Vida ou Morte - Qual dessas Palavras você usa para Corrigir os seus Filhos?

605 visualizações

Publicada em

mensagem

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
605
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
96
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vida ou Morte - Qual dessas Palavras você usa para Corrigir os seus Filhos?

  1. 1. 1ª Lição A correção que gera VIDA é a CENTRADA EM DEUS. A correção centrada em nós provoca morte.
  2. 2. 2ª Lição A Correção que gera VIDA ENSINA PRINCÍPIOS. A correção baseada em ensinos supérfluos provoca morte.
  3. 3. 3ª Lição A correção feita por PAIS que ASSUMEM SEUS PAPÉIS geram VIDA. A correção de pais ausentes, que transferem ou são negligentes, provoca morte.
  4. 4. “O direito/dever dos pais de educar seus filhos implica, necessariamente, imposição de limites, guardadas as proporções quanto aos motivos, meios e modos de correção, bem como quanto à sua finalidade, que é essencialmente educativa, à medida em que imputam valores imprescindíveis para o desenvolvimento dessas crianças e adolescentes, o que se constitui, sem dúvida, em um verdadeiro ato de amor.”
  5. 5. 4ª Lição A Correção que gera VIDA acontece a partir de RELACIONAMENTOS. A correção que gera morte é o autoritarismo.
  6. 6. 5ª Lição A Correção com PERSISTÊNCIA gera VIDA. A desistência gera morte.
  7. 7. “Nos riscos deste nosso tempo, a esperança evidência a sua força, que tanto conforta quanto nos habilita a resistir. É confortador manter-se firme sabendo que as decepções não são um indicativo de fim. Antes sinalizam que algo ainda vem...
  8. 8. ... É profundamente corajoso não capitular diante do imutável, mas em atitude de protesto, se manter de pé. Por causa da esperança nós não nos entregamos, mas nos mantemos como seres insatisfeitos e inquietos num mundo injusto e não redimido.”

×