2010 05-22-Palestra-Não Temas o Mal-Rosana De Rosa

564 visualizações

Publicada em

www.kardecian.org
Kardecian Spiritist Society of Florida -KSSF

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
564
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Se não fizermos o bem Deus nos castigara, não mereceremos ser felizes. Somos atormentados por crencas
  • Quanto negamos o nosso lado mal não aceitamos uma parte de quem somos. Quando temos atitudes não muito boas , cometendo erros procuremos esconder e muitas vezes nos justificamos enganando o outro e a nos mesmos , por não aceitarmos atitudes que não se enquadram nas expectativas sociais.
  • Se não aceito nem os meus quanto mais o dos outros.
  • Quem aqui já não levou uma multa e aprendeu como eh mais barato andar devagar? Quem já não falou mal de algum amigo e isso custou uma boa amizade? Aprendemos de todas as formas – acertando –errando – sofrendo... Não que a dor nos ensine algo, mas promove uma reflexao que algo precisa ser mudado.
  • 2010 05-22-Palestra-Não Temas o Mal-Rosana De Rosa

    1. 1. NÃO TEMAS O MAL ROSANA DE ROSA [email_address] 2010-05
    2. 2. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Introdução: </li></ul><ul><li>Nossa mente ainda esta estruturada na dialética: </li></ul><ul><li>Bem x Mal </li></ul><ul><li>Isso faz com que o ser tenha que decidir entre o: </li></ul><ul><li>Bem x Mal </li></ul>
    3. 3. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Conceito do Mal: </li></ul><ul><li>Aprendemos normalmente que o mal é uma forca separada de nos. </li></ul><ul><li>Algo que não conseguimos dominar, temos medo, e para nos é algo ainda desconhecido que nem queremos conhecer. </li></ul>
    4. 4. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Conceito do Bem: </li></ul><ul><li>Aprendemos que o certo é fazer o bem . </li></ul><ul><li>Buscamos mostrar somente nosso lado bom, garantindo assim, sermos aceitos e amados. </li></ul><ul><li>Recusando e escondendo tudo que não consideramos ser bom em nos .   </li></ul>
    5. 5. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>115. Dos Espíritos, uns terão sido criados bons e outros maus? </li></ul><ul><li>“ Deus criou todos os Espíritos simples e ignorantes, isto é, sem saber. A cada um deu determinada missão, com o fim de esclarecê-los e de os fazer chegar progressivamente à perfeição, pelo conhecimento da verdade, para aproximá-los de si.” </li></ul>
    6. 6. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Porque o ser recusa-se a aceitar o seu mal? </li></ul><ul><li>Nossa educação não criou espaço para a aceitação do </li></ul><ul><li>mal. </li></ul><ul><li>Fomos educados e educamos dizendo: </li></ul><ul><li>“ Se você não for bonzinho Deus castiga” </li></ul><ul><li>“ Se não se comportar o bicho papão vem te pegar” </li></ul><ul><li>“ Se não for um bom menino não ganha sobremesa” </li></ul><ul><li>Fazendo-nos acreditar que devemos a todo custo </li></ul><ul><li>colocar nosso mal embaixo do tapete para sermos </li></ul><ul><li>aceitos e amados. </li></ul>
    7. 7. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Esta visão linear de bem e mal se arrasta há milênios e desconecta nossa totalidade. </li></ul><ul><li>Crescemos presos nestas crenças sobre: </li></ul><ul><li>-Céu e inferno </li></ul><ul><li>-Castigo e punição </li></ul><ul><li>Crenças estas que carregamos a varias encarnações, distanciando assim, a possibilidade de integrarmos ou aceitarmos os nossos </li></ul><ul><li>Erros e Acertos </li></ul>
    8. 8. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>634. Por que o mal se encontra na natureza das coisas? Falo do mal moral. Deus não poderia criar a Humanidade em melhores condições? - Os Espíritos foram criados simples e ignorantes. Deus deixa ao homem a escolha do caminho: tanto pior para ele, se seguir o mau: sua peregrinação será mais longa. Se não existissem montanhas, não poderia o homem compreender que se pode subir e descer, e se não existissem rochas, não compreenderia que há corpos duros. É necessário que o Espírito adquira a experiência, e para isso é necessário que ele conheça o bem e o mal; eis porque existe a união do Espírito e do corpo. </li></ul>
    9. 9. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Como o bem e o mal se encontram e interagem com o ser humano ? </li></ul><ul><li>Segundo a teoria de Jung quando desprezamos um lado de uma bipolaridade o outro cresce como uma sombra e em dado momento explode com sua presença avassaladora. </li></ul>
    10. 10. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>O ser reprimindo e ignorando seu lado mal não vai evitar que ele venha a tona. O mal esta em você vendo-o ou negando-o. </li></ul><ul><li>Por não trazermos o mal a luz não sabemos lidar com este sentimento e com isso nas suas chegadas repentinas podem vir a tona como um Tsunami invadindo-nos e controlando nossas ações sem sabermos o que fazer . </li></ul><ul><li>Então quanto mais reprimo o mal mais dou poder e forca a ele. </li></ul>
    11. 11. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Consequências: </li></ul><ul><li>Se não posso mostrar uma parte de quem sou consequentemente, também não aceito esta parte, rejeitando algo implícito a condição humana: </li></ul><ul><li>Erros e Acertos </li></ul><ul><li>Logo vai ser difícil aceitar também os Erros alheios. </li></ul>
    12. 12. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Obstáculos: </li></ul><ul><li>A não expressão e aceitação do que realmente somos trás consequências dolorosas a nossa vida: </li></ul><ul><li>- Dificuldade em nos amarmos </li></ul><ul><li>- Dificuldade em nos perdoarmos </li></ul><ul><li>- Dificuldade de entendermos nossas limitações </li></ul><ul><li>- Dificuldade em avançarmos a medida que não </li></ul><ul><li>enxergamos quem realmente somos. </li></ul><ul><li>- Dificuldade em aceitar nossos Erros e o do outro </li></ul>
    13. 13. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Um novo olhar: </li></ul><ul><li>Então o que é o mal? </li></ul><ul><li>Um instrumento de comparação para enxergarmos o caminho certo dos valores que nos levam a luz. Percebendo o mal faz com que valorizemos o bem. </li></ul><ul><li>Quando o mal chegar quer de fora para dentro ou de dentro para fora realize o que ele quer te ensinar. Onde estamos precisando colocar a luz? </li></ul><ul><li>Assim funciona o mal ele vem para nos colocar em contato com algo que precisa ser curado. </li></ul>
    14. 14. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Um novo olhar: </li></ul><ul><li>Ficamos incrédulos com o mal e isso faz com que pensemos no bem movendo-nos para o caminho certo. </li></ul><ul><li>O mal nada mais é do que a escuridão da consciência dos valores divinos . A medida que entramos em contato com nosso mal, jogamos luz nos valores divinos. </li></ul>
    15. 15. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Um novo olhar: </li></ul><ul><li>Quando convivemos com situações que nos deixam angustiados, valorizamos o bem estar. </li></ul><ul><li>Quando conectamos com o medo valorizamos nos sentirmos seguros. </li></ul><ul><li>Quando ficamos nervosos valorizamos a calma. </li></ul>
    16. 16. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Um novo olhar: </li></ul><ul><li>Como lidar com o seu Mal? </li></ul><ul><li>O Bem e o Mal são como a luz e a escuridão. Ensina o ser a valorizar a luz à medida que percebe o quanto a escuridão limita e nos condiciona a não enxergar. </li></ul><ul><li>Recusarmos uma parte de nos é permanecermos na escuridão, pois o mal traz a luz do que é o bem me totalizando como ser. </li></ul><ul><li>Lidar com nosso mal não é sumir com o mal, escondendo, reprimindo, negando, ignorando e sim interagindo com ele para fazer a consciência surgir a cada momento. </li></ul>
    17. 17. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Um novo olhar: </li></ul><ul><li>Como lidar com o seu Mal? </li></ul><ul><li>Aceite que na sua jornada evolutiva cometera erros e acertos. </li></ul><ul><li>Aceite que tem uma parte sua generosa e outra egoísta. </li></ul><ul><li>Aceite que tanto quanto o bem ou o mal também nos leva a adquirir experiências que possibilitarão nossa evolução.  </li></ul>
    18. 18. NÃO TEMAS O MAL <ul><li>Quais as vantagens em aceitar e integrar o </li></ul><ul><li>Aprender a AMAR quem realmente é. </li></ul>
    19. 19. CONCLUSÃO <ul><li>“ Uma vez iniciada a jornada, não haverá retorno. O caminho é inexorável, ao encontro de si mesmo e da máxima possibilidade de comunhão com Deus” </li></ul><ul><li>Adenáuer Novaes </li></ul>
    20. 20. THANK YOU ROSANA DE ROSA [email_address]

    ×