A social

156 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
156
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A social

  1. 1. A social-democracia é uma ideologia política de esquerda surgida no fim do séculoXIX por partidários do marxismo que acreditavam que a transição para uma sociedadesocialista poderia ocorrer sem uma revolução, mas por meio de uma evoluçãodemocrática. A ideologia social-democrata prega uma gradual reforma legislativa dosistema capitalista a fim de torná-lo mais igualitário, geralmente tendo em meta umasociedade socialista. O conceito de social-democracia tem mudado com o passar dasdécadas desde sua introdução. A diferença fundamental entre a social-democracia eoutras formas de socialismo, como o marxismo ortodoxo, é a crença na supremacia daacção política em contraste à supremacia da acção económica ou determinismoeconómico sócio industrial.Isto ocorre desde o século XIX.Historicamente, os partidos social-democratas advogaram o socialismo de maneiraestrita, a ser atingido através da luta de classes. No início do século XX, entretanto,vários partidos socialistas começaram a rejeitar a revolução e outras ideias tradicionaisdo marxismo como a luta de classes, e passaram a adquirir posições mais moderadas.Essas posições mais moderadas incluiram uma crença de que o reformismo era umamaneira possível de atingir o socialismo. No entanto, a social-democracia modernadesviou-se do socialismo, gerando adeptos da ideia de um Estado de bem-estar socialdemocrático, incorporando elementos tanto do socialismo como do capitalismo. Ossociais-democratas tentam reformar o capitalismo democraticamente através deregulação estatal e da criação de programas que diminuem ou eliminem as injustiçassociais inerentes ao capitalismo, tais como Bolsa Família e Opportunity NYC. Estaabordagem difere significativamente do socialismo tradicional, que tem como objetivosubstituir o sistema capitalista inteiramente por um novo sistema económicocaracterizado pela propriedade coletiva dos meios de produção pelos trabalhadores.Atualmente em vários países, os sociais-democratas atuam em conjunto com ossocialistas democráticos, que se situam à esquerda da social-democracia no espectropolítico. No final do século XX, alguns partidos social-democratas, como o PartidoTrabalhista britânico, o Partido Social-Democrata da Alemanha e o Partido da Social-Democracia Brasileira começaram a flertar com políticas econômicas liberais,originando o que foi caracterizado de "Terceira Via". Isto gerou, além de grandecontrovérsia, uma grave crise de identidade entre os membros e eleitores dessespartidos.HistóriaPré-Segunda Guerra MundialA rosa vermelha é o símbolo da social democracia.Muitos partidos da segunda metade do século XIX ,se definiam como sendo sociaisdemocratas, tais como a Associação Geral dos Trabalhadores Alemães, o Partido SocialDemocrata dos Trabalhadores da Alemanha (que se fundiram para dar origem aoPartido Social-Democrata da Alemanha ou SPD), a Federação Social DemocrataBritânica e o Partido Operário Social-Democrata Russo. Na maioria dos casos, estes
  2. 2. partidos eram declaradamente socialistas revolucionários, visando não só introduzir osocialismo, mas também a democracia em nações com poucas instituições democráticas.A maioria destes partidos eram influenciados pelas obras de Karl Marx e FriedrichEngels, que na época estavam trabalhando para influenciar a política europeiacontinental em Londres.O movimento social democrata moderno se concretizou através de uma ruptura nomovimento socialista no início do século XX. Em linhas gerais, esta ruptura se originouna divisão de crenças entre aqueles que insistiam na revolução política como pré-condição para atingir o socialismo e os que defendiam que era possível e desejávelatingir o socialismo através de uma evolução política gradual. Muitos movimentosrelacionados, como o pacifismo, o anarquismo e o sindicalismo começaram a irromperem todo o mundo na mesma época; estes grupos eram, muitas vezes, formados porindivíduos que se separaram do movimento socialista preexistente e mantinham umasérie de objeções diferentes ao marxismo ortodoxo.Os sociais democratas, que fundaram as principais organizações socialistas da época,não rejeitavam o marxismo. Um número significativo de indivíduos no movimentosocial democrata queriam revisar alguns dos raciocínios de Marx, a fim de promulgaruma crítica menos hostil ao capitalismo. Eles argumentavam que o socialismo deveriaser atingido através da evolução da sociedade, ao invés da revolução. De fato, Marxhavia declarado ser possível estabelecer o comunismo ou socialismo por uma revoluçãopacífica e democrática em alguns países. Essa ideia também foi avançada por FriedrichEngels e, principalmente, por Karl Kautsky. O revisionismo também buscava alteraralguns pontos teóricos básicos do marxismo, principalmente devido à influência dodarwinismo e de Immanuel Kant. Esta visão era fortemente condenada pelos socialistasrevolucionários, que argumentavam que qualquer tentativa de reformar o capitalismoestava fadada ao fracasso, uma vez que os reformistas seriam gradualmentecorrompidos e, eventualmente, se transformariam em capitalistas eles próprios.Apesar das diferenças, os reformistas e os socialistas revolucionários permaneceramunidos durante a Segunda Internacional até a eclosão da Primeira Guerra Mundial. Umaopinião dissonante sobre a legitimidade da guerra provou ser a gota dágua desta uniãotênue. Os socialistas reformistas apoiavam seus respectivos governos nacionais naguerra, um fato que foi visto pelos socialistas revolucionários como a traição definitivascontra a classe trabalhadora. Os socialistas revolucionários acreditavam que esta posturatraiu o princípio de que os trabalhadores de todas as nações deveriam unir-se naderrubada do capitalismo, e lamentaram o fato de que geralmente as pessoas de classesmais baixas é que são as enviadas para lutar e morrer na guerra.Discussões amargas surgiram dentro dos partidos socialistas, como por exemplo, entreEduard Bernstein, líder socialista reformista, e Rosa Luxemburgo, líder dos socialistasrevolucionários, dentro do SPD na Alemanha. Eventualmente, após a Revolução Russade 1917, a maioria dos partidos socialistas do mundo se viram fraturados. Os socialistasreformistas mantiveram o nome de social democratas, enquanto que os socialistasrevolucionários começaram a chamar a si mesmos de comunistas, formando omovimento comunista moderno. Estes partidos comunistas logo formaram umainternacional exclusiva deles, a Terceira Internacional, conhecida mundialmente comoComintern.
  3. 3. Na década de 1920, as diferenças doutrinárias entre os socia democratas e os comunistasde todas as facções (marxistas ortodoxos, como os bolcheviques) tinha solidificado.Estas diferenças só se tornaram cada vez mais dramáticas com o passar dos anos.Pós-Segunda Guerra MundialApós a Segunda Guerra Mundial, na sequência da cisão entre os social-democratas ecomunistas, uma outra divisão surgiu no âmbito do próprio movimento socialdemocrata. Os que acreditavam que ainda era necessário abolir o capitalismo (semrevolução) e substituí-lo por um sistema socialista democrático através da viaparlamentar se opunham àqueles que acreditavam que o sistema capitalista poderia sermantido, mas precisava de uma reforma drástica, como a nacionalização das grandesempresas, a implementação de programas sociais (educação pública, sistema de saúdeuniversal, e assim por diante) e a redistribuição parcial de riqueza através da criação deum estado de bem-estar permanente baseado na tributação progressiva.Eventualmente, a maioria dos partidos social democratas se viram dominados pelaúltima visão e na era pós-Segunda Guerra Mundial abandonaram por completo ocompromisso de abolir o capitalismo. Por exemplo, em 1959, o SPD aprovou oPrograma Godesberg, que rejeitou a luta de classes e o marxismo. Enquanto os termos"social democrata" e "socialista democrático" continuaram a ser utilizados de formaindiscriminada desde então, até a década de 1990, no mundo anglófono, pelo menos, ostermos ainda denominavam, respectivamente, adeptos da visão de que não era maisnecessário implementar o socialismo e de que ainda era necessário implementar osocialismo.Na Itália, o Partido Socialista Democrático Italiano, fundado em 1947, deu as bases paraaquilo que ficaria mais tarde conhecido como "Terceira Via"; uma aliança dos sociaisdemocratas com os partidos de centro. Desde o final da década de 1980, com a queda doMuro de Berlim, vários partidos sociais democratas tradicionais adotaram a "TerceiraVia", tanto formalmente quanto na prática. No Brasil, o Partido da Social DemocraciaBrasileira surge como um partido de "Terceira Via" propriamente dito, desconectado desindicatos ou outros movimentos trabalhistas, diferentemente dos partidos sociaisdemocratas tradicionais. Os sociais democratas modernos são, em geral, a favor de umaeconomia mista, o que é capitalista sob vários aspectos, mas defendem explicitamente osuprimento governamental de certos serviços sociais.Muitos partidos sociais democratas trocaram seus objetivos tradicionais de justiça socialpara questões como direitos humanos e preservação ambiental. Nisto, estão enfrentandoum desafio crescente dos Partidos Verdes, que vêem a ecologia como fundamental paraa paz, exigindo uma reforma da fonte de capital e promovendo medidas de segurançapara garantir um comércio que não fira a integridade ecológica. Em países como aAlemanha, a Noruega e a Suécia, os Verdes e Sociais Democratas cooperam emalianças chamadas de "vermelha-verde".Na eleição de 2010 no Brasil, os verdes demonstraram ainda não serem capazes deimpor a sua identidade. Em diversos estados do país se apresentaram divididos após oprimeiro turno. Importantes lideranças declararam apoio a Dilma Roussef, petista eoutros enxergaram na eleição de Serra (frustrada) a possibilidade de um governo dentrodo seu programa.
  4. 4. DefiniçãoA Internacional Socialista definiu a social-democracia como forma ideal de democraciarepresentativa, que pode solucionar os problemas encontrados numa democracia liberal,enfatizando os seguintes princípios para construir um estado de bem-estar social:primeiro, a liberdade inclui não somente as liberdades individuais, entendendo-se por"liberdade" também o direito a não ser discriminado e de não ser submisso aosproprietários dos meios de produção e detentores de poder político abusivo. Segundo,deve haver igualdade e justiça social, não somente perante a lei mas também em termoseconômicos e socioculturais, o que permite oportunidades iguais para todos, incluindoaqueles desfavorecidos física, social ou mentalmente.Finalmente, defende-se ser fundamental que haja solidariedade e que seja desenvolvidoum senso de compaixão pelas vítimas da injustiça e desigualdade.CríticasPara Lenin, o revisionismo era uma das manifestações de um capitalismo burguês ereacionário, pois negava a revolução e a democracia proletária em troca de umademocracia burguesa que apenas mascara a luta de classes e, portanto, as ideiassocialista e igualitárias de Marx e Engels. Os pensadores Kautsky e Eduard Bernstein,principais teóricos da social-democracia, foram duramente atacados por Lenin, que osacusou de deturparem a teoria marxista e traírem o movimento proletário, sendo que oprimeiro foi considerado "renegado" pelo revolucionário russo.O filósofo e pensador Walter Benjaminconsiderou a social-democracia duplamenteculpada pela ascensão do nazismo na Alemanha, pois ela menosprezou o movimentofascista emergente na Europa, definindo-o como um simples espasmo do capitalismo jádeclinante. Outro erro da social-democracia, para Benjamin, foi criticar o comunismocomo um movimento que precipita as revoluções, criando atritos e desarticulando osdois partidos de esquerda que, unidos, poderiam fazer frente ao avanço nazista naAlemanha.No mundoEsta página ou seção está redigida sob uma perspectivaprincipalmente lusófona e pode não representar uma visãomundial do assunto.Por favor aperfeiçoe este artigo ou discuta este caso na página de discussão.BrasilNo Brasil, apenas um partidopolítico – o Partido Democrático Trabalhista (PDT) –integra a Internacional Socialista, órgão que reúne partidos identificados comorepresentantes da ideologia social-democrata em todo o mundo.1O principal líder doPDT, Leonel Brizola, fundou o partido após ter perdido na Justiça o direito de usar asigla do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) – partido de Getúlio Vargas extinto após ogolpe de 1964 – para Ivete Vargas, sobrinha de Getúlio. O PTB também se define como
  5. 5. representante da social-democracia, apesar de ser considerado atualmente um partido decentro-direita.2O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)3é o único partido do país a trazer anomenclatura social-democracia em sua legenda. É representante da terceira via,atuando em defesa de uma proposta social-democrata de menor controle estatal sobre aeconomia.1Entre suas ações enquanto governo estiveram a privatização de algunssetores estatais, o fortalecimento das agências reguladoras, a redução de gastos públicos,a defesa do direito à propriedade intelectual e a implementação do Bolsa Escola noâmbito federal. Por influência de Brizola, o PSDB foi rejeitado na InternacionalSocialista, sob a alegação de que se aliara à direita (PFL) para governar.1O maior rival do PSDB no cenário político brasileiro é o Partido dos Trabalhadores(PT).4Partidos de origem semelhante, se distanciaram na prática política.1Ao contráriodo PSDB, o PT, ligado à Central Única dos Trabalhadores (CUT), nasceu com amplabase operária. Histórico defensor do socialismo por vias democráticas, a atuação do PTno governo federal, onde faz a defesa de maior controle estatal sob a economia e deprogramas de assistência social como o Bolsa Família, fez com que especialistasidentificassem o PT como um partido social-democrata,15apesar da resistência demembros do partido de se auto-intitularem como tal.6De fato, durante os últimos anosdo governo Lula cresceu novamente a força do grupo dentro do partido que aindadefende a "utopia socialista" como objetivo final de sua luta.1Os quatro partidos citados acima estão entre os seis maiores do país, com mais de ummilhão de filiados cada. Há também outros partidos menores que se auto-declaramrepresentantes da social-democracia, como o Partido Popular Socialista (PPS).Cresce em importância o Partido Socialista Brasileiro (PSB), que na eleição de 2010elegeu 6 dos 27 governadores do Pais.PortugalEm Portugal, a Internacional Socialista tem como representante o Partido Socialista7,sendo Mário Soares um dos seus Presidentes Honorários8, é também filiado no PartidoSocialista Europeu9e membro Grupo Parlamentar da Aliança Progressista dosSocialistas & Democratas no Parlamento Europeu (antigo Grupo Parlamentar do PartidoSocialista Europeu)10.Não obstante, há o Partido Social Democrata - PPD/PSD que na actualidade tem umposicionamento de centro-direita1112, mas esteve originariamente, pela acção deFrancisco Sá Carneiro e em vários contactos internacionais destinado a integrar-se naInternacional Socialista e, consequentemente, no Partido Socialista Europeu, para,assim, se sedimentar a sua natureza de partido reformista, social-democrata e europeísta.Como descreveu a estudiosa Cristina Crisóstomo, quando foi criado em 1974, o entãoPPD/PSDpretende a integração na Internacional Socialista, pretensão que explicará amudança de designação para Partido Social Democrata (PSD), mas a influência do PSimpedirá esse reconhecimento.13.Sociais democratas notáveis
  6. 6. Clement Attlee em 1945målPolski‫تو‬ ‫ښ‬ ‫پ‬RomânăРусскийSicilianu

×