1 guerra

218 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
218
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Guerra e Paz-1956 (Portinari)
  • A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL
  • A técnica a serviço da guerra
  • Sarajevo bombardeada
  • Esse foi o maior conflito desde a Segunda Guerra. Mas os conflitos étnicos nos Balcãs são bem mais antigos
  • Soldados argelinos lutando pela França contra os alemães.
  • R.A.F
  • Oficiais médicos brasileiros- 1ªGuerra
  • 1 guerra

    1. 1. Guerra e Paz-1956 (Portinari)
    2. 2. A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL
    3. 3. A rivalidade na disputa imperialista aumentava a tensão entre os países capitalistas.
    4. 4. Conjuntura europeia: A rivalidade entre França e a Alemanha também tinha origem nos ressentimentos gerados pela Guerra Franco-Prussiana (1870-1871).
    5. 5. A França foi derrotada e teve que ceder as regiões da Alsácia-Lorena (rica em carvão e minério de ferro).
    6. 6. MILITARISMO: desde 1871, as potências europeias estavam em paz umas com as outras, mas todas estavam envolvidas numa corrida armamentista. Era a “paz armada”.
    7. 7. Inglaterra- 1906: encouraçado HMS Dreadnought O controle do mar era vital a uma nação.
    8. 8. A técnica a serviço da guerra
    9. 9. As principais potências europeias já tinham formado alianças militares: a Tríplice Aliança (formada por Alemanha, Itália, Império Austro- Húngaro). Tinham o apoio da Turquia.
    10. 10. A Tríplice Entente (formada por Inglaterra, França e Rússia). Ao fazer parte de uma dessas alianças, cada país membro comprometia-se a entrar em guerra caso um dos aliados estivesse envolvido numa guerra.
    11. 11. Guerras Imperialistas: Itália X Turquia pelo controle da Líbia - 1911 NACIONALISMOS: Guerra nos Balcãs
    12. 12. Guerra nos Balcãs 1912-1913: Na península Balcânica afloraram os ideais nacionalistas de bósnios, croatas, macedônicos, albaneses, kosovares e montenegrinos, que até pouco tempo estavam sob o domínio do turco.
    13. 13. Charge- 1908 são cinco grupos eslavos (eslovenos, montenegrinos, croatas, sérvios e macedônicos); dois alfabetos (cirílico e latino); três línguas (esloveno, macedônico e sérvo- croata); quatro religiões (católicos, protestantes, ortodoxos e muçulmanos); e seis repúblicas federadas.
    14. 14. De uma lado, estava a Liga Balcânica (Sérvia, Montenegro, Grécia e Bulgária) de outro, estava a Turquia. (1912) Posteriormente a própria Liga Balcânica lutou contra si mesma. (1913)
    15. 15. O final da Primeira Guerra e o desmembramento do Império Áustro-Húngaro, resultou na unificação dos territórios da Croácia, Eslovênia e Bósnia-Herzegovina com os da Sérvia e Montenegro. Nasce aí o chamado Reino da Sérvia, Croácia e Eslovênia. Ao fim da 2 Guerra a Iugoslávia se organiza, sob comando do General Tito .
    16. 16. Na última década do século XX (abril de 1992 e dezembro de 1995, o mundo assistiu à explosão de uma Guerra Civil na Iugoslávia que resultou no desmantelamento desse país e no surgimento da Eslovênia, Croácia e Bósnia-Herzegovina, como nações independentes.
    17. 17. Sarajevo bombardeada
    18. 18. O conflito entre sérvios, croatas e bósnios irrompeu em função das diversidades étnicas, religiosas e políticas existentes entre eles, após a desagregação da Iugoslávia e da URSS.
    19. 19. A Guerra civil deu-se pela posse de territórios na região da Bósnia-Herzegóvina entre três grupos étnicos e religiosos: os sérvios, cristãos ortodoxos; os croatas, católicos romanos; e os bósnios, muçulmanos. Mais tarde atingiu também a Croácia.
    20. 20. Nas áreas ocupadas, os sérvios na Bósnia fizeram uma limpeza étnica: expulsão dos não sérvios, massacre de civis, prisão da população de outras etnias e reutilização dos campos de concentração , como na II Guerra Mundial.
    21. 21. Com o acirramento da guerra, a Otan enviou tropas. A ONU mandou uma força de paz, que no fim de 1995, chegou a 40 mil membros
    22. 22. Esse foi o maior conflito desde a Segunda Guerra. Mas os conflitos étnicos nos Balcãs são bem mais antigos
    23. 23. MASSACRE ARMÊNIO: Entre 1,7 e 2,3 milhões de armênios viviam sob domínio do Império otomano em 1915. No fim do século 19, um movimento nacionalista exigia a autonomia dos armênios.
    24. 24. Quando o Império turco sofria grandes perdas nos combates da 1ª Guerra, as autoridades responsabilizavam os armênios e lançaram uma campanha propagandística que os classificava de inimigo interno.
    25. 25. Em 24 de abril de 1915, milhares de armênios suspeitos de sentimentos nacionalistas são executados ou deportados . Os armênios estimam que 1,5 milhão dos seus foram assassinados de forma sistemática ao fim do Império Otomano.
    26. 26. Em junho de 1914, o então príncipe herdeiro do Império Austro-Húngaro o Arque-duque Francisco Ferdinando, foi assassinato em Saraievo, enquanto visitava a Bósnia.
    27. 27. Os tiros foram disparados por um estudante, membro de uma organização secreta da Servia.
    28. 28. 1ªGUERRA MUNDIAL Primeira Fase: (1914) Certo de que venceria a guerra em pouco tempo, o exército alemão invadiu a Bélgica, e , depois de suplantá-la, penetrou no território francês até as proximidades de Paris. Os franceses contra-atacaram e, na Primeira Batalha do Marne, em setembro de 1914, conseguiram deter o avanço alemão.
    29. 29. O chefe do estado-maior do exército alemão e o Kaiser, um pouco antes de ser deflagrada a guerra na Europa, em 1914
    30. 30. Segunda Fase: (1915-1916) Essa fase foi marcada pela guerra de trincheiras: os exércitos defendiam suas posições utilizando-se de uma extensa rede de trincheiras que eles próprios cavavam.
    31. 31. os soldados de ambos os lados passaram a cavar trincheiras de onde tentavam, ao mesmo tempo, se proteger e atacar
    32. 32. Soldados argelinos lutando pela França contra os alemães
    33. 33. Enquanto isso, na frente oriental, o exército alemão impunha sucessivas derrotas ao mal treinado e muito mal armado exército russo. Apesar disso, entretanto, não teve fôlego para conquistar a Rússia. .
    34. 34. Em 1915, a Itália, que até então se mantivera neutra, traiu a aliança que fizera com a Alemanha e entrou na guerra ao lado da Tríplice Entente.
    35. 35. Ao mesmo tempo que foi se alastrando, o conflito tornou-se cada vez mais trágico. Novas armas, como o canhão de tiro rápido, o gás venenoso, o lança- chamas, o avião e o submarino, faziam um número crescente de vítimas.
    36. 36. Terceira fase: (1917-1918) Em 1917, primeiro ano dessa nova fase, ocorreram dois fatos decisivos para o desfecho da guerra: a entrada dos Estados Unidos no conflito e a saída da Rússia.
    37. 37. O transatlântico britânico RMS Lusitania, afundado pelos alemães
    38. 38. Os Estados Unidos entraram na guerra ao lado da Inglaterra e da França: os americanos tinham feitos grandes investimentos nesses países e queriam assegurar o seu retorno.
    39. 39. Avião da R.A.F
    40. 40. Outras nações também se envolveram na guerra. Turquia e Bulgária juntaram- se à Tríplice Aliança, enquanto Japão, Portugal, Romênia, Grécia, Brasil, Canadá e Argentina colocaram-se ao lado da Entente.
    41. 41. Contribuição do Brasil na Primeira Guerra : -envio de forças navais e alguns pilotos de avião. - apoio médico
    42. 42. Oficiais médicos brasileiros- 1ªGuerra Oficiais do Cruzador Bahia,
    43. 43. multidão em protesto no centro de São Paulo contra o torpedeamento do "Paraná" pela Alemanha, em 1917
    44. 44. A saída da Rússia da guerra está relacionada à revolução socialista ocorrida em seu território no final de 1917. O novo governo sabia que a guerra era imperialista e que o seu país tinha muitos problemas internos para resolver.
    45. 45. A Alemanha, então, jogou sua última cartada, avançando sobre a França antes da chegada dos norte-americanos à Europa.
    46. 46. A Alemanha ainda resistia quando foi sacudida por uma rebelião interna, que forçou o imperador Guilherme II a abdicar em 9 de novembro de 1918.
    47. 47. Assumindo o poder imediatamente, o novo governo alemão substituiu a Monarquia pela República. Dois dias depois rendeu-se, assinando um documento que declarava a guerra terminada.

    ×