Religião Show - Layanna Maiara

449 visualizações

Publicada em

Palestra apresentada por Layanna Maiara na Escola Bíblica de Férias no dia 16 de dezembro de 2013 na Assembléia de Deus do Dirceu II, em Teresina, Piauí.

O fato é que muitos gostariam de unir igreja e palco, barulho e oração, danças e ordenanças.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
449
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Religião Show - Layanna Maiara

  1. 1. Aula 1: ‚ReligiãoShow‛
  2. 2. ‚Era do Show Bussiness‛ • Texto Bíblico: 1 Ts 2. 3-6 • Entretenimento no centro da vida familiar e cultural • ‚deus entretenimento‛ = centro das reuniões da Igreja ‚A verdade é irrelevante; o que importa é se estamos sendo ou não entretidos.‛
  3. 3. O entretenimento é mal em si mesmo?
  4. 4. Prejuízos • Distorce o Evangelho de Cristo • Atrai para igrejas pessoas descomprometidas com o Reino de Cristo e comprometidas apenas com a sua satisfação pessoal. • Impede que as pessoas conheçam o Evangelho genuíno.
  5. 5. Prejuízos • Engana os pecadores. Faz com que acreditem que estão salvos. • Provoca uma mudança de enfoque. O cristão vai à igreja para curtir a mais recente novidade do culto, e não para adorar. • Destrói o apetite dos fiéis pela verdadeira adoração e pela pregação da palavra de Deus.
  6. 6. Exemplos: • Luta livre incorporada aos cultos em uma das cinco maiores igrejas dos EUA (noticiada no The Wall Street Journal). • Pastor elevado ao ‚céu‛ por um cabo invísível, fumaça, coral, fogo e jogo de luzes. • Perto de nós? (Festival Promessas)
  7. 7. ‚Entretendo bodes e desnutrindo as ovelhas‛ • Novo parâmetro: ‚Produz resultados?‛ Pragmatismo • Igreja como alternativa aos divertimentos seculares (ex: palestra para liderança) ‚Não somos apresentadores de carnaval, ou vendedores de carros usados, ou camelôs. Somos embaixadores de Cristo (2 Co 5.20).‛
  8. 8. ‚Entretendo bodes e desnutrindo as ovelhas‛ • A igreja não debe atrair as pessoas a virem a Cristo através do apresentar o cristianismo como uma opção atrativa e sim como ele é. • 1 Co 2.17 – Tornando a Cruz de Cristo vã
  9. 9. Cristianismo Pop • Entretenimento como ferramenta para o crescimento da igreja • A igreja promovendo as piores tendências seculares • Cristianismo sem a Cruz de Cristo. ‚Pare de sofrer!‛
  10. 10. O crescimento numérico é sempre o melhor indicador de saúde da igreja?
  11. 11. O crescimento numérico é sempre o melhor indicador de saúde da igreja? • 1 Co 3.6,7; At 2.47
  12. 12. Qual o benefício de um crescimento numérico que não está arraigado em um compromisso com o senhorio de Cristo?
  13. 13. ‚Se as pessoas veem à igreja primariamente por considerarem isso divertido, em breve hão de abandoná-la, tão logo acabe o entretenimento ou tão logo encontrem algo mais interessante. Desta froma, a igreja é forçada a participar de um ciclo vicioso, onde precisa constantemente sobrepujar cada espetáculo com algo maior e melhor.‛
  14. 14. Crescimento = igreja abençoada • Crescimento do Islamismo • Jeremias: 40 anos sem significativos resultados
  15. 15. ‚Clubinho de Crentes‛ • A igreja como um lugar para ir ‚desestressar‛ • As mensagens são ‚soft‛ e a Bíblia é utilizada como mera ‚ilustração‛ da mensagem.
  16. 16. Evangelho enlatado • Fácil de ser consumido • Cristo como um simples meio para o contentamento e a prosperidade. • Gl 5.11 – O escândalo da cruz é removido ‚ Não precisamos de abordagens engenhosas para que as pessoas sejam salvas (1 Co 1.21)‛
  17. 17. ‚Creio que podemos ser criativos e inovadores quanto à forma de apresentarmos o evangelho, mas precisamos ter cuidado de harmonizar nosso métodos com as profundas verdades espirituais que estamos procurando transmitir. É muito fácil trivializarmos a mensagem sagrada. Precisamos fazer com que a mensagem, e não o veículo em si, seja o cerne daquilo que desejamos comunicar.‛
  18. 18. A Verdadeira Missão da Igreja • 2 Co 5. 11 – Conhecendo o amor de Cristo • (v.14) – motivado pelo amor de Cristo • (v.17) – tendo sido completamente transformados por Ele • (v. 20) – imploramos aos pecadores que se reconciliem com Deus
  19. 19. A Verdadeira Missão da Igreja • O evangelho não tem o objetivo de ser atraente, no sentido do marketing moderno. • Rm 9. 33; 1 Pe 2.8 – Evangelho é ‚pedra de tropeço e rocha de escândalo‛
  20. 20. A Verdadeira Missão da Igreja ‚O evangelho é pertubador, chocante, transtornador, confrontador, produz convicção de pecado e é ofensivo ao orgulho humano. Não há como ‘fazer marketing’ do evangelho bíblico.‛
  21. 21. Fim!

×