T i r a g e m 3 0 m i l - w w w . f b . c o m / F o l h a It a i m C u r u c a - T e l . : ( 1 1 ) 2 0 3 1 - 2 3 6 4 - r a...
2 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Atualidades
Bancas
Ass. Educacional Brasil Para o Mun-
do - ...
3BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Destaque Local
As matérias publicadas são de exclusiva respon...
4 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
As matérias publicadas nesta página são de exclusiva respons...
5BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Política
Uma infraestrutura de transportes integrada e modern...
6 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Politica
Para sensibilizar a população
paulistana para a nec...
7BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Variedade
A saliva de um adulto possui
bactérias que podem pa...
8 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Urbanização
No portal www.detran.
sp.gov.br , épossível reco...
9BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Cotidiano
Personaltrainer lista dicas
para fazer agachamentos...
1 0 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Feminissima
Clássico, fácil de produzir e
solução para qua...
11BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Publicidade
1 2 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Educação
Estamos no meio de uma
crise que não apresenta ex...
13BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Saúde
Seguindo seis passos sim-
ples o tecido que faz de qua...
1 4 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Cinema
Médica muito famosa, Pau-
la (Gloria Pires) descobr...
15BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Esporte
DIÁRIO DE S. PAULO - TERÇA-FEIRA / 15 DE SETEMBRO DE...
1 6 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Esporte
DIÁRIO DE S. PAULO - TERÇA-FEIRA / 15 DE SETEMBRO ...
17BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
TV en Ação
GOSTOSA
“Eu estou dizendo
adeus para o papel
de g...
1 8 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
TV em Ação
DIÁRIO DE S. PAULO - TERÇA-FEIRA / 15 DE SETEMB...
19BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 DIÁRIO DE S. PAULO - TERÇA-FEIRA / 15 DE SETEMBRO DE 201528
...
2 0 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015
Publicidade
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Guaianas 127

130 visualizações

Publicada em

Jornal Guaianás e Cidade Tiradentes

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
130
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
44
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guaianas 127

  1. 1. T i r a g e m 3 0 m i l - w w w . f b . c o m / F o l h a It a i m C u r u c a - T e l . : ( 1 1 ) 2 0 3 1 - 2 3 6 4 - r a l e s t e @ g m a i l . c o m 15 DE SETEMBRO DE 2015ANO 7 / Nº 127 SÃO PAULO DISTRIBUIÇÃO GRATUITA GUAIANÁS & CIDADE TIRADENTES Cid Tiradentes Cid Tiradentes Projeto Fusc n’ Roll leva na Cidade Tiradentes Marcha das Mulheres Negras 2015 Politica Iluminação verde ressalta a importância para a doação de órgãos CEU Jambeiro realiza homenagem ao comediante e cineasta Mazzaropi São Paulo, maior cidade do País, é um gigantesco desafio da administração pública no Brasil. Administrar São Paulo é um exercício que requer um conjunto de valores e atitudes, As razões que me motivam a disputar a prefeitura de SP vontade, experiência, gestão eficiente, sentido de prioridade, atração de capital e investimen- tos, meritocracia, responsabi- lidade, transparência, senso de urgência, controle de progra- mas e prazos, leia na pág 06 leia na pág 04 Variedades Para sensibilizar a popu- lação paulistana para a neces- sidade da doação de órgãos e tecidos, o Departamento de Iluminação Pública (Ilume) ilu- minará de verde durante o mês de setembro o Monumento às Bandeiras (região do Parque do Ibirapuera) e a Ponte das Ban- deiras... leia na pág 06 SP e RJ são as cidades mais caras do País, revela estudo leia na pág 07 A Marcha das Mulheres Ne- gras foi idealizada, por ocasião do Encontro Paralelo da Socie- dade Civil para o Afro XXI. Encontro Ibero Americano do Ano dos Afrodescendentes (16 a 20 de... leia na pág 06 Cid Tiradentes Triplica o número de radares depredados na cidade de SP De janeiro a agosto,105 aparelhos foram danificados, contra 35 em 2014. Radares são alvo de pedra- das, pixações e até ataques com correntes. O número de radares alvos de vandalismo na cidade de São Paulo triplicou... leia na pág 08 João Doria
  2. 2. 2 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Atualidades Bancas Ass. Educacional Brasil Para o Mun- do - Rua Arnaldo BonaVentura Banca do Sr Francisco-Ao lado do Clube Andre Vital Banca do Sr. João-Rua Nascer do Sol Banca Fabiana & Irmãos-Av. dos Me- talurgicos Banca Sr Gilberto-Av. dos Metalurgi- cos - Setor 65 Onde encontrar o jornal em Cidade Tiradentes Medida é para quem foi de- mitido sem justa causa e vale só na Grande SP Quem está sem emprego sente no bolso os custos de procurar uma vaga de trabalho. Pensando nisso, a CPTM e o Metrô disponibilizam um passe especial para quem foi demitido sem justa causa e está em busca de uma nova oportunidade. A medida beneficia quem está fora do mercado há, no mínimo, um mês e, no máxi- mo, seis meses. A isenção vale por três meses, não renováveis, e o bilhete especial pode ser Divisão apura crimes de abusos e comercialização ilegal de animais São Paulo conta com uma delegacia especializada em in- vestigar casos de maus-tratos a animais. A Divisão de Investi- gação sobre Infrações de Maus- -Tratos a Animais e Demais Crimes contra o Meio Ambien- te e atende 24 horas por dia, inclusive aos finais de semana. A divisão é composta por CPTM e Metrô dão isenção de tarifa por até 3 meses a quem está desempregado utilizado apenas nos sistemas de trens e metrô da Grande São Paulo. Mas atenção: é preciso apresentar a carteira de trabalho junto ao bilhete emitido toda vez que for utilizar alguma das linhas de transporte. Como se cadastrar? Quem for utilizar a CPTM precisa solicitar a Credencial para o Trabalhador Desempre- gado na Estação Barra Funda. O horário de funcionamento do posto é de segunda a sexta-feira (exceto feriados) das 8h às 16h. O cadastro é realizado me- diante a apresentação do RG, CPF, carteira de trabalho com a baixa do último emprego e o último termo de rescisão de contrato de trabalho. No caso do Metrô, o inte- ressado no Bilhete Especial do Desempregado deve seguir com os mesmos documentos até a Estação Marechal Deodoro, na Linha 3-Vermelha, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h. SERVIÇO Bilhete Especial do Desempre- gado - Metrô De segunda a sexta, das 8h30 às 16h (exceto em feriados e emendas) Estação Marechal Deodoro da Linha 3-Vermelha Informações: 0800 77 07 722 São Paulo tem delegacia para investigar maus-tratos a animaisduas unidades e está ligada ao Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPCC), que fica no centro da Capital paulista. O órgão é responsável pela investigação de crimes de abusos, maus-tratos e demais atos de crueldade contra ani- mais, além de outras infrações contra o meio ambiente come- tidas no Estado. Conforme a Lei nº 9.605/1998, maus-tratos contra animais domésticos, nativos ou exóticos caracterizam crime e podem render pena de detenção de três meses a um ano, além de pagamento de multa. Divisão de Investigação sobre Infrações de Maus-Tratos a Animais Av. São João, 1.247 centro, São Paulo - 24h Tel.: 181 | 3338-0155
  3. 3. 3BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Destaque Local As matérias publicadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam necessariamente a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. Diretor e Chefe de Redação: Divaldo Rosa MTb: 42.488 • Jornalista (fl): Silmara Galvão Nunes • Diretor em Cidade Tiradentes: Pastor Odair Bento • Designer: Ademir Rodrigues • Marketing e pós vendas: ArianeAndrade • Revisora: Prof. Suseli Corumba • Administração Financeira: Ademir Rodrigues • Distribuição: Mart Press Distrib.de Jornais • Redação e Publicidade • Fone/Fax: 2031-2364 / 2513-0928 • Av. Guachos, 166 • Cep: 08030-360 • Vila Curuçá - SP - (fl = Freelancer). Bom Dia Guaianas & Cidade Tiradentes - Edição 127 - 1ª Quinzena de Setembro de 2015 GUAIANÁS & CIDADE TIRADENTES Associado a : A Expo “Tirinhas do Mazza- ropi”, trará ao público, alguns trechos de grandes histórias ilustradas em formato de gibi. Além disso, serão exibidos 9 filmes, que retratarão a sua bri- lhante carreira. O Centro Educacional Uni- ficado (CEU Jambeiro) realiza- rá até o dia 30 de outubro, uma série de homenagens ao come- diante e cineasta, Amácio Ma- zzaropi, mais conhecido como Mazzaropi. A Expo “Tirinhas do Mazzaropi”, trará ao públi- co, alguns trechos de grandes histórias ilustradas em forma- to de gibi. Além disso, serão exibidos no auditório do CEU, nove filmes, entre eles, O Jeca e a Freira, O Corintiano, entre outros. As seções terão inicio, às 19 horas. Seminário para Candidatos ao Conselho Tutelar será no próximo dia 18 A Comissão Regional Elei- toral do Conselho Tutelar 2015 estará promovendo um seminá- rio no próximo dia 18/09, às 8 horas, com os candidatos ins- critos de Guaianases e Lajeado. Neste encontro que acon- tecerá no auditório do CEU Jambeiro, a Comissão Regional Eleitoral estará orientando os candidatos quanto ao processo CEU Jambeiro realiza homenagem ao comediante e cineasta Mazzaropi Confira a programação e participe 24 de setembro – As Aventuras de Pedro Malazartes 02 de outubro – Zé do Periquito 06 de outubro - O vendedor de Linguiça 09 de outubro – Casinha Pequena 20 de outubro – O Corintiano 22 de outubro – O Jeca e a Freira 27 de outubro – No Paraiso das Solteironas 29 de novembro – Betão Ronca Ferro 30 de novembro – O grande Xerife Espaços para oficinas, ateliês e reuniões. Os espaços são abertos nos finais. Horário de Funcionamento: Segunda a sexta – 07h às 22h - Sábado e Domingo – 08h às 20h Feriados – 08h às 18h Serviço: CEU Jambeiro - Endereço: Avenida José Pinheiro Borges, 60 Telefone: (11) 2960-2055 ou 2960-2059 Comissão Regional Eleitoral do Conselho Tutelar promove Seminário para Candidatos eleitoral, divulgando os pontos de votações da região, além de prestarem esclarecimentos ge- rais sobre a eleição que aconte- cerá no dia 4 de outubro (a data é nacional e vale para conse- lheiros em todo pais). Os novos mandatos serão exercidos entre 10 de janeiro de 2016 e 09 de janeiro de 2020. CEU Jambeiro Av. José Pinheiro Borges, 60 Tel.: 2960-2055 ou 2960-2059
  4. 4. 4 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 As matérias publicadas nesta página são de exclusiva responsabilidade do site cidtiradentes.com Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. Os integrantes do grupo, que in- tegram o projeto Pontos Corais do Coral Paulistano Mário de Andra- de desenvolvem um repertório com arranjos de música erudita e popular sob a re- gência de Regina Lucatto. O grupo, que tem um fusca como cenário, além de contar com um variado repertório tran- sitando entre o blues e o rock n’ roll, ainda propõe um novo olhar sobre o bairro. A periferia da cidade de São Paulo é palco de ampla produ- ção cultural e artística. Seja no teatro, dança, música ou cine- ma, artistas e coletivos culturais mostram que áreas geralmente marginalizadas são celeiros de ações importantes cultural e so- cialmente. Grande exemplo des- ta diversidade é o projeto “Fusc n’ Roll”, que leva música e in- tervenções artísticas às praças de Cidade Tiradentes. Formado por quatro jovens músicos, duas performers e com a participação mais que especial da Vovó do Rock, dona Alzira Martha, 85, o grupo que usa como cenário um fusca nasceu em outubro de 2014 com objetivos que vão além do Poeta participa do programa “Encontro com o Autor” no dia 18, no Centro de Formação Cul- tural de Cidade Tiradentes Todas às quartas-feiras do mês, pessoas vindas de qualquer lugar podem se reunir para ler e recitar poesias no Sarau da Coo- perifa, realizado em um bar peri- férico da Zona Sul de São Paulo. Nos últimos 14 anos, esses en- contros, idealizados pelo escritor Sérgio Vaz, já deram origem há quase 50 outros saraus, além da publicação independente de mais de 100 livros. O poeta, conhecido por essas e outras agitações cul- turais da periferia, participa de um bate-papo sobre literatura no dia 18 de setembro, no Centro de Formação Cultural de Cidade Ti- radentes (CFCCT). O evento in- tegra o programa “Encontro com o Autor”, da 1ª Festa Literária de Cidade Tiradentes (FLICT), que Dia 27/09-Domingo-às 10h Teatro - 3° Piso Rua Inácio Monteiro, 6900 Jardim São Paulo ENTRADA GRATUITA Não é necessário retirar ingresso A Marcha das Mulheres Ne- gras foi idealizada, por ocasião do Encontro Paralelo da Sociedade Civil para o Afro XXI. Encontro Ibero Americano do Ano dos Afrodescendentes (16 a 20 de novembro de 2011). Trata- -se de uma iniciativa de articular as mulheres negras brasileiras. A intenção é aglutinar o máxi- mo de organizações de mulheres negras, assim como outras orga- nizações do Movimento Negro, sem dispensar o apoio de orga- nizações de mulheres e de todo tipo de organização que apoiem a equidade sociorracial e de gê- nero. Coro Cidade Tiradentes Dia 18/09 (Sexta), às 19h30 Teatro - 3° Piso - Duração: 30 min. ENTRADA GRATUITA Não é necessário retirar ingresso Sérgio Vaz é convidado da 1ª Festa Literária de Cid.Tiradentes acontece entre os dias 11 e 19 de setembro, em diversos espaços da região. Além do Cooperifa, Vaz é responsável por outros projetos como “Semana de Arte Moderna da Periferia”, “Chuva de Livros”, “Poesia no Ar” e “Poesia contra Violência”. Este último promove bate-papos sobre poesia entre o escritor e crianças das escolas da periferia da Zona Sul, justamente para incentivar a criação poética. O poeta acredita que um escritor tem que trabalhar com a forma- ção de público. “A literatura tem que ser democrática, tem que ser consumida como se consome mú- sica, cinema e tantas outras artes. Temos essa função de democrati- zar o acesso”, diz. Vaz acredita que promover eventos culturais na periferia ajuda a incentivar o surgimento de futuros leitores. Com sete li- vros publicados, cinco deles de forma independente, o poeta já está acostumado a divulgar o seu trabalho sozinho. “Eu continuo vendendo de mão em mão. O es- critor é obrigado a ir às ruas para encontrar seu leitor. Isso é mara- vilhoso”, conta. Se conhecer o próprio leitor não foi uma dificuldade, o con- trário também parece ser recípro- co. Prova disso é a intervenção poética “Poesia nos Muros” com dezenas de versos espalhados pe- las periferias da Zona Sul para homenagear os 25 anos de car- reira do poeta, comemorados no ano passado. Dessa ação, foram produzidos cerca de 650 cartazes para serem expostos no Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes, durante a FLICT. Em breve, parte dessa obra deve estar presente nos muros das cidades do Rio de Janeiro e de Porto Alegre. “Protestar contra as coisas injustas, e uma palavra de incen- tivo”, afirma Vaz, prontamente sobre a intenção de suas poesias. Esse engajamento do poeta já pro- porcionou o seu reconhecimento por meio de vários prêmios, entre eles Unicef (2007) e Trip Trans- formadores (2011). No final deste ano, ele lança seu próximo livro “Flores de Alvenaria”. Serviço: | Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes. R. Inácio Monteiro, altura do nº 6.900, esq. com Rua Alexandre Davidenko, Cidade Tiradentes. Zona Leste. | tel.: 2555-2840. Dia 18, das 15h às 16h20. Grátis. Li- vre. Projeto Fusc n’ Roll leva música e intervenções artísticas para as praças da Cidade Tiradentes espetáculo. Partindo da premissa de que “o artista vai onde o povo está”, levar a apresentação para praças espalhadas pelo bairro, que mais parece uma cidade, foi uma forma encontrada pelo grupo de possibilitar o acesso do público de forma democrática. Com um repertório que traz no- mes como Elvis Presley, Chuck Berry, Queen e Beatles, a banda leva às praças canções que mar- caram época entre as décadas de 60 e 90, transitando entre o blues e o rock n’ roll. O resultado é uma plateia da mais diversa. O diálogo entre gerações, eviden- ciado pela participação da vovó do Rock, é um dos pontos mais gratificantes para os integrantes, de acordo com Luccas Martha, guitarrista e vocalista da banda. “É muito importante pra nós proporcionarmos este diálogo através da música. Quando ve- mos pessoas tão diferentes cur- tindo o nosso som só nos motiva a levar o projeto adiante”, conta. Além disso, o projeto aponta para a importância da apropria- ção à cidade, é o que conta Guto Bellina que além de ser bate- rista da banda também desen- volve um trabalho com jovens em medida socioeducativa. “É muito importante que as pesso- as ocupem os espaços públicos e recuperem essa sensação de pertencimento ao ambiente em que vivem, algo que era comum antigamente e que por diversos fatores foi se perdendo”, afirma. Ao mesmo tempo levar arte para estas praças serviu para chamar atenção para as condições pre- cárias de alguns destes espaços. “Acreditamos que quanto mais estes locais forem movimenta- dos pela comunidade, mais o poder público voltará a atenção para estes pontos muitas vezes esquecidos”. Com shows quinzenais, ge- ralmente aos sábados, além da música de qualidade o grupo conta também com a interven- ção artística das performers Ali- ne Martha e Giselle Vergna, que dialogam com os músicos e com o público através de microcenas criadas a partir de partituras cor- porais. Vovó do Rock, a “mas- cote” do grupo” faz a alegria dos presentes com sua disposição e bom humor. Estas intervenções ajudam a criar um vínculo com o público, tornando a experiência do evento algo memorável. “É muito bacana porque não tenta- mos tirar as pessoas da realidade delas e sim proporcionar um res- piro, um momento em que eles possam se divertir e, ao mesmo tempo, se voltar o olhar para o próprio bairro, para sua própria realidade com uma perspectiva diferente”, esclarece Aline, que também é diretora artística do Projeto. Realidade que os integrantes conhecem bem. Moradores da Ci- dade Tiradentes, eles vivenciam diariamente os problemas que o bairro enfrenta. Constituído sem planejamento pré-estabelecido que levasse em conta as neces- sidades básicas da população, o distrito conta uma população de 219.868 mil habitantes que cons- truíram a história do lugar. “Para nós, é uma honra fazermos parte desta história e nossa forma de retribuir é compartilhando nossa arte, que é o que nos impulsio- na. Esse encontro entre nós e o público tão próximo é o que faz nosso trabalho valer a pena”, ar- remata Aline. O projeto, que foi contemplado com o Programa de Valorização de iniciativas cultu- rais (VAI) da Prefeitura de São Paulo, segue com programação até novembro.
  5. 5. 5BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Política Uma infraestrutura de transportes integrada e moderna vai trazer mais agilidade na distribuição da produção brasileira, mais competitividade nas exportações e mais qualidade nos serviços prestados à população. Além de gerar emprego e renda para os brasileiros e impulsionar o crescimento do país. É assim que o Brasil vai seguir avançando. R$8,5 bilhões para 4 aeroportos AEROPORTOS R$37,4 bilhões para portos e terminais privativos PORTOS R$66,1 bilhões para 7 mil km de estradas RODOVIAS R$86,4 bilhões para 7,5 mil km de ferrovias FERROVIAS PROGRAMA de INVESTIMENTO em LOGÍSTICA. O Brasil vai seguir avançando. 198,4 BILHÕES DE REAIS EM INVESTIMENTOS PROJETADOS. O Ministério de Minas e Energia anunciou para o dia 30 de outubro a data do leilão para licitação de concessões de usinas hidrelétricas antigas. Os detalhes do leilão foram pu- blicados no Diário Oficial da União da segunda-feira (14). A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) será a respon- sável pelo leilão. As concessões serão outorgadas por 30 anos. Serão licitados cinco lotes, compostos das concessões de usinas nos estados de Goiás, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e São Paulo, que to- talizam cerca de 6 gigawatts (GW) de capacidade. O gover- no cobrará bônus de outorga para a licitação, uma vez que se trata de empreendimentos cujos contratos não foram prorroga- dos. Em agosto, o ministro de Minas e Energia, Eduardo Bra- ga, disse que a cobrança deve proporcionar arrecadação de R$ 17 bilhões. A portaria publicada nesta Governo marca para outubro leilões de hidrelétricas em cinco estados segunda-feira alterou os requi- sitos de habilitação técnica para participação no leilão. Dentre as alterações, foram incluídos critérios para permitir compro- vação de capacidade técnica no Exterior. O empreendedor, no entanto, deve apresentar dados para a habilitação técni- ca compatíveis com as normas brasileiras. Na prática, a medida facilita a participação de em- preendedores estrangeiros no certame. Foram alterados os requi- sitos de habilitação técnica para que as proponentes, iso- ladamente ou em consórcio, comprovem capacidade técnica e experiência em operação e manutenção de usinas hidrelé- tricas. Tal comprovação poderá se dar também por meio de par- ticipação societária direta de no mínimo 30% em empresa titular de empreendimento hidrelétri- co, desde que sejam respeitados os demais requisitos. Por sua vez, a garantia físi- ca das usinas a serem licitadas será alocada às concessionárias de distribuição nos termos da Lei nº 12.783, de 2013, com re- dação dada pela Medida Provi- sória nº 688, de 2015. Ou seja, haverá bonificação pela outorga e será de livre disposição do vencedor da licitação a parcela da energia que não for destina- da ao Ambiente de Contratação Regulada (ACR), respeitado o limite mínimo de 70% a ser destinado ao ACR.
  6. 6. 6 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Politica Para sensibilizar a população paulistana para a necessidade da doação de órgãos e tecidos, o Departamento de Iluminação Pública (Ilume) iluminará de verde durante o mês de setembro Escreve VIVER EM SEGURANÇA Coronel Aquino Lopes Brasil x IPS O índice de Progresso Social (IPS) passou a ser lembrado com uma ferra- menta de referência para os assuntos do segmen- to da segurança pública. Esse índice analisa 133 países e colocou recen- temente o Brasil na 122ª posição quando o assunto é segurança pessoal. A in- fluência negativa da taxa de homicídios, percepção de criminalidade e taxa de crimes violentos alimen- ta este índice cuja base de cálculo usa 52 indicado- res objetivos para avaliar o bem estar da população. Feito pela ONG “Social ProgressImperative”, em parceria com a Deloitte e a Fundação Rockefeller, merece atenção e estudo. Embora o Estado de São Paulo tenha uma situação mais controlada apesar de seu gigantismo, olhando o país como um todo,a taxa de homicídios tem estado praticamente inalterada nos últimos 13 anos, apre- sentando como último re- sultado 23,2 homicídios a cada 100 mil habitantes. Os Poderes Executivo e Judiciário irmanados de- vem agir com postura pro- ativa norteando ações inte- ligentes ao invés de atuar reativamente. Ações de prevenção, de correção e ocupação de territórios são necessárias usando visão interdisciplinar e socioedu- cativa. Medidas urgentes são esperadas. Emanuel de Aquino Lopes é Coronel da Reserva da Poli- cia Militar, Mestre em Ciên- cias Policiais de Segurança e Ordem Pública, especiali- zado em Direitos Humanos pela Fundação Getúlio Var- gas, membro do Núcleo de Projetos Estratégicos –ISAE Amazônia edo Luxembourg Brasil Business Council. ILUME: Iluminação verde ressalta a importância para a doação de órgãos o Monumento às Bandeiras (re- gião do Parque do Ibirapuera) e a Ponte das Bandeiras (Marginal do Tietê). A cor verde é o símbo- lo desse tipo de doação em todo o mundo. “Essa é a contribuição que po- demos oferecer aos moradores de São Paulo: sensibilizá-los para uma causa que pode salvar a vida de várias pessoas”, destaca Al- berto Serra, diretor do Ilume. A iniciativa é da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) e faz parte dos eventos alusivos ao Dia Nacional de Doação de Órgãos, comemo- rado em 27 de setembro. De acordo com levantamento da ABTO, em 2014 foram doa- dos 7.898 órgãos, 3% a mais que em 2013. A taxa de doadores também subiu de 13,6 por milhão de pessoas para 14,2 por milhão, porém abaixo da meta que era de 15 por milhão. Para se ter ideia, na Espanha, país que mais regis- tra transplantes, a taxa é de 37 por milhão. Simão Pedro Secretário de Negócios São Paulo, maior cidade do País, é um gigantesco desafio da administração pública no Brasil. Administrar São Paulo é um exercício que requer um conjunto de valores e atitudes, vontade, experiência, gestão eficiente, sentido de prioridade, atração de capital e investimen- tos, meritocracia, responsabi- lidade, transparência, senso de urgência, controle de programas e prazos, além de compromisso com todos os seus habitantes, pobres ou ricos. O termo – compromisso – expressa os objetivos que me motivaram a pleitear a candida- tura à Prefeitura de São Paulo, pelo PSDB. 1-Dever cívico – Sou filho de político. E tenho orgulho disso. Meu pai, João Doria, foi deputado federal cassado e exi- lado pelo Golpe Militar. Recebi de meu Pai o único legado que pode me oferecer e aos meus ir- mãos Raul, Marcelo e Raphael: moralidade, honestidade e ide- alismo. Tenho sido bem suce- dido em minha vida. Tanto na administração pública quanto na empresarial. Fui presiden- te da Embratur, onde realizei uma gestão eficaz, até hoje re- conhecida. Fui secretário de Turismo da cidade de São Paulo na gestão do saudoso Prefeito Mário Covas. Implantamos am- plo programa de atividades que deram significativo impulso ao turismo e ao lazer na capital paulista. 2-Respeito por São Paulo – Nasci aqui. Amo minha cidade. Acompanho seu crescimento e João Doria: As razões que me motivam a disputar a prefeitura de São Paulo a expansão de suas demandas. Sempre procurei incentivar ideias e propostas para a me- lhoria da cidade e da qualida- de de vida dos seus habitantes. Respeito o povo de São Paulo. Porque conheço a sua força de trabalho e determinação. Ago- ra, de forma mais ampla, deci- di dedicar meu conhecimento e experiência, à causa da coletivi- dade. 3-Compromisso com a mu- dança – o momento atual impõe a necessidade de mudanças de padrões, sistemas e métodos. Exige uma profunda reforma administrativa, com foco na descentralização e eficiência. Os serviços públicos estão de- teriorados. A infraestrutura de equipamentos urbanos está su- cateada. Há questionamentos do TCM sobre a exorbitância de valores pagos em obras no município. O PSDB, meu par- tido, não compactua com o mal feito, nem com a falta de lisura e descontrole de despesas. As comunidades regionais da Capi- tal estão desprotegidas em seus direitos mínimos. A descrença social na autoridade municipal se expande. É preciso resgatar a autoestima dos habitantes de São Paulo. 4-Coragem de avançar – Já é hora de modernizar e melhorar o diálogo na administração pú- blica. Fortalecer a relação com o legislativo municipal. Aumen- tar parcerias com o Governo estadual e a comunicação com a sociedade civil. Desburocra- tizar e melhorar o atendimento às demandas dos habitantes de São Paulo. E compreender que o senso de urgência é tarefa do setor público. Atender bem e rá- pido ao cidadão é rigorosamen- te uma obrigação da adminis- tração municipal. E um direito inquestionável do cidadão. 5-Inovar e globalizar – São Paulo é uma metrópole mun- dial. Deve ser compreendida e respeitada como tal. Vamos pensar grande. Buscar recursos em agências de fomento, no Brasil e no exterior, para finan- ciar programas sociais, cultu- rais e de mobilidade urbana. E estimular também, a entrada de capital externo na economia da cidade, especialmente nos seto- res de serviços e tecnologia. 6-Disposição e dedicação - O prefeito de São Paulo deve estar atento, de forma plena, aos problemas e demandas que emergem diariamente em todos os bairros e regiões da Capi- tal. Deve trabalhar muito, estar presente na cidade, junto às co- munidades e suas necessidades. Durmo tarde e acordo cedo. E sempre trabalhei duro. Com esta motivação, quero chegar à Pre- feitura. Empregarei um ritmo de trabalho integrado e intenso na Prefeitura, caso conquiste a posição de candidato pelo meu partido, o PSDB. Mas não vou governar sozinho. Aprendi a juntar pessoas, ideias e forças. E liderar compartilhando. São Paulo precisa de liderança. E não pode parar. Por isso, vamos acelerar São Paulo. Para inte- grar, avançar e contagiar os bra- sileiros de São Paulo. Sinal livre para uma nova cidade. Viva São Paulo! João Doria
  7. 7. 7BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Variedade A saliva de um adulto possui bactérias que podem passar para o bebê e causar algumas doenças como coqueluche e cárie O bebê não nasce com seu sistema imunológico, sua boca ainda é estéril, e é nos primeiros anos de vida que será formada a flora bucal. Por isso, é impor- tante evitar ao máximo que os pequeninos tenham contato com alguns tipos de bactérias, pois é nesse período da vida que elas se instalam com mais facilidade. Ao limpar a chupeta com a pró- pria boca, beijar o bebê nos lá- bios ou dividir talheres com ele, a mãe está expondo a criança a doenças para as quais seu siste- ma imune ainda não está prepa- Aprenda a esterilizar a chupeta e evite doenças para o bebê rado para enfrentar. Coqueluche, gripes, herpes são algumas das doenças transmitidas pela saliva. Além disso, as bactérias patogê- nicas dentais (responsáveis pela cárie) também são transmitidas pelo contato direto com a saliva. Até no caso das bactérias causa- doras de doenças periodontais, já se sabe que pelo menos um tipo (a conhecida como A.a.) pode ser encontrada na primeira dentição de até 10% das crianças. Desta forma, é melhor evitar o contato direto da saliva do adulto com a boca do bebê, para minimizar o contágio. Quando as bactérias são be- néficas No entanto, um estudo sueco recente indicou que limpar a chu- peta com a boca pode diminuir a prevalência de alguns tipos de alergias como a eczema (dermati- te) e a asma. Embora ainda preci- se de mais dados científicos, essa tese defende que, ao entrar em contato com as bactérias da saliva de um adulto, o sistema imunoló- gico da criança fica menos pro- penso e esses tipos de alergias. Porém, o risco de que a criança adoeça por outras patologias mais graves não deve compensar esse benefício. São muitos os fatores que influenciam a propensão às alergias, tais como infecções du- rante a gravidez, a mãe ser alérgi- ca, o contato com ácaros, o uso de leite bovino nos primeiros meses de vida e a exposição ao cigarro, tanto na gestação quanto na pri- meira infância Esterilizar é a melhor opção Segundo Renata, a melhor forma de higienizar chupetas e mamadeiras do bebê é fazer a es- terilização desses objetos. A este- rilização dos bicos deve ser feita fervendo-os por 20 minutos dia- riamente, no primeiro ano de vida da criança. Também é importante trocar chupetas e bicos de mama- deira a cada 2 meses, no máximo. Depois de esterilizados, chupetas e bicos de mamadeiras devem ser secos e guardados em recipiente fechado. Zurique, Genebra e Luxem- burgo são as cidades com o custo de vida mais elevado do mundo, mostra a 16ª edição do estudo “UBS Preços e Salários - Eu ganho o suficiente para a vida que eu quero?”. No Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro são apontadas pelo banco como as mais caras para se viver, mes- mo neste momento de crise no País. Ao comparar São Paulo e Rio com as demais locais pes- quisados, o custo de vida nes- ses dois locais é mais alto que Moscou, mas inferior a cidades dos EUA e da Europa Ociden- tal, conforme o estudo feito com base em uma cesta de 122 produtos e serviços. O levanta- mento analisa preços, salários e poder aquisitivo de pessoas economicamente ativas em 71 A doença descrita pela pri- meira vez em 1906 é incurável e progressiva. Estamos em 2015 e passados 109 anos do primeiro caso descri- to de Alzheimer, a doença conti- nua sem cura e com progressão agressiva em alguns casos. O mal foi diagnosticado pela primeira vez em 1906 e é a principal causa de demência no Brasil em pessoas com mais de 65 anos. A neurologista do Hospital Santa Cruz, em Curitiba, Ana Paula Gomes, explica que a doen- ça, apesar de incurável, deve ser tratada para reduzir os sintomas e garantir o bem-estar dos pacien- tes. “O Alzheimer é uma doença que provoca o declínio das fun- ções intelectuais, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social e interferindo no compor- tamento e na personalidade. Ini- cialmente, o paciente começa a perder sua memória mais recente. Até o momento, não existe cura para a Doença de Alzheimer. Os avanços da medicina têm permi- tido que os pacientes tenham uma sobrevida maior e uma qualidade de vida melhor, mesmo na fase grave da doença.”, menciona. Apesar das causas ainda des- conhecidas do Alzheimer, a idade São Paulo e Rio são as cidades mais caras do País, revela estudo cidades do planeta. Os habitantes de Zurique, Genebra e Luxemburgo rece- bem salários brutos maiores que o restante do planeta. Em São Paulo, os salários brutos são cerca de 33% maiores do que no Rio e também superiores aos de trabalhadores de Lisboa, Xangai e Moscou. Ao descontar impostos e contribuições para a previdência social, Copenhague perde 20 posições no ranking salarial por ter deduções da ren- da de aproximadamente 45%. Já Nairóbi (África), Jacar- ta e Kiev são as cidades que ocupam as últimas posições do ranking, pois os trabalhadores recebem apenas cerca de 5% da renda média de Zurique. O estudo exemplifica que, para se comprar um iPhone 6, o trabalhador que vive no Rio de Janeiro terá de trabalhar em média 140 horas, ou mais de 30 horas além do que os cida- dãos de SP. Agora, se ele morar em Zurique, o número diminui substancialmente, onde, para se adquirir o mesmo aparelho celular o trabalhador precisará trabalhar apenas 20 horas. Em Luxemburgo, Zurique e Genebra, os salários líquidos por hora compram mais produ- tos e serviços da cesta padroni- zada do que em qualquer outro local do mundo. Já Nairóbi e Ja- carta ocupam a ponta da pesqui- sa, pois têm o menor poder aqui- sitivo do mundo, equivalente a um décimo do de Luxemburgo. O preço de um sanduíche Big Mac equivale a quase três horas trabalho em Nairóbi, e apenas nove minutos em Hong Kong. - Fonte portal terra Sinais do Alzheimer para ficar atento parece ser um fator de risco. A especialista cita que mais de 90% dos casos são identificados em idosos. “No brasil existem cerca de 15 milhões de pessoas com mais de 65 anos de idade. Seis por cento delas são acometidas pela Doença de Alzheimer. A doença é mais comum em idosos, sendo que em jovens os sinais servem de alerta para outros tipos de de- mências.”, cita. Por isso, além da consulta regular com um neurologista, é possível fi- car atento para 15 sinais da doença. 01-Perda de memória 02-Agitação 03-Alteração abrupta de humor 04-Julgamentos inadequados 05-Desorientação 06-Dificuldade de comunicação 07-Problemas para execução de ati- vidades do cotidiano 08-Esquecimento de palavras sim- ples 09-Trocar o lugar das coisas sem discernimento 10-Repetição frequente de discur- sos 11-Andar sem rumo 12-Dificuldade para vestir-se 13-Delírio 14-Agressividade física e verbal 15-Comportamento infantil
  8. 8. 8 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Urbanização No portal www.detran. sp.gov.br , épossível recorrer em todas as instâncias contra infraçõesregistradas exclusiva- mente pelo Departamento de Trânsito. O cidadão também pode pedir on-line a aplicação de advertência por escrito em vez de multa Motoristasde todo o Esta- do de São Paulo podem usar a internet para apresentar re- cursos contra multas aplicadas pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran. SP). Basta acessar os serviçoson- -line no portal www.detran. sp.gov.br eclicar em “Solicitar e acompanhar recurso de pena- lidade”. O serviço permite pedir a aplicação da penalidade de ad- vertência por escrito, apresentar defesa da autuação e recurso de multa à Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari) do De janeiro a agosto,105 apa- relhos foram danificados, contra 35 em 2014. Radares são alvo de pedradas, pixações e até ataques com cor- rentes. O número de radares alvos de vandalismo na cidade de São Paulo triplicou neste ano em re- lação a todo o ano passado, mos- tram dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). De janeiro a agosto deste ano, 105 radares foram vandalizados, segundo dados fornecidos pela CET ao G1. Já em 2014, 35 equi- pamentos foram alvos de vanda- lismo considerando o ano todo. Em média, um radar é danificado em São Paulo a cada três dias e meio. De acordo com a CET, os radares de trânsito são atacados principalmente com: - pedradas; - pichações; - roubo de peças; - colisões de veículos contra o poste; - uso de correntes para arras- tar os equipamentos. A companhia informou que não é possível estimar o custo de cada radar, mas que a substitui- ção e manutenção dos aparelhos danificados está prevista no con- trato com os fornecedores, sem custo adicional. A CET também não informou os motivos para o vandalismo contra os radares. Quando um ataque ocorre, a CET registra um boletim de ocor- Motoristas podem recorrer das multas do Detran.SP pela internet Detran.SP, em 1ª instância, e ao Conselho Estadual de Trânsito (Cetran), em 2ª instância. O re- sultado do julgamento também pode ser acompanhado pelo portal. “Todo oprocesso pode ser feito on-line. Isso torna o servi- ço mais transparente e evita que o condutor precise sair de casa ou gaste dinheiro com a posta- gem de documentos”, explica Daniel Annenberg, diretor-pre- sidente do Detran.SP. Passo apasso – Por questões de segurança, é obrigatório o cadastro no portal do Detran. SP para que o proprietário do veículo possa apresentar recur- sos de multa pela internet. Para isso, basta informar nome, CPF, data de nascimento e e-mail para criar login e senha deaces- so. Depois,deve-se preencher, imprimir e assinar o formulário de defesa disponível na pró- pria página. Após essa etapa, o condutor terá de digitalizar o formulário (por meio de scan- ner ou foto) efazer o upload no portaldo Detran.SP , anexando outros documentos necessários (listados noportal) para a análi- se do recurso. O julgamento não poderá ser realizado se não for anexada toda a documentação. São aceitos arquivos nos for- matos PDF, JPGE, JPG e TIFF, com, no máximo, 5 MB (mega- bytes). É importante esclarecer que o sistema é válido apenas para recursos de multas aplicadas exclusivamente pelo Detran.SP por meio de fiscalizações reali- zadas pela Polícia Militar. Con- forme estabelece o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), cada órgão de trânsito é responsável por julgar recursos das multas que aplica. ODetran.SP é responsável apenas por multas aplicadas em decorrência de autuações da Po- lícia Militar, que, em sua maio- ria, dependem de abordagem do condutor (como, por exemplo, falta de licenciamento e habili- tação vencida). Cabe esclarecer que o Detran.SP não autua por meio de radar. Triplica o número de radares depredados na cidade de SP rência para que o responsável pa- gue pelo prejuízo. A depredação de radares configura dano ao pa- trimônio público, com pena de 1 a 5 anos de prisão e multa de um a cinco salários mínimos. A pena pode aumenta em até 50% caso o vandalismo seja acompanhado de furto do equipamento. MULTAS Atualmente, a cidade con- ta com 872 radares. Eles foram comprados por meio de licitação em fevereiro de 2014, ao cus- to de R$ 530 milhões. No lote, há 843 radares fixos, 15 radares móveis e 14 radares pistola (qua- tro usados para treinamento e 10 utilizados para multar motos nas marginais Pinheiros e Tietê). Até a contratação do novo lote a cidade contava com 598 equipamentos, ou seja, o cresci- mento no número de aparelhos foi de 45%, inferior ao aumento dos casos de depredação. A Prefeitura de São Paulo aumentou em R$ 289 milhões a estimativa de arrecadação com multas de trânsito neste ano. Assim, o total arrecadado deve- rá atingir R$ 1,19 bilhão, 32% acima da previsão original de R$ 902 milhões. A mudança de previsão de arrecadação acontece no mo- mento em que a CET implemen- ta seu programa para padronizar a velocidade máxima permitida em 50 km/h nas principais ave- nidas arteriais da cidade.
  9. 9. 9BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Cotidiano Personaltrainer lista dicas para fazer agachamentos, forta- lecendo pernas e abdômen. O agachamento, muito pra- ticado por quem deseja ter um abdômen trincado e pernas to- nificadas, atribui muitos bene- fícios para o corpo. Entre eles, está a melhora da mobilidade funcional, dando mais velocida- des em caminhadas e corridas. Segundo opersonaltrainer Carlos Vidal, esse exercício também ajuda a aumentar a densidade mineral óssea, re- duzindo a chance de fraturas. “Sendo um exercício composto, o agachamento também me- lhora o desempenho em outros esportes, como futebol ou nata- ção, por fortalecer as pernas e, ainda, auxiliar a perder peso”, explica. Segundo o especialista esse é um dos exercícios mais efi- cazes para tonificar os múscu- los da parte inferior do corpo. “O agachamento livre consiste Faça agachamentos e tonifique seu corpo no levantamento de uma barra posicionada sobre os ombros, entre o pescoço e as costas, uti- lizando a força dos membros inferiores do corpo”, esclarece. O profissional listou algu- mas dicas que devem ser segui- das para que o exercício seja feito corretamente, sem lesionar o esportista. Confira: 1- O tênis que você deverá utilizar não pode ter amortece- dores ou ser muito alto, prefira modelos baixos e estáveis; 2- Caso você já esteja em um nível avançado, use o cinto de couro ou de tecido, ajuda a tirar a tensão da lombar; 3- Ao pegar a barra, caso seja muito pesada, peça ajuda a colegas ou treinadores no local; 4- Afaste as pernas na mes- ma linha dos ombros; 5- Posicione a barra de modo que fique confortavel- mente apoiada em seus ombros, atrás do seu pescoço; 6- Você deve garantir que os joelhos não passem da ponta dos pés ao dobrá-los para reali- zar o agachamento; 7- Empine o bumbum, se- não seus joelhos serão prejudi- cados; 8- As costas devem con- tinuar retas, porém inclinadas para frente, para seguir o movi- mento do tronco ao empinar o bumbum e não sobrecarregar a lombar; 9- Segure o ar quando es- tiver descendo e solte quando subir; 10- Caso precise de ajuda no levantamento, o colega ou instrutor deve dar apoio ao tron- co do seu corpo, e nunca puxá- -lo cinturão ou pela barra. Como incentivar os filhos a terem hábitos saudáveis mentos saudáveis, como sucos, tortas, etc. - Evite os fastfoods. Quan- do forem a uma lanchonete, o melhor é encorajar a família a escolher as opções mais saudá- veis, com baixo teor de gordura; - Elabore um plano de re- feições saudáveis, fazendo com que todos se alimentem juntos, nos horários corretos e determi- nados; - Não use comida como prê- mio; isso é um caminho curto para a obesidade e pode fazer a criança tratar a comida como prazer e não apenas alimenta- ção. - Incentive seu filho a parti- cipar de uma equipe ou classe de esportes, como basquete, dança, lutas, futebol ou outra atividade do gosto dos pequenos; - Se a criança se sente des- confortável em participar de ati- vidades competitivas em grupo, os pais devem ajudá-la a encon- trar alternativas que são diver- tidas e não competitivas, como circuito brincadeiras ou andar de bicicleta; - Planeje passeios ativos, tais como uma caminhada no parque ou bosque, uma brinca- deira conjunta, um jogo, dentre diversas outras atividades pos- síveis. Fonte: Mais Equilibro Quem é pai, sabe; não basta dizer, tem que dar exemplo. E isso serve para todos os aspec- tos, inclusive na alimentação e nos exercícios físicos. Como fazer os pequenos comerem verduras e legumes se não é isso que vêem no seu prato? O exemplo da alimentação é mui- to sério. A obesidade infantil tem sido uma das doenças que mais preocupam pais e especia- listas atualmente. Recentemente foi divulga- do pelo Hospital norte-ame- ricano Boston Children’s um estudo que avaliou cerca de 4 mil crianças ao longo de cinco anos: 83% dos pequenos obesos aos 11 anos continuam com so- brepeso aos 16 anos. Fabiano Sandrini, endocri- nologista especialista em crian- ças, explica que um dos motivos daobesidade infantil é a falta da prática de atividade física. “Muitos pais permitem que os filhos passem horas na internet e jogando videogame”, diz ele. O especialista acredita que esta última prática pode melhorar a habilidade de aprendizado, se for restrito a, no máximo, duas horas por dia. “A prática de ati- vidade física exigida no período escolar sofre diminuição duran- te as férias, o que também pode afetar o controle de peso das crianças”, alerta. Confira dicas do especialista para os pais estimularem os fi- lhos a terem hábitos saudáveis: - Envolver toda a família na construção de uma alimentação saudável e hábito de atividades físicas pode beneficiar a todos; - Se a criança não come al- guns alimentos de jeito nenhum, pare de insistir e use outros com os mesmos valores nutritivos. Por exemplo, se ele não come feijão, substitua por lentilha, que também é rica em ferro. - Coloque os alimentos sau- dáveis e nutritivos à vista e al- cance de todos e tente manter os alimentos calóricos fora de vista. Se for o caso, garimpe re- ceitas dedicadas aos pequenos que disfarçam e camuflam ali-
  10. 10. 1 0 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Feminissima Clássico, fácil de produzir e solução para qualquer ocasião, o coque reina do tapete verme- lho à praia e é a tendência de penteado para o verão 2015. O coque maçã está entre os mais rápidos e fáceis de produzir, mas não menos sofisticado. Ao unir a praticidade e o es- tilo, a finalização nunca sai de moda. “Ele é uma boa opção e sempre estará em alta”, garante o hair stylist Luciano Alencar, do Pierre Louis Coiffeur, no Rio de Janeiro, quem ensina a fazer o coque que leva apenas sete minutos para ficar pronto. Veja as fotos da galeria e aprenda. Coque maçã pode ser feito em 7 minutos; copie - Faça o rabo de cavalo bem justo e coloque bobes na franja para dar volume - Com a mão, arrume a parte solta para iniciar o coque - Vá enrolando as mechas para dar o efeito de maçã - Desfie a franja que estava com bobe para fazer o topete - Prenda o coque e o topete com grampos - O coque maçã é sofisticado e pode ser feito em 7 minutos Aprenda a fazer o rápido e sofisticado coque maçã Plano de saúde (94%) e alu- guel (92%) são as contas que os inadimplentes mais pagam em dia. Na comparação com o ano passado, brasileiro está mais en- dividado com empréstimos em bancos e financeiras Um estudo realizado em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que as dívidas bancárias são as principais cau- sadoras da inadimplência dos brasileiros. Sete em cada dez (76%) consumidores inadim- plentes que tomaram emprés- timos em bancos e financeiras disseram estar com o nome sujo por causa de atrasos no paga- mento dessas dívidas. O per- centual é inclusive maior do que os 68% apurados em 2014. Os cartões de loja (75%) e os car- tões de crédito (74%) vêm em seguida como as modalidades de crédito que mais geraram a inadimplência dos consumido- res. De acordo com o levanta- mento, neste ano, uma propor- ção maior de usuário de cartões afirmou estar inadimplente por causa de atrasos na fatura do cartão de loja e do cartão de crédito. Em 2014, os percentu- ais eram de 65% e 66%, respec- tivamente. O cheque especial também é destaque como um dos vilões da inadimplência: dos consumidores inadimplen- tes que possuem esta dívida, 67% atribuem a ele o fato de terem ficado com o nome sujo Empréstimos e dívidas no cartão ão os principais vilões da inadimplência - no ano passado o índice era de 43%. Já as parcelas a pagar em cheques pré-datados, boletos e carnês foram os causadores da inadimplência para 59% dos consumidores entrevistados em 2015. “Neste momento de crise é importante que os consumi- dores tenham alguns cuidados na hora de adquirir novas dívi- das. Em especial se as dívidas são no cartão de crédito ou no cheque especial, já que os juros cobrados nestas modalidades de crédito são os mais altos do mercado, chegando, em alguns casos, a mais de 300% ao ano”, alerta o educador financeiro do portal ‘Meu Bolso Feliz’, José Vignoli. O estudo mostra ainda que há um percentual considerável de consumidores inadimplen- tes que alega ter sido registra- do em cadastros de devedores pela pendência no pagamento de contas de serviços. Entre os consumidores que afirmam te- rem compromissos com contas de telefone fixo e celular, 22% disseram ter ficado inadimplen- tes por causa do não pagamento dessas contas. Neste caso, cha- ma a atenção o avanço de mais de 10 pontos percentuais em re- lação aos 9% verificados no ano passado. Já entre aqueles que possuem compromissos com instituições de ensino, como na mensalidade de faculdade ou do colégio, 19% afirmaram que acabaram sendo negativados em razão dessas pendências, um percentual acima dos 8% obser- vados há um ano. Produção da serotonina facilita a liberação de hormô- nios ligados ao bem estar Exercícios, como cami- nhada e alongamentos, são benéficos na gestação. Prati- car exercícios físicos é uma ótima recomendação para as futuras mamães. Respeitando os limites de cada uma, os be- nefícios são diversos. Uma das principais vanta- gens, além de manter a forma, Atividade física regular melhora o sono e o bom humor das grávidas é o aumento na produção da serotonina, um neurotrans- missor responsável pela libe- ração de vários hormônios, entre eles o do apetite, do sono e do humor. Entre as principais ativi- dades que podem ajudar as gestantes a terem um melhor nível no índice de serotonina destacam-se a caminhada e o alongamento. Tudo desde que ela se sinta confortável e não ofereça risco ao bebê. Outra vantagem da prática de atividades físicas durante a gravidez é o controle do peso e a redução de problemas de saúde, como o diabetes ges- tacional ou a hipertensão ar- terial. Mas, não dá para esquecer: antes de praticar qualquer ati- vidade física, o médico sem- pre deve ser consultado.
  11. 11. 11BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Publicidade
  12. 12. 1 2 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Educação Estamos no meio de uma crise que não apresenta expec- tativas curtas de fim, é claro que as crianças percebem que algo está errado, e aí fica a pergunta por parte dos pais e professores: Como falar sobre o tema com as crianças de uma forma que haja entendimento? Inevitavelmente esse tema deve ser abordado, até mesmo para que não ocorram entendi- mento errôneos, nem mesmo preocupações exacerbadas dos pequenos. Ocorre que qualquer criança está inserida em um sis- tema social e desde o seu nasci- Como abordar o tema ‘crise’ com as crianças e jovens? mento é percebida como atuante nas relações de consumo. A partir dos 3 anos já tem discernimento para compre- ender as movimentações que acontecem ao seu redor, princi- palmente, no âmbito familiar e nisso se inclui as questões finan- ceiras, com as primeiras percep- ções do impacto que uma crise pode ocasionar em sua vida, exemplos são simples, como: espera maior por um brinquedo, troca de marcas de seus alimen- tos favoritos, impossibilidade de aquisição de equipamentos eletrônicos, dentre outras ações normais. Mas a abordagem desse tema deve levar em conta prin- cipalmente a faixa etária, para que se utilize uma linguagem apropriada para melhor absor- ção e considerando os recursos adequados para transmissão dessas informações. Assim, na idade de 3 a 6 anos a criança não consegue ainda postergar desejos, tudo o que vê quer comprar e não es- tabelece relação entre dinheiro e compra de bens. Assim como da relação entre querer e poder, por este motivo frustra-se com facilidade. Por isso, nesse mo- mento para entendimento são necessárias ferramentas ilus- trativas, pictóricas, lúdicas que trabalhem o eixo entre o real e o fantasioso. O pai ou educador deve atentar-se a estas característi- cas e condições para debater a temática. Pode iniciar com conversas amigáveis, evitando fazer o famoso “terrorismo”, que tende a gerar traumas. Na sala de aula é interessante um levantamentos prévios utilizan- do tirinhas ou quadrinhos que abordem uma situação de crise financeira e a partir daí resgatar as informações que o grupo tem sobre o assunto. Com base nas respostas, po- derá desenvolver possíveis so- luções não só para o problema apresentado, como também para situações do cotidiano. Nesse momento, será possível abor- dar a necessidade de educar-se financeiramente por meio dos pilares DSOP, o que levará a ter um ensinamento extra, que pos- sibilitará a aprender a priorizar os sonhos. Já a criança de 7 a 12 anos é capaz de compreender o que ocorre no meio e já lida de ma- neira revogável com as perdas. Nessa idade já é possível esta- belecer relações entre o dinhei- ro ou a falta dele, o trabalho, as despesas e as aquisições, dentro do padrão de vida que está in- serida. Enfim, o tema crise deve ser assunto nas casas e sala de aula, lógico que dentro de um pla- nejamento prévio. Mas, o mais importante é ter em mente que mesmo perante as dificuldades existentes é possível tirar algo bom, que é o conhecimento. Mas cuidado, pois devido à dificuldade do tema é neces- sária muita atenção e, princi- palmente, mostrar naturalidade perante ao tema, não associando o momento às respostas agres- sivas que ocorrem por parte da sociedade, pois o papel como educador é criar jovens capazes que interpretarem o mundo que vivem e tomarem suas próprias conclusões. Reinaldo Domingos é edu- cador e terapeuta financeiro, presidente da Associação Brasi- leira de Educadores Financeiros (Abefin), DSOP EducaçãoFi- nanceirae Editora DSOP, autor do lançamento do livro Mesada não é só dinheiro – Conheça os 8 tipos e construa um novo futuro e do best-seller Terapia Financeira. Respeite os limites de velocidade. CB 300R 15/15 á vista R$ 13.860,00. CG Titan 150 EX 15/15 à vista R$ 9.696,00 ou entrada R$ 2.800,00 + 48x R$ 296,00 (Total a prazo R$ 17.008,00) Banco Honda c/ juros 2,29% a.m. (31,22% a.a.). CG 150 Start 15/15 à vista R$ 7.593,00 ou entrada R$ 2.450,00 + 48x R$ 199,00 (Total a prazo R$ 12.002,00) Banco Honda c/ juros 2,29% a.m. (31,22% a.a.). PCX 150 15/15 à vista R$ 9.839,00 ou entrada de R$ 3.936,00 + 36x R$ 238,00(Total a prazo R$ 12.504,00). Banco Honda c/ juros 1,69% a.m. (22,28% a.a.). Tabela sujeita a alteração sem prévio aviso conforme política de comercialização da fábrica. Consulte todas as informações em nosso showroom. Promoções válidas somente para os modelos anunciados até o término do estoque (2 unidades de cada). Ofertas não cumulativas com outras. Imagens ilustrativas. Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos e de digitação. MOTO HONDA É AQUI! CG 150 START ENTRADA + MENSAIS R$ 199 CG 150 TITAN EX ENTRADA + MENSAIS R$ 296 JAPAUTO JAPAUTO www.japauto.com.br PCX 150 ENTRADA + MENSAIS R$ 238 CB 300 ALPHAVILLE / BARUERI / CAMBUCI / CARAPICUÍBA /CENTRO / FRANCISCO MORATO / FRANCO DA ROCHA / ITAQUERA / JABAQUARA / LIBERDADE / MAIRIPORÃ / MAUÁ / GUARULHOS / PIRITUBA / SANTO AMARO / SANTO ANDRÉ / VILA MARIA ITAIM PAULISTA F.: 2025-7777 AV. MARECHAL TITO, 7003 PARA DIVULGAR 2031-2364 LIGUE
  13. 13. 13BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Saúde Seguindo seis passos sim- ples o tecido que faz de qual- quer tipo de peça um verda- deiro curinga do guarda-roupa manterá o aspecto de novo por muito mais tempo Antigamente, calças jeans eram as mais usadas por tra- balhadores braçais já que o material era capaz de aguentar a intensidade da rotina de ativi- dades. Por muito tempo o jeans foi somente usado pelas classes operárias, mas os roqueiros e a contra cultura dos anos 1970 mudaram essa imagem e popu- larizaram o tecido.Hoje, o jeans é artigo essencial em qualquer guarda-roupa, podendo ser usa- do em de forma eclética e caben- do para os mais variados estilos, do despojado ao elegante. Esse material é usado não somente para calças, mas também jaque- tas, vestidos, camisas e diversas outras peças.Mas, por incrível que pareça, o maior inimigo da durabilidade e do desbotamento do jeans é a lavagem. Esse te- cido tem particularidades que devem ser levadas em conta na hora da limpeza. Por isso, veja abaixo formas para conservar e manter o seu jeans como novo. Como conservar seus jeans corretamente 1 – Use bastante Normalmente, a regra é usar a peça de roupa uma vez e de- pois lavar,mas o jeans é diferen- te. Esse material foi criado para aguentar a rotina de trabalhado- res de minas e construções, e vem com uma camada de cera que protege o tecido contra su- jeiras e aumenta a sua resistên- cia. Por isso, dependendo do uso, não precisa lavar como uma peça comum, conservando assim a cor e a robustez do tecido por mais tempo. 2 – Cheque a etiqueta Alguns jeans demandam cui- dados mais especiais que os ou- tros, por isso é prudente checar a etiqueta antes de colocar a mão na massa (ou na máquina). 3 – Vire do avesso antes da la- vagem Toda vez que for colocar na máquina, deixar de molho, ou lavar a mão, vire a sua peça de roupa do avesso. 4 – Cuidado com produtos a base de cloro Alvejantes com cloro po- dem danificar o tecido,o jeans solta mais cor, e desbota mais facilmente, em comparação a outros materiais. Por isso, pro- dutos com cloro na composição devem ser evitados. Se o jeans estiver muito sujo e manchado, o ideal é aplicar um tira man- chas. 5 – Lave com temperatura baixa e por pouco tempo Para evitar o desbotamento e perda da estrutura, o ideal é dei- xar a temperatura e o tempo de lavagem da máquina o mais bai- xos possível. Dica: o jeans solta muita cor na primeira lavagem, podendo danificar outras roupas que estiveram na máquina. Por isso, na primeira lavagem, não misture o jeans com outras co- res ou tipos de tecido. 6 – Evite deixar a peça secando diretamente sob o sol A melhor maneira de secar o jeans é na sombra, evitando a exposição direta ao sol. Antes disso, lembre-se de colocar o jeans no lado original para secar - evitando que ele permaneça do avesso passada a lavagem.
  14. 14. 1 4 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Cinema Médica muito famosa, Pau- la (Gloria Pires) descobre como resolver o drama das mulheres modernas: a celulite. Com o recém-criado Milagra, ela espe- ra salvá-las deste `mal´. Porém, Paula toma o remédio e morre de um inesperado efeito colate- ral. Agora, seu espírito preso à Terra precisa denunciar o pró- prio remédio e salvar as futuras vítimas de seu inescrupuloso Filme: Linda de Morrersócio, Dr. Francis (Angelo Paes Leme). Para isso ela conta ape- nas com duas pessoas: o estaba- nado Dr. Daniel (Emilio Dan- tas), que acaba de herdar o dom da mediunidade da avó (Susana Vieira), e Alice (Antonia Mo- rais), sua filha com quem vivia às turras quando era viva. Gênero: Comédia Idade: 12 anos Duração: 115 min
  15. 15. 15BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Esporte DIÁRIO DE S. PAULO - TERÇA-FEIRA / 15 DE SETEMBRO DE 201516 esportes SÃO PAULO Saudade_ Lugano marca dois gols A torcida tricolor tem motivos para sentir saudade de Luga- no. O campeão do Mundial de 2005 continua em grande fase no futebol paraguaio. No fim de semana, o beque marcou dois gols na vitória do Cerro Porteño sobre o Sol de América, por 3 a 1. A liderança do Paraguaio é do Olímpia, seguido de perto pelo Cerro. Base_ Tricolor contrata meia Para reforçar a base, o São Paulo acertou a contrata- ção do meia-atacante Mar- quinhos Cipriano. Com convo- cações para a seleção brasi- leira, o jogador, de 16 anos, ti- nha vínculo com o Desportivo Brasil e deverá assinar por três temporadas com o Trico- lor. O clube vai adquirir 70% dos direitos da promessa. Dúvida_ Hudson sente contusão Hudson (foto) poderá ficar mais uma partida fora da lista de relacionados. Ontem, no CT da Barra Funda, ele sentiu uma lesão na coxa direita e deixou o treino mais cedo. Com dores musculares, o volante já havia desfalcado o time no domingo, contra o Grêmio. Para a posição, o técnico deverá contar com Thiago Mendes, Wesley e Breno. NelsonCoelho/DiárioSP/11-5-2015 do TRICOLOR DIÁRIO Novo visual Novo visual José Eduardo Martins jose.martins@diariosp.com.br Semmuitasopçõesnoelencoe cheio de vontade de inovar, Juan Carlos Osorio mudou al- gunsjogadoresdeposição.As- sim, dois tricolores acabaram trocandodefunçãoemcampo. Depoisdesedestacarnazaga, Brenopassouaserutilizadoco- mo volante. Já Rodrigo Caio, queerazagueironascategorias debasedoclubeeseprofissio- nalizou no meio de campo, voltouaatuarcomobeque. “Eumesintomuitoconfortá- vel,porquegostodejogarcomo zagueiro.Tambémtenholiber- dadeparasairjogando.Atépor- que às vezes saio e o Breno re- cua. Vem dando certo, o time VERSÁTIL Elogiado pelos companheiros e pelo técnico Osorio, Breno pode ser utilizado tanto no meio de campo quanto na zaga do Tricolor. O jogador, de 25 anos, defendeu o São Paulo em quatro partidas nesta temporada (duas vitórias, um empate e uma derrota) AndréLucasAlmeida/FuturaPress RogérioCenitreinaepodeser anovidadedotimenaquinta do por Renan Ribeiro. Na base do sacrifício, o camisa 1 ainda participou da vitória por 3 a 0 sobre o Ceará, nas oitavas de final da Copa do Brasil, em Fortaleza, em 26 de agosto. No período longe do time, ele fez trabalho de recuperação física no Reffis. Na última semana, o Mito tentou treinar no gramado, mas ainda precisou dar sequên- cia ao tratamento fisioterápico. n Rogério Ceni está mais perto de voltar a defender o São Paulo. Em recuperação de um edema e de uma inflamação no adutor direito, o goleiro participou do treino, no CT da Barra Funda. Por causa da lesão, sofrida em 12 de agosto, na vitória sobre o Figueirense, o arqueiro não dis- putou os últimos sete jogos do Tricolor neste Brasileirão. Em to- das as ocasiões, ele foi substituí- Depois de se destacar como zagueiro, Breno vira volante do São Paulo. Já o meio-campista Rodrigo Caio atua como defensor no time de Osorio vem crescendo. Isso é o mais importante”,celebrouRodrigo Caio,quetambématuoucomo bequeem2013,sobocomando dotécnicoPauloAutuori. Destaque no Campeonato Brasileirode2007,Brenocons- truiu toda a carreira como de- fensor.Nestatemporada,parti- cipou apenas de quatro parti- das.Curiosamente,aúnicavez em que o jogador, de 25 anos, atuaria como zagueiro foi na derrota para o Goiás, por 3 a 0, quandosaiudecampoaosoito minutos por causa de uma le- sãonacoxaesquerda. “O Osorio sabe que pode contar comigo, seja para jogar comozagueiroouvolante,por- queeuqueroajudaroSãoPau- lo”,avisouBreno,queficouse- tepartidasafastadodotimepa- raserecuperardacontusão. SINTONIAFINA/Navitóriasobre o Grêmio, no domingo, Osorio pôde contar outra vez com a dupla (Breno foi liberado pelo departamentomédicoeRodri- go Caio retornou da seleção olímpica).Antesdoconfronto, os dois conversaram para me- lhoraroentrosamento. “Nóstemosconversadomui- to.Faleiqueseele(Breno)sen- tisse algum problema ou falta deconfiança,poderiamecon- tar,porquenóstrocaríamos(de posição). Felizmente, ele fez uma grande partida e soube protegerbemazaga.Éumjoga- dorqueestácrescendobastan- te”,elogiouRodrigoCaio.
  16. 16. 1 6 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Esporte DIÁRIO DE S. PAULO - TERÇA-FEIRA / 15 DE SETEMBRO DE 201518 Olimpíada Rio 2016 Determinada a não ser apenas mais um rostinho bonito, Priscilla Carnaval briga pela evolução do BMX feminino de olho na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016 Marta Teixeira marta.teixeira@diariosp.com.br O rostinho delicado pode pas- sar uma ideia errada. Bastam cincominutosdeconversacom Priscilla Carnaval para ter cer- teza: na pista ou fora dela, a jo- vem,de21anos,éboadebriga. Candidata à vaga do Brasil no ciclismo BMX nos Jogos Olím- picos Rio-2016, ela conta com voztranquilaeanimaçãocomo bancoudoprópriobolsoapar- ticipação na penúltima etapa daCopadoMundo,emSantia- godelEstero,naArgentina. O dinheiro, recebido do pro- gramaBolsaPódio,dogoverno federal, deveria servir para manter uma equipe de apoio. Mas, temendo cair no ranking mundial,Priscillapreferiuusá- lonaviagem.“Tudoqueeuga- nho, invisto no esporte. Estou investindo muito no sonho olímpico”, avisa. Ela chegou antes, treinou na pista oficial e... Quase foi à semifinal. O consolo foi ter vencido a cam- peã olímpica, a colombiana MarianaPajón,emumabateria. Até o Mundial, em julho, na Bélgica, a CBC (Confederação Beleza radical BrasileiradeCiclismo)levavaas equipes masculina e feminina paratreinarecompetirnoexte- rior.Chegaramaficardoisme- ses nos Estados Unidos, mas, quando as meninas deixaram de ter a possibilidade de con- quistaroutravagapeloranking, ofocoacaboumudando. “Disseram que vão investir no treinamento”, explica. Mas Priscillasabeque,senãopuser forçanapedalada,vaificarpara trás. No Brasil, costuma com- petircontrameninoseadispu- ta é de igual para igual. “Às ve- zes, você está na largada, en- costamdoismarmanjosdoseu lado e todo mundo se empur- ra.” Vale tudo, desde que pés e mãosnãosaiamdabike.” DETERMINAÇÃO/ Medo? Nem pensar. Priscilla acredita que a falta de mais situações como estadeixaasbrasileirasatrásno cenáriointernacional.Nascur- vas,porexemplo,enquantono Brasil quatro ou cinco pessoas do mesmo nível se enfrentam, em outros países, são dezenas de atletas lado a lado. “Essa percepção de curva tem sido o problema. Situações assim e a malíciaparalidarcomelas.” Apesar das dificuldades, ela comemoraaevoluçãodoBMX. “AConfederaçãomepropor- cionou muito crescimento. O queanteserainatingível,agora, édeigualparaigual”,garante. ENTREVISTA Priscilla Carnaval_ Ciclista do BMX ‘Aprendi que o tombo faz parte do esporte’ DIÁRIO_ O que lhe atraiu no ciclismo BMX? PRISCILLA CARNAVAL_ Desde pequena, sempre fui muito agitada e gostava de coisas ra- dicais, sempre brincava com os meninos. Aos 7 anos, comecei no BMX com o meu irmão (Douglas, dois anos mais velho e que, hoje, é o técnico dela) e acabei me tornando uma me- nina sem muitas frescuras. Aprendi que o tombo faz parte. Aos 9 anos, era meio gordinha, pesava 46 quilos e não tinha muito jeito para o esporte, mas, aos 13, baixei para 36 quilos e consegui evoluir. É um esporte muito radical. Teve alguma queda que a mar- cou mais? Na primeira vez em que desci uma pista de oito metros, não tinha nenhuma noção. Passei reto na rampa, caí, bati a cabe- ça e perdi a memória. Fiquei dois dias assim. Quando voltei, caí de novo e quebrei o dedo do meio da mão esquerda. Insisti mais de dez vezes até acertar. Mas, apesar de radical, você também é bem vaidosa, certo? Dentro da pista, é se jogar e dar o máximo na competição, por- que, para crescer, você tem de arriscar. Mas, fora, eu gosto de me arrumar, usar maquiagem, cuidar do cabelo, usar vestido... Gosto de ser feminina. Já trabalhou como modelo? Nunca deu certo, porque eu viajo muito, sou muito focada no esporte. Mas poderia fazer, se fosse algo ligado a patroci- nadores. Eu procuro patrocina- dores para me apoiarem nessa jornada, ninguém chega muito longe sozinha. Tem atleta que não gosta do título de musa. E você? O título de musa não me inco- moda, mas penso muito na mi- nha imagem, não só fisica- mente, na conduta, também. Tenho responsabilidade, sou espelho para os mais jovens. Você é muito paquerada du- rante as competições... Eu tenho de saber lidar com is- so e somos todos amigos. Tra- balho para ser a melhor brasi- leira, mas, também, para estar bem no cenário internacional. Fotosdereproduçãodeinternet Priscillaéaatuallíder dorankingbrasileiro deBMXefoiaquarta noPandeToronto
  17. 17. 17BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 TV en Ação GOSTOSA “Eu estou dizendo adeus para o papel de gostosa. Acho que não terei mais essa chance” _Fernanda Torres, atriz AFINIDADE “É tão legal e tão natural que a gente nem se deu conta de que nossa bola ficou tão redondinha” _Andréa Beltrão, atriz viva DESPEDIDA O último tapaDepois de cinco temporadas de sucesso, vai ao ar hoje o último episódio de ‘Tapas & Beijos’. Elenco fala sobre química, revela como é se afastar de personagens tão queridos e comenta planos para o futuro Luciano Guaraldo lucianog@diariosp.com.br N os últimos cinco anos,asnoitesdeter- ça-feira foram em- baladas pelo refrão “Entretapasebeijos, éódio,édesejo...”.Hoje,amú- sicatocapelaúltimavez,como fimasérie“Tapas&Beijos”. “Não é fácil. Nós vivemos uma realidade paralela aqui, sãocincoanoscomasmesmas pessoas,atéosfigurantessãoos mesmos”, contou Fernanda Torres,aFátima.“Quandoum projetoespecialassimacaba,dá um certo vazio. Ao mesmo tempo que sabemos que está chegandoaofimnahoracerta, sabemos que vai acabar essa convivênciademeiadécada.” Boapartedosucessodopro- gramasedeveàquímicaentre Fernanda e Andréa Beltrão, a Sueli,queparecemdefatoami- gas de longa data. O curioso é queelasmalseconheciaman- tesdaestreiadasérie.“Tínha- mos amigos em comum, mas nuncaconvivemos.Eufuifazer cinema, a Andréa foi para o teatro. Mas, quando nos encontramos,sabíamos tudo uma da outra”, contou Fernanda, complementada por Andréa: “É como se duas pessoas da mesma família ti- vessem crescido emlugaresdistan- tes e, de repente, foram morar no mesmobairro”. FUTURO/E,de- pois de cinco anos no mes- mo papel, o elenco quer mais é des- cansar. “Eu preciso de fé- rias!Eachoquea maioria dos cole- gas também”,desabafou Vla- dimirBrichta,queviveoArma- ne.“Averdadeéquetrabalha- mos quatro ou cinco dias por semana,demarçoadezembro. Épiorquenovela!Muitagente nãodimensionaotrabalhoque dáfazerumasériecomoessa.” FotosdeDivulgação/TVGlobo l+Papéis marcantes Fernanda Torres valorizou o fato de ter feito Fátima depois do sucesso como Vani, de “Os Normais” (2001-2003). “São esses milagres que a dramaturgia nos oferece. Mas não foi fácil. Eu lembro que, quando o ‘Tapas’ estreou, um jornal disse que seria o programa da Vani e da Marilda”, contou, referindo-se ao papel que Andréa viveu na série “A Grande Família” entre 2002 e 2009. “Mas o legal do ator é isso, poder viver personagens diferentes.” Vida que segue Questionado se seria fácil “matar” o personagem depois de tanto tempo, Vladimir Brichta foi direto: “Isso não existe. Essa ideia de que você pode eliminar simplesmente cinco anos de sua vida e voltar ao que era antes é impossível. Não só para atores, para todo mundo. Você mudou, o tempo passou. O que a gente faz é tentar afrouxar os laços”, explicou. “Isso leva tempo também. E acho que, quanto mais envolvimento você tiver, mais tempo levará para desfazer esses laços.” (Leia mais no Diário da Fama, pág. 27)
  18. 18. 1 8 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 TV em Ação DIÁRIO DE S. PAULO - TERÇA-FEIRA / 15 DE SETEMBRO DE 2015 27 diáriodafama Miss Bumbum DF tem dia de enfermeira n Suzy Cortez, a Miss Bumbum Distrito Federal 2015, também co- nhecida como sósia de Daniela Ci- carelli, posou para uma marca de roupas eróticas. A bela, que encar- nou uma enfermeira, disse que ficou bem empolgada com o resultado do ensaio, pois gosta de inovar. “Na hora H sou bem criativa”, declarou Suzy, que também é empresária e estudante de direito. Como está solteira, a candidata à Miss Bum- bum (a final nacional do concurso acontece em 9 de novembro) espe- ra usar as fantasias com um futuro namorado. Alguém se candidata? Bruna Hamú nega romance n Os fãs de Bruna Hamú e Klebber Toledo podem até ter se animado com a notícia de um suposto ro- mance entre os dois. A assessoria da atriz, porém, negou que eles es- tejam juntos: “Não procede”. Bruna também se manifestou sobre o as- sunto no Twitter. “Impressionante como tem certas mídias que não tem mais o que inventar. Quanta coisa desnecessária.” Após o fim da temporada de “Malhação”, a atriz segue em busca de novos projetos. A gata está concorrendo ao concurso de bumbum mais bonito do Brasil Salvadora da n Mesmo um mês após a es- treia, “Real Beleza” continua cau- sando polêmica. O motivo? O nu de Adriana Esteves. Vladimir Bri- chta, marido da atriz que atua com ela no filme (foto), falou so- bre essa repercussão. “Eu espe- rava, porque as pessoas surpre- endentemente ainda comentam isso como se a nudez fosse algo muito inusitado”, opinou. Betty recebe homenagem Vladimir fala de nudez n Se o novo humorístico da Glo- bo estava mal das pernas a ponto até de a direção cogitar sua saída da grade em outubro, parece que alguém conseguiu dar fôlego ao “Tomara que Caia”. A participação de Monica Iozzi no domingo sal- vou o programa e fez com que o público torcesse para ela ficar. n “Foi ótimo fazer o ‘Tomara Que Caia’. Mas fiquei um pouco ner- vosa, claro”, confessou Monica, à coluna. “A equipe e o elenco fo- ram supercarinhosos comigo, me deram muita liberdade, então deu tudo certo. Adorei!”, elogiou a atriz e humorista. n No programa, ela pintou e bor- dou: fez piada com Eri Johnson, errou o texto, improvisou, provo- cou o público e fez até propagan- n O GNT preparou uma pro- gramação especial para home- nagear Betty Lago, que morreu no domingo. O “Pirei com Betty Lago” vai ser exibido em breve, após uma edição do diretor Al- berto Renault. Os fãs também vão poder ver, de graça, todos os episódios do programa no GNT Play, além de uma edição especial do “GNT Fashion” (ela criou a atração e a apresentou por cinco anos). O “Desafio da Beleza”, programa que Betty apresentava atualmente (foto), vai continuar sendo exibido normalmente todas as segun- das-feiras, às 21h. EstevamAvellar/TVGlobo/Divulgação Reprodução AdalbertodeMeloPygmeu/GNT/Divulgação da do “Vídeo Show”, programa que ela apresenta atualmente ao lado de Otaviano Costa. n Nas redes sociais, é claro, o burburinho foi grande. “Gente, coloca a Monica Iozzi no ‘Tomara que Caia’ que salva o programa! (risos). Muito bom”, elogiou uma internauta. “Monica Iozzi escu- lhambando com o ‘Tomara Que Caia’. O programa estava mesmo precisando”, opinou outro. n Depois da repercussão positi- va de sua participação, Monica falou sobre uma possibilidade de integrar um projeto nos moldes do dominical: “Não sei. Queria tentar fugir do humor por um tempinho, mas quem sabe...”. n Se o público aprovou Monica no “Tomara que Caia”, a Globo só tem motivos para agradecer a presença dela. Com a atriz, o pro- grama registrou 12 pontos de au- diência. Na semana passada, fo- ram apenas 9,5 e alguns minutos atrás da concorrente. Nasemanapassada, aatraçãoficouna marcados9pontos. ComMonica,foram12 AJUDA Ainda abalada por conta da morte do irmão, Xuxa ganhou uma forcinha dos amigos. Ontem, Rodrigo Faro, Ticiane Pinheiro e Marcos Mion apresentaram o programa da loira. Elenco sai sem lembranças n Andréa Beltrão e Fernanda Tor- res bem que queriam levar um ves- tido da Djlama Noivas ou um prato do restaurante do Seu Chalita para matar a saudade de “Tapas e Bei- jos” (a série acaba hoje. Leia mais na pág. 25). Andréa, porém, disse que tudo pertence à Globo. “Se a gente disser que vai levar alguma coisa, é roubo (risos). Então não. Se sumir alguma coisa, talvez esteja na casa de um de nós (risos)”, brincou. CRÍTICA NA WEB Não ficou clara a participação de Taís Araújo e Lázaro Ramos no Faustão. O casal interpretou os personagens que farão na série “Mister Brau” e confundiu o público. pegou bem pegou mal StudioWoody/SKTDigitalMarketing Participação de Monica no “Tomara que Caia” foi elogiada na internet por Camila Juliotti camilaj@diariosp.com.br Com Luciano Guaraldo pátria
  19. 19. 19BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 DIÁRIO DE S. PAULO - TERÇA-FEIRA / 15 DE SETEMBRO DE 201528 horóscopopor João Bidu ÁRIES (21/3 a 20/4) Aposte na boa vontade para se enten- der com as pessoas. Atingir um objetivo pessoal será mais fácil em equipe. Mas, se anda de olho em uma promoção, te- rá de encarar algumas disputas. TOURO (21/4 a 20/5) Para chegar longe na vida profissional, é melhor agir em segredo. Novidades so- bre a saúde de um parente. Se alguém de casa precisar de ajuda, faça um es- forço e coloque as mãos na massa. GÊMEOS (21/5 a 20/6) No que depender dos astros, você vai brilhar! Seu signo já se expressa com facilidade e, agora, terá uma dose extra de encanto na hora de se comunicar. Pode surgir um imprevisto no romance. CÂNCER (21/6 a 21/7) Você pode conquistar algo valioso para o seu lar. Se sonha em comprar a casa própria, é hora de correr atrás do que deseja. Talvez precise dividir melhor seu tempo entre a família e a carreira. LEÃO (22/7 a 22/8) Aproveite a facilidade para se comuni- car, seja no trabalho ou na vida pessoal. Há boas chances de se destacar nos estudos ou aprender algo novo trocan- do ideias com os colegas. VIRGEM (23/8 a 22/9) Pode surgir boa oportunidade para ga- nhar dinheiro, mas terá de manter a dis- crição. Bom dia para cortar gastos, in- clusive de maneira mais radical. Mas te- rá de resistir às futilidades. LIBRA (23/9 a 22/10) Seu signo costuma ser indeciso, mas hoje não será tão complicado tomar de- cisões e priorizar seus objetivos. Se pe- dir a ajuda de um amigo, melhor ainda! Talvez apareça a concorrência. ESCORPIÃO (23/10 a 21/11) Agir em segredo é tudo o que precisa para conquistar metas. Evite comentar sobre os seus planos e verá como tudo se desenrola melhor, inclusive no traba- lho. Só não confie tanto nos colegas. SAGITÁRIO (22/11 a 21/12) Pode tentar algo diferente hoje. Corra atrás dos seus sonhos. A criatividade e a sorte também ampliam suas chances de sucesso. Ao lado dos amigos, a di- versão está garantida! CAPRICÓRNIO (22/12 a 20/1) Bom dia para priorizar suas metas. Se está pensando em mudar de emprego ou tentar uma nova carreira, esse é o momento de dar o primeiro passo. Mu- dança no visual pode agradar. AQUÁRIO (21/1 a 19/2) O otimismo e o bom humor facilitam a interação com as pessoas. Se precisa terminar tarefas com um colega, saiba que a parceria pode render. Conhecer novas pessoas pode animar seu dia. PEIXES (20/2 a 20/3) Aproveite esta terça para se livrar de al- gumas coisas, fazer ajustes no trabalho ou até mudar de emprego. Não deixe sua saúde de lado. Diferenças ou brigas podem abalar uma amizade. Cruzadas passatempo Soluções Sete erros Sudoku O conteúdo de Passatempo é fornecido pela www.coquetel.com.br Preencha os espaços vazios com algarismos de 1 a 9. Os algarismos não podem se repetir nas linhas verticais e horizontais, nem nos quadrados menores (3.3). Divirta-se Passatempo
  20. 20. 2 0 BOM DIA GUAIANAS & CID. TIRADENTES - 15 DE SETEMBRO DE 2015 Publicidade

×