SlideShare uma empresa Scribd logo
LEI MUNICIPAL 1.272 – 05/04/1990
Estabelece o regime jurídico único do servidor público do
Município e contém outras providências.
Faço saber que o Povo de Arcos, do Estado de Minas Gerais,
por seus representantes na Câmara Municipal, decreta e eu, Prefeito, em seu
nome, sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º - O regime jurídico do servidor público da
administração direta, das autarquias e das fundações públicas, de qualquer dos
Poderes do Município de Arcos, é único, de natureza estabelecida e regida por
normas de direito público.
Parágrafo único – O Estatuto dos Servidores Públicos do
Município se consubstanciará em Lei Complementar, cujo projeto será remetido
ao exame da Câmara Municipal, no prazo estabelecido no art. 10, inciso I, desta
Lei.
Art. 2º - A atividade administrativa permanente da
administração direta, das autarquias e das fundações públicas, de qualquer
natureza dos Poderes do Município, é exercida por servidor público, ocupante de
cargo público, em caráter efetivo ou em comissão, ou de função pública.
Art. 3º - A investidura em cargo público depende de
aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos,
ressalvada a nomeação para cargo em comissão, declarado em Lei de livre
nomeação e exoneração.
Parágrafo único – A investidura em função pública é de livre
designação e dispensa, e se dará exclusivamente para os casos e sobre a forma
previstos nesta Lei.
Art. 4º - O atual servidor da administração direta, autárquica
ou fundacional, ocupante de emprego regido pela Consolidação das Leis do
Trabalho, cujo ingresso se tenha dado em virtude de aprovação em concurso
público, terá seu emprego automaticamente transformado em cargo público, na
data de vigência desta Lei.
P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s
E s ta d o d e M in a s G e ra is
R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0
C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
Art. 5º - O atual servidor da administração direta, autárquica
ou fundacional, ocupante de emprego regido pela Consolidação das Leis do
Trabalho, cujo ingresso não se enquadre na situação prevista no artigo anterior,
terá seu emprego automaticamente transformado em função pública, na data de
vigência desta Lei.
§ 1º - Exclui-se do disposto no artigo o empregado:
a – de entidade da administração indireta, empresa privada e o
profissional autônomo que, mediante contrato de prestação de serviços ou sem
relação direta de emprego, esteja em exercício na administração direta,
autárquica ou fundacional;
b – na condição de cargo ou emprego de confiança ou em
comissão, bem como o declarado de livre exoneração ou dispensa, salvo se se
tratar de detentor de outro emprego de natureza permanente, caso em que deverá
ser esta a situação considerada.
§ 2º - A função pública criada na forma do artigo será extinta
com a vacância.
Art. 6º - O servidor cujo emprego tenha sido transformado em
função pública na forma do artigo anterior será efetivado em cargo público
correspondente à função de que seja titular, desde que:
I – tratando-se de servidor estabilizado por força do art. 19 do
Ato das Disposições Constitucionais Transitórias à Constituição da República,
seja aprovado em concurso para efeito de efetivação nos termos do § 1º, do
citado dispositivo constitucional transitório;
II – tratando-se de servidor não estabilizado pelo art. 19 do
Ato das Disposições Constitucionais Transitórias à Constituição da República,
seja aprovado no primeiro concurso público que se realizar para o provimento de
cargo correspondente à função de que seja titular.
§ 1º - O tempo de serviço do servidor mencionado no artigo,
prestado à administração pública municipal, será contado como título no
concurso correspondente à função de que seja titular, conforme dispuser o
respectivo edital.
§ 2º - A efetivação de que trata o artigo se fará pela
transformação automática, na data da homologação do concurso, da função
pública em cargo público de provimento efetivo.
P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s
E s ta d o d e M in a s G e ra is
R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0
C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
Art. 7º - A transformação de que trata os arts. 4º e 5º desta Lei
implica a automática extinção do respectivo contrato de trabalho ou vínculo de
outra natureza.
Parágrafo único – No procedimento previsto no artigo serão
mantidos a nomeclatura, atribuições e remuneração do emprego ou vínculo
original de que seja titular o servidor, bem como respeitado o prazo de vigência
nele estabelecido, se for o caso.
Art. 8º - Para suprir a real e comprovada necessidade de
pessoal, poderá ser designado servidor para o exercício de função pública, nos
casos de:
I – substituição em cargo público, durante o impedimento do
titular;
II – vacância de cargo até o seu definitivo provimento e
quando não houver candidato aprovado em concurso;
III – exercício de atividade especial, assim considerada
função que, por lei, seja de livre designação e dispensa pela autoridade e que,
pela natureza e desempenho transitório não justifique a criação de cargo público
nem configure qualquer das hipóteses do artigo subseqüente.
§ 1º - Equipara-se a vacância, para o efeito do inciso II do
artigo, a situação que decorra de cargo criado e não provido.
§ 2º - A designação para o exercício de função pública de que
tratam os incisos I e II somente se aplica nos casos de convocação de Professor
para a regência de classe.
§ 3º - Não haverá designação para o exercício de função
pública por prazo superior a 6 (seis) meses no caso da situação prevista no inciso
II deste artigo.
§ 4º - A designação para o exercício de função pública se fará
por ato próprio que determine o seu prazo e explicite o seu motivo, sob pena de
nulidade absoluta e de responsabilidade do agente que lhe tenha dado causa.
§ 5º - Terá prioridade à designação para o exercício de função
pública, no caso do inciso I do artigo, o candidato aprovado em concurso para o
cargo, observada a ordem classificatória.
P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s
E s ta d o d e M in a s G e ra is
R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0
C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
§ 6º - A dispensa do ocupante de função pública se dará
automaticamente quando expirar o prazo ou cessar o motivo da designação
estabelecida no ato correspondente ou, a critério da autoridade competente, antes
da satisfação desses pressupostos formais.
Art. 9º - Para atender a necessidade temporária de excepcional
interesse público, poderá haver contratação por prazo determinado, sob a forma
de contrato de direito administrativo, caso em que o contratado não é
considerado servidor público.
Parágrafo único – A contratação prevista no artigo se fará
exclusivamente para:
I – atender a situações declaradas de calamidade pública;
II – atender ao combate a surtos endêmicos e epidêmicos no
território municipal;
III – realização de recenseamento;
IV – permitir a execução de serviço técnico, através de
profissional de notória especialização, nas hipóteses do art. 12 do Decreto-Lei nº
2.300, de 21 de novembro de 1986;
V – atender a outras situações de urgência que vierem a ser
definidas em lei.
Art. 10 – O Poder Executivo enviará ao exame da Câmara
Municipal, no prazo de até 240 (duzentos e quarenta) dias da vigência desta Lei:
I – projeto de lei complementar contendo o Estatuto dos
Servidores Públicos Municipais;
II – projeto de lei dispondo sobre a revisão e
redimencionamento da estrutura administrativa da Prefeitura Municipal e demais
órgãos da Administração no âmbito do Poder Executivo;
III – projeto de lei dispondo sobre a redefinição, a
reclassificação, a criação e extinção de cargos e fixando o Quadro de Pessoal
com respectivo plano de carreira e política de salários.
P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s
E s ta d o d e M in a s G e ra is
R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0
C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
Art. 11 – Ao servidor abrangido pelo artigo 6º desta Lei não
estabilizado por força do art. 19 do Ato das Disposições Constitucionais
Transitórias à Constituição da República, em caso de dispensa ocorrida até a data
da homologação do primeiro concurso público para o provimento de cargo
correspondente à respectiva função pública, será assegurada indenização
composta das seguintes parcelas:
I – 100% (cem por cento) da remuneração percebida no mês
da dispensa;
II – 1/12 (um doze avos) da remuneração por mês trabalhado
que exceder ao último período aquisitivo de férias;
III – 1/12 (um doze avos) da remuneração por mês trabalhado
que exceder a dezembro do ano anterior;
IV – a liberação dos depósitos em conta vinculada
relativamente ao FGTS.
Parágrafo único – O disposto neste artigo não se aplica em
caso de dispensa a pedido ou em virtude de falta grava, apurada em inquérito
administrativo, bem como aos servidores mencionados no § 1º do artigo 5º desta
Lei.
Art. 12 – Até que se definam os órgãos e respectivas
entidades na forma da matéria mencionada no inciso II do art. 11 desta Lei,
compete à Divisão de Administração, com o assessoramento jurídico obrigatório,
a orientação normativa e a ______________________geral das atividades
decorrentes da aplicação desta Lei.
Parágrafo único – Os órgãos e entidades da Administração
Pública Municipal farão publicar, na forma usual, trinta dias contados desta Lei,
a transformação a que se referem os artigos 4º, 5º e 6º, com a relação de todos os
servidores que tiverem seus empregos ou contratos transformados, com a
indicação da situação anterior e posterior.
P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s
E s ta d o d e M in a s G e ra is
R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0
C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
Art. 13 – Os Poderes do Município regulamentarão a presente
Lei trinta dias da vigência do Estatuto dos Servidores Públicos do Município.
Art. 14 – Revogam-se as disposições contrárias,
especialmente as Leis Municipais de nº 1.210 e 1.211 de 08 de agosto de 1989,
mantidos os atuais cargos, empregos e funções públicas até aqui praticados na
administração municipal.
Parágrafo único – São declarados cargos em comissão, de
livre nomeação e exoneração, os enunciados no Anexo 02 da Lei 1.050 de 15 de
dezembro de 1983.
Art. 15 – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Arcos, 05 de abril de 1990.
HILDA BORGES DE ANDRADE
Prefeita Municipal
P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s
E s ta d o d e M in a s G e ra is
R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0
C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
Art. 13 – Os Poderes do Município regulamentarão a presente
Lei trinta dias da vigência do Estatuto dos Servidores Públicos do Município.
Art. 14 – Revogam-se as disposições contrárias,
especialmente as Leis Municipais de nº 1.210 e 1.211 de 08 de agosto de 1989,
mantidos os atuais cargos, empregos e funções públicas até aqui praticados na
administração municipal.
Parágrafo único – São declarados cargos em comissão, de
livre nomeação e exoneração, os enunciados no Anexo 02 da Lei 1.050 de 15 de
dezembro de 1983.
Art. 15 – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Arcos, 05 de abril de 1990.
HILDA BORGES DE ANDRADE
Prefeita Municipal
P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s
E s ta d o d e M in a s G e ra is
R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0
C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Parecer Pedido de Carona
Parecer Pedido de CaronaParecer Pedido de Carona
Parecer Pedido de Carona
chrystianlima
 
Resolução seds nº 1507 de 29 de de 2014 remoção de servidor público
Resolução seds nº 1507 de 29 de de 2014   remoção de servidor públicoResolução seds nº 1507 de 29 de de 2014   remoção de servidor público
Resolução seds nº 1507 de 29 de de 2014 remoção de servidor público
Cláudio Chasmil
 
Lei 68 92
Lei 68 92Lei 68 92
Parecer mudanca de carreira por concurso direitos
Parecer mudanca de carreira por concurso direitosParecer mudanca de carreira por concurso direitos
Parecer mudanca de carreira por concurso direitos
chrystianlima
 
Código Tributário Municipal. Juazeiro BA. Sancionado em dezembro de 2009
Código Tributário Municipal. Juazeiro BA. Sancionado em dezembro de 2009Código Tributário Municipal. Juazeiro BA. Sancionado em dezembro de 2009
Código Tributário Municipal. Juazeiro BA. Sancionado em dezembro de 2009
chrystianlima
 
Lei8112.gdf
Lei8112.gdfLei8112.gdf
Lei8112.gdf
Francisco Silva
 
Condutas vedadas Ano Eleitoral
Condutas vedadas Ano Eleitoral Condutas vedadas Ano Eleitoral
Condutas vedadas Ano Eleitoral
OlimpiaMayara
 
Servidor estabilizado pelo art19 do adct_cf_88.doc
Servidor estabilizado pelo art19 do adct_cf_88.docServidor estabilizado pelo art19 do adct_cf_88.doc
Servidor estabilizado pelo art19 do adct_cf_88.doc
chrystianlima
 
Prot. 1473 15 plc 001-2015 - dispõe sobre a contratação por tempo determina...
Prot. 1473 15   plc 001-2015 - dispõe sobre a contratação por tempo determina...Prot. 1473 15   plc 001-2015 - dispõe sobre a contratação por tempo determina...
Prot. 1473 15 plc 001-2015 - dispõe sobre a contratação por tempo determina...
Claudio Figueiredo
 
Direito Administrativo - Acumulação
Direito Administrativo - AcumulaçãoDireito Administrativo - Acumulação
Direito Administrativo - Acumulação
PreOnline
 
8.112 90 Lei
8.112 90  Lei8.112 90  Lei
ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚSESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
José Ripardo
 
Lc nº 03, de 17.10.2007 regime juridico único
Lc nº 03, de 17.10.2007   regime juridico únicoLc nº 03, de 17.10.2007   regime juridico único
Lc nº 03, de 17.10.2007 regime juridico único
Cacoal NEWS
 
Lei 8112 regime jurídico dos servidores públicos civis da união
Lei 8112   regime jurídico dos servidores públicos civis da uniãoLei 8112   regime jurídico dos servidores públicos civis da união
Lei 8112 regime jurídico dos servidores públicos civis da união
Maynara de Oliveira
 
Estatuto dos funcionários públicos civis do estado de são paulo lei nº 10.261...
Estatuto dos funcionários públicos civis do estado de são paulo lei nº 10.261...Estatuto dos funcionários públicos civis do estado de são paulo lei nº 10.261...
Estatuto dos funcionários públicos civis do estado de são paulo lei nº 10.261...
Renata Leandro
 
Lei811290
Lei811290Lei811290
Lei811290
Sandra Oliveira
 
Resolucao185 05
Resolucao185 05Resolucao185 05
Resolucao185 05
Jupira Silva
 
Eleições 2014 - Calendário Oficial - TSE (na íntegra)
Eleições 2014 - Calendário Oficial - TSE (na íntegra)Eleições 2014 - Calendário Oficial - TSE (na íntegra)
Eleições 2014 - Calendário Oficial - TSE (na íntegra)
Romildo Andrade de Souza Junior ∴
 
Estatuto do servidor vera cruz
Estatuto do servidor vera cruzEstatuto do servidor vera cruz
Estatuto do servidor vera cruz
Clodoaldo Lopes
 
Estatuto do servidor
Estatuto do servidorEstatuto do servidor
Estatuto do servidor
danibarcelar
 

Mais procurados (20)

Parecer Pedido de Carona
Parecer Pedido de CaronaParecer Pedido de Carona
Parecer Pedido de Carona
 
Resolução seds nº 1507 de 29 de de 2014 remoção de servidor público
Resolução seds nº 1507 de 29 de de 2014   remoção de servidor públicoResolução seds nº 1507 de 29 de de 2014   remoção de servidor público
Resolução seds nº 1507 de 29 de de 2014 remoção de servidor público
 
Lei 68 92
Lei 68 92Lei 68 92
Lei 68 92
 
Parecer mudanca de carreira por concurso direitos
Parecer mudanca de carreira por concurso direitosParecer mudanca de carreira por concurso direitos
Parecer mudanca de carreira por concurso direitos
 
Código Tributário Municipal. Juazeiro BA. Sancionado em dezembro de 2009
Código Tributário Municipal. Juazeiro BA. Sancionado em dezembro de 2009Código Tributário Municipal. Juazeiro BA. Sancionado em dezembro de 2009
Código Tributário Municipal. Juazeiro BA. Sancionado em dezembro de 2009
 
Lei8112.gdf
Lei8112.gdfLei8112.gdf
Lei8112.gdf
 
Condutas vedadas Ano Eleitoral
Condutas vedadas Ano Eleitoral Condutas vedadas Ano Eleitoral
Condutas vedadas Ano Eleitoral
 
Servidor estabilizado pelo art19 do adct_cf_88.doc
Servidor estabilizado pelo art19 do adct_cf_88.docServidor estabilizado pelo art19 do adct_cf_88.doc
Servidor estabilizado pelo art19 do adct_cf_88.doc
 
Prot. 1473 15 plc 001-2015 - dispõe sobre a contratação por tempo determina...
Prot. 1473 15   plc 001-2015 - dispõe sobre a contratação por tempo determina...Prot. 1473 15   plc 001-2015 - dispõe sobre a contratação por tempo determina...
Prot. 1473 15 plc 001-2015 - dispõe sobre a contratação por tempo determina...
 
Direito Administrativo - Acumulação
Direito Administrativo - AcumulaçãoDireito Administrativo - Acumulação
Direito Administrativo - Acumulação
 
8.112 90 Lei
8.112 90  Lei8.112 90  Lei
8.112 90 Lei
 
ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚSESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CRATEÚS
 
Lc nº 03, de 17.10.2007 regime juridico único
Lc nº 03, de 17.10.2007   regime juridico únicoLc nº 03, de 17.10.2007   regime juridico único
Lc nº 03, de 17.10.2007 regime juridico único
 
Lei 8112 regime jurídico dos servidores públicos civis da união
Lei 8112   regime jurídico dos servidores públicos civis da uniãoLei 8112   regime jurídico dos servidores públicos civis da união
Lei 8112 regime jurídico dos servidores públicos civis da união
 
Estatuto dos funcionários públicos civis do estado de são paulo lei nº 10.261...
Estatuto dos funcionários públicos civis do estado de são paulo lei nº 10.261...Estatuto dos funcionários públicos civis do estado de são paulo lei nº 10.261...
Estatuto dos funcionários públicos civis do estado de são paulo lei nº 10.261...
 
Lei811290
Lei811290Lei811290
Lei811290
 
Resolucao185 05
Resolucao185 05Resolucao185 05
Resolucao185 05
 
Eleições 2014 - Calendário Oficial - TSE (na íntegra)
Eleições 2014 - Calendário Oficial - TSE (na íntegra)Eleições 2014 - Calendário Oficial - TSE (na íntegra)
Eleições 2014 - Calendário Oficial - TSE (na íntegra)
 
Estatuto do servidor vera cruz
Estatuto do servidor vera cruzEstatuto do servidor vera cruz
Estatuto do servidor vera cruz
 
Estatuto do servidor
Estatuto do servidorEstatuto do servidor
Estatuto do servidor
 

Destaque

Lei municipal 1456 1993-carreira de funcionários e quadro de pessoal
Lei municipal 1456 1993-carreira de funcionários e quadro de pessoalLei municipal 1456 1993-carreira de funcionários e quadro de pessoal
Lei municipal 1456 1993-carreira de funcionários e quadro de pessoal
Gustavo Amorim
 
Lei orgânica municipal de arcos atualizada até emenda 18
Lei orgânica municipal de arcos atualizada até emenda 18Lei orgânica municipal de arcos atualizada até emenda 18
Lei orgânica municipal de arcos atualizada até emenda 18
Gustavo Amorim
 
Stma 2017 nova diretoria
Stma 2017 nova diretoriaStma 2017 nova diretoria
Prestação de Contas STMA de agosto a dezembro de 2016
Prestação de Contas STMA de agosto a dezembro de 2016Prestação de Contas STMA de agosto a dezembro de 2016
Prestação de Contas STMA de agosto a dezembro de 2016
Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Arcos
 
Lei municipal 1453 1993-estatuto do servidor público
Lei municipal 1453 1993-estatuto do servidor públicoLei municipal 1453 1993-estatuto do servidor público
Lei municipal 1453 1993-estatuto do servidor público
Gustavo Amorim
 
Lei Municipal nº 2.098
Lei Municipal nº 2.098Lei Municipal nº 2.098
Lei Municipal nº 2.098
Gustavo Amorim
 

Destaque (7)

Lei municipal 1456 1993-carreira de funcionários e quadro de pessoal
Lei municipal 1456 1993-carreira de funcionários e quadro de pessoalLei municipal 1456 1993-carreira de funcionários e quadro de pessoal
Lei municipal 1456 1993-carreira de funcionários e quadro de pessoal
 
Lei orgânica municipal de arcos atualizada até emenda 18
Lei orgânica municipal de arcos atualizada até emenda 18Lei orgânica municipal de arcos atualizada até emenda 18
Lei orgânica municipal de arcos atualizada até emenda 18
 
Stma 2017 nova diretoria
Stma 2017 nova diretoriaStma 2017 nova diretoria
Stma 2017 nova diretoria
 
Nota pública
Nota públicaNota pública
Nota pública
 
Prestação de Contas STMA de agosto a dezembro de 2016
Prestação de Contas STMA de agosto a dezembro de 2016Prestação de Contas STMA de agosto a dezembro de 2016
Prestação de Contas STMA de agosto a dezembro de 2016
 
Lei municipal 1453 1993-estatuto do servidor público
Lei municipal 1453 1993-estatuto do servidor públicoLei municipal 1453 1993-estatuto do servidor público
Lei municipal 1453 1993-estatuto do servidor público
 
Lei Municipal nº 2.098
Lei Municipal nº 2.098Lei Municipal nº 2.098
Lei Municipal nº 2.098
 

Semelhante a Lei municipal 1272 1990-regime jurídico único

Lei n 7-502-90-estatuto-do_servidor_do_municpio_de_belem
Lei n 7-502-90-estatuto-do_servidor_do_municpio_de_belemLei n 7-502-90-estatuto-do_servidor_do_municpio_de_belem
Lei n 7-502-90-estatuto-do_servidor_do_municpio_de_belem
Antonio Carmona
 
Lei n.º 7.502 90- estatuto do servidor público do município de belém
Lei n.º 7.502 90- estatuto do servidor público do município de belémLei n.º 7.502 90- estatuto do servidor público do município de belém
Lei n.º 7.502 90- estatuto do servidor público do município de belém
Katia Calandrine
 
Lei 8112 comentada
Lei 8112 comentadaLei 8112 comentada
Lei 8112 comentada
Elton Júnio
 
Lei 8112
Lei 8112Lei 8112
Lei811290
Lei811290Lei811290
Lei811290
rosanaunb
 
Estatuto servidormunicipal
Estatuto servidormunicipalEstatuto servidormunicipal
Estatuto servidormunicipal
exxadrive
 
Estatuto servidor do maranhão
Estatuto servidor do maranhãoEstatuto servidor do maranhão
Estatuto servidor do maranhão
Geralda Carvalho
 
Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90
PreOnline
 
Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Mentor Concursos
 
Lei8112
Lei8112Lei8112
Lei8112
Norma Moura
 
8112
81128112
Lei ordinaria-7502- estatuto doa funcionarios publicos - 1990-belem-pa
Lei ordinaria-7502- estatuto doa funcionarios publicos - 1990-belem-paLei ordinaria-7502- estatuto doa funcionarios publicos - 1990-belem-pa
Lei ordinaria-7502- estatuto doa funcionarios publicos - 1990-belem-pa
Cristiane Silva
 
Estatuto do servidor municipal.
Estatuto do servidor municipal.Estatuto do servidor municipal.
Estatuto do servidor municipal.
Guy Valerio Barros dos Santos
 
LEI 1054/91 Estatuto do servidor
LEI 1054/91 Estatuto do servidorLEI 1054/91 Estatuto do servidor
LEI 1054/91 Estatuto do servidor
Sandra Silva
 
Estatuto servidor
Estatuto servidorEstatuto servidor
Estatuto servidor
juliosoufa
 
Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionár...
 Dispõe   sobre   o   Estatuto    dos                               Funcionár... Dispõe   sobre   o   Estatuto    dos                               Funcionár...
Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionár...
Jean Carlos
 
Lei 8112-11-dezembro-1990-322161-normaatualizada-pl
Lei 8112-11-dezembro-1990-322161-normaatualizada-plLei 8112-11-dezembro-1990-322161-normaatualizada-pl
Lei 8112-11-dezembro-1990-322161-normaatualizada-pl
Ronaldo Silva
 
Lei 8112 out00
Lei 8112 out00Lei 8112 out00
Lei 8112 out00
Edson Pereira
 
Estatuto dos Servidores Publico de Goiânia
Estatuto dos Servidores Publico de Goiânia Estatuto dos Servidores Publico de Goiânia
Estatuto dos Servidores Publico de Goiânia
Leder Pinheiro Rodrigues
 
Estatuto do Servidor Público de Bom Jardim - MA
Estatuto do Servidor Público de Bom Jardim - MAEstatuto do Servidor Público de Bom Jardim - MA
Estatuto do Servidor Público de Bom Jardim - MA
Adilson P Motta Motta
 

Semelhante a Lei municipal 1272 1990-regime jurídico único (20)

Lei n 7-502-90-estatuto-do_servidor_do_municpio_de_belem
Lei n 7-502-90-estatuto-do_servidor_do_municpio_de_belemLei n 7-502-90-estatuto-do_servidor_do_municpio_de_belem
Lei n 7-502-90-estatuto-do_servidor_do_municpio_de_belem
 
Lei n.º 7.502 90- estatuto do servidor público do município de belém
Lei n.º 7.502 90- estatuto do servidor público do município de belémLei n.º 7.502 90- estatuto do servidor público do município de belém
Lei n.º 7.502 90- estatuto do servidor público do município de belém
 
Lei 8112 comentada
Lei 8112 comentadaLei 8112 comentada
Lei 8112 comentada
 
Lei 8112
Lei 8112Lei 8112
Lei 8112
 
Lei811290
Lei811290Lei811290
Lei811290
 
Estatuto servidormunicipal
Estatuto servidormunicipalEstatuto servidormunicipal
Estatuto servidormunicipal
 
Estatuto servidor do maranhão
Estatuto servidor do maranhãoEstatuto servidor do maranhão
Estatuto servidor do maranhão
 
Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90
 
Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90
 
Lei8112
Lei8112Lei8112
Lei8112
 
8112
81128112
8112
 
Lei ordinaria-7502- estatuto doa funcionarios publicos - 1990-belem-pa
Lei ordinaria-7502- estatuto doa funcionarios publicos - 1990-belem-paLei ordinaria-7502- estatuto doa funcionarios publicos - 1990-belem-pa
Lei ordinaria-7502- estatuto doa funcionarios publicos - 1990-belem-pa
 
Estatuto do servidor municipal.
Estatuto do servidor municipal.Estatuto do servidor municipal.
Estatuto do servidor municipal.
 
LEI 1054/91 Estatuto do servidor
LEI 1054/91 Estatuto do servidorLEI 1054/91 Estatuto do servidor
LEI 1054/91 Estatuto do servidor
 
Estatuto servidor
Estatuto servidorEstatuto servidor
Estatuto servidor
 
Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionár...
 Dispõe   sobre   o   Estatuto    dos                               Funcionár... Dispõe   sobre   o   Estatuto    dos                               Funcionár...
Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionár...
 
Lei 8112-11-dezembro-1990-322161-normaatualizada-pl
Lei 8112-11-dezembro-1990-322161-normaatualizada-plLei 8112-11-dezembro-1990-322161-normaatualizada-pl
Lei 8112-11-dezembro-1990-322161-normaatualizada-pl
 
Lei 8112 out00
Lei 8112 out00Lei 8112 out00
Lei 8112 out00
 
Estatuto dos Servidores Publico de Goiânia
Estatuto dos Servidores Publico de Goiânia Estatuto dos Servidores Publico de Goiânia
Estatuto dos Servidores Publico de Goiânia
 
Estatuto do Servidor Público de Bom Jardim - MA
Estatuto do Servidor Público de Bom Jardim - MAEstatuto do Servidor Público de Bom Jardim - MA
Estatuto do Servidor Público de Bom Jardim - MA
 

Lei municipal 1272 1990-regime jurídico único

  • 1. LEI MUNICIPAL 1.272 – 05/04/1990 Estabelece o regime jurídico único do servidor público do Município e contém outras providências. Faço saber que o Povo de Arcos, do Estado de Minas Gerais, por seus representantes na Câmara Municipal, decreta e eu, Prefeito, em seu nome, sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - O regime jurídico do servidor público da administração direta, das autarquias e das fundações públicas, de qualquer dos Poderes do Município de Arcos, é único, de natureza estabelecida e regida por normas de direito público. Parágrafo único – O Estatuto dos Servidores Públicos do Município se consubstanciará em Lei Complementar, cujo projeto será remetido ao exame da Câmara Municipal, no prazo estabelecido no art. 10, inciso I, desta Lei. Art. 2º - A atividade administrativa permanente da administração direta, das autarquias e das fundações públicas, de qualquer natureza dos Poderes do Município, é exercida por servidor público, ocupante de cargo público, em caráter efetivo ou em comissão, ou de função pública. Art. 3º - A investidura em cargo público depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, ressalvada a nomeação para cargo em comissão, declarado em Lei de livre nomeação e exoneração. Parágrafo único – A investidura em função pública é de livre designação e dispensa, e se dará exclusivamente para os casos e sobre a forma previstos nesta Lei. Art. 4º - O atual servidor da administração direta, autárquica ou fundacional, ocupante de emprego regido pela Consolidação das Leis do Trabalho, cujo ingresso se tenha dado em virtude de aprovação em concurso público, terá seu emprego automaticamente transformado em cargo público, na data de vigência desta Lei. P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s E s ta d o d e M in a s G e ra is R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0 C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
  • 2. Art. 5º - O atual servidor da administração direta, autárquica ou fundacional, ocupante de emprego regido pela Consolidação das Leis do Trabalho, cujo ingresso não se enquadre na situação prevista no artigo anterior, terá seu emprego automaticamente transformado em função pública, na data de vigência desta Lei. § 1º - Exclui-se do disposto no artigo o empregado: a – de entidade da administração indireta, empresa privada e o profissional autônomo que, mediante contrato de prestação de serviços ou sem relação direta de emprego, esteja em exercício na administração direta, autárquica ou fundacional; b – na condição de cargo ou emprego de confiança ou em comissão, bem como o declarado de livre exoneração ou dispensa, salvo se se tratar de detentor de outro emprego de natureza permanente, caso em que deverá ser esta a situação considerada. § 2º - A função pública criada na forma do artigo será extinta com a vacância. Art. 6º - O servidor cujo emprego tenha sido transformado em função pública na forma do artigo anterior será efetivado em cargo público correspondente à função de que seja titular, desde que: I – tratando-se de servidor estabilizado por força do art. 19 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias à Constituição da República, seja aprovado em concurso para efeito de efetivação nos termos do § 1º, do citado dispositivo constitucional transitório; II – tratando-se de servidor não estabilizado pelo art. 19 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias à Constituição da República, seja aprovado no primeiro concurso público que se realizar para o provimento de cargo correspondente à função de que seja titular. § 1º - O tempo de serviço do servidor mencionado no artigo, prestado à administração pública municipal, será contado como título no concurso correspondente à função de que seja titular, conforme dispuser o respectivo edital. § 2º - A efetivação de que trata o artigo se fará pela transformação automática, na data da homologação do concurso, da função pública em cargo público de provimento efetivo. P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s E s ta d o d e M in a s G e ra is R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0 C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
  • 3. Art. 7º - A transformação de que trata os arts. 4º e 5º desta Lei implica a automática extinção do respectivo contrato de trabalho ou vínculo de outra natureza. Parágrafo único – No procedimento previsto no artigo serão mantidos a nomeclatura, atribuições e remuneração do emprego ou vínculo original de que seja titular o servidor, bem como respeitado o prazo de vigência nele estabelecido, se for o caso. Art. 8º - Para suprir a real e comprovada necessidade de pessoal, poderá ser designado servidor para o exercício de função pública, nos casos de: I – substituição em cargo público, durante o impedimento do titular; II – vacância de cargo até o seu definitivo provimento e quando não houver candidato aprovado em concurso; III – exercício de atividade especial, assim considerada função que, por lei, seja de livre designação e dispensa pela autoridade e que, pela natureza e desempenho transitório não justifique a criação de cargo público nem configure qualquer das hipóteses do artigo subseqüente. § 1º - Equipara-se a vacância, para o efeito do inciso II do artigo, a situação que decorra de cargo criado e não provido. § 2º - A designação para o exercício de função pública de que tratam os incisos I e II somente se aplica nos casos de convocação de Professor para a regência de classe. § 3º - Não haverá designação para o exercício de função pública por prazo superior a 6 (seis) meses no caso da situação prevista no inciso II deste artigo. § 4º - A designação para o exercício de função pública se fará por ato próprio que determine o seu prazo e explicite o seu motivo, sob pena de nulidade absoluta e de responsabilidade do agente que lhe tenha dado causa. § 5º - Terá prioridade à designação para o exercício de função pública, no caso do inciso I do artigo, o candidato aprovado em concurso para o cargo, observada a ordem classificatória. P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s E s ta d o d e M in a s G e ra is R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0 C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
  • 4. § 6º - A dispensa do ocupante de função pública se dará automaticamente quando expirar o prazo ou cessar o motivo da designação estabelecida no ato correspondente ou, a critério da autoridade competente, antes da satisfação desses pressupostos formais. Art. 9º - Para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, poderá haver contratação por prazo determinado, sob a forma de contrato de direito administrativo, caso em que o contratado não é considerado servidor público. Parágrafo único – A contratação prevista no artigo se fará exclusivamente para: I – atender a situações declaradas de calamidade pública; II – atender ao combate a surtos endêmicos e epidêmicos no território municipal; III – realização de recenseamento; IV – permitir a execução de serviço técnico, através de profissional de notória especialização, nas hipóteses do art. 12 do Decreto-Lei nº 2.300, de 21 de novembro de 1986; V – atender a outras situações de urgência que vierem a ser definidas em lei. Art. 10 – O Poder Executivo enviará ao exame da Câmara Municipal, no prazo de até 240 (duzentos e quarenta) dias da vigência desta Lei: I – projeto de lei complementar contendo o Estatuto dos Servidores Públicos Municipais; II – projeto de lei dispondo sobre a revisão e redimencionamento da estrutura administrativa da Prefeitura Municipal e demais órgãos da Administração no âmbito do Poder Executivo; III – projeto de lei dispondo sobre a redefinição, a reclassificação, a criação e extinção de cargos e fixando o Quadro de Pessoal com respectivo plano de carreira e política de salários. P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s E s ta d o d e M in a s G e ra is R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0 C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
  • 5. Art. 11 – Ao servidor abrangido pelo artigo 6º desta Lei não estabilizado por força do art. 19 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias à Constituição da República, em caso de dispensa ocorrida até a data da homologação do primeiro concurso público para o provimento de cargo correspondente à respectiva função pública, será assegurada indenização composta das seguintes parcelas: I – 100% (cem por cento) da remuneração percebida no mês da dispensa; II – 1/12 (um doze avos) da remuneração por mês trabalhado que exceder ao último período aquisitivo de férias; III – 1/12 (um doze avos) da remuneração por mês trabalhado que exceder a dezembro do ano anterior; IV – a liberação dos depósitos em conta vinculada relativamente ao FGTS. Parágrafo único – O disposto neste artigo não se aplica em caso de dispensa a pedido ou em virtude de falta grava, apurada em inquérito administrativo, bem como aos servidores mencionados no § 1º do artigo 5º desta Lei. Art. 12 – Até que se definam os órgãos e respectivas entidades na forma da matéria mencionada no inciso II do art. 11 desta Lei, compete à Divisão de Administração, com o assessoramento jurídico obrigatório, a orientação normativa e a ______________________geral das atividades decorrentes da aplicação desta Lei. Parágrafo único – Os órgãos e entidades da Administração Pública Municipal farão publicar, na forma usual, trinta dias contados desta Lei, a transformação a que se referem os artigos 4º, 5º e 6º, com a relação de todos os servidores que tiverem seus empregos ou contratos transformados, com a indicação da situação anterior e posterior. P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s E s ta d o d e M in a s G e ra is R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0 C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
  • 6. Art. 13 – Os Poderes do Município regulamentarão a presente Lei trinta dias da vigência do Estatuto dos Servidores Públicos do Município. Art. 14 – Revogam-se as disposições contrárias, especialmente as Leis Municipais de nº 1.210 e 1.211 de 08 de agosto de 1989, mantidos os atuais cargos, empregos e funções públicas até aqui praticados na administração municipal. Parágrafo único – São declarados cargos em comissão, de livre nomeação e exoneração, os enunciados no Anexo 02 da Lei 1.050 de 15 de dezembro de 1983. Art. 15 – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Arcos, 05 de abril de 1990. HILDA BORGES DE ANDRADE Prefeita Municipal P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s E s ta d o d e M in a s G e ra is R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0 C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r
  • 7. Art. 13 – Os Poderes do Município regulamentarão a presente Lei trinta dias da vigência do Estatuto dos Servidores Públicos do Município. Art. 14 – Revogam-se as disposições contrárias, especialmente as Leis Municipais de nº 1.210 e 1.211 de 08 de agosto de 1989, mantidos os atuais cargos, empregos e funções públicas até aqui praticados na administração municipal. Parágrafo único – São declarados cargos em comissão, de livre nomeação e exoneração, os enunciados no Anexo 02 da Lei 1.050 de 15 de dezembro de 1983. Art. 15 – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Arcos, 05 de abril de 1990. HILDA BORGES DE ANDRADE Prefeita Municipal P r e f e i t u r a M u n i c i p a l d e A r c o s E s ta d o d e M in a s G e ra is R u a G e tú lio V a r g a s , 2 2 8 - C e n t r o - C e p 3 5 5 8 8 - 0 0 0 F o n e ( 3 7 ) 3 3 5 9 - 7 9 0 0 C G C : 1 8 . 3 0 6 .6 6 2 / 0 0 0 1 - 5 0 - E m a il: a r c o s p r e fe it u r a @ a r c o s . m g .g o v .b r