SlideShare uma empresa Scribd logo
HISTÓRIA DE QUEIMADOS
Professor Paulo Henrique Netinho
Avanço do trem
• Em 29 de março de 1858, a
família imperial, a bordo do
primeiro trem da Estrada de
Ferro D. Pedro II, seguia em
missão especial para inaugurar
o trecho de 48 km
compreendido entre a Estação
do Campo até Queimados. A
população do lugarejo, que
assistiu a solenidade, sentiu-se
honrada pela visita do
Imperador e entendeu aquele
momento como sendo o
instante oficial da inauguração
do povoado de Queimados.
As Freguesias
• No século XVIII, a localidade onde está
situado o Município de Queimados
fazia parte das terras da freguesia de
Nossa Senhora da Conceição de
Marapicu. Esta foi a última das
freguesias do então Município de
Iguassu, que era posto ainda pelas
freguesias de Nossa Senhora da
Piedade do Iguassu, Santo Antonio da
Jacutinga, Nossa Senhora do Pilar e
São João de Meriti. A Freguesia de
Nossa Senhora do Marapicu, por sua
importância econômica, acabou
recebendo o título de Freguesia
Perpétua
• . Com a expansão da economia
cafeeira, em meados do século XIX, foi
construída a Estrada de Ferro D. Pedro
II, trazendo mais prosperidade ä
região. O projeto inicial desta ferrovia
previa a extensão dos trilhos até a
Freguesia de Nossa Senhora de Belém
e Menino Deus, atual Jacutinga, que
chegou a construir um prédio para
sediar a estação. Porém, milhares de
operários chineses, construtores da
estrada, foram vítimas de Malária e
por epidemias de cólera, que arrasou
toda a Colônia, em 1855.
OAvanço • Com a expansão da economia
cafeeira, em meados do século XVIII,
foi construída a Estrada de Ferro D.
Pedro II, trazendo mais prosperidade ä
região. O projeto inicial desta ferrovia
previa a extensão dos trilhos até a
Freguesia de Nossa Senhora de Belém
e Menino Deus, atual Jacutinga, que
chegou a construir um prédio para
sediar a estação. Porém, milhares de
operários chineses, construtores da
estrada, foram vítimas de Malária e
por epidemias de cólera, que arrasou
toda a Colônia, em 1855. Como a
morte dos operários chineses iria
retardar o prosseguimento das obras
da via férrea, rapidamente foi
construída a Estação de Queimados.
As 3 versões mais prováveis
• Há três versões mais prováveis
para seu nome. A primeira diz
que, quando o imperador Dom
Pedro I passou por aquela
região, por ocasião da
inauguração da estação de trem,
viu uma grande queimada que
estava sendo feita dos laranjais
nos morros, e chamou o lugar de
"Morro dos Queimados"
• A segunda diz que o nome é
referente aos corpos de leprosos
queimados, aos montes, que
morriam num leprosário que ali
existia, onde hoje se situa a
Estrada do Lazareto, uma das
principais vias do município.
Penicilina (1928)
• Há ainda uma terceira versão,
que afirma que o nome da
cidade provém dos escravos
fugidos das fazendas, que eram
mortos e tinham seus corpos
queimados pelos seus senhores.
Versão mais aceita
• Segundo a história, a origem do
nome do município deve-se a este
acontecimento, uma vez que os
chineses tinham por costume
queimar os seus mortos. Este
costume criou entre os populares,
que tinham que passar pelo local
onde os corpos haviam sido
queimados, a seguinte forma de
indicar o caminho: "vou pela
estrada dos queimados", o que
acabou por nomear o local.
Município de Queimados
• Desde 1833, a Freguesia de Nossa
Senhora da Conceição de Marapicu
correspondia a um Distrito
Eclesiástico, que era subordinado á
Câmara da Cidade do Rio de Janeiro,
representado por um Intendente que
ficava em Nova Iguaçu, naquela época
Vila de Iguassu.
• Marapicu e Queimados estiveram,
durante muito tempo, disputando a
sede deste distrito. Em 1944, sob o
decreto Lei Estadual, nº l063,
Queimados passa a ser o 2º Distrito
de Nova Iguaçu.
A cidade Município de Queimadosestá
dividida em 38 bairros e 01 o
• Queimados se
emancipou de Nova
Iguaçu em 1990 já nas
eleições municipais de
1992 Jorge Cesar Pereira
da Cunha mais conhecido
como Dr.Jorge foi eleito
prefeito da cidade e
assumiu em 1º de Janeiro
de 1993.
1 Jorge Cesar Pereira da
Cunha
2 Azair Ramos da Silva
3 Carlos Rogério dos Santos
4 Max Rodrigues Lemos
5 Carlos de França Vilela
(Atual)
D
Unidade federativa:
• Rio de Janeiro
• Mesorregião Metropolitana do Rio de Janeiro IBGE/2008
• Microrregião Rio de Janeiro IBGE/2008
• Região metropolitana Rio de Janeiro
• Municípios limítrofes:
• Japeri, Nova Iguaçu e Seropédica
• Distância até a capital 50 km
Características geográficas
• Área
• 76,921 km²
• População
• 150 319 hab. estimativa IBGE/2019
• Densidade
• 1 954,2 hab./km²
Município de Queimados
Subdivisões
60 bairros e comunidades.
Belmonte
Campo da Banha
Centro
Coimbra
Fanchem (ou Vila Camorim)
Glória
Granja Alzira
Granja Rosalina
Inconfidência
Distrito industrial de Queimados
• O Distrito Industrial de Queimados foi fundado em
1976, e está localizado as margens da Rodovia
Presidente Dutra na altura do km 196,5, sentido São
Paulo / Rio de Janeiro. Possui acesso direto pelo
viaduto do distrito de Engenheiro Pedreira. Em sua
fundação, possuía uma área de 2.326.575 m². Hoje,
após expansão conforme decreto nº. 42919 de 7 abril
de 2011, possui um total de 4.326.575 m².
• O Distrito Industrial de Queimados, é considerado um
dos mais importantes do estado, pois está localizado
próximo as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e do
Porto de Itaguaí e Porto do Rio de Janeiro, além da
proximidade de rodovias importantes do Estado, como
o Arco Metropolitano do Rio de Janeiro e a Rodovia
Presidente Dutra.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Município de queimados Prof. Paulo Netinho

Jaguarão, nossa cidade maravilhosa.
Jaguarão, nossa cidade maravilhosa.Jaguarão, nossa cidade maravilhosa.
Jaguarão, nossa cidade maravilhosa.
Jauna Cañizares
 
Fotos antigas de Campo Grande
Fotos antigas de Campo GrandeFotos antigas de Campo Grande
Fotos antigas de Campo Grande
Marcelo Nicoleti
 
Quatsp antonioinacioferraz enciclopdiadigitaldooestepaulista 151213190138
Quatsp antonioinacioferraz enciclopdiadigitaldooestepaulista 151213190138Quatsp antonioinacioferraz enciclopdiadigitaldooestepaulista 151213190138
Quatsp antonioinacioferraz enciclopdiadigitaldooestepaulista 151213190138
ANTONIO INACIO FERRAZ
 
SANTA LINA E EMPRESA JOSÉ GIORGI S/A-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRO...
SANTA LINA E EMPRESA JOSÉ GIORGI S/A-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRO...SANTA LINA E EMPRESA JOSÉ GIORGI S/A-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRO...
SANTA LINA E EMPRESA JOSÉ GIORGI S/A-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRO...
Antonio Inácio Ferraz
 
santa lina, empresa José Giorgi, Quatá, Zilor e biorigin
santa lina, empresa José Giorgi, Quatá, Zilor e bioriginsanta lina, empresa José Giorgi, Quatá, Zilor e biorigin
santa lina, empresa José Giorgi, Quatá, Zilor e biorigin
Antonio Inácio Ferraz
 
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulistaQuatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia
ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulistaQuatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Mato grosso do sul-Nossa história nossa gente
Mato grosso do sul-Nossa história nossa genteMato grosso do sul-Nossa história nossa gente
Mato grosso do sul-Nossa história nossa gente
Janicélia Feijó Garcia
 
HISTÓRIA DO MATO GROSSO COLONIAL
HISTÓRIA DO MATO GROSSO COLONIALHISTÓRIA DO MATO GROSSO COLONIAL
HISTÓRIA DO MATO GROSSO COLONIAL
carlosbidu
 
Campo grande traje (1)
Campo grande   traje (1)Campo grande   traje (1)
Campo grande traje (1)
Henrique Manoel Ramos Alberto
 
Criação de mato grosso do sul 9ºano
Criação de mato grosso do sul 9ºanoCriação de mato grosso do sul 9ºano
Criação de mato grosso do sul 9ºano
escolalenitadesenanachif
 
Historia de miranda (Professora Vanda Segato)
Historia de miranda (Professora Vanda Segato)Historia de miranda (Professora Vanda Segato)
Historia de miranda (Professora Vanda Segato)
Aguinaldo Acunha Do Nascimento
 
Ocupacao e-formacao-do-espaco-brasileiro-–-g4
Ocupacao e-formacao-do-espaco-brasileiro-–-g4Ocupacao e-formacao-do-espaco-brasileiro-–-g4
Ocupacao e-formacao-do-espaco-brasileiro-–-g4
020604
 
Jequitinhonha mucuri mais que uma região de planejamento
Jequitinhonha   mucuri mais que uma região de planejamentoJequitinhonha   mucuri mais que uma região de planejamento
Jequitinhonha mucuri mais que uma região de planejamento
Bruno Dias Bento
 
Breve HistóRico De Santo André
Breve HistóRico De Santo AndréBreve HistóRico De Santo André
Breve HistóRico De Santo André
maria luiza de paula mazzucatto
 
Stella
Stella Stella
Stella
CerFreguesia
 
HISTORIA DE MATO GROSSO - UNEMAT.pptx
HISTORIA DE MATO GROSSO - UNEMAT.pptxHISTORIA DE MATO GROSSO - UNEMAT.pptx
HISTORIA DE MATO GROSSO - UNEMAT.pptx
Marsellus Cardousous
 
Projeto desev. político, econômico e social de caçador eva
Projeto desev. político, econômico e social de  caçador evaProjeto desev. político, econômico e social de  caçador eva
Projeto desev. político, econômico e social de caçador eva
Adriana Azambuja
 
História de Mato Grosso No Período Colonial
História de Mato Grosso No Período ColonialHistória de Mato Grosso No Período Colonial
História de Mato Grosso No Período Colonial
João Pereira
 

Semelhante a Município de queimados Prof. Paulo Netinho (20)

Jaguarão, nossa cidade maravilhosa.
Jaguarão, nossa cidade maravilhosa.Jaguarão, nossa cidade maravilhosa.
Jaguarão, nossa cidade maravilhosa.
 
Fotos antigas de Campo Grande
Fotos antigas de Campo GrandeFotos antigas de Campo Grande
Fotos antigas de Campo Grande
 
Quatsp antonioinacioferraz enciclopdiadigitaldooestepaulista 151213190138
Quatsp antonioinacioferraz enciclopdiadigitaldooestepaulista 151213190138Quatsp antonioinacioferraz enciclopdiadigitaldooestepaulista 151213190138
Quatsp antonioinacioferraz enciclopdiadigitaldooestepaulista 151213190138
 
SANTA LINA E EMPRESA JOSÉ GIORGI S/A-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRO...
SANTA LINA E EMPRESA JOSÉ GIORGI S/A-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRO...SANTA LINA E EMPRESA JOSÉ GIORGI S/A-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRO...
SANTA LINA E EMPRESA JOSÉ GIORGI S/A-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRO...
 
santa lina, empresa José Giorgi, Quatá, Zilor e biorigin
santa lina, empresa José Giorgi, Quatá, Zilor e bioriginsanta lina, empresa José Giorgi, Quatá, Zilor e biorigin
santa lina, empresa José Giorgi, Quatá, Zilor e biorigin
 
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulistaQuatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
 
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia
 
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulistaQuatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
Quatá sp antonio inacio ferraz- enciclopédia digital do oeste paulista
 
Mato grosso do sul-Nossa história nossa gente
Mato grosso do sul-Nossa história nossa genteMato grosso do sul-Nossa história nossa gente
Mato grosso do sul-Nossa história nossa gente
 
HISTÓRIA DO MATO GROSSO COLONIAL
HISTÓRIA DO MATO GROSSO COLONIALHISTÓRIA DO MATO GROSSO COLONIAL
HISTÓRIA DO MATO GROSSO COLONIAL
 
Campo grande traje (1)
Campo grande   traje (1)Campo grande   traje (1)
Campo grande traje (1)
 
Criação de mato grosso do sul 9ºano
Criação de mato grosso do sul 9ºanoCriação de mato grosso do sul 9ºano
Criação de mato grosso do sul 9ºano
 
Historia de miranda (Professora Vanda Segato)
Historia de miranda (Professora Vanda Segato)Historia de miranda (Professora Vanda Segato)
Historia de miranda (Professora Vanda Segato)
 
Ocupacao e-formacao-do-espaco-brasileiro-–-g4
Ocupacao e-formacao-do-espaco-brasileiro-–-g4Ocupacao e-formacao-do-espaco-brasileiro-–-g4
Ocupacao e-formacao-do-espaco-brasileiro-–-g4
 
Jequitinhonha mucuri mais que uma região de planejamento
Jequitinhonha   mucuri mais que uma região de planejamentoJequitinhonha   mucuri mais que uma região de planejamento
Jequitinhonha mucuri mais que uma região de planejamento
 
Breve HistóRico De Santo André
Breve HistóRico De Santo AndréBreve HistóRico De Santo André
Breve HistóRico De Santo André
 
Stella
Stella Stella
Stella
 
HISTORIA DE MATO GROSSO - UNEMAT.pptx
HISTORIA DE MATO GROSSO - UNEMAT.pptxHISTORIA DE MATO GROSSO - UNEMAT.pptx
HISTORIA DE MATO GROSSO - UNEMAT.pptx
 
Projeto desev. político, econômico e social de caçador eva
Projeto desev. político, econômico e social de  caçador evaProjeto desev. político, econômico e social de  caçador eva
Projeto desev. político, econômico e social de caçador eva
 
História de Mato Grosso No Período Colonial
História de Mato Grosso No Período ColonialHistória de Mato Grosso No Período Colonial
História de Mato Grosso No Período Colonial
 

Último

Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 

Município de queimados Prof. Paulo Netinho

  • 1. HISTÓRIA DE QUEIMADOS Professor Paulo Henrique Netinho
  • 2. Avanço do trem • Em 29 de março de 1858, a família imperial, a bordo do primeiro trem da Estrada de Ferro D. Pedro II, seguia em missão especial para inaugurar o trecho de 48 km compreendido entre a Estação do Campo até Queimados. A população do lugarejo, que assistiu a solenidade, sentiu-se honrada pela visita do Imperador e entendeu aquele momento como sendo o instante oficial da inauguração do povoado de Queimados.
  • 3. As Freguesias • No século XVIII, a localidade onde está situado o Município de Queimados fazia parte das terras da freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Marapicu. Esta foi a última das freguesias do então Município de Iguassu, que era posto ainda pelas freguesias de Nossa Senhora da Piedade do Iguassu, Santo Antonio da Jacutinga, Nossa Senhora do Pilar e São João de Meriti. A Freguesia de Nossa Senhora do Marapicu, por sua importância econômica, acabou recebendo o título de Freguesia Perpétua • . Com a expansão da economia cafeeira, em meados do século XIX, foi construída a Estrada de Ferro D. Pedro II, trazendo mais prosperidade ä região. O projeto inicial desta ferrovia previa a extensão dos trilhos até a Freguesia de Nossa Senhora de Belém e Menino Deus, atual Jacutinga, que chegou a construir um prédio para sediar a estação. Porém, milhares de operários chineses, construtores da estrada, foram vítimas de Malária e por epidemias de cólera, que arrasou toda a Colônia, em 1855.
  • 4. OAvanço • Com a expansão da economia cafeeira, em meados do século XVIII, foi construída a Estrada de Ferro D. Pedro II, trazendo mais prosperidade ä região. O projeto inicial desta ferrovia previa a extensão dos trilhos até a Freguesia de Nossa Senhora de Belém e Menino Deus, atual Jacutinga, que chegou a construir um prédio para sediar a estação. Porém, milhares de operários chineses, construtores da estrada, foram vítimas de Malária e por epidemias de cólera, que arrasou toda a Colônia, em 1855. Como a morte dos operários chineses iria retardar o prosseguimento das obras da via férrea, rapidamente foi construída a Estação de Queimados.
  • 5. As 3 versões mais prováveis • Há três versões mais prováveis para seu nome. A primeira diz que, quando o imperador Dom Pedro I passou por aquela região, por ocasião da inauguração da estação de trem, viu uma grande queimada que estava sendo feita dos laranjais nos morros, e chamou o lugar de "Morro dos Queimados" • A segunda diz que o nome é referente aos corpos de leprosos queimados, aos montes, que morriam num leprosário que ali existia, onde hoje se situa a Estrada do Lazareto, uma das principais vias do município.
  • 6. Penicilina (1928) • Há ainda uma terceira versão, que afirma que o nome da cidade provém dos escravos fugidos das fazendas, que eram mortos e tinham seus corpos queimados pelos seus senhores.
  • 7. Versão mais aceita • Segundo a história, a origem do nome do município deve-se a este acontecimento, uma vez que os chineses tinham por costume queimar os seus mortos. Este costume criou entre os populares, que tinham que passar pelo local onde os corpos haviam sido queimados, a seguinte forma de indicar o caminho: "vou pela estrada dos queimados", o que acabou por nomear o local.
  • 8. Município de Queimados • Desde 1833, a Freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Marapicu correspondia a um Distrito Eclesiástico, que era subordinado á Câmara da Cidade do Rio de Janeiro, representado por um Intendente que ficava em Nova Iguaçu, naquela época Vila de Iguassu. • Marapicu e Queimados estiveram, durante muito tempo, disputando a sede deste distrito. Em 1944, sob o decreto Lei Estadual, nº l063, Queimados passa a ser o 2º Distrito de Nova Iguaçu.
  • 9. A cidade Município de Queimadosestá dividida em 38 bairros e 01 o • Queimados se emancipou de Nova Iguaçu em 1990 já nas eleições municipais de 1992 Jorge Cesar Pereira da Cunha mais conhecido como Dr.Jorge foi eleito prefeito da cidade e assumiu em 1º de Janeiro de 1993. 1 Jorge Cesar Pereira da Cunha 2 Azair Ramos da Silva 3 Carlos Rogério dos Santos 4 Max Rodrigues Lemos 5 Carlos de França Vilela (Atual)
  • 10. D Unidade federativa: • Rio de Janeiro • Mesorregião Metropolitana do Rio de Janeiro IBGE/2008 • Microrregião Rio de Janeiro IBGE/2008 • Região metropolitana Rio de Janeiro • Municípios limítrofes: • Japeri, Nova Iguaçu e Seropédica • Distância até a capital 50 km Características geográficas • Área • 76,921 km² • População • 150 319 hab. estimativa IBGE/2019 • Densidade • 1 954,2 hab./km²
  • 11. Município de Queimados Subdivisões 60 bairros e comunidades. Belmonte Campo da Banha Centro Coimbra Fanchem (ou Vila Camorim) Glória Granja Alzira Granja Rosalina Inconfidência Distrito industrial de Queimados • O Distrito Industrial de Queimados foi fundado em 1976, e está localizado as margens da Rodovia Presidente Dutra na altura do km 196,5, sentido São Paulo / Rio de Janeiro. Possui acesso direto pelo viaduto do distrito de Engenheiro Pedreira. Em sua fundação, possuía uma área de 2.326.575 m². Hoje, após expansão conforme decreto nº. 42919 de 7 abril de 2011, possui um total de 4.326.575 m². • O Distrito Industrial de Queimados, é considerado um dos mais importantes do estado, pois está localizado próximo as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e do Porto de Itaguaí e Porto do Rio de Janeiro, além da proximidade de rodovias importantes do Estado, como o Arco Metropolitano do Rio de Janeiro e a Rodovia Presidente Dutra.