
Impacto ambiental
Infraestrutura de transportes
B...
Factores Críticos de Sucesso das IP
Alimentar
Cooperação entre agentes
Política Alimentar
Marketing e Inovação
Proximidade...
Factores Críticos de Sucesso das IP
Calçado
Tradição e know-how da
indústria
Know-how do desenvolvimento
do produto
Bom-no...
Factores Críticos de Sucesso das IP
Madeira
”Deslealdade” da concorrência
crescente de produtos do
sudeste asiático
Gestão...
O que nos falta?
• Problemas de Competitividade do produto no mercado externo;
• „ Fraca notoriedade e inexistência de uma...
O que nos falta?
• „ Deficiente organização de fileira, integração vertical e cooperação empresarial;
• Falta de suporte i...
O que nos falta?
• Promover visibilidade e potencial mundial do produto cortiça; Divulgação das suas
potencialidades;
• Ne...
O que nos falta?
• Necessidade de reforçar, nas empresas, o recurso a estratégias de marketing adequadas;
• Necessidade de...
Confiamos?
“existem sinais de profundidade cultural no processo de
desenvolvimento económico”. *
* Laura Campbell, autora ...
Consumimos português?
“os Portugueses estão redescobrir os produtos nacionais. O azeite, o vinho, o
peixe, as frutas e os ...
Nós por cá e por lá
[1] http://economico.sapo.pt/noticias/lidl-vai-reforcar-exportacao-de-produtos-portugueses-para-a-euro...
Nós por cá e por lá
Qual compraria?
Processador Intel® Core™ i7-2620M (
2.7GHz 4MB Cache)
Intel® Core™ i7-3610QM Quad Core (Ivy
Bridge)
TFT LE...
• Mobilizar os empresários portugueses para serem mais competitivos em preço, qualidade e inovação;
• Contribuir para o de...
O que é que Portugal produz que o resto
do mundo queria consumir?
Opn trabalho grupo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Opn trabalho grupo

253 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
253
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Crise económica Inversão da tendência da balança comercial
  • Crise económica Inversão da tendência da balança comercial
  • Crise económica Inversão da tendência da balança comercial
  • * Parte frontal e superior do calçado que é costurada ou colada ao solado e ao calcanhar
  • A Mina de Neves-Corvo é uma exploração de cobre e zinco situada no concelho de Castro Verde, no distrito de Beja (Baixo Alentejo).Actualmente extrai minério de cobre e produz cerca de 75.000 toneladas deste metal por ano, encontrando-se em fase de preparação para a exploração e produção de zinco.A Mina da Panasqueira é uma das maiores minas de volfrâmio da Europa. Fica situada no concelho da Covilhã, distrito de Castelo Branco, Portugal.
  • - Qualidade intrínseca do pinho português (equiparada apenas ao das regiões do Eixo Atlântico,permite uma excelente penetração dos produtos de Serração em mercados exigentes, a preçosmelhores do que os se praticam no mercado nacional;- Certificação florestal (disponibilidade de matéria prima certificada)
  • Pêra Rocha- Problemas de Competitividade do produto no mercado externo: a falta de escala de produção, os elevados custos dos factores de produção, a falta de conhecimento técnico, a situação de desigualdade, face a outros Estados Membros da UE, do nível de apoios e a ineficiência do sistema fiscal, que induz a existência de um mercado paralelo desincentivador do associativismo;
  • Tomate para Indústria
  • Cortiça
  • Mobiliário de Madeira
  • Mobiliário de Madeira
  • Opn trabalho grupo

    1. 1. ORGANIZAÇÃO PARAA PRODUÇAO NACIONAL Grupo 4 Filipe Ramos Francisco Andrade Marisa Silva Marta Oliveira
    2. 2. Agenda • Enquadramento • Quem Somos • Análise importações e exportações • Principais grupos de produtos importados • Matriz Recursos vs Competências • Indústrias Potenciais e Factores críticos de sucesso • O que nos falta? • Marca Portugal
    3. 3. Enquadramento
    4. 4. Enquadramento
    5. 5. Quem Somos
    6. 6. Importações Vs Exportações Fonte: ine 14.5% 13.3% 8.1% 7.2% 6.8% 5.8% 5.6% 5.6% 5.3% 5.2% 5.1% 5.1% 4.0% 3.7% 3.3% 1.1% 0.4% 15.0% 10.6% 8.2% 17.9% 5.6% 3.1% 10.4% 3.0% 10.4% 2.3% 4.3% 1.3% 2.8% 0.9% 1.2% 2.0% 1.1% 0.0% 2.0% 4.0% 6.0% 8.0% 10.0% 12.0% 14.0% 16.0% 18.0% 20.0% Máquinas, Aparelhos Veículos, Outro Material de Transporte Metais Comuns Combustíveis Minerais Plásticos, Borracha Outros Produtos Químicos Vestuário Agrícolas Pastas Celulósicas, Papel Alimentares Minerais, Minérios Materiais Têxteis Calçado Madeira, Cortiça Óptica e Precisão Peles, Couros Importações Exportações
    7. 7. Taxa de cobertura: 73,42% (2011, INE) Exportações 4 092 331 540 Importações 4 934 267 542 Período referência: Março 2012, INE Balança Comercial
    8. 8. Breakdown Importações Máquinas e Aparelhos 51.07% 48.93% Reactores nucleares, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, e suas partes Máquinas, aparelhos e materiais eléctricos, aparelhos de gravação ou de reprodução de som e de imagens etc. Fonte: ine
    9. 9. Breakdown Importações Veículos, Outro Material de Transporte 0.39% 83.06% 3.22% 13.33% Veículos e material para vias férreas, ou semelhantes, etc. Veículos automóveis, tractores e outros veículos terrestres e suas partes e acessórios Aeronaves e aparelhos espaciais, e suas partes Embarcações e estruturas flutuantes Fonte: ine
    10. 10. Breakdown Importações Metais Comuns 40% 20% 13% 0% 16% 0% 1% 0% 4% 5% Ferro fundido, ferro e açoObras de ferro fundido, ferro ou açoCobre Níquel Alumínio Chumbo Zinco EstanhoOutros metais comuns e ceramais,Ferramentas, cutelarias, e suas partes de meta Fonte: ine
    11. 11. Combustíveis Mineirais • Combustíveis minerais; • Óleos minerais e produtos da sua destilação; • Matérias betuminosas; e • Ceras minerais.
    12. 12. Breakdown Importações Plásticos e Borracha 75.45% 24.55% Plásticos Borracha Fonte: ine
    13. 13. Breakdown Importações Outros Produtos 1.11% 0.61% 7.58% 22.21% 8.51% 2.99% 35.35% 17.08% 4.56% e artefactos de uso semelhante, e suas partesGuarda-chuvas, sombrinhas, bengalas, etc.Obras de pedra, gesso, cimento, amianto, mica, etc.Produtos cerâmicos, vidro e suas obrasPérolas, pedras e metais preciosos, suas obras; bijutarias; Moedas.Armas e munições, Suas partes e acessórios.Móveis; mobiliário médico-cirúrgico; anúncios, cartazes, placas indicadoras, luminosos e artigos semelhantes. Brinquedos, jogos, artigos para divertimento ou para desporto; suas partes e acesObras diversas.
    14. 14. Breakdown Importações Químicos 4.55% 16.58% 37.63% 3.04% 8.33% 9.60% 5.81% 1.48% 0.32% 0.99% 11.66% nicos; compostos inorgânicos ou orgânicos de metais s radioactivos, de metais das terras raras ou de isótopos Produtos químicos orgânicosProdutos farmacêuticosAdubos (fertilizantes)Extractos tanantes e tintoriais; tintas e vernizes; etc.Óleos essenciais e resinóides; prod. perfumaria, etc.Sabões, ceras, prod. de conservação e limpeza, velas, etc.Matérias albuminóides; produtos à base de amidos ou de féculas modificados; colas; enzimas Pólvoras e explosivos; art. de pirotecnia; fósforos; etc.Produtos para fotografia e cinematografiaProdutos diversos das indústrias qu Fonte: ine
    15. 15. Breakdown Importações Vestuário 46.53% 45.08% 8.39% Vestuário e seus acessórios, de malha Vestuário e seus acessórios, excepto de malha Outros artefactos têxteis, calçado, chapéus, trapos e etc. Fonte: ine
    16. 16. Breakdown Importações Agrícolas 3.28% 14.43% 22.96% 9.13% 0.82% 1.55% 5.38% 9.37% 3.16% 11.69% 0.85% 9.43% 0.34% 0.02% 7.59% Fonte: ine
    17. 17. Breakdown Importações Pastas Celulósicas, Papel 2.66% 81.16% 16.17% Pastas de madeira ou de outras matérias fibrosas celulósicas; papel ou cartão para reciclar (desperdícios e aparas) Papel e cartão, e suas obras; obras de pasta celulose Livros, jornais, prod. ind. gráficas; planos e plantas; etc. Fonte: ine
    18. 18. Breakdown Importações Alimentares 8.11% 10.03% 6.68% 17.25% 10.59% 14.00% 16.09% 12.84% 4.42% arne, de peixes, de crustáceos e de moluscos ou de outros invertebrados aquáticos Açúcares e produtos de confeitariaCacau e suas preparaçõesPreparações à base de cereais, farinhas, amidos, féculas ou leite; produtos de pastelaria Preparações de produtos hortícolas, de frutas, etc.Preparações alimentícias diversasBebidas, líquidos alcoólicos e vinagresResíduos e desperdícios das indústrias alimentares; alimentos preparados par animais Tabaco e seus sucedâneos manufacturado Fonte: ine
    19. 19. Breakdown Importações Minerais e Minérios 91.97% 8.03% Sal; enxofre; terras e pedras; gesso, cal e cimento Minérios, escórias e cinzas Fonte: ine
    20. 20. Breakdown Materiais Têxteis 0.91% 7.24% 32.81% 2.06% 17.38% 15.68% 4.08% 4.91% 3.32% 6.40% 5.21% Fonte: ine
    21. 21. Breakdown Importações Calçado 18.51% 11.25% 6.92% 63.31% Gaspeas Solas e saltos Outros componentes Malas e Bolsas Fonte: ine
    22. 22. Breakdown Importações Madeira e Cortiça 84.74% 14.14% 1.12% Madeira, carvão vegetal e obras de madeira Cortiça e suas obras Obras de espartaria ou de cestaria Fonte: ine
    23. 23. Breakdown Importações Óptica e Precisão 87.21% 10.92% 1.87% Aparelhos de óptica, fotografia, cinema, medida, controle,etc. Artigos de relojoaria Instrumentos musicais; suas partes e acessórios Fonte: ine
    24. 24. Breakdown Importações Peles e Couros 60.22% 38.20% 1.58% Peles, excepto peles com pêlo, e couros Obras de couro, de seleiro, de viagem, etc. Peles com pêlo e suas obras; peles com pêlo, artificiais Fonte: ine
    25. 25. Matriz de Competências Vs Recursos Recursos Competências Máquinas e Aparelhos Reactores nucleares, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, e suas partes; x Máquinas, aparelhos e materiais eléctricos, aparelhos de gravação ou de reprodução de som e de imagens etc. x x Veículos, Outro Material de Transporte Veículos e material para vias férreas, ou semelhantes, etc. Veículos automóveis, tractores e outros veículos terrestres e suas partes e acessórios x Aeronaves e aparelhos espaciais, e suas partes Embarcações e estruturas flutuantes x
    26. 26. Matriz de Competências Vs Recursos Recursos Competências Metais Comuns Ferro fundido, ferro e aço x Obras de ferro fundido, ferro ou aço x Cobre X x Níquel Alumínio Chumbo Zinco X X Estanho X Outros metais comuns e ceramais, X Combustíveis Mineirais Combustíveis minerais, óleos minerais e produtos da sua destilação; matérias betuminosas; ceras minerais x
    27. 27. Matriz de Competências Vs Recursos Recursos Competências Plásticos / Borracha Plástico x Borracha x Outros Produtos Chapéus e artefactos de uso semelhante, e suas partes x Guarda-chuvas, sombrinhas, bengalas, etc. x x Obras de pedra, gesso, cimento, amianto, mica, etc. x x Produtos cerâmicos, vidro e suas obras x x Pérolas, pedras e metais preciosos, suas obras; bijutarias; Moedas. Armas e munições, Suas partes e acessórios. Móveis; mobiliário médico-cirúrgico; anúncios, cartazes, placas indicadoras, luminosos e artigos semelhantes. x x Brinquedos, jogos, artigos para divertimento ou para desporto; suas partes e acessórios. Obras diversas.
    28. 28. Matriz de Competências Vs Recursos Recursos Competências Químicos Prod. químicos inorgânicos; compostos inorgânicos ou orgânicos de metais preciosos, de elementos radioactivos, de metais das terras raras ou de isótopos x Produtos químicos orgânicos x Produtos farmacêuticos x Adubos (fertilizantes) x Extractos tanantes e tintoriais; tintas e vernizes; etc. x Óleos essenciais e resinóides; prod. perfumaria, etc. Sabões, ceras, prod. de conservação e limpeza, velas, etc. x Matérias albuminóides; produtos à base de amidos ou de féculas modificados; colas; enzimas x Pólvoras e explosivos; art. de pirotecnia; fósforos; etc. x Produtos para fotografia e cinematografia Produtos diversos das indústrias químicas x
    29. 29. Matriz de Competências Vs Recursos Recursos Competências Vestuário Vestuário e seus acessórios, de malha x Vestuário e seus acessórios, excepto de malha x Outros artefactos têxteis, calçado, chapéus; trapos, x Agricolas Animais vivos x x Carnes e miudezas, comestíveis x x Peixes e crustáceos, moluscos e outros invertebrados aquáticos x x Leite e lacticínios; ovos de aves; mel natural; produtos comestíveis de origem animal, n. e. x x Produtos de origem animal, n.e. x x Plantas vivas e produtos de floricultura x x Produtos hortícolas, plantas, raízes e tubérculos comestíveis x x
    30. 30. Matriz de Competências Vs Recursos Recursos Competências Frutas; cascas de citrinos e de melões x x Café, chá, mate e especiarias x Cereais x Produtos da indústria de moagem; malte; amidos e féculas; inulina; glúten de trigo x Sementes e frutos oleaginosos; grãos, sementes, etc. x Gomas, resinas e outros sucos e extractos vegetais x Matérias para entrançamento; produtos origem vegetal, Gorduras e óleos animais ou vegetais; produtos da sua dissociação; gorduras alimentares elaboradas; etc. x x Pastas Celulósicas, Papel Pastas de madeira ou de outras matérias fibrosas celulósicas; papel ou cartão para reciclar (desperdícios e aparas) x Papel e cartão, e suas obras; obras de pasta celulose x Livros, jornais, prod. ind. gráficas; planos e plantas; etc. x
    31. 31. Matriz de Competências Vs Recursos Recursos Competências Alimentares Preparações de carne, de peixes, de crustáceos e de moluscos ou de outros invertebrados aquáticos x x Açúcares e produtos de confeitaria x Cacau e suas preparações x Preparações à base de cereais, farinhas, amidos, féculas ou leite; produtos de pastelaria x Preparações de produtos hortícolas, de frutas, etc. x x Preparações alimentícias diversas x x Bebidas, líquidos alcoólicos e vinagres x x Resíduos e desperdícios das indústrias alimentares; alimentos preparados para animais x x Tabaco e seus sucedâneos manufacturados x Minerais, Minérios Sal; enxofre; terras e pedras; gesso, cal e cimento x x Minérios, escórias e cinzas x
    32. 32. Matriz de Competências Vs Recursos Recursos Competências Materiais Têxteis Seda x Lã, pêlos finos ou grosseiros; fios e tecidos de crina x x Algodão x Outras fibras têxteis vegetais; fios e tecidos, de papel x Filamentos sintéticos ou artificiais; lâminas e formas semelhantes de matérias têxteis sintéticas ou artificiais x Fibras sintéticas ou artificiais descontínuas x Pastas (ouates), feltros, etc; artigos de cordoaria, etc. x Tapetes e outros revestimentos para pavimentos, de matérias têxteis x Tecidos especiais; tecidos tufados; rendas; tapeçarias; passamanarias; bordados x x Tecidos impregnados, revestidos, recobertos ou estratificados, etc. x Tecidos de malha x Calçado Gaspeas x x Solas e saltos x x Outros componentes x Malas e Bolsas x x
    33. 33. Matriz de Competências Vs Recursos Recursos Competências Madeira, Cortiça Madeira, carvão vegetal e obras de madeira x x Cortiça e suas obras x x Obras de espartaria ou de cestaria x x Óptica e Precisão Aparelhos de óptica, fotografia, cinema, medida, controle,etc. x Artigos de relojoaria x Instrumentos musicais; suas partes e acessórios x Peles e Couros Peles, excepto peles com pêlo, e couros x x Obras de couro, de seleiro, de viagem, etc. x x Peles com pêlo e suas obras; peles com pêlo, artificiais x x
    34. 34. Indústrias Potenciais Agrícolas Carnes e miudezas, comestíveis Peixes e crustáceos, moluscos e outros invertebrados aquáticos Leite e lacticínios; ovos de aves; mel natural; produtos comestíveis de origem animal, n. e. Frutas; Alimentares Preparações de produtos hortícolas, de frutas, etc. Preparações alimentícias diversas Bebidas, líquidos alcoólicos e vinagres Calçado Malas e Bolsas Madeira Madeira, carvão vegetal e obras de madeira
    35. 35. Factores Críticos de Sucesso das IP Agrícola Política agrícola e agrária Impacto ambiental Infraestrutura de transportes Barreiras comerciais e negociações agrícolas internacionais Investimentos tecnológicos
    36. 36. Factores Críticos de Sucesso das IP Alimentar Cooperação entre agentes Política Alimentar Marketing e Inovação Proximidade geográfica e cultural dos mercados de grande consumo Qualidade e Segurança
    37. 37. Factores Críticos de Sucesso das IP Calçado Tradição e know-how da indústria Know-how do desenvolvimento do produto Bom-nome e reconhecida qualidade dos produtos Marketing e Comunicação Custos de produção relativamente moderados
    38. 38. Factores Críticos de Sucesso das IP Madeira ”Deslealdade” da concorrência crescente de produtos do sudeste asiático Gestão das áreas de floresta de pinho Certificação florestal Disponibilidade futura de madeira, em qualidade e quantidade Projecção internacional do sector
    39. 39. O que nos falta? • Problemas de Competitividade do produto no mercado externo; • „ Fraca notoriedade e inexistência de uma imagem de excelência associada aos produtos agro‐alimentares; • Dificuldade de resposta da produção ao aumento da pressão da procura; • „ Falta de cultura de risco empresarial; • Falta de suporte institucional para a internacionalização; • Dificuldade de aumento de quota no mercado nacional; • Falta de estratégia conjunta entre o sistema financeiro e as empresas.
    40. 40. O que nos falta? • „ Deficiente organização de fileira, integração vertical e cooperação empresarial; • Falta de suporte institucional, nomeadamente, na disponibilização de informação inteligente e na Diplomacia Económica; • „ Falta de estratégia conjunta entre o sistema financeiro e as empresas e/ou associações para partilha do risco nos processos de internacionalização.
    41. 41. O que nos falta? • Promover visibilidade e potencial mundial do produto cortiça; Divulgação das suas potencialidades; • Necessidade de redesenhar os modelos de negócio; • Apoiar políticas mais agressivas para promover a vantagem da cortiça face a outros materiais, como o plástico e o metal; • Necessidade de aumentar a diversidade e disponibilidade de processos produtivos da cortiça para além dos utilizados na indústria das rolhas, pavimentos e isolamentos.
    42. 42. O que nos falta? • Necessidade de reforçar, nas empresas, o recurso a estratégias de marketing adequadas; • Necessidade de prosseguir esforços de Inovação tecnológica; • Necessidade de continuar a aposta na diferenciação pela qualidade; • Desenvolvimento de Campanhas de promoção nacional, que permitam projectar o mobiliário português internacionalmente; • Insuficiente projecção internacional do sector;
    43. 43. Confiamos? “existem sinais de profundidade cultural no processo de desenvolvimento económico”. * * Laura Campbell, autora do livro “Community Culture, Local Economic Development and Regional Branding in Ontario, Canada”, na Tese de Mestrado “A Relevância da Cultura na Competitividade Nacional: O Caso da Marca Portugal” por Filipe Fernandes Murraças, ISCTE 2008
    44. 44. Consumimos português? “os Portugueses estão redescobrir os produtos nacionais. O azeite, o vinho, o peixe, as frutas e os legumes são alimentos muito bons para a nossa saúde e para a saúde do nosso país, que bem precisa de reduzir o défice na balança agroalimentar» * A percepção interna e externa acerca dos produtos portugueses têm vindo a ser alterada nos últimos meses. Razões? A situação económica do país, os inúmeros apelos ao consumo português e mesmo até o esforço redobrado na exportação de produtos portugueses. * Assunção Crista, Ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, http://www.portugal.gov.pt/pt/os-ministerios/ministerio-da-agricultura-mar-ambiente-e-ordenamento-do-territorio/mantenha-se-atualizado/20120530-mamaot-dieta-mediterranea.aspx
    45. 45. Nós por cá e por lá [1] http://economico.sapo.pt/noticias/lidl-vai-reforcar-exportacao-de-produtos-portugueses-para-a-europa_137735.html [2] http://expresso.sapo.pt/brasil-quer-comprar-mais-produtos-portugueses=f641796#ixzz1xxTYgwTH [3] http://economico.sapo.pt/noticias/empresa-portuguesa-biodroid-cria-jogo-de-expedicao-aquatica_146625.html “A empresa de jogos portuguesa Biodroid está a desenvolver um jogo de expedições subaquáticas e resgate de tesouros naufragados em colaboração com a Arqueonautas Worldwide, empresa de arqueologia subaquática.” [3] “Os produtos portugueses, sobretudo alimentares, já representam metade da facturação do Lidl em Portugal. No entanto, a cadeia alemã de ‘hard discount' quer aumentar a relação com os produtores nacionais e aposta, para este ano, no reforço das exportações de bens portugueses para os mercados europeus onde está presente.” [1] “Azeite, bacalhau e pêras. Vá-se lá saber porquê, nestes últimos meses as pêras suplantaram o vinho. Estes produtos constituem o grosso das exportações portuguesas para o Brasil. Chamam-lhes, e com razão, o 'mercado da saudade'.” [2]
    46. 46. Nós por cá e por lá
    47. 47. Qual compraria? Processador Intel® Core™ i7-2620M ( 2.7GHz 4MB Cache) Intel® Core™ i7-3610QM Quad Core (Ivy Bridge) TFT LED de 15.6" HD Wide (1.366x768) LED Full HD 15,6 „‟ 1920x1080 pixels 1GB GDDR3 NVidia GeForce GT610M NVIDIA® GeForce™ GT 650M 750GB SATA, 5400 rpm 500 GB 8GB SO DIMM DDR3 6 GB Preço: 975 Euros Preço: 999 Euros
    48. 48. • Mobilizar os empresários portugueses para serem mais competitivos em preço, qualidade e inovação; • Contribuir para o desenvolvimento sustentado das empresas, para a criação de emprego e para o reforço da internacionalização; • Mobilizar os trabalhadores a produzirem com brio e a terem orgulho no tecido empresarial português; • Mobilizar consumidores a preferirem produtos e marcas que geram valor acrescentado em Portugal; • Criar uma estratégia conjunta entre o sistema financeiro e as empresas e/ou associações • Dinamizar a economia; e • Elevar a auto-estima e o amor-próprio dos portugueses. Compre o que é nosso
    49. 49. O que é que Portugal produz que o resto do mundo queria consumir?

    ×