Panorama Brasil - Argentina                               28 de julho de 2011Panorama Político Visita presidencial: a Pre...
 Paridade importação x exportação: visando equilibrar sua balança comercial, o governoargentino tem ampliado o sistema in...
Participação por País de Origem sobre o Montante de Exportações Afetadas por LNAs                                     ANO ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Panorama Brasil - Argetina (3)

1.271 visualizações

Publicada em

Boletim periódico sobre a relação comercial entre Brasil e Argentina.

Elaborado pela área de Defesa Comercial do DEREX da FIESP.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.271
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
338
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Panorama Brasil - Argetina (3)

  1. 1. Panorama Brasil - Argentina 28 de julho de 2011Panorama Político Visita presidencial: a Presidente da Argentina, Cristina Kirchner visitará o Brasil nestasexta-feira (29/07) para inaugurar a Embaixada da Argentina no Brasil e se encontrará com aPresidente Dilma Rousseff. Eleições: a Presidente Cristina Kirchner oficializou sua candidatura para as eleiçõespresidenciais que ocorrerão em outubro.Panorama Econômico PIB: no primeiro trimestre de 2011, o PIB da Argentina cresceu 9,9% em comparação como mesmo período de 2010. Produção industrial: a produção industrial argentina apresentou crescimento de 9,2% emrelação ao mesmo período do ano anterior. (Abeceb.com) Dados macroeconômicos: Dados Macroeconômicos – Argentina Taxa de câmbio (peso/US$) (jun/2011) 4,12 Risco país (jun/2011) 583 Reservas (jun/2011) US$ 52,1 bilhões Dívida Total (mar/2011) US$ 173,1 bilhões Dívida Interna (mar/2011) US$ 109,4 bilhões Dívida Externa (mar/2011) US$ 63,8 bilhões Preços ao Consumidor (Abeceb - jun/2011) 23,8% Preços ao Consumidor (INDEC – jun/2011) 9,7% Desemprego (fev/2011) 7,4% Fonte: Abeceb.comPanorama Comercial Comércio bilateral: a corrente de comércio bilateral no primeiro semestre de 2011 foi deUS$ 18,4 bilhões, com superávit brasileiro de US$ 2,4 bilhões (aumento de 27% e 122%,respectivamente, em relação ao mesmo período de 2010). Reunião bilateral: a próxima reunião da Comissão de Monitoramento de ComércioBilateral está prevista para a primeira quinzena de agosto. Os últimos encontros entre osMinistérios de Indústria de Brasil a Argentina ocorreram em Brasília e em Assunção, àsmargens da Cúpula do Mercosul (junho/11). Conselho Empresarial Brasil-Argentina: reunião entre as Presidentes Rousseff eKirchner marcará a instalação do Conselho Empresarial Brasil-Argentina, criado em janeirode 2011 com o objetivo de promover assuntos de interesse mútuo das comunidades denegócios de ambos os países. 1
  2. 2.  Paridade importação x exportação: visando equilibrar sua balança comercial, o governoargentino tem ampliado o sistema informal de paridade nas importações de determinadossetores, restringindo-as ao montante equivalente de suas exportações. A medida tem atingidosetores como têxteis, móveis, eletrônicos, brinquedos, talheres e outros produtos acabados. Licenças não automáticas: apesar da liberação gradual de licenças pendentes pelogoverno argentino, a questão permanece sendo tratada de maneira pontual. Consultarealizada pela FIESP indica que diversos produtos permanecem aguardando autorizaçãocomo: têxteis, pneus, calçados, ferramentas, máquinas, móveis de madeira, unidadescondensadoras, parafusos, dentre outros. Alimentos: embora tenha ocorrido a liberação de parte dos certificados sanitários emjulho, alimentos brasileiros perecíveis, como balas, chocolates, biscoitos e massasalimentícias seguem retidos nos depósitos argentinos, sem autorização para comercializaçãodesde março de 2011. Estimam-se prejuízos superiores a US$ 6,5 milhões entre produtosarmazenados e compras canceladas. A liberação desses certificados depende da Secretariade Comércio Interior da Argentina. Impactos das Restrições Argentinas às Exportações BrasileirasPré-Crise: set/2008 Fonte: Abeceb.comPós-Crise: jun/2011 * Valores sobre o total das exportações para o ano de 2008 (ainda não influenciado pelas restrições de 2009).** O total não coincide com a somatória linear já que várias posições estão afetadas por mais de uma medida. Defesa comercial: O Brasil aplicou AD provisório nas exportações argentinas de diisocianato de tolueno(jul/11). A Argentina revisou o direito antidumping (AD) nas exportações brasileiras de fios acrílicose estabeleceu valor critério sobre as exportações brasileiras de tecidos de algodão (jun/11). Contra a China, a Argentina (i) aplicou AD definitivo para ventiladores (jun/11) e pneus(jul/11); (ii) abriu revisão de AD para pesticidas e rolamentos de esferas radiais (jun/11); (iii)negou abertura de investigação de dumping para ácido fosfórico (jul/11); e (iv) estabeleceuvalor critério para tecidos de algodão e compressores de parafusos (jun/11). 2
  3. 3. Participação por País de Origem sobre o Montante de Exportações Afetadas por LNAs ANO 2010 Fonte: Abeceb.com* Elaborado pela ÁREA DE DEFESA COMERCIAL do DEREX da FIESP. 3

×