SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 74
A conjuntura econômica mundial e o Brasil Mailson da Nóbrega
A crise ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Tendências da economia mundial - EUA Recessão fica para trás, mas... crédito ainda não se recuperou renda está em queda desemprego continua aumentando Famílias em processo de desalavancagem de dívida consumo com sinais modestos de retomada (ajudado pelo  subsídio para compra de automóveis) Por isso, medidas anticrise devem ser mantidas por algum tempo Dúvida de médio prazo: consequências do endividamento público Juros podem começar a subir em fins de 2010 Atividade econômica:  muitos anos de crescimento inferior ao do período précrise cresce apenas 1% em 2010 Mesmo assim, dólar continua como moeda de reserva por décadas
Tendências da economia mundial - Europa Recuperação mais lenta do que nos EUA rigidez do mercado de trabalho e de produto Crédito em lenta restauração, particularmente no Reino    Unido Custo da crise: elevação do endividamento, em especial no Reino Unido (pacotes fiscais, financeiros e monetários mais agressivos) Dívida sinaliza longo período de juros relativamente elevados Juros sobem em 2011 Economia volta a crescer mais firmemente em 2012
Tendências da economia mundial - Japão Exportações se recuperam: efeito China, mas... ... situação se complica pelo lado fiscal (dívida passa de 200% do PIB) Não se pode descartar downgrade da dívida pública Juros: curva longo está subindo (riscos fiscais) Atividade econômica: poucas chances de melhora no curto prazo dívida pública, juros mais altos e rigidez na economia   sinalizam longo ciclo de estagnação ou baixo crescimento
Tendências da economia mundial - China Bom cenário econômico. Medidas fiscais anticrise funcionaram Forte crescimento do PIB: 8,5% em 2009 9,5% em 2010 No curto prazo, maior força vem da demanda doméstica: consumo das famílias (crescimento da renda e do emprego) investimentos públicos No médio prazo: exportações readquirem drive anterior Impulso adicional da interiorização do desenvolvimento redução do desequilíbrio macroeconômico mundial leva a:   apreciação do yuan    impulso adicional ao consumo
Brasil mais resistente ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A economia brasileira - 2009-2010 Confiança do consumidor já está em níveis précrise Forte recuperação do PIB, da renda e do emprego Inflação abaixo da meta Taxa de câmbio se valoriza Selic estável até setembro/2010 Crédito se normaliza
Projeções para 2009-2010 (22,6) (15,6) Conta-corrente (US$ bi) 25,0 24,9 Balança comercial (US$ bi) 1,75 1,65 Taxa de câmbio (R$/US$) 10,0 8,75 Juros (Selic) - % 4,2 4,2 Inflação (IPCA) - % 4,8 0,0 PIB (%) 2010 2009 Indicador
Riscos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
2011-2014 – Sem rupturas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Obrigado! Mailson da Nóbrega
Conjuntura Econômica Nacional 2009-2010 Apresentação no Seminário ACSP  Perspectivas da Economia São Paulo-SP, 29-10-09 Prof. Roberto Macedo E-mail: roberto.macedo@post.harvard.edu
Comemoração 15 Anos do Plano Real: inflação sob controle; moeda retomou funções clássicas: meio de pagamento, padrão de pagamentos futuros e reserva de valor. População apreciou maior estabilidade de preços e não há espaço  político para um retrocesso.
 
Cruzeiro 1942-1967
Cruzeiro real 1993-1994
(1) Conjuntura mais recente moldando o cenário futuro: PIB trimestral indicando o fim da recessão (mas ainda não da crise), e outros dados macroeconômicos
Crise  e recuperação em  L,  V,  U  ou   W ?
TABELA RESUMO – Principais resultados do PIB a preços de mercado do 2 o  trimestre de 2008 ao 2 o  trimestre de 2009
 
Tendo caído 3,4% no quarto trimestre de 2008 e 1,0% no primeiro de 2009, o PIB brasileiro caiu um total de 4,37%.  No segundo trimestre de 2009, cresceu 1,9% e faltaria crescer 2,62% no terceiro de 2009 para voltar ao que era no terceiro de 2008. É pouco provável que isto tenha acontecido.  O mais provável é que a saída da crise só se consolide no trimestre corrente.
Destaque: taxa de investimento (Investimento/PIB) muito baixa é  o calcanhar de Aquiles da economia brasileira
 
 
Inflação, contas públicas, setor externo e  outros indicadores macroeconômicos
IPCA Fonte: IBGE
IPG-M Fonte: FGV Dados
Déficit Nominal – Mensal – % do PIB Fonte: BCB
Balança Comercial US$ Milhões Fonte: IPEA
Transações Correntes US$ Milhões Fonte: IPEA
Câmbio – RS$ / US$ – Compra – Fim de Período Fonte: IPEA
 
Desemprego
FONTE: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordena ç ão de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Mensal de Emprego. Taxa de desemprego de março de 2002 a setembro de 2009 nas seis regiões da pesquisa
SALDO DE ADMISSÕES MENOS DESLIGAMENTOS – CAGED SETEMBRO DE 2008 A SETEMBRO DE 2009 EM COMPARAÇÃO COM SETEMBRO DE 2007 A SETEMBRO DE 2008 – EM MILHARES Fonte: MTE-CAGED
Dados setoriais: Agricultura
IBGE – Levantamento da Produção Agrícola      Em setembro, IBGE estima queda de 8,1% na safra de grãos 2009 A nona estimativa da safra de cereais, leguminosas e oleaginosas mantém a expectativa da  2  ª maior safra nacional,  sendo aguardada uma produção de 134,1 milhões de toneladas¹, 8,1% inferior à safra recorde de 2008 (146,0 milhões de toneladas) e  0,5% superior à estimativa de agosto.  O acréscimo frente ao mês passado deve-se, especialmente, às reavaliações positivas ocorridas com o milho 2ª safra em Goiás, já que os cultivos de inverno, com destaque para o trigo, registram decréscimos. A área a ser colhida de 47,2 milhões de hectares, comparativamente à colhida em 2008 e a estimativa do mês anterior para a safra 2009, apresenta variações de (-0,1%) e (+0,2%), respectivamente.  As três principais culturas, soja, milho e arroz, que respondem por 81,3% da área plantada apresentam, em relação ao ano anterior, uma variação de +2,1%, -4,5% e +0,9%, respectivamente. No que se refere à produção, destes três produtos, apenas o arroz registra variação positiva de 4,2%. Já para a soja e o milho a previsão é de retração da produção em 5,1% e 13,4%, respectivamente.
Indústria
 
Comércio
 
Índice Nacional de Confiança Pulso Brasil /  ACSP Outubro de 2009  (dados relativos à pesquisa do mês de setembro) ,[object Object],[object Object],[object Object]
Índice Nacional de Confiança
INC – por região
Índice Nacional de Confiança NORDESTE (média móvel)
Índice Nacional de Confiança NORTE/ CENTRO-OESTE (média móvel)
Índice Nacional de Confiança SUDESTE (média móvel)
Índice Nacional de Confiança SUL (média móvel)
(2) Cenário – Considerações adicionais Seguem-se os dados do boletim Focus do Banco Central, de 23/10/09. Fonte: http://www4.bcb.gov.br/pec/GCI/Ingl/Readout/R20091023.pdf Para assinatura gratuita do relatório semanal:  http://www4.bcb.gov.br/?FOCUSINCL
Banco Central  - Boletim Semanal Focus – 23/10/09 Fonte:  http://www4.bcb.gov.br/pec/GCI/PORT/readout/R20091023.pdf
 
 
(3) Conclusões Esse cenário de recuperação deve continuar, superando-se a crise no último trimestre de 2009 e levando a um crescimento na faixa de 4 a 5% em 2010, estimulado pela demanda externa, em particular da China e outros emergentes, pela expansão do crédito interno, e por gastos públicos em expansão, seja por conta da crise, seja pelo ano eleitoral.  O desafio maior continua sendo o de aumentar sensivelmente a taxa de investimento, em particular a do setor público.
Perspectivas da Economia para 2010 Crédito e Inadimplência  Índice Nacional do SCPC de Crédito ao Consumidor MARCEL DOMINGOS SOLIMEO Economista e Superintendente Institucional da Associação Comercial de São Paulo
Fonte: SCPC / ACSP SCPC – Serviço Central de Proteção ao Crédito 1
SCPC Nacional 12M/M  x  Indústria IBGE 12M/M Fonte:  SCPC – IEGV / ACSP 2
Evolução do Crédito Pessoal  X  Crédito Pessoal excluindo Consignado e Aquisição de Veículos: Dezembro 2007 / Setembro 2009 (R$ Milhões) Fonte:  BANCO CENTRAL  3
Evolução do Prazo Médio (Em Dias Corridos), das Taxas de Juros, do Saldo do Crédito (Em Bilhões) para Aquisição de Veículos – Pessoa Física:  Março 2003 / Setembro 2009 Fonte:  BANCO CENTRAL  4
Emprego, Salário e Massa Fonte:  IBGE / IEGV - ACSP 5
Evolução do Saldo de Ocupados na Indústria: Setembro 2008 / Setembro 2009 Fonte:  CAGED / MTE 6
Evolução do Saldo de Ocupados no Comércio: Setembro 2008 / Setembro 2009 Fonte:  CAGED / MTE 7
Evolução do Saldo de Ocupados nos Serviços: Setembro 2008 / Setembro 2009 Fonte:  CAGED / MTE 8
Índice Nacional de Confiança Fonte:  Ipsos Public Affairs / IEGV - ACSP 9
Evolução das Vendas do Comércio Varejista: Dezembro 2007 / Agosto 2009 (Base 100 = 2003) Fonte:  IBGE 10
Consultas SCPC  x  Vendas  de Móveis e Eletrodomésticos (% Variação em 12 Meses): Maio 2007 / Agosto 2009 Fonte:  IBGE, IEGV / ACSP 11
Consultas SCPC  x  Produção de Bens Duráveis (% Variação em 12 Meses): Maio 2007 / Agosto 2009 Fonte:  IBGE, IEGV / ACSP 12
Crédito Pessoa Física  X  Massa Salarial  (Inclui Crédito Consignado) Fonte:  BANCO CENTRAL / IEGV - ACSP 13
Entrada de Novos Consumidores no Mercado de Crédito: Janeiro 2007 / Outubro 2009 (Base 100 = Jan. 2007) Fonte:  SCPC / ACSP 14
Endividamento da Pessoa Física em Relação à  Renda Disponível – Brasil: 2002  /  2009 (%) Fonte:  IEGV / ACSP - BANCO CENTRAL- IBGE 15
MM12 Inadimplência Líquida X Desemprego SEADE Fonte:  SEADE  /  IEGV - ACSP 16
Fonte:  BANCO CENTRAL / IEGV - ACSP Taxa de Inadimplência Pessoa Física 90dias:  Total e Outros Bens 17
Taxa de Inadimplência Pessoa Física: 15 a 90 Dias  x  Acima de 90 Dias (%) Fonte:  BANCO CENTRAL  18
Obrigado! Perspectivas da Economia para 2010 MARCEL DOMINGOS SOLIMEO Economista e Superintendente Institucional da Associação Comercial de São Paulo [email_address]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Análise de conjuntura - O Brasil e a crise - Maio de 2009
Análise de conjuntura - O Brasil e a crise - Maio de 2009Análise de conjuntura - O Brasil e a crise - Maio de 2009
Análise de conjuntura - O Brasil e a crise - Maio de 2009Aloizio Mercadante
 
A economia brasileira em 2015
A economia brasileira em 2015A economia brasileira em 2015
A economia brasileira em 2015Igor Morais
 
Boletim 46 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 46 - Grupo de conjuntura econômica da UFESBoletim 46 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 46 - Grupo de conjuntura econômica da UFESeconomiaufes
 
Gestão de Riscos como Ferramenta de Tomada de Decisão em Projetos de Investim...
Gestão de Riscos como Ferramenta de Tomada de Decisão em Projetos de Investim...Gestão de Riscos como Ferramenta de Tomada de Decisão em Projetos de Investim...
Gestão de Riscos como Ferramenta de Tomada de Decisão em Projetos de Investim...Rodrigo M. Gandra, MSc, PMP, PMI-RMP
 
Crise Financeira e Crise Económica
Crise Financeira e Crise EconómicaCrise Financeira e Crise Económica
Crise Financeira e Crise EconómicaJosé Augusto
 
O Mundo e o Brasil: Cenários Focalizados na Crise e Pós-Crise Econômica – um ...
O Mundo e o Brasil: Cenários Focalizados na Crise e Pós-Crise Econômica – um ...O Mundo e o Brasil: Cenários Focalizados na Crise e Pós-Crise Econômica – um ...
O Mundo e o Brasil: Cenários Focalizados na Crise e Pós-Crise Econômica – um ...Macroplan
 
Brasil: desafios e oportunidades
Brasil: desafios e oportunidadesBrasil: desafios e oportunidades
Brasil: desafios e oportunidadesLeonam Guimarães
 
TEC 2010 06 - Distribuição dos grupos de cor ou raça e sexo pelos ramos de at...
TEC 2010 06 - Distribuição dos grupos de cor ou raça e sexo pelos ramos de at...TEC 2010 06 - Distribuição dos grupos de cor ou raça e sexo pelos ramos de at...
TEC 2010 06 - Distribuição dos grupos de cor ou raça e sexo pelos ramos de at...LAESER IE/UFRJ
 
Economia internacional cont.
Economia internacional   cont.Economia internacional   cont.
Economia internacional cont.Ana Monteiro
 
Política Macroeconômica, crescimento e distribuição de renda na Economia Bras...
Política Macroeconômica, crescimento e distribuição de renda na Economia Bras...Política Macroeconômica, crescimento e distribuição de renda na Economia Bras...
Política Macroeconômica, crescimento e distribuição de renda na Economia Bras...Grupo de Economia Política IE-UFRJ
 
Economia brasileira em perspectiva 30.12.2014
Economia brasileira em perspectiva   30.12.2014Economia brasileira em perspectiva   30.12.2014
Economia brasileira em perspectiva 30.12.2014DenizecomZ
 
O Mundo PóS Crise Dez09
O Mundo PóS Crise   Dez09O Mundo PóS Crise   Dez09
O Mundo PóS Crise Dez09JulioHegedus
 
O falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasil
O falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasilO falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasil
O falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasilFernando Alcoforado
 

Mais procurados (20)

2016: O ano da recuperação?
2016: O ano da recuperação? 2016: O ano da recuperação?
2016: O ano da recuperação?
 
Economia Brasileira e Gaúcha - Perspectivas 2015 e 2016
Economia Brasileira e Gaúcha - Perspectivas 2015 e 2016Economia Brasileira e Gaúcha - Perspectivas 2015 e 2016
Economia Brasileira e Gaúcha - Perspectivas 2015 e 2016
 
Economia brasileira e gaúcha - Perspectivas 2015 e 2016
Economia brasileira e gaúcha - Perspectivas 2015 e 2016Economia brasileira e gaúcha - Perspectivas 2015 e 2016
Economia brasileira e gaúcha - Perspectivas 2015 e 2016
 
Análise de conjuntura - O Brasil e a crise - Maio de 2009
Análise de conjuntura - O Brasil e a crise - Maio de 2009Análise de conjuntura - O Brasil e a crise - Maio de 2009
Análise de conjuntura - O Brasil e a crise - Maio de 2009
 
Crise mundial de 2014
Crise mundial de 2014Crise mundial de 2014
Crise mundial de 2014
 
20120601
2012060120120601
20120601
 
A economia brasileira em 2015
A economia brasileira em 2015A economia brasileira em 2015
A economia brasileira em 2015
 
Boletim 46 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 46 - Grupo de conjuntura econômica da UFESBoletim 46 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
Boletim 46 - Grupo de conjuntura econômica da UFES
 
Gestão de Riscos como Ferramenta de Tomada de Decisão em Projetos de Investim...
Gestão de Riscos como Ferramenta de Tomada de Decisão em Projetos de Investim...Gestão de Riscos como Ferramenta de Tomada de Decisão em Projetos de Investim...
Gestão de Riscos como Ferramenta de Tomada de Decisão em Projetos de Investim...
 
Crise Financeira e Crise Económica
Crise Financeira e Crise EconómicaCrise Financeira e Crise Económica
Crise Financeira e Crise Económica
 
O Mundo e o Brasil: Cenários Focalizados na Crise e Pós-Crise Econômica – um ...
O Mundo e o Brasil: Cenários Focalizados na Crise e Pós-Crise Econômica – um ...O Mundo e o Brasil: Cenários Focalizados na Crise e Pós-Crise Econômica – um ...
O Mundo e o Brasil: Cenários Focalizados na Crise e Pós-Crise Econômica – um ...
 
Conjuntura econômica nacional
Conjuntura econômica nacionalConjuntura econômica nacional
Conjuntura econômica nacional
 
Brasil: desafios e oportunidades
Brasil: desafios e oportunidadesBrasil: desafios e oportunidades
Brasil: desafios e oportunidades
 
TEC 2010 06 - Distribuição dos grupos de cor ou raça e sexo pelos ramos de at...
TEC 2010 06 - Distribuição dos grupos de cor ou raça e sexo pelos ramos de at...TEC 2010 06 - Distribuição dos grupos de cor ou raça e sexo pelos ramos de at...
TEC 2010 06 - Distribuição dos grupos de cor ou raça e sexo pelos ramos de at...
 
Economia internacional cont.
Economia internacional   cont.Economia internacional   cont.
Economia internacional cont.
 
Política Macroeconômica, crescimento e distribuição de renda na Economia Bras...
Política Macroeconômica, crescimento e distribuição de renda na Economia Bras...Política Macroeconômica, crescimento e distribuição de renda na Economia Bras...
Política Macroeconômica, crescimento e distribuição de renda na Economia Bras...
 
Economia brasileira em perspectiva 30.12.2014
Economia brasileira em perspectiva   30.12.2014Economia brasileira em perspectiva   30.12.2014
Economia brasileira em perspectiva 30.12.2014
 
o estudo
o estudoo estudo
o estudo
 
O Mundo PóS Crise Dez09
O Mundo PóS Crise   Dez09O Mundo PóS Crise   Dez09
O Mundo PóS Crise Dez09
 
O falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasil
O falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasilO falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasil
O falso discurso do governo sobre a recuperação econômica do brasil
 

Destaque

Brasil Emergente - Data Popular.
Brasil Emergente - Data Popular.Brasil Emergente - Data Popular.
Brasil Emergente - Data Popular.Rony Meisler
 
Brasil: país emergente?
Brasil: país emergente?Brasil: país emergente?
Brasil: país emergente?Léo Miranda
 
Brasil e américa latina
Brasil e américa latinaBrasil e américa latina
Brasil e américa latinakarolpoa
 
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)Logistica no Brasil e no Mundo (2005)
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)Mario Silvestri Filho
 
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!Rosalia Azambuja
 
Brasil, organização política
Brasil, organização políticaBrasil, organização política
Brasil, organização políticaAlexandre Ramos
 
Organização política e territorial do brasil
Organização política e territorial do brasilOrganização política e territorial do brasil
Organização política e territorial do brasilbruno rangel
 

Destaque (7)

Brasil Emergente - Data Popular.
Brasil Emergente - Data Popular.Brasil Emergente - Data Popular.
Brasil Emergente - Data Popular.
 
Brasil: país emergente?
Brasil: país emergente?Brasil: país emergente?
Brasil: país emergente?
 
Brasil e américa latina
Brasil e américa latinaBrasil e américa latina
Brasil e américa latina
 
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)Logistica no Brasil e no Mundo (2005)
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)
 
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!
 
Brasil, organização política
Brasil, organização políticaBrasil, organização política
Brasil, organização política
 
Organização política e territorial do brasil
Organização política e territorial do brasilOrganização política e territorial do brasil
Organização política e territorial do brasil
 

Semelhante a Apresentação Seminário Economia

Gustavoloyola 100525082203-phpapp02
Gustavoloyola 100525082203-phpapp02Gustavoloyola 100525082203-phpapp02
Gustavoloyola 100525082203-phpapp02arianh
 
AnáLise Da Conjuntura EconôMica Ao Cmp
AnáLise Da Conjuntura EconôMica Ao CmpAnáLise Da Conjuntura EconôMica Ao Cmp
AnáLise Da Conjuntura EconôMica Ao Cmpozgiudice
 
“Desempenho da Indústria Gráfica Brasileira em 2011 e Perspectivas para 2012
“Desempenho da Indústria Gráfica Brasileira em 2011 e Perspectivas para 2012“Desempenho da Indústria Gráfica Brasileira em 2011 e Perspectivas para 2012
“Desempenho da Indústria Gráfica Brasileira em 2011 e Perspectivas para 2012ABIGRAF
 
Relatório economia 2011
Relatório economia 2011Relatório economia 2011
Relatório economia 2011hasaverus
 
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Gustavo Loyola - "Perspectivas da econ...
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Gustavo Loyola - "Perspectivas da econ...11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Gustavo Loyola - "Perspectivas da econ...
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Gustavo Loyola - "Perspectivas da econ...Abravidro
 
Retrospectiva Prospectiva: Um futuro não muito brilhante
Retrospectiva Prospectiva: Um futuro não muito brilhanteRetrospectiva Prospectiva: Um futuro não muito brilhante
Retrospectiva Prospectiva: Um futuro não muito brilhanteBanco Pine
 
130319 alberto-pessina-01
130319 alberto-pessina-01130319 alberto-pessina-01
130319 alberto-pessina-01AgroTalento
 
Palestra: Um Mundo de Incertezas - Albert Fishlow
Palestra: Um Mundo de Incertezas - Albert FishlowPalestra: Um Mundo de Incertezas - Albert Fishlow
Palestra: Um Mundo de Incertezas - Albert FishlowExpoGestão
 
Calendário Econômico Pine: COPOM e o cenário prospectivo
Calendário Econômico Pine: COPOM e o cenário prospectivoCalendário Econômico Pine: COPOM e o cenário prospectivo
Calendário Econômico Pine: COPOM e o cenário prospectivoBanco Pine
 
Grupo 3 apresentacão junta
Grupo 3 apresentacão juntaGrupo 3 apresentacão junta
Grupo 3 apresentacão juntajulianazaponi
 
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013Economia Brasileira Pespectivas AGO2013
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013Paulo Franco
 
A crise econômica mundial: impactos sobre a economia capixaba a médio e longo...
A crise econômica mundial: impactos sobre a economia capixaba a médio e longo...A crise econômica mundial: impactos sobre a economia capixaba a médio e longo...
A crise econômica mundial: impactos sobre a economia capixaba a médio e longo...Macroplan
 
Apresentação de 2013 - Professora Denise
Apresentação de 2013 - Professora Denise Apresentação de 2013 - Professora Denise
Apresentação de 2013 - Professora Denise cesforma
 
Apresentação do ministro Guido Mantega
Apresentação do ministro Guido MantegaApresentação do ministro Guido Mantega
Apresentação do ministro Guido MantegaCartaCapital
 

Semelhante a Apresentação Seminário Economia (20)

Gustavoloyola 100525082203-phpapp02
Gustavoloyola 100525082203-phpapp02Gustavoloyola 100525082203-phpapp02
Gustavoloyola 100525082203-phpapp02
 
AnáLise Da Conjuntura EconôMica Ao Cmp
AnáLise Da Conjuntura EconôMica Ao CmpAnáLise Da Conjuntura EconôMica Ao Cmp
AnáLise Da Conjuntura EconôMica Ao Cmp
 
1. ulisses cenário macroeconômico
1. ulisses cenário macroeconômico1. ulisses cenário macroeconômico
1. ulisses cenário macroeconômico
 
“Desempenho da Indústria Gráfica Brasileira em 2011 e Perspectivas para 2012
“Desempenho da Indústria Gráfica Brasileira em 2011 e Perspectivas para 2012“Desempenho da Indústria Gráfica Brasileira em 2011 e Perspectivas para 2012
“Desempenho da Indústria Gráfica Brasileira em 2011 e Perspectivas para 2012
 
Relatório economia 2011
Relatório economia 2011Relatório economia 2011
Relatório economia 2011
 
XIII Análise Ceplan
XIII Análise CeplanXIII Análise Ceplan
XIII Análise Ceplan
 
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Gustavo Loyola - "Perspectivas da econ...
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Gustavo Loyola - "Perspectivas da econ...11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Gustavo Loyola - "Perspectivas da econ...
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Gustavo Loyola - "Perspectivas da econ...
 
Retrospectiva Prospectiva: Um futuro não muito brilhante
Retrospectiva Prospectiva: Um futuro não muito brilhanteRetrospectiva Prospectiva: Um futuro não muito brilhante
Retrospectiva Prospectiva: Um futuro não muito brilhante
 
130319 alberto-pessina-01
130319 alberto-pessina-01130319 alberto-pessina-01
130319 alberto-pessina-01
 
Palestra: Um Mundo de Incertezas - Albert Fishlow
Palestra: Um Mundo de Incertezas - Albert FishlowPalestra: Um Mundo de Incertezas - Albert Fishlow
Palestra: Um Mundo de Incertezas - Albert Fishlow
 
Calendário Econômico Pine: COPOM e o cenário prospectivo
Calendário Econômico Pine: COPOM e o cenário prospectivoCalendário Econômico Pine: COPOM e o cenário prospectivo
Calendário Econômico Pine: COPOM e o cenário prospectivo
 
Grupo 3 apresentacão junta
Grupo 3 apresentacão juntaGrupo 3 apresentacão junta
Grupo 3 apresentacão junta
 
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013Economia Brasileira Pespectivas AGO2013
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013
 
A crise econômica mundial: impactos sobre a economia capixaba a médio e longo...
A crise econômica mundial: impactos sobre a economia capixaba a médio e longo...A crise econômica mundial: impactos sobre a economia capixaba a médio e longo...
A crise econômica mundial: impactos sobre a economia capixaba a médio e longo...
 
Apresentação de 2013 - Professora Denise
Apresentação de 2013 - Professora Denise Apresentação de 2013 - Professora Denise
Apresentação de 2013 - Professora Denise
 
Análise da Crise Econômica
Análise da Crise EconômicaAnálise da Crise Econômica
Análise da Crise Econômica
 
Possib alternat polít econ bras fernando ferrari
Possib alternat polít econ bras   fernando ferrariPossib alternat polít econ bras   fernando ferrari
Possib alternat polít econ bras fernando ferrari
 
Panorama economico
Panorama economicoPanorama economico
Panorama economico
 
Dados economicos genari
Dados economicos genariDados economicos genari
Dados economicos genari
 
Apresentação do ministro Guido Mantega
Apresentação do ministro Guido MantegaApresentação do ministro Guido Mantega
Apresentação do ministro Guido Mantega
 

Mais de Associação Comercial de São Paulo

Palestra de Nelson Castilho - ACSP, uma facilitadora de acesso às exigências ...
Palestra de Nelson Castilho - ACSP, uma facilitadora de acesso às exigências ...Palestra de Nelson Castilho - ACSP, uma facilitadora de acesso às exigências ...
Palestra de Nelson Castilho - ACSP, uma facilitadora de acesso às exigências ...Associação Comercial de São Paulo
 
Palestra de Renan Luiz da Silva - Certificação Digital, um requisito de uso d...
Palestra de Renan Luiz da Silva - Certificação Digital, um requisito de uso d...Palestra de Renan Luiz da Silva - Certificação Digital, um requisito de uso d...
Palestra de Renan Luiz da Silva - Certificação Digital, um requisito de uso d...Associação Comercial de São Paulo
 
Palestra de Thais Corteze - Proteção jurídica dos usuários das mídias sociais
Palestra de Thais Corteze - Proteção jurídica dos usuários das mídias sociais Palestra de Thais Corteze - Proteção jurídica dos usuários das mídias sociais
Palestra de Thais Corteze - Proteção jurídica dos usuários das mídias sociais Associação Comercial de São Paulo
 

Mais de Associação Comercial de São Paulo (20)

4 survey monkey
4 survey monkey4 survey monkey
4 survey monkey
 
eCommerce Meeting
eCommerce MeetingeCommerce Meeting
eCommerce Meeting
 
eCommerce Meeting
eCommerce MeetingeCommerce Meeting
eCommerce Meeting
 
eCommerce Meeting
eCommerce MeetingeCommerce Meeting
eCommerce Meeting
 
DIFERENCIAIS PARA O SUCESSO DE SUA LOJA VIRTUAL
DIFERENCIAIS PARA O SUCESSO DE SUA LOJA VIRTUALDIFERENCIAIS PARA O SUCESSO DE SUA LOJA VIRTUAL
DIFERENCIAIS PARA O SUCESSO DE SUA LOJA VIRTUAL
 
MEIOS DE PAGAMENTO SEGUROS NA INTERNET
MEIOS DE PAGAMENTO SEGUROS NA INTERNET MEIOS DE PAGAMENTO SEGUROS NA INTERNET
MEIOS DE PAGAMENTO SEGUROS NA INTERNET
 
MARKETPLACE: UM ÓTIMO CANAL PARA AUMENTAR SUAS VENDAS
MARKETPLACE: UM ÓTIMO CANAL PARA AUMENTAR SUAS VENDASMARKETPLACE: UM ÓTIMO CANAL PARA AUMENTAR SUAS VENDAS
MARKETPLACE: UM ÓTIMO CANAL PARA AUMENTAR SUAS VENDAS
 
MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ECOMMERCE BRASILEIRO
MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ECOMMERCE BRASILEIROMICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ECOMMERCE BRASILEIRO
MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ECOMMERCE BRASILEIRO
 
Palestra de Paulo Sidney - Teoria sem mistério da NF-e
Palestra de Paulo Sidney - Teoria sem mistério da NF-ePalestra de Paulo Sidney - Teoria sem mistério da NF-e
Palestra de Paulo Sidney - Teoria sem mistério da NF-e
 
Palestra de Nelson Castilho - ACSP, uma facilitadora de acesso às exigências ...
Palestra de Nelson Castilho - ACSP, uma facilitadora de acesso às exigências ...Palestra de Nelson Castilho - ACSP, uma facilitadora de acesso às exigências ...
Palestra de Nelson Castilho - ACSP, uma facilitadora de acesso às exigências ...
 
Palestra de Renan Luiz da Silva - Certificação Digital, um requisito de uso d...
Palestra de Renan Luiz da Silva - Certificação Digital, um requisito de uso d...Palestra de Renan Luiz da Silva - Certificação Digital, um requisito de uso d...
Palestra de Renan Luiz da Silva - Certificação Digital, um requisito de uso d...
 
Palestra de Thais Corteze - Proteção jurídica dos usuários das mídias sociais
Palestra de Thais Corteze - Proteção jurídica dos usuários das mídias sociais Palestra de Thais Corteze - Proteção jurídica dos usuários das mídias sociais
Palestra de Thais Corteze - Proteção jurídica dos usuários das mídias sociais
 
Palestra de Marcos Hiller – Redes Sociais & Mundo Digital
Palestra de Marcos Hiller – Redes Sociais & Mundo Digital Palestra de Marcos Hiller – Redes Sociais & Mundo Digital
Palestra de Marcos Hiller – Redes Sociais & Mundo Digital
 
Palestra de Monica Pontalti - Como montar um time medalha de ouro
Palestra de Monica Pontalti - Como montar um time medalha de ouroPalestra de Monica Pontalti - Como montar um time medalha de ouro
Palestra de Monica Pontalti - Como montar um time medalha de ouro
 
Palestra de Monica Pontalti - Como montar um time medalha de ouro
Palestra de Monica Pontalti - Como montar um time medalha de ouroPalestra de Monica Pontalti - Como montar um time medalha de ouro
Palestra de Monica Pontalti - Como montar um time medalha de ouro
 
Situação e Perspectivas da Inadimplência
Situação e Perspectivas da InadimplênciaSituação e Perspectivas da Inadimplência
Situação e Perspectivas da Inadimplência
 
PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA
PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRAPERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA
PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA
 
Comunicação eficaz e marketing pessoal para jornalistas
Comunicação eficaz e marketing pessoal para jornalistasComunicação eficaz e marketing pessoal para jornalistas
Comunicação eficaz e marketing pessoal para jornalistas
 
Comunicação eficaz e marketing pessoal para jornalistas
Comunicação eficaz e marketing pessoal para jornalistasComunicação eficaz e marketing pessoal para jornalistas
Comunicação eficaz e marketing pessoal para jornalistas
 
Protocolo e Cerimonial
Protocolo e CerimonialProtocolo e Cerimonial
Protocolo e Cerimonial
 

Apresentação Seminário Economia

  • 1. A conjuntura econômica mundial e o Brasil Mailson da Nóbrega
  • 2.
  • 3. Tendências da economia mundial - EUA Recessão fica para trás, mas... crédito ainda não se recuperou renda está em queda desemprego continua aumentando Famílias em processo de desalavancagem de dívida consumo com sinais modestos de retomada (ajudado pelo subsídio para compra de automóveis) Por isso, medidas anticrise devem ser mantidas por algum tempo Dúvida de médio prazo: consequências do endividamento público Juros podem começar a subir em fins de 2010 Atividade econômica: muitos anos de crescimento inferior ao do período précrise cresce apenas 1% em 2010 Mesmo assim, dólar continua como moeda de reserva por décadas
  • 4. Tendências da economia mundial - Europa Recuperação mais lenta do que nos EUA rigidez do mercado de trabalho e de produto Crédito em lenta restauração, particularmente no Reino Unido Custo da crise: elevação do endividamento, em especial no Reino Unido (pacotes fiscais, financeiros e monetários mais agressivos) Dívida sinaliza longo período de juros relativamente elevados Juros sobem em 2011 Economia volta a crescer mais firmemente em 2012
  • 5. Tendências da economia mundial - Japão Exportações se recuperam: efeito China, mas... ... situação se complica pelo lado fiscal (dívida passa de 200% do PIB) Não se pode descartar downgrade da dívida pública Juros: curva longo está subindo (riscos fiscais) Atividade econômica: poucas chances de melhora no curto prazo dívida pública, juros mais altos e rigidez na economia sinalizam longo ciclo de estagnação ou baixo crescimento
  • 6. Tendências da economia mundial - China Bom cenário econômico. Medidas fiscais anticrise funcionaram Forte crescimento do PIB: 8,5% em 2009 9,5% em 2010 No curto prazo, maior força vem da demanda doméstica: consumo das famílias (crescimento da renda e do emprego) investimentos públicos No médio prazo: exportações readquirem drive anterior Impulso adicional da interiorização do desenvolvimento redução do desequilíbrio macroeconômico mundial leva a: apreciação do yuan impulso adicional ao consumo
  • 7.
  • 8. A economia brasileira - 2009-2010 Confiança do consumidor já está em níveis précrise Forte recuperação do PIB, da renda e do emprego Inflação abaixo da meta Taxa de câmbio se valoriza Selic estável até setembro/2010 Crédito se normaliza
  • 9. Projeções para 2009-2010 (22,6) (15,6) Conta-corrente (US$ bi) 25,0 24,9 Balança comercial (US$ bi) 1,75 1,65 Taxa de câmbio (R$/US$) 10,0 8,75 Juros (Selic) - % 4,2 4,2 Inflação (IPCA) - % 4,8 0,0 PIB (%) 2010 2009 Indicador
  • 10.
  • 11.
  • 13. Conjuntura Econômica Nacional 2009-2010 Apresentação no Seminário ACSP Perspectivas da Economia São Paulo-SP, 29-10-09 Prof. Roberto Macedo E-mail: roberto.macedo@post.harvard.edu
  • 14. Comemoração 15 Anos do Plano Real: inflação sob controle; moeda retomou funções clássicas: meio de pagamento, padrão de pagamentos futuros e reserva de valor. População apreciou maior estabilidade de preços e não há espaço político para um retrocesso.
  • 15.  
  • 18. (1) Conjuntura mais recente moldando o cenário futuro: PIB trimestral indicando o fim da recessão (mas ainda não da crise), e outros dados macroeconômicos
  • 19. Crise e recuperação em L, V, U ou W ?
  • 20. TABELA RESUMO – Principais resultados do PIB a preços de mercado do 2 o trimestre de 2008 ao 2 o trimestre de 2009
  • 21.  
  • 22. Tendo caído 3,4% no quarto trimestre de 2008 e 1,0% no primeiro de 2009, o PIB brasileiro caiu um total de 4,37%. No segundo trimestre de 2009, cresceu 1,9% e faltaria crescer 2,62% no terceiro de 2009 para voltar ao que era no terceiro de 2008. É pouco provável que isto tenha acontecido. O mais provável é que a saída da crise só se consolide no trimestre corrente.
  • 23. Destaque: taxa de investimento (Investimento/PIB) muito baixa é o calcanhar de Aquiles da economia brasileira
  • 24.  
  • 25.  
  • 26. Inflação, contas públicas, setor externo e outros indicadores macroeconômicos
  • 29. Déficit Nominal – Mensal – % do PIB Fonte: BCB
  • 30. Balança Comercial US$ Milhões Fonte: IPEA
  • 31. Transações Correntes US$ Milhões Fonte: IPEA
  • 32. Câmbio – RS$ / US$ – Compra – Fim de Período Fonte: IPEA
  • 33.  
  • 35. FONTE: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordena ç ão de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Mensal de Emprego. Taxa de desemprego de março de 2002 a setembro de 2009 nas seis regiões da pesquisa
  • 36. SALDO DE ADMISSÕES MENOS DESLIGAMENTOS – CAGED SETEMBRO DE 2008 A SETEMBRO DE 2009 EM COMPARAÇÃO COM SETEMBRO DE 2007 A SETEMBRO DE 2008 – EM MILHARES Fonte: MTE-CAGED
  • 38. IBGE – Levantamento da Produção Agrícola     Em setembro, IBGE estima queda de 8,1% na safra de grãos 2009 A nona estimativa da safra de cereais, leguminosas e oleaginosas mantém a expectativa da 2 ª maior safra nacional, sendo aguardada uma produção de 134,1 milhões de toneladas¹, 8,1% inferior à safra recorde de 2008 (146,0 milhões de toneladas) e 0,5% superior à estimativa de agosto. O acréscimo frente ao mês passado deve-se, especialmente, às reavaliações positivas ocorridas com o milho 2ª safra em Goiás, já que os cultivos de inverno, com destaque para o trigo, registram decréscimos. A área a ser colhida de 47,2 milhões de hectares, comparativamente à colhida em 2008 e a estimativa do mês anterior para a safra 2009, apresenta variações de (-0,1%) e (+0,2%), respectivamente. As três principais culturas, soja, milho e arroz, que respondem por 81,3% da área plantada apresentam, em relação ao ano anterior, uma variação de +2,1%, -4,5% e +0,9%, respectivamente. No que se refere à produção, destes três produtos, apenas o arroz registra variação positiva de 4,2%. Já para a soja e o milho a previsão é de retração da produção em 5,1% e 13,4%, respectivamente.
  • 40.  
  • 42.  
  • 43.
  • 44. Índice Nacional de Confiança
  • 45. INC – por região
  • 46. Índice Nacional de Confiança NORDESTE (média móvel)
  • 47. Índice Nacional de Confiança NORTE/ CENTRO-OESTE (média móvel)
  • 48. Índice Nacional de Confiança SUDESTE (média móvel)
  • 49. Índice Nacional de Confiança SUL (média móvel)
  • 50. (2) Cenário – Considerações adicionais Seguem-se os dados do boletim Focus do Banco Central, de 23/10/09. Fonte: http://www4.bcb.gov.br/pec/GCI/Ingl/Readout/R20091023.pdf Para assinatura gratuita do relatório semanal: http://www4.bcb.gov.br/?FOCUSINCL
  • 51. Banco Central - Boletim Semanal Focus – 23/10/09 Fonte: http://www4.bcb.gov.br/pec/GCI/PORT/readout/R20091023.pdf
  • 52.  
  • 53.  
  • 54. (3) Conclusões Esse cenário de recuperação deve continuar, superando-se a crise no último trimestre de 2009 e levando a um crescimento na faixa de 4 a 5% em 2010, estimulado pela demanda externa, em particular da China e outros emergentes, pela expansão do crédito interno, e por gastos públicos em expansão, seja por conta da crise, seja pelo ano eleitoral. O desafio maior continua sendo o de aumentar sensivelmente a taxa de investimento, em particular a do setor público.
  • 55. Perspectivas da Economia para 2010 Crédito e Inadimplência Índice Nacional do SCPC de Crédito ao Consumidor MARCEL DOMINGOS SOLIMEO Economista e Superintendente Institucional da Associação Comercial de São Paulo
  • 56. Fonte: SCPC / ACSP SCPC – Serviço Central de Proteção ao Crédito 1
  • 57. SCPC Nacional 12M/M x Indústria IBGE 12M/M Fonte: SCPC – IEGV / ACSP 2
  • 58. Evolução do Crédito Pessoal X Crédito Pessoal excluindo Consignado e Aquisição de Veículos: Dezembro 2007 / Setembro 2009 (R$ Milhões) Fonte: BANCO CENTRAL 3
  • 59. Evolução do Prazo Médio (Em Dias Corridos), das Taxas de Juros, do Saldo do Crédito (Em Bilhões) para Aquisição de Veículos – Pessoa Física: Março 2003 / Setembro 2009 Fonte: BANCO CENTRAL 4
  • 60. Emprego, Salário e Massa Fonte: IBGE / IEGV - ACSP 5
  • 61. Evolução do Saldo de Ocupados na Indústria: Setembro 2008 / Setembro 2009 Fonte: CAGED / MTE 6
  • 62. Evolução do Saldo de Ocupados no Comércio: Setembro 2008 / Setembro 2009 Fonte: CAGED / MTE 7
  • 63. Evolução do Saldo de Ocupados nos Serviços: Setembro 2008 / Setembro 2009 Fonte: CAGED / MTE 8
  • 64. Índice Nacional de Confiança Fonte: Ipsos Public Affairs / IEGV - ACSP 9
  • 65. Evolução das Vendas do Comércio Varejista: Dezembro 2007 / Agosto 2009 (Base 100 = 2003) Fonte: IBGE 10
  • 66. Consultas SCPC x Vendas de Móveis e Eletrodomésticos (% Variação em 12 Meses): Maio 2007 / Agosto 2009 Fonte: IBGE, IEGV / ACSP 11
  • 67. Consultas SCPC x Produção de Bens Duráveis (% Variação em 12 Meses): Maio 2007 / Agosto 2009 Fonte: IBGE, IEGV / ACSP 12
  • 68. Crédito Pessoa Física X Massa Salarial (Inclui Crédito Consignado) Fonte: BANCO CENTRAL / IEGV - ACSP 13
  • 69. Entrada de Novos Consumidores no Mercado de Crédito: Janeiro 2007 / Outubro 2009 (Base 100 = Jan. 2007) Fonte: SCPC / ACSP 14
  • 70. Endividamento da Pessoa Física em Relação à Renda Disponível – Brasil: 2002 / 2009 (%) Fonte: IEGV / ACSP - BANCO CENTRAL- IBGE 15
  • 71. MM12 Inadimplência Líquida X Desemprego SEADE Fonte: SEADE / IEGV - ACSP 16
  • 72. Fonte: BANCO CENTRAL / IEGV - ACSP Taxa de Inadimplência Pessoa Física 90dias: Total e Outros Bens 17
  • 73. Taxa de Inadimplência Pessoa Física: 15 a 90 Dias x Acima de 90 Dias (%) Fonte: BANCO CENTRAL 18
  • 74. Obrigado! Perspectivas da Economia para 2010 MARCEL DOMINGOS SOLIMEO Economista e Superintendente Institucional da Associação Comercial de São Paulo [email_address]