SlideShare uma empresa Scribd logo
Ed. tecnológica
Trabalho realizado por:
Luís Jesus, Nº17, 6ºC
Agrupamento de Escolas de Ribeira de Pena
Indice
 Introdução………………………………………….3
 Matéria prima……………………………………...4
 História………………………………………............5
 Propriedades…………………………………........6
 Normalização……………………………………...7
 Armazenamento………………………………….8
 Transformação…………………………………….9
 Conclusão………………………………………...10
 Fontes de informação………………………….11
Matéria Prima
 É a matéria prima fibrosa a partir da qual
os tecidos têxteis são fabricados.
As fibras são transformadas em fios pelo
processo de fiação , os fios em tecidos e
os tecidos em peças de vestuário, roupas
de cama e mesa…
História
 Para se proteger do frio o ser humano
utilizava as peles dos animais que
caçava. Descobriu mais tarde que
entrelaçando os fios de linho e algodão
criava tecidos. A seda é obtida através
dos casulos do bicho da seda, sendo ela
um tecido leve bastante utilizado pela
cultura chinesa. O algodão e o linho são
os que mais têm implementação no
nosso país.
Propriedades
 A grande maioria dos tecidos é permeável, ou seja, deixa
passar a água e o ar, mas, também existem os impermeáveis.
São usados pelas suas propriedades térmicas que permitem
manter a temperatura. A maioria deles são inflamáveis. São
resistentes à fricção e elásticos retomando a forma depois de
deformados. Para serem duráveis, alguns precisam de
cuidados.
Normalização
 Os tecidos são armazenados em rolos e são cortados
através de réguas e máquinas industriais.
 Os fios são vendidos especialmente em rolos e novelos.
Armazenamento
 Os têxteis devem ser conservados tendo em conta as
indicações do seu fabricante. As etiquetas da roupa
têm a função de indicar a sua matéria prima, assim
como indicar se pode ser lavado à máquina, à mão, se
pode ser passado a ferro… etc
Processo de Transformação
 Processo de transformação do linho:
 Após o corte:
 Realiza-se a ripagem (retirada de semente), curtimento
(apodrecimento em água da parte lenhosa facilitando
a separação das suas fibras), secagem, massagem
(libertação das fibras das partes lenhosas),
espadelagem (libertação das fibras das partes lenhosas
ainda agarradas), assedagem (seleção das fibras
longas das curtas), flor (passagem das fibras a fios com
a ajuda da roca e do fuso ou roda de fiar), passagem a
meada (cozedura em barretos; lavagem; secagem;
dobagem).
Conclusão
 Com este trabalho aprendi que as
plantas para além de nos fornecer
oxigénio também são fontes de matéria-
prima para que daí se aproveite alguns
componentes para fabricar produtos, na
grande maioria com ajuda de produtos
químicos. Mas também existe o linho
natural, tem este nome porque no seu
processo de fabrico não lhe é
adicionado químicos.
Fontes de informação
o Wikipédia, a enciclopédia livre
o Livro E.T, 5º e 6º ano
o Google Imagens
o Ask search
o O bichinho do saber

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Materiais origem e propriedades
Materiais origem e propriedadesMateriais origem e propriedades
Materiais origem e propriedades
Agostinho NSilva
 
História do papel
História do papelHistória do papel
História do papel
Daniela Menezes
 
Fibras Quimicas
Fibras QuimicasFibras Quimicas
Fibras Quimicas
Larissa Alves
 
Materiais madeiras
Materiais   madeirasMateriais   madeiras
Materiais madeiras
Agostinho NSilva
 
Objeto Técnico - 5º/6º
Objeto Técnico - 5º/6ºObjeto Técnico - 5º/6º
Objeto Técnico - 5º/6º
Cristiana Gomes
 
Introdução ao Universo Têxtil
Introdução ao Universo TêxtilIntrodução ao Universo Têxtil
Introdução ao Universo Têxtil
Focus Têxtil
 
Técnica e Tecnologia -5ºano
Técnica e Tecnologia -5ºanoTécnica e Tecnologia -5ºano
Técnica e Tecnologia -5ºano
Agostinho NSilva
 
O papel
O papel O papel
Materiais - Argilas
Materiais - ArgilasMateriais - Argilas
Materiais - Argilas
Agostinho NSilva
 
TECNOLOGIA TÊXTIL (Antonio Bacelar)
TECNOLOGIA TÊXTIL (Antonio Bacelar)TECNOLOGIA TÊXTIL (Antonio Bacelar)
TECNOLOGIA TÊXTIL (Antonio Bacelar)
Antonio Bacelar
 
Materiais e Processos Têxteis-Parte 2
Materiais e Processos Têxteis-Parte 2Materiais e Processos Têxteis-Parte 2
Materiais e Processos Têxteis-Parte 2
José Carlos de Castro
 
Os fios têxteis e a tecnologia da fiação
Os fios têxteis e a tecnologia da fiaçãoOs fios têxteis e a tecnologia da fiação
Os fios têxteis e a tecnologia da fiação
tcredu
 
Materiais Utensílios de Ed.Tecnológica - 5ºe 6ºano
Materiais Utensílios de Ed.Tecnológica - 5ºe 6ºanoMateriais Utensílios de Ed.Tecnológica - 5ºe 6ºano
Materiais Utensílios de Ed.Tecnológica - 5ºe 6ºano
Agostinho NSilva
 
Madeira
MadeiraMadeira
Madeira
Jecamel
 
Fibras Naturais
Fibras NaturaisFibras Naturais
Fibras Naturais
Larissa Alves
 
Processos formadores de tecidos
Processos formadores de tecidosProcessos formadores de tecidos
Processos formadores de tecidos
Augusto Junior
 
Educação tecnológica.correção do teste. materiais
Educação tecnológica.correção do teste. materiaisEducação tecnológica.correção do teste. materiais
Educação tecnológica.correção do teste. materiais
Agostinho NSilva
 
Controlo qualidade e processos de fiações de fios para malhas
Controlo qualidade e processos de fiações de fios para malhasControlo qualidade e processos de fiações de fios para malhas
Controlo qualidade e processos de fiações de fios para malhas
Constantino Monteiro Alves
 
Produção do Papel e seus Impactos Ambientais
Produção do Papel e seus Impactos AmbientaisProdução do Papel e seus Impactos Ambientais
Produção do Papel e seus Impactos Ambientais
Marina Godoy
 
Dicionário textil
Dicionário textilDicionário textil
Dicionário textil
tcredu
 

Mais procurados (20)

Materiais origem e propriedades
Materiais origem e propriedadesMateriais origem e propriedades
Materiais origem e propriedades
 
História do papel
História do papelHistória do papel
História do papel
 
Fibras Quimicas
Fibras QuimicasFibras Quimicas
Fibras Quimicas
 
Materiais madeiras
Materiais   madeirasMateriais   madeiras
Materiais madeiras
 
Objeto Técnico - 5º/6º
Objeto Técnico - 5º/6ºObjeto Técnico - 5º/6º
Objeto Técnico - 5º/6º
 
Introdução ao Universo Têxtil
Introdução ao Universo TêxtilIntrodução ao Universo Têxtil
Introdução ao Universo Têxtil
 
Técnica e Tecnologia -5ºano
Técnica e Tecnologia -5ºanoTécnica e Tecnologia -5ºano
Técnica e Tecnologia -5ºano
 
O papel
O papel O papel
O papel
 
Materiais - Argilas
Materiais - ArgilasMateriais - Argilas
Materiais - Argilas
 
TECNOLOGIA TÊXTIL (Antonio Bacelar)
TECNOLOGIA TÊXTIL (Antonio Bacelar)TECNOLOGIA TÊXTIL (Antonio Bacelar)
TECNOLOGIA TÊXTIL (Antonio Bacelar)
 
Materiais e Processos Têxteis-Parte 2
Materiais e Processos Têxteis-Parte 2Materiais e Processos Têxteis-Parte 2
Materiais e Processos Têxteis-Parte 2
 
Os fios têxteis e a tecnologia da fiação
Os fios têxteis e a tecnologia da fiaçãoOs fios têxteis e a tecnologia da fiação
Os fios têxteis e a tecnologia da fiação
 
Materiais Utensílios de Ed.Tecnológica - 5ºe 6ºano
Materiais Utensílios de Ed.Tecnológica - 5ºe 6ºanoMateriais Utensílios de Ed.Tecnológica - 5ºe 6ºano
Materiais Utensílios de Ed.Tecnológica - 5ºe 6ºano
 
Madeira
MadeiraMadeira
Madeira
 
Fibras Naturais
Fibras NaturaisFibras Naturais
Fibras Naturais
 
Processos formadores de tecidos
Processos formadores de tecidosProcessos formadores de tecidos
Processos formadores de tecidos
 
Educação tecnológica.correção do teste. materiais
Educação tecnológica.correção do teste. materiaisEducação tecnológica.correção do teste. materiais
Educação tecnológica.correção do teste. materiais
 
Controlo qualidade e processos de fiações de fios para malhas
Controlo qualidade e processos de fiações de fios para malhasControlo qualidade e processos de fiações de fios para malhas
Controlo qualidade e processos de fiações de fios para malhas
 
Produção do Papel e seus Impactos Ambientais
Produção do Papel e seus Impactos AmbientaisProdução do Papel e seus Impactos Ambientais
Produção do Papel e seus Impactos Ambientais
 
Dicionário textil
Dicionário textilDicionário textil
Dicionário textil
 

Destaque

Fibra têxtil
Fibra têxtilFibra têxtil
Fibra têxtil
Bordim Bueno
 
Mostruário de tecidos
Mostruário de tecidosMostruário de tecidos
Mostruário de tecidos
Barbara Allexia
 
Slide textil
Slide textilSlide textil
Slide textil
thicoe
 
Argila
ArgilaArgila
Argila
Marina Beato
 
Argilas
ArgilasArgilas
Argilas
José Castro
 
Tecnologia Textil - Apostilha tecnica
Tecnologia Textil - Apostilha tecnica Tecnologia Textil - Apostilha tecnica
Tecnologia Textil - Apostilha tecnica
Consultor em negócios de moda mineira
 
Power point argila
Power point argilaPower point argila
Power point argila
artenamatias
 
Higiene e segurança no trabalho E.T
Higiene e segurança no trabalho E.THigiene e segurança no trabalho E.T
Higiene e segurança no trabalho E.T
Luisfjesus
 
154 anos de Brusque
154 anos de Brusque154 anos de Brusque
154 anos de Brusque
Oscar Maluche
 
Os símbolos das etiquetas
Os símbolos das etiquetasOs símbolos das etiquetas
Os símbolos das etiquetas
Josete Perdigao
 
Centrifugação e Secagem da roupa
Centrifugação e Secagem da roupaCentrifugação e Secagem da roupa
Centrifugação e Secagem da roupa
Carlos Maciel
 
Lavagem e secagem
Lavagem  e secagemLavagem  e secagem
Lavagem e secagem
Thaiuana Maia
 
Indústria Têxtil no Vale do Ave
Indústria Têxtil no Vale do AveIndústria Têxtil no Vale do Ave
Indústria Têxtil no Vale do Ave
patridaniel
 
Moda
ModaModa
Rio Ave
Rio AveRio Ave
Inovação e Competitividade na Indústria Têxtil Brasileira
Inovação e Competitividade na Indústria Têxtil BrasileiraInovação e Competitividade na Indústria Têxtil Brasileira
Inovação e Competitividade na Indústria Têxtil Brasileira
Sinditêxtil-SP
 
Programa de qualidade 5 s para latina textil
Programa de qualidade 5 s para latina textilPrograma de qualidade 5 s para latina textil
Programa de qualidade 5 s para latina textil
Breno Nakao
 
Manual Lavadora de Roupas LTA15
Manual Lavadora de Roupas LTA15Manual Lavadora de Roupas LTA15
Manual Lavadora de Roupas LTA15
rrcftc
 
Manual de máquina de lavar roupa
Manual de máquina de lavar roupaManual de máquina de lavar roupa
Manual de máquina de lavar roupa
Danillo Silva
 

Destaque (19)

Fibra têxtil
Fibra têxtilFibra têxtil
Fibra têxtil
 
Mostruário de tecidos
Mostruário de tecidosMostruário de tecidos
Mostruário de tecidos
 
Slide textil
Slide textilSlide textil
Slide textil
 
Argila
ArgilaArgila
Argila
 
Argilas
ArgilasArgilas
Argilas
 
Tecnologia Textil - Apostilha tecnica
Tecnologia Textil - Apostilha tecnica Tecnologia Textil - Apostilha tecnica
Tecnologia Textil - Apostilha tecnica
 
Power point argila
Power point argilaPower point argila
Power point argila
 
Higiene e segurança no trabalho E.T
Higiene e segurança no trabalho E.THigiene e segurança no trabalho E.T
Higiene e segurança no trabalho E.T
 
154 anos de Brusque
154 anos de Brusque154 anos de Brusque
154 anos de Brusque
 
Os símbolos das etiquetas
Os símbolos das etiquetasOs símbolos das etiquetas
Os símbolos das etiquetas
 
Centrifugação e Secagem da roupa
Centrifugação e Secagem da roupaCentrifugação e Secagem da roupa
Centrifugação e Secagem da roupa
 
Lavagem e secagem
Lavagem  e secagemLavagem  e secagem
Lavagem e secagem
 
Indústria Têxtil no Vale do Ave
Indústria Têxtil no Vale do AveIndústria Têxtil no Vale do Ave
Indústria Têxtil no Vale do Ave
 
Moda
ModaModa
Moda
 
Rio Ave
Rio AveRio Ave
Rio Ave
 
Inovação e Competitividade na Indústria Têxtil Brasileira
Inovação e Competitividade na Indústria Têxtil BrasileiraInovação e Competitividade na Indústria Têxtil Brasileira
Inovação e Competitividade na Indústria Têxtil Brasileira
 
Programa de qualidade 5 s para latina textil
Programa de qualidade 5 s para latina textilPrograma de qualidade 5 s para latina textil
Programa de qualidade 5 s para latina textil
 
Manual Lavadora de Roupas LTA15
Manual Lavadora de Roupas LTA15Manual Lavadora de Roupas LTA15
Manual Lavadora de Roupas LTA15
 
Manual de máquina de lavar roupa
Manual de máquina de lavar roupaManual de máquina de lavar roupa
Manual de máquina de lavar roupa
 

Semelhante a Os têxteis

Processo do Algodão des da Plantação até virar tecido
Processo do Algodão des da Plantação até virar tecidoProcesso do Algodão des da Plantação até virar tecido
Processo do Algodão des da Plantação até virar tecido
William Pinheiro
 
Fungos identificação cogumelo
Fungos  identificação cogumeloFungos  identificação cogumelo
Fungos identificação cogumelo
Cimá Ferreira
 
HIGIÊNE OCUPACIONAL 02.aaaaaaaaaaaaaaaaaaaapptx
HIGIÊNE OCUPACIONAL 02.aaaaaaaaaaaaaaaaaaaapptxHIGIÊNE OCUPACIONAL 02.aaaaaaaaaaaaaaaaaaaapptx
HIGIÊNE OCUPACIONAL 02.aaaaaaaaaaaaaaaaaaaapptx
RafaelSantos84677
 
Mini apostila prática- compostagem em pequenos locais
Mini apostila prática- compostagem em pequenos locaisMini apostila prática- compostagem em pequenos locais
Mini apostila prática- compostagem em pequenos locais
Alexandre Panerai
 
Apostila seres vivos-
Apostila seres vivos-Apostila seres vivos-
Apostila seres vivos-
Franciline Oliveira
 
O nãotecido e a tecnologia dos nãotecidos (tnt)
O nãotecido e a tecnologia dos nãotecidos (tnt)O nãotecido e a tecnologia dos nãotecidos (tnt)
O nãotecido e a tecnologia dos nãotecidos (tnt)
tcredu
 
cartilha de costurabilidade.pdf
cartilha de costurabilidade.pdfcartilha de costurabilidade.pdf
cartilha de costurabilidade.pdf
Silvia Cristina Silveira
 
Manual monitorizacao microbiologia
Manual monitorizacao microbiologiaManual monitorizacao microbiologia
Manual monitorizacao microbiologia
Railson Arruda
 
Opu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separaçãoOpu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separação
Cristyan Ribeiro
 
Ova polimeros
Ova  polimerosOva  polimeros
Ova polimeros
Jaqueline Lopes
 

Semelhante a Os têxteis (10)

Processo do Algodão des da Plantação até virar tecido
Processo do Algodão des da Plantação até virar tecidoProcesso do Algodão des da Plantação até virar tecido
Processo do Algodão des da Plantação até virar tecido
 
Fungos identificação cogumelo
Fungos  identificação cogumeloFungos  identificação cogumelo
Fungos identificação cogumelo
 
HIGIÊNE OCUPACIONAL 02.aaaaaaaaaaaaaaaaaaaapptx
HIGIÊNE OCUPACIONAL 02.aaaaaaaaaaaaaaaaaaaapptxHIGIÊNE OCUPACIONAL 02.aaaaaaaaaaaaaaaaaaaapptx
HIGIÊNE OCUPACIONAL 02.aaaaaaaaaaaaaaaaaaaapptx
 
Mini apostila prática- compostagem em pequenos locais
Mini apostila prática- compostagem em pequenos locaisMini apostila prática- compostagem em pequenos locais
Mini apostila prática- compostagem em pequenos locais
 
Apostila seres vivos-
Apostila seres vivos-Apostila seres vivos-
Apostila seres vivos-
 
O nãotecido e a tecnologia dos nãotecidos (tnt)
O nãotecido e a tecnologia dos nãotecidos (tnt)O nãotecido e a tecnologia dos nãotecidos (tnt)
O nãotecido e a tecnologia dos nãotecidos (tnt)
 
cartilha de costurabilidade.pdf
cartilha de costurabilidade.pdfcartilha de costurabilidade.pdf
cartilha de costurabilidade.pdf
 
Manual monitorizacao microbiologia
Manual monitorizacao microbiologiaManual monitorizacao microbiologia
Manual monitorizacao microbiologia
 
Opu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separaçãoOpu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separação
 
Ova polimeros
Ova  polimerosOva  polimeros
Ova polimeros
 

Último

farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 

Último (20)

farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 

Os têxteis

  • 1. Ed. tecnológica Trabalho realizado por: Luís Jesus, Nº17, 6ºC Agrupamento de Escolas de Ribeira de Pena
  • 2. Indice  Introdução………………………………………….3  Matéria prima……………………………………...4  História………………………………………............5  Propriedades…………………………………........6  Normalização……………………………………...7  Armazenamento………………………………….8  Transformação…………………………………….9  Conclusão………………………………………...10  Fontes de informação………………………….11
  • 3. Matéria Prima  É a matéria prima fibrosa a partir da qual os tecidos têxteis são fabricados. As fibras são transformadas em fios pelo processo de fiação , os fios em tecidos e os tecidos em peças de vestuário, roupas de cama e mesa…
  • 4. História  Para se proteger do frio o ser humano utilizava as peles dos animais que caçava. Descobriu mais tarde que entrelaçando os fios de linho e algodão criava tecidos. A seda é obtida através dos casulos do bicho da seda, sendo ela um tecido leve bastante utilizado pela cultura chinesa. O algodão e o linho são os que mais têm implementação no nosso país.
  • 5. Propriedades  A grande maioria dos tecidos é permeável, ou seja, deixa passar a água e o ar, mas, também existem os impermeáveis. São usados pelas suas propriedades térmicas que permitem manter a temperatura. A maioria deles são inflamáveis. São resistentes à fricção e elásticos retomando a forma depois de deformados. Para serem duráveis, alguns precisam de cuidados.
  • 6. Normalização  Os tecidos são armazenados em rolos e são cortados através de réguas e máquinas industriais.  Os fios são vendidos especialmente em rolos e novelos.
  • 7. Armazenamento  Os têxteis devem ser conservados tendo em conta as indicações do seu fabricante. As etiquetas da roupa têm a função de indicar a sua matéria prima, assim como indicar se pode ser lavado à máquina, à mão, se pode ser passado a ferro… etc
  • 8. Processo de Transformação  Processo de transformação do linho:  Após o corte:  Realiza-se a ripagem (retirada de semente), curtimento (apodrecimento em água da parte lenhosa facilitando a separação das suas fibras), secagem, massagem (libertação das fibras das partes lenhosas), espadelagem (libertação das fibras das partes lenhosas ainda agarradas), assedagem (seleção das fibras longas das curtas), flor (passagem das fibras a fios com a ajuda da roca e do fuso ou roda de fiar), passagem a meada (cozedura em barretos; lavagem; secagem; dobagem).
  • 9. Conclusão  Com este trabalho aprendi que as plantas para além de nos fornecer oxigénio também são fontes de matéria- prima para que daí se aproveite alguns componentes para fabricar produtos, na grande maioria com ajuda de produtos químicos. Mas também existe o linho natural, tem este nome porque no seu processo de fabrico não lhe é adicionado químicos.
  • 10. Fontes de informação o Wikipédia, a enciclopédia livre o Livro E.T, 5º e 6º ano o Google Imagens o Ask search o O bichinho do saber