Primeiros Socorros: Fundamentos,
Conceitos, Segurança.Vias Aéreas e
Proteção da Coluna Cervical. TRM
Prof. Fernando Ramos ...
SINONÍMIA
•PRIMEIROSSOCORROS=
SOCORROSDEURGÊNCIA=
PRONTOSOCORRISMO=
ATENDIMENTOPRÉ-
HOSPITALAR(APH)
TERMINOLOGIAMAIS
ADEQU...
ATENDIMENTOPRÉ-HOSPITALAR=PRIMEIROSSOCORROS
• REPRESENTAMASMEDIDAS
INICIAISEIMEDIATAS
APLICADASA UMAOU MAIS
VÍTIMASFORADOA...
ATENDIMENTO PRÉ-HOSPITALAR =
PRIMEIROS SOCORROS
• REPRESENTAMTODASAS
AÇÕESCOMOOBJETIVODE
MANTERAVIDAE/OU
MINIMIZARSOFRIMEN...
DIFERENÇAS ENTRE EMERGÊNCIA E URGÊNCIA (BASEADO
EM GOMES, 1994)
• ATENDIMENTODE
EMERGÊNCIA=CONJUNTODE
AÇÕESEMPREGADASPARAA...
• ATENDIMENTODE
URGÊNCIA=CONJUNTODE
AÇÕESEMPREGADASPARA
ARECUPERAÇÃO, CUJOS
AGRAVOSÀSAÚDE
NECESSITAMDE
ASSISTÊNCIAIMEDIATA...
FINALIDADES DOS PRIMEIROS SOCORROS
• PRESERVARAVIDA;
• RESTRINGIR/
MINIMIZAROS
EFEITOSE/OU
SEQÚELAS;
• PROMOVERA
RECUPERAÇ...
QUEMPRESTASOCORRODEVESER:
BEMTREINADO;
PERIODICAMENTEREAVALIADO;
ATUALIZADOQUANTOACONHECIMENTOSE
TÉCNICAS;
ÉOBRIGAÇÃOLEGAL...
CO MO PRESTAR SO CO RRO
FAÇATUDOOQUEPUDER=CONHECIMENTO+
TREINAMENTO+EXPERIÊNCIA. JAMAISBANQUEO
HERÓI!
LEMBRE-SE: AMORTE,...
COMO PRESTAR SOCORRO
IDENTIFICARASLESÕESOU ANATUREZADA
INTERCORRÊNCIAQUEAFETAOINDIVÍDUO;
AGIRCOMRAPIDEZ, MASSEMPRECIPITA...
PRIO RIDADES E O BJETIVO S DAS AÇÕ ES
 AVALIAÇÃOINICIAL=
DIMENSIONAMENTODACENAE
DASITUAÇÃOGERAL.
VERIFICARDOQUESETRATAE
Q...
1.O Traumatizado  Prioritário (#Funções Vitais
Comprometidas; #Lesões Orgânicas; #Medo;
#Angustias) Atendimento ( #Condi...
Segundo Pico de Morte Minutos a algumas horas
( 30% Mortes), ocorrem devido a hematomas Cerebrais;
Hemopneumotórax; Lesõ...
Atendimento Inicial ao Traumatizado
1. Planejamento
1. Triagem
1. Avaliação Primária
A- Vias Aéreas e Controle da Coluna C...
CHIN LIFT
O COLAR CERVICAL NÃO
DEVE SER RETIRADO
ENQUANTO NÃO ESTIVER
EXCLUÍDA A
POSSIBILIDADE DE LESÃO
CERVICAL.
Colar Cervical
•Lesão Traumática da
raqui(coluna) e medula espinal
resultando algum grau de
comprometimento temporário ou
permanente das ...
COLUNA VERTEBRAL
COLUNA VERTEBRAL
A primeira vértebra cervical é também, denominada de
ATLAS por sustentar o peso da cabeça. Atlas foi um dos
Titans na mito...
COLUNA VERTEBRAL
Medula
C1 a L1 ou L2
L3 ....Cauda eqüina
MEDULA ESPINAL
ANATOMIA - COLUNA
• TRM representa um problema epidêmico
nos EUA e no mundo.
• Quadros muito graves com alta mortalidade
• Incidência cresce...
• Maior causa é o acidente de trânsito –
50%
• Homem jovem 25 a 35 anos
• Brasil - 70 a 90 casos/100.000
habitantes
• Mort...
TRM – Traumatismo Raqui-
Medular
• Principais Causas
• Acidente de carro - Chicote
• Mergulho em águas rasas
• PAF
• PAB
• Quedas
• Esportes
TRM – Traumati...
• TRAUMA FECHADO
• Afeta mais os segmentos móveis
cervicais e lombares
• O comprometimento neurológico
é secundário a pato...
• TRAUMA FECHADO
• Fratura cervical
• Angulação aguda do pescoço por
flexão e extensão violenta.
• Acidente automobilístic...
• TRAUMA FECHADO
• Fratura Torácica
• Rara devido proteção de caixa torácica
• Tóraco Lombar
• Comum. Quedas com impacto d...
As lesões ocorrem por:
-Flexão, extensão, rotação, compressão
por impacto axial ou combinação desses
mecanismos.
Mecanismo...
FRATURA COMPRESSÃO TORÁCICA
BAIXA
FRATURA COM LUXAÇÃO COMPLETA –
TORÁCICA BAIXA
LESÕES - COLUNA
•Perfuração da coluna (arma branca, tiro
ou estilhaço de bomba na coluna)
•Lesão medular completa ou incompleta,
associada...
•SUSPEITAR DE TRM NOS SEGUINTES CASOS:
· Mecanismo de lesão sugestivo (causas de TRM), mesmo
sem sintomas
. Politraumatiza...
Gravidade do trauma
• DEPENDE SE A MEDULA É ATINGIDA
• Lesão medularcervical é a mais comum– 2/3
• C4 a C7 – mais vulneráv...
Sinais
• Deformidade
• Inchaço
• Laceração ou contusão
• Paralisia ou anestesia
• Incontinência
ANATOMIA - COLUNA
Sintomas
• Dor
• Formigamento, amortecimento
ou fraqueza
• Dor com movimentação
• Dificuldade de respirar
Tipos de lesão
• Partes moles
• Lesão óssea(coluna) sem lesão
medular
• Lesão óssea (coluna) com lesão
medular incompleta
...
• Paraplegia – paralisia de ambas as
pernas
• Quadriplegia ou Tetraplegia –
paralisia de ambos os braços e
pernas
• Hemipl...
TRATAMENTO
• Restaurar vias aéreas
• Ventilação adequada
• Controle de hemorragia
• Atenção ao choque medular ou
neurogêni...
TRATAMENTO
• Todos pacientes com suspeita de
TRM devem receber O2
• Lesões cervicais e torácicas podem
causar paralisia da...
TRM
• PREVENÇÃO
• IMOBILIZAÇÃO
• TRANSPORTE
• CENTRO MÉDICO
ADEQUADO
• REABILITAÇÃO
Registro fotográfico Pessoal
Obrigado Pela Atenção
Dúvidas: fernandoramos30@uol.com.br
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)

1.937 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.937
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
65
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 1 conceitos_vias_aereas_trm (1)

  1. 1. Primeiros Socorros: Fundamentos, Conceitos, Segurança.Vias Aéreas e Proteção da Coluna Cervical. TRM Prof. Fernando Ramos Gonçalves _Msc
  2. 2. SINONÍMIA •PRIMEIROSSOCORROS= SOCORROSDEURGÊNCIA= PRONTOSOCORRISMO= ATENDIMENTOPRÉ- HOSPITALAR(APH) TERMINOLOGIAMAIS ADEQUADAENTRE PROFISSIONAISDESAÚDE.
  3. 3. ATENDIMENTOPRÉ-HOSPITALAR=PRIMEIROSSOCORROS • REPRESENTAMASMEDIDAS INICIAISEIMEDIATAS APLICADASA UMAOU MAIS VÍTIMASFORADOAMBIENTE HOSPITALAR, EXECUTADOPOR PESSOASPREFERENCILAMENTE TREINADASPARAREALIZARA MANUTENÇÃODOSSINAIS VITAISEEVITAR AGRAVAMENTODELESÕESJÁ EXISTENTES.
  4. 4. ATENDIMENTO PRÉ-HOSPITALAR = PRIMEIROS SOCORROS • REPRESENTAMTODASAS AÇÕESCOMOOBJETIVODE MANTERAVIDAE/OU MINIMIZARSOFRIMENTOS ESEQÜELAS, PRESTADOSA INDIVÍDUOSEMSITUAÇÃO DEEMERGÊNCIA
  5. 5. DIFERENÇAS ENTRE EMERGÊNCIA E URGÊNCIA (BASEADO EM GOMES, 1994) • ATENDIMENTODE EMERGÊNCIA=CONJUNTODE AÇÕESEMPREGADASPARAA RECUPERAÇÃO, CUJOS AGRAVOSÀSAÚDE NECESSITAMDEASSISTÊNCIA IMEDIATA, POR APRESENTAREMRISCO EMINENTEDEVIDA (FALÊNCIADASFUNÇÕES VITAIS).
  6. 6. • ATENDIMENTODE URGÊNCIA=CONJUNTODE AÇÕESEMPREGADASPARA ARECUPERAÇÃO, CUJOS AGRAVOSÀSAÚDE NECESSITAMDE ASSISTÊNCIAIMEDIATA. AS CONDIÇÕESDOPACIENTE. SÃOAGUDAS, PORÉM, NÃO EXISTEPERIGOIMINENTEDE FALÊNCIADEQUALQUERDE SUASFUNÇÕESVITAIS.
  7. 7. FINALIDADES DOS PRIMEIROS SOCORROS • PRESERVARAVIDA; • RESTRINGIR/ MINIMIZAROS EFEITOSE/OU SEQÚELAS; • PROMOVERA RECUPERAÇÃODO SERHUMANO.
  8. 8. QUEMPRESTASOCORRODEVESER: BEMTREINADO; PERIODICAMENTEREAVALIADO; ATUALIZADOQUANTOACONHECIMENTOSE TÉCNICAS; ÉOBRIGAÇÃOLEGALDOPROFISSIONALDESAÚDE SABEREPRESTAROSPRIMEIROSSOCORROS; OMISSÃODESOCORROÉCRIMEPREVISTONOCÓDIGO PENALBRASILEIROENOSCÓDIGOSDEÉTICA PROFISSIONAL(ENFERMAGEMEMEDICINA).
  9. 9. CO MO PRESTAR SO CO RRO FAÇATUDOOQUEPUDER=CONHECIMENTO+ TREINAMENTO+EXPERIÊNCIA. JAMAISBANQUEO HERÓI! LEMBRE-SE: AMORTE, EMALGUMASSITUAÇÕES, SE TORNAINEVITÁVEL! AVALIEOSRISCOS: REGRABÁSICA=NÃOCAUSE NENHUMMAL+RISCOCALCULADO. AVALIEASITUAÇÃOCOMSEGURANÇAERAPIDEZ= AVALIAÇÃOINICIALDACENA. CHAMAROU MANDARCHAMARSOCORRO ESPECIALIZADO(193=TELEFONEDOSBOMBEIROS) ADMINISTRARMEDIDAS, OBEDECENDO PRIORIDADES!
  10. 10. COMO PRESTAR SOCORRO IDENTIFICARASLESÕESOU ANATUREZADA INTERCORRÊNCIAQUEAFETAOINDIVÍDUO; AGIRCOMRAPIDEZ, MASSEMPRECIPITAÇÃO; EVITECOMENTÁRIOSSOBREASITUAÇÃOPRÓXIMO À(S) VÍTIMA(S); AFASTARA“PLATÉIA”=CURIOSOS; TRANSMITIRAOMÁXIMOCONFIANÇAÀ(S) VÍTIMA(S) =INFUNDIR-LHE(S) CONFIANÇA; MANTENHA-SECALMO(A)! PRIORIDADEDEPRIMEIROSSOCORROS=CRIANÇASE ADOLESCENTES(ESTATUTODACRIANÇAEDO ADOLESCENTEEDECLARAÇÃOUNIVERSALDOS DIREITOSHUMANOS)
  11. 11. PRIO RIDADES E O BJETIVO S DAS AÇÕ ES  AVALIAÇÃOINICIAL= DIMENSIONAMENTODACENAE DASITUAÇÃOGERAL. VERIFICARDOQUESETRATAE QUANTASVÍTIMASEXISTEMNO LOCAL REGRASPRIORITÁRIAS!  VER  OUVIR  SENTIR
  12. 12. 1.O Traumatizado  Prioritário (#Funções Vitais Comprometidas; #Lesões Orgânicas; #Medo; #Angustias) Atendimento ( #Condições Vitais; # rápido Diagnóstico; #Tempo). 2.Considerações Acerca do Tempo de Atendimento  Primeiro Pico de Morte ( Imediata)  Segundos a minutos após o acidente ( 50% das Mortes)  Lesões do Tronco Cerebral; Medula Espinhal; Lesões da Aorta e/ grandes vasos( Sangramento Profuso)  Como Evitar= PREVENÇÃO. Atendimento ao Politraumatizado
  13. 13. Segundo Pico de Morte Minutos a algumas horas ( 30% Mortes), ocorrem devido a hematomas Cerebrais; Hemopneumotórax; Lesões hepáticas, Esplênicas e Fraturas Pélvicas provocando sangramento intenso. PACIENTES SALVÁVEISCORRETO ATENDIMENTO PRÉ-HOSPITALAR. Terceiro Pico de Morte  Dias ou Semanas após o trauma ( 20% das Mortes) Infecções; Falência Orgânica Qualidade do Atendimento Pré-hospitalar e Hospitalar
  14. 14. Atendimento Inicial ao Traumatizado 1. Planejamento 1. Triagem 1. Avaliação Primária A- Vias Aéreas e Controle da Coluna Cervical  Manobras de Chin Lift e Jaw Thurst  Uso da Canula de Guedel  Imobilização da Coluna Cervical Manobra de Jaw ThurstManobra de Chin Lift
  15. 15. CHIN LIFT
  16. 16. O COLAR CERVICAL NÃO DEVE SER RETIRADO ENQUANTO NÃO ESTIVER EXCLUÍDA A POSSIBILIDADE DE LESÃO CERVICAL. Colar Cervical
  17. 17. •Lesão Traumática da raqui(coluna) e medula espinal resultando algum grau de comprometimento temporário ou permanente das funções neurológicas ASIA – American Spinal Injury Association TRM – Traumatismo Raqui- Medular
  18. 18. COLUNA VERTEBRAL
  19. 19. COLUNA VERTEBRAL
  20. 20. A primeira vértebra cervical é também, denominada de ATLAS por sustentar o peso da cabeça. Atlas foi um dos Titans na mitologia grega que foi castigado por Zeus e obrigado a carregar a terra em seus ombros.
  21. 21. COLUNA VERTEBRAL Medula C1 a L1 ou L2 L3 ....Cauda eqüina
  22. 22. MEDULA ESPINAL
  23. 23. ANATOMIA - COLUNA
  24. 24. • TRM representa um problema epidêmico nos EUA e no mundo. • Quadros muito graves com alta mortalidade • Incidência crescente • Atendimento de Urgência e especializado TRM – Traumatismo Raqui- Medular
  25. 25. • Maior causa é o acidente de trânsito – 50% • Homem jovem 25 a 35 anos • Brasil - 70 a 90 casos/100.000 habitantes • Mortalidade – 30% no local 10% 1° ano 50% tetraplégicos TRM – Traumatismo Raqui- Medular
  26. 26. TRM – Traumatismo Raqui- Medular
  27. 27. • Principais Causas • Acidente de carro - Chicote • Mergulho em águas rasas • PAF • PAB • Quedas • Esportes TRM – Traumatismo Raqui- Medular
  28. 28. • TRAUMA FECHADO • Afeta mais os segmentos móveis cervicais e lombares • O comprometimento neurológico é secundário a patologia da raquis FISIOPATOLOGIA
  29. 29. • TRAUMA FECHADO • Fratura cervical • Angulação aguda do pescoço por flexão e extensão violenta. • Acidente automobilístico e mergulho
  30. 30. • TRAUMA FECHADO • Fratura Torácica • Rara devido proteção de caixa torácica • Tóraco Lombar • Comum. Quedas com impacto dos pés e região glútea • Lombar baixa • Os traumas produzem ruptura de discos
  31. 31. As lesões ocorrem por: -Flexão, extensão, rotação, compressão por impacto axial ou combinação desses mecanismos. Mecanismo de Trauma Raqui- Medular com fratura
  32. 32. FRATURA COMPRESSÃO TORÁCICA BAIXA
  33. 33. FRATURA COM LUXAÇÃO COMPLETA – TORÁCICA BAIXA
  34. 34. LESÕES - COLUNA
  35. 35. •Perfuração da coluna (arma branca, tiro ou estilhaço de bomba na coluna) •Lesão medular completa ou incompleta, associada ou não a lesão dos nervos espinhais e/ou tronco dos plexos nervosos. •Quadro neurológico é variável. Mecanismo de Trauma Raqui- Medular Penetrante
  36. 36. •SUSPEITAR DE TRM NOS SEGUINTES CASOS: · Mecanismo de lesão sugestivo (causas de TRM), mesmo sem sintomas . Politraumatizado · Vítimas inconscientes que sofreram algum tipo de trauma. · Dor ou deformidade em qualquer região da coluna vertebral. · Traumatismo facial grave ou traumatismo de crânio fechado. · "Formigamento" (anestesia) ou paralisia de qualquer parte do corpo abaixo do pescoço. · Mergulho em água rasa TRM – Traumatismo Raqui- Medular
  37. 37. Gravidade do trauma • DEPENDE SE A MEDULA É ATINGIDA • Lesão medularcervical é a mais comum– 2/3 • C4 a C7 – mais vulnerável a lesão • Torácica - proteção de costelas • Toracolombar– T11, T12 e L1 • Lesão estável ou instável • Difícil de avaliarno pré hospitalar. • Considerartoda lesão instável até se prove o contrario
  38. 38. Sinais • Deformidade • Inchaço • Laceração ou contusão • Paralisia ou anestesia • Incontinência
  39. 39. ANATOMIA - COLUNA
  40. 40. Sintomas • Dor • Formigamento, amortecimento ou fraqueza • Dor com movimentação • Dificuldade de respirar
  41. 41. Tipos de lesão • Partes moles • Lesão óssea(coluna) sem lesão medular • Lesão óssea (coluna) com lesão medular incompleta • Lesão óssea (coluna) com lesão medular completa
  42. 42. • Paraplegia – paralisia de ambas as pernas • Quadriplegia ou Tetraplegia – paralisia de ambos os braços e pernas • Hemiplegia – paralisia do braço e perna do mesmo lado TRM – Traumatismo Raqui- Medular
  43. 43. TRATAMENTO • Restaurar vias aéreas • Ventilação adequada • Controle de hemorragia • Atenção ao choque medular ou neurogênico – hipotensão, bradicardia, vasodilatação • Imobilização antes mesmo de qualquer mobilização
  44. 44. TRATAMENTO • Todos pacientes com suspeita de TRM devem receber O2 • Lesões cervicais e torácicas podem causar paralisia da musculatura da parede torácica e a respiração ser apenas diafragmática • Encaminhar a centro especializado
  45. 45. TRM • PREVENÇÃO • IMOBILIZAÇÃO • TRANSPORTE • CENTRO MÉDICO ADEQUADO • REABILITAÇÃO
  46. 46. Registro fotográfico Pessoal
  47. 47. Obrigado Pela Atenção Dúvidas: fernandoramos30@uol.com.br

×