SlideShare uma empresa Scribd logo
4
.
    ●   SEGUNDO CADERNO                                                                                   O GLOBO                                                                        Sábado, 26 de novembro de 2011




                                                                                                           PERFIL




    “                                                                                                                                                                                      “
                                                                                                                                                                       Leonardo Aversa




    Ela está toda                                                                                                                                                                            Às vezes penso que
    poderosa hoje                                                                                                                                                                            já sou Marisa Monte
    porque vai atrás                                                                                                                                                                         e posso não dar
    do que quer                                                                                                                                                                              entrevistas. Mas aí
    e faz com total                                                                                                                                                                          lembro que não sou
    competência                                                                                                                                                                              e que adoro falar
    Carolina Dieckmann, atriz                                                                                                                                                                Maria Ribeiro




        Luiz Fernando Vianna                                                                                                                                                              Grant, vejo tudo dele.
                                                                                                                                                                                             Como atriz, seu principal
        luiz.vianna@oglobo.com.br
                                                                                                                                                                                          personagem no cinema é a Ro-



M
              aria Ribeiro tinha                                                                                                                                                          sane dos dois “Tropa de Elite”,
              19 anos quando co-                                                                                                                                                          dirigidos por seu primo José
              nheceu Domingos                                                                                                                                                             Padilha. Mais como amante de
              Oliveira, então                                                                                                                                                             um bom vestido — brasileiro,
com 58. Ela se dividia entre as                                                                                                                                                           pois é contra comprar grifes
aulas de Jornalismo na PUC e                                                                                                                                                              estrangeiras — do que na con-
os primeiros e indecisos pas-                                                                                                                                                             dição de mulher do Capitão
sos como atriz, acompanha-                                                                                                                                                                Nascimento, ela já sonha com
dos sem muito crédito ou es-                                                                                                                                                              o tapete vermelho do próximo
tímulo por sua família. A meni-                                                                                                                                                           Oscar, aonde “Tropa 2” está
na rica, que já tinha dado seus                                                                                                                                                           tentando chegar.
m e rg u l h o s n a p i s c i n a d o                                                                                                                                                       — Acho a Maria uma atriz de
Country Club, encontrou um                                                                                                                                                                mão cheia. Não sei se ela quer
homem de cinema e teatro fas-                                                                                                                                                             dirigir outros filmes, mas, se
cinado por Dostoiévski e con-                                                                                                                                                             quiser, vai fazer superbem. O
versas regadas a uísque.                                                                                                                                                                  filme sobre o Domingos é emo-
   — Minha família é superfor-                                                                                                                                                            cionante — diz Padilha.
mal. Quando cheguei ao Do-
mingos e vi que naquela turma                                                                                                                                                                 Filme sobre Los Hermanos
não havia separação entre tra-                                                                                                                                                               Maria quer fazer um longa
balho e vida, e que da bebida e                                                                                                                                                           de ficção inspirado na vida de
da alegria surgia o trabalho,                                                                                                                                                             uma amiga que se divide entre
pensei: é aqui que eu quero fi-                                                                                                                                                           as nacionalidades brasileira e
car — conta ela.                                                                                                                                                                          francesa. É uma história sobre
   Ao uísque Maria não se con-                                                                                                                                                            exílio, fraternidade e um amor
verteu de todo, misturando-o                                                                                                                                                              incestuoso. E, ainda, um docu-
com Coca-cola até hoje — e                                                                                                                                                                mentário sobre o Los Herma-
Domingos nem tem bebido                                                                                                                                                                   nos, a banda de seus contem-
mais. Já o restante das carac-                                                                                                                                                            porâneos de PUC. Boa de títu-
terísticas do dramaturgo e ci-                                                                                                                                                            los, ela já criou um para o pro-
neasta a cativou tanto que ela                                                                                                                                                            jeto: “Esse é o começo do fim
começou, em 2002, a acompa-                                                                                                                                                               da nossa história”.
nhá-lo com uma câmera. O re-                                                                                                                                                                 Como atriz, a filmografia
sultado de oito anos de filma-                                                                                                                                                            ainda é pequena. Ela recusa
gens é “Domingos”, documen-                                                                                                                                                               convites de produções que
tário que, depois de seduzir o                                                                                                                                                            não a atraem, como uma ba-
público e a crítica do festival                                                                                                                                                           seada em Chico Xavier de que
É Tudo Verdade de 2010, es-                                                                                                                                                               Caio Blat participou — “ele é
treou ontem em São Paulo e                                                                                                                                                                um operário do cinema”. E vê
chega na próxima sexta-feira                                                                                                                                                              como vantagem de ser contra-
a um pequeno circuito de sa-                                                                                                                                                              tada da TV Record o fato de
las cariocas.                                                                                                                                                                             ser menos vista, pois fica com
   — Fiquei cinco anos filman-                                                                                                                                                            a imagem também menos as-
do sozinha, eu e eu. O Domin-                                                                                                                                                             sociada a personagens.
gos dizia: “Você tem que fazer                                                                                                                                                               — Nem vejo filmes cheios
um filme.” Mas, na verdade,                                                                                                                                                               de atores de novelas, porque
ele queria montar o filme, fa-                                                                                                                                                            levo tanto tempo tentando es-
zer do jeito dele. Só depois de                                                                                                                                                           quecer que fulana é casada
um tempo se convenceu: “Vo-                                                                                                                                                               com beltrano e filha de sicra-
cê é a diretora, vai fundo.” En-                                                                                                                                                          no que não consigo entrar na
tão, o filme é o meu Domingos                                                                                                                                                             história — explica.
— ressalta Maria, que chamou                                                                                                                                                                 Uma de suas melhores ami-
uma equipe profissional para                                                                                                                                                              gas, entretanto, é assídua em no-
completar o documentário,                  MARIA RIBEIRO lança seu primeiro longa-metragem como diretora, planeja outros e interpreta garota de programa na série “Oscar Freire 279”      velas, estando agora em “Fina
em que dispensa os tradicio-                                                                                                                                                              estampa”: Carolina Dieckmann.
nais depoimentos de amigos                                                                                                                                                                   — Nós nos conhecemos na




                                           Um ‘muito obrigado’ e até
do retratado e usa apenas co-                                                                                                                                                             segunda versão de “Confissões
mo figurantes, em algumas ce-                                                                                                                                                             de adolescente” (peça dirigida
nas, gente do peso de Fernan-                                                                                                                                                             por Domingos) e ficamos ami-
da Montenegro.                                                                                                                                                                            gas porque temos uma vida
   — Um homem não cabe                                                                                                                                                                    afetiva parecida: casamos com
num filme, numa biografia                                                                                                                                                                 um homem mais velho, tive-




                                           o novo álbum de família
nem mesmo numa autobiogra-                                                                                                                                                                mos um filho, casamos com
fia. É o Domingos da Maria —                                                                                                                                                              um homem mais novo, tivemos
endossa o próprio Domingos.                                                                                                                                                               outro filho. Ela está toda pode-
— Ela está no meu primeiro                                                                                                                                                                rosa hoje porque vai atrás do
círculo de amigos. Acho que                                                                                                                                                               que quer e faz com total com-
me confunde um pouco com a                                                                                                                                                                petência — exalta Carolina.
figura paterna.                                                                                                                                                                              Maria não grava comerciais

    Um Portinari no banheiro
                                           Maria Ribeiro estreia documentário de gratidão a Domingos Oliveira                                                                             ao lado do marido e não aceita
                                                                                                                                                                                          cachê para “fazer presença”
   Uma relação tão próxima
justifica que ela tenha conse-
                                           e prepara filme sobre a casa em que passou a maior parte de sua vida                                                                           em festas. Mas, ao contrário
                                                                                                                                                                                          de muitos colegas, afirma não
guido três longas entrevistas                                                                                                                                                             ligar para os paparazzi:
sem qualquer outra pessoa à                                                                                                                                                                  — Quem vai ao Sushi Leblon
volta (Maria perguntava e ope-           gos ambientado no Rio de           mer, eu punha a câmera em ci-        ria muito a bagagem, nem tan-        série “Oscar Freire 279”, que o     e ao Zuka quer ser visto, né? En-
rava a câmera digital), nas              1964 e no qual o álcool tempe-     ma da mesa e deixava ligada.         to a atriz. E, para afrontar a cé-   Multishow vem exibindo às se-       tão, é estar com o cabelo decen-
quais ele afirmou coisas como            ra amores e dores.                 Eles brincavam: “Maria acha          lula mater burguesa, ela acei-       gundas-feiras, Maria já apare-      te, dar um tchauzinho e relaxar.
ser dono de uma obra medío-                 Fã dos chamados “filmes         que é cineasta.” Não acho. Ci-       tou tarefas como intensas ce-        ceu — e aparecerá mais — bei-          Lançando filme, aparecendo
cre. E ela ainda teve autorida-          pessoais” (“Ana dos 6 aos 18”,     neasta, para mim, é o Spiel-         nas de sexo em “Tolerância”          jando a atriz Lívia de Bueno e      na TV e ainda em cartaz no tea-
de para, diante do pedido do             de Nikita Mikhalkov; os do         berg. Mas é uma história pes-        (2000), de Carlos Gerbase.           fazendo cenas de sexo. Entu-        tro — em “Deus é um DJ”, co-
amigo para retirar o trecho do           americano Wes Anderson; e,         soal forte que eu quero contar.         — Foi horrível. Passei seis       siasmada pelo texto de Anto-        média crítica aos reality shows
filme, mantê-lo, ainda que so-           claro, os de Domingos), Maria      Depois que o João (Moreira Sal-      meses tomando remédio (cal-          nia Pellegrino e pela direção       que está apresentando no Oi
mado a uma explicação me-                quer fazer sobre seus parentes     les, seu ex-professor na PUC) fez    mantes). Não quero que meus          de Marcia Farias, acredita que      Futuro do Flamengo —, Maria
lhor de Domingos: “Não sou ri-           um longa-metragem que já           o “Santiago” (sobre o mordomo        filhos vejam — afirma a mãe          seus filhos verão as imagens        diz sentir falta de recato. Mas,
val do Dostoiévski.”                     tem título provisório: “A últi-    de sua casa), liberou — diz.         de João, de 8 anos, e Bento, de      no futuro sem problemas.            em seguida, reconhece que o
   — O filme funciona como um            ma casa da rua”. Assim é cha-         Mãe e padrasto se mudaram         1 e meio, que também não faz            João é fruto de seu casa-        silêncio pode lhe ser custoso.
“muito obrigado” a ele e para            mada por vizinhos, porteiros e     para um apartamento de 400           questão de que eles venham a         mento com Paulo Betti, 23              — Às vezes penso que já
que outras pessoas possam                seguranças a mansão da Rua         metros quadrados na Avenida          assistir a “Histórias de amor        anos mais velho e que, além         sou Marisa Monte e posso não
ouvir o que eu sempre gostei             Viúva Lacerda, no Humaitá,         Ruy Barbosa, no Flamengo, e          duram 90 minutos” (2009), em         de tirá-la da Viúva Lacerda, jo-    dar entrevistas. Mas aí lembro
de ouvir — diz a diretora.               em que a família viveu por         têm uma casa em Avignon, no          que forma um movimentado             gou-a num turbilhão de infor-       que não sou e que adoro falar
   Os próximos projetos cine-            mais de 20 anos. Em janeiro        Sul da França. A vida não é ma-      triângulo amoroso com seu            mações políticas e culturais.       — diverte-se ela, que disse em
matográficos de Maria estão li-          passado, mãe e padrasto ven-       drasta para Maria — embora           marido, Caio Blat, e a argenti-         — Foi lindo, mas não é fácil,    2010 à revista “TPM”, da qual é
gados às suas famílias: a de             deram a casa. Da coleção de        seu pai tenha perdido algo em        na Luz Cipriota. — Pelo menos        aos 24 anos, ver oito filmes do     colunista, que queria ser gos-
sangue e a de Domingos. Com              obras de arte, que lhes permi-     cavalos e casamentos. Permi-         o Caio matou a vontade de me         (cineasta japonês Yasujiro) Ozu     tosa, afastando a fama de cool,
a segunda, se patrocínios per-           tia ter um Portinari no banhei-    tiu-lhe aprender inglês, fran-       ver com outra mulher, porque         em quatro dias — lembra.—           e que agora elege a Rita de
mitirem, vai ser coprodutora e           ro, restou um Di Cavalcanti.       cês, conhecer bem arte e se          só assim mesmo.                      Também gosto de pôr um ves-         “Oscar Freire 279” como o
atriz em “Barata Ribeiro”, ro-              — Passei 2010 todo filmando     tornar uma atriz de boa baga-           Como Rita, a garota de pro-       tido curto, falar bobagem, ver      exemplo extremo do que dese-
teiro autobiográfico de Domin-           a casa. Sentávamos para co-        gem intelectual. A família que-      grama formada em Filosofia da        cinema porcaria. Adoro Hugh         ja ser: “gostosa inteligente”. ■

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Laurindo de Almeida
Laurindo de AlmeidaLaurindo de Almeida
Laurindo de Almeida
Alisson S.
 
Lucas Castro e Dj Menorah
Lucas Castro e Dj MenorahLucas Castro e Dj Menorah
Lucas Castro e Dj Menorah
Lucas Castro
 
Relevo 06 fevereiro
Relevo 06   fevereiroRelevo 06   fevereiro
Relevo 06 fevereiro
Cíntia Aleixo
 
Daniel pizza entrevista
Daniel pizza   entrevistaDaniel pizza   entrevista
Daniel pizza entrevista
Hélio Consolaro
 
Fernanda Montengero fala sobre peça
Fernanda Montengero fala sobre peçaFernanda Montengero fala sobre peça
Fernanda Montengero fala sobre peça
Renato Costa
 
Avaliação dos Exercícios 1 e 2
Avaliação dos Exercícios 1 e 2Avaliação dos Exercícios 1 e 2
Avaliação dos Exercícios 1 e 2
maquetesufrgs
 
Exposição sentidos
Exposição   sentidosExposição   sentidos
Rolima 03
Rolima 03Rolima 03
Rolima 03
Daniel Camargos
 
Caderno Viagem
Caderno ViagemCaderno Viagem
Caderno Viagem
pricaramello
 
Folha 103
Folha 103Folha 103
Saiba como conhecer suas reais competências
Saiba como conhecer suas reais competênciasSaiba como conhecer suas reais competências
Saiba como conhecer suas reais competências
Raquel Marques
 
Soho Square - Apartamento 1 Quarto - Loft - Vila da Serra - BH - Presentation
Soho Square - Apartamento 1 Quarto - Loft - Vila da Serra - BH - PresentationSoho Square - Apartamento 1 Quarto - Loft - Vila da Serra - BH - Presentation
Soho Square - Apartamento 1 Quarto - Loft - Vila da Serra - BH - Presentation
Patrimar
 
Pe. charles
Pe. charlesPe. charles
Pe. charles
Hélio Consolaro
 
Tribeca - Patrimar - STUDIO e 2 quartos - Vila da Serra
Tribeca - Patrimar - STUDIO e 2 quartos - Vila da SerraTribeca - Patrimar - STUDIO e 2 quartos - Vila da Serra
Tribeca - Patrimar - STUDIO e 2 quartos - Vila da Serra
Patrimar
 
EdiçãO 21
EdiçãO 21EdiçãO 21
EdiçãO 21
Bruno Kalach
 
Newsletter nº 5 b
Newsletter nº 5 bNewsletter nº 5 b
Newsletter nº 5 b
PeroVaz
 
Rolima 14
Rolima 14Rolima 14
Rolima 14
Daniel Camargos
 
Hora do Sul
Hora do SulHora do Sul
Hora do Sul
Hora do Sul
 
Guião técnico - "The train never stops"
Guião técnico - "The train never stops"Guião técnico - "The train never stops"
Guião técnico - "The train never stops"
Ana Tavares
 
Perfil waltel branco
Perfil waltel brancoPerfil waltel branco
Perfil waltel branco
Sergyo Vitro
 

Mais procurados (20)

Laurindo de Almeida
Laurindo de AlmeidaLaurindo de Almeida
Laurindo de Almeida
 
Lucas Castro e Dj Menorah
Lucas Castro e Dj MenorahLucas Castro e Dj Menorah
Lucas Castro e Dj Menorah
 
Relevo 06 fevereiro
Relevo 06   fevereiroRelevo 06   fevereiro
Relevo 06 fevereiro
 
Daniel pizza entrevista
Daniel pizza   entrevistaDaniel pizza   entrevista
Daniel pizza entrevista
 
Fernanda Montengero fala sobre peça
Fernanda Montengero fala sobre peçaFernanda Montengero fala sobre peça
Fernanda Montengero fala sobre peça
 
Avaliação dos Exercícios 1 e 2
Avaliação dos Exercícios 1 e 2Avaliação dos Exercícios 1 e 2
Avaliação dos Exercícios 1 e 2
 
Exposição sentidos
Exposição   sentidosExposição   sentidos
Exposição sentidos
 
Rolima 03
Rolima 03Rolima 03
Rolima 03
 
Caderno Viagem
Caderno ViagemCaderno Viagem
Caderno Viagem
 
Folha 103
Folha 103Folha 103
Folha 103
 
Saiba como conhecer suas reais competências
Saiba como conhecer suas reais competênciasSaiba como conhecer suas reais competências
Saiba como conhecer suas reais competências
 
Soho Square - Apartamento 1 Quarto - Loft - Vila da Serra - BH - Presentation
Soho Square - Apartamento 1 Quarto - Loft - Vila da Serra - BH - PresentationSoho Square - Apartamento 1 Quarto - Loft - Vila da Serra - BH - Presentation
Soho Square - Apartamento 1 Quarto - Loft - Vila da Serra - BH - Presentation
 
Pe. charles
Pe. charlesPe. charles
Pe. charles
 
Tribeca - Patrimar - STUDIO e 2 quartos - Vila da Serra
Tribeca - Patrimar - STUDIO e 2 quartos - Vila da SerraTribeca - Patrimar - STUDIO e 2 quartos - Vila da Serra
Tribeca - Patrimar - STUDIO e 2 quartos - Vila da Serra
 
EdiçãO 21
EdiçãO 21EdiçãO 21
EdiçãO 21
 
Newsletter nº 5 b
Newsletter nº 5 bNewsletter nº 5 b
Newsletter nº 5 b
 
Rolima 14
Rolima 14Rolima 14
Rolima 14
 
Hora do Sul
Hora do SulHora do Sul
Hora do Sul
 
Guião técnico - "The train never stops"
Guião técnico - "The train never stops"Guião técnico - "The train never stops"
Guião técnico - "The train never stops"
 
Perfil waltel branco
Perfil waltel brancoPerfil waltel branco
Perfil waltel branco
 

Mais de Sergyo Vitro

A tarde13 de_agosto_de_2016_a_tardepag3
A tarde13 de_agosto_de_2016_a_tardepag3A tarde13 de_agosto_de_2016_a_tardepag3
A tarde13 de_agosto_de_2016_a_tardepag3
Sergyo Vitro
 
A tarde28 de_junho_de_2015_muitopag12
A tarde28 de_junho_de_2015_muitopag12A tarde28 de_junho_de_2015_muitopag12
A tarde28 de_junho_de_2015_muitopag12
Sergyo Vitro
 
Pagina 3-7
Pagina   3-7Pagina   3-7
Pagina 3-7
Sergyo Vitro
 
Noticias de homofobia no brasil
Noticias de homofobia no brasilNoticias de homofobia no brasil
Noticias de homofobia no brasil
Sergyo Vitro
 
205447
205447205447
205447
Sergyo Vitro
 
205489
205489205489
205489
Sergyo Vitro
 
205420
205420205420
205420
Sergyo Vitro
 
204936
204936204936
204936
Sergyo Vitro
 
204824
204824204824
204824
Sergyo Vitro
 
Pagina 2-1
Pagina   2-1Pagina   2-1
Pagina 2-1
Sergyo Vitro
 
Pagina 1
Pagina   1Pagina   1
Pagina 1
Sergyo Vitro
 
Pagina 1
Pagina   1Pagina   1
Pagina 1
Sergyo Vitro
 
Ao som da Clarineta - Maria Esther Maciel
Ao som da Clarineta - Maria Esther Maciel Ao som da Clarineta - Maria Esther Maciel
Ao som da Clarineta - Maria Esther Maciel
Sergyo Vitro
 
145 jan 13 - noronha
145   jan 13 - noronha145   jan 13 - noronha
145 jan 13 - noronha
Sergyo Vitro
 
137 mai 12 - galinhos
137   mai 12 - galinhos137   mai 12 - galinhos
137 mai 12 - galinhos
Sergyo Vitro
 
36 43 dicionario ne
36 43 dicionario ne36 43 dicionario ne
36 43 dicionario ne
Sergyo Vitro
 
Pagina 1uzeda1
Pagina   1uzeda1Pagina   1uzeda1
Pagina 1uzeda1
Sergyo Vitro
 
Pagina 11
Pagina   11Pagina   11
Pagina 11
Sergyo Vitro
 
Pagina 9uzeda9
Pagina   9uzeda9Pagina   9uzeda9
Pagina 9uzeda9
Sergyo Vitro
 
Pagina 8uzeda8
Pagina   8uzeda8Pagina   8uzeda8
Pagina 8uzeda8
Sergyo Vitro
 

Mais de Sergyo Vitro (20)

A tarde13 de_agosto_de_2016_a_tardepag3
A tarde13 de_agosto_de_2016_a_tardepag3A tarde13 de_agosto_de_2016_a_tardepag3
A tarde13 de_agosto_de_2016_a_tardepag3
 
A tarde28 de_junho_de_2015_muitopag12
A tarde28 de_junho_de_2015_muitopag12A tarde28 de_junho_de_2015_muitopag12
A tarde28 de_junho_de_2015_muitopag12
 
Pagina 3-7
Pagina   3-7Pagina   3-7
Pagina 3-7
 
Noticias de homofobia no brasil
Noticias de homofobia no brasilNoticias de homofobia no brasil
Noticias de homofobia no brasil
 
205447
205447205447
205447
 
205489
205489205489
205489
 
205420
205420205420
205420
 
204936
204936204936
204936
 
204824
204824204824
204824
 
Pagina 2-1
Pagina   2-1Pagina   2-1
Pagina 2-1
 
Pagina 1
Pagina   1Pagina   1
Pagina 1
 
Pagina 1
Pagina   1Pagina   1
Pagina 1
 
Ao som da Clarineta - Maria Esther Maciel
Ao som da Clarineta - Maria Esther Maciel Ao som da Clarineta - Maria Esther Maciel
Ao som da Clarineta - Maria Esther Maciel
 
145 jan 13 - noronha
145   jan 13 - noronha145   jan 13 - noronha
145 jan 13 - noronha
 
137 mai 12 - galinhos
137   mai 12 - galinhos137   mai 12 - galinhos
137 mai 12 - galinhos
 
36 43 dicionario ne
36 43 dicionario ne36 43 dicionario ne
36 43 dicionario ne
 
Pagina 1uzeda1
Pagina   1uzeda1Pagina   1uzeda1
Pagina 1uzeda1
 
Pagina 11
Pagina   11Pagina   11
Pagina 11
 
Pagina 9uzeda9
Pagina   9uzeda9Pagina   9uzeda9
Pagina 9uzeda9
 
Pagina 8uzeda8
Pagina   8uzeda8Pagina   8uzeda8
Pagina 8uzeda8
 

Perfil maria ribeiro

  • 1. 4 . ● SEGUNDO CADERNO O GLOBO Sábado, 26 de novembro de 2011 PERFIL “ “ Leonardo Aversa Ela está toda Às vezes penso que poderosa hoje já sou Marisa Monte porque vai atrás e posso não dar do que quer entrevistas. Mas aí e faz com total lembro que não sou competência e que adoro falar Carolina Dieckmann, atriz Maria Ribeiro Luiz Fernando Vianna Grant, vejo tudo dele. Como atriz, seu principal luiz.vianna@oglobo.com.br personagem no cinema é a Ro- M aria Ribeiro tinha sane dos dois “Tropa de Elite”, 19 anos quando co- dirigidos por seu primo José nheceu Domingos Padilha. Mais como amante de Oliveira, então um bom vestido — brasileiro, com 58. Ela se dividia entre as pois é contra comprar grifes aulas de Jornalismo na PUC e estrangeiras — do que na con- os primeiros e indecisos pas- dição de mulher do Capitão sos como atriz, acompanha- Nascimento, ela já sonha com dos sem muito crédito ou es- o tapete vermelho do próximo tímulo por sua família. A meni- Oscar, aonde “Tropa 2” está na rica, que já tinha dado seus tentando chegar. m e rg u l h o s n a p i s c i n a d o — Acho a Maria uma atriz de Country Club, encontrou um mão cheia. Não sei se ela quer homem de cinema e teatro fas- dirigir outros filmes, mas, se cinado por Dostoiévski e con- quiser, vai fazer superbem. O versas regadas a uísque. filme sobre o Domingos é emo- — Minha família é superfor- cionante — diz Padilha. mal. Quando cheguei ao Do- mingos e vi que naquela turma Filme sobre Los Hermanos não havia separação entre tra- Maria quer fazer um longa balho e vida, e que da bebida e de ficção inspirado na vida de da alegria surgia o trabalho, uma amiga que se divide entre pensei: é aqui que eu quero fi- as nacionalidades brasileira e car — conta ela. francesa. É uma história sobre Ao uísque Maria não se con- exílio, fraternidade e um amor verteu de todo, misturando-o incestuoso. E, ainda, um docu- com Coca-cola até hoje — e mentário sobre o Los Herma- Domingos nem tem bebido nos, a banda de seus contem- mais. Já o restante das carac- porâneos de PUC. Boa de títu- terísticas do dramaturgo e ci- los, ela já criou um para o pro- neasta a cativou tanto que ela jeto: “Esse é o começo do fim começou, em 2002, a acompa- da nossa história”. nhá-lo com uma câmera. O re- Como atriz, a filmografia sultado de oito anos de filma- ainda é pequena. Ela recusa gens é “Domingos”, documen- convites de produções que tário que, depois de seduzir o não a atraem, como uma ba- público e a crítica do festival seada em Chico Xavier de que É Tudo Verdade de 2010, es- Caio Blat participou — “ele é treou ontem em São Paulo e um operário do cinema”. E vê chega na próxima sexta-feira como vantagem de ser contra- a um pequeno circuito de sa- tada da TV Record o fato de las cariocas. ser menos vista, pois fica com — Fiquei cinco anos filman- a imagem também menos as- do sozinha, eu e eu. O Domin- sociada a personagens. gos dizia: “Você tem que fazer — Nem vejo filmes cheios um filme.” Mas, na verdade, de atores de novelas, porque ele queria montar o filme, fa- levo tanto tempo tentando es- zer do jeito dele. Só depois de quecer que fulana é casada um tempo se convenceu: “Vo- com beltrano e filha de sicra- cê é a diretora, vai fundo.” En- no que não consigo entrar na tão, o filme é o meu Domingos história — explica. — ressalta Maria, que chamou Uma de suas melhores ami- uma equipe profissional para gas, entretanto, é assídua em no- completar o documentário, MARIA RIBEIRO lança seu primeiro longa-metragem como diretora, planeja outros e interpreta garota de programa na série “Oscar Freire 279” velas, estando agora em “Fina em que dispensa os tradicio- estampa”: Carolina Dieckmann. nais depoimentos de amigos — Nós nos conhecemos na Um ‘muito obrigado’ e até do retratado e usa apenas co- segunda versão de “Confissões mo figurantes, em algumas ce- de adolescente” (peça dirigida nas, gente do peso de Fernan- por Domingos) e ficamos ami- da Montenegro. gas porque temos uma vida — Um homem não cabe afetiva parecida: casamos com num filme, numa biografia um homem mais velho, tive- o novo álbum de família nem mesmo numa autobiogra- mos um filho, casamos com fia. É o Domingos da Maria — um homem mais novo, tivemos endossa o próprio Domingos. outro filho. Ela está toda pode- — Ela está no meu primeiro rosa hoje porque vai atrás do círculo de amigos. Acho que que quer e faz com total com- me confunde um pouco com a petência — exalta Carolina. figura paterna. Maria não grava comerciais Um Portinari no banheiro Maria Ribeiro estreia documentário de gratidão a Domingos Oliveira ao lado do marido e não aceita cachê para “fazer presença” Uma relação tão próxima justifica que ela tenha conse- e prepara filme sobre a casa em que passou a maior parte de sua vida em festas. Mas, ao contrário de muitos colegas, afirma não guido três longas entrevistas ligar para os paparazzi: sem qualquer outra pessoa à — Quem vai ao Sushi Leblon volta (Maria perguntava e ope- gos ambientado no Rio de mer, eu punha a câmera em ci- ria muito a bagagem, nem tan- série “Oscar Freire 279”, que o e ao Zuka quer ser visto, né? En- rava a câmera digital), nas 1964 e no qual o álcool tempe- ma da mesa e deixava ligada. to a atriz. E, para afrontar a cé- Multishow vem exibindo às se- tão, é estar com o cabelo decen- quais ele afirmou coisas como ra amores e dores. Eles brincavam: “Maria acha lula mater burguesa, ela acei- gundas-feiras, Maria já apare- te, dar um tchauzinho e relaxar. ser dono de uma obra medío- Fã dos chamados “filmes que é cineasta.” Não acho. Ci- tou tarefas como intensas ce- ceu — e aparecerá mais — bei- Lançando filme, aparecendo cre. E ela ainda teve autorida- pessoais” (“Ana dos 6 aos 18”, neasta, para mim, é o Spiel- nas de sexo em “Tolerância” jando a atriz Lívia de Bueno e na TV e ainda em cartaz no tea- de para, diante do pedido do de Nikita Mikhalkov; os do berg. Mas é uma história pes- (2000), de Carlos Gerbase. fazendo cenas de sexo. Entu- tro — em “Deus é um DJ”, co- amigo para retirar o trecho do americano Wes Anderson; e, soal forte que eu quero contar. — Foi horrível. Passei seis siasmada pelo texto de Anto- média crítica aos reality shows filme, mantê-lo, ainda que so- claro, os de Domingos), Maria Depois que o João (Moreira Sal- meses tomando remédio (cal- nia Pellegrino e pela direção que está apresentando no Oi mado a uma explicação me- quer fazer sobre seus parentes les, seu ex-professor na PUC) fez mantes). Não quero que meus de Marcia Farias, acredita que Futuro do Flamengo —, Maria lhor de Domingos: “Não sou ri- um longa-metragem que já o “Santiago” (sobre o mordomo filhos vejam — afirma a mãe seus filhos verão as imagens diz sentir falta de recato. Mas, val do Dostoiévski.” tem título provisório: “A últi- de sua casa), liberou — diz. de João, de 8 anos, e Bento, de no futuro sem problemas. em seguida, reconhece que o — O filme funciona como um ma casa da rua”. Assim é cha- Mãe e padrasto se mudaram 1 e meio, que também não faz João é fruto de seu casa- silêncio pode lhe ser custoso. “muito obrigado” a ele e para mada por vizinhos, porteiros e para um apartamento de 400 questão de que eles venham a mento com Paulo Betti, 23 — Às vezes penso que já que outras pessoas possam seguranças a mansão da Rua metros quadrados na Avenida assistir a “Histórias de amor anos mais velho e que, além sou Marisa Monte e posso não ouvir o que eu sempre gostei Viúva Lacerda, no Humaitá, Ruy Barbosa, no Flamengo, e duram 90 minutos” (2009), em de tirá-la da Viúva Lacerda, jo- dar entrevistas. Mas aí lembro de ouvir — diz a diretora. em que a família viveu por têm uma casa em Avignon, no que forma um movimentado gou-a num turbilhão de infor- que não sou e que adoro falar Os próximos projetos cine- mais de 20 anos. Em janeiro Sul da França. A vida não é ma- triângulo amoroso com seu mações políticas e culturais. — diverte-se ela, que disse em matográficos de Maria estão li- passado, mãe e padrasto ven- drasta para Maria — embora marido, Caio Blat, e a argenti- — Foi lindo, mas não é fácil, 2010 à revista “TPM”, da qual é gados às suas famílias: a de deram a casa. Da coleção de seu pai tenha perdido algo em na Luz Cipriota. — Pelo menos aos 24 anos, ver oito filmes do colunista, que queria ser gos- sangue e a de Domingos. Com obras de arte, que lhes permi- cavalos e casamentos. Permi- o Caio matou a vontade de me (cineasta japonês Yasujiro) Ozu tosa, afastando a fama de cool, a segunda, se patrocínios per- tia ter um Portinari no banhei- tiu-lhe aprender inglês, fran- ver com outra mulher, porque em quatro dias — lembra.— e que agora elege a Rita de mitirem, vai ser coprodutora e ro, restou um Di Cavalcanti. cês, conhecer bem arte e se só assim mesmo. Também gosto de pôr um ves- “Oscar Freire 279” como o atriz em “Barata Ribeiro”, ro- — Passei 2010 todo filmando tornar uma atriz de boa baga- Como Rita, a garota de pro- tido curto, falar bobagem, ver exemplo extremo do que dese- teiro autobiográfico de Domin- a casa. Sentávamos para co- gem intelectual. A família que- grama formada em Filosofia da cinema porcaria. Adoro Hugh ja ser: “gostosa inteligente”. ■