Castelo de madeira

1.248 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.248
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Castelo de madeira

  1. 1. A família
  2. 2. Sou o príncipe do gueto só quem é sobe e desce a ladeira
  3. 3. Sou o Príncipe do gueto, meu castelo é de madeira
  4. 4. Sou o príncipe do gueto só quem é sobe e desce a ladeira
  5. 5. Sou o príncipe do gueto, e meuSou o príncipe do gueto, e meu castelo é de madeiracastelo é de madeira
  6. 6. Milhão de brasileiros não tem Teto não chão eu sou apenas mais um na multidão
  7. 7. Não vai pra grupo com minha calça minha peita, minha lupa Se canto rap aí, não se iluda
  8. 8. Alá !to vendo a cena vai chover e o rio vai transbordar
  9. 9. E meu castelo de madeira vai alagar
  10. 10. Isento do imposto eu mesmo abraço o meus prejuízos
  11. 11. Natural sofrer se os cordões são indecisos
  12. 12. Mil aviso, periferia desestruturada
  13. 13. Mil muleque maluco, no crime mostra a cena Centenas de vezes vi a cena se multiplicar
  14. 14. Quando cheguei até a aqui não tinha ninguém agora tem uma pá
  15. 15. Muleque doído eu enfrentei a multidão de frente  Ausente em várias ‘’bandido filho de crente fitas’’
  16. 16. No pente, desilusão, dinheiro , mulher
  17. 17.  Mais pra frente se deus quiser mais resistente a fé
  18. 18. Rumo ao centro calos nas mãos multidões
  19. 19. Toda essa rebeldia reforça os refrões
  20. 20. Talvez voce não saibia do herói que vive na guerra
  21. 21. Mas não importa se o chão de terra tem poeira
  22. 22. Realizei meu sonho , meu castelo de madeira
  23. 23. Sou o príncipe do gueto só quem é desce e sobe a ladeira
  24. 24. Sou o príncipe do gueto e meu castelo é de madeira
  25. 25. Sou o príncipe do gueto só quem é desce e sobe a ladeira
  26. 26. Sou o príncipe do gueto e meu castelo é de madeira
  27. 27. Hoje já choveu ventou to de cara  Em saber que meu castelo suporta tudo menos fogo e bala
  28. 28. Suporta dor , minhas crenças, minha loucuras  Suporta minhas ‘’ cabreiragem ‘’ com a viela escura
  29. 29. E o sobe desce de uns ‘’nóia ’’ na fissura Chave de cadeia se trombar com uma viatura
  30. 30. Vida dura, brotou o espinho não a rosa  Quebrada querida vida bandida verso e prosa
  31. 31. Meu orgulho, um rádio velho toca fitas  Rap nacional tocando é o que liga
  32. 32. As sete da noite a luz eletrica cai  Se é comunitária sai do ar...aí vai
  33. 33. Coloco aquela fita do ‘’dragão bambambam’’  Um cérebro sobre duas rodas finado ‘coban’’
  34. 34. As crianças me vem como um adulto equilibrado, não sabem das minha fitas nem dos meus pecados
  35. 35. E os aplausos deixe pra depois que é pra dá pra querida mãe, é só nós dois
  36. 36. Vou lutar pra ser vencedor nessa ‘’pora’’
  37. 37. O homem criou o dinheiro, o crack, a cocaína, bebida e putero
  38. 38. Mas não importa se o chão de terra tem poeira
  39. 39. Aqui é o meu castelo de madeira
  40. 40. Sou o príncipe do gueto só quem é sobe e desce a ladeira
  41. 41. Sou o Príncipe do gueto, meu castelo é de madeira
  42. 42. Sou o príncipe do gueto só quem é sobe e desce a ladeira
  43. 43. Sou o Príncipe do gueto, meu castelo é de madeira
  44. 44. Do lado de cá, do lado de lá. Treta todo dia sem parar .
  45. 45. Do lado de lá, do lado de cá é sempre a mesma coisa mano que é que eu vou falar
  46. 46. Você sabe o que o sistema faz. Ignore traz problemas psicológicos, tensão é foda
  47. 47. Descaso, humilhação, transtorno permanente. Eu vi até uma família de crente espancando parente
  48. 48. Que amanheceu no outro dia em coma alcoolizado, drogado, traumatizado foi pra lona
  49. 49. Dez horas depois pericia, policia, ambulância
  50. 50. O parente que bateu, chorou igual criança
  51. 51. Esse é o sintoma da doença que me afeta Ganhei de cortesia mau-humor e as festa ....não há festas em que sorrir é difícil. Entenda sou verdadeiro não lenda
  52. 52. Hoje já choveu o maneurose nem costumo bebe, até tomei uma dose talvez pra clarear ou esconder os problemas
  53. 53. Mil vidinha acontecendo esse é meu dilema . Coisa de louco abrir a janela e ver no esgoto
  54. 54. Cachorro morto, sente o mau cheiro, desconforto e junto com a lama o drama sujeira brasilite
  55. 55. No calor é um inferno maior canseira Sonhar, sonhar querer não é poder
  56. 56. Tem que ser mano, fazer jus ao cú que tem dinheiro e luxo é constrangedor em ver aqui empreguinado com ódio e rancor
  57. 57. Sonhei com tudo isso a vida inteira Realizei meu sonho meu castelo de madeira
  58. 58. E é treta todo dia, todo dia, o dia inteiro. Só falta construir um banheiro
  59. 59. Sou o príncipe do gueto só quem é sobe e desce a ladeira
  60. 60. Sou o Príncipe do gueto, meu castelo é de madeira
  61. 61. Sou o príncipe do gueto só quem é sobe e desce a ladeira
  62. 62. Sou o Príncipe do gueto, meu castelo é de madeira
  63. 63. Sou o príncipe do gueto só quem é sobe e desce a ladeira
  64. 64. Sou o Príncipe do gueto, meu castelo é de madeira
  65. 65. Sou o Príncipe do gueto, meu castelo é de madeira
  66. 66. fim
  67. 67. Com o nosso slide e a música escolhida nós queremos mostrar um Brasil que muitas vezes é escondido. Queremos mostrar o outro lado da moeda. Poucas vezes ouvimos dizer que o Brasil tem favelas, pois a única coisa que os políticos e o povo querem mostrar são as praias, o carnaval, o futebol sendo que é ali que muito dinheiro é investido,enquanto tem muitas pessoas que não tem nem onde morar.
  68. 68. Nós vivemos num Brasil onde quem tem dinheiro manda e quem não tem não tem voz nem vez para falar. As pessoas que mais tem deveriam ter consideração com as pessoas que passam necessidade. Mas não. As pessoas que estão bem de vida economicamente só pensam em comprar sapato de marca e roupa de grife, enquanto tem gente passando fome, pensando o que vão comer e dar para seus filhos comerem amanhã, imaginando até quando a casa vai aguentar o fogo e as balas.
  69. 69. As pessoas que moram nas favelas sofrem preconceito todo dia, e é assim que nossa desigualdade cresce todo dia mais, e se nós não tomarmos alguma atitude nós iremos ver o Brasil , esse país de desigualdades mas também de belezas acabar em um piscar de olhos........
  70. 70. E.E.Básica Cardeal Arcoverde Disciplina: Sociologia Professora: Jacinta Renate S. S. Série: 1º02 EM TURNO: MATUTINO
  71. 71. ALUNAS: Ana Carolina HenrichAna Carolina Henrich Scheila C. HartmannScheila C. Hartmann Vanessa Inês SchusterVanessa Inês Schuster São Carlos,19 de agosto de 2.013

×