2 reprodução humana-parte_i

3.025 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
2 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.025
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
289
Comentários
2
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • {}
  • 2 reprodução humana-parte_i

    1. 1. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    2. 2. Menino ou menina? http://content.everydayhealth.com/wte3.0/gcms/what-babies-and-toddlers-know-03-pg-full.jpg Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    3. 3. Desde cedo, tendo em conta as características do nosso corpo, é-nos atribuído um sexo: Possuem um pénis. Caracteres sexuais primários Masculino Feminino Apresentam órgãos sexuais externos diferentes. Possuem uma vagina. Caracteres sexuais primários http://content.everydayhealth.com/wte3.0/gcms/what-babies-and-toddlers-know-03-pg-full.jpg Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    4. 4. Puberdade Conjunto de alterações físicas e psicológicas que marcam o início da adolescência. Alterações físicas Caracteres sexuais secundários Começam a surgir com a produção de hormonas sexuais. Preparam o corpo para os actos sexuais e para a reprodução. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    5. 5. http://scottdouglas82.files.wordpress.com/2013/08/adolescence-3.jpg Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    6. 6. Caracteres sexuais secundários femininos  Alargamento das ancas;  Maior acumulação de gordura no tecido adiposo;  Desenvolvimento das mamas;  Surgimento da acne;  Aparecimento de pêlos nas axilas e nos genitais;  Aparecimento da primeira menstruação – menarca. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    7. 7. Caracteres sexuais secundários masculinos       Aumento do tamanho do pénis e dos testículos; Desenvolvimento corporal devido ao aumento de massa muscular; Aparecimento de pêlos nas axilas e nos genitais; Surgimento da acne; Aparecimento da barba; Mudanças na voz. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    8. 8. Sexualidade Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    9. 9. Luís Vaz de Camões 1524-1580 Amor é fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer; É um não querer mais que bem querer; É solitário andar por entre a gente; É nunca contentar-se de contente; É cuidar que se ganha em se perder; É querer estar preso por vontade; É servir a quem vence, o vencedor; É ter com quem nos mata lealdade. Mas como causar pode seu favor Nos corações humanos amizade, Se tão contrário a si é o mesmo Amor? Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    10. 10. Amor não é olharem um para o outro Mas sim olharem na mesma direção Antoine de Saint-Exupéry 1900-1944 Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    11. 11. Não é o sexo que leva ao amor, mas o amor que leva ao sexo… A ideia de que o sexo leva ao amor está ultrapassada. Hoje pensa-se o contrário. De uma maneira corrente as coisas passam-se com afectividade. As relações sexuais tornaram-se mais amorosas e menos sádicas… António Coimbra de Matos 1929 Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    12. 12. Os muros de Sófia (Bulgária) estão cobertos de caras de mulheres desaparecidas, provavelmente prostituídas no estrangeiro. A Organização Internacional para as Migrações estima em 5000000 número de mulheres vendidas na Europa Ocidental por bandos de mafiosos. Science & Vie, Abril de 2002 Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    13. 13. Em portugal, 6% dos partos são de mulheres com menos de 20 anos, o que faz do nosso país um dos líderes europeus da maternidade adolescente. Mas não necessariamente da ignorância contraceptiva (…). Para muitas destas jovens, trata-se de oferecer sexo em troca de afecto e da sobrevivência da relação com o namorado. Visão Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    14. 14. Da Weasel “o remorso” A caminho da clínica para ir buscar os resultados, vejo e revejo todos os passos errados não foram poucos, mas o remorso é uma coisa tão incrível as imagens organizam-se de uma forma acessível O telemóvel toca - é a minha namorada: "Tudo bem, o que é que fazes, puto?" Nada, baby, nada, telefono-te daqui a pouco, "o quê que tens? Parece que que tásrouco" Se ela soubesse do meu sufoco, quase que fico louco Como é que a vou encarar se estiver positivo? quando a conheci estava bem negativo Se eu apanhei, ela apanhou de certeza absoluta (…) Alinho as caras de pessoas com quem mantive sexo ocasional ou não, quanto mais penso, mais fica complexo A lista não é extensa mas basta apenas uma vez (…) Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    15. 15. “A sexualidade é uma energia que nos motiva para encontrar amor, contacto, ternura e intimidade; ela integra-se no modo como sentimos, movemos, tocamos e somos tocados, é ser-se sensual e ao mesmo tempo ser-se sexual. A sexualidade influencia pensamentos, sentimentos, ações e interações e, por isso, influencia também a nossa saúde física e mental”. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    16. 16. Sexualidade: factores determinantes Biológicos Sócio-culturais Psicológicos Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    17. 17. Psicológicos •Aprendizagem •Imaginação •Afetividade •Amor •Autocontrolo do instinto sexual •… Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    18. 18. Sócio-culturais •Concepção de família •Modelos de convivência •Convicções religiosas •Concepções estéticas •… Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    19. 19. Biológicos •Par de cromossomas sexuais (XX ou XY) •Caracteres sexuais primários e secundários •… Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    20. 20. Sistema reprodutor humano Aparelho reprodutor feminino Aparelho reprodutor masculino Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    21. 21. Masculino Espermatozóide Flagelo Peça Intermédia Cabeça Os espermatozóides são produzidos nos tubos seminíferos, nos testículos Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    22. 22. Funcionamento do sistema reprodutor masculino Epidídimos Canais finos e enrolados, localizados sobre os testículos, onde os espermatozóides maturam. Canais deferentes Ligam os epidídimos à uretra. Uretra Canal que transporta os espermatozóides e a urina ao exterior, mas nunca simultaneamente. Escrotos Bolsas que contêm os testículos e os protegem. Testículos Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    23. 23. Funcionamento do sistema reprodutor masculino Epidídimos Canais finos e enrolados, localizados sobre os testículos, onde os espermatozóides maturam. Canais deferentes Ligam os epidídimos à uretra. Uretra Canal que transporta os espermatozóides e a urina ao exterior, mas nunca simultaneamente. Escrotos Bolsas que contêm os testículos e os protegem. Testículos Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    24. 24. Funcionamento do sistema reprodutor masculino Vesículas seminais Glândulas que produzem líquido seminal, que se junta aos espermatozóides antes de atingirem a uretra. Testículos Gónadas masculinas onde se produzem os espermatozóides. Tubos seminíferos Pénis Órgão sexual externo revestido por uma pele fina e móvel que, na extremidade, forma o prepúcio. Liberta os espermatozóides. Próstata Tubos que formam continuamente espermatozóides. Glândula que produz líquido prostático, protegendo os espermatozóides da acidez da uretra e da vagina. Glande Extremidade dilatada do pénis coberta pelo prepúcio. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    25. 25. Funcionamento do sistema reprodutor masculino O aparelho reprodutor masculino é constituído por: Vias genitais Glândulas anexas Gónadas Canais percorridos pelos espermatozóides desde a sua formação à sua saída. onde são produzidos Vesícula seminal (líquido seminal) Cabeça Núcleo Flagelo Próstata (líquido prostático) Espermatozóides Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    26. 26. Funcionamento do sistema reprodutor masculino Objectivo Produzir espermatozóides e colocá-los dentro do aparelho reprodutor feminino. produzem percorrem Vias genitais até Tubos seminíferos Espermatozóides juntamente com Sémen formam Líquido prostático Líquido seminal Uretra Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    27. 27. Sistema reprodutor Pode ser Feminino Masculino composto por Órgãos Internos Hormonas Externos são Pénis Vias genitais Glândulas anexas Epidídimos Canais deferentes Uretra Vesícula seminal Próstata Líquido seminal Líquido prostático regulado por Gónadas Testículos Espermatozóides Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013 por exemplo Testosterona
    28. 28. Feminino Os óvulos são produzidos nos ovários, por amadurecimento dos folículos óvulo Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    29. 29. Vulva Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    30. 30. Funcionamento do sistema reprodutor feminino Ovários Gónadas femininas onde são produzidos os óvulos. Trompas de Falópio Canais que ligam os ovários ao útero e por onde passam os óvulos. Locais onde ocorre a fecundação. Útero Órgão revestido por um tecido com muitos vasos sanguíneos — endométrio —, onde se desenvolve o embrião. Colo do útero Zona que liga o útero e a vagina. Vagina Canal musculoso que liga o útero ao exterior. Orifício genital Abertura da vagina para o exterior. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    31. 31. Funcionamento do sistema reprodutor feminino Objectivo Produzir óvulos e proporcionar condições para a fecundação e desenvolvimento do feto. produz Ovário percorre Óvulo Vias genitais até Útero Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    32. 32. Sistema reprodutor pode ser Feminino regulado por Masculino composto por Órgãos Hormonas Estrogénio Progesterona Externos Internos são Vulva Vias genitais Gónadas Óvulo Trompas de Falópio Útero Vagina Ovo Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    33. 33. A partir da puberdade começam a ocorrer regularmente várias transformações nos ovários e no útero. Ciclo sexual feminino Tem a duração de 28 dias. Engloba: — Ciclo ovárico É regulado pelas hormonas sexuais femininas. — Ciclo uterino Estrogénios Progesterona Produzidos nos ovários. Produzida pelo corpo amarelo. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    34. 34. Ciclo ovárico Engloba três fases distintas: — Fase folicular Os estrogénios provocam o crescimento e maturação de um folículo que contém um óvulo. — Ovulação Quando o valor de estrogénios no sangue atinge o máximo. Há a libertação do óvulo para a trompa de Falópio. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    35. 35. Ciclo ovárico Engloba três fases distintas: — Fase folicular Os estrogénios provocam o crescimento e maturação de um folículo que contém um óvulo. — Ovulação Quando o valor de estrogénios no sangue atinge o máximo. Há a libertação do óvulo para a trompa de Falópio. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    36. 36. Ciclo ovárico Engloba três fases distintas: — Fase folicular — Fase luteínica As restantes células do folículo — Ovulação transformam-se em corpo amarelo que produz a progesterona. não há fecundação Se há fecundação degenera em duas semanas. permanece no ovário nos primeiros meses de gravidez. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    37. 37. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    38. 38. Ciclo uterino O funcionamento do ciclo uterino está ligado ao do ciclo ovárico. Engloba três fases distintas: — Fase menstrual 5 dias Inicia-se no primeiro dia da menstruação Útero As hormonas sexuais atingem a concentração mínima no sangue. Menstruação O endométrio desprende-se das paredes do útero e é expulso através da vagina. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    39. 39. Ciclo uterino O funcionamento do ciclo uterino está ligado ao do ciclo ovárico. Engloba três fases distintas: — Fase menstrual — Fase proliferativa Útero 5 dias 9 dias Aumenta a produção de estrogénios. O endométrio reconstitui-se, torna-se mais espesso e irrigado de vasos sanguíneos. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    40. 40. Ciclo uterino O funcionamento do ciclo uterino está ligado ao do ciclo ovárico. Engloba três fases distintas: — Fase menstrual — Fase proliferativa Útero Se não há fecundação Menstruação os níveis de progesterona diminuem. 5 dias 9 dias — Fase secretora 14 dias Aumenta a produção de progesterona provoca maior desenvolvimento do endométrio. Perto do 21.º dia, está pronto para alojar um embrião. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    41. 41. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    42. 42. Fecundação Fecundação Fusão de um espermatozóide com um óvulo. O espermatozóide ultrapassa a capa protectora do óvulo, perde a cauda e os núcleos de ambos fundem-se… Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    43. 43. Nidação A fusão dos dois núcleos origina uma célula... Ovo ou zigoto Três ou quatro dias depois, divide-se várias vezes e forma a mórula. Ao chegar ao útero, continua a crescer e a desenvolver-se até se alojar no endométrio. Nidação passa a Embrião Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    44. 44. Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013 http://i1.cpcache.com/product_zoom/785048449/baby_evolution_maternity_tshirt.jpg?color=Black&height=460&width=460&padToSquare=true
    45. 45. http://www.danniknightphotography.net/pregnancy-timelines/ Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    46. 46. Regulação hormonal Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    47. 47. Regulação hormonal Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    48. 48. Regulação hormonal Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013
    49. 49. Regulação hormonal Reprodução Humana Ciências naturais – 9º ano Maria João Drumond / Setembro 2013

    ×