SlideShare uma empresa Scribd logo
O poder de uma aliança
Uma aliança, do ponto de vista bíblico, não traz apenas
segurança e firmeza de fé, mas, sobretudo a certeza de
que todas as promessas divinas serão cumpridas com
aqueles que aceitam entrar em aliança com o Senhor.
Todos que um dia entraram em sociedade com Deus, e
cumpriram a parte que lhes cabia no pacto, foram
pessoas de sucesso extraordinário, a ponto de chegarem
a fazer História pela importância que tiveram, vivendo e
trabalhando em perfeita comunhão com o Criador.
Foram homens e mulheres que transformaram o mundo em
suas respectivas épocas pelo exemplo de fé que deram,
porque através de um pacto com Deus é que a pessoa passa a
ter uma fé ativa e produtiva, capaz de até reclamar os seus
direitos e assim conquistar os benefícios inerentes à fé cristã.
É a aliança que lhe garante as respostas de Deus aos seus
anseios e necessidades. Na aliança com Deus, o Seu
envolvimento com o homem é de cem por cento, isto é,
Deus participa com tudo o que Ele é e tem, exigindo que a
participação do homem também seja de cem por cento do
seu coração, com todo o seu amor e toda a sua vida.
OS PRINCÍPIOS DA NOVAALIANÇA-
JUSTIÇA, MISERICÓRDIA, FÉ,
CONTRIBUIÇÕES.
Texto: (Gl. 3:13-15)
Introdução
"Uma aliança, embora de homem, uma vez confirmada,
ninguém a anula, nem lhe acrescenta coisa alguma.”
No contexto que este versículo foi escrito, verificamos
que Paulo está retratando o nível de aliança de Cristo
com Sua Igreja e também com cada ser humano, cada
pessoa que se aproxima Dele (Jo. 3:16).
Ele deu a sua vida para que pudéssemos entrar numa
aliança com o Pai. Ele não nos força a entrar em aliança.
Ele simplesmente se dá, se entrega até a morte, para
garantir o direito de aliança a todos e legitimar o seu
poder em nós (Jo. 1:12).
Hoje em nosso contexto social e familiar, perdemos esse
entendimento do que significa estar aliançado com
alguém. O termo que vem do Grego birrtes que significa
deixar fluir a vida, expressa bem até onde devemos
estender uma aliança. Como diz as Escrituras Sagradas:
“Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida”. Uma
aliança permanece protegida quando há fidelidade até a
morte.
Uma aliança é algo que foge as regras externas, ao
decreto do tempo cronológico. Representa a separação
de alguém ou alguma coisa, para pertencer a uma única
pessoa, um único dono. Deus foi tão exigente em
relação à aliança Dele com seu povo, que exigiu o
reconhecimento desta aliança no próprio corpo (a
circuncisão). Pode-se dizer que é uma marca eterna, um
pacto permanente. Ainda depois da morte física,
permanece. Podemos afirmar que o ser humano, tem
alianças de diversos tipos: espiritual, matrimonial,
paternal, maternal, fraternal, de amizade, de
discipulado.
Quando Jesus levanta doze homens para andarem com
Ele (Mt. 10), estava procurando aqueles que poderiam
estabelecer uma aliança espiritual de eternidade. Que
teriam capacidade de ser Igreja aqui na terra. Quando
andamos na proposta de liderança de Jesus
(discipulado), precisamos estar prontos para
correspondermos à fidelidade neste discipulado (Mt.
28:18-19).
Eliseu guardou de tal forma a aliança com Elias, que
além de servi-lo em todo o tempo, não o deixava um só
momento só. Ele sabia que estar andando nos
“calcanhares” de seu discipulador, lhe renderia o olhar
de Deus e a unção do Espírito Santo. Nós temos uma
tendência muito grande em sermos infiéis, em querer ser
servidos ao invés de servirmos. Por isso Deus olha tanto
para nós quando somos fiéis na aliança.
Vivemos num tempo onde a mídia explode dentro de nossas
casas com cenas de infidelidade no casamento, infidelidade
nas famílias, infidelidade nas amizades, infidelidade nos
contratos, infidelidade na palavra. Vivemos no século da
infidelidade sem limites. E o que nos dói é vermos muitas
vezes esse tipo de lepra, dentro da Igreja de Jesus!
Quantas pessoas vivendo uma vida dissoluta, sem se
importar com as alianças que têm com pessoas
importantes em suas vidas. Vivem como verdadeiros
“adoradores” de si mesmos. São tão egoístas, que não
pensam até mesmo, na maior aliança que uma pessoa
pode ter: AALIANÇA COM DEUS!
Quando somos escolhidos por Deus e aceitamos sua aliança
em nossas vidas, nos tornamos propriedade exclusiva Dele
(I Pe. 2:9). Ele não admite traições! A Sua Aliança teve o
preço de Sangue. Não foi uma dor qualquer, foi a maior dor
que um homem na terra já pode suportar. E você? Tem sido
fiel às alianças que Deus permitiu existirem em sua vida?
Sua família (esposo, esposa, filhos), sua igreja (Pequenos
grupos, cultos, dízimos, ofertas, serviço para o Reino de
Deus), seus discípulos, seus líderes ( pastores, líderes de
ministério), têm recebido de sua fidelidade na aliança que
Deus confiou a você? Estar aliançado é unir forças, ou
substituir alguém que não tem mais forças, tomando seu
lugar.
Conclusão
Uma Aliança produz cobertura, cuidado, proteção. Numa aliança,
1+1 sempre será mais que 2! Pois na unidade das forças somadas,
formamos uma equipe, onde um provê o outro. As alianças nos
aproximam das metas, do alvo a ser alcançado. A Bíblia diz que
“o cordão de três dobras é mais difícil de arrebentar” e que “é
melhor serem dois do que um”. Deus criou o princípio da aliança.
Isso é uma estratégia tremenda! Pois quando um está fraco o
outro ergue o braço e o levanta e assim conseguiremos ir até o
fim para receber a coroa da vida. Entre em aliança com Jesus!
Valorize as pessoas que Deus colocou ao seu lado, una forças,
peça socorro, mas não desista! Seja humilde para obedecer
debaixo da cobertura da aliança e aguardar o tempo certo de Deus
em sua vida.
Pense:
1- Tenho sido fiel a aliança com Jesus?
2- Quais alianças eu tenho quebrado em minha vida?
3- De que forma, irei vencer os momentos difíceis?
Nossas contribuições devem ser voluntárias (nunca
obrigatórias) e generosas, pois assim é ensinado tanto
no Antigo Testamento (Êx 25.1,2; 2Cr 24.8-11), quanto
no Novo Testamento (2Co 8.1-5, 11, 12). Não devemos
hesitar em contribuir de modo sacrificial (2Co 8.3), pois
foi com tal espírito que o Senhor Jesus entregou-se por
nós (2Co 8.9; Fp 2.5-8). Para Deus, o sacrifício
envolvido é muito mais importante do que o valor
monetário da dádiva (Lc 21.1-4).
Aliança nas contribuições !
Nossas contribuições devem ser dadas com alegria
(2Co 9.7). Tanto o exemplo dos israelitas no Antigo
Testamento (Êx 35.21-29; 2Cr 24.10), quanto o dos
cristãos Macedônios do Novo Testamento (2Co 8.1-5)
servem-nos de modelos.
Deus tem prometido recompensar-nos de conformidade
com o que lhe temos ofertado (Dt 15.4; Ml 3.10-12; Mt
19.21; 2Co 9.6; 1Tm 6.19).
“O MEU DEUS, SEGUNDO AS SUAS RIQUEZAS (E
OLHA QUE ELE É RICO), SUPRIRÁ TODAS AS
VOSSAS NECESSIDADES EM GLÓRIA, POR
CRISTO JESUS”. (FILIPENSES 4:19).
O poder de uma aliança   power point
O poder de uma aliança   power point

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Qual a importância de ir à igreja
Qual a importância de ir à igrejaQual a importância de ir à igreja
Qual a importância de ir à igreja
Marconi Pacheco
 
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidadeDiscipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
Christian Lepelletier
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
4º módulo 2ª aula
4º módulo   2ª aula4º módulo   2ª aula
4º módulo 2ª aula
Joel Silva
 
A vida do novo convertido
A vida do novo convertidoA vida do novo convertido
A vida do novo convertido
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
Intimidade com deus a cada dia
Intimidade com deus   a cada diaIntimidade com deus   a cada dia
Intimidade com deus a cada dia
Edmilson Fernandes
 
Lição 2 - Família - Princípios e Valores
Lição 2 - Família - Princípios e ValoresLição 2 - Família - Princípios e Valores
Lição 2 - Família - Princípios e Valores
Éder Tomé
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Joanilson França Garcia
 
Nova Criatura (M.D.A.)
Nova Criatura (M.D.A.)Nova Criatura (M.D.A.)
Nova Criatura (M.D.A.)
Vladimir Rodrigues
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibrada
Moisés Sampaio
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
INTIMIDADE COM DEUS
INTIMIDADE COM DEUSINTIMIDADE COM DEUS
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Erberson Pinheiro
 
Panorama do NT - João
Panorama do NT - JoãoPanorama do NT - João
Panorama do NT - João
Respirando Deus
 
Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
Rodrigo Bomfim
 
LIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATOLIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATO
Ismael Isidio
 
A parábola das 10 virgens
A parábola das 10 virgensA parábola das 10 virgens
A parábola das 10 virgens
Antonio Maciel Santos
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Éder Tomé
 
Esperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesusEsperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesus
Márcio Martins
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Márcio Martins
 

Mais procurados (20)

Qual a importância de ir à igreja
Qual a importância de ir à igrejaQual a importância de ir à igreja
Qual a importância de ir à igreja
 
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidadeDiscipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 
4º módulo 2ª aula
4º módulo   2ª aula4º módulo   2ª aula
4º módulo 2ª aula
 
A vida do novo convertido
A vida do novo convertidoA vida do novo convertido
A vida do novo convertido
 
Intimidade com deus a cada dia
Intimidade com deus   a cada diaIntimidade com deus   a cada dia
Intimidade com deus a cada dia
 
Lição 2 - Família - Princípios e Valores
Lição 2 - Família - Princípios e ValoresLição 2 - Família - Princípios e Valores
Lição 2 - Família - Princípios e Valores
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
 
Nova Criatura (M.D.A.)
Nova Criatura (M.D.A.)Nova Criatura (M.D.A.)
Nova Criatura (M.D.A.)
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibrada
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
 
INTIMIDADE COM DEUS
INTIMIDADE COM DEUSINTIMIDADE COM DEUS
INTIMIDADE COM DEUS
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
 
Panorama do NT - João
Panorama do NT - JoãoPanorama do NT - João
Panorama do NT - João
 
Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
 
LIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATOLIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATO
 
A parábola das 10 virgens
A parábola das 10 virgensA parábola das 10 virgens
A parábola das 10 virgens
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
 
Esperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesusEsperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesus
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
 

Semelhante a O poder de uma aliança power point

A armadura de deus para o casal
A armadura de deus para o casalA armadura de deus para o casal
A armadura de deus para o casal
antonio ferreira
 
AliançAs Novo Velho Testamentos Modulo 2
AliançAs Novo Velho Testamentos Modulo 2AliançAs Novo Velho Testamentos Modulo 2
AliançAs Novo Velho Testamentos Modulo 2
fogotv
 
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
Márcio Martins
 
A fidelidade de Deus
A fidelidade de Deus A fidelidade de Deus
A fidelidade de Deus
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Aliança com Deus
Aliança com Deus Aliança com Deus
Aliança com Deus
Jessé Lopes
 
Vida abundante
Vida abundanteVida abundante
Vida abundante
tadslideshare
 
Casamento familia
Casamento familiaCasamento familia
Casamento familia
Davi Montenegro
 
Amigos de deus(00001)
Amigos de deus(00001)Amigos de deus(00001)
Amigos de deus(00001)
Eleutere Soares
 
Amigos de deus
Amigos de deusAmigos de deus
Amigos de deus
Eleutere Soares
 
09 experimente a bondade de deus em sua vida
09   experimente a bondade de deus em sua vida09   experimente a bondade de deus em sua vida
09 experimente a bondade de deus em sua vida
Click Cliciane
 
Relacionamento Com Deus
Relacionamento Com DeusRelacionamento Com Deus
Relacionamento Com Deus
Clube de Lideres Online
 
Casamento e Família - ebook Ultimato
Casamento e Família - ebook UltimatoCasamento e Família - ebook Ultimato
Casamento e Família - ebook Ultimato
Arlisson Bruno Coutinho de Sousa
 
Madrid 082011
Madrid 082011Madrid 082011
Madrid 082011
Aluizia Mendes
 
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3  As Bases do Casamento Cristão- professoresLição 3  As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
João Paulo Silva Mendes
 
é Mais fácil um cético entrar no reino dos céus do que um religioso
é Mais fácil um cético entrar no reino dos céus do que um religiosoé Mais fácil um cético entrar no reino dos céus do que um religioso
é Mais fácil um cético entrar no reino dos céus do que um religioso
Jeane Kátia
 
O que são alianças espirituais
O que são alianças espirituaisO que são alianças espirituais
O que são alianças espirituais
Valdinar Portela
 
Fidelidade Firmes na Fé.
Fidelidade Firmes na Fé.Fidelidade Firmes na Fé.
Fidelidade Firmes na Fé.
Márcio Martins
 
Lar cristao
Lar cristaoLar cristao
Lar cristao
Daniel Camilo
 
Trabalho Teologia Sistematica 2 .pptx
Trabalho Teologia Sistematica 2 .pptxTrabalho Teologia Sistematica 2 .pptx
Trabalho Teologia Sistematica 2 .pptx
Alan665892
 
I. CASAMENTO - Uma Aliança Instituída Por Deus.pdf
I. CASAMENTO - Uma Aliança Instituída Por Deus.pdfI. CASAMENTO - Uma Aliança Instituída Por Deus.pdf
I. CASAMENTO - Uma Aliança Instituída Por Deus.pdf
FreiSauloSilva
 

Semelhante a O poder de uma aliança power point (20)

A armadura de deus para o casal
A armadura de deus para o casalA armadura de deus para o casal
A armadura de deus para o casal
 
AliançAs Novo Velho Testamentos Modulo 2
AliançAs Novo Velho Testamentos Modulo 2AliançAs Novo Velho Testamentos Modulo 2
AliançAs Novo Velho Testamentos Modulo 2
 
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
 
A fidelidade de Deus
A fidelidade de Deus A fidelidade de Deus
A fidelidade de Deus
 
Aliança com Deus
Aliança com Deus Aliança com Deus
Aliança com Deus
 
Vida abundante
Vida abundanteVida abundante
Vida abundante
 
Casamento familia
Casamento familiaCasamento familia
Casamento familia
 
Amigos de deus(00001)
Amigos de deus(00001)Amigos de deus(00001)
Amigos de deus(00001)
 
Amigos de deus
Amigos de deusAmigos de deus
Amigos de deus
 
09 experimente a bondade de deus em sua vida
09   experimente a bondade de deus em sua vida09   experimente a bondade de deus em sua vida
09 experimente a bondade de deus em sua vida
 
Relacionamento Com Deus
Relacionamento Com DeusRelacionamento Com Deus
Relacionamento Com Deus
 
Casamento e Família - ebook Ultimato
Casamento e Família - ebook UltimatoCasamento e Família - ebook Ultimato
Casamento e Família - ebook Ultimato
 
Madrid 082011
Madrid 082011Madrid 082011
Madrid 082011
 
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3  As Bases do Casamento Cristão- professoresLição 3  As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
 
é Mais fácil um cético entrar no reino dos céus do que um religioso
é Mais fácil um cético entrar no reino dos céus do que um religiosoé Mais fácil um cético entrar no reino dos céus do que um religioso
é Mais fácil um cético entrar no reino dos céus do que um religioso
 
O que são alianças espirituais
O que são alianças espirituaisO que são alianças espirituais
O que são alianças espirituais
 
Fidelidade Firmes na Fé.
Fidelidade Firmes na Fé.Fidelidade Firmes na Fé.
Fidelidade Firmes na Fé.
 
Lar cristao
Lar cristaoLar cristao
Lar cristao
 
Trabalho Teologia Sistematica 2 .pptx
Trabalho Teologia Sistematica 2 .pptxTrabalho Teologia Sistematica 2 .pptx
Trabalho Teologia Sistematica 2 .pptx
 
I. CASAMENTO - Uma Aliança Instituída Por Deus.pdf
I. CASAMENTO - Uma Aliança Instituída Por Deus.pdfI. CASAMENTO - Uma Aliança Instituída Por Deus.pdf
I. CASAMENTO - Uma Aliança Instituída Por Deus.pdf
 

Último

Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 

O poder de uma aliança power point

  • 1. O poder de uma aliança
  • 2. Uma aliança, do ponto de vista bíblico, não traz apenas segurança e firmeza de fé, mas, sobretudo a certeza de que todas as promessas divinas serão cumpridas com aqueles que aceitam entrar em aliança com o Senhor. Todos que um dia entraram em sociedade com Deus, e cumpriram a parte que lhes cabia no pacto, foram pessoas de sucesso extraordinário, a ponto de chegarem a fazer História pela importância que tiveram, vivendo e trabalhando em perfeita comunhão com o Criador.
  • 3. Foram homens e mulheres que transformaram o mundo em suas respectivas épocas pelo exemplo de fé que deram, porque através de um pacto com Deus é que a pessoa passa a ter uma fé ativa e produtiva, capaz de até reclamar os seus direitos e assim conquistar os benefícios inerentes à fé cristã. É a aliança que lhe garante as respostas de Deus aos seus anseios e necessidades. Na aliança com Deus, o Seu envolvimento com o homem é de cem por cento, isto é, Deus participa com tudo o que Ele é e tem, exigindo que a participação do homem também seja de cem por cento do seu coração, com todo o seu amor e toda a sua vida.
  • 4. OS PRINCÍPIOS DA NOVAALIANÇA- JUSTIÇA, MISERICÓRDIA, FÉ, CONTRIBUIÇÕES. Texto: (Gl. 3:13-15) Introdução "Uma aliança, embora de homem, uma vez confirmada, ninguém a anula, nem lhe acrescenta coisa alguma.”
  • 5. No contexto que este versículo foi escrito, verificamos que Paulo está retratando o nível de aliança de Cristo com Sua Igreja e também com cada ser humano, cada pessoa que se aproxima Dele (Jo. 3:16). Ele deu a sua vida para que pudéssemos entrar numa aliança com o Pai. Ele não nos força a entrar em aliança. Ele simplesmente se dá, se entrega até a morte, para garantir o direito de aliança a todos e legitimar o seu poder em nós (Jo. 1:12).
  • 6. Hoje em nosso contexto social e familiar, perdemos esse entendimento do que significa estar aliançado com alguém. O termo que vem do Grego birrtes que significa deixar fluir a vida, expressa bem até onde devemos estender uma aliança. Como diz as Escrituras Sagradas: “Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida”. Uma aliança permanece protegida quando há fidelidade até a morte.
  • 7. Uma aliança é algo que foge as regras externas, ao decreto do tempo cronológico. Representa a separação de alguém ou alguma coisa, para pertencer a uma única pessoa, um único dono. Deus foi tão exigente em relação à aliança Dele com seu povo, que exigiu o reconhecimento desta aliança no próprio corpo (a circuncisão). Pode-se dizer que é uma marca eterna, um pacto permanente. Ainda depois da morte física, permanece. Podemos afirmar que o ser humano, tem alianças de diversos tipos: espiritual, matrimonial, paternal, maternal, fraternal, de amizade, de discipulado.
  • 8. Quando Jesus levanta doze homens para andarem com Ele (Mt. 10), estava procurando aqueles que poderiam estabelecer uma aliança espiritual de eternidade. Que teriam capacidade de ser Igreja aqui na terra. Quando andamos na proposta de liderança de Jesus (discipulado), precisamos estar prontos para correspondermos à fidelidade neste discipulado (Mt. 28:18-19).
  • 9. Eliseu guardou de tal forma a aliança com Elias, que além de servi-lo em todo o tempo, não o deixava um só momento só. Ele sabia que estar andando nos “calcanhares” de seu discipulador, lhe renderia o olhar de Deus e a unção do Espírito Santo. Nós temos uma tendência muito grande em sermos infiéis, em querer ser servidos ao invés de servirmos. Por isso Deus olha tanto para nós quando somos fiéis na aliança.
  • 10. Vivemos num tempo onde a mídia explode dentro de nossas casas com cenas de infidelidade no casamento, infidelidade nas famílias, infidelidade nas amizades, infidelidade nos contratos, infidelidade na palavra. Vivemos no século da infidelidade sem limites. E o que nos dói é vermos muitas vezes esse tipo de lepra, dentro da Igreja de Jesus! Quantas pessoas vivendo uma vida dissoluta, sem se importar com as alianças que têm com pessoas importantes em suas vidas. Vivem como verdadeiros “adoradores” de si mesmos. São tão egoístas, que não pensam até mesmo, na maior aliança que uma pessoa pode ter: AALIANÇA COM DEUS!
  • 11. Quando somos escolhidos por Deus e aceitamos sua aliança em nossas vidas, nos tornamos propriedade exclusiva Dele (I Pe. 2:9). Ele não admite traições! A Sua Aliança teve o preço de Sangue. Não foi uma dor qualquer, foi a maior dor que um homem na terra já pode suportar. E você? Tem sido fiel às alianças que Deus permitiu existirem em sua vida? Sua família (esposo, esposa, filhos), sua igreja (Pequenos grupos, cultos, dízimos, ofertas, serviço para o Reino de Deus), seus discípulos, seus líderes ( pastores, líderes de ministério), têm recebido de sua fidelidade na aliança que Deus confiou a você? Estar aliançado é unir forças, ou substituir alguém que não tem mais forças, tomando seu lugar.
  • 12. Conclusão Uma Aliança produz cobertura, cuidado, proteção. Numa aliança, 1+1 sempre será mais que 2! Pois na unidade das forças somadas, formamos uma equipe, onde um provê o outro. As alianças nos aproximam das metas, do alvo a ser alcançado. A Bíblia diz que “o cordão de três dobras é mais difícil de arrebentar” e que “é melhor serem dois do que um”. Deus criou o princípio da aliança. Isso é uma estratégia tremenda! Pois quando um está fraco o outro ergue o braço e o levanta e assim conseguiremos ir até o fim para receber a coroa da vida. Entre em aliança com Jesus! Valorize as pessoas que Deus colocou ao seu lado, una forças, peça socorro, mas não desista! Seja humilde para obedecer debaixo da cobertura da aliança e aguardar o tempo certo de Deus em sua vida.
  • 13. Pense: 1- Tenho sido fiel a aliança com Jesus? 2- Quais alianças eu tenho quebrado em minha vida? 3- De que forma, irei vencer os momentos difíceis?
  • 14. Nossas contribuições devem ser voluntárias (nunca obrigatórias) e generosas, pois assim é ensinado tanto no Antigo Testamento (Êx 25.1,2; 2Cr 24.8-11), quanto no Novo Testamento (2Co 8.1-5, 11, 12). Não devemos hesitar em contribuir de modo sacrificial (2Co 8.3), pois foi com tal espírito que o Senhor Jesus entregou-se por nós (2Co 8.9; Fp 2.5-8). Para Deus, o sacrifício envolvido é muito mais importante do que o valor monetário da dádiva (Lc 21.1-4). Aliança nas contribuições !
  • 15. Nossas contribuições devem ser dadas com alegria (2Co 9.7). Tanto o exemplo dos israelitas no Antigo Testamento (Êx 35.21-29; 2Cr 24.10), quanto o dos cristãos Macedônios do Novo Testamento (2Co 8.1-5) servem-nos de modelos. Deus tem prometido recompensar-nos de conformidade com o que lhe temos ofertado (Dt 15.4; Ml 3.10-12; Mt 19.21; 2Co 9.6; 1Tm 6.19).
  • 16. “O MEU DEUS, SEGUNDO AS SUAS RIQUEZAS (E OLHA QUE ELE É RICO), SUPRIRÁ TODAS AS VOSSAS NECESSIDADES EM GLÓRIA, POR CRISTO JESUS”. (FILIPENSES 4:19).