Reprodução humana e         crescimentoDocentes:                Trabalho realizado por : Helena Alves           INES ALEX...
1. Capa………………………………………………………………………………12. Índice………………………………………………………………………………23. Introdução………………………………………………………………………..34...
 Neste   trabalho irei falar sobre:    Caracteres sexuais e sistemas   reprodutor feminino e masculino;    Da fecundaçã...
 A reprodução tem como objectivo principal  assegurar a continuidade das espécies. É através dela que é assegurada a  co...
Todas as pessoas são diferentes.Existem certos aspectos fundamentais emque os seres humanos do sexo masculino e dosexo fem...
Sistema reprodutor                     FEMININOSistema reprodutorMASCULINO                                          6
   Uma vez por mês , dá-se a    ovulação : UM óvulo    amadurecido é libertado    por um dos ovários para uma    das trom...
ALGUMAS horas   depois da sua   formação, numpercurso ao longo datrompa, o ovo começa  a sofrer divisões     sucessivas.PR...
    A dilatação é quando o bebé      está para nascer. O útero     contrai-se regularmente e o        colo do útero inici...
DEPOIS DO NASCIMENTO , é necessário que o bebéfaça a sua primeira inspiração, que corresponde ao seuprimeiro grito. E, pel...
   Normalmente, de cada parto resulta    uma só criança. No entanto, em alguns    casos, o parto é múltiplo, isto é, quan...
UM ambiente familiar tranquilo     e harmonioso, onde a   criança se sinta amada e protegida, é essencial para o  seu bom ...
   As várias etapas do    desenvolvimento do    recém-nascido são: dos    2 aos 3    meses, transmitem sons    e sorriem....
   Dos 7 aos 8 meses: senta-se    sem apoio, movimenta    objectos de uma mão para    a outra. Aos 10 meses : um    movim...
 7 meses – os bebés conseguem diferenciar bem a  voz das mulheres e dos homens (não misturar com a  voz do pai e a voz da...
   2 anos – as crianças começam    a usar o género nas    brincadeiras e no jogo, algo    induzido pelos pais e    adulto...
   Este trabalho é muito    interessante porque    é sobre o    desenvolvimento    sexual. E a nossa    professora Helena...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ciencias da natureza

1.417 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.417
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
29
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ciencias da natureza

  1. 1. Reprodução humana e crescimentoDocentes: Trabalho realizado por : Helena Alves INES ALEXANDRA DA SILVA COSTADisciplina: Nº10 6ºF DATA: 14-03-2012 Ciências da Natureza
  2. 2. 1. Capa………………………………………………………………………………12. Índice………………………………………………………………………………23. Introdução………………………………………………………………………..34. Definição de reprodução humana e crescimento………………………45. Caracteres sexuais e sistemas reprodutor feminino e masculino ……..56. Da fecundação ao nascimento……………………………………………..77. Saúde da grávida……………………………………………………………….8. Saúde de um recém-nascido…………………………………………………9. Desenvolvimento da sexualidade……………………………………………10. Conclusão…………………………………………………………………………11. Bibliografia ……………………………………………………………………….. 2
  3. 3.  Neste trabalho irei falar sobre:  Caracteres sexuais e sistemas reprodutor feminino e masculino;  Da fecundação ao nascimento;  Saúde da grávida;  Saúde de um recém-nascido;  Desenvolvimento da sexualidade. 3
  4. 4.  A reprodução tem como objectivo principal assegurar a continuidade das espécies. É através dela que é assegurada a continuidade da vida, sem ela as espécies extinguir-se-iam. 4
  5. 5. Todas as pessoas são diferentes.Existem certos aspectos fundamentais emque os seres humanos do sexo masculino e dosexo feminino se diferem, esta desigualdadedesigna-se por caracteres sexuais. Existem dois tipos de caracteres: Primários Secundários 5
  6. 6. Sistema reprodutor FEMININOSistema reprodutorMASCULINO 6
  7. 7.  Uma vez por mês , dá-se a ovulação : UM óvulo amadurecido é libertado por um dos ovários para uma das trompas. No ser humano, há um fluxo de sangue que endurece o pénis ,dando-se a erecção. ESTA vai permitir que milhões de espermatozóides sejam lançados para a vagina, por ejaculação do esperma. 7
  8. 8. ALGUMAS horas depois da sua formação, numpercurso ao longo datrompa, o ovo começa a sofrer divisões sucessivas.PRIMEIRO, formam -se duas células, cada uma delas divide-se em duas, formando-se quatro, e assim sucessivamente . 8
  9. 9.  A dilatação é quando o bebé está para nascer. O útero contrai-se regularmente e o colo do útero inicia a sua dilatação. De um modo geral, o saco amniótico rompe-se, saindo o líquido amniótico (saco das águas). O nascimento está próximo, mas esta primeira fase do parto pode durar várias horas. 9
  10. 10. DEPOIS DO NASCIMENTO , é necessário que o bebéfaça a sua primeira inspiração, que corresponde ao seuprimeiro grito. E, pela primeira vez, enche os pulmõesde ar.Só depois corta-se o cordão umbilical, fazendo-se aseparação entre a mãe e o bebé.Os cuidados médicos são, nesta fase, muitoimportantes. Através de testes e análises, o médicomédico pode detectar se há problemas de saúde quenecessitem de tratamento ou acompanhamentoimediato. 10
  11. 11.  Normalmente, de cada parto resulta uma só criança. No entanto, em alguns casos, o parto é múltiplo, isto é, quando nascem dois, três , ou mais irmãos, no mesmo parto. Os irmãos que nascem de um parto múltiplo, denominam-se gémeos. A maioria dos gémeos tem a sua origem quando a mulher produz dois óvulos que são fecundados ao mesmo tempo por dois espermatozóides diferentes. 11
  12. 12. UM ambiente familiar tranquilo e harmonioso, onde a criança se sinta amada e protegida, é essencial para o seu bom desenvolvimento físico, emocional e intelectual. 12
  13. 13.  As várias etapas do desenvolvimento do recém-nascido são: dos 2 aos 3 meses, transmitem sons e sorriem. Começam a fazer movimentos com as mãos (pegar em objetos). Começa a reconhecer a mãe. Começa a reconhecer os rostos dos familiares e conhecidos. 13
  14. 14.  Dos 7 aos 8 meses: senta-se sem apoio, movimenta objectos de uma mão para a outra. Aos 10 meses : um movimento inferiores (pernas). Começa a ficar de pé com apoio, e começa a dizer as primeiras palavras. Aos 12 meses: dá os primeiros passos independentes, melhora a sua inteligência, levanta-se sozinho. 14
  15. 15.  7 meses – os bebés conseguem diferenciar bem a voz das mulheres e dos homens (não misturar com a voz do pai e a voz da mãe, estamos a falar da diferenciação de timbres associados ao género); 12 meses – a criança consegue atribuir a noção de género à cara das pessoas e treinam isso com os pais, demorando-se a olhar para eles. Se ouvirem uma mulher ou um homem a falar, num grupo, irão procurar uma cara de mulher ou de um homem para perceber quem está. Começa a haver alguma predilecção pelos jogos «de rapariga» ou «de rapaz». 15
  16. 16.  2 anos – as crianças começam a usar o género nas brincadeiras e no jogo, algo induzido pelos pais e adultos, mas também por alguma noção intrínseca dos respectivos papéis (e que é algo que mora nos nossos genes e na nossa memória antropológica), e pela imitação dos adultos (que têm papéis e representações claramente diferentes); 16
  17. 17.  Este trabalho é muito interessante porque é sobre o desenvolvimento sexual. E a nossa professora Helena Alves de Ciências Da Natureza é que nos propôs este trabalho. 17

×