Profº: André Jackson Bessa
Alunos : Cícero Roniel
REDES II
CABOS DE PAR TRANÇADO
ÍNDICE
Introdução
Cabo de par trançado. O Que é ?
Tipos de Cabo de par trançado
Sem Blindagem (UTP)
Blindados (FTP, ...
O maior responsável pelo sucesso ou desastre
de um Projeto de Rede chama-se:
Cabeamento.
Existem estudos de institutos n...
EXEMPLOS DE CABEAMENTO MAL FEITO
 O cabeamento de uma rede deve ser levado a sério.
Devem ser usados cabos e conectores de boa
qualidade, que devem ser in...
INTRODUÇÃ0
 Os cabos de par trançado vêm substituindo os cabos
coaxiais desde o início da década de 90. Hoje em dia
é muito raro alg...
Os cabos de par trançado, usam um tipo de
proteção sutil: o entrelaçamento dos
cabos cria um campo eletromagnético que
ofe...
EXISTEM BASICAMENTE DOIS TIPOS DE CABO PAR
TRANÇADOS :
 CABOS SEM BLINDAGEM CHAMADOS DE UTP
(UNSHIELDED TWISTED PAIR)
 O...
TIPOS DE CABO DE PAR TRANÇADO
CABOS SEM BLINDAGEM CHAMADOS DE UTP
(UNSHIELDED TWISTED PAIR)
POSSUI UMA ÓTIMA PROTEÇÃO CONTRA RUÍDOS, SÓ QUE
USANDO UMA T...
SE ESSE CAMPO FOR FORTE O SUFICIENTE, ELE IRÁ
CORROMPER OS DADOS QUE ESTEJAM CIRCULANDO NO
FIO AO LADO (ISTO É, GERA RUÍD...
OS BLINDADOS
Os cabos blindados, por sua vez, se dividem em
três categorias: FTP, STP e SSTP
TIPOS DE CABO DE PAR TRANÇADO
 Os cabos FTP (Foiled Twisted Pair) são os que
utilizam a blindagem mais simples. Neles, uma fina
folha de aço ou de liga...
 Os cabos STP (Shielded Twisted Pair) vão um pouco
além, usando uma blindagem individual para cada
par de cabos. Isso red...
 Finalmente, temos os cabos SSTP (Screened Shielded
Twisted Pair), também chamados de SFTP (Screened
Foiled Twisted Pair)...
 Categorias 1 e 2:
Estas duas categorias de cabos não são mais
reconhecidas pela TIA (Telecommunications Industry
Associa...
 Categoria 3:
Este foi o primeiro padrão de cabos de par
trançado desenvolvido especialmente para uso em
redes. O padrão ...
 Categoria 4:
Esta categoria de cabos tem uma qualidade um
pouco superior e é certificada para sinalização de até 20
MHz....
 Categoria 5:
Os cabos de categoria 5 são o requisito mínimo
para redes 100BASE-TX e 1000BASE-T, que são,
respectivamente...
 Categoria 5e:
Apesar disso, é muito raro encontrar cabos cat 5
à venda atualmente, pois eles foram substituídos
pelos ca...
 Categoria 6:
Esta categoria de cabos foi originalmente
desenvolvida para ser usada no padrão Gigabit
Ethernet, mas com o...
 Categoria 6a:
Para permitir o uso de cabos de até 100 metros
em redes 10G foi criada uma nova categoria de cabos,
a cate...
 Categoria 7:
Existem também os cabos categoria 7, que
podem vir a ser usados no padrão de 100 gigabits,
que está em está...
Vantagens
 Menor preço por metro de
cabo;
 Mais flexível para
instalação;
 Taxas de transferência
mais altas;
 Conexão...
OBRIGADO !
BOA NOITE
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Redes 2 Cabo de par trançado

519 visualizações

Publicada em

Esta apresentação, tem como objetivo mostrar um pouco sobre Cabeamento de rede, focando em um cabo especifico : O Cabo de Par Trançado.
Foi elaborado para apresentação na cadeira de Redes 2 , na Faculdade Sete de Setembro 2015.2 Noite

Publicada em: Tecnologia
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
519
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Redes 2 Cabo de par trançado

  1. 1. Profº: André Jackson Bessa Alunos : Cícero Roniel REDES II CABOS DE PAR TRANÇADO
  2. 2. ÍNDICE Introdução Cabo de par trançado. O Que é ? Tipos de Cabo de par trançado Sem Blindagem (UTP) Blindados (FTP, STP e SSTP) Categorias de cabo de par trançado Vantagens e Desvantagens CABOS DE PAR TRANÇADO
  3. 3. O maior responsável pelo sucesso ou desastre de um Projeto de Rede chama-se: Cabeamento. Existem estudos de institutos nacionais e internacionais (ABNT e ISO), mostrando que 80% das falhas físicas da rede é devido ao cabeamento. Seja ele mal instalado; Ou, Mal conservado. INTRODUÇÃO
  4. 4. EXEMPLOS DE CABEAMENTO MAL FEITO
  5. 5.  O cabeamento de uma rede deve ser levado a sério. Devem ser usados cabos e conectores de boa qualidade, que devem ser instalados adequadamente. Os cabos não devem ficar expostos para não sofrer dano físico. Não podem ficar expostos ao sol e à chuva.  Conhecer as características e normas dos equipamentos utilizados na instalação de redes minimiza os erros e problemas. INTRODUÇÃO
  6. 6. INTRODUÇÃ0
  7. 7.  Os cabos de par trançado vêm substituindo os cabos coaxiais desde o início da década de 90. Hoje em dia é muito raro alguém ainda utilizar cabos coaxiais em novas instalações de rede, o mais comum é apenas reparar ou expandir redes que já existem. O nome "par trançado" é muito conveniente, pois estes cabos são constituídos justamente por 4 pares de cabos entrelaçados. CABO DE PAR TRANÇADO. O QUE É ?
  8. 8. Os cabos de par trançado, usam um tipo de proteção sutil: o entrelaçamento dos cabos cria um campo eletromagnético que oferece uma razoável proteção contra interferências externas CABO DE PAR TRANÇADO. O QUE É ?
  9. 9. EXISTEM BASICAMENTE DOIS TIPOS DE CABO PAR TRANÇADOS :  CABOS SEM BLINDAGEM CHAMADOS DE UTP (UNSHIELDED TWISTED PAIR)  OS BLINDADOS CONHECIDOS COMO STP (SHIELDED TWISTED PAIR). Tipos de Cabo de par trançado
  10. 10. TIPOS DE CABO DE PAR TRANÇADO
  11. 11. CABOS SEM BLINDAGEM CHAMADOS DE UTP (UNSHIELDED TWISTED PAIR) POSSUI UMA ÓTIMA PROTEÇÃO CONTRA RUÍDOS, SÓ QUE USANDO UMA TÉCNICA DE CANCELAMENTO E NÃO ATRAVÉS DE UMA BLINDAGEM. ATRAVÉS DESSA TÉCNICA, AS INFORMAÇÕES CIRCULAM REPETIDAS EM DOIS FIOS, SENDO QUE NO SEGUNDO FIO A INFORMAÇÃO POSSUI A POLARIDADE INVERTIDA. TODO FIO PRODUZ UM CAMPO ELETROMAGNÉTICO AO SEU REDOR QUANDO UM DADO É TRANSMITIDO. TIPOS DE CABO DE PAR TRANÇADO - UTP
  12. 12. SE ESSE CAMPO FOR FORTE O SUFICIENTE, ELE IRÁ CORROMPER OS DADOS QUE ESTEJAM CIRCULANDO NO FIO AO LADO (ISTO É, GERA RUÍDO). EM INGLÊS ESSE PROBLEMA É CONHECIDO COMO CROSS-TALK TIPOS DE CABO DE PAR TRANÇADO - UTP
  13. 13. OS BLINDADOS Os cabos blindados, por sua vez, se dividem em três categorias: FTP, STP e SSTP TIPOS DE CABO DE PAR TRANÇADO
  14. 14.  Os cabos FTP (Foiled Twisted Pair) são os que utilizam a blindagem mais simples. Neles, uma fina folha de aço ou de liga de alumínio envolve todos os pares do cabo, protegendo-os contra interferências externas, mas sem fazer nada com relação ao crosstalk, ou seja, há interferência entre os pares de cabo TIPOS DE CABO DE PAR TRANÇADO - FTP
  15. 15.  Os cabos STP (Shielded Twisted Pair) vão um pouco além, usando uma blindagem individual para cada par de cabos. Isso reduz o cross-talk e melhora a tolerância do cabo com relação à distância, o que pode ser usado em situações onde for necessário crimpar cabos fora do padrão, com mais de 100 metros. TIPOS DE CABO DE PAR TRANÇADO - STP
  16. 16.  Finalmente, temos os cabos SSTP (Screened Shielded Twisted Pair), também chamados de SFTP (Screened Foiled Twisted Pair), que combinam a blindagem individual para cada par de cabos com uma segunda blindagem externa, envolvendo todos os pares, o que torna os cabos especialmente resistentes a interferências externas. Eles são mais adequados a ambientes com fortes fontes de interferências: TIPOS DE CABO DE PAR TRANÇADO - SSTP
  17. 17.  Categorias 1 e 2: Estas duas categorias de cabos não são mais reconhecidas pela TIA (Telecommunications Industry Association), que é a responsável pela definição dos padrões de cabos. Elas foram usadas no passado em instalações telefônicas e os cabos de categoria 2 chegaram a ser usados em redes Arcnet de 2.5 megabits e redes Token Ring de 4 megabits, mas não são adequados para uso em redes Ethernet. CATEGORIAS CABO DE PAR TRANÇADO CAT 1 E 2
  18. 18.  Categoria 3: Este foi o primeiro padrão de cabos de par trançado desenvolvido especialmente para uso em redes. O padrão é certificado para sinalização de até 16 MHz, o que permitiu seu uso no padrão 10BASE-T, que é o padrão de redes Ethernet de 10 megabits para cabos de par trançado. CATEGORIAS CABO DE PAR TRANÇADO CAT3
  19. 19.  Categoria 4: Esta categoria de cabos tem uma qualidade um pouco superior e é certificada para sinalização de até 20 MHz. Eles foram usados em redes Token Ring de 16 megabits e também podiam ser utilizados em redes Ethernet em substituição aos cabos de categoria 3, mas na prática isso é incomum. Assim como as categorias 1 e 2, a categoria 4 não é mais reconhecida pela TIA e os cabos não são mais fabricados, ao contrário dos cabos de categoria 3, que continuam sendo usados em instalações telefônicas. CATEGORIAS CABO DE PAR TRANÇADO CAT4
  20. 20.  Categoria 5: Os cabos de categoria 5 são o requisito mínimo para redes 100BASE-TX e 1000BASE-T, que são, respectivamente, os padrões de rede de 100 e 1000 megabits usados atualmente. Os cabos cat 5 seguem padrões de fabricação muito mais estritos e suportam freqüências de até 100 MHz, o que representa um grande salto em relação aos cabos cat 3. CATEGORIAS CABO DE PAR TRANÇADO CAT 5
  21. 21.  Categoria 5e: Apesar disso, é muito raro encontrar cabos cat 5 à venda atualmente, pois eles foram substituídos pelos cabos categoria 5e (o "e" vem de "enhanced"), uma versão aperfeiçoada do padrão, com normas mais estritas, desenvolvidas de forma a reduzir a interferência entre os cabos e a perda de sinal, o que ajuda em cabos mais longos, perto dos 100 metros permitidos. CATEGORIAS CABO DE PAR TRANÇADO CAT 5E
  22. 22.  Categoria 6: Esta categoria de cabos foi originalmente desenvolvida para ser usada no padrão Gigabit Ethernet, mas com o desenvolvimento do padrão para cabos categoria 5 sua adoção acabou sendo retardada, já que, embora os cabos categoria 6 ofereçam uma qualidade superior, o alcance continua sendo de apenas 100 metros, de forma que, embora a melhor qualidade dos cabos cat 6 seja sempre desejável, acaba não existindo muito ganho na prática. CATEGORIAS CABO DE PAR TRANÇADO CAT 6
  23. 23.  Categoria 6a: Para permitir o uso de cabos de até 100 metros em redes 10G foi criada uma nova categoria de cabos, a categoria 6a ("a" de "augmented", ou ampliado). Eles suportam freqüências de até 500 MHz e utilizam um conjunto de medidas para reduzir a perda de sinal e tornar o cabo mais resistente a interferências. CATEGORIAS CABO DE PAR TRANÇADO CAT 6A
  24. 24.  Categoria 7: Existem também os cabos categoria 7, que podem vir a ser usados no padrão de 100 gigabits, que está em estágio inicial de desenvolvimento.. CATEGORIAS CABO DE PAR TRANÇADO CAT 7
  25. 25. Vantagens  Menor preço por metro de cabo;  Mais flexível para instalação;  Taxas de transferência mais altas;  Conexão de dois micros sem necessidade de equipamentos como: hubs e switchs. PAR TRANÇADO VANTAGENS X DESVANTAGENS Desvantagens  Mais Suscetível a Ruídos;  Interferência Eletromagnética  Dependendo o local onde for instalar a rede não é indicado:  Parques Industriais, onde há muito ruídos, ou seja, motores, bobinas, etc..  Distância limitada a 100 metros.
  26. 26. OBRIGADO ! BOA NOITE

×