Quanto cobrar por um freela de mídias sociais?

19.288 visualizações

Publicada em

Você já teve um trabalho nas mãos e não sabia quanto cobrar por um freela de mídias sociais? Criei este método simples para precificar o serviço. Obviamente um administrador pode apresentar uma visão mais técnica e qualificada (aliás, aceito contribuições), mas vamos lá!

Publicada em: Marketing
0 comentários
25 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.288
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.498
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
25
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quanto cobrar por um freela de mídias sociais?

  1. 1. 1.Análise de escopo 2.Estimativa de horas 3.Precificação 4.Custos fixos 5.Formalização
  2. 2. Parece óbvio, mas muita gente peca neste aspecto inicial. Quando surge a possibilidade de um freela, a primeira coisa a fazer a analisar detalhadamente o escopo do trabalho, se você tem as competências técnicas exigidas, tempo e ferramentas para desenvolvê-lo. Depois é importante organizar as etapas do trabalho e, dentro de cada etapa, as tarefas específicas.
  3. 3. Após detalhar as etapas do trabalho e as tarefas dentro de cada etapa, é importante estimar o tempo necessário para cada tarefa. O somatório das horas de todas as tarefas e etapas, vai resultar em uma estimativa inicial das horas de trabalho. Após a soma total, acrescente uma margem de segurança que deve ser avaliada de acordo com os perfis do trabalho e do cliente. Esta margem pode variar de 10% a 20% a mais na estimativa total de horas.
  4. 4. Após ter uma estimativa clara de horas por etapa e tarefas do projeto – para que o preço seja honesto e coerente – é importante que você consulte uma pesquisa de mercado que detalhe a média salarial dos profissionais do setor. No caso de mídias sociais ou outro freela envolvendo marketing digital, é possível obter os valores acessando esta pesquisa da ABRADi, que detalha cargos e funções de marketing digital no Brasil, com valores de salário mínimo, médio e máximo. Com isso fica fácil obter o valor/hora.
  5. 5. Já que você detalhou claramente as etapas, tarefas, e conseguiu atribuí-las um valor justo de acordo com o mercado e sua região, agora basta acrescentar os custos fixos, como impostos, ferramentas, aplicativos ou até a despesa de um espaço de coworking, de acordo com o perfil do freela em questão.
  6. 6. Mesmo se for um job pequeno, desenvolvido para um amigo, parente ou vizinho, crie uma proposta com o escopo detalhado, atribuindo as horas necessárias por etapa e detalhamento de custos, então aprove esta proposta com o contratante do serviço. É a melhor maneira de alinhar expectativas, evitando problemas e até o comprometimento da sua imagem no mercado.
  7. 7. É claro que seria bem melhor se todos no mercado fossem contratados formalmente, mas não sejamos hipócritas: Existe oferta e demanda, inclusive de grandes agências, que preferem terceirizar para um freelancer que arcar com os custos de uma contratação pontual ou temporária. Na minha opinião, se é para pegar um freela, tem que valer muito a pena em termos de grana e ser, essencialmente, um trabalho pontual. Se for um job de médio/longo prazo, de uma empresa determinada a investir, vale a pena indicar o cliente para o comercial da sua agência.Não esqueça que uma boa forma de ganhar reconhecimento – mais grana – é trazendo novos clientes ;)
  8. 8. VINÍCIUS GHISE viniciusghise@gmail.com @viniciusghise Global AD

×