SlideShare uma empresa Scribd logo
Copyright © 2007 Powerpoint Paradise. All Rights Reserved New King James Version Clique para  o próximo SLIDE Moisés e a Travessia do Mar Vermelho Powerpoint Paradise.com Verdade ou ficção?
Primeira pergunta: Vamos olhar alguns documentários e evidências arqueológicas! Os personágens bíblicos envolvidos no Êxodo, será que realmente existiram ?
Jacó filho de Isaque cavou um poço próximo a Sychar, onde Jesus falou a uma mulher de Samaria 1000 anos antes. Beduínos e judeus locais chamam este de Poço de Jacó. Esta foto foi tirada em  1884 DC. Ele ainda existe hoje, dentro de um complexo de paredes de um Mosteiro Ortodóxico Grego . Abraão teve um filho chamado Isaque
1880 Foto do Túmulo de  Raquel Jacó casou-se com Raquel. Entre outros filhos ele têve Leví e José. Leví teve Coate e este teve Amrão
1865 Foto:  Túmulo de José na Palestina José o filho favorito de Jacó foi vendido pelos seus irmãos como escravo no Egito, mas ele veio a ser o  vice-Faraó ! Depois de 400 anos Moisés, levou consigo os ossos de José cumprindo uma promessa feita a ele pelos israelitas.(Ex 13:19)
Moisés deve ter amado muito o seu pai! Este é o mais longo túmulo do mundo! Túmulo de Amrão, o pai de Moisés Êxodo 6:20 “Anrão tomou por mulher sua tia Joquebede, e ela deu à luz Arão e Moisés. A vida de Anrão foi de cento e trinta e sete anos.
Arão irmão de Moisés ajudou a conduzir  2-3 milhões pessoas para fora do Egito. Da montanha que cerca a grande taça de Pedra, nenhuma é mais comandada que Jabal Haroun, Montanha de Arão, ou Monte Hor da Bíblia. Com 1,350 metros acima do nível do mar é o mais alto pico da área; e é um local sagrado para as pessoas do lugar, porque eles acreditam que ali morreu e foi enterrado o irmão de Moisés. Números 20:28 “Moisés despiu Arão de suas vestes e colocou-as em seu filho Eleazar; e Arão morreu no alto do monte. Depois disso, Moisés e Eleazar desceram.”
Geografia – O Mar Vermelho! Golfo de Aqaba Terra de Gósen
Eles partiram de Gósen terminando na praia de Nuweiba através de  Sucote através desta ravina
Praia de Nuweiba Foto de Satélite da ravina que conduzia para a uma única saída: A Praia de Nuweiba!
Chegando a Praia de Nuweiba
 
 
Vista Lateral
Praia de Nuweiba no golfo de Aqaba por onde eles presumivelmente atravessaram … Grande e bonita praia para 2 milhões de pessoas, não é? Eu sempre fico maravilhado como uma coluna de fogo pode parar os egípcios durante a noite. Bastava dar a volta! Não senhor! Aquelas colinas eram muito íngremes para suas  charretes
Verificando as medidas de profundidade no sonar, Wyatt descobriu uma ponte de terra subaquática exatamente entre a praia de Nuweiba e o lado saudita.
Deus dividiu o mar com um forte vento oriental expondo esta ponte de terra subaquática por onde Moisés e os israelitas passaram em terra seca! Foi assim que 2-3 milhões de pessoas puderam passá-lo! Êxodo 14:21-22  “Então Moisés estendeu a mão sobre o mar; e, com um forte vento do Leste, o Senhor fez recuar o mar toda aquela noite, tornando o mar em terra seca. As águas se dividiram, e os israelitas entraram pelo meio do mar em terra seca; e as águas ficaram como um muro à direita e à esquerda deles.”
De acordo com o que é contado na Bíblia as charretes do faraó  tentaram perseguí-los Figura original das charretes do faraó EX. 14   23   E os egípcios os perseguiram e entraram atrás deles até o meio do mar, com todos os cavalos, os carros e os cavaleiros do faraó.  24  Na vigília da manhã, o Senhor desde a coluna de fogo e de nuvem, olhou para o acampamento dos egipcios e os tumultuou.  25  Ele travou as rodas dos seus carros para andarem com dificuldade. Então os egípcios disseram: Fujamos de Israel, pois o Senhor combate por eles conta os egípcios.  26  Então o Senhor disse a Moisés: Estende a mão sobre o mar, para que as águas se voltem sobre os egípcios, sobre seus carros e cavaleiros.  27  Então Moises estendeu a mão sobre o mar, e este retomou a sua força ao amanhecer, e os egípcios fugiram, indo de encontro ao mar. Assim o Senhor derrubou os egípcios no meio do mar.  28  As águas voltaram e cobriram os carros e os cavaleiros e todo o exército do faraó, que haviam entrado no mar atrás deles. E não restou nem um deles sequer .
Então Wyatt decidiu mergulhar e olhar neste local! Advinhem o que ele descobriu…
As rodas das charretes dos faraó que ficaram submersas quando tentaram perseguí-los!   Os artefatos encontrados incluem rodas, partes de charretes, como também ossadas humanas e de cavalos.  Vários foram encontrados tanto na linha costeira saudita como na de Nuweiba também.
Desde 1987, Ron Wyatt encontrou 3 raios de rodas de charrete dourada. Corais não se desenvolvem no ouro, portanto sua forma original foi mantida, no entanto a madeira que estava dentro deste folheado de ouro se desintegrou deixando-o muito frágil para sua remoção.  A esperança de futuras expedições é explorar as águas profundas com câmeras remotas mini-submarinos.
A roda de charrete encrustada de coral, filmada na linha costeira saudita, se compara com esta charrete encontrada no túmulo de Tutancamon.
Roda e eixo de charrete coberto com coral e em pé. Êxodo 14:25  ‘E ele travou  as rodas dos seus carros para andarem com dificuldade...'
Ossos Mineralizados, um dos muitos encontrados na travessia testados pelo Departamento de Osteologia da Universidade de  Estocolmo, um deles foi identificado como um femur humano da perna direita de um homem de 165-170cm de estatura. Ele está essencialmente ‘fossilizado’ e totalmente substituido por minerais e corais portanto não pode ser datado pelo método de radio carbono, no entanto este espécime era muito antigo.
Coluna Memorial de Salomão. Quando Ron Wyatt visitou pela primeira vez Nuweiba em 1978, ele encontrou uma coluna estilo Fenício encostada na água. Infelizmente as inscrições tinham sido corroídas pela erosão, por isso a importância desta coluna não foi percebida ate 1984 quando uma segunda coluna de granito foi encontrada no lado oposto, na costa saudita – idêntica a primeira, exceto pelas inscrições que estava intáctas!
Ron Wyatt encontrou duas colunas colocadas pelo Rei Salomão em ambas as praias para comemorar a travessia do Mar Vermelho! Em letras Fenícias(hebreu arcáico), ele contem as palavras: Mizraim (Egito ); Solomão; Edom; morte; Faraó; Moisés; e Yahweh, indicando que o Rei Salomão pôs estas colunas como um memorial pelo milagre da travessia do mar. A Arábia Saudita não admite turistas, e talvez temem visitante não autorizados, as autoridades sauditas então removeram estas colunas e colocaram uma bandeira para assinalar o local onde elas estavam.
Eles atravessaram o Mar Vermelho para a Arábia Saudita onde de acordo com os arqueólogos está realmente o Sagrado Monte Sinai. Daqui Onde Moisés recebeu os Dez Mandamentos
 
Inscrições hebraicas encontradas na arábia saudita
Muitas outras evidências puderam ser encontradas no lado saudita do mar incluindo restos do bezerro de ouro, colunas e altares
par   de rochas em Horebe onde a Bíblia diz que Moisés feriu duas vezes para sair agua para  o povo! A rocha fendeu e logo em seguida a água jorrou …
É difícil dizer mas a tendência predominante da mídia anti-Deus é não retratar estes fatos verdadeiros na luz da fé. Preferem ser céticos e duvidar da veracidade de tais provas arqueológicas e a historicidade das narrações bíblicas, um dos livros de história mais acurados do mundo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Red sea crossing
Red sea crossingRed sea crossing
Red sea crossing
arthuroliveigo
 
A Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
A Travessia Do Mar Vermelho Por IsraelA Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
A Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
Web Master
 
Travessia
TravessiaTravessia
Travessia
MENSAGENSDOROY
 
Travessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar VermelhoTravessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar Vermelho
EspacoHefziba
 
619[1]
619[1]619[1]
619[1]
Ivan Gondim
 
A Travessia do Mar Vermelho
A Travessia do Mar VermelhoA Travessia do Mar Vermelho
A Travessia do Mar Vermelho
Silvana
 
Atravessia do Mar Vermelho*
Atravessia do Mar Vermelho*Atravessia do Mar Vermelho*
Atravessia do Mar Vermelho*
Cristiane Freitas
 
A Travessia Do Mar Vermelho
A Travessia Do Mar VermelhoA Travessia Do Mar Vermelho
A Travessia Do Mar Vermelho
PLETZ.com -
 
Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
Travessia Do Mar Vermelho Por IsraelTravessia Do Mar Vermelho Por Israel
Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
saraleandro2009
 

Mais procurados (9)

Red sea crossing
Red sea crossingRed sea crossing
Red sea crossing
 
A Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
A Travessia Do Mar Vermelho Por IsraelA Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
A Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
 
Travessia
TravessiaTravessia
Travessia
 
Travessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar VermelhoTravessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar Vermelho
 
619[1]
619[1]619[1]
619[1]
 
A Travessia do Mar Vermelho
A Travessia do Mar VermelhoA Travessia do Mar Vermelho
A Travessia do Mar Vermelho
 
Atravessia do Mar Vermelho*
Atravessia do Mar Vermelho*Atravessia do Mar Vermelho*
Atravessia do Mar Vermelho*
 
A Travessia Do Mar Vermelho
A Travessia Do Mar VermelhoA Travessia Do Mar Vermelho
A Travessia Do Mar Vermelho
 
Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
Travessia Do Mar Vermelho Por IsraelTravessia Do Mar Vermelho Por Israel
Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
 

Destaque

Redescoberta
RedescobertaRedescoberta
Redescoberta
1213161514191817
 
Bbdd1
Bbdd1Bbdd1
Bbdd1
David
 
Grupo 8
Grupo 8Grupo 8
Grupo 8
Nticx
 
Clipping Setembro 4
Clipping Setembro 4Clipping Setembro 4
Clipping Setembro 4
Ricardo Pastore
 
Nuestra primaria
Nuestra primariaNuestra primaria
Nuestra primaria
garaltma
 
Trabajo de slideshare
Trabajo de slideshareTrabajo de slideshare
Trabajo de slideshare
dahyanne
 
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
IOB News
 
Actividad 2
Actividad 2Actividad 2
Actividad 2
jessicamena95
 
Ded
DedDed
Ded
sergio
 
Fotos 2
Fotos 2Fotos 2
Fotos 2
Universidad
 
Literacia da Informação
Literacia da InformaçãoLiteracia da Informação
Literacia da Informação
Efacil Ler
 
Manual de Contabilidade Simplificada para Micros e Pequenas Empresas 2010 - 3...
Manual de Contabilidade Simplificada para Micros e Pequenas Empresas 2010 - 3...Manual de Contabilidade Simplificada para Micros e Pequenas Empresas 2010 - 3...
Manual de Contabilidade Simplificada para Micros e Pequenas Empresas 2010 - 3...
IOB News
 
Mergesort
MergesortMergesort
Mergesort
rul05
 
Investigación 3
Investigación 3Investigación 3
Investigación 3
llap
 
Mto impresoras1
Mto impresoras1Mto impresoras1
Mto impresoras1
gugui10
 
ApresentaçãOcultura
ApresentaçãOculturaApresentaçãOcultura
ApresentaçãOcultura
efageriatria
 
Liderança - RH
Liderança - RHLiderança - RH
Liderança - RH
Fernando Salles
 
Sólidos geométricos
Sólidos geométricosSólidos geométricos
Sólidos geométricos
Antonio Carneiro
 
Tecnicas para la presentación de informes administrativos
Tecnicas para la presentación de informes administrativosTecnicas para la presentación de informes administrativos
Tecnicas para la presentación de informes administrativos
Johanna Cruz
 

Destaque (20)

Redescoberta
RedescobertaRedescoberta
Redescoberta
 
Bbdd1
Bbdd1Bbdd1
Bbdd1
 
Grupo 8
Grupo 8Grupo 8
Grupo 8
 
Clipping Setembro 4
Clipping Setembro 4Clipping Setembro 4
Clipping Setembro 4
 
Memorandum de dios (con sonido)(ch.i.)
Memorandum de dios (con sonido)(ch.i.)Memorandum de dios (con sonido)(ch.i.)
Memorandum de dios (con sonido)(ch.i.)
 
Nuestra primaria
Nuestra primariaNuestra primaria
Nuestra primaria
 
Trabajo de slideshare
Trabajo de slideshareTrabajo de slideshare
Trabajo de slideshare
 
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
 
Actividad 2
Actividad 2Actividad 2
Actividad 2
 
Ded
DedDed
Ded
 
Fotos 2
Fotos 2Fotos 2
Fotos 2
 
Literacia da Informação
Literacia da InformaçãoLiteracia da Informação
Literacia da Informação
 
Manual de Contabilidade Simplificada para Micros e Pequenas Empresas 2010 - 3...
Manual de Contabilidade Simplificada para Micros e Pequenas Empresas 2010 - 3...Manual de Contabilidade Simplificada para Micros e Pequenas Empresas 2010 - 3...
Manual de Contabilidade Simplificada para Micros e Pequenas Empresas 2010 - 3...
 
Mergesort
MergesortMergesort
Mergesort
 
Investigación 3
Investigación 3Investigación 3
Investigación 3
 
Mto impresoras1
Mto impresoras1Mto impresoras1
Mto impresoras1
 
ApresentaçãOcultura
ApresentaçãOculturaApresentaçãOcultura
ApresentaçãOcultura
 
Liderança - RH
Liderança - RHLiderança - RH
Liderança - RH
 
Sólidos geométricos
Sólidos geométricosSólidos geométricos
Sólidos geométricos
 
Tecnicas para la presentación de informes administrativos
Tecnicas para la presentación de informes administrativosTecnicas para la presentación de informes administrativos
Tecnicas para la presentación de informes administrativos
 

Semelhante a Red Sea Crossing

A Travessia Do Mar Vermelho
A Travessia Do Mar VermelhoA Travessia Do Mar Vermelho
A Travessia Do Mar Vermelho
Web Master
 
Red sea crossing
Red sea crossingRed sea crossing
Red sea crossing
Salomão Carvalho
 
Red sea crossing
Red sea crossingRed sea crossing
Red sea crossing
Patrick van der Plaat
 
Verdadesbiblicas 090714225341-phpapp01
Verdadesbiblicas 090714225341-phpapp01Verdadesbiblicas 090714225341-phpapp01
Verdadesbiblicas 090714225341-phpapp01
Denismar Osvaldo de Lima
 
Verdades Biblicas
Verdades BiblicasVerdades Biblicas
Verdades Biblicas
Hebert Silva
 
Travessia
TravessiaTravessia
Travessia
Rogerio Oliveira
 
Travessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelhoTravessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelho
Ivan Gondim
 
MOISES E A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO
MOISES E A TRAVESSIA DO MAR VERMELHOMOISES E A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO
MOISES E A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO
Anjovison .
 
Travessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelhoTravessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelho
Ivan Gondim
 
Travessia do mar vermelho
 Travessia do mar vermelho Travessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelho
Igreja Cristã da Família - Campo Belo
 
Travessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelhoTravessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelho
Ivan Gondim
 
Travessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar VermelhoTravessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar Vermelho
EspacoHefziba
 
Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
Travessia Do Mar Vermelho Por IsraelTravessia Do Mar Vermelho Por Israel
Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
FUNVIC
 
Travessia
TravessiaTravessia
Travessia
Rogerio Oliveira
 
Moysés e a Travessia Das Águas Do Mar Vermelho
Moysés e a Travessia Das Águas Do Mar VermelhoMoysés e a Travessia Das Águas Do Mar Vermelho
Moysés e a Travessia Das Águas Do Mar Vermelho
Prof. Oliveira Andrade
 
Arqueologia do exodo
Arqueologia do exodoArqueologia do exodo
Arqueologia do exodo
Adiel Sites
 
Travessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar VermelhoTravessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar Vermelho
Web Master
 

Semelhante a Red Sea Crossing (17)

A Travessia Do Mar Vermelho
A Travessia Do Mar VermelhoA Travessia Do Mar Vermelho
A Travessia Do Mar Vermelho
 
Red sea crossing
Red sea crossingRed sea crossing
Red sea crossing
 
Red sea crossing
Red sea crossingRed sea crossing
Red sea crossing
 
Verdadesbiblicas 090714225341-phpapp01
Verdadesbiblicas 090714225341-phpapp01Verdadesbiblicas 090714225341-phpapp01
Verdadesbiblicas 090714225341-phpapp01
 
Verdades Biblicas
Verdades BiblicasVerdades Biblicas
Verdades Biblicas
 
Travessia
TravessiaTravessia
Travessia
 
Travessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelhoTravessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelho
 
MOISES E A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO
MOISES E A TRAVESSIA DO MAR VERMELHOMOISES E A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO
MOISES E A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO
 
Travessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelhoTravessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelho
 
Travessia do mar vermelho
 Travessia do mar vermelho Travessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelho
 
Travessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelhoTravessia do mar vermelho
Travessia do mar vermelho
 
Travessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar VermelhoTravessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar Vermelho
 
Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
Travessia Do Mar Vermelho Por IsraelTravessia Do Mar Vermelho Por Israel
Travessia Do Mar Vermelho Por Israel
 
Travessia
TravessiaTravessia
Travessia
 
Moysés e a Travessia Das Águas Do Mar Vermelho
Moysés e a Travessia Das Águas Do Mar VermelhoMoysés e a Travessia Das Águas Do Mar Vermelho
Moysés e a Travessia Das Águas Do Mar Vermelho
 
Arqueologia do exodo
Arqueologia do exodoArqueologia do exodo
Arqueologia do exodo
 
Travessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar VermelhoTravessia do Mar Vermelho
Travessia do Mar Vermelho
 

Mais de JNR

Ainda tomaremos um cafe juntos
Ainda tomaremos um cafe juntosAinda tomaremos um cafe juntos
Ainda tomaremos um cafe juntos
JNR
 
O voo
O vooO voo
O voo
JNR
 
Compromisso
CompromissoCompromisso
Compromisso
JNR
 
7 encontro propaganda, promoção e rp
7 encontro propaganda, promoção e rp7 encontro propaganda, promoção e rp
7 encontro propaganda, promoção e rp
JNR
 
O voo
O vooO voo
O voo
JNR
 
Tormentas
TormentasTormentas
Tormentas
JNR
 
Sapatos sujos
Sapatos sujosSapatos sujos
Sapatos sujos
JNR
 
O misterio das coisas
O misterio das coisasO misterio das coisas
O misterio das coisas
JNR
 
é Loucura
é Loucuraé Loucura
é Loucura
JNR
 
Amizade jb
Amizade jbAmizade jb
Amizade jb
JNR
 
Caminhos e escolhas
Caminhos e escolhasCaminhos e escolhas
Caminhos e escolhas
JNR
 
Ciclos em nossas vidas
Ciclos em nossas vidasCiclos em nossas vidas
Ciclos em nossas vidas
JNR
 
A felicidade e uma viagem e nao um destino
A felicidade e uma viagem e nao um destinoA felicidade e uma viagem e nao um destino
A felicidade e uma viagem e nao um destino
JNR
 
O amor e o tempo
O amor e o tempoO amor e o tempo
O amor e o tempo
JNR
 
Avos
AvosAvos
Avos
JNR
 
Relacionamentos
RelacionamentosRelacionamentos
Relacionamentos
JNR
 
A coragem e a vontade
A coragem e a vontadeA coragem e a vontade
A coragem e a vontade
JNR
 
O amor e o tempo
O amor e o tempoO amor e o tempo
O amor e o tempo
JNR
 
Caminhos e escolhas
Caminhos e escolhasCaminhos e escolhas
Caminhos e escolhas
JNR
 
Muitas vidas muitos mestres
Muitas vidas muitos mestresMuitas vidas muitos mestres
Muitas vidas muitos mestres
JNR
 

Mais de JNR (20)

Ainda tomaremos um cafe juntos
Ainda tomaremos um cafe juntosAinda tomaremos um cafe juntos
Ainda tomaremos um cafe juntos
 
O voo
O vooO voo
O voo
 
Compromisso
CompromissoCompromisso
Compromisso
 
7 encontro propaganda, promoção e rp
7 encontro propaganda, promoção e rp7 encontro propaganda, promoção e rp
7 encontro propaganda, promoção e rp
 
O voo
O vooO voo
O voo
 
Tormentas
TormentasTormentas
Tormentas
 
Sapatos sujos
Sapatos sujosSapatos sujos
Sapatos sujos
 
O misterio das coisas
O misterio das coisasO misterio das coisas
O misterio das coisas
 
é Loucura
é Loucuraé Loucura
é Loucura
 
Amizade jb
Amizade jbAmizade jb
Amizade jb
 
Caminhos e escolhas
Caminhos e escolhasCaminhos e escolhas
Caminhos e escolhas
 
Ciclos em nossas vidas
Ciclos em nossas vidasCiclos em nossas vidas
Ciclos em nossas vidas
 
A felicidade e uma viagem e nao um destino
A felicidade e uma viagem e nao um destinoA felicidade e uma viagem e nao um destino
A felicidade e uma viagem e nao um destino
 
O amor e o tempo
O amor e o tempoO amor e o tempo
O amor e o tempo
 
Avos
AvosAvos
Avos
 
Relacionamentos
RelacionamentosRelacionamentos
Relacionamentos
 
A coragem e a vontade
A coragem e a vontadeA coragem e a vontade
A coragem e a vontade
 
O amor e o tempo
O amor e o tempoO amor e o tempo
O amor e o tempo
 
Caminhos e escolhas
Caminhos e escolhasCaminhos e escolhas
Caminhos e escolhas
 
Muitas vidas muitos mestres
Muitas vidas muitos mestresMuitas vidas muitos mestres
Muitas vidas muitos mestres
 

Último

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
AlexandreJr7
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 

Último (20)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 

Red Sea Crossing

  • 1. Copyright © 2007 Powerpoint Paradise. All Rights Reserved New King James Version Clique para o próximo SLIDE Moisés e a Travessia do Mar Vermelho Powerpoint Paradise.com Verdade ou ficção?
  • 2. Primeira pergunta: Vamos olhar alguns documentários e evidências arqueológicas! Os personágens bíblicos envolvidos no Êxodo, será que realmente existiram ?
  • 3. Jacó filho de Isaque cavou um poço próximo a Sychar, onde Jesus falou a uma mulher de Samaria 1000 anos antes. Beduínos e judeus locais chamam este de Poço de Jacó. Esta foto foi tirada em 1884 DC. Ele ainda existe hoje, dentro de um complexo de paredes de um Mosteiro Ortodóxico Grego . Abraão teve um filho chamado Isaque
  • 4. 1880 Foto do Túmulo de Raquel Jacó casou-se com Raquel. Entre outros filhos ele têve Leví e José. Leví teve Coate e este teve Amrão
  • 5. 1865 Foto: Túmulo de José na Palestina José o filho favorito de Jacó foi vendido pelos seus irmãos como escravo no Egito, mas ele veio a ser o vice-Faraó ! Depois de 400 anos Moisés, levou consigo os ossos de José cumprindo uma promessa feita a ele pelos israelitas.(Ex 13:19)
  • 6. Moisés deve ter amado muito o seu pai! Este é o mais longo túmulo do mundo! Túmulo de Amrão, o pai de Moisés Êxodo 6:20 “Anrão tomou por mulher sua tia Joquebede, e ela deu à luz Arão e Moisés. A vida de Anrão foi de cento e trinta e sete anos.
  • 7. Arão irmão de Moisés ajudou a conduzir 2-3 milhões pessoas para fora do Egito. Da montanha que cerca a grande taça de Pedra, nenhuma é mais comandada que Jabal Haroun, Montanha de Arão, ou Monte Hor da Bíblia. Com 1,350 metros acima do nível do mar é o mais alto pico da área; e é um local sagrado para as pessoas do lugar, porque eles acreditam que ali morreu e foi enterrado o irmão de Moisés. Números 20:28 “Moisés despiu Arão de suas vestes e colocou-as em seu filho Eleazar; e Arão morreu no alto do monte. Depois disso, Moisés e Eleazar desceram.”
  • 8. Geografia – O Mar Vermelho! Golfo de Aqaba Terra de Gósen
  • 9. Eles partiram de Gósen terminando na praia de Nuweiba através de Sucote através desta ravina
  • 10. Praia de Nuweiba Foto de Satélite da ravina que conduzia para a uma única saída: A Praia de Nuweiba!
  • 11. Chegando a Praia de Nuweiba
  • 12.  
  • 13.  
  • 15. Praia de Nuweiba no golfo de Aqaba por onde eles presumivelmente atravessaram … Grande e bonita praia para 2 milhões de pessoas, não é? Eu sempre fico maravilhado como uma coluna de fogo pode parar os egípcios durante a noite. Bastava dar a volta! Não senhor! Aquelas colinas eram muito íngremes para suas charretes
  • 16. Verificando as medidas de profundidade no sonar, Wyatt descobriu uma ponte de terra subaquática exatamente entre a praia de Nuweiba e o lado saudita.
  • 17. Deus dividiu o mar com um forte vento oriental expondo esta ponte de terra subaquática por onde Moisés e os israelitas passaram em terra seca! Foi assim que 2-3 milhões de pessoas puderam passá-lo! Êxodo 14:21-22 “Então Moisés estendeu a mão sobre o mar; e, com um forte vento do Leste, o Senhor fez recuar o mar toda aquela noite, tornando o mar em terra seca. As águas se dividiram, e os israelitas entraram pelo meio do mar em terra seca; e as águas ficaram como um muro à direita e à esquerda deles.”
  • 18. De acordo com o que é contado na Bíblia as charretes do faraó tentaram perseguí-los Figura original das charretes do faraó EX. 14 23 E os egípcios os perseguiram e entraram atrás deles até o meio do mar, com todos os cavalos, os carros e os cavaleiros do faraó. 24 Na vigília da manhã, o Senhor desde a coluna de fogo e de nuvem, olhou para o acampamento dos egipcios e os tumultuou. 25 Ele travou as rodas dos seus carros para andarem com dificuldade. Então os egípcios disseram: Fujamos de Israel, pois o Senhor combate por eles conta os egípcios. 26 Então o Senhor disse a Moisés: Estende a mão sobre o mar, para que as águas se voltem sobre os egípcios, sobre seus carros e cavaleiros. 27 Então Moises estendeu a mão sobre o mar, e este retomou a sua força ao amanhecer, e os egípcios fugiram, indo de encontro ao mar. Assim o Senhor derrubou os egípcios no meio do mar. 28 As águas voltaram e cobriram os carros e os cavaleiros e todo o exército do faraó, que haviam entrado no mar atrás deles. E não restou nem um deles sequer .
  • 19. Então Wyatt decidiu mergulhar e olhar neste local! Advinhem o que ele descobriu…
  • 20. As rodas das charretes dos faraó que ficaram submersas quando tentaram perseguí-los! Os artefatos encontrados incluem rodas, partes de charretes, como também ossadas humanas e de cavalos. Vários foram encontrados tanto na linha costeira saudita como na de Nuweiba também.
  • 21. Desde 1987, Ron Wyatt encontrou 3 raios de rodas de charrete dourada. Corais não se desenvolvem no ouro, portanto sua forma original foi mantida, no entanto a madeira que estava dentro deste folheado de ouro se desintegrou deixando-o muito frágil para sua remoção. A esperança de futuras expedições é explorar as águas profundas com câmeras remotas mini-submarinos.
  • 22. A roda de charrete encrustada de coral, filmada na linha costeira saudita, se compara com esta charrete encontrada no túmulo de Tutancamon.
  • 23. Roda e eixo de charrete coberto com coral e em pé. Êxodo 14:25 ‘E ele travou as rodas dos seus carros para andarem com dificuldade...'
  • 24. Ossos Mineralizados, um dos muitos encontrados na travessia testados pelo Departamento de Osteologia da Universidade de Estocolmo, um deles foi identificado como um femur humano da perna direita de um homem de 165-170cm de estatura. Ele está essencialmente ‘fossilizado’ e totalmente substituido por minerais e corais portanto não pode ser datado pelo método de radio carbono, no entanto este espécime era muito antigo.
  • 25. Coluna Memorial de Salomão. Quando Ron Wyatt visitou pela primeira vez Nuweiba em 1978, ele encontrou uma coluna estilo Fenício encostada na água. Infelizmente as inscrições tinham sido corroídas pela erosão, por isso a importância desta coluna não foi percebida ate 1984 quando uma segunda coluna de granito foi encontrada no lado oposto, na costa saudita – idêntica a primeira, exceto pelas inscrições que estava intáctas!
  • 26. Ron Wyatt encontrou duas colunas colocadas pelo Rei Salomão em ambas as praias para comemorar a travessia do Mar Vermelho! Em letras Fenícias(hebreu arcáico), ele contem as palavras: Mizraim (Egito ); Solomão; Edom; morte; Faraó; Moisés; e Yahweh, indicando que o Rei Salomão pôs estas colunas como um memorial pelo milagre da travessia do mar. A Arábia Saudita não admite turistas, e talvez temem visitante não autorizados, as autoridades sauditas então removeram estas colunas e colocaram uma bandeira para assinalar o local onde elas estavam.
  • 27. Eles atravessaram o Mar Vermelho para a Arábia Saudita onde de acordo com os arqueólogos está realmente o Sagrado Monte Sinai. Daqui Onde Moisés recebeu os Dez Mandamentos
  • 28.  
  • 30. Muitas outras evidências puderam ser encontradas no lado saudita do mar incluindo restos do bezerro de ouro, colunas e altares
  • 31. par de rochas em Horebe onde a Bíblia diz que Moisés feriu duas vezes para sair agua para o povo! A rocha fendeu e logo em seguida a água jorrou …
  • 32. É difícil dizer mas a tendência predominante da mídia anti-Deus é não retratar estes fatos verdadeiros na luz da fé. Preferem ser céticos e duvidar da veracidade de tais provas arqueológicas e a historicidade das narrações bíblicas, um dos livros de história mais acurados do mundo