SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
Baixar para ler offline
Estácio Idez! 
Lógica de 
Programação PSEUDOCÓDIGO!
Pseudocódigo 
❖ É uma forma de escrever algoritmo.! 
❖ Assemelhar-se bastante à forma em que os programas 
são escritos! 
❖ Suficiente para permitir a tradução do algoritmo nela 
representado em linguagem de programação.! 
❖ http://siaiacad17.univali.br/webportugol/index.html! 
❖ VISUALG!
Variáveis
Variáveis 
❖ Uma variável, é um espaço da memória do computador 
que "reservamos" para guardar informações (dados) de um 
determinado tipo.!
Variáveis 
Conteúdo
Variáveis 
❖ Podem conter valores diferentes a cada instante 
de tempo, ou seja, seu conteúdo pode variar de 
acordo com as instruções do algoritmo! 
❖ São referenciadas através de um nome 
(identificador) criado por você durante o 
desenvolvimento do algoritmo! 
❖ Uma variável armazena um conteúdo de cada 
vez.!
Armazenamento de Variáveis 
0 1 2 3 ! 
4 5 6 7!
VARIÁVEIS! 
SOMA = (NUMERO1 + NUMERO2)! 
VARIÁVEIS! 
LOGIN = "GERCELIA"! SENHA = 12345! 
(Conteúdo da variável)! (Conteúdo da variável)!
Constantes 
É um valor fixo que não se modifica ao longo do tempo,! 
durante a execução de um programa 
Exemplo:! 
dólar = 2,40! 
" = 3,14!
Regras para nomes de variáveis e constantes! 
Não podem: 
• 
Ter nomes de palavras reservadas (comandos de uma linguagem de 
programação específica); 
• 
Possuir espaços em branco; 
Podem ter como demais caracteres: 
• 
Letras; 
• 
Números; e 
• 
Sublinhado.
Exemplo de variáveis
Verifique se os nomes abaixo podem ser usados na declaração de uma! 
variável. Marque S em caso afirmativo e N caso contrario.! 
( ) valor! 
( ) a1b2c3! 
( ) km/h! 
( ) sala 215! 
( ) 123! 
( ) 3*4! 
( ) xyz! 
( ) “nota”! 
( ) nota*do*aluno! 
( ) Maria! 
( ) nome empresa! 
( ) ah!! 
! 
EXERCÍCIO 
(S) valor! 
(S) a1b2c3! 
(N) km/h! 
(S) sala 215! 
(S) 123! 
(N) 3*4! 
(S) xyz! 
(N) “nota”! 
(N) nota*do*aluno! 
(S) Maria! 
(N) nome empresa! 
(N) ah!!
Tipos de Variáveis e Constantes 
As variáveis e as constantes podem ser basicamente de quatro tipos: Numéricas, 
caracteres, Alfanuméricas ou lógicas. 
Numéricas - Específicas para armazenamento de números, que posteriormente 
poderão ser utilizados para cálculos. Podem ser ainda classificadas como Inteiras ou 
Reais. As variáveis do tipo inteiro são para armazenamento de números inteiros e as 
reais são para o armazenamento de números que possuam casas decimais. 
Caracteres - Específicas para armazenamento de conjunto de caracteres que não 
contenham números (literais). Ex: nomes. 
Alfanuméricas Específicas para dados que contenham letras e/ou números. Pode em 
determinados momentos conter somente dados numéricos ou somente literais. Se 
usado somente para armazenamento de números, não poderá ser utilizada para 
operações matemáticas. 
Lógicas Armazenam somente dados lógicos que podem ser Verdadeiro ou Falso.
TIPOS DE DADOS 
Numéricos! 
Caracteres! 
Ex: "Gercelia"! 
Lógicos! 
(tipo boolean)! 
Ex: V ou F! 
Real! 
Ex: 5,6! 
Inteiro! 
Ex: 14!
A definição da variável no algoritmos! 
se dará através da seguinte sintaxe:! 
! 
var <nome_da_variável> : <tipo_da_variável> 
Exemplos:! 
• var media : real! 
• var soma : inteiro! 
• var funcionario : caractere! 
• var sexo : caractere! 
• var numero, idade : inteiro!
EXERCÍCIO 
Classifique os dados especificados abaixo de acordo com seu tipo, assinalando! 
com I os dados do tipo inteiro, com R os reais, com L os literais, com B os! 
lógicos (booleanos), e com N aqueles para os quais não e possível definir a! 
priori um tipo de dado! 
( ) 0.21! 
( ) 0.35! 
( ) “+3257”! 
( ) verdadeiro! 
( ) 1! 
( ) falso! 
( ) +3257! 
( ) “verdadeiro”! 
( ) -0.001! 
( ) “-0.0”! 
( ) 1%! 
( ) +3257.! 
( ) ± 3! 
( ) C! 
( ) 0.0! 
( ) “a”! 
( ) Maria! 
( ) “João” 1 ! 
( ) 123.0! 
( ) 0! 
(R) 0.21! 
(R) 0.35! 
(L) “+3257”! 
(B) verdadeiro! 
(I) 1! 
(B) falso! 
(I) +3257! 
(L) “verdadeiro”! 
(R) -0.001! 
(L) “-0.0”! 
(N) 1%! 
(R) +3257.! 
(N) ± 3! 
(N) C! 
(R) 0.0! 
(L) “a”! 
(N) Maria! 
(N) “João” 1 ! 
(R) 123.0! 
(I) 0!
ATRIBUIÇÃO 
A atribuição é uma notação utilizada para atribuir um 
valor a uma variável, ou seja, para armazenar um 
determinado conteúdo em uma variável. A operação de 
atribuição, normalmente, é representada por uma seta 
apontando para a esquerda! 
idade 18; (Lê-se: idade recebe 18)! 
result a+b; (Lê-se: result recebe o resultado de a + b)! 
texto “teste”; (Lê-se: texto recebe a palavra teste)!
Analise o algoritmo abaixo e diga o que será! 
impresso na tela ao ser executado:! 
A <- 10! 
B <- 20! 
escreva B! 
B <- 5! 
escreva A,B! 
20! 
! 
10 5!
A <- 30! 
B <- 20! 
C <- A + B! 
escreva C! 
B <- 10! 
escreva B,C! 
C <- A + B! 
escreva A,B,C! 
50! 
! 
10 50! 
! 
30 10 40!
ESCREVENDO UM ALGORITIMO 
EM PSEUDOCÓDIGO 
algoritmo <nome_do_algoritmo>! 
!<declaração_de_variáveis>! 
!! 
inicio! 
!<corpo do algoritmo>! 
fimalgoritmo! 
❖ Algoritmo é uma palavra que indica o 
início da definição de um algoritmo em 
forma de pseudocódigo.! 
❖ <nome_do_algoritmo> é um nome 
simbólico dado ao algoritmo com a 
finalidade de distingui-los dos demais.! 
❖ <declaração_de_variáveis> consiste em 
uma porção opcional onde são declaradas 
as variáveis globais usadas no algoritmo 
principal.! 
❖ Início e Fim são respectivamente as 
palavras que delimitam o início e o 
término do conjunto de instruções do 
corpo do algoritmo.!
1!
INSTRUÇÕES 
ESCREVA! 
A instrução escrever (ou escreva) é utilizada quando deseja-se mostrar 
informações na tela do computador, ou seja, é um comando de saída 
de dados.! 
LEIA! 
A instrução ler (ou leia) é utilizada quando deseja-se obter 
informações do teclado do computador, ou seja, é um comando de 
entrada de dados.! 
Leia (identificador);!
escreva 
escreve 
o 
conteúdo 
na 
mesma 
linha 
escreval 
escreve 
o 
conteúdo 
na 
próxima 
linha 
OBS.: 
l 
= 
linha/line
INSTRUÇÕES 
algoritmo “PrimeiraEscrita"! 
! 
!var idade: inteiro;! 
! 
inicio! 
! 
!idade <- 18;! 
!Escreva (“A idade é: ”, idade)! 
! 
fimalgoritmo! 
Como será o resultado desse algoritmo na tela do computador ?!
EXEMPLO DE ALGORITMO EM 
PSEUDOCÓDIGO 
algoritmo “PrimeiroAlgoritmo"! 
! 
!var nome : caractere! 
! 
inicio! 
! 
!Escreva (“Digite seu nome: ”)! 
!Leia (nome)! 
! 
!Escreva (“Seja bem vindo ”, nome)! 
! 
fimalgoritmo!
EXEMPLO DE ALGORITMO EM 
PSEUDOCÓDIGO
EXEMPLO DE ALGORITMO EM 
PSEUDOCÓDIGO 
algoritmo "MediaAluno" 
var 
nome_aluno : caracter 
n1,n2,n3,n4 : real 
soma : real 
media : real 
inicio 
escreva("Digite o Nome do Aluno: ") 
leia(nome_aluno) 
escreva("Digite a primeira nota: ") 
leia(n1) 
escreva("Digite a segunda nota: ") 
leia(n2) 
escreva("Digite a terceira nota: ") 
leia(n3) 
escreva("Digite a quarta nota: ") 
leia(n4) 
soma <-(n1+n2+n3+n4) 
media<-(soma/4) 
escreva("A média de " + nome_aluno + " é: ", media) 
fimalgoritmo
ALGORITMO 
Criar um Algoritmo que:! 
• O nome seja: “PrimeiroAlgoritmo”;! 
• Ele deve imprimir:! 
• Nome! 
• Matrícula! 
• Curso!
algoritmo "PrimeiroAlgoritmo"! 
! 
var! 
! 
! nome : caractere! 
! matricula: inteiro! 
! curso: caractere! 
! 
inicio! 
! 
!escreval ("Digite seu nome: ")! 
!leia (nome)! 
!escreval ("Digite sua matricula: ")! 
!leia (matricula)! 
!escreval ("Digite seu curso")! 
!leia (curso)! 
! 
!escreva (nome, matricula, curso)! 
! 
fimalgoritmo!
OPERADORES 
MOD è Retorna o resto da divisão entre 2 números inteiros.! 
! 
> ! è !Maior que! 
< ! è !Menor que! 
>= ! è !Maior ou Igual! 
<= ! è !Menor ou Igual! 
= ! è !Igual! 
<> ! è !Diferente! 
e ! ! !RETORNA VERDADEIRO SE AMBAS AS PARTES FOREM VERDADEIRAS. ! 
ou ! ! !BASTA QUE UMA PARTE SEJA VERDADEIRA PARA RETORNAR VERDADEIRO. ! 
Nao ! !INVERTE O ESTADO, DE VERDADEIRO PASSA PARA FALSO E VICE-VERSA. ! 
! 
!
Considere a seguinte atribuição de valores para as 
variáveis:! 
A <- 3, B <- 4 e C <- 8! 
! 
Informe se as expressões são verdadeiras ou falsas:! 
! 
A > 3 e C = 8! 
Falso! 
A <> 2 ou B <= 5! 
Verdadeiro! 
A = 3 ou B>=2 e C = 8! 
A <> 8 ou B = 4 e C > 2! 
A > B ou B > A e C <> B! 
Falso! 
Verdadeiro! 
Verdadeiro ! 
!
ESTRUTURA DE CONDIÇÃO 
Executa uma seqüência de comandos de 
acordo com o resultado de um teste.! 
! 
A estrutura de decisão pode ser Simples ou 
Composta, baseada em um resultado lógico.! 
!
Exemplos: ! 
! 
Descrição Narrativa:! 
$ 
§Se houver aula então eu irei ao colégio! 
! 
§Se minha média for maior ou igual a sete 
então entro de férias! 
$ 
§Se eu ficar rico então compro uma Ferrari ! 
!
Simples:! 
SE <<CONDIÇÃO>>! 
!ENTÃO <<COMANDO1>> ! 
Composta 1:! 
SE <<CONDIÇÃO>>! 
!ENTÃO <<COMANDO1>>! 
!! 
SENÃO <<COMANDO1>> !
SIMPLES!
COMPOSTA!
Pseudocódigo ou Portugol (Lógica de Programação)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alguns algoritmos resolvidos
Alguns algoritmos resolvidosAlguns algoritmos resolvidos
Alguns algoritmos resolvidosjaoozinhoqi123
 
Exercicios resolvidos visu alg vetores
Exercicios resolvidos visu alg vetoresExercicios resolvidos visu alg vetores
Exercicios resolvidos visu alg vetoresWillians Miyabara
 
Algoritmos 1 - Semana 2
Algoritmos 1 - Semana 2Algoritmos 1 - Semana 2
Algoritmos 1 - Semana 2Eder Samaniego
 
Lógica de Programação e Algoritmos
Lógica de Programação e AlgoritmosLógica de Programação e Algoritmos
Lógica de Programação e AlgoritmosMario Jorge Pereira
 
ICC - Aula 05 - Estrutura de controle, sequencial e condicional
ICC - Aula 05 - Estrutura de controle, sequencial e condicionalICC - Aula 05 - Estrutura de controle, sequencial e condicional
ICC - Aula 05 - Estrutura de controle, sequencial e condicionalFelipe J. R. Vieira
 
Introdução à Programação
Introdução à ProgramaçãoIntrodução à Programação
Introdução à ProgramaçãoMario Sergio
 
Lista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosLista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosCrishna Irion
 
Lógica de programação em ppt
Lógica de programação em pptLógica de programação em ppt
Lógica de programação em pptAndrei Bastos
 
Aula 4 - Teste de mesa
Aula 4 - Teste de mesaAula 4 - Teste de mesa
Aula 4 - Teste de mesaPacc UAB
 
Introdução a Linguagem C
Introdução a Linguagem CIntrodução a Linguagem C
Introdução a Linguagem Capolllorj
 
Algoritmos e lp parte 4-vetores matrizes e registros
Algoritmos e lp parte 4-vetores matrizes e registrosAlgoritmos e lp parte 4-vetores matrizes e registros
Algoritmos e lp parte 4-vetores matrizes e registrosMauro Pereira
 
Aula 02 - Escolha caso
Aula 02 - Escolha casoAula 02 - Escolha caso
Aula 02 - Escolha casoEder Samaniego
 

Mais procurados (20)

Algoritmos - Pseudocódigo
Algoritmos - PseudocódigoAlgoritmos - Pseudocódigo
Algoritmos - Pseudocódigo
 
Variáveis e portugol
Variáveis e portugolVariáveis e portugol
Variáveis e portugol
 
Alguns algoritmos resolvidos
Alguns algoritmos resolvidosAlguns algoritmos resolvidos
Alguns algoritmos resolvidos
 
Exercicios resolvidos visu alg vetores
Exercicios resolvidos visu alg vetoresExercicios resolvidos visu alg vetores
Exercicios resolvidos visu alg vetores
 
Algoritmos 1 - Semana 2
Algoritmos 1 - Semana 2Algoritmos 1 - Semana 2
Algoritmos 1 - Semana 2
 
Introdução a python
Introdução a pythonIntrodução a python
Introdução a python
 
Aula 07 - Visualg e Pseudocódigo
Aula 07 - Visualg e PseudocódigoAula 07 - Visualg e Pseudocódigo
Aula 07 - Visualg e Pseudocódigo
 
Lógica de Programação e Algoritmos
Lógica de Programação e AlgoritmosLógica de Programação e Algoritmos
Lógica de Programação e Algoritmos
 
Visualg
VisualgVisualg
Visualg
 
ICC - Aula 05 - Estrutura de controle, sequencial e condicional
ICC - Aula 05 - Estrutura de controle, sequencial e condicionalICC - Aula 05 - Estrutura de controle, sequencial e condicional
ICC - Aula 05 - Estrutura de controle, sequencial e condicional
 
Introdução à Programação
Introdução à ProgramaçãoIntrodução à Programação
Introdução à Programação
 
Algoritmos 05 - Estruturas de repetição
Algoritmos 05 - Estruturas de repetiçãoAlgoritmos 05 - Estruturas de repetição
Algoritmos 05 - Estruturas de repetição
 
Lista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosLista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidos
 
Lógica de programação em ppt
Lógica de programação em pptLógica de programação em ppt
Lógica de programação em ppt
 
Manual de portugol
Manual de portugolManual de portugol
Manual de portugol
 
Aula 4 - Teste de mesa
Aula 4 - Teste de mesaAula 4 - Teste de mesa
Aula 4 - Teste de mesa
 
Aula 3 algoritmos
Aula 3   algoritmosAula 3   algoritmos
Aula 3 algoritmos
 
Introdução a Linguagem C
Introdução a Linguagem CIntrodução a Linguagem C
Introdução a Linguagem C
 
Algoritmos e lp parte 4-vetores matrizes e registros
Algoritmos e lp parte 4-vetores matrizes e registrosAlgoritmos e lp parte 4-vetores matrizes e registros
Algoritmos e lp parte 4-vetores matrizes e registros
 
Aula 02 - Escolha caso
Aula 02 - Escolha casoAula 02 - Escolha caso
Aula 02 - Escolha caso
 

Destaque

Logica Algoritmo 03 Tipos Expressoes Variaveis Operadores
Logica Algoritmo 03 Tipos Expressoes Variaveis OperadoresLogica Algoritmo 03 Tipos Expressoes Variaveis Operadores
Logica Algoritmo 03 Tipos Expressoes Variaveis OperadoresRegis Magalhães
 
Lógica de Programação - Estrutura de repetição
Lógica de Programação - Estrutura de repetiçãoLógica de Programação - Estrutura de repetição
Lógica de Programação - Estrutura de repetiçãoWesley R. Bezerra
 
Lista de exercícios em portugol
Lista de exercícios em portugolLista de exercícios em portugol
Lista de exercícios em portugolGabriel Faustino
 
Lógica de Programação - Estrutura condicional
Lógica de Programação - Estrutura condicionalLógica de Programação - Estrutura condicional
Lógica de Programação - Estrutura condicionalWesley R. Bezerra
 
Lista de exercício resposta
Lista de exercício   respostaLista de exercício   resposta
Lista de exercício respostaHercules Santhus
 
Algoritmos - Formas de Representação de Algoritmos
Algoritmos - Formas de Representação de AlgoritmosAlgoritmos - Formas de Representação de Algoritmos
Algoritmos - Formas de Representação de AlgoritmosElaine Cecília Gatto
 
Lógica de Programação - Fluxograma
Lógica de Programação - FluxogramaLógica de Programação - Fluxograma
Lógica de Programação - FluxogramaWesley R. Bezerra
 
Aula 04 Estruturas de repetição 02 - Para Faça
Aula 04  Estruturas de repetição 02 - Para FaçaAula 04  Estruturas de repetição 02 - Para Faça
Aula 04 Estruturas de repetição 02 - Para FaçaEder Samaniego
 
A importância do ensino de programação a crianças
A importância do ensino de programação a criançasA importância do ensino de programação a crianças
A importância do ensino de programação a criançasÁcmon Soares
 
ENSINO DE PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES: UMA PROPOSTA DE ABORDAGEM PRÁTICA BASE...
ENSINO DE PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES: UMA PROPOSTA DE ABORDAGEM PRÁTICA BASE...ENSINO DE PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES: UMA PROPOSTA DE ABORDAGEM PRÁTICA BASE...
ENSINO DE PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES: UMA PROPOSTA DE ABORDAGEM PRÁTICA BASE...João Henrique Berssanette
 
Aula logica de_programacao
Aula logica de_programacaoAula logica de_programacao
Aula logica de_programacaoThiago Araujo
 
Informática para Internet - Aula 03
Informática para Internet - Aula 03Informática para Internet - Aula 03
Informática para Internet - Aula 03Anderson Andrade
 
Introdução - Algoritmos
Introdução - AlgoritmosIntrodução - Algoritmos
Introdução - AlgoritmosPsLucas
 
Fundamentos da programação de computadores 1ª edição
Fundamentos da programação de computadores   1ª ediçãoFundamentos da programação de computadores   1ª edição
Fundamentos da programação de computadores 1ª ediçãoLeandro Rocha de Oliveira
 
Aula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizesAula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizesPacc UAB
 
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1Pacc UAB
 
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2Pacc UAB
 

Destaque (19)

Logica Algoritmo 03 Tipos Expressoes Variaveis Operadores
Logica Algoritmo 03 Tipos Expressoes Variaveis OperadoresLogica Algoritmo 03 Tipos Expressoes Variaveis Operadores
Logica Algoritmo 03 Tipos Expressoes Variaveis Operadores
 
Lógica de Programação - Estrutura de repetição
Lógica de Programação - Estrutura de repetiçãoLógica de Programação - Estrutura de repetição
Lógica de Programação - Estrutura de repetição
 
Algoritmos em portugol
Algoritmos em portugolAlgoritmos em portugol
Algoritmos em portugol
 
Lista de exercícios em portugol
Lista de exercícios em portugolLista de exercícios em portugol
Lista de exercícios em portugol
 
Lógica de Programação - Estrutura condicional
Lógica de Programação - Estrutura condicionalLógica de Programação - Estrutura condicional
Lógica de Programação - Estrutura condicional
 
Lista de exercício resposta
Lista de exercício   respostaLista de exercício   resposta
Lista de exercício resposta
 
Algoritmos - Formas de Representação de Algoritmos
Algoritmos - Formas de Representação de AlgoritmosAlgoritmos - Formas de Representação de Algoritmos
Algoritmos - Formas de Representação de Algoritmos
 
Lógica de Programação - Fluxograma
Lógica de Programação - FluxogramaLógica de Programação - Fluxograma
Lógica de Programação - Fluxograma
 
Aula 04 Estruturas de repetição 02 - Para Faça
Aula 04  Estruturas de repetição 02 - Para FaçaAula 04  Estruturas de repetição 02 - Para Faça
Aula 04 Estruturas de repetição 02 - Para Faça
 
A importância do ensino de programação a crianças
A importância do ensino de programação a criançasA importância do ensino de programação a crianças
A importância do ensino de programação a crianças
 
ENSINO DE PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES: UMA PROPOSTA DE ABORDAGEM PRÁTICA BASE...
ENSINO DE PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES: UMA PROPOSTA DE ABORDAGEM PRÁTICA BASE...ENSINO DE PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES: UMA PROPOSTA DE ABORDAGEM PRÁTICA BASE...
ENSINO DE PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES: UMA PROPOSTA DE ABORDAGEM PRÁTICA BASE...
 
Aula logica de_programacao
Aula logica de_programacaoAula logica de_programacao
Aula logica de_programacao
 
Informática para Internet - Aula 03
Informática para Internet - Aula 03Informática para Internet - Aula 03
Informática para Internet - Aula 03
 
Introdução - Algoritmos
Introdução - AlgoritmosIntrodução - Algoritmos
Introdução - Algoritmos
 
Algoritmos Aula 07
Algoritmos Aula 07Algoritmos Aula 07
Algoritmos Aula 07
 
Fundamentos da programação de computadores 1ª edição
Fundamentos da programação de computadores   1ª ediçãoFundamentos da programação de computadores   1ª edição
Fundamentos da programação de computadores 1ª edição
 
Aula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizesAula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizes
 
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
 
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
 

Semelhante a Pseudocódigo ou Portugol (Lógica de Programação)

02 - Introdução a lógica de programação parte 2 - v1.2
02 - Introdução a lógica de programação parte 2 - v1.202 - Introdução a lógica de programação parte 2 - v1.2
02 - Introdução a lógica de programação parte 2 - v1.2César Augusto Pessôa
 
TDC 2014 POA - Clean Code para Testers
TDC 2014 POA - Clean Code para TestersTDC 2014 POA - Clean Code para Testers
TDC 2014 POA - Clean Code para TestersStefan Teixeira
 
Aula 5 - Programação 1
Aula 5 - Programação 1Aula 5 - Programação 1
Aula 5 - Programação 1Isaac Barros
 
Conceitos e técnicas de programação aula 3
Conceitos e técnicas de programação aula 3Conceitos e técnicas de programação aula 3
Conceitos e técnicas de programação aula 3Robson Ferreira
 
Por que voce deveria documentar seu codigo?
Por que voce deveria documentar seu codigo?Por que voce deveria documentar seu codigo?
Por que voce deveria documentar seu codigo?Lennon Manchester
 
Swift em 45 minutos - TDC Sao Paulo 2014
Swift em 45 minutos - TDC Sao Paulo 2014Swift em 45 minutos - TDC Sao Paulo 2014
Swift em 45 minutos - TDC Sao Paulo 2014Helder da Rocha
 
Introdução a linguagem de programação Python
Introdução a linguagem de programação PythonIntrodução a linguagem de programação Python
Introdução a linguagem de programação PythonMayron Cachina
 
Aula de programacao_final.dizando
Aula de programacao_final.dizandoAula de programacao_final.dizando
Aula de programacao_final.dizandoJoão Gomes
 
Algoritmo Variaveis
Algoritmo   VariaveisAlgoritmo   Variaveis
Algoritmo VariaveisAndré Nobre
 
Microfundamento - Algoritmos e Lógica de Programação (1).pdf
Microfundamento - Algoritmos e Lógica de Programação (1).pdfMicrofundamento - Algoritmos e Lógica de Programação (1).pdf
Microfundamento - Algoritmos e Lógica de Programação (1).pdfFelipeSoares580387
 
Introdução à MEAN Stack
Introdução à MEAN StackIntrodução à MEAN Stack
Introdução à MEAN StackBruno Catão
 
WTF Javascript - FrontInRio 2011
WTF Javascript - FrontInRio 2011WTF Javascript - FrontInRio 2011
WTF Javascript - FrontInRio 2011Leonardo Balter
 

Semelhante a Pseudocódigo ou Portugol (Lógica de Programação) (20)

02 - Introdução a lógica de programação parte 2 - v1.2
02 - Introdução a lógica de programação parte 2 - v1.202 - Introdução a lógica de programação parte 2 - v1.2
02 - Introdução a lógica de programação parte 2 - v1.2
 
TDC 2014 POA - Clean Code para Testers
TDC 2014 POA - Clean Code para TestersTDC 2014 POA - Clean Code para Testers
TDC 2014 POA - Clean Code para Testers
 
Aula 5 - Programação 1
Aula 5 - Programação 1Aula 5 - Programação 1
Aula 5 - Programação 1
 
Conceitos e técnicas de programação aula 3
Conceitos e técnicas de programação aula 3Conceitos e técnicas de programação aula 3
Conceitos e técnicas de programação aula 3
 
Por que voce deveria documentar seu codigo?
Por que voce deveria documentar seu codigo?Por que voce deveria documentar seu codigo?
Por que voce deveria documentar seu codigo?
 
Swift em 45 minutos - TDC Sao Paulo 2014
Swift em 45 minutos - TDC Sao Paulo 2014Swift em 45 minutos - TDC Sao Paulo 2014
Swift em 45 minutos - TDC Sao Paulo 2014
 
2ª aula php
2ª aula php2ª aula php
2ª aula php
 
Minicurso Java && Cl
Minicurso Java && ClMinicurso Java && Cl
Minicurso Java && Cl
 
Introdução a linguagem de programação Python
Introdução a linguagem de programação PythonIntrodução a linguagem de programação Python
Introdução a linguagem de programação Python
 
Aula01
Aula01Aula01
Aula01
 
Aula de programacao_final.dizando
Aula de programacao_final.dizandoAula de programacao_final.dizando
Aula de programacao_final.dizando
 
Algoritmo Variaveis
Algoritmo   VariaveisAlgoritmo   Variaveis
Algoritmo Variaveis
 
Microfundamento - Algoritmos e Lógica de Programação (1).pdf
Microfundamento - Algoritmos e Lógica de Programação (1).pdfMicrofundamento - Algoritmos e Lógica de Programação (1).pdf
Microfundamento - Algoritmos e Lógica de Programação (1).pdf
 
PHP
PHPPHP
PHP
 
Introdução à MEAN Stack
Introdução à MEAN StackIntrodução à MEAN Stack
Introdução à MEAN Stack
 
Lógica De Programação
Lógica De ProgramaçãoLógica De Programação
Lógica De Programação
 
WTF Javascript - FrontInRio 2011
WTF Javascript - FrontInRio 2011WTF Javascript - FrontInRio 2011
WTF Javascript - FrontInRio 2011
 
Aula02
Aula02Aula02
Aula02
 
JAVA - Introdução
JAVA - IntroduçãoJAVA - Introdução
JAVA - Introdução
 
01 variaveis io if
01 variaveis io if01 variaveis io if
01 variaveis io if
 

Último

Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Dirceu Resende
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAMarcio Venturelli
 
Apostila e caderno de exercicios de WORD
Apostila e caderno de exercicios de  WORDApostila e caderno de exercicios de  WORD
Apostila e caderno de exercicios de WORDRONDINELLYRAMOS1
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfFrom_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfRodolpho Concurde
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)Alessandro Almeida
 

Último (7)

Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
Apostila e caderno de exercicios de WORD
Apostila e caderno de exercicios de  WORDApostila e caderno de exercicios de  WORD
Apostila e caderno de exercicios de WORD
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfFrom_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
 

Pseudocódigo ou Portugol (Lógica de Programação)

  • 1. Estácio Idez! Lógica de Programação PSEUDOCÓDIGO!
  • 2. Pseudocódigo ❖ É uma forma de escrever algoritmo.! ❖ Assemelhar-se bastante à forma em que os programas são escritos! ❖ Suficiente para permitir a tradução do algoritmo nela representado em linguagem de programação.! ❖ http://siaiacad17.univali.br/webportugol/index.html! ❖ VISUALG!
  • 3.
  • 5. Variáveis ❖ Uma variável, é um espaço da memória do computador que "reservamos" para guardar informações (dados) de um determinado tipo.!
  • 7. Variáveis ❖ Podem conter valores diferentes a cada instante de tempo, ou seja, seu conteúdo pode variar de acordo com as instruções do algoritmo! ❖ São referenciadas através de um nome (identificador) criado por você durante o desenvolvimento do algoritmo! ❖ Uma variável armazena um conteúdo de cada vez.!
  • 8. Armazenamento de Variáveis 0 1 2 3 ! 4 5 6 7!
  • 9. VARIÁVEIS! SOMA = (NUMERO1 + NUMERO2)! VARIÁVEIS! LOGIN = "GERCELIA"! SENHA = 12345! (Conteúdo da variável)! (Conteúdo da variável)!
  • 10. Constantes É um valor fixo que não se modifica ao longo do tempo,! durante a execução de um programa Exemplo:! dólar = 2,40! " = 3,14!
  • 11. Regras para nomes de variáveis e constantes! Não podem: • Ter nomes de palavras reservadas (comandos de uma linguagem de programação específica); • Possuir espaços em branco; Podem ter como demais caracteres: • Letras; • Números; e • Sublinhado.
  • 13. Verifique se os nomes abaixo podem ser usados na declaração de uma! variável. Marque S em caso afirmativo e N caso contrario.! ( ) valor! ( ) a1b2c3! ( ) km/h! ( ) sala 215! ( ) 123! ( ) 3*4! ( ) xyz! ( ) “nota”! ( ) nota*do*aluno! ( ) Maria! ( ) nome empresa! ( ) ah!! ! EXERCÍCIO (S) valor! (S) a1b2c3! (N) km/h! (S) sala 215! (S) 123! (N) 3*4! (S) xyz! (N) “nota”! (N) nota*do*aluno! (S) Maria! (N) nome empresa! (N) ah!!
  • 14. Tipos de Variáveis e Constantes As variáveis e as constantes podem ser basicamente de quatro tipos: Numéricas, caracteres, Alfanuméricas ou lógicas. Numéricas - Específicas para armazenamento de números, que posteriormente poderão ser utilizados para cálculos. Podem ser ainda classificadas como Inteiras ou Reais. As variáveis do tipo inteiro são para armazenamento de números inteiros e as reais são para o armazenamento de números que possuam casas decimais. Caracteres - Específicas para armazenamento de conjunto de caracteres que não contenham números (literais). Ex: nomes. Alfanuméricas Específicas para dados que contenham letras e/ou números. Pode em determinados momentos conter somente dados numéricos ou somente literais. Se usado somente para armazenamento de números, não poderá ser utilizada para operações matemáticas. Lógicas Armazenam somente dados lógicos que podem ser Verdadeiro ou Falso.
  • 15. TIPOS DE DADOS Numéricos! Caracteres! Ex: "Gercelia"! Lógicos! (tipo boolean)! Ex: V ou F! Real! Ex: 5,6! Inteiro! Ex: 14!
  • 16. A definição da variável no algoritmos! se dará através da seguinte sintaxe:! ! var <nome_da_variável> : <tipo_da_variável> Exemplos:! • var media : real! • var soma : inteiro! • var funcionario : caractere! • var sexo : caractere! • var numero, idade : inteiro!
  • 17. EXERCÍCIO Classifique os dados especificados abaixo de acordo com seu tipo, assinalando! com I os dados do tipo inteiro, com R os reais, com L os literais, com B os! lógicos (booleanos), e com N aqueles para os quais não e possível definir a! priori um tipo de dado! ( ) 0.21! ( ) 0.35! ( ) “+3257”! ( ) verdadeiro! ( ) 1! ( ) falso! ( ) +3257! ( ) “verdadeiro”! ( ) -0.001! ( ) “-0.0”! ( ) 1%! ( ) +3257.! ( ) ± 3! ( ) C! ( ) 0.0! ( ) “a”! ( ) Maria! ( ) “João” 1 ! ( ) 123.0! ( ) 0! (R) 0.21! (R) 0.35! (L) “+3257”! (B) verdadeiro! (I) 1! (B) falso! (I) +3257! (L) “verdadeiro”! (R) -0.001! (L) “-0.0”! (N) 1%! (R) +3257.! (N) ± 3! (N) C! (R) 0.0! (L) “a”! (N) Maria! (N) “João” 1 ! (R) 123.0! (I) 0!
  • 18. ATRIBUIÇÃO A atribuição é uma notação utilizada para atribuir um valor a uma variável, ou seja, para armazenar um determinado conteúdo em uma variável. A operação de atribuição, normalmente, é representada por uma seta apontando para a esquerda! idade 18; (Lê-se: idade recebe 18)! result a+b; (Lê-se: result recebe o resultado de a + b)! texto “teste”; (Lê-se: texto recebe a palavra teste)!
  • 19. Analise o algoritmo abaixo e diga o que será! impresso na tela ao ser executado:! A <- 10! B <- 20! escreva B! B <- 5! escreva A,B! 20! ! 10 5!
  • 20. A <- 30! B <- 20! C <- A + B! escreva C! B <- 10! escreva B,C! C <- A + B! escreva A,B,C! 50! ! 10 50! ! 30 10 40!
  • 21. ESCREVENDO UM ALGORITIMO EM PSEUDOCÓDIGO algoritmo <nome_do_algoritmo>! !<declaração_de_variáveis>! !! inicio! !<corpo do algoritmo>! fimalgoritmo! ❖ Algoritmo é uma palavra que indica o início da definição de um algoritmo em forma de pseudocódigo.! ❖ <nome_do_algoritmo> é um nome simbólico dado ao algoritmo com a finalidade de distingui-los dos demais.! ❖ <declaração_de_variáveis> consiste em uma porção opcional onde são declaradas as variáveis globais usadas no algoritmo principal.! ❖ Início e Fim são respectivamente as palavras que delimitam o início e o término do conjunto de instruções do corpo do algoritmo.!
  • 22. 1!
  • 23. INSTRUÇÕES ESCREVA! A instrução escrever (ou escreva) é utilizada quando deseja-se mostrar informações na tela do computador, ou seja, é um comando de saída de dados.! LEIA! A instrução ler (ou leia) é utilizada quando deseja-se obter informações do teclado do computador, ou seja, é um comando de entrada de dados.! Leia (identificador);!
  • 24. escreva escreve o conteúdo na mesma linha escreval escreve o conteúdo na próxima linha OBS.: l = linha/line
  • 25. INSTRUÇÕES algoritmo “PrimeiraEscrita"! ! !var idade: inteiro;! ! inicio! ! !idade <- 18;! !Escreva (“A idade é: ”, idade)! ! fimalgoritmo! Como será o resultado desse algoritmo na tela do computador ?!
  • 26. EXEMPLO DE ALGORITMO EM PSEUDOCÓDIGO algoritmo “PrimeiroAlgoritmo"! ! !var nome : caractere! ! inicio! ! !Escreva (“Digite seu nome: ”)! !Leia (nome)! ! !Escreva (“Seja bem vindo ”, nome)! ! fimalgoritmo!
  • 27. EXEMPLO DE ALGORITMO EM PSEUDOCÓDIGO
  • 28. EXEMPLO DE ALGORITMO EM PSEUDOCÓDIGO algoritmo "MediaAluno" var nome_aluno : caracter n1,n2,n3,n4 : real soma : real media : real inicio escreva("Digite o Nome do Aluno: ") leia(nome_aluno) escreva("Digite a primeira nota: ") leia(n1) escreva("Digite a segunda nota: ") leia(n2) escreva("Digite a terceira nota: ") leia(n3) escreva("Digite a quarta nota: ") leia(n4) soma <-(n1+n2+n3+n4) media<-(soma/4) escreva("A média de " + nome_aluno + " é: ", media) fimalgoritmo
  • 29. ALGORITMO Criar um Algoritmo que:! • O nome seja: “PrimeiroAlgoritmo”;! • Ele deve imprimir:! • Nome! • Matrícula! • Curso!
  • 30. algoritmo "PrimeiroAlgoritmo"! ! var! ! ! nome : caractere! ! matricula: inteiro! ! curso: caractere! ! inicio! ! !escreval ("Digite seu nome: ")! !leia (nome)! !escreval ("Digite sua matricula: ")! !leia (matricula)! !escreval ("Digite seu curso")! !leia (curso)! ! !escreva (nome, matricula, curso)! ! fimalgoritmo!
  • 31. OPERADORES MOD è Retorna o resto da divisão entre 2 números inteiros.! ! > ! è !Maior que! < ! è !Menor que! >= ! è !Maior ou Igual! <= ! è !Menor ou Igual! = ! è !Igual! <> ! è !Diferente! e ! ! !RETORNA VERDADEIRO SE AMBAS AS PARTES FOREM VERDADEIRAS. ! ou ! ! !BASTA QUE UMA PARTE SEJA VERDADEIRA PARA RETORNAR VERDADEIRO. ! Nao ! !INVERTE O ESTADO, DE VERDADEIRO PASSA PARA FALSO E VICE-VERSA. ! ! !
  • 32. Considere a seguinte atribuição de valores para as variáveis:! A <- 3, B <- 4 e C <- 8! ! Informe se as expressões são verdadeiras ou falsas:! ! A > 3 e C = 8! Falso! A <> 2 ou B <= 5! Verdadeiro! A = 3 ou B>=2 e C = 8! A <> 8 ou B = 4 e C > 2! A > B ou B > A e C <> B! Falso! Verdadeiro! Verdadeiro ! !
  • 33. ESTRUTURA DE CONDIÇÃO Executa uma seqüência de comandos de acordo com o resultado de um teste.! ! A estrutura de decisão pode ser Simples ou Composta, baseada em um resultado lógico.! !
  • 34. Exemplos: ! ! Descrição Narrativa:! $ §Se houver aula então eu irei ao colégio! ! §Se minha média for maior ou igual a sete então entro de férias! $ §Se eu ficar rico então compro uma Ferrari ! !
  • 35. Simples:! SE <<CONDIÇÃO>>! !ENTÃO <<COMANDO1>> ! Composta 1:! SE <<CONDIÇÃO>>! !ENTÃO <<COMANDO1>>! !! SENÃO <<COMANDO1>> !