SlideShare uma empresa Scribd logo
www.grupocorreiodosul.com.br
ANO XXV EDIÇÃO Nº 4.724
SEGUNDA-FEIRA, 3 DE AGOSTO DE 2015
R$ 2,00
Grupo
26º 18º
Sol com algumas nuvens.
Não chove.
Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense
Foto:RenataAngeloni
Sombrio
4Página
Nas Páginas Policiais
-Fimdesemanaémarcado
poracidentesdemoto
-Brigadevizinhosliberabois
paraandarnarua
-Homemganhaliberdadee
voltaacadeianodiaseguinte
-PMrecuperacelularfurtado
evendidoporR$50,00
Consegcomeça
cadastramento
doVizinhoAlerta
Política
Jarbas Vieira
Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
jarbas@grupocorreiodosul.com.br
(48) 9966.5326
CHARGEPor:CAZO
“Não podemos ficar acomodados. Não podemos
deixar que a crise chegue a Santa Catarina”.
Ele disse:
‘
‘Governador Raimundo Colombo (PSD) em
reunião com os secretários de Estado na
última semana.
Araranguá:recursosfederaisestãogarantidos!
E
m passagem por Ara-
ranguá, o deputado fe-
deral Pedro Uczai (PT),
líder da Frente Parlamentar Cata-
rinense na Câmara dos Deputa-
dos, garantiu que os recursos para
as obras elencadas para a Cidade
das Avenidas não serão represa-
dos, apesar dos ajustes fiscais no
orçamento anunciados pela equi-
peeconômicadapresidenteDilma
Rousseff (PT). “Posso afirmar que
o Programa Mais Médicos terá
dois cursos, sendo um em Curi-
tibanos e o outro em Araranguá
e quanto aos encaminhamentos
com o grupo de trabalho para a
Câmara de Vereadores
de Sombrio realiza hoje, às
18h30min, uma sessão espe-
cial no Centro de Educação
Infantil do bairro Boa Esperan-
ça, que será inaugurado em ato
contínuo. Bastante aguardado
pela comunidade, o CEI aten-
derá até 80 crianças de quatro
meses até cinco anos. Morador
e representante da Boa Espe-
rança no Legislativo, Dimi não
esconde a alegria pela conquis-
ta. “Estou muito feliz como
vereador poder ter trabalhado
junto com o prefeito para a
conclusão desta grande obra.
Quero agradecer o prefeito
Zênio, que vem trabalhando
(48) 3522-3777
Cacai assume o PR
Hoje no escritório de apoio
do deputado federal Jorginho
Melo (PR), em Florianópolis, o
empresário Cacai Amorim será
empossadocomopresidentedo
PR de Sombrio. O ato servirá
também para anunciar sua
pré-candidatura a prefeito. Na
década de 90, Cacai foi um dos
fundadores do PL no Municí-
pio,partidoqueveiomaistarde
a se tornar o PR, mantendo
o número 22, como o de sua
legenda. Desde lá, ele nutre o
sonho de chegar ao comando
do Poder Executivo Municipal.
montagem do curso de medicina
está caminhando. O relaciona-
mento com os hospitais regionais
também está bem adiantado, foi
aprovada a contratação de pro-
Sessão especial marca inauguração de CEI
Expediente
Enquanto as prefeituras mi-
gramparaoturnoúnico,ogover-
nadorRaimundoColombo(PSD)
resolveu adotar o expediente in-
verso. Quer que o funcionalismo
estadual atenda em dois turnos,
e não mais das 13 às 19h, como
instituiu o ex-governador Luiz
HenriquedaSilveira(PMDB),em
2003. Vamos ver se vai vingar!
palavra empenhada da reitora da
UFSC, Roselane Neckel, de que os
recursos orçamentários para este
ano de 2015 para a compra do
Campus da Unisul em Araranguá
estão garantidos. Uczai também
falou sobre o compromisso da
Unisul de fazer a obra de acessi-
bilidade orçado em R$ 600 mil
para conseguir o habite-se. “Pode
haver algum atraso, mas não
queremos uma universidade para
um período e sim para sempre,
com outras especialidades. Para o
prefeitoSandroMaciel(PT),avin-
da do deputado aconteceu num
momento muito importante para
o governo municipal. “Estamos
com obras em andamento e pre-
cisávamos da confirmação de que
os recursos, em que pese o ajuste
fiscal anunciado pela presidente
Dilma, não nos afetarão”, frisou.
fessores e técnicos (projeto está
no Senado), através de concurso
público para os cursos de Curiti-
banos e Araranguá”, ressaltou. O
deputadotambémdissequetema
efetivamente pela educação do
nosso município. Fico emocio-
nado em lembrar que esta obra
também era um sonho do meu
pai, o ex-vereador Pedro Taciano
Cardoso, que dedicou boa parte
de sua vida trabalhando pela
nossa comunidade”, concluiu
Dimi, que na sexta-feira es-
teve no local, junto com o
secretário-administrativo da
Casa, Ronaldo Dal Ponte.
ta Catarina e entornor foi
entregue ao supervisor do
órgão federal engenheiro
Robson Medeiros de Oli-
veira.
O ofício reivindica a
implantação de duas lom-
badas físicas longas na
via marginal da BR-101,
nesse sentido. Todos estão
preocupadoscomacrescen-
tequantidadedeacidentes
queocorrenessespontos.A
compreensãogeralédeque
asrotatóriasvãoproporcio-
narmelhorfluidezaotrân-
sitoetambémcontribuirão
para que os motoristas
reduzam a velocidade dos
veículos. Isso ajudará a
garantirmaiorsegurança”,
explicou Banha.
Tambémparticiparam
da reunião, o secretário
municipal de Planejamen-
to, Everton José da Silva
e o diretor municipal de
Trânsito Paulo Roberto de
Oliveira. “No encontro, o
superintendente do Dnit
anunciou que a construção
da primeira rotatória, que
ficará situada no no acesso
norteparaobairroBarran-
ca iniciará nesta primeira
semanadeagosto.Eletam-
bémrevelouque,nomesmo
período será implantada a
nova proteção em parte da
grade lateral (guard hails)
da antiga ponte sob o Rio
Araranguá, na BR-101,
também na Barranca”,
explicou o vereador. Ele
salientouaindaque,outras
obras reivindicadas, as
duas rotatórias no antigo
traçado da rodovia federal
(emfrenteaoAravestenas
imediações do Bailão do
Luiz) foram confirmadas
pelo Dnit. “Na reunião foi
anunciado que estas obras
serãoexecutadasposterior-
mente” finalizou Banha.
Tambémnasederegio-
nal do Dnit, em Tubarão,
uma solicitação feita por
moradores do bairro San-
Geral 3Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
Da redação
Dnit garante rotatória na Barranca
Esperar Para Ver
> ARARANGUÁ
Aluta das lideran-
ças e da comuni-
dadelocalvisandogarantir
maior segurança e melhor
mobilidadenoantigotraça-
do da BR-101, em Araran-
guá, teve um capítulo de-
cisivo na semana passada:
uma comitiva ararangua-
ense obteve a confirmação
do Departamento Nacio-
nal de Infraestrutura de
Transportes (Dnit) de que
iniciará a construção de
trêsrotatóriasdetrânsitoe
providenciarámanutenção
na antiga ponte do bairrro
Barranca.
De acordo com o ve-
reador Ozair da Silva, o
Banha,ainformaçãosobre
à obra foi transmitida pelo
própriosupervisorregional
do órgão na região sul do
estado,engenheiroRobson
Medeiros de Oliveira, du-
rantereuniãorealizadaem
Tubarão. “Essa melhoria é
uma reivindicação coletiva
dos moradores de Araran-
guá. Câmara Municipal,
Prefeitura e CDL fizeram
vários encaminhamentos
Superintendente também diz a comitiva que outras duas serão feitas, bem como manutenção da antiga ponte sobre o rio Araranguá
³Trecho antigo e perigoso da BR 101, enfim deve receber a atenção do Dnit
Estudantes universitários estão solicitando que o Depar-
tamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) providencie
a implantação de duas lombadas físicas em frente ao
Campus da Unisul, na rodovia Jorge Lacerda (SC-449).
Ali estudam também acadêmicos da IFSC
Um requerimento com a solicitação deve ser apresenta
na Câmara de Vereadores de Araranguá na sessão des-
ta segunda-feira, pelo vereador Arilton Costa.
Jorge Lacerda
imediações do Km 420, no
bairro Santa Catarina.
A indicação é que uma
dessas lombadas físicas
seja colocada nas proximi-
dades do acesso à rodovia
José Francisco Pereira
e à outra fique situada
próximo a passarela de
pedestres. No mesmo do-
cumento, a comunidade
solicitaqueoDnittambém
providencie a implantação
de uma faixa para traves-
sia de pedestres na margi-
nal da BR-101, próximo ao
cruzamento com à rodovia
José Francisco.
VENDO
Casa de alvenaria averbada,3 dor-
mitórios, sala estar/jantar, cozinha,
2 BWC, área serviço, varanda, gara-
gem, totalmente murada e cerca de
PVC com controle. No Jd. das
Avenidas-Araranguá. R$ 165.000,00
Fone: 9994.6864
Lummertz, no Centro,
que já recebeu a camada
asfáltica no trecho onde
havia o canteiro central.
Com a faixa de pedes-
tres também foi constru-
ída a passarela para os
cadeirantes, que podem
atravessar a avenida com
maior segurança. Nos can-
teiros laterais e no centro
da rótula serão plantadas
flores da estação.
Outramedidaadotada
pelo Departamento Muni-
cipal de Trânsito é a troca
das placas ‘Pare’ pela ‘Dê
a Preferência’. “Estamos
providenciandoamudança
em todas as rotatórias que
deixavam os motoristas
inseguros, já que em cer-
tos locais haviam quatro
placas de Pare”, afirma o
encarregado do setor, José
> ARARANGUÁ
A mobilidade urba-
na surge como um novo
desafio para as políticas
de sustentabilidade.
Ainda que Araran-
guá seja uma cidade
privilegiada por suas
largas avenidas, o Go-
verno Municipal, por
meio do Departamento
de Trânsito (Demutran),
começou a implantar
novas rótulas na cidade
para agilizar a trafega-
bilidade e garantir a se-
gurança aos pedestres.
A primeira rótula
a ficar concluída den-
tro dos novos padrões
é a que está localizada
na esquina da avenida
Capitão Pedro Fernan-
des com a rua Caetano
Demutran faz rótula e muda placas
Carlos Farias.
O prefeito Sandro
Macielressaltaquetodas
asmelhoriascontribuem
para uma cidade mais
humanizada e sustentá-
vel. “Subimos 74 pontos
no ranking das cidades
catarinenses com me-
lhor Índice de Desenvol-
vimento Sustentável e
isso tem a ver com ações
desta natureza”.
O prefeito informa
ainda que outros lo-
cais da cidade tam-
bém estão recebendo
rótulas, como é o caso
da avenida Paraíso,
esquina com a Lorena
Luz Kretschmer e a
avenida 7 de Setembro
com a Nereu Ramos,
próximo a pracinha da
Cidade Alta.
³Rotatórias estão sendo construídas em vários cruzamentos, com placas
quatro áreas, três delas co-
meçandoasercadastradas.
Cerca de 400 residências
fazempartedoespaçodeli-
mitado e em torno de 33%
delasforamvisitadas.Para
o presidente do Conseg,
Diego Leote, a experiência
foi positiva e superou as
expectativas. O projeto,
queépiloto,servedeestudo
para que possa se estender
aorestantedomunicípiode
forma mais ágil.
Neste sábado o cadas-
tramento dos moradores
foi feito por três equipes
tendo em média quatro
componentes cada uma,
todas munidas de mapas
da área. Em cada visita
foi identificado no mapa
qual terreno é vazio, qual
residênciahaviamoradores
ounãoequaisdelesfizeram
a adesão no projeto. As
residências participantes
receberão placas com a
marca do projeto e uma
numeração. Este mapea-
mento será essencial para
facilitar a comunicação e
deslocamento em futuros
registros de ocorrências
policiais. Cada cadastro
é identificado nos mapas
com o número da quadra e
da casa.
A análise dos partici-
pantes do mutirão foi po-
sitiva, pois grande parte
dos moradores já conhecia
o projeto Vizinho Alerta
e e aderiu a ele. Mesmo
quem ainda não conhecia,
mesmodepoisdereuniõese
divulgaçãoporváriosmeios,
recebeu bem a proposta de
formar uma rede de segu-
rança. A presença dos mo-
nitores, que são moradores
da comunidade, deu maior
tranquilidade a quem não
conhecia os membros do
Conseg.
O Conseg agradece a
Quintino Domingos Corre-
toradeSeguros,aodelegado
Luís Otávio Pohlmann, a
Padaria Ferrari e ao Mer-
cadoRealquecontribuíram
comoalmoçodetodaaequi-
pe, que faz este trabalho de
forma voluntária.
Além de ajudar no ca-
dastramentoparaoVizinho
Alerta, membros da ONG
Geral4 Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
Foto:RenataAngeloni
³Grupo mapeia residências para projeto que incentiva apoio entre os vizinhos
Causa animal
> SOMBRIO
Mais uma etapa
do projeto Vizi-
nho Alerta foi marcada
pelo sucesso. No sábado o
Conselho Comunitário de
Segurança (Conseg), com
a parceria dos voluntários
que se disponibilizaram a
ser monitores e da ONG
Olhinhos de Mel, iniciou o
cadastramento dos mora-
dores do bairro São Fran-
cisco, em Sombrio.
Reunidos desde o pe-
ríodo da manhã até o final
da tarde, o dia foi intenso
paraogrupoquepercorreu
a comunidade dividida em
Conselho de Segurança começa etapa de visitação as residências para mapeação de bairro que está recebendo projeto pioneiro
Vizinho Alerta cadastra famílias
Segurança Pública
Da redação
³Homens caem na BR 101 e Paula no detalhe
> SOMBRIO/ARARANGUÁ
Dois acidentes de
moto mobilizaram as Po-
lícias Rodoviária Federal
e Militar, neste final de
semana, em Sombrio.
O primeiro aconteceu
no km 437, por volta das
9h15min de sábado. Dois
moradores da localidade
deSãoCamilotrafegavam
nosentidosul-nortedaBR
101 quando colidiram a
moto em que estavam na
lateral de um automóvel.
LucianoAparecidoAlbino
e Jaisson Ademir Rosa
Cardoso,caírameficaram
estendidos na pista até a
chegada dos bombeiros.
O motorista do Pálio com
placas de Porto Alegre
dissequeestavaultrapas-
sando,napistaduplicada,
quando o condutor da
moto também resolveu
ultrapassar e atingiu a
porta de trás do lado do
caroneirodoseuveículo.O
motorista gaúcho conhece
bemaregião,poistemum
apartamento em Laguna.
Luciano e Jaisson
sofreram várias escoria-
ções e foram atendidos no
HospitalDomJoaquimde
Sombrio.
Na manhã de domin-
go um outro acidente,
registrado no cruzamento
entreasavenidasFrancis-
coLumertzeAdolfoTiscoski,
teve maior gravidade. A
colisão envolveu uma moto
Biz em que estavam Ana
PaulaDomingos,de28anos,
eJeniferAlmeidaNascimen-
to, 21.
As duas moças traba-
lham em uma loja no Shop-
ping Litoral e estavam indo
para lá. Na noite de sábado,
Jenifer decidiu ir dormir na
casa da colega para as duas
irem juntas para o serviço
no outro dia, pois ontem o
atacado estava lançando
sua coleção primavera-ve-
rão e elas deveriam chegar
cedo e queriam antes se
arrumar um pouco melhor
para a ocasião. O acidente
aconteceu minutos depois
de saírem do apartamento
de Ana Paula, na avenida
Acidentes marcam final de semana
Prefeito Francisco Lu-
mertz, no bairro Nova
Brasília. Jenifer e Ana
Paula foram levadas ao
hospitalDomJoaquim,de
Sombrio, a primeira sem
apresentar maiores com-
plicações e a segunda em
estado grave. Ana Paula
bateu a cabeça e foi trans-
ferida para Criciúma.
Em Araranguá, na
tarde de ontem o Corpo
de Bombeiros foi acio-
nado para atender uma
ocorrência na SC 449,
rodovia que liga Araran-
guá a Meleiro. Segundo
informação, Denise Car-
doso, de 39 anos, eAfonso
Pereira, caíram de moto.
Os dois foram conduzidos
ao Hospital Regional de
Araranguáepassambem.
OlhinhosdeMelrealizaram
um levantamento sobre a
quantidade e espécies de
animais domésticos. O ob-
jetivo da organização não
governamental é possuir
dados a fim de otimizar o
trabalho com a causa ani-
mal.Combasenosnúmeros
é possível elaborar mais
projetoseangariarrecursos
paraaçõescomocastrações.
Nesta terça-feira, será
realizado no salão comu-
nitário do bairro São Fran-
cisco, mais uma reunião
mensaldoConseg.Alémda
finalização dos cadastros,
estãoemconfecçãokitsque
serão entregues aos mora-
dores com as instruções do
programa. Quem desejar
fazer parte deste projeto
de prevenção na segurança
pública pode entrar em
contato através do telefone
(48) 9968 3378.
Em um misto de fé e história, famílias dos bairros da
‘Grande Canjiquinha’ festejaram em Hercílio Luz os dois
séculos da comunidade que deu origem ao município
Geral 5Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
Djonatha Geremias
> ARARANGUÁ
ARuadoPica-Pau,à
beira do rio, nunca
ficou tão movimentada
como neste fim de semana
no distrito de Hercílio Luz,
centro das comemorações
de 200 anos da região
da Grande Canjiquinha,
berço de Araranguá e do
sul catarinense. A religião
demonstrou ser, mais uma
vez, o principal elo entre
as pessoas e as gerações,
mas o que unirá essa co-
munidade daqui a dois
séculos? O Correio o Sul
conversou com alguns mo-
radores para saber o que
pensam sobre o futuro.
Aos 59 anos, o me-
cânico Cirineu Ferreira
acha que não vai sobrar
nada. “Os distritos de in-
terior estão cada vez me-
nores, e a tendência é ter
cada vez menos gente por
aqui”, lamentou. Porém, o
aposentado Jânio Tadeu
Cristiano tem uma visão
Comoserãoospróximos200anos?
Pensando o Futuro
um pouco mais otimista.
Há 58 anos, ele nasceu em
Hercílio Luz, onde criou
três filhas e trabalhou a
vida inteira como comer-
ciante. Para ele, que viu
o distrito perder a força
que tinha no início de sua
história, o futuro pode ser
maravilhoso, mas é preciso
investir em turismo.
Com uma memória
impressionante e visão de
mundo que falta a muito
jovem estudante, Jânio é
uma das figuras marcantes
do distrito, conhecido prin-
cipalmente pela facilidade
de se comunicar - e como se
comunica! Ele começa con-
tando da infância, dos car-
reteiros levando as tropas
de bois, da fábrica de refri-
gerante, dos abatedouros,
da grande quantidade de
barcos e de todo comércio
em potencial, com restau-
rantes e pousadas para os
viajantes. Em uma época
em que a ferrovia e a ro-
dovia ainda não existiam,
a principal rota comercial
marítima aportava na en-
tão chamada Canjica.
³Religião é um ponto de união entre as famílias que ontem festejaram padroeiro
³casal mais velho da comunidade com descendentes
Futebol
e religião
Porém, o Rio Araran-
guá, que poderia ter sido
um recurso de desenvol-
vimento para a localida-
de, acabou se tornando
um empecilho, isolando
a Canjica do restante de
Araranguá. Com a vinda
da ferrovia e da BR101, a
vida se instalou do outro
lado do rio, e assim a Can-
jica foi perdendo vigor, com
as pessoas abandonando
o local, assim como o de-
senvolvimento. Comércios
foram fechando, o posto
de combustíveis também,
e hoje só restou um super-
mercado. O que felizmente
não mudou, e que é a espe-
rança da comunidade, é a
beleza natural preservada.
É contando com ela que as
famílias esperam se desen-
volver turisticamente nos
próximos 200 anos.
“Uma festa importante
como a desse aniversário
reuniu centenas de pesso-
as, mas se investirmos em
turismo, não precisa ter
festa para atrair visitan-
tes. Tudo o que precisa é
infraestrutura, uma pon-
te, um asfalto e acessos,
principalmente pelo litoral
norte”, opinou Jânio. Ele
acredita que a Canjiquinha
precisa hoje, mais do que
nunca, do acesso norte. A
comunidade não descarta,
inclusive, a possibilidade
de um dia se desvincular
de Araranguá e pertencer
a outro município. “Se hou-
vesse o acesso, Araranguá
ganharia muito no turismo
e na cultura, melhoraria
até a economia de Morro
dos Conventos”, acrescenta
o aposentado.
Até hoje, algumas eco-
nomias sustentaram a lo-
calidade, especialmente no
comércio e na agricultura.
Porém, nenhum agricultor
temesperançanaplantação
de fumo, e o arroz está cada
vezmaiscaro.“Minhafamí-
lia tem aproximadamente
35 hectares de arroz por
aqui,masjánãoconseguirá
mais dar conta. Antiga-
mente, com dez hectares já
era possível sustentar uma
família,mashojeemdia...”,
lamenta o morador. O que
poderiadarcertoéacriação
de gado leiteiro, contudo,
segundo os produtores, fal-
ta incentivo. “Não adianta,
a solução é o turismo com
infraestrutura. Se não for
assim, a Canjica não terá
novos 200 anos para come-
morar”, conclui o morador.
Alémdaeconomia,uma
coisa importante também
mudou na Canjica: a so-
cialização. Os mais antigos
vão lembrar que o futebol
semprefoiimportanteentre
os bairros da localidade.
“Naquelaépoca,cadabairro
tinha um time, e as pessoas
não sabiam separar esporte
e amizade. Então, Deus o
livre se um jogador saísse
de um time e fosse para o
outro, era traidor, inimigo.
Edomesmojeito,astorcidas
nãosedavam.Culturalmen-
te, a Canjiquinha sempre
foi muito bairrista, o que
é normal, pela cultura de
interior que passamos, mas
isso está mudando”, relata
o aposentado Janio Tadeu
Cristiano.
Segundo ele, as novas
geraçõesestãocommentali-
dade mais aberta e toleran-
te, e o que o futebol separou
nas gerações anteriores, a
fé e a religião estão unindo
novamente. A festa em
honra ao padroeiro Senhor
Bom Jesus reuniu gente de
todo bairro, ex-moradores,
parentes distantes, ido-
sos e crianças. Santos de
diversas paróquias foram
homenageados, com as
imagens trazidas por fiéis
de cada região.
A coordenadora do Con-
selhoParoquial(Caep),Már-
cia Garcia, não se conteve
de emoção e chorou copiosa-
menteaoveraquantidadede
pessoas que a festa católica
atraiu. “Se eu morresse hoje,
morreriasendoapessoamais
feliz do mundo, porque Deus
é muito bom. Tudo isso só foi
possível graças a Ele e à fé
que as pessoas daqui têm.
Essa festa mostra o quanto
o amor de Deus ainda age e
pode fazer milagres”, disse
Márcia emocionada.
Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente
Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul
Publicações legais:
Tomaz Fonseca Selau
l48l 9985.8573
tomaz@grupocorreiodosul.com.br
Financeiro
Joice Ramos
l48l 8802.5883
financeiro@grupocorreiodosul.com.br
Comercial:
Igor Borges
l48l 9968.6084
comercial@grupocorreiodosul.com.br
Diretor Geral
Jabson Muller
l48l 9955.5313
jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br
Diagramação/Arte:
Cristian Mello
l48l 3533-0870
correiodosul@grupocorreiodosul.com.br
Sul Gráfica
Junior Muller
l48l 9931.4716
sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br
Redação:
Marivânia Farias
l48l 9995.9290
editor@grupocorreiodosul.com.br
Política:
Jarbas Vieira
l48l 9966.5326
jarbas@grupocorreiodosul.com.br
Radio 93FM
Cássia Pacheco
l48l 9912.9588
radio93fm@grupocorreiodosul.com.br
Circulação/Assinatura
l48l 3533.0870
assinaturas@grupocorreiodosul.com.br
Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870
Editora: J. R. Pereira - ME CNPJ 17.467.695/0001-19
C.S. Empresa Jornalística LTDA.
Geral6 Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
Publicidade 7Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão
Novelas
Além do Tempo -18h
I love Paraisópolis -19h
Babilônia -21h
S
oraya pede a Mari que seja discreta e não conte a ninguém
sobre seu envolvimento com Grego. Benjamin e Cícero
suspeitam que Grego possa estar envolvido na explosão do
escritóriodoarquiteto.JávaiavisaaGaboqueBenjaminestávivo.
SorayapedeajudaaDandaparadeixarParaisópolissemservista
por Benjamin. Clarice e Paulucha discutem.
E
míliaacreditaqueBernardoestávivoeArielaobserva.Vitória
exige que Raul seja readmitido e Pedro se irrita. Pedro e Raul
discutemeGemadesaprovaocomportamentodeseufilho.
RauldecidepensarsobreapropostadeVitória.Ariel,FelíciaeRita
são observados por uma pessoa misteriosa. Massimo repreende
Isabel por iludir Bianca. Lívia revela a Pedro que é neta deVitória.
Melissa confronta Felipe sobre sua paixão por outra mulher.
M
urilodespistaAlicesobresuadiscussãocomVinícius,que
denuncia formalmente o irmão paraVera. Sérgio e Ivan
conversam. Gabi beijaTadeu. Caio convida Regina para
umtesteparasermodelodamarcadePierre.OtávioafirmaaInês
que não se envolverá em suas disputas pessoais com Beatriz. O
gerente da imobiliária desmascara Luís Fernando na frente de
Karen,queexpulsaomaridodecasa.CarlosAlbertosenteciúmes
de Regina comVinícius.
Rapidinhas
Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015
Áries 21/03 a 20/04
Confusõesacontecerãodentrodasrelaçõesinterpessoais.Os
númerosdecimaisinfluenciarãojuntamentecomoelemento
fogo para esta situação. Tome a iniciativa das situações que
você pode e deve controlar.
Leão 21/07 a 20/08
Sagitário 21/11 a 20/12
Estará com a mente aberta para novas ideias. Sua cons-
telação juntamente com Júpiter, lhe dará o humor e a
sabedoriaparaseguiremfrente.Assuasescolhasestarão
ligadasassuasrelaçõesqueobtiveremcomotempo.
Gêmeos 21/05 a 20/06
Será um dia em que se mostrará muito tagarela. Porém
o elemento ar favorecerá a sua inteligência. Utilize esta
condição para as suas realizações profissionais. Neste
campomarteirálheajudaremuito.
Libra 21/09 a 20/10
Seráumimportantediaparaadiplomacia.Tentemediaras
ideias entre os seus amigos e familiares. Não desvie a sua
atençãoparaascoisassuperficiais.Vênuslheajudaráafazer
asescolhasquemelhorcondizemcomasituação.
Aquário 21/01 a 18/02
Algumasperdastransformarãooseudiamuitoporconta
da atividade em mercúrio seguido de fogo. As cores
podem influenciar pessoas ao seu lado o que pode lhe
atrapalhar.Sentiráumpoucoopesodasmudanças.
Touro 21/04 a 20/05
Estaráemaltaasuaperseverançaedeterminação.Aterrairá
lheajudarnesteexcelenteprocesso.Sofrerápoucainterferên-
ciadeplutãoemarteoquetedeixarámaistranquilo.Mesmo
assim não deve ceder ao sentimento de posse.
Virgem 21/08a20/09
A explanação dos seus sentimentos serão favorecidas
porNetuno.Acoerênciadosseuspensamentostendem
ainfluenciaraopiniãodosoutros.Useoseusensocrítico
paraavaliaraquelequesóqueremagradarporinteresse.
Capricórnio 21/12 a 20/01
A lua pode influenciar um pouco as suas ideias. O que
pode fazer com que você seja manipulado por outras
pessoas.Nãodeixeopessimismotomarcontadevocê.
Câncer 21/06 a 20/07
Algunsmomentostefarãoagirdeformamaiscautelosaque
o habitual. Deve se sentir um pouco mais tímido e depen-
dente. A água poderá lhe ajudar a superar este momento
um pouco instável.
Escorpião 21/10 a 20/11
Os fatores da paixão irão mexer muito com seu coração.
Urano favorecerá um relacionamento mais apaixonante.
Embora a lua tente tirar isso de você e deixa-lo mais des-
confiado,tendesemantermaiscarinhosoetransformador.
Peixes 19/02 a 20/03
O seu sistema linfático irá influenciar positivamente o seu
dia. Sua constelação não irá interferir muito assim como seu
planeta regente, Netuno. Deixe o romantismo fluir na sua
vida e abra o seu coração.
Resplandeceránoseucoraçãoumavontadeinexplicável
de viver.Tudo indica que a passagem de Netuno em sol
com ajuda de fogo serão os motivos. Não deixe esse
momentopassarembrancofaçaalgodoqualseorgulhe.
Quando o assunto é saber o valor de uma
imagem, Giovanna Antonelli realmente está na
seleta lista das atrizes bem valiosas.
Segundo informações do jornal O DIa, Gio-
vanna cobra um cache de R$ 70 mil para fazer
presença VIP em um evento. E se engana quem
pensaqueovaloraltofazcomqueoscontratantes
se negem a pagar. A bela é um dos nomes mais
cotados e contratados do mercado.
Assim é, retorno garantido não tem preço.
FimdasolteiricedePríncipeHarry?Namanhã
deste domingo (2), de acordo com publicação do
jornal britânico Daily Mail, o herdeiro do trono real
doReinoUnido,estarianamorandoumabrasileira.
A jovem foi identificada como a socialite An-
tonia Packard. “Harry estava saindo com Antonia
antes de ir para a África. Eles estavam muito pró-
ximos.Seconheceramatravésdeamigoscomuns.
Antonia conhece uma prima de Harry, a princesa
Eugenie, que foi quem os apresentou”.
Harry viajou para a África em junho para
passar três meses na Namíbia, África do Sul, Tan-
zânia e Botsuana participando em programas de
conservação da natureza.
Vale lembrar que a última namorada assumi-
dadeHarryfoiabailarinaCressidaBonas,também
apresentada ao príncipe por sua prima Eugenie e
parece ser o “cupido” na vida de seu primo.
Geral 9Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
³Valmir conversou com policiais sobre a festa
> JACINTO MACHADO
Em atendimento a
solicitação do prefeito
Antônio João de Fáveri
e coordenador geral da
5ª Banarroz, Valmir Pos-
samai, o comandante da
Polícia Militar de Turvo,
capitão Marcelo Bertonci-
ni Zanette; o responsável
pelo destacamento de
Jacinto Machado, tenen-
te Naspolini e respon-
sável pela Polícia Civil
local, Edivan Teixeira do
Canto, se reuniram para
discutir segurança com
a comissão organizadora
da Banarroz, que começa
nesta quinta-feira.
De acordo com o coor-
denador geral, secretário
Polícia reforça efetivo na Banarroz
de Educação, Cultura e
Esportes Valmir Possamai,
os representantes da segu-
rança pública confirmaram
que o policiamento ostensi-
vo na festa contará com 70
homens das policias civil e
militar. “Com este aparato
mais os seguranças con-
tratados pela organização
da festa teremos ao redor
de cem pessoas atuando.
Em nome no município de
Jacinto Machado só temos
a agradecer ao apoio das
Polícias Civil e Militar
para a segurança do nosso
evento, que esperamos
seja um dos maiores já re-
alizados”, afirma Valmir.
livremente pela comuni-
dade. A informação era de
que os animais tinham saí-
do por uma cerca quebrada
por um dos extremantes
das terras da discódia.
O transtorno e o perigo
de acidente eram grandes,
contudo, o proprietário do
rebanho já se encontrava,
acompanhado por outros
homens, com cavalos e
carros, tentando levar os
bois para a invernada. O
proprietário recebeu um
termo circunstanciado
pela responsabilidade em
relação aos animais.
³Morador registrou animais andando pela estrada na tarde quente de sábado
Da redação
> SOMBRIO
APolícia Militar de
Sombrio atendeu
uma ocorrência envolven-
do 40 cabeças de gado, que
vagavam pelas ruas do
bairro Nova Brasília.
O fato inusitado acon-
teceu depois de uma dis-
cussão, no melhor estilo
Mezenga x Berdinazzi
(famílias rivais da no-
vela O Rei do Gado, da
Rede Globo), entre dois
extremantes de terra. Eles
Dono briga e bois saem a passear
Tem de Tudo
brigaram e um deles abriu
o cercado e tocou os bois
para fora.
Na tarde quente de
sábado, os policiais tive-
ram trabalho dobrado com
a confusão, que começou
com o Copom (190) rece-
bendo a informação de que
pessoas que transitavam
na rodovia José Tiscoski,
na divisa do bairro Janu-
ária com Nova Brasília,
teriam visto vários bois
passando pela rua. Poli-
ciais foram ao local e se
depararam com cerca de
40 bois e vacas circulando
Depois de discussão entre vizinhos, um deles quebra
a cerca e deixa cerca de 40 animais sair pelas ruas
³Grupo se reúne para se divertir com os aviões
> SOMBRIO
Na tarde de sábado,
objetos curiosos vistos no
céu chamaram a atenção
de moradores dos bairros
Parque das Avenidas e
São Francisco, em Som-
brio. Os objetos coloridos
e de diversos tamanhos
subiam e desciam de for-
ma rápida, dando um
espetáculo no dia enso-
larado.
A reportagem do
Jornal Correio do Sul
foi atrás dessa história
para descobrir do que
se tratava e encontrou
participantes do CAS
(Clube deAeromodelismo
de Sombrio).
Um grupo formado
por 15 pessoas aproveita
as folgas para se reunir e
praticar aeromodelismo,
Objetos voadores identificados
garantindo um final de
semana de diversão.
“Temos aqui um jo-
vem de 11 anos, o Gabriel,
que faz manobras impres-
sionantes com um avião
maior que ele; e o Jair,
de 65 anos, que também
está sempre presente nos
encontros. É um hobby
familiar”,comenta um dos
praticantes, Josimar. O
grupo se reúne em um
campo próximo ao Corpo
de Bombeiros, no Parque
das Avenidas.
Os membros fazem
questão de mostrar as
mais diferentes mano-
bras que aprenderam
após muito treinamento.
O custo dos aeromodelos
varia de R$800,00 até R$
20 mil. Josimar lembra
que existe um facebook
do CAS, onde o grupo está
sempre postando dicas
que ajudam os iniciantes.
> SOMBRIO
Na tarde de sábado,
por volta das 15h30min,
um homem foi detido
pela Policia Militar de
Sombrio no bairro São
Luiz. Após uma colisão
contra uma cerca o ho-
Motorista é detido embriagado
mem teria continuado
a dirigir seu caminhão,
demonstrando sinais de
embriaguez. Segundo po-
pulares, por muito pouco
o motorista não causou um
grave acidente, já que a rua
que ele transitava é calma,
mas várias crianças esta-
vam brincando na rua.
APolícia Militar abor-
dou o homem que recebeu
voz de prisão e foi condu-
zido a delegacia da Polícia
Civil de Sombrio, onde não
teve força nem mesmo
para fazer o bafômetro. O
caminhão foi apreendido.
10 Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015 Especial
³Elisângela foi com parte da família conhecer instituição frequentada pelos filhos
³Meninada que frequenta a Casa-Lar fez apresentações típicas, mostrando ser boa também nas danças
Djonatha Geremias
> ARARANGUÁ
Para alguns, seria
só mais uma fes-
ta junina (mesmo sendo
1º de agosto), mas para
outros foi a oportunidade
de conhecer de perto - e
pela primeira vez - o lu-
gar aonde os filhos vão
toda semana. A primeira
edição do Arraiá Casa-
-Lar atingiu o objetivo
neste sábado: integrar
as famílias à instituição.
Além das crianças
acolhidas pela Casa-
-Lar, separadas judicial-
mente dos parentes por
alguma razão, existem
aproximadamente 200
outras que frequentam
a escolinha de futebol.
Dessas, havia famílias
que ainda não conheciam
a entidade.
É o caso da costurei-
ra Elisângela de Borba,
de Sombrio. Ela tem
dois filhos, Lucas, de 12
anos, e Luan, de 9. Lucas
jogava futebol na Casa-
-Lar e o irmão passou
a acompanhá-lo. Mais
tarde o mais velho parou,
contudo, vai retornar.
Elisângela não co-
nhecia a instituição.
“Tudo que a gente ouve
falar daqui é bom e eu
acabei confiando mesmo
sem nunca ter vindo
Pais de crianças atendidas pela Casa-Lar conhecem instituição de perto pe
Festa aproximafamí
Mais que Lazer
aqui”, comentou a mãe.
Ao 1º Arraiá, ela foi com
os filhos, o irmão Edval-
do de Borba, a cunhada
Taise de Guimarães e o
filhinho deles. A família
percorreu todo o pré-
dio guiada por Lucas.
“Eu quase sai chorando
de lá”, comentou a tia
Taise. “É tudo tão boni-
to, tão bem cuidado, a
cozinha bem limpinha.
Ainda bem que existem
esses anjos para fazer
esse trabalho tão boni-
to”, explicou.
Essa aproximação
era justamente o que a
coordenação da institui-
ção queria com o Arraiá.
“O objetivo é interagir os
atletas, as famílias de-
les, as crianças acolhidas
e a comunidade em geral
com a Casa-Lar”, contou
a coordenadora Evanir
Bonfante, a Nika.
Ela explica que, an-
tigamente, a instituição
acolhia as crianças na
própria sede, no bairro
Polícia Rodoviária, em
Araranguá. Porém, de-
vido alterações legais,
o acolhimento acontece
em casas-lares dispostas
pela comunidade. Com
isso, sobraram espaços
na sede para novas ati-
vidades.
Outros pais já co-
nheciam a instituição
e não medem esforços
para ajudar a Casa-Lar.
Ideia por
Daniel K. Guolo e Julian Clezar
Interativa
ideias@iocus.com.br
www.iocus.com.br
Elementar, meu caro
Watson
Saber pesquisar antes de tomar a decisão
de montar ou mudar o negócio.
Para os amantes de cinema que assistiram
aos filmes recentes de Sherlock Holmes,
perceberam que antes de solucionar os
casos misteriosos, o investigador era muito
detalhista ao apurar cada prova encontrada.
No mundo dos negócios não é diferente,
se destaca quem conhece melhor todas as
minúcias do mercado.
Tanto para quem abrirá um novo negócio
ou para quem já o possui, a pesquisa é
fundamental em vários aspectos. 1º - terá
que aprender sobre o seu produto/serviço,
saber executá-lo e compreender o mercado
no qual irá aplicar. 2º - Analisar quem são
os fornecedores é sinônimo de redução de
custo e tempo, a mudança de fornecimento
pode acarretar até na baixa qualidade da
sua produção. 3º - Você deve se perguntar:
“Eu compraria meu produto? Por que o
compraria?”, com a finalidade de saber sobre
seu público alvo, o que levaria ele comprar seu
produto e se ele será bem aceito. 4º - Conhecer
os concorrentes não é uma missão tão fácil,
deverá compreendê-lo ontem, hoje e sempre
a forma que atuam e o modo que atraem os
consumidores, são eles que irão retirar sua
fatia do mercado, ou até mesmo “roubar” seus
clientes.
Hoje em nosso escritório, nos deparamos com
vários tipos de modelo de negócios, mas os
casos que nos assusta são certos despreparos
das pessoas tentarem entrar num negócio
sem ao menos conhecê-lo direito. Não é culpa
do novo investidor desconhecer o mercado,
até mesmo porque ele ainda está entrando,
só se tornará culpado o persistente no erro,
ou seja, aquele que faz nas “coxas”. Sempre
preparamos e ensinamos a investigar, de ir
atrás de cada detalhe que poderá interferir no
resultado de seu trabalho, a vida da empresa
dependerá de como ela for administrada.
Sabemos que não é tão simples, pois precisará
de paciência para coletar todos os dados, mas o
resultado é gratificante e você irá economizar
com “aspirinas”, a pesquisa sinaliza erros que
evitarão frustrações futuras.
causas da instituição e
faz doações frequentes,
seja de alimentos, seja
de bolas para as crian-
ças. “Quando conheci a
Casa-Lar, vi que o tra-
balho assistencial era
11Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015Especial
³Brincadeiras, como a da maçã na água, animaram o primeiro arraiá da Casa
ela primeira vez ao participar do arraiá deste sábado
íliaseCasa-Lar
Definidos os sabores da Banarroz
³Jurados com a difícil função de provar receitas e escolher as mais gostosas
³Prefeito Antônio, vice, secretário e soberanas com uma das ganhadoras
> JACINTO MACHADO
Com o objetivo de
divulgar e promover os
produtos à base de arroz
e banana, principais
culturas produzidas no
município, a Secretaria
de Indústria, Comércio
e Turismo, Epagri e Co-
missão Organizadora da
V Banarroz, realizaram
o 1º Concurso Desco-
brindo os Sabores da
Banarroz.
O evento realizado na
última quinta-feira contou
com a participação de 26
candidatos, alguns deles
homens, entre eles um
adolescente de 14 anos,
e mulheres de diferentes
comunidades, que apresen-
taram dez pratos a base de
arroz e 16 de banana. Todos
foramavaliadospelacomis-
sãojulgadora,queelegeuos
três melhores. As mesmas
delícias serão servidas aos
prefeitos que na quinta-fei-
ra participam da reunião
da Associação de Minicí-
pios do Extremo-Sul Ca-
tarinense (Amesc). Neste
dia, começa a Banarroz,
Festa do Colono e Mostra
do Agronegócio, que se
estendem até domingo.
A estrutura, incluindo
neste ano a Rua Coberta,
está pronta para receber
os expositores e os shows
com Bertussi, Barbarella,
Israel Novaes e Chimar-
ruts, são gratuitos.
O corretor de imóveis
Jeverson Cleston vem
de Maracajá para trazer
o filho Marlon, de 10
anos, para a escolinha
de futebol. O paizão
ainda é engajado nas
tão bonito que me como-
veu, me senti no dever
de também colaborar”,
comenta Jeverson, que
também levou novos fa-
miliares para conhecer
a Casa.
Classificados
Pratos a base de arroz
1º lugar – Elizandra Guimarães Machado (arroz doce)
2º lugar – Vanderlei Amboni (minestra)
3º lugar - Daiana Rosso Watterkemper ( pizza de arroz)
Pratos a base de banana
1º lugar – Maria Terezinha Marcon Zanatta (pudim de banana)
2º lugar – João Carlos Elarina Manarin (bananada de corte)
3º lugar – Maria Arlete Furlanetto dos Santos (banana com goiabada)
Publicidade12 Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
Informatização
Polícia 13Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
³Governador Raimundo Colombo deve enfrentar forte resistência as mudanças
o
Secretaria de Estado da Segurança Pública edita Medida
Provisória e anuncia reajuste, mas PM lança nota contra danças
Da redação
> ESTADO
OGoverno do Esta-
do e os policiais
militares devem se engal-
finhar nos próximos dias
em uma grande polêmica.
O governo anuncia que
está concedendo um rea-
juste de 20% em 2015 aos
servidores da segurança
pública, em cumprimento
à legislação aprovada em
2014. A lei definiu a nova
forma de remunerar os
servidores por meio de
subsídio.
A primeira etapa foi
implantada em agosto do
ano passado; a segunda
etapa será paga agosto
de 2015 e a terceira em
dezembro de 2015.
Segundo o governo do
estado, dessa forma, a se-
gurança pública de Santa
Catarina terá a melhor
Governo e policiais em colisão
tabela de remuneração do
Brasil.
A Medida Provisória,
que está sendo editada,
regulamenta esta nova
forma de remunerar a
segurança pública que é o
subsídio. A MP disciplina
banco de horas, sobreavi-
so,expedienteedefineque
só receberá a indenização
quemefetivamenteestiver
noexercíciodafunção.Por
exemplo, um servidor pre-
so administrativamente
não receberá indeniza-
ção, mas assegura o pa-
gamento de indenização
de auxílio à saúde, para
o policial civil ou militar
afastado em decorrência
de ferimento ou moléstia
diretamente relacionada
ao exercício da atividade
profissional.
Reajuste parece sem-
pre uma boa notícia, mas
não é assim que a Polícia
Militar está encarando a
situação.
Queda de braço
A Associação dos Pra-
ças de Santa Catarina
(Aprasc) divulgou uma
nota repudiando a Medi-
da Provisória. Segundo
a associação, os mais de
14,5 mil praças, ativos e
inativos,daPolíciaMilitar
e do Corpo de Bombeiros,
estão em estado de alerta
contra a MP, que segundo
a Aprasc, pretende cortar
vários direitos dos traba-
lhadores da segurança
pública, além de suspen-
der parte dos vencimentos
daqueles que estão em li-
cença saúde, maternidade
ou de férias, sem qualquer
aviso prévio. A medida in-
clui ainda mudar a escala
do expediente para oito
horas diárias, com possi-
bilidade de dois turnos, ou
aindaescalacorridadas12
às19horas.Deacordocom
aassociação,aindenização
corresponde em média a
30% dos vencimentos da
categoria.
³Caelton foi levado pela PM para a delegacia
³Droga foi encontrada em um pote de farinha
> BALNEÁRIO GAIVOTA
Na noite de sábado,
uma guarnição da Polí-
cia Militar de Balneário
Gaivota foi informada
pela CentraldeOperações,
que na rua 11 populares
seguravam um homem
que tentava agredir a ex
mulher. Os policiais foram
ao local e constataram que
tratava-se de Caelton Pe-
reira dos Santos, de 30
anos, que tinha saído do
presídionodiaanterior.Ele
tinha recebido o benefício
de uma saída temporária
de sete dias.
A reportagem do Jor-
nal Correio do Sul conver-
sou com a ex-mulher dele,
que diz já estar separada
há sete anos. Ela relatou
que seus filhos chegaram
em casa dizendo que Ca-
eltonestavanunarua.Em
seguida ele teria chegado
> SOMBRIO
Nanoitedesextafeira,
policiaismilitaresdoserviço
deinteligênciaeforçatarefa
da Polícia Militar deram
fim, com sucesso, a um tra-
balhode15dias.Ospoliciais
tinham conhecimento de
que Paula Silva estava tra-
ficandoemsuaprópriacasa,
nobairroNovaBrasília,em
Sombrio.
A Polícia Militar, que
estava de campana, abor-
dou um jovem que teria
saído da casa de Paula e
encontrou com ele uma
lata emformadecachimbo,
objeto que era usado para
consumiradroga,eelecon-
fessoutercompradoadroga
na casa de Paula.
na casa dela quebrando tudo
que via pela frente e pedindo
roupas. “Eu disse a ele que
iria pegar a roupa, nesse
momento ele me agarrou e
começou a me agredir. Meus
filhos e sobrinhos, vendo a
situação,partiramemminha
defesa. Os vizinhos também
foram até minha casa para
me socorrer e imobilizaram
ele até a polícia chegar”, con-
touamulherque demonstra-
vaestarassustada.Elatemia
APM se dirigiu a casa da
mulher, onde encontrou mais
três adultos e um bebê de
trêsmeses,filhodePaula.Foi
encontradodentrodacasa,em
umpotedefarinha,13pedras
decrackejuntodeumajovem
que estava no local foi encon-
tradoumaporçãodemaconha.
A criança foi levada pelo
Conselho Tutelar para casa
da avó, Paula e outras três
Homem faz bate-e-volta da cadeia
PM estoura mais uma boca de fumo
que o homem não ficasse
preso e pudesse tentar
alguma retaliação contra
ela ou os filhos.
A Polícia Militar deu
voz de prisão a Caeton,
que foi conduzido a dele-
gacia da Polícia Civil de
Sombrio, onde foram feitos
os procedimentos cabíveis
e o detento que não soube
gozarsualiberdade acabou
ficando menos de 48 hora
fora do xadrez.
pessoas foram conduzidas
a Delegacia da Polícia Civil
de Sombrio, onde ela ficou
presa por tráfico de drogas.
Paula que já tinha sido
presa pelo mesmo crime
em 2013, resistiu a prisão
dizendo que a droga não
era dela, mas também não
sabia explicar como estava
em um pote de farinha na
sua residência.
Publicidade14 Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
celular de volta.
A reportagem do Jor-
nal Correio do Sul conver-
sou com avó do menino,
que explicou que o apare-
lho foi comprado com uma
entrada de R$150,00 e vá-
rias parcelas de R$ 70,00.
“É importante ressal-
tar que todo produto com
um valor muito abaixo do
preço de mercado tem pro-
cedência duvidosa. Então
por mais que as pessoas
desejem ter aquele pro-
duto, seja ele qual for,
é importante verificar a
procedência para não aca-
bar tendo problemas com
a lei. No caso deste jovem
comprado do celular vai
responder por recepta-
ção”, alertou o sargento
Mariozan.
Geral 15Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
Ladrão foi detido nas proximidades do campo e o ‘esperto’
que pagou R$ 50,00 pelo aparelho também se deu mal
³Rapaz foi encaminhado a delegacia depois de confessar furto de um celular
³Lucas estava sendo monitorado e foi preso
PM recupera celular furtado em jogo
Sem Erro
> SOMBRIO
“Comprei este celu-
lar, que paguei em
várias vezes de R$70,00
para simplesmente
uma pessoa roubar do
meu neto e vender por
R$50,00, é muito triste”,
comenta uma avó.
A história começa no
distrito de Boa Esperan-
ça, onde o furto foi reali-
zado. A Polícia Militar foi
acionada e conversou com
a avó da vítima, que falou
aos policiais que seu neto
estava jogando futebol em
um campo da localidade,
deixando o celular aos
cuidados de um amigo.
A diversão acabou
quando Anderson de Sou-
za, figura carimbada da
polícia da região, chegou
próximo ao campo, pegou
o celular do menor e saiu
correndo. A PM foi atrás
do ladrão e o encontrou
ainda nas proximidades.
Mesmo tendo se pas-
sado pouco tempo,Ander-
son já tinha vendido o ce-
lular na comunidade, pela
quantia de R$50,00. Ele
recebeu voz de prisão por
furto e depois os policiais
foram até a residência do
morador que adquiriu o
celular furtado. Ele con-
fessou ter comprado o
aparelho por R$50,00 e
foi parar na delegacia de
Sombrio.
O garoto que jogava
bola, graças ao trabalho
rápido da Polícia Militar
pode ter seu tão sonhado
> SOMBRIO
Na noite de sábado,
profissionais do Departa-
mento de administração
Prisional(Deap)estiveram
na Delegacia da Polícia Ci-
vil de Sombrio conduzindo
para o sistema prisional o
traficante Lucas Correa,
que foi preso pela Polícia
Militardepoisdeumexten-
so trabalho na madrugada
de sexta-feira.
Segundo os policiais,
após receber denúncia de
que estava havendo tráfico
em uma casa na ‘Lomba
do Concom’, na Estrada
Geral Boa Esperança, o
serviço de inteligência da
PM de Sombrio iniciou um
trabalho de campana para
pegar o traficante com a
boca na botija.
Observandoaaçãodos
moradores e as contínuas
visitas na casa, em uma
determinada situação ain-
daemcampanaospoliciais
abordaram um homem
e uma mulher saindo do
local. Eles fizeram a abor-
dagemeencontraramuma
> REGIÃO
O montanhista e mo-
rador de Balneário Gaivota
Edmilson Espindula, um
dos pioneiros na região na
prática de esportes radi-
caias, abraçou mais uma
proposta diferente.Eleestá
reunindo amantes do rádio
amadorismo na região.
Segundo Edmilson, to-
dos os meios de comunica-
çãoexistentessão‘parentes’
dorádioamador,umveículo
que nunca sai de moda por
ter algumas características
próprias. Uma delas é fun-
pedra de crack e outra pedra
que o homem engoliu.
O fato somado ao conhe-
cimento que a PM já tinha
sobre a situação, a guarnição
entrou na casa e encontrou
Lucas Corrêa com 31 pedras
decrackembaladasparaven-
da. Também foi encontrada a
quantiadeR$120,00emcédu-
las. Enquanto as guarnições
efetuavam a abordagem à
residênciaumhomemchegou
cionar sem energia elétrica
e sem sinais telefônicos. Ou
seja, depois de uma catástrofe
como foi o Furacão Catarina,
por exemplo, em que nada
funcionava,orádioamadorera
a exceção, sendo muitas vezes
aúnicaformadecomunicação
em uma região.
“Temos outro exemplo
práticodousodorádioamador
dentro dos cânions da nossa
região. Ele funciona durante
todo o trajeto, diferente dos
celulares,quepormaismoder-
nos que sejam, em muitos lu-
garesnãoconseguemtersinal.
Setratandodeumatecnologia
A casa cai para traficante
Grupo reúne rádioamadores
tãoantiga,orádioamadoré
fascinante”, diz Edmilson.
Opreçodosequipamen-
tos varia muito, de somente
R150,00 a R$16 mil. Para
utilizá-loénecessáriopossuir
documentaçãoobtidajuntoa
Anatel(AgênciaNacional de
Telecomunicação),mediante
o pagamento de algumas
taxas.
“Quem se interessar
em fazer parte do grupo ou
apenas quiser saber mais
sobre rádio amadorismo
pode entrar em contato
comigo através das redes
sociais”, diz Edmilson.
com um cachimbo na mão
e com dinheiro (seis reais)
para comprar pedra. Ele
admitiu que já comprou
drogapelomenosseisvezes
de Lucas.
Todos os envolvidos
foram encaminhados a De-
legacia de Polícia Civil de
Sombrio, de onde os usu-
ários foram liberados e o
traficante encaminhado ao
presídio.
16 Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015 Publicações Legais
ESTADO DE SANTA CATARINA
PREFEITURA MUNICIPAL DE
SOMBRIO
ESTADO DE SANTA CATARINA
PREFEITURA MUNICIPAL DE
ARARANGUÁ
EDITAL DE INTIMAÇÃO
ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Titular do TABELIONATO DE
NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS desta Comarca de Sombrio,
situado na Av. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533-0318 - CEP
88960-000, atendimento das 08:00h - 12:00h e 14:00h - 18:00h,
faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITAL virem,
que se encontram nesse tabelionato para serem protestados,
decorrido o prazo legal de 03 (três) dias úteis, por não terem sido
encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a
tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo
discriminados. Ficam esclarecidos, também, de que nesse mesmo
prazo poderão apresentar resposta escrita, que não impedirá a
lavratura do protesto.
PROT. APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ
Prot: 137363; Devedor(es): CLECIANE PETRY - 036.566.849-44,
End: Travessa Br 101, S/N, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de
pagamento; Ced: MONSTRINHO IND E COM DE CONFECCOES;
Sac: MONSTRINHO IND E COM DE CONFECCOES; Tit: 23517
;Apr: FCDL; VEN: 16/06/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil
por Indicação; Val: R$ 624,95 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.:
R$ 67,62. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$
0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 11,67 - Digitalização
R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 67,62.
Prot: 137306; Devedor(es): COMERCIO E CONFECCOES
BIANGEL LTDA - 02.461.187/0001-56, End: Rod. Sc Km 495,
3840, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento;
Ced: BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SA;
Sac: NEKI CONFECCOES LTDA; Tit: 41875-1-1 ; Apr: BANCO
SANTANDER SA; VEN: 22/07/2015; Esp: Duplicata de Venda
Mercantil por Indicação; Val: R$ 510,96 + Juros Legais (1%
a.m.); Emol.: R$ 65,05. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 -
Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 9,10
- Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 65,05.
Prot: 137376; Devedor(es): CONFECÇÕES MACEDO LTDA
ME - 10.289.364/0001-97, End: Rodovia José Tiskoski, 4039,
BALNEÁRIO GAIVOTA; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento;
Ced: INWIKO IND E COM DE MALHAS LTDA; Sac: INWIKO
IND E COM DE MALHAS LTDA; Tit: 04549-H ; Apr: BANCO DO
BRASIL SA; VEN: 24/07/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil
por Indicação; Val: R$ 437,55 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.:
R$ 65,05. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$
0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 9,10 - Digitalização
R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 65,05.
Prot: 137359; Devedor(es): MARCELI MARCELINO RAUPP -
075.442.089-23, End: Rua João Manoel Scheffer, S/N, Sombrio;
Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MONSTRINHO IND
E COM DE CONFECCOES; Sac: MONSTRINHO IND E COM
PROCESSO DE ESCOLHA DO CONSELHO TUTELAR
ACT – EDITAL 001-2015 – CMDCA.
Área: Conselho Tutelar
Cargo: Conselheiro Tutelar
NOME DO CANDIDATO.....................................................NOTA
Carla Gomes Borges .............................................................. 7.0
Diandra do Nascimento Albino................................................ 7.5
Ducilai de Souza..................................................................... 9.0
Lutiani Espelocin de Lima....................................................... 7.5
Marcia Giani da Rosa Marguti ................................................ 8.0
Município de Sombrio - SC, 31 de julho de 2015.
Marielis Mateus Tavares
Presidente CMDCA
AVISO DE RESULTADO DA LICITAÇÃO DESERTA
A Comissão Permanente de Licitação nº 38/2015, na modalidade
Tomada de Preços para contratação de empresa do ramo
pertinente para execução de serviços e fornecimento de materiais
DE CONFECCOES; Tit: 42285 ; Apr: FCDL; VEN: 05/04/2015;
Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 208,08
+ Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$
13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50
- Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos
R$ 46,96.
Certifico, para os devidos fins, que o presente edital foi afixado
no mural da serventia em: 03/08/2015.
Sombrio - SC, 03/08/2015
ARLINDO EDÍLIO DA ROSA
necessários a construção de 01 (uma) academia de saúde
(intermediária) no bairro Morro dos Conventos, foi declarada
DESERTA, por não ter aparecido interessados as 09h00 do dia
31 de julho de 2015.
Araranguá, 31 de julho de 2015.
Gesse Espindola Gomes - Presidente Interino da CPL
Errata
Na edição nº 4723, do Jornal Correio do Sul, publicada na sexta-
feira, dia 31 de julho, na página 13, de Publicações Legais,
um edital que consta em seu cabeçalho como ‘Prefeitura de
Balneário Gaivota’, deve-se ler PREFEITURA MUNICIPAL DE
ARARANGUÁ.
A troca deu-se por um erro involuntário de diagramação.
Publicidade 17Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
18 Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015 Publicidade
Entrevista 19Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
[PeloEstado] - Tem crise
para o BRDE?
Neuto De Conto - Tenho 77
anos e passei por algumas crises.
Fui relator do Plano Real. Vivi
2,5% de inflação ao dia. Vi o Bra-
sil dando calote no mundo. O que
estamos passando agora é maro-
linha (risos). Sabe-se que existem
focos de desequilíbrio, mas mui-
to pouco percebidos no banco. É
lógico que a turbulência social, o
desencontro político, o desequilí-
brio econômico, juntos, chegando
ao banco, geram preocupação, es-
pecialmente por se tratar de uma
instituição de fomento, presente
em Santa Catarina, Paraná e Rio
Grande do Sul. Esse clima se re-
flete nos negócios, sim, porém,
não na velocidade que se prega
na imprensa todos os dias. Quase
nada, em função justamente de
sermos um banco de fomento e,
ainda, concentrado em áreas pro-
dutivas.
[PE] - Por exemplo...
De Conto - Agronegócio, ener-
gia, inovação... são áreas em fran-
co desenvolvimento. E nós, como
grandes produtores de proteínas,
principalmente frango, suínos e
leite, temos um bom cenário. Não
são só os brasileiros, mas os 184
países do mundo estão à procura
de comida. Isso é um fator muito
forte e a perspectiva para o Sul
do Brasil, nos próximos anos, é
de um avanço considerável. Vá-
rios fatores contribuem para isso,
como falta de terra agricultável no
mundo e o crescimento popula-
cional. A expansão demográfica
é permanente e contínua. O que
não é permanente de contínua é o
crescimento da oferta de alimen-
tos. E, neste momento específico,
o câmbio também favorece.
[PE] - Dentro desse cenário,
qual a avaliação do primeiro
semestre?
De Conto - Ampliamos os re-
sultados em relação ao primeiro
semestre de 2014. Tanto em nú-
meros quanto em volume de con-
tratos e rentabilidade, cumprimos
todasasmetas.Estamoschegando
PeloEstado Entrevista NEUTO FAUSTO DE CONTO
Formado em Contabilidade e empresário, assumiu a presidência do Banco Regional
de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) em março. Filiado ao PMDB-SC, já foi
presidente dos conselhos de Administração do BESC e do Badesc, e respondeu pelas
secretarias de Estado de Negócios do Oeste, Agricultura, Fazenda e da Casa Civil.
Na vida política, foi vereador (São Miguel do Oeste), deputado estadual, deputado
federal e senador da República. Nessa entrevista exclusiva à Coluna Pelo Estado,
Neuto De Conto afirma que “a crise é uma marolinha” se comparada a outras que
vivenciou, fala sobre o papel do BRDE em ações do governo de Santa Catarina e
ainda do esforço para a recriação da Superintendência de Desenvolvimento da
Região Sul (Sudesul), que pode trazer recursos federais importantes para a região: “O
Sul precisa disso”. No primeiro semestre, o BRDE contratou R$ 1,8 bilhão em quase
5 mil operações de financiamento no Sul do país. O incremento sobre igual período
de 2014 foi de 56,7%. Só em Santa Catarina, o banco contratou R$ 475,9 milhões e a
maior parte das operações do estado resulta da democratização do crédito.
a R$ 100 milhões em rentabilida-
de. Em contratos, financiamos R$
1,8 bilhão em várias linhas. Só em
Santa Catarina, com o FUNDAM,
temos quase 400 contratos. Se
formos ver os repasses para o mi-
cro e o pequeno crédito, operado
por convênio com cooperativas de
crédito, são mais de 15 mil contra-
tos. Por exemplo, uma cooperati-
va de crédito de Blumenau tomou
R$ 63 milhões e fez milhares de
empréstimos de R$ 3 mil. É o se-
gundo maior contrato desse tipo
do Brasil. Ainda financiamentos
pelo Pronaf (Programa Nacional
de Fortalecimento da Agricultu-
ra Familiar) e, agora, assinamos
uma linha de crédito de R$ 20
milhões para o comércio que es-
tamos chamando de mini finan-
ciamento. Estamos consolidados
no setor produtivo e, com isso,
também via convênios, vamos
entrar no segmento de comércio
e serviços, firmando contratos de
R$ 3 mil a R$ 15 mil e com juros
diferenciados.
[PE] - Como está o programa
de incentivo à logística de ar-
mazenagem?
De Conto - É um programa com
50% dos juros subsidiados pelo
governo do Estado de Santa Ca-
tarina, através do Fundo Agro-
pecuário, com prazos de 20 anos
para pagamento. Nossa deficiên-
cia é de 2,2 milhões toneladas.
Por não termos armazéns, somos
obrigados a exportar na época da
safra, a preço baixo e sem tribu-
tos. Depois temos que recomprar
o mesmo produto com crédito
presumido dos outros estados
para abastecer o nosso mercado.
Em 2014 financiamos estruturas
de armazenagem para apenas 5,1
milhões de sacas. Ou seja, o cami-
nho a percorrer é longo. Temos
projetos em análise para ampliar
esse volume.
[PE] - O BRDE é parceiro
em ações do governo catari-
nense, como a que culminou
com a vinda da BMW. Tem
algum outro negócio vindo
para Santa Catarina com o
apoio do BRDE?
De Conto - Temos vários, mas o
banco é um fomentador de todo
setorprodutivo.Aestruturaçãodo
projeto BMW foi realizada dentro
do BRDE. Agora, o governo lan-
çou o programa SC + Energia
Limpa, que está envolvendo
todos os segmentos do governo
para que se encontrem soluções
que deem celeridade à implanta-
ção de projetos nessa área. E nós
somos um grande financiador.
Não só desse programa. Somos
praticamente o único banco fi-
nanciador de pequenas centrais
hidrelétricas (PCHs) em Santa
Catarina. Temos 90% das PCHs
financiadas pelo BRDE através de
repasses do BNDES (Banco Na-
cional de Desenvolvimento Eco-
nômico e Social).
[PE] - Como está sendo tra-
tado o SC+Energia Limpa? E
a micro geração de energia?
De Conto - O BRDE vai aplicar
tudo o que for necessário para o
sucesso desse programa. Já finan-
ciamos aqui umas 50 PCHs, de 1
a 135 MW, por vezes com parce-
rias. Ninguém ficará sem recur-
sos para projetos viáveis. Ou nós
financiamos ou encaminhamos
para o BNDES financiar. Quanto
à micro geração de energia, nor-
malmente exige poucos recursos.
Por termos um quadro diminuto
de pessoal, repassamos para as
cooperativas operarem esses fi-
nanciamentos. Não temos como,
com 500 funcionários e presentes
em três estados, abraçar tudo. Va-
mos acabar fazendo mal feito. Por
isso as parcerias são importantes.
[PE] - Há outras novidades?
De Conto - Estive conversan-
do com o governador Raimundo
Colombo sobre o Inova BRDE.
Temos em carteira para lançar,
já em agosto, mais de R$ 100 mi-
lhões só em inovação. Vamos bus-
car nichos de desenvolvimento de
ideias. Poderia citar vários proje-
tos, mas cito um que já está em
andamento, em Chapecó, para
transformar casca de mandioca
emfibraparaoconsumohumano,
com propriedades benéficas para
a saúde. Outro é para aproveita-
mento de pneus descartados. Ou
seja, além da geração de emprego
e renda, há nesses dois projetos o
aspecto da sustentabilidade.
[PE] - A função social do
BRDE tem sido cumprida?
De Conto - Temos uma ação so-
cial muito forte, realizada através
dos financiamentos que libera-
mos. Como exemplo, aprovamos
R$ 20 milhões para micro crédi-
to, para o pequeno empreende-
dor desenvolver sua atividade e
crescer. Esses recursos serão dis-
tribuídos para as Organizações da
Sociedade Civil de Interesse Pú-
blico (Oscips) com as quais temos
parceriano estado. Elas vão reali-
zar as operações. Ainda estamos
tratando disso com o governo do
Estado, mas a intenção é que se-
jam financiamentos a juro zero.
[PE] - O senhor acredita que
o Executivo vai reeditar o
Fundo de Apoio aos Municí-
pios (Fundam)?
De Conto - A experiência com o
Fundam foi excelente para o go-
verno e para os municípios, com
um saldo muito positivo de ati-
vidades. Às vezes as pessoas não
sabem o porquê de a receita do
Estado não cair no mesmo nível
registrado por outros estados. É
porque tem investimento na base,
seja para o micro, o médio ou o
grande empreendimento. O di-
nheiro faz girar riqueza e esse giro
rende tributos. O Fundam finan-
ciou 955 equipamentos, 526 qui-
lômetros de pavimentações em
1.327 ruas. Sem falar em creches,
escolas, obras para saúde, lazer,
assistência social ou mobilidade!
O governo é muito simpático à
reedição, sim. Estamos conver-
sando, mas ainda não temos uma
definição. O primeiro foi com re-
cursos não reembolsáveis e o se-
gundo pode ter mudança nesse
sentido, com fundo rotativo, sem
juros, ou com a definição de li-
nhas prioritárias de atuação.
[PE] - A retomada da Supe-
rintendência de Desenvolvi-
mento da Região Sul (Sude-
sul) passa pelo BRDE?
De Conto - Sim. Só cinco estados
não recebem fundos constitucio-
nais e orçamentários por meio
dessas superintendências: os três
do Sul (SC, RS e PR), Rio de Ja-
neiro e São Paulo. Mas esses dois
têm os royalties do petróleo. Os
demais, receberam R$ 38 milhões
do governo federal em 2014. Por
isso os governadores do Sul dele-
garam ao BRDE estudar a recria-
ção do Sudesul em novos moldes,
com outros princípios e finalida-
des. Estamos trabalhando nisso
há quase dois anos e levantamos
170 projetos de infraestrutura,
nas áreas de portos, aeroportos,
rodovias e ferrovias, além dos
dados econômicos. Fizemos inú-
meras reuniões com o Ministério
da Integração Nacional e levamos
o projeto ao vice-presidente Mi-
chel Temer e à presidenta Dilma
Rousseff. Agora esbarramos na
decisão política. Precisamos que a
presidenta diga que aceita a cria-
ção da Sudesul para que de fato
aconteça. Já falei ao governador
Colombo que precisamos da par-
ceria dele para esse convencimen-
to e para que se faça uma medida
provisória ou lei complementar
criando a nossa superintendência
de desenvolvimento. Se recebês-
semos a mesma porcentagem que
vai para a Sudam, seriam R$ 8 bi-
lhões por ano para os três estados.
Usaríamos esses valores só para
elaborar projetos e buscaríamos
recursos para a construção em ou-
tras fontes. O Sul precisa disso. A
Sudam recebeu R$ 7 bilhões, Su-
dene R$ 21 bilhões e a Sudeco, R$
6,4 bilhões. Nós temos 15% da po-
pulação brasileira, respondemos
por 16% do PIB (Produto Interno
Bruto) nacional e por 13% na ar-
recadação dos impostos federais.
Das 27 unidades da federação, 18
recebem mais do que pagam para
a União. Os outros nove, pagam
mais do que recebem, e o Sul está
entre eles. Portanto, não ajudar o
Sul é tirar recursos do Norte e do
Nordeste.
“Dinheiro faz girar riqueza e rende tributos”
Andréa Leonora | Foto: Divulgação BRDE Florian��oli�� ��Florian��oli�� �� 03Ago15
CENTRAL DE DIÁRIOS
VINTE E NOVE INTEGRADOS
DIÁRIOS
INTEGRADOS
PRESENÇA EM
62% DE SC
PeloEstado
peloestado@centraldediarios.com.br
www.centraldediarios.com.br
SEGUNDA-FEIRA, 3 DE AGOSTO DE 2015
as boas jogadas, que
quase resultaram em
empate. Em uma linda
bicicleta o placar quse
ficou igual, com a bola
passando muito perto
da trave do goleiro Tiago.
Só que de nada
adiantou a insistência
do Leão Baio, pois o mais
querido do Sul soube jo-
gar até o final, e mereceu
a vitória. Vitória essa
bastante comemorada
pelos jogadores, comis-
são técnica, diretoria e
a torcida do Araranguá
que compareceu e aplau-
diu de pé o seu time.
O Araranguá jogou
com: Tiago, Giliard, Ju-
liano, Jakson e Ranie-
re; Maykon Borges, Re-
que terminou no gol do
jogador Ramos. Em se-
guida foi a vez da torcida
do AEC soltar o grito de
gol que estava preso na
garganta,quando Ju-
liano em um lindo gol,
empatou a partida.
O jogo ficou caden-
ciado, e o AEC mais uma
vez deu alegria aos seus
torcedores, quando Re-
anan marcou o segundo
do mais querido do sul.
O gol da virada fez os
torcedores voltarem ao
passado e relembrar a
grande final contra o
próprio Inter de Lages,
pela Copa Santa Cata-
rina.
A segunda etapa não
foi diferente, e as duas
equipes buscavam o gol.
O Araranguá mesmo
vencendo não se retran-
cou, e o Inter, tocando
melhor a bola, tentava
de todas as formas bus-
car o empate. Geraldo
fez várias substituições,
assim como o treinador
do Inter, e o jogo ficou
movimentado. O Inter
pressionava, porém a
defesa do AEC estava
bem postada e afastava
o perigo. O treinador do
Inter colocou em campo
o experiente atacante
Schwenck, e foram dele
rem em campo, atletas
conversaram entre si e
escutaram o treinador
Jaime, que se emocio-
nou e chorou ao falar
com os seus ex jogadores
campeões da Copa Santa
Catarina, vestindo a ca-
misa do AEC.
O atual presidente
Amistoso
> ARARANGUÁ
Em tarde de fes-
ta no Centro de
Treinamentos Emerson
Almeida, o Araranguá
Esporte Clube entrou em
campo para um grande
amistoso com o Interna-
cional de Lages, terceiro
colocado do campeonato
catarinense desse ano,
e que está disputando a
serie D do Brasileirão.
As duas equipes en-
traram em campo dis-
postas a vencer, o AEC
para também convencer
os torcedores e mostrar
serviço ao treinador Ge-
raldo, enquanto se pre-
para para a disputa do
regional da Larm, que
começa dia 23. O time
da Serra tinha o mesmo
objetivo.
Com a presença da
torcida empurrando o
Araranguá desde o início,
o jogo foi bastante dis-
putado, e quem pensava
que seria um amisto-
so leve, se enganou. Os
dois times buscavam o
gol a todo momento, o
Inter com as investidas
do meia Athos, e o AEC
com um meio campo bem
montado.
O Inter foi quem saiu
na frente em boa jogada
Segunda-feira, 3 de agosto de 2015
³ 10-50-57-67-70CONCURSO
3.847
QUINA 01/08
³ 03-08-28-39-42-59
CONCURSO
1.728
MEGA SENA
01/08
Juliano e Renan foram os autores dos gols do mais querido do sul, que foi para cima do Leão Baio da Serra
Muita garra
Preliminar
AEC empata
AEC vira e vence Inter de Lages
nan, Ricardo Zeferino,
Luis Henrique e Maicon
Viana. Maykon Curió.
Ainda entraram: Edipo,
Marcel, Jean, Mauricio,
Felipe Sasso, Leandro,
Esquerdinha, Regis e
Nathan.
Na preliminar, em
uma grande festa, ex
jogadores do AEC se
reuniram para receber
homenagens e também
jogar uma partida diante
do Máster do Criciúma.
O jogo emocionou muitos
jogadores e torcedores.
Antes mesmo de entra-
Cleder Maciel do Araranguá, Ramon
Mattos, também con-
versou com os atletas,
deu boas vindas e falou
emocionado sobre o pas-
sado do time.
A partida dos ex jo-
gadores do Araranguá
contra o Máster do Cri-
ciúma acabou empatada
em 1 x 1, com o time do
AEC abrindo o placar
com Batista em cobran-
ça de escanteio de Caio,
mas Edmilson Mondardo
empatou para o Tigre.
O Araranguá jogou
com: Beto, Daniel Perei-
ra, Venicio, Vanderlei e
Geraldo; Valdir, Almir
Gaúcho, Batista e João
Ricardo, Veneza e Caio.
Ainda entraram na par-
tida: Marinho, Foguete,
Darlei, Mussum, Nani-
nho, Everaldo, Pereira e
Volnei. Compareceram
no jogo, Colonetti, Ado,
Valcir, o treinador Jaime
Schmidt e o massagista
Chico.
2 Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
> RIO DE JANEIRO
Dez anos depois,
Maurício "Shogun" Rua
e Antônio Rogério "Mino-
touro" Nogueira se reen-
contraram, e o resultado
foi o mesmo da primeira
luta entre os dois: vitória
do curitibano Shogun por
decisão unânime (triplo
29-28), neste sábado,
na Arena da Barra. O
coevento principal do
UFC Rio 7 (UFC 190)
não teve o mesmo rit-
mo do combate de 26 de
junho de 2005, válido
pela segunda rodada do
GP peso-médio do Pride
e considerado um dos
Em revanche no UFC Rio, Shogun
vence Minotouro pela segunda vez
Ronda precisou de 64 segundos para
vencer suas últimas três lutas do UFC
MMA
> RIO DE JANEIRO
Aexpectativa foi
grande, as pro-
vocações foram intensas,
mas a luta mesmo só
durou 34 segundos. Ain-
da não foi dessa vez que
descobriram uma forma
de parar Ronda Rousey.
A confiança de Bethe
Correia nos momentos
que antecederam o com-
bate não foi o suficiente
para intimidar a loira e
acabar com seu domínio
na divisão feminina dos
galos (até 61kg). Com
um soco logo no iní-
cio do primeiro round,
a americana venceu a
brasileira Bethe Correia
por nocaute. Somando o
tempo que Ronda preci-
sou para vencer as suas
últimas três lutas do
UFC, ela gastou apenas
64 segundos dentro do
octógono.
melhores da história do
MMA, mas empolgou
o público com grandes
momentos para ambos
os lados. A torcida, con-
tudo, vaiou a decisão a
favor de Shogun; em sua
maioria, a plateia apoia-
va Minotouro, que treina
a poucos quilômetros de
distância do ginásio, no
Recreio dos Bandeiran-
tes, bairro da Zona Oeste
do Rio de Janeiro.
> PORTO ALEGRE
Maisumavez,após
a eliminação na
Libertadores, o Inter não
consegue vencer no Brasi-
leirão. Apesar da pressão
no final do jogo, o time de
Diego Aguirre ficou no 0
a 0 com a Chapecoense,
no Beira-Rio, e segue sem
engrenar na competição.
O Verdão do Oeste ainda
perdeuachancemaisclara
dojogo,quandoTiagoLuís
parouemdefesaespetacu-
lar de Alisson, no segundo
tempo.
O empate mantém
ambos separados por 2
pontos na tabela - 23 dos
catarinenses, em nono,
contra 21 dos gaúchos, em
10º. Na próxima rodada,
o Inter encara o clássico
Gre-Nal, no domingo, às
18h30, naArena. Já o Ver-
dão enfrentará, no mesmo
dia e horário, o Figueiren-
se,emduelolocaldeSanta
Catarina.
O Inter trabalha para
esquecer a decepção cau-
sada pela eliminação na
Libertadores. Inclusive,
também parece que não
terá mais a intensidade
dos tempos da competição
continental. Se há alguns
meses o Colorado passava
Política 3Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
> RIO DE JANEIRO
Na estreia de Ronal-
dinho Gaúcho, o Flumi-
Na estreia de Ronaldinho, Fluminense bate o Grêmio
nense bateu o Grêmio
por 1 a 0, na noite deste
sábado, no Maracanã.
Com o resultado, o Trico-
lor carioca ultrapassou
o gaúcho e pulou para
o terceiro lugar com 30
pontos, mas ainda pode
sair do G-4 neste domin-
go, no complemento da
rodada, caso Palmeiras
e Sport vençam seus jo-
gos (contra Atlético-PR e
Cruzeiro, respectivamen-
te). Já o Grêmio, há três
partidas sem vencer, caiu
para sétimo e ainda pode
perder uma posição neste
domingo, caso o Furacão
vença o Verdão em São
Paulo.
O jogo teve dois tem-
pos distintos. No primei-
ro, muito equilibrado, o
Brasileirão
Alissonsalva,eInterficanoempate
comaChapecoensenoBeira-Rio
por cima de rivais nos
minutos iniciais, neste
domingo foi a Chapeco-
ense que quase marcou
com Bruno Rangel. O que
deixouclarodesdeoinício:
o Verdão não apenas tra-
balhariaparaimpedirque
osdonosdacasajogassem.
Após mais de 60 dias,
Eduardo Sasha e Valdívia
retomaram parceria mar-
cada pela velocidade. O
segundo,porém,foioúnico
aserfiguraimportantedos
vermelhos.Artilheirocolo-
rado no ano, com 12 gols,
não aumentou a conta na
etapa inicial por conta de
Danilo, que parou o meia
em duas oportunidades,
uma delas em finalização
dedentrodapequenaárea.
TiagoLuíseAnanias,insi-
nuantes, foram perigosos
nos contra-ataques.
Foi justamente Tiago
Luís que protagonizou um
lance extraordinário com
Alisson. O atacante domi-
nou um balão da defesa,
despretensioso,earrancou
livre. Correu uns 30m até
ficar frente a frente com
o goleiro colorado. Deu o
toqueetiroudocamisa22.
Ou melhor, achou que ha-
via feito isso. Alisson voou
e deu um tapa com a mão
direita, salvando o Inter.
O lance exemplifica um
buraco deixado no meio-
-campo. Por ali, Wagner e
o próprio Tiago Luís circu-
laram com facilidade, sem
incômodo dos marcadores.
E criaram perigos, que
estancaram com a saída
de Anderson e entrada de
Wellington Martins. Logo
depois, Eduardo Sasha
acertou o travessão de
Danilo.Apressãocolorada,
porém, não surtiu efeito -
Alisson ainda salvaria no
último lance, em desvio
de Maranhão na pequena
área.
Grêmio chegou a ter mais
posse de bola (57% contra
43%). No segundo, com a
expulsão de Walace logo
aos quatro minutos, por
falta em Marcos Júnior,
foi ataque contra defesa,
com o Fluminense pres-
sionando muito atrás do
gol - que saiu com o pró-
prio Marcos Júnior, aos
31. O Tricolor gaúcho ain-
da perdeu um gol incrível
aos 43, com Pedro Rocha,
numa jogada em que os
gremistas reclamaram
um pênalti não marcado
de Wellington Paulista
em Edinho.
e Boa Esporte, a meta é
clara: conquistar 100% de
aproveitamento em Santa
Catarina.Esse,pelomenos,
é o discurso do técnico De-
jan Petkovic.
- Estamos abaixo da
pontuação que a gente
desejou. Agora precisamos
nos dois jogos em casa
pontuar - explicou o co-
mandanteapósoresultado
conquistado em Minas, na
sexta-feira.
4 Correio do Sul
Segunda-feira,
3 de agosto de 2015
Brasileirão Série B
Brasileirão Série ATigre quer usar tabela de
agosto e crescer na Série B
> CRICIÚMA
Para alguns, 30 dias
de desgosto. Para
outros, da recuperação. É
destaformaqueoCriciúma
olha e encara a tabela de
jogos do Campeonato Bra-
sileiro em agosto. Das cinco
partidas previstas para o
oitavo mês do ano de 2015,
três delas serão realizadas
com o apoio e força dos tri-
colores nas arquibancadas
doestádioHeribertoHülse.
O primeiro desafio será no
próximo sábado, dia 7, às
19h30, diante do Oeste,
equipepaulistacomcampa-
nha semelhante a do Tigre.
Gol Criciúma x Bahia
(Foto: Fernando Ribeiro/
www.criciumaec.com.br)
Time comemora gol
anotado contra o Bahia
(Foto: Fernando Ribeiro/
www.criciumaec.com.br)
Na sequência, mais
um duelo no Majestoso,
contra o Paysandu, no dia
11. Depois de dois empates
fora de casa, com Botafogo
Aúltimarodadadotur-
no será bem longe de casa.
Em Alagoas, o Criciúma
encerra a primeira fase da
Série B de 2015. O adver-
sário será o CBR, que tem
uma peça no elenco bem
conhecida do torcedor car-
voeiro: Zé Carlos, atacante
artilheiro e decisivo para
o acesso à Série A do time
em 2012. Por fim, Mogi
Mirim e ABC fecham a
sequênciadoscatarinenses
em agosto.
O duelo com os paulis-
tas, na primeira rodada,
em maio, traz boas lem-
branças. Sob o comando
de Moacir Junior, o Tigre
venceu por 2 a 1 e começou
com o pé direito a cami-
nhada em busca da vaga
na primeira divisão - os
gols foram marcados por
Douglas Moreira e Paulo
Sérgio. O sentimento pe-
rante o ABC é um pouco
diferente, já que o time
de Natal estragou a festa
da torcida do Criciúma e
conquistou o triunfo por 2
a 0 no Sul do estado.
Contrata:
A empresa Gato Mia Confecções LTDA,
localizada na Rua Padre João Reitz, nº 1184,
Bairro São Luiz, Sombrio/SC. Está contra-
tando PCD/ Pessoa com deficiência.
Interessados, podem comparecer na empre-
sa com currículo das 8hrs00 ás 18hrs00. Ou
se preferir, encaminhar o currículo por e-mail
aline@gatomia.net AC: Currículo PCD.
Confira a sequência de jogos do Criciúma em agosto:
- 07/08: Criciúma x Oeste
- 11/08: Criciúma x Paysandu
- 14/08: CRB x Criciúma
- 21/08 - Criciúma x Mogi Mirim
- 29/08 - ABC x Criciúma

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014
Gazeta Santa Cândida
 
Jornal digital 4675_seg_25052015
Jornal digital 4675_seg_25052015Jornal digital 4675_seg_25052015
Jornal digital 4675_seg_25052015
Jornal Correio do Sul
 
Serrano nº 201
Serrano nº 201Serrano nº 201
Serrano nº 201
Ecos Alcântaras
 
Paraná notícias
Paraná notíciasParaná notícias
Paraná notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal digital 4647_ter_14042015
Jornal digital 4647_ter_14042015Jornal digital 4647_ter_14042015
Jornal digital 4647_ter_14042015
Jornal Correio do Sul
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
prefeituraguaruja
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Diário Oficial: 12-12-2015
Diário Oficial: 12-12-2015Diário Oficial: 12-12-2015
Diário Oficial: 12-12-2015
Prefeitura Guarujá
 
Jornal digital 4715 ter-21072015
Jornal digital 4715 ter-21072015Jornal digital 4715 ter-21072015
Jornal digital 4715 ter-21072015
Jornal Correio do Sul
 
Serrano edição 241
Serrano edição 241Serrano edição 241
Serrano edição 241
Ecos Alcântaras
 
Informativo 28 maio finalizado
Informativo 28 maio finalizadoInformativo 28 maio finalizado
Informativo 28 maio finalizado
Sintect RO
 
Pg 3
Pg 3Pg 3
Jornal digital 4746 qua-02092015
Jornal digital 4746 qua-02092015Jornal digital 4746 qua-02092015
Jornal digital 4746 qua-02092015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE PERNAMBUCO - 05/07/2013
DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE PERNAMBUCO - 05/07/2013DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE PERNAMBUCO - 05/07/2013
DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE PERNAMBUCO - 05/07/2013
Tudo em Mãos.com.br
 
Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4680_seg_01062015
Jornal digital 4680_seg_01062015Jornal digital 4680_seg_01062015
Jornal digital 4680_seg_01062015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal digital 27-03-17
Jornal digital 27-03-17Jornal digital 27-03-17
Jornal digital 27-03-17
Jornal Correio do Sul
 
Diário Oficial: 15-12-2015
Diário Oficial: 15-12-2015Diário Oficial: 15-12-2015
Diário Oficial: 15-12-2015
Prefeitura Guarujá
 

Mais procurados (20)

GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014
 
Jornal digital 4675_seg_25052015
Jornal digital 4675_seg_25052015Jornal digital 4675_seg_25052015
Jornal digital 4675_seg_25052015
 
Serrano nº 201
Serrano nº 201Serrano nº 201
Serrano nº 201
 
Paraná notícias
Paraná notíciasParaná notícias
Paraná notícias
 
Jornal digital 4647_ter_14042015
Jornal digital 4647_ter_14042015Jornal digital 4647_ter_14042015
Jornal digital 4647_ter_14042015
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Diário Oficial: 12-12-2015
Diário Oficial: 12-12-2015Diário Oficial: 12-12-2015
Diário Oficial: 12-12-2015
 
Jornal digital 4715 ter-21072015
Jornal digital 4715 ter-21072015Jornal digital 4715 ter-21072015
Jornal digital 4715 ter-21072015
 
Serrano edição 241
Serrano edição 241Serrano edição 241
Serrano edição 241
 
Informativo 28 maio finalizado
Informativo 28 maio finalizadoInformativo 28 maio finalizado
Informativo 28 maio finalizado
 
Pg 3
Pg 3Pg 3
Pg 3
 
Jornal digital 4746 qua-02092015
Jornal digital 4746 qua-02092015Jornal digital 4746 qua-02092015
Jornal digital 4746 qua-02092015
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE PERNAMBUCO - 05/07/2013
DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE PERNAMBUCO - 05/07/2013DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE PERNAMBUCO - 05/07/2013
DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE PERNAMBUCO - 05/07/2013
 
Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015
 
Jornal digital 4680_seg_01062015
Jornal digital 4680_seg_01062015Jornal digital 4680_seg_01062015
Jornal digital 4680_seg_01062015
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Jornal digital 27-03-17
Jornal digital 27-03-17Jornal digital 27-03-17
Jornal digital 27-03-17
 
Diário Oficial: 15-12-2015
Diário Oficial: 15-12-2015Diário Oficial: 15-12-2015
Diário Oficial: 15-12-2015
 

Destaque

Senaforos smc
Senaforos smcSenaforos smc
Senaforos smcSENA
 
Jornal digital 4804_qui_26112015
Jornal digital 4804_qui_26112015Jornal digital 4804_qui_26112015
Jornal digital 4804_qui_26112015
Jornal Correio do Sul
 
Jwc14 Joomla Day Brasilia 2014
Jwc14 Joomla Day Brasilia 2014Jwc14 Joomla Day Brasilia 2014
Jwc14 Joomla Day Brasilia 2014
Ana Barcellos
 
Sintomas del autismo
Sintomas del autismoSintomas del autismo
Sintomas del autismo
maite -mamijul36
 
Uniqum. Презентация проекта.
Uniqum. Презентация проекта.Uniqum. Презентация проекта.
Uniqum. Презентация проекта.Валерий Пазюк
 
CityChlor: presentatie Insitu Chemische Oxidatie (ISCO)
CityChlor: presentatie Insitu Chemische Oxidatie (ISCO)CityChlor: presentatie Insitu Chemische Oxidatie (ISCO)
CityChlor: presentatie Insitu Chemische Oxidatie (ISCO)
Frank Pels
 
Jornal digital 4782_seg_26102015
Jornal digital 4782_seg_26102015Jornal digital 4782_seg_26102015
Jornal digital 4782_seg_26102015
Jornal Correio do Sul
 
JWC 2014: um ponto de vista
JWC 2014: um ponto de vistaJWC 2014: um ponto de vista
JWC 2014: um ponto de vista
Ana Barcellos
 
Jornal digital 4672_qua_20052015
Jornal digital 4672_qua_20052015Jornal digital 4672_qua_20052015
Jornal digital 4672_qua_20052015
Jornal Correio do Sul
 
Harifa
HarifaHarifa
Harifapage
 
Jornal digital 4738 sex-21082015
Jornal digital 4738 sex-21082015Jornal digital 4738 sex-21082015
Jornal digital 4738 sex-21082015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4791_seg_09112015
Jornal digital 4791_seg_09112015Jornal digital 4791_seg_09112015
Jornal digital 4791_seg_09112015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4725 ter-04082015
Jornal digital 4725 ter-04082015Jornal digital 4725 ter-04082015
Jornal digital 4725 ter-04082015
Jornal Correio do Sul
 
cultura investigativa otto gonzalez
cultura investigativa otto gonzalezcultura investigativa otto gonzalez
cultura investigativa otto gonzalez
ottogonzalez78
 
The Great Customer Experience
The Great Customer ExperienceThe Great Customer Experience
The Great Customer Experience
ClearAction
 
Eolica Energ
Eolica EnergEolica Energ
Eolica Energ
Kati Carrasco
 
My 20-year Personal Marketing Plan (Justin Leo Carpio)
My 20-year Personal Marketing Plan (Justin Leo Carpio)My 20-year Personal Marketing Plan (Justin Leo Carpio)
My 20-year Personal Marketing Plan (Justin Leo Carpio)
justincarpio
 
Breakfast@Bright: Vermogensplanning. Een praktijkgerichte greep uit de planni...
Breakfast@Bright: Vermogensplanning. Een praktijkgerichte greep uit de planni...Breakfast@Bright: Vermogensplanning. Een praktijkgerichte greep uit de planni...
Breakfast@Bright: Vermogensplanning. Een praktijkgerichte greep uit de planni...
Bright Advocaten
 
Clase nº4 5 revolucion inglesa- barroco y ciencia siglo xvii
Clase nº4  5 revolucion inglesa- barroco y ciencia siglo xviiClase nº4  5 revolucion inglesa- barroco y ciencia siglo xvii
Clase nº4 5 revolucion inglesa- barroco y ciencia siglo xvii
Andrea Aguilera
 

Destaque (20)

Senaforos smc
Senaforos smcSenaforos smc
Senaforos smc
 
Jornal digital 4804_qui_26112015
Jornal digital 4804_qui_26112015Jornal digital 4804_qui_26112015
Jornal digital 4804_qui_26112015
 
Jwc14 Joomla Day Brasilia 2014
Jwc14 Joomla Day Brasilia 2014Jwc14 Joomla Day Brasilia 2014
Jwc14 Joomla Day Brasilia 2014
 
Sintomas del autismo
Sintomas del autismoSintomas del autismo
Sintomas del autismo
 
Italia 1
Italia 1Italia 1
Italia 1
 
Uniqum. Презентация проекта.
Uniqum. Презентация проекта.Uniqum. Презентация проекта.
Uniqum. Презентация проекта.
 
CityChlor: presentatie Insitu Chemische Oxidatie (ISCO)
CityChlor: presentatie Insitu Chemische Oxidatie (ISCO)CityChlor: presentatie Insitu Chemische Oxidatie (ISCO)
CityChlor: presentatie Insitu Chemische Oxidatie (ISCO)
 
Jornal digital 4782_seg_26102015
Jornal digital 4782_seg_26102015Jornal digital 4782_seg_26102015
Jornal digital 4782_seg_26102015
 
JWC 2014: um ponto de vista
JWC 2014: um ponto de vistaJWC 2014: um ponto de vista
JWC 2014: um ponto de vista
 
Jornal digital 4672_qua_20052015
Jornal digital 4672_qua_20052015Jornal digital 4672_qua_20052015
Jornal digital 4672_qua_20052015
 
Harifa
HarifaHarifa
Harifa
 
Jornal digital 4738 sex-21082015
Jornal digital 4738 sex-21082015Jornal digital 4738 sex-21082015
Jornal digital 4738 sex-21082015
 
Jornal digital 4791_seg_09112015
Jornal digital 4791_seg_09112015Jornal digital 4791_seg_09112015
Jornal digital 4791_seg_09112015
 
Jornal digital 4725 ter-04082015
Jornal digital 4725 ter-04082015Jornal digital 4725 ter-04082015
Jornal digital 4725 ter-04082015
 
cultura investigativa otto gonzalez
cultura investigativa otto gonzalezcultura investigativa otto gonzalez
cultura investigativa otto gonzalez
 
The Great Customer Experience
The Great Customer ExperienceThe Great Customer Experience
The Great Customer Experience
 
Eolica Energ
Eolica EnergEolica Energ
Eolica Energ
 
My 20-year Personal Marketing Plan (Justin Leo Carpio)
My 20-year Personal Marketing Plan (Justin Leo Carpio)My 20-year Personal Marketing Plan (Justin Leo Carpio)
My 20-year Personal Marketing Plan (Justin Leo Carpio)
 
Breakfast@Bright: Vermogensplanning. Een praktijkgerichte greep uit de planni...
Breakfast@Bright: Vermogensplanning. Een praktijkgerichte greep uit de planni...Breakfast@Bright: Vermogensplanning. Een praktijkgerichte greep uit de planni...
Breakfast@Bright: Vermogensplanning. Een praktijkgerichte greep uit de planni...
 
Clase nº4 5 revolucion inglesa- barroco y ciencia siglo xvii
Clase nº4  5 revolucion inglesa- barroco y ciencia siglo xviiClase nº4  5 revolucion inglesa- barroco y ciencia siglo xvii
Clase nº4 5 revolucion inglesa- barroco y ciencia siglo xvii
 

Semelhante a Jornal digital 4724 seg-03082015

Jornal digital 4692_qui_18062015
Jornal digital 4692_qui_18062015Jornal digital 4692_qui_18062015
Jornal digital 4692_qui_18062015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4761_qui_24092015
Jornal digital 4761_qui_24092015Jornal digital 4761_qui_24092015
Jornal digital 4761_qui_24092015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4762_sex_25092015
Jornal digital 4762_sex_25092015Jornal digital 4762_sex_25092015
Jornal digital 4762_sex_25092015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4786_sex_30102015
Jornal digital 4786_sex_30102015Jornal digital 4786_sex_30102015
Jornal digital 4786_sex_30102015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4566 sex 12-12-14
Jornal digital 4566 sex 12-12-14Jornal digital 4566 sex 12-12-14
Jornal digital 4566 sex 12-12-14
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 19 03-18
Jornal digital 19 03-18Jornal digital 19 03-18
Jornal digital 19 03-18
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4751 qui-10092015
Jornal digital 4751 qui-10092015Jornal digital 4751 qui-10092015
Jornal digital 4751 qui-10092015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4793_qua_11112015
Jornal digital 4793_qua_11112015Jornal digital 4793_qua_11112015
Jornal digital 4793_qua_11112015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4559 qua-03-12-14
Jornal digital 4559 qua-03-12-14Jornal digital 4559 qua-03-12-14
Jornal digital 4559 qua-03-12-14
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4642_ter_07042015
Jornal digital 4642_ter_07042015Jornal digital 4642_ter_07042015
Jornal digital 4642_ter_07042015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4840_qui_21012016
Jornal digital 4840_qui_21012016Jornal digital 4840_qui_21012016
Jornal digital 4840_qui_21012016
Jornal Correio do Sul
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal digital 4618_ter_03032015
Jornal digital 4618_ter_03032015Jornal digital 4618_ter_03032015
Jornal digital 4618_ter_03032015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4570 qui 18-12-14
Jornal digital 4570 qui 18-12-14Jornal digital 4570 qui 18-12-14
Jornal digital 4570 qui 18-12-14
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4711 qua-15072015
Jornal digital 4711 qua-15072015Jornal digital 4711 qua-15072015
Jornal digital 4711 qua-15072015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4733 sex-14082015
Jornal digital 4733 sex-14082015Jornal digital 4733 sex-14082015
Jornal digital 4733 sex-14082015
Jornal Correio do Sul
 
Folha Notícias Regionais® | Oeste Paulista - Edição 120
Folha Notícias Regionais® | Oeste Paulista - Edição 120Folha Notícias Regionais® | Oeste Paulista - Edição 120
Folha Notícias Regionais® | Oeste Paulista - Edição 120
FolhaNR
 
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4659_qui_30042015
Jornal digital 4659_qui_30042015Jornal digital 4659_qui_30042015
Jornal digital 4659_qui_30042015
Jornal Correio do Sul
 

Semelhante a Jornal digital 4724 seg-03082015 (20)

Jornal digital 4692_qui_18062015
Jornal digital 4692_qui_18062015Jornal digital 4692_qui_18062015
Jornal digital 4692_qui_18062015
 
Jornal digital 4761_qui_24092015
Jornal digital 4761_qui_24092015Jornal digital 4761_qui_24092015
Jornal digital 4761_qui_24092015
 
Jornal digital 4762_sex_25092015
Jornal digital 4762_sex_25092015Jornal digital 4762_sex_25092015
Jornal digital 4762_sex_25092015
 
Jornal digital 4786_sex_30102015
Jornal digital 4786_sex_30102015Jornal digital 4786_sex_30102015
Jornal digital 4786_sex_30102015
 
Jornal digital 4566 sex 12-12-14
Jornal digital 4566 sex 12-12-14Jornal digital 4566 sex 12-12-14
Jornal digital 4566 sex 12-12-14
 
Jornal digital 19 03-18
Jornal digital 19 03-18Jornal digital 19 03-18
Jornal digital 19 03-18
 
Jornal digital 4751 qui-10092015
Jornal digital 4751 qui-10092015Jornal digital 4751 qui-10092015
Jornal digital 4751 qui-10092015
 
Jornal digital 4793_qua_11112015
Jornal digital 4793_qua_11112015Jornal digital 4793_qua_11112015
Jornal digital 4793_qua_11112015
 
Jornal digital 4559 qua-03-12-14
Jornal digital 4559 qua-03-12-14Jornal digital 4559 qua-03-12-14
Jornal digital 4559 qua-03-12-14
 
Jornal digital 4642_ter_07042015
Jornal digital 4642_ter_07042015Jornal digital 4642_ter_07042015
Jornal digital 4642_ter_07042015
 
Jornal digital 4840_qui_21012016
Jornal digital 4840_qui_21012016Jornal digital 4840_qui_21012016
Jornal digital 4840_qui_21012016
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Jornal digital 4618_ter_03032015
Jornal digital 4618_ter_03032015Jornal digital 4618_ter_03032015
Jornal digital 4618_ter_03032015
 
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
 
Jornal digital 4570 qui 18-12-14
Jornal digital 4570 qui 18-12-14Jornal digital 4570 qui 18-12-14
Jornal digital 4570 qui 18-12-14
 
Jornal digital 4711 qua-15072015
Jornal digital 4711 qua-15072015Jornal digital 4711 qua-15072015
Jornal digital 4711 qua-15072015
 
Jornal digital 4733 sex-14082015
Jornal digital 4733 sex-14082015Jornal digital 4733 sex-14082015
Jornal digital 4733 sex-14082015
 
Folha Notícias Regionais® | Oeste Paulista - Edição 120
Folha Notícias Regionais® | Oeste Paulista - Edição 120Folha Notícias Regionais® | Oeste Paulista - Edição 120
Folha Notícias Regionais® | Oeste Paulista - Edição 120
 
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
 
Jornal digital 4659_qui_30042015
Jornal digital 4659_qui_30042015Jornal digital 4659_qui_30042015
Jornal digital 4659_qui_30042015
 

Mais de Jornal Correio do Sul

Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018
Jornal Correio do Sul
 

Mais de Jornal Correio do Sul (20)

Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018
 
Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018
 
Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018
 
Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018
 
Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018
 
Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018
 
Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018
 
Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018
 
Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018
 
Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018
 
Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018
 
Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018
 
Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018
 
Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018
 
Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018
 
Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018
 
Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018
 
Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018
 
Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018
 
Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018
 

Jornal digital 4724 seg-03082015

  • 1. www.grupocorreiodosul.com.br ANO XXV EDIÇÃO Nº 4.724 SEGUNDA-FEIRA, 3 DE AGOSTO DE 2015 R$ 2,00 Grupo 26º 18º Sol com algumas nuvens. Não chove. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense Foto:RenataAngeloni Sombrio 4Página Nas Páginas Policiais -Fimdesemanaémarcado poracidentesdemoto -Brigadevizinhosliberabois paraandarnarua -Homemganhaliberdadee voltaacadeianodiaseguinte -PMrecuperacelularfurtado evendidoporR$50,00 Consegcomeça cadastramento doVizinhoAlerta
  • 2. Política Jarbas Vieira Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 jarbas@grupocorreiodosul.com.br (48) 9966.5326 CHARGEPor:CAZO “Não podemos ficar acomodados. Não podemos deixar que a crise chegue a Santa Catarina”. Ele disse: ‘ ‘Governador Raimundo Colombo (PSD) em reunião com os secretários de Estado na última semana. Araranguá:recursosfederaisestãogarantidos! E m passagem por Ara- ranguá, o deputado fe- deral Pedro Uczai (PT), líder da Frente Parlamentar Cata- rinense na Câmara dos Deputa- dos, garantiu que os recursos para as obras elencadas para a Cidade das Avenidas não serão represa- dos, apesar dos ajustes fiscais no orçamento anunciados pela equi- peeconômicadapresidenteDilma Rousseff (PT). “Posso afirmar que o Programa Mais Médicos terá dois cursos, sendo um em Curi- tibanos e o outro em Araranguá e quanto aos encaminhamentos com o grupo de trabalho para a Câmara de Vereadores de Sombrio realiza hoje, às 18h30min, uma sessão espe- cial no Centro de Educação Infantil do bairro Boa Esperan- ça, que será inaugurado em ato contínuo. Bastante aguardado pela comunidade, o CEI aten- derá até 80 crianças de quatro meses até cinco anos. Morador e representante da Boa Espe- rança no Legislativo, Dimi não esconde a alegria pela conquis- ta. “Estou muito feliz como vereador poder ter trabalhado junto com o prefeito para a conclusão desta grande obra. Quero agradecer o prefeito Zênio, que vem trabalhando (48) 3522-3777 Cacai assume o PR Hoje no escritório de apoio do deputado federal Jorginho Melo (PR), em Florianópolis, o empresário Cacai Amorim será empossadocomopresidentedo PR de Sombrio. O ato servirá também para anunciar sua pré-candidatura a prefeito. Na década de 90, Cacai foi um dos fundadores do PL no Municí- pio,partidoqueveiomaistarde a se tornar o PR, mantendo o número 22, como o de sua legenda. Desde lá, ele nutre o sonho de chegar ao comando do Poder Executivo Municipal. montagem do curso de medicina está caminhando. O relaciona- mento com os hospitais regionais também está bem adiantado, foi aprovada a contratação de pro- Sessão especial marca inauguração de CEI Expediente Enquanto as prefeituras mi- gramparaoturnoúnico,ogover- nadorRaimundoColombo(PSD) resolveu adotar o expediente in- verso. Quer que o funcionalismo estadual atenda em dois turnos, e não mais das 13 às 19h, como instituiu o ex-governador Luiz HenriquedaSilveira(PMDB),em 2003. Vamos ver se vai vingar! palavra empenhada da reitora da UFSC, Roselane Neckel, de que os recursos orçamentários para este ano de 2015 para a compra do Campus da Unisul em Araranguá estão garantidos. Uczai também falou sobre o compromisso da Unisul de fazer a obra de acessi- bilidade orçado em R$ 600 mil para conseguir o habite-se. “Pode haver algum atraso, mas não queremos uma universidade para um período e sim para sempre, com outras especialidades. Para o prefeitoSandroMaciel(PT),avin- da do deputado aconteceu num momento muito importante para o governo municipal. “Estamos com obras em andamento e pre- cisávamos da confirmação de que os recursos, em que pese o ajuste fiscal anunciado pela presidente Dilma, não nos afetarão”, frisou. fessores e técnicos (projeto está no Senado), através de concurso público para os cursos de Curiti- banos e Araranguá”, ressaltou. O deputadotambémdissequetema efetivamente pela educação do nosso município. Fico emocio- nado em lembrar que esta obra também era um sonho do meu pai, o ex-vereador Pedro Taciano Cardoso, que dedicou boa parte de sua vida trabalhando pela nossa comunidade”, concluiu Dimi, que na sexta-feira es- teve no local, junto com o secretário-administrativo da Casa, Ronaldo Dal Ponte.
  • 3. ta Catarina e entornor foi entregue ao supervisor do órgão federal engenheiro Robson Medeiros de Oli- veira. O ofício reivindica a implantação de duas lom- badas físicas longas na via marginal da BR-101, nesse sentido. Todos estão preocupadoscomacrescen- tequantidadedeacidentes queocorrenessespontos.A compreensãogeralédeque asrotatóriasvãoproporcio- narmelhorfluidezaotrân- sitoetambémcontribuirão para que os motoristas reduzam a velocidade dos veículos. Isso ajudará a garantirmaiorsegurança”, explicou Banha. Tambémparticiparam da reunião, o secretário municipal de Planejamen- to, Everton José da Silva e o diretor municipal de Trânsito Paulo Roberto de Oliveira. “No encontro, o superintendente do Dnit anunciou que a construção da primeira rotatória, que ficará situada no no acesso norteparaobairroBarran- ca iniciará nesta primeira semanadeagosto.Eletam- bémrevelouque,nomesmo período será implantada a nova proteção em parte da grade lateral (guard hails) da antiga ponte sob o Rio Araranguá, na BR-101, também na Barranca”, explicou o vereador. Ele salientouaindaque,outras obras reivindicadas, as duas rotatórias no antigo traçado da rodovia federal (emfrenteaoAravestenas imediações do Bailão do Luiz) foram confirmadas pelo Dnit. “Na reunião foi anunciado que estas obras serãoexecutadasposterior- mente” finalizou Banha. Tambémnasederegio- nal do Dnit, em Tubarão, uma solicitação feita por moradores do bairro San- Geral 3Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Da redação Dnit garante rotatória na Barranca Esperar Para Ver > ARARANGUÁ Aluta das lideran- ças e da comuni- dadelocalvisandogarantir maior segurança e melhor mobilidadenoantigotraça- do da BR-101, em Araran- guá, teve um capítulo de- cisivo na semana passada: uma comitiva ararangua- ense obteve a confirmação do Departamento Nacio- nal de Infraestrutura de Transportes (Dnit) de que iniciará a construção de trêsrotatóriasdetrânsitoe providenciarámanutenção na antiga ponte do bairrro Barranca. De acordo com o ve- reador Ozair da Silva, o Banha,ainformaçãosobre à obra foi transmitida pelo própriosupervisorregional do órgão na região sul do estado,engenheiroRobson Medeiros de Oliveira, du- rantereuniãorealizadaem Tubarão. “Essa melhoria é uma reivindicação coletiva dos moradores de Araran- guá. Câmara Municipal, Prefeitura e CDL fizeram vários encaminhamentos Superintendente também diz a comitiva que outras duas serão feitas, bem como manutenção da antiga ponte sobre o rio Araranguá ³Trecho antigo e perigoso da BR 101, enfim deve receber a atenção do Dnit Estudantes universitários estão solicitando que o Depar- tamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) providencie a implantação de duas lombadas físicas em frente ao Campus da Unisul, na rodovia Jorge Lacerda (SC-449). Ali estudam também acadêmicos da IFSC Um requerimento com a solicitação deve ser apresenta na Câmara de Vereadores de Araranguá na sessão des- ta segunda-feira, pelo vereador Arilton Costa. Jorge Lacerda imediações do Km 420, no bairro Santa Catarina. A indicação é que uma dessas lombadas físicas seja colocada nas proximi- dades do acesso à rodovia José Francisco Pereira e à outra fique situada próximo a passarela de pedestres. No mesmo do- cumento, a comunidade solicitaqueoDnittambém providencie a implantação de uma faixa para traves- sia de pedestres na margi- nal da BR-101, próximo ao cruzamento com à rodovia José Francisco. VENDO Casa de alvenaria averbada,3 dor- mitórios, sala estar/jantar, cozinha, 2 BWC, área serviço, varanda, gara- gem, totalmente murada e cerca de PVC com controle. No Jd. das Avenidas-Araranguá. R$ 165.000,00 Fone: 9994.6864 Lummertz, no Centro, que já recebeu a camada asfáltica no trecho onde havia o canteiro central. Com a faixa de pedes- tres também foi constru- ída a passarela para os cadeirantes, que podem atravessar a avenida com maior segurança. Nos can- teiros laterais e no centro da rótula serão plantadas flores da estação. Outramedidaadotada pelo Departamento Muni- cipal de Trânsito é a troca das placas ‘Pare’ pela ‘Dê a Preferência’. “Estamos providenciandoamudança em todas as rotatórias que deixavam os motoristas inseguros, já que em cer- tos locais haviam quatro placas de Pare”, afirma o encarregado do setor, José > ARARANGUÁ A mobilidade urba- na surge como um novo desafio para as políticas de sustentabilidade. Ainda que Araran- guá seja uma cidade privilegiada por suas largas avenidas, o Go- verno Municipal, por meio do Departamento de Trânsito (Demutran), começou a implantar novas rótulas na cidade para agilizar a trafega- bilidade e garantir a se- gurança aos pedestres. A primeira rótula a ficar concluída den- tro dos novos padrões é a que está localizada na esquina da avenida Capitão Pedro Fernan- des com a rua Caetano Demutran faz rótula e muda placas Carlos Farias. O prefeito Sandro Macielressaltaquetodas asmelhoriascontribuem para uma cidade mais humanizada e sustentá- vel. “Subimos 74 pontos no ranking das cidades catarinenses com me- lhor Índice de Desenvol- vimento Sustentável e isso tem a ver com ações desta natureza”. O prefeito informa ainda que outros lo- cais da cidade tam- bém estão recebendo rótulas, como é o caso da avenida Paraíso, esquina com a Lorena Luz Kretschmer e a avenida 7 de Setembro com a Nereu Ramos, próximo a pracinha da Cidade Alta. ³Rotatórias estão sendo construídas em vários cruzamentos, com placas
  • 4. quatro áreas, três delas co- meçandoasercadastradas. Cerca de 400 residências fazempartedoespaçodeli- mitado e em torno de 33% delasforamvisitadas.Para o presidente do Conseg, Diego Leote, a experiência foi positiva e superou as expectativas. O projeto, queépiloto,servedeestudo para que possa se estender aorestantedomunicípiode forma mais ágil. Neste sábado o cadas- tramento dos moradores foi feito por três equipes tendo em média quatro componentes cada uma, todas munidas de mapas da área. Em cada visita foi identificado no mapa qual terreno é vazio, qual residênciahaviamoradores ounãoequaisdelesfizeram a adesão no projeto. As residências participantes receberão placas com a marca do projeto e uma numeração. Este mapea- mento será essencial para facilitar a comunicação e deslocamento em futuros registros de ocorrências policiais. Cada cadastro é identificado nos mapas com o número da quadra e da casa. A análise dos partici- pantes do mutirão foi po- sitiva, pois grande parte dos moradores já conhecia o projeto Vizinho Alerta e e aderiu a ele. Mesmo quem ainda não conhecia, mesmodepoisdereuniõese divulgaçãoporváriosmeios, recebeu bem a proposta de formar uma rede de segu- rança. A presença dos mo- nitores, que são moradores da comunidade, deu maior tranquilidade a quem não conhecia os membros do Conseg. O Conseg agradece a Quintino Domingos Corre- toradeSeguros,aodelegado Luís Otávio Pohlmann, a Padaria Ferrari e ao Mer- cadoRealquecontribuíram comoalmoçodetodaaequi- pe, que faz este trabalho de forma voluntária. Além de ajudar no ca- dastramentoparaoVizinho Alerta, membros da ONG Geral4 Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Foto:RenataAngeloni ³Grupo mapeia residências para projeto que incentiva apoio entre os vizinhos Causa animal > SOMBRIO Mais uma etapa do projeto Vizi- nho Alerta foi marcada pelo sucesso. No sábado o Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), com a parceria dos voluntários que se disponibilizaram a ser monitores e da ONG Olhinhos de Mel, iniciou o cadastramento dos mora- dores do bairro São Fran- cisco, em Sombrio. Reunidos desde o pe- ríodo da manhã até o final da tarde, o dia foi intenso paraogrupoquepercorreu a comunidade dividida em Conselho de Segurança começa etapa de visitação as residências para mapeação de bairro que está recebendo projeto pioneiro Vizinho Alerta cadastra famílias Segurança Pública Da redação ³Homens caem na BR 101 e Paula no detalhe > SOMBRIO/ARARANGUÁ Dois acidentes de moto mobilizaram as Po- lícias Rodoviária Federal e Militar, neste final de semana, em Sombrio. O primeiro aconteceu no km 437, por volta das 9h15min de sábado. Dois moradores da localidade deSãoCamilotrafegavam nosentidosul-nortedaBR 101 quando colidiram a moto em que estavam na lateral de um automóvel. LucianoAparecidoAlbino e Jaisson Ademir Rosa Cardoso,caírameficaram estendidos na pista até a chegada dos bombeiros. O motorista do Pálio com placas de Porto Alegre dissequeestavaultrapas- sando,napistaduplicada, quando o condutor da moto também resolveu ultrapassar e atingiu a porta de trás do lado do caroneirodoseuveículo.O motorista gaúcho conhece bemaregião,poistemum apartamento em Laguna. Luciano e Jaisson sofreram várias escoria- ções e foram atendidos no HospitalDomJoaquimde Sombrio. Na manhã de domin- go um outro acidente, registrado no cruzamento entreasavenidasFrancis- coLumertzeAdolfoTiscoski, teve maior gravidade. A colisão envolveu uma moto Biz em que estavam Ana PaulaDomingos,de28anos, eJeniferAlmeidaNascimen- to, 21. As duas moças traba- lham em uma loja no Shop- ping Litoral e estavam indo para lá. Na noite de sábado, Jenifer decidiu ir dormir na casa da colega para as duas irem juntas para o serviço no outro dia, pois ontem o atacado estava lançando sua coleção primavera-ve- rão e elas deveriam chegar cedo e queriam antes se arrumar um pouco melhor para a ocasião. O acidente aconteceu minutos depois de saírem do apartamento de Ana Paula, na avenida Acidentes marcam final de semana Prefeito Francisco Lu- mertz, no bairro Nova Brasília. Jenifer e Ana Paula foram levadas ao hospitalDomJoaquim,de Sombrio, a primeira sem apresentar maiores com- plicações e a segunda em estado grave. Ana Paula bateu a cabeça e foi trans- ferida para Criciúma. Em Araranguá, na tarde de ontem o Corpo de Bombeiros foi acio- nado para atender uma ocorrência na SC 449, rodovia que liga Araran- guá a Meleiro. Segundo informação, Denise Car- doso, de 39 anos, eAfonso Pereira, caíram de moto. Os dois foram conduzidos ao Hospital Regional de Araranguáepassambem. OlhinhosdeMelrealizaram um levantamento sobre a quantidade e espécies de animais domésticos. O ob- jetivo da organização não governamental é possuir dados a fim de otimizar o trabalho com a causa ani- mal.Combasenosnúmeros é possível elaborar mais projetoseangariarrecursos paraaçõescomocastrações. Nesta terça-feira, será realizado no salão comu- nitário do bairro São Fran- cisco, mais uma reunião mensaldoConseg.Alémda finalização dos cadastros, estãoemconfecçãokitsque serão entregues aos mora- dores com as instruções do programa. Quem desejar fazer parte deste projeto de prevenção na segurança pública pode entrar em contato através do telefone (48) 9968 3378.
  • 5. Em um misto de fé e história, famílias dos bairros da ‘Grande Canjiquinha’ festejaram em Hercílio Luz os dois séculos da comunidade que deu origem ao município Geral 5Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Djonatha Geremias > ARARANGUÁ ARuadoPica-Pau,à beira do rio, nunca ficou tão movimentada como neste fim de semana no distrito de Hercílio Luz, centro das comemorações de 200 anos da região da Grande Canjiquinha, berço de Araranguá e do sul catarinense. A religião demonstrou ser, mais uma vez, o principal elo entre as pessoas e as gerações, mas o que unirá essa co- munidade daqui a dois séculos? O Correio o Sul conversou com alguns mo- radores para saber o que pensam sobre o futuro. Aos 59 anos, o me- cânico Cirineu Ferreira acha que não vai sobrar nada. “Os distritos de in- terior estão cada vez me- nores, e a tendência é ter cada vez menos gente por aqui”, lamentou. Porém, o aposentado Jânio Tadeu Cristiano tem uma visão Comoserãoospróximos200anos? Pensando o Futuro um pouco mais otimista. Há 58 anos, ele nasceu em Hercílio Luz, onde criou três filhas e trabalhou a vida inteira como comer- ciante. Para ele, que viu o distrito perder a força que tinha no início de sua história, o futuro pode ser maravilhoso, mas é preciso investir em turismo. Com uma memória impressionante e visão de mundo que falta a muito jovem estudante, Jânio é uma das figuras marcantes do distrito, conhecido prin- cipalmente pela facilidade de se comunicar - e como se comunica! Ele começa con- tando da infância, dos car- reteiros levando as tropas de bois, da fábrica de refri- gerante, dos abatedouros, da grande quantidade de barcos e de todo comércio em potencial, com restau- rantes e pousadas para os viajantes. Em uma época em que a ferrovia e a ro- dovia ainda não existiam, a principal rota comercial marítima aportava na en- tão chamada Canjica. ³Religião é um ponto de união entre as famílias que ontem festejaram padroeiro ³casal mais velho da comunidade com descendentes Futebol e religião Porém, o Rio Araran- guá, que poderia ter sido um recurso de desenvol- vimento para a localida- de, acabou se tornando um empecilho, isolando a Canjica do restante de Araranguá. Com a vinda da ferrovia e da BR101, a vida se instalou do outro lado do rio, e assim a Can- jica foi perdendo vigor, com as pessoas abandonando o local, assim como o de- senvolvimento. Comércios foram fechando, o posto de combustíveis também, e hoje só restou um super- mercado. O que felizmente não mudou, e que é a espe- rança da comunidade, é a beleza natural preservada. É contando com ela que as famílias esperam se desen- volver turisticamente nos próximos 200 anos. “Uma festa importante como a desse aniversário reuniu centenas de pesso- as, mas se investirmos em turismo, não precisa ter festa para atrair visitan- tes. Tudo o que precisa é infraestrutura, uma pon- te, um asfalto e acessos, principalmente pelo litoral norte”, opinou Jânio. Ele acredita que a Canjiquinha precisa hoje, mais do que nunca, do acesso norte. A comunidade não descarta, inclusive, a possibilidade de um dia se desvincular de Araranguá e pertencer a outro município. “Se hou- vesse o acesso, Araranguá ganharia muito no turismo e na cultura, melhoraria até a economia de Morro dos Conventos”, acrescenta o aposentado. Até hoje, algumas eco- nomias sustentaram a lo- calidade, especialmente no comércio e na agricultura. Porém, nenhum agricultor temesperançanaplantação de fumo, e o arroz está cada vezmaiscaro.“Minhafamí- lia tem aproximadamente 35 hectares de arroz por aqui,masjánãoconseguirá mais dar conta. Antiga- mente, com dez hectares já era possível sustentar uma família,mashojeemdia...”, lamenta o morador. O que poderiadarcertoéacriação de gado leiteiro, contudo, segundo os produtores, fal- ta incentivo. “Não adianta, a solução é o turismo com infraestrutura. Se não for assim, a Canjica não terá novos 200 anos para come- morar”, conclui o morador. Alémdaeconomia,uma coisa importante também mudou na Canjica: a so- cialização. Os mais antigos vão lembrar que o futebol semprefoiimportanteentre os bairros da localidade. “Naquelaépoca,cadabairro tinha um time, e as pessoas não sabiam separar esporte e amizade. Então, Deus o livre se um jogador saísse de um time e fosse para o outro, era traidor, inimigo. Edomesmojeito,astorcidas nãosedavam.Culturalmen- te, a Canjiquinha sempre foi muito bairrista, o que é normal, pela cultura de interior que passamos, mas isso está mudando”, relata o aposentado Janio Tadeu Cristiano. Segundo ele, as novas geraçõesestãocommentali- dade mais aberta e toleran- te, e o que o futebol separou nas gerações anteriores, a fé e a religião estão unindo novamente. A festa em honra ao padroeiro Senhor Bom Jesus reuniu gente de todo bairro, ex-moradores, parentes distantes, ido- sos e crianças. Santos de diversas paróquias foram homenageados, com as imagens trazidas por fiéis de cada região. A coordenadora do Con- selhoParoquial(Caep),Már- cia Garcia, não se conteve de emoção e chorou copiosa- menteaoveraquantidadede pessoas que a festa católica atraiu. “Se eu morresse hoje, morreriasendoapessoamais feliz do mundo, porque Deus é muito bom. Tudo isso só foi possível graças a Ele e à fé que as pessoas daqui têm. Essa festa mostra o quanto o amor de Deus ainda age e pode fazer milagres”, disse Márcia emocionada.
  • 6. Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul Publicações legais: Tomaz Fonseca Selau l48l 9985.8573 tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro Joice Ramos l48l 8802.5883 financeiro@grupocorreiodosul.com.br Comercial: Igor Borges l48l 9968.6084 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral Jabson Muller l48l 9955.5313 jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: Cristian Mello l48l 3533-0870 correiodosul@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica Junior Muller l48l 9931.4716 sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Redação: Marivânia Farias l48l 9995.9290 editor@grupocorreiodosul.com.br Política: Jarbas Vieira l48l 9966.5326 jarbas@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM Cássia Pacheco l48l 9912.9588 radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870 Editora: J. R. Pereira - ME CNPJ 17.467.695/0001-19 C.S. Empresa Jornalística LTDA. Geral6 Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015
  • 7. Publicidade 7Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015
  • 8. Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão Novelas Além do Tempo -18h I love Paraisópolis -19h Babilônia -21h S oraya pede a Mari que seja discreta e não conte a ninguém sobre seu envolvimento com Grego. Benjamin e Cícero suspeitam que Grego possa estar envolvido na explosão do escritóriodoarquiteto.JávaiavisaaGaboqueBenjaminestávivo. SorayapedeajudaaDandaparadeixarParaisópolissemservista por Benjamin. Clarice e Paulucha discutem. E míliaacreditaqueBernardoestávivoeArielaobserva.Vitória exige que Raul seja readmitido e Pedro se irrita. Pedro e Raul discutemeGemadesaprovaocomportamentodeseufilho. RauldecidepensarsobreapropostadeVitória.Ariel,FelíciaeRita são observados por uma pessoa misteriosa. Massimo repreende Isabel por iludir Bianca. Lívia revela a Pedro que é neta deVitória. Melissa confronta Felipe sobre sua paixão por outra mulher. M urilodespistaAlicesobresuadiscussãocomVinícius,que denuncia formalmente o irmão paraVera. Sérgio e Ivan conversam. Gabi beijaTadeu. Caio convida Regina para umtesteparasermodelodamarcadePierre.OtávioafirmaaInês que não se envolverá em suas disputas pessoais com Beatriz. O gerente da imobiliária desmascara Luís Fernando na frente de Karen,queexpulsaomaridodecasa.CarlosAlbertosenteciúmes de Regina comVinícius. Rapidinhas Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Áries 21/03 a 20/04 Confusõesacontecerãodentrodasrelaçõesinterpessoais.Os númerosdecimaisinfluenciarãojuntamentecomoelemento fogo para esta situação. Tome a iniciativa das situações que você pode e deve controlar. Leão 21/07 a 20/08 Sagitário 21/11 a 20/12 Estará com a mente aberta para novas ideias. Sua cons- telação juntamente com Júpiter, lhe dará o humor e a sabedoriaparaseguiremfrente.Assuasescolhasestarão ligadasassuasrelaçõesqueobtiveremcomotempo. Gêmeos 21/05 a 20/06 Será um dia em que se mostrará muito tagarela. Porém o elemento ar favorecerá a sua inteligência. Utilize esta condição para as suas realizações profissionais. Neste campomarteirálheajudaremuito. Libra 21/09 a 20/10 Seráumimportantediaparaadiplomacia.Tentemediaras ideias entre os seus amigos e familiares. Não desvie a sua atençãoparaascoisassuperficiais.Vênuslheajudaráafazer asescolhasquemelhorcondizemcomasituação. Aquário 21/01 a 18/02 Algumasperdastransformarãooseudiamuitoporconta da atividade em mercúrio seguido de fogo. As cores podem influenciar pessoas ao seu lado o que pode lhe atrapalhar.Sentiráumpoucoopesodasmudanças. Touro 21/04 a 20/05 Estaráemaltaasuaperseverançaedeterminação.Aterrairá lheajudarnesteexcelenteprocesso.Sofrerápoucainterferên- ciadeplutãoemarteoquetedeixarámaistranquilo.Mesmo assim não deve ceder ao sentimento de posse. Virgem 21/08a20/09 A explanação dos seus sentimentos serão favorecidas porNetuno.Acoerênciadosseuspensamentostendem ainfluenciaraopiniãodosoutros.Useoseusensocrítico paraavaliaraquelequesóqueremagradarporinteresse. Capricórnio 21/12 a 20/01 A lua pode influenciar um pouco as suas ideias. O que pode fazer com que você seja manipulado por outras pessoas.Nãodeixeopessimismotomarcontadevocê. Câncer 21/06 a 20/07 Algunsmomentostefarãoagirdeformamaiscautelosaque o habitual. Deve se sentir um pouco mais tímido e depen- dente. A água poderá lhe ajudar a superar este momento um pouco instável. Escorpião 21/10 a 20/11 Os fatores da paixão irão mexer muito com seu coração. Urano favorecerá um relacionamento mais apaixonante. Embora a lua tente tirar isso de você e deixa-lo mais des- confiado,tendesemantermaiscarinhosoetransformador. Peixes 19/02 a 20/03 O seu sistema linfático irá influenciar positivamente o seu dia. Sua constelação não irá interferir muito assim como seu planeta regente, Netuno. Deixe o romantismo fluir na sua vida e abra o seu coração. Resplandeceránoseucoraçãoumavontadeinexplicável de viver.Tudo indica que a passagem de Netuno em sol com ajuda de fogo serão os motivos. Não deixe esse momentopassarembrancofaçaalgodoqualseorgulhe. Quando o assunto é saber o valor de uma imagem, Giovanna Antonelli realmente está na seleta lista das atrizes bem valiosas. Segundo informações do jornal O DIa, Gio- vanna cobra um cache de R$ 70 mil para fazer presença VIP em um evento. E se engana quem pensaqueovaloraltofazcomqueoscontratantes se negem a pagar. A bela é um dos nomes mais cotados e contratados do mercado. Assim é, retorno garantido não tem preço. FimdasolteiricedePríncipeHarry?Namanhã deste domingo (2), de acordo com publicação do jornal britânico Daily Mail, o herdeiro do trono real doReinoUnido,estarianamorandoumabrasileira. A jovem foi identificada como a socialite An- tonia Packard. “Harry estava saindo com Antonia antes de ir para a África. Eles estavam muito pró- ximos.Seconheceramatravésdeamigoscomuns. Antonia conhece uma prima de Harry, a princesa Eugenie, que foi quem os apresentou”. Harry viajou para a África em junho para passar três meses na Namíbia, África do Sul, Tan- zânia e Botsuana participando em programas de conservação da natureza. Vale lembrar que a última namorada assumi- dadeHarryfoiabailarinaCressidaBonas,também apresentada ao príncipe por sua prima Eugenie e parece ser o “cupido” na vida de seu primo.
  • 9. Geral 9Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 ³Valmir conversou com policiais sobre a festa > JACINTO MACHADO Em atendimento a solicitação do prefeito Antônio João de Fáveri e coordenador geral da 5ª Banarroz, Valmir Pos- samai, o comandante da Polícia Militar de Turvo, capitão Marcelo Bertonci- ni Zanette; o responsável pelo destacamento de Jacinto Machado, tenen- te Naspolini e respon- sável pela Polícia Civil local, Edivan Teixeira do Canto, se reuniram para discutir segurança com a comissão organizadora da Banarroz, que começa nesta quinta-feira. De acordo com o coor- denador geral, secretário Polícia reforça efetivo na Banarroz de Educação, Cultura e Esportes Valmir Possamai, os representantes da segu- rança pública confirmaram que o policiamento ostensi- vo na festa contará com 70 homens das policias civil e militar. “Com este aparato mais os seguranças con- tratados pela organização da festa teremos ao redor de cem pessoas atuando. Em nome no município de Jacinto Machado só temos a agradecer ao apoio das Polícias Civil e Militar para a segurança do nosso evento, que esperamos seja um dos maiores já re- alizados”, afirma Valmir. livremente pela comuni- dade. A informação era de que os animais tinham saí- do por uma cerca quebrada por um dos extremantes das terras da discódia. O transtorno e o perigo de acidente eram grandes, contudo, o proprietário do rebanho já se encontrava, acompanhado por outros homens, com cavalos e carros, tentando levar os bois para a invernada. O proprietário recebeu um termo circunstanciado pela responsabilidade em relação aos animais. ³Morador registrou animais andando pela estrada na tarde quente de sábado Da redação > SOMBRIO APolícia Militar de Sombrio atendeu uma ocorrência envolven- do 40 cabeças de gado, que vagavam pelas ruas do bairro Nova Brasília. O fato inusitado acon- teceu depois de uma dis- cussão, no melhor estilo Mezenga x Berdinazzi (famílias rivais da no- vela O Rei do Gado, da Rede Globo), entre dois extremantes de terra. Eles Dono briga e bois saem a passear Tem de Tudo brigaram e um deles abriu o cercado e tocou os bois para fora. Na tarde quente de sábado, os policiais tive- ram trabalho dobrado com a confusão, que começou com o Copom (190) rece- bendo a informação de que pessoas que transitavam na rodovia José Tiscoski, na divisa do bairro Janu- ária com Nova Brasília, teriam visto vários bois passando pela rua. Poli- ciais foram ao local e se depararam com cerca de 40 bois e vacas circulando Depois de discussão entre vizinhos, um deles quebra a cerca e deixa cerca de 40 animais sair pelas ruas ³Grupo se reúne para se divertir com os aviões > SOMBRIO Na tarde de sábado, objetos curiosos vistos no céu chamaram a atenção de moradores dos bairros Parque das Avenidas e São Francisco, em Som- brio. Os objetos coloridos e de diversos tamanhos subiam e desciam de for- ma rápida, dando um espetáculo no dia enso- larado. A reportagem do Jornal Correio do Sul foi atrás dessa história para descobrir do que se tratava e encontrou participantes do CAS (Clube deAeromodelismo de Sombrio). Um grupo formado por 15 pessoas aproveita as folgas para se reunir e praticar aeromodelismo, Objetos voadores identificados garantindo um final de semana de diversão. “Temos aqui um jo- vem de 11 anos, o Gabriel, que faz manobras impres- sionantes com um avião maior que ele; e o Jair, de 65 anos, que também está sempre presente nos encontros. É um hobby familiar”,comenta um dos praticantes, Josimar. O grupo se reúne em um campo próximo ao Corpo de Bombeiros, no Parque das Avenidas. Os membros fazem questão de mostrar as mais diferentes mano- bras que aprenderam após muito treinamento. O custo dos aeromodelos varia de R$800,00 até R$ 20 mil. Josimar lembra que existe um facebook do CAS, onde o grupo está sempre postando dicas que ajudam os iniciantes. > SOMBRIO Na tarde de sábado, por volta das 15h30min, um homem foi detido pela Policia Militar de Sombrio no bairro São Luiz. Após uma colisão contra uma cerca o ho- Motorista é detido embriagado mem teria continuado a dirigir seu caminhão, demonstrando sinais de embriaguez. Segundo po- pulares, por muito pouco o motorista não causou um grave acidente, já que a rua que ele transitava é calma, mas várias crianças esta- vam brincando na rua. APolícia Militar abor- dou o homem que recebeu voz de prisão e foi condu- zido a delegacia da Polícia Civil de Sombrio, onde não teve força nem mesmo para fazer o bafômetro. O caminhão foi apreendido.
  • 10. 10 Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Especial ³Elisângela foi com parte da família conhecer instituição frequentada pelos filhos ³Meninada que frequenta a Casa-Lar fez apresentações típicas, mostrando ser boa também nas danças Djonatha Geremias > ARARANGUÁ Para alguns, seria só mais uma fes- ta junina (mesmo sendo 1º de agosto), mas para outros foi a oportunidade de conhecer de perto - e pela primeira vez - o lu- gar aonde os filhos vão toda semana. A primeira edição do Arraiá Casa- -Lar atingiu o objetivo neste sábado: integrar as famílias à instituição. Além das crianças acolhidas pela Casa- -Lar, separadas judicial- mente dos parentes por alguma razão, existem aproximadamente 200 outras que frequentam a escolinha de futebol. Dessas, havia famílias que ainda não conheciam a entidade. É o caso da costurei- ra Elisângela de Borba, de Sombrio. Ela tem dois filhos, Lucas, de 12 anos, e Luan, de 9. Lucas jogava futebol na Casa- -Lar e o irmão passou a acompanhá-lo. Mais tarde o mais velho parou, contudo, vai retornar. Elisângela não co- nhecia a instituição. “Tudo que a gente ouve falar daqui é bom e eu acabei confiando mesmo sem nunca ter vindo Pais de crianças atendidas pela Casa-Lar conhecem instituição de perto pe Festa aproximafamí Mais que Lazer aqui”, comentou a mãe. Ao 1º Arraiá, ela foi com os filhos, o irmão Edval- do de Borba, a cunhada Taise de Guimarães e o filhinho deles. A família percorreu todo o pré- dio guiada por Lucas. “Eu quase sai chorando de lá”, comentou a tia Taise. “É tudo tão boni- to, tão bem cuidado, a cozinha bem limpinha. Ainda bem que existem esses anjos para fazer esse trabalho tão boni- to”, explicou. Essa aproximação era justamente o que a coordenação da institui- ção queria com o Arraiá. “O objetivo é interagir os atletas, as famílias de- les, as crianças acolhidas e a comunidade em geral com a Casa-Lar”, contou a coordenadora Evanir Bonfante, a Nika. Ela explica que, an- tigamente, a instituição acolhia as crianças na própria sede, no bairro Polícia Rodoviária, em Araranguá. Porém, de- vido alterações legais, o acolhimento acontece em casas-lares dispostas pela comunidade. Com isso, sobraram espaços na sede para novas ati- vidades. Outros pais já co- nheciam a instituição e não medem esforços para ajudar a Casa-Lar. Ideia por Daniel K. Guolo e Julian Clezar Interativa ideias@iocus.com.br www.iocus.com.br Elementar, meu caro Watson Saber pesquisar antes de tomar a decisão de montar ou mudar o negócio. Para os amantes de cinema que assistiram aos filmes recentes de Sherlock Holmes, perceberam que antes de solucionar os casos misteriosos, o investigador era muito detalhista ao apurar cada prova encontrada. No mundo dos negócios não é diferente, se destaca quem conhece melhor todas as minúcias do mercado. Tanto para quem abrirá um novo negócio ou para quem já o possui, a pesquisa é fundamental em vários aspectos. 1º - terá que aprender sobre o seu produto/serviço, saber executá-lo e compreender o mercado no qual irá aplicar. 2º - Analisar quem são os fornecedores é sinônimo de redução de custo e tempo, a mudança de fornecimento pode acarretar até na baixa qualidade da sua produção. 3º - Você deve se perguntar: “Eu compraria meu produto? Por que o compraria?”, com a finalidade de saber sobre seu público alvo, o que levaria ele comprar seu produto e se ele será bem aceito. 4º - Conhecer os concorrentes não é uma missão tão fácil, deverá compreendê-lo ontem, hoje e sempre a forma que atuam e o modo que atraem os consumidores, são eles que irão retirar sua fatia do mercado, ou até mesmo “roubar” seus clientes. Hoje em nosso escritório, nos deparamos com vários tipos de modelo de negócios, mas os casos que nos assusta são certos despreparos das pessoas tentarem entrar num negócio sem ao menos conhecê-lo direito. Não é culpa do novo investidor desconhecer o mercado, até mesmo porque ele ainda está entrando, só se tornará culpado o persistente no erro, ou seja, aquele que faz nas “coxas”. Sempre preparamos e ensinamos a investigar, de ir atrás de cada detalhe que poderá interferir no resultado de seu trabalho, a vida da empresa dependerá de como ela for administrada. Sabemos que não é tão simples, pois precisará de paciência para coletar todos os dados, mas o resultado é gratificante e você irá economizar com “aspirinas”, a pesquisa sinaliza erros que evitarão frustrações futuras.
  • 11. causas da instituição e faz doações frequentes, seja de alimentos, seja de bolas para as crian- ças. “Quando conheci a Casa-Lar, vi que o tra- balho assistencial era 11Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015Especial ³Brincadeiras, como a da maçã na água, animaram o primeiro arraiá da Casa ela primeira vez ao participar do arraiá deste sábado íliaseCasa-Lar Definidos os sabores da Banarroz ³Jurados com a difícil função de provar receitas e escolher as mais gostosas ³Prefeito Antônio, vice, secretário e soberanas com uma das ganhadoras > JACINTO MACHADO Com o objetivo de divulgar e promover os produtos à base de arroz e banana, principais culturas produzidas no município, a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, Epagri e Co- missão Organizadora da V Banarroz, realizaram o 1º Concurso Desco- brindo os Sabores da Banarroz. O evento realizado na última quinta-feira contou com a participação de 26 candidatos, alguns deles homens, entre eles um adolescente de 14 anos, e mulheres de diferentes comunidades, que apresen- taram dez pratos a base de arroz e 16 de banana. Todos foramavaliadospelacomis- sãojulgadora,queelegeuos três melhores. As mesmas delícias serão servidas aos prefeitos que na quinta-fei- ra participam da reunião da Associação de Minicí- pios do Extremo-Sul Ca- tarinense (Amesc). Neste dia, começa a Banarroz, Festa do Colono e Mostra do Agronegócio, que se estendem até domingo. A estrutura, incluindo neste ano a Rua Coberta, está pronta para receber os expositores e os shows com Bertussi, Barbarella, Israel Novaes e Chimar- ruts, são gratuitos. O corretor de imóveis Jeverson Cleston vem de Maracajá para trazer o filho Marlon, de 10 anos, para a escolinha de futebol. O paizão ainda é engajado nas tão bonito que me como- veu, me senti no dever de também colaborar”, comenta Jeverson, que também levou novos fa- miliares para conhecer a Casa. Classificados Pratos a base de arroz 1º lugar – Elizandra Guimarães Machado (arroz doce) 2º lugar – Vanderlei Amboni (minestra) 3º lugar - Daiana Rosso Watterkemper ( pizza de arroz) Pratos a base de banana 1º lugar – Maria Terezinha Marcon Zanatta (pudim de banana) 2º lugar – João Carlos Elarina Manarin (bananada de corte) 3º lugar – Maria Arlete Furlanetto dos Santos (banana com goiabada)
  • 12. Publicidade12 Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Informatização
  • 13. Polícia 13Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 ³Governador Raimundo Colombo deve enfrentar forte resistência as mudanças o Secretaria de Estado da Segurança Pública edita Medida Provisória e anuncia reajuste, mas PM lança nota contra danças Da redação > ESTADO OGoverno do Esta- do e os policiais militares devem se engal- finhar nos próximos dias em uma grande polêmica. O governo anuncia que está concedendo um rea- juste de 20% em 2015 aos servidores da segurança pública, em cumprimento à legislação aprovada em 2014. A lei definiu a nova forma de remunerar os servidores por meio de subsídio. A primeira etapa foi implantada em agosto do ano passado; a segunda etapa será paga agosto de 2015 e a terceira em dezembro de 2015. Segundo o governo do estado, dessa forma, a se- gurança pública de Santa Catarina terá a melhor Governo e policiais em colisão tabela de remuneração do Brasil. A Medida Provisória, que está sendo editada, regulamenta esta nova forma de remunerar a segurança pública que é o subsídio. A MP disciplina banco de horas, sobreavi- so,expedienteedefineque só receberá a indenização quemefetivamenteestiver noexercíciodafunção.Por exemplo, um servidor pre- so administrativamente não receberá indeniza- ção, mas assegura o pa- gamento de indenização de auxílio à saúde, para o policial civil ou militar afastado em decorrência de ferimento ou moléstia diretamente relacionada ao exercício da atividade profissional. Reajuste parece sem- pre uma boa notícia, mas não é assim que a Polícia Militar está encarando a situação. Queda de braço A Associação dos Pra- ças de Santa Catarina (Aprasc) divulgou uma nota repudiando a Medi- da Provisória. Segundo a associação, os mais de 14,5 mil praças, ativos e inativos,daPolíciaMilitar e do Corpo de Bombeiros, estão em estado de alerta contra a MP, que segundo a Aprasc, pretende cortar vários direitos dos traba- lhadores da segurança pública, além de suspen- der parte dos vencimentos daqueles que estão em li- cença saúde, maternidade ou de férias, sem qualquer aviso prévio. A medida in- clui ainda mudar a escala do expediente para oito horas diárias, com possi- bilidade de dois turnos, ou aindaescalacorridadas12 às19horas.Deacordocom aassociação,aindenização corresponde em média a 30% dos vencimentos da categoria. ³Caelton foi levado pela PM para a delegacia ³Droga foi encontrada em um pote de farinha > BALNEÁRIO GAIVOTA Na noite de sábado, uma guarnição da Polí- cia Militar de Balneário Gaivota foi informada pela CentraldeOperações, que na rua 11 populares seguravam um homem que tentava agredir a ex mulher. Os policiais foram ao local e constataram que tratava-se de Caelton Pe- reira dos Santos, de 30 anos, que tinha saído do presídionodiaanterior.Ele tinha recebido o benefício de uma saída temporária de sete dias. A reportagem do Jor- nal Correio do Sul conver- sou com a ex-mulher dele, que diz já estar separada há sete anos. Ela relatou que seus filhos chegaram em casa dizendo que Ca- eltonestavanunarua.Em seguida ele teria chegado > SOMBRIO Nanoitedesextafeira, policiaismilitaresdoserviço deinteligênciaeforçatarefa da Polícia Militar deram fim, com sucesso, a um tra- balhode15dias.Ospoliciais tinham conhecimento de que Paula Silva estava tra- ficandoemsuaprópriacasa, nobairroNovaBrasília,em Sombrio. A Polícia Militar, que estava de campana, abor- dou um jovem que teria saído da casa de Paula e encontrou com ele uma lata emformadecachimbo, objeto que era usado para consumiradroga,eelecon- fessoutercompradoadroga na casa de Paula. na casa dela quebrando tudo que via pela frente e pedindo roupas. “Eu disse a ele que iria pegar a roupa, nesse momento ele me agarrou e começou a me agredir. Meus filhos e sobrinhos, vendo a situação,partiramemminha defesa. Os vizinhos também foram até minha casa para me socorrer e imobilizaram ele até a polícia chegar”, con- touamulherque demonstra- vaestarassustada.Elatemia APM se dirigiu a casa da mulher, onde encontrou mais três adultos e um bebê de trêsmeses,filhodePaula.Foi encontradodentrodacasa,em umpotedefarinha,13pedras decrackejuntodeumajovem que estava no local foi encon- tradoumaporçãodemaconha. A criança foi levada pelo Conselho Tutelar para casa da avó, Paula e outras três Homem faz bate-e-volta da cadeia PM estoura mais uma boca de fumo que o homem não ficasse preso e pudesse tentar alguma retaliação contra ela ou os filhos. A Polícia Militar deu voz de prisão a Caeton, que foi conduzido a dele- gacia da Polícia Civil de Sombrio, onde foram feitos os procedimentos cabíveis e o detento que não soube gozarsualiberdade acabou ficando menos de 48 hora fora do xadrez. pessoas foram conduzidas a Delegacia da Polícia Civil de Sombrio, onde ela ficou presa por tráfico de drogas. Paula que já tinha sido presa pelo mesmo crime em 2013, resistiu a prisão dizendo que a droga não era dela, mas também não sabia explicar como estava em um pote de farinha na sua residência.
  • 14. Publicidade14 Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015
  • 15. celular de volta. A reportagem do Jor- nal Correio do Sul conver- sou com avó do menino, que explicou que o apare- lho foi comprado com uma entrada de R$150,00 e vá- rias parcelas de R$ 70,00. “É importante ressal- tar que todo produto com um valor muito abaixo do preço de mercado tem pro- cedência duvidosa. Então por mais que as pessoas desejem ter aquele pro- duto, seja ele qual for, é importante verificar a procedência para não aca- bar tendo problemas com a lei. No caso deste jovem comprado do celular vai responder por recepta- ção”, alertou o sargento Mariozan. Geral 15Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Ladrão foi detido nas proximidades do campo e o ‘esperto’ que pagou R$ 50,00 pelo aparelho também se deu mal ³Rapaz foi encaminhado a delegacia depois de confessar furto de um celular ³Lucas estava sendo monitorado e foi preso PM recupera celular furtado em jogo Sem Erro > SOMBRIO “Comprei este celu- lar, que paguei em várias vezes de R$70,00 para simplesmente uma pessoa roubar do meu neto e vender por R$50,00, é muito triste”, comenta uma avó. A história começa no distrito de Boa Esperan- ça, onde o furto foi reali- zado. A Polícia Militar foi acionada e conversou com a avó da vítima, que falou aos policiais que seu neto estava jogando futebol em um campo da localidade, deixando o celular aos cuidados de um amigo. A diversão acabou quando Anderson de Sou- za, figura carimbada da polícia da região, chegou próximo ao campo, pegou o celular do menor e saiu correndo. A PM foi atrás do ladrão e o encontrou ainda nas proximidades. Mesmo tendo se pas- sado pouco tempo,Ander- son já tinha vendido o ce- lular na comunidade, pela quantia de R$50,00. Ele recebeu voz de prisão por furto e depois os policiais foram até a residência do morador que adquiriu o celular furtado. Ele con- fessou ter comprado o aparelho por R$50,00 e foi parar na delegacia de Sombrio. O garoto que jogava bola, graças ao trabalho rápido da Polícia Militar pode ter seu tão sonhado > SOMBRIO Na noite de sábado, profissionais do Departa- mento de administração Prisional(Deap)estiveram na Delegacia da Polícia Ci- vil de Sombrio conduzindo para o sistema prisional o traficante Lucas Correa, que foi preso pela Polícia Militardepoisdeumexten- so trabalho na madrugada de sexta-feira. Segundo os policiais, após receber denúncia de que estava havendo tráfico em uma casa na ‘Lomba do Concom’, na Estrada Geral Boa Esperança, o serviço de inteligência da PM de Sombrio iniciou um trabalho de campana para pegar o traficante com a boca na botija. Observandoaaçãodos moradores e as contínuas visitas na casa, em uma determinada situação ain- daemcampanaospoliciais abordaram um homem e uma mulher saindo do local. Eles fizeram a abor- dagemeencontraramuma > REGIÃO O montanhista e mo- rador de Balneário Gaivota Edmilson Espindula, um dos pioneiros na região na prática de esportes radi- caias, abraçou mais uma proposta diferente.Eleestá reunindo amantes do rádio amadorismo na região. Segundo Edmilson, to- dos os meios de comunica- çãoexistentessão‘parentes’ dorádioamador,umveículo que nunca sai de moda por ter algumas características próprias. Uma delas é fun- pedra de crack e outra pedra que o homem engoliu. O fato somado ao conhe- cimento que a PM já tinha sobre a situação, a guarnição entrou na casa e encontrou Lucas Corrêa com 31 pedras decrackembaladasparaven- da. Também foi encontrada a quantiadeR$120,00emcédu- las. Enquanto as guarnições efetuavam a abordagem à residênciaumhomemchegou cionar sem energia elétrica e sem sinais telefônicos. Ou seja, depois de uma catástrofe como foi o Furacão Catarina, por exemplo, em que nada funcionava,orádioamadorera a exceção, sendo muitas vezes aúnicaformadecomunicação em uma região. “Temos outro exemplo práticodousodorádioamador dentro dos cânions da nossa região. Ele funciona durante todo o trajeto, diferente dos celulares,quepormaismoder- nos que sejam, em muitos lu- garesnãoconseguemtersinal. Setratandodeumatecnologia A casa cai para traficante Grupo reúne rádioamadores tãoantiga,orádioamadoré fascinante”, diz Edmilson. Opreçodosequipamen- tos varia muito, de somente R150,00 a R$16 mil. Para utilizá-loénecessáriopossuir documentaçãoobtidajuntoa Anatel(AgênciaNacional de Telecomunicação),mediante o pagamento de algumas taxas. “Quem se interessar em fazer parte do grupo ou apenas quiser saber mais sobre rádio amadorismo pode entrar em contato comigo através das redes sociais”, diz Edmilson. com um cachimbo na mão e com dinheiro (seis reais) para comprar pedra. Ele admitiu que já comprou drogapelomenosseisvezes de Lucas. Todos os envolvidos foram encaminhados a De- legacia de Polícia Civil de Sombrio, de onde os usu- ários foram liberados e o traficante encaminhado ao presídio.
  • 16. 16 Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Publicações Legais ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE SOMBRIO ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ EDITAL DE INTIMAÇÃO ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Titular do TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado na Av. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533-0318 - CEP 88960-000, atendimento das 08:00h - 12:00h e 14:00h - 18:00h, faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITAL virem, que se encontram nesse tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal de 03 (três) dias úteis, por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo discriminados. Ficam esclarecidos, também, de que nesse mesmo prazo poderão apresentar resposta escrita, que não impedirá a lavratura do protesto. PROT. APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ Prot: 137363; Devedor(es): CLECIANE PETRY - 036.566.849-44, End: Travessa Br 101, S/N, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MONSTRINHO IND E COM DE CONFECCOES; Sac: MONSTRINHO IND E COM DE CONFECCOES; Tit: 23517 ;Apr: FCDL; VEN: 16/06/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 624,95 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 67,62. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 11,67 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 67,62. Prot: 137306; Devedor(es): COMERCIO E CONFECCOES BIANGEL LTDA - 02.461.187/0001-56, End: Rod. Sc Km 495, 3840, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SA; Sac: NEKI CONFECCOES LTDA; Tit: 41875-1-1 ; Apr: BANCO SANTANDER SA; VEN: 22/07/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 510,96 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 65,05. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 9,10 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 65,05. Prot: 137376; Devedor(es): CONFECÇÕES MACEDO LTDA ME - 10.289.364/0001-97, End: Rodovia José Tiskoski, 4039, BALNEÁRIO GAIVOTA; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: INWIKO IND E COM DE MALHAS LTDA; Sac: INWIKO IND E COM DE MALHAS LTDA; Tit: 04549-H ; Apr: BANCO DO BRASIL SA; VEN: 24/07/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 437,55 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 65,05. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 9,10 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 65,05. Prot: 137359; Devedor(es): MARCELI MARCELINO RAUPP - 075.442.089-23, End: Rua João Manoel Scheffer, S/N, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MONSTRINHO IND E COM DE CONFECCOES; Sac: MONSTRINHO IND E COM PROCESSO DE ESCOLHA DO CONSELHO TUTELAR ACT – EDITAL 001-2015 – CMDCA. Área: Conselho Tutelar Cargo: Conselheiro Tutelar NOME DO CANDIDATO.....................................................NOTA Carla Gomes Borges .............................................................. 7.0 Diandra do Nascimento Albino................................................ 7.5 Ducilai de Souza..................................................................... 9.0 Lutiani Espelocin de Lima....................................................... 7.5 Marcia Giani da Rosa Marguti ................................................ 8.0 Município de Sombrio - SC, 31 de julho de 2015. Marielis Mateus Tavares Presidente CMDCA AVISO DE RESULTADO DA LICITAÇÃO DESERTA A Comissão Permanente de Licitação nº 38/2015, na modalidade Tomada de Preços para contratação de empresa do ramo pertinente para execução de serviços e fornecimento de materiais DE CONFECCOES; Tit: 42285 ; Apr: FCDL; VEN: 05/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 208,08 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Certifico, para os devidos fins, que o presente edital foi afixado no mural da serventia em: 03/08/2015. Sombrio - SC, 03/08/2015 ARLINDO EDÍLIO DA ROSA necessários a construção de 01 (uma) academia de saúde (intermediária) no bairro Morro dos Conventos, foi declarada DESERTA, por não ter aparecido interessados as 09h00 do dia 31 de julho de 2015. Araranguá, 31 de julho de 2015. Gesse Espindola Gomes - Presidente Interino da CPL Errata Na edição nº 4723, do Jornal Correio do Sul, publicada na sexta- feira, dia 31 de julho, na página 13, de Publicações Legais, um edital que consta em seu cabeçalho como ‘Prefeitura de Balneário Gaivota’, deve-se ler PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ. A troca deu-se por um erro involuntário de diagramação.
  • 17. Publicidade 17Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015
  • 18. 18 Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Publicidade
  • 19. Entrevista 19Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 [PeloEstado] - Tem crise para o BRDE? Neuto De Conto - Tenho 77 anos e passei por algumas crises. Fui relator do Plano Real. Vivi 2,5% de inflação ao dia. Vi o Bra- sil dando calote no mundo. O que estamos passando agora é maro- linha (risos). Sabe-se que existem focos de desequilíbrio, mas mui- to pouco percebidos no banco. É lógico que a turbulência social, o desencontro político, o desequilí- brio econômico, juntos, chegando ao banco, geram preocupação, es- pecialmente por se tratar de uma instituição de fomento, presente em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Esse clima se re- flete nos negócios, sim, porém, não na velocidade que se prega na imprensa todos os dias. Quase nada, em função justamente de sermos um banco de fomento e, ainda, concentrado em áreas pro- dutivas. [PE] - Por exemplo... De Conto - Agronegócio, ener- gia, inovação... são áreas em fran- co desenvolvimento. E nós, como grandes produtores de proteínas, principalmente frango, suínos e leite, temos um bom cenário. Não são só os brasileiros, mas os 184 países do mundo estão à procura de comida. Isso é um fator muito forte e a perspectiva para o Sul do Brasil, nos próximos anos, é de um avanço considerável. Vá- rios fatores contribuem para isso, como falta de terra agricultável no mundo e o crescimento popula- cional. A expansão demográfica é permanente e contínua. O que não é permanente de contínua é o crescimento da oferta de alimen- tos. E, neste momento específico, o câmbio também favorece. [PE] - Dentro desse cenário, qual a avaliação do primeiro semestre? De Conto - Ampliamos os re- sultados em relação ao primeiro semestre de 2014. Tanto em nú- meros quanto em volume de con- tratos e rentabilidade, cumprimos todasasmetas.Estamoschegando PeloEstado Entrevista NEUTO FAUSTO DE CONTO Formado em Contabilidade e empresário, assumiu a presidência do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) em março. Filiado ao PMDB-SC, já foi presidente dos conselhos de Administração do BESC e do Badesc, e respondeu pelas secretarias de Estado de Negócios do Oeste, Agricultura, Fazenda e da Casa Civil. Na vida política, foi vereador (São Miguel do Oeste), deputado estadual, deputado federal e senador da República. Nessa entrevista exclusiva à Coluna Pelo Estado, Neuto De Conto afirma que “a crise é uma marolinha” se comparada a outras que vivenciou, fala sobre o papel do BRDE em ações do governo de Santa Catarina e ainda do esforço para a recriação da Superintendência de Desenvolvimento da Região Sul (Sudesul), que pode trazer recursos federais importantes para a região: “O Sul precisa disso”. No primeiro semestre, o BRDE contratou R$ 1,8 bilhão em quase 5 mil operações de financiamento no Sul do país. O incremento sobre igual período de 2014 foi de 56,7%. Só em Santa Catarina, o banco contratou R$ 475,9 milhões e a maior parte das operações do estado resulta da democratização do crédito. a R$ 100 milhões em rentabilida- de. Em contratos, financiamos R$ 1,8 bilhão em várias linhas. Só em Santa Catarina, com o FUNDAM, temos quase 400 contratos. Se formos ver os repasses para o mi- cro e o pequeno crédito, operado por convênio com cooperativas de crédito, são mais de 15 mil contra- tos. Por exemplo, uma cooperati- va de crédito de Blumenau tomou R$ 63 milhões e fez milhares de empréstimos de R$ 3 mil. É o se- gundo maior contrato desse tipo do Brasil. Ainda financiamentos pelo Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultu- ra Familiar) e, agora, assinamos uma linha de crédito de R$ 20 milhões para o comércio que es- tamos chamando de mini finan- ciamento. Estamos consolidados no setor produtivo e, com isso, também via convênios, vamos entrar no segmento de comércio e serviços, firmando contratos de R$ 3 mil a R$ 15 mil e com juros diferenciados. [PE] - Como está o programa de incentivo à logística de ar- mazenagem? De Conto - É um programa com 50% dos juros subsidiados pelo governo do Estado de Santa Ca- tarina, através do Fundo Agro- pecuário, com prazos de 20 anos para pagamento. Nossa deficiên- cia é de 2,2 milhões toneladas. Por não termos armazéns, somos obrigados a exportar na época da safra, a preço baixo e sem tribu- tos. Depois temos que recomprar o mesmo produto com crédito presumido dos outros estados para abastecer o nosso mercado. Em 2014 financiamos estruturas de armazenagem para apenas 5,1 milhões de sacas. Ou seja, o cami- nho a percorrer é longo. Temos projetos em análise para ampliar esse volume. [PE] - O BRDE é parceiro em ações do governo catari- nense, como a que culminou com a vinda da BMW. Tem algum outro negócio vindo para Santa Catarina com o apoio do BRDE? De Conto - Temos vários, mas o banco é um fomentador de todo setorprodutivo.Aestruturaçãodo projeto BMW foi realizada dentro do BRDE. Agora, o governo lan- çou o programa SC + Energia Limpa, que está envolvendo todos os segmentos do governo para que se encontrem soluções que deem celeridade à implanta- ção de projetos nessa área. E nós somos um grande financiador. Não só desse programa. Somos praticamente o único banco fi- nanciador de pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) em Santa Catarina. Temos 90% das PCHs financiadas pelo BRDE através de repasses do BNDES (Banco Na- cional de Desenvolvimento Eco- nômico e Social). [PE] - Como está sendo tra- tado o SC+Energia Limpa? E a micro geração de energia? De Conto - O BRDE vai aplicar tudo o que for necessário para o sucesso desse programa. Já finan- ciamos aqui umas 50 PCHs, de 1 a 135 MW, por vezes com parce- rias. Ninguém ficará sem recur- sos para projetos viáveis. Ou nós financiamos ou encaminhamos para o BNDES financiar. Quanto à micro geração de energia, nor- malmente exige poucos recursos. Por termos um quadro diminuto de pessoal, repassamos para as cooperativas operarem esses fi- nanciamentos. Não temos como, com 500 funcionários e presentes em três estados, abraçar tudo. Va- mos acabar fazendo mal feito. Por isso as parcerias são importantes. [PE] - Há outras novidades? De Conto - Estive conversan- do com o governador Raimundo Colombo sobre o Inova BRDE. Temos em carteira para lançar, já em agosto, mais de R$ 100 mi- lhões só em inovação. Vamos bus- car nichos de desenvolvimento de ideias. Poderia citar vários proje- tos, mas cito um que já está em andamento, em Chapecó, para transformar casca de mandioca emfibraparaoconsumohumano, com propriedades benéficas para a saúde. Outro é para aproveita- mento de pneus descartados. Ou seja, além da geração de emprego e renda, há nesses dois projetos o aspecto da sustentabilidade. [PE] - A função social do BRDE tem sido cumprida? De Conto - Temos uma ação so- cial muito forte, realizada através dos financiamentos que libera- mos. Como exemplo, aprovamos R$ 20 milhões para micro crédi- to, para o pequeno empreende- dor desenvolver sua atividade e crescer. Esses recursos serão dis- tribuídos para as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Pú- blico (Oscips) com as quais temos parceriano estado. Elas vão reali- zar as operações. Ainda estamos tratando disso com o governo do Estado, mas a intenção é que se- jam financiamentos a juro zero. [PE] - O senhor acredita que o Executivo vai reeditar o Fundo de Apoio aos Municí- pios (Fundam)? De Conto - A experiência com o Fundam foi excelente para o go- verno e para os municípios, com um saldo muito positivo de ati- vidades. Às vezes as pessoas não sabem o porquê de a receita do Estado não cair no mesmo nível registrado por outros estados. É porque tem investimento na base, seja para o micro, o médio ou o grande empreendimento. O di- nheiro faz girar riqueza e esse giro rende tributos. O Fundam finan- ciou 955 equipamentos, 526 qui- lômetros de pavimentações em 1.327 ruas. Sem falar em creches, escolas, obras para saúde, lazer, assistência social ou mobilidade! O governo é muito simpático à reedição, sim. Estamos conver- sando, mas ainda não temos uma definição. O primeiro foi com re- cursos não reembolsáveis e o se- gundo pode ter mudança nesse sentido, com fundo rotativo, sem juros, ou com a definição de li- nhas prioritárias de atuação. [PE] - A retomada da Supe- rintendência de Desenvolvi- mento da Região Sul (Sude- sul) passa pelo BRDE? De Conto - Sim. Só cinco estados não recebem fundos constitucio- nais e orçamentários por meio dessas superintendências: os três do Sul (SC, RS e PR), Rio de Ja- neiro e São Paulo. Mas esses dois têm os royalties do petróleo. Os demais, receberam R$ 38 milhões do governo federal em 2014. Por isso os governadores do Sul dele- garam ao BRDE estudar a recria- ção do Sudesul em novos moldes, com outros princípios e finalida- des. Estamos trabalhando nisso há quase dois anos e levantamos 170 projetos de infraestrutura, nas áreas de portos, aeroportos, rodovias e ferrovias, além dos dados econômicos. Fizemos inú- meras reuniões com o Ministério da Integração Nacional e levamos o projeto ao vice-presidente Mi- chel Temer e à presidenta Dilma Rousseff. Agora esbarramos na decisão política. Precisamos que a presidenta diga que aceita a cria- ção da Sudesul para que de fato aconteça. Já falei ao governador Colombo que precisamos da par- ceria dele para esse convencimen- to e para que se faça uma medida provisória ou lei complementar criando a nossa superintendência de desenvolvimento. Se recebês- semos a mesma porcentagem que vai para a Sudam, seriam R$ 8 bi- lhões por ano para os três estados. Usaríamos esses valores só para elaborar projetos e buscaríamos recursos para a construção em ou- tras fontes. O Sul precisa disso. A Sudam recebeu R$ 7 bilhões, Su- dene R$ 21 bilhões e a Sudeco, R$ 6,4 bilhões. Nós temos 15% da po- pulação brasileira, respondemos por 16% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional e por 13% na ar- recadação dos impostos federais. Das 27 unidades da federação, 18 recebem mais do que pagam para a União. Os outros nove, pagam mais do que recebem, e o Sul está entre eles. Portanto, não ajudar o Sul é tirar recursos do Norte e do Nordeste. “Dinheiro faz girar riqueza e rende tributos” Andréa Leonora | Foto: Divulgação BRDE Florian��oli�� ��Florian��oli�� �� 03Ago15 CENTRAL DE DIÁRIOS VINTE E NOVE INTEGRADOS DIÁRIOS INTEGRADOS PRESENÇA EM 62% DE SC PeloEstado peloestado@centraldediarios.com.br www.centraldediarios.com.br
  • 20. SEGUNDA-FEIRA, 3 DE AGOSTO DE 2015
  • 21. as boas jogadas, que quase resultaram em empate. Em uma linda bicicleta o placar quse ficou igual, com a bola passando muito perto da trave do goleiro Tiago. Só que de nada adiantou a insistência do Leão Baio, pois o mais querido do Sul soube jo- gar até o final, e mereceu a vitória. Vitória essa bastante comemorada pelos jogadores, comis- são técnica, diretoria e a torcida do Araranguá que compareceu e aplau- diu de pé o seu time. O Araranguá jogou com: Tiago, Giliard, Ju- liano, Jakson e Ranie- re; Maykon Borges, Re- que terminou no gol do jogador Ramos. Em se- guida foi a vez da torcida do AEC soltar o grito de gol que estava preso na garganta,quando Ju- liano em um lindo gol, empatou a partida. O jogo ficou caden- ciado, e o AEC mais uma vez deu alegria aos seus torcedores, quando Re- anan marcou o segundo do mais querido do sul. O gol da virada fez os torcedores voltarem ao passado e relembrar a grande final contra o próprio Inter de Lages, pela Copa Santa Cata- rina. A segunda etapa não foi diferente, e as duas equipes buscavam o gol. O Araranguá mesmo vencendo não se retran- cou, e o Inter, tocando melhor a bola, tentava de todas as formas bus- car o empate. Geraldo fez várias substituições, assim como o treinador do Inter, e o jogo ficou movimentado. O Inter pressionava, porém a defesa do AEC estava bem postada e afastava o perigo. O treinador do Inter colocou em campo o experiente atacante Schwenck, e foram dele rem em campo, atletas conversaram entre si e escutaram o treinador Jaime, que se emocio- nou e chorou ao falar com os seus ex jogadores campeões da Copa Santa Catarina, vestindo a ca- misa do AEC. O atual presidente Amistoso > ARARANGUÁ Em tarde de fes- ta no Centro de Treinamentos Emerson Almeida, o Araranguá Esporte Clube entrou em campo para um grande amistoso com o Interna- cional de Lages, terceiro colocado do campeonato catarinense desse ano, e que está disputando a serie D do Brasileirão. As duas equipes en- traram em campo dis- postas a vencer, o AEC para também convencer os torcedores e mostrar serviço ao treinador Ge- raldo, enquanto se pre- para para a disputa do regional da Larm, que começa dia 23. O time da Serra tinha o mesmo objetivo. Com a presença da torcida empurrando o Araranguá desde o início, o jogo foi bastante dis- putado, e quem pensava que seria um amisto- so leve, se enganou. Os dois times buscavam o gol a todo momento, o Inter com as investidas do meia Athos, e o AEC com um meio campo bem montado. O Inter foi quem saiu na frente em boa jogada Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 ³ 10-50-57-67-70CONCURSO 3.847 QUINA 01/08 ³ 03-08-28-39-42-59 CONCURSO 1.728 MEGA SENA 01/08 Juliano e Renan foram os autores dos gols do mais querido do sul, que foi para cima do Leão Baio da Serra Muita garra Preliminar AEC empata AEC vira e vence Inter de Lages nan, Ricardo Zeferino, Luis Henrique e Maicon Viana. Maykon Curió. Ainda entraram: Edipo, Marcel, Jean, Mauricio, Felipe Sasso, Leandro, Esquerdinha, Regis e Nathan. Na preliminar, em uma grande festa, ex jogadores do AEC se reuniram para receber homenagens e também jogar uma partida diante do Máster do Criciúma. O jogo emocionou muitos jogadores e torcedores. Antes mesmo de entra- Cleder Maciel do Araranguá, Ramon Mattos, também con- versou com os atletas, deu boas vindas e falou emocionado sobre o pas- sado do time. A partida dos ex jo- gadores do Araranguá contra o Máster do Cri- ciúma acabou empatada em 1 x 1, com o time do AEC abrindo o placar com Batista em cobran- ça de escanteio de Caio, mas Edmilson Mondardo empatou para o Tigre. O Araranguá jogou com: Beto, Daniel Perei- ra, Venicio, Vanderlei e Geraldo; Valdir, Almir Gaúcho, Batista e João Ricardo, Veneza e Caio. Ainda entraram na par- tida: Marinho, Foguete, Darlei, Mussum, Nani- nho, Everaldo, Pereira e Volnei. Compareceram no jogo, Colonetti, Ado, Valcir, o treinador Jaime Schmidt e o massagista Chico.
  • 22. 2 Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 > RIO DE JANEIRO Dez anos depois, Maurício "Shogun" Rua e Antônio Rogério "Mino- touro" Nogueira se reen- contraram, e o resultado foi o mesmo da primeira luta entre os dois: vitória do curitibano Shogun por decisão unânime (triplo 29-28), neste sábado, na Arena da Barra. O coevento principal do UFC Rio 7 (UFC 190) não teve o mesmo rit- mo do combate de 26 de junho de 2005, válido pela segunda rodada do GP peso-médio do Pride e considerado um dos Em revanche no UFC Rio, Shogun vence Minotouro pela segunda vez Ronda precisou de 64 segundos para vencer suas últimas três lutas do UFC MMA > RIO DE JANEIRO Aexpectativa foi grande, as pro- vocações foram intensas, mas a luta mesmo só durou 34 segundos. Ain- da não foi dessa vez que descobriram uma forma de parar Ronda Rousey. A confiança de Bethe Correia nos momentos que antecederam o com- bate não foi o suficiente para intimidar a loira e acabar com seu domínio na divisão feminina dos galos (até 61kg). Com um soco logo no iní- cio do primeiro round, a americana venceu a brasileira Bethe Correia por nocaute. Somando o tempo que Ronda preci- sou para vencer as suas últimas três lutas do UFC, ela gastou apenas 64 segundos dentro do octógono. melhores da história do MMA, mas empolgou o público com grandes momentos para ambos os lados. A torcida, con- tudo, vaiou a decisão a favor de Shogun; em sua maioria, a plateia apoia- va Minotouro, que treina a poucos quilômetros de distância do ginásio, no Recreio dos Bandeiran- tes, bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro.
  • 23. > PORTO ALEGRE Maisumavez,após a eliminação na Libertadores, o Inter não consegue vencer no Brasi- leirão. Apesar da pressão no final do jogo, o time de Diego Aguirre ficou no 0 a 0 com a Chapecoense, no Beira-Rio, e segue sem engrenar na competição. O Verdão do Oeste ainda perdeuachancemaisclara dojogo,quandoTiagoLuís parouemdefesaespetacu- lar de Alisson, no segundo tempo. O empate mantém ambos separados por 2 pontos na tabela - 23 dos catarinenses, em nono, contra 21 dos gaúchos, em 10º. Na próxima rodada, o Inter encara o clássico Gre-Nal, no domingo, às 18h30, naArena. Já o Ver- dão enfrentará, no mesmo dia e horário, o Figueiren- se,emduelolocaldeSanta Catarina. O Inter trabalha para esquecer a decepção cau- sada pela eliminação na Libertadores. Inclusive, também parece que não terá mais a intensidade dos tempos da competição continental. Se há alguns meses o Colorado passava Política 3Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 > RIO DE JANEIRO Na estreia de Ronal- dinho Gaúcho, o Flumi- Na estreia de Ronaldinho, Fluminense bate o Grêmio nense bateu o Grêmio por 1 a 0, na noite deste sábado, no Maracanã. Com o resultado, o Trico- lor carioca ultrapassou o gaúcho e pulou para o terceiro lugar com 30 pontos, mas ainda pode sair do G-4 neste domin- go, no complemento da rodada, caso Palmeiras e Sport vençam seus jo- gos (contra Atlético-PR e Cruzeiro, respectivamen- te). Já o Grêmio, há três partidas sem vencer, caiu para sétimo e ainda pode perder uma posição neste domingo, caso o Furacão vença o Verdão em São Paulo. O jogo teve dois tem- pos distintos. No primei- ro, muito equilibrado, o Brasileirão Alissonsalva,eInterficanoempate comaChapecoensenoBeira-Rio por cima de rivais nos minutos iniciais, neste domingo foi a Chapeco- ense que quase marcou com Bruno Rangel. O que deixouclarodesdeoinício: o Verdão não apenas tra- balhariaparaimpedirque osdonosdacasajogassem. Após mais de 60 dias, Eduardo Sasha e Valdívia retomaram parceria mar- cada pela velocidade. O segundo,porém,foioúnico aserfiguraimportantedos vermelhos.Artilheirocolo- rado no ano, com 12 gols, não aumentou a conta na etapa inicial por conta de Danilo, que parou o meia em duas oportunidades, uma delas em finalização dedentrodapequenaárea. TiagoLuíseAnanias,insi- nuantes, foram perigosos nos contra-ataques. Foi justamente Tiago Luís que protagonizou um lance extraordinário com Alisson. O atacante domi- nou um balão da defesa, despretensioso,earrancou livre. Correu uns 30m até ficar frente a frente com o goleiro colorado. Deu o toqueetiroudocamisa22. Ou melhor, achou que ha- via feito isso. Alisson voou e deu um tapa com a mão direita, salvando o Inter. O lance exemplifica um buraco deixado no meio- -campo. Por ali, Wagner e o próprio Tiago Luís circu- laram com facilidade, sem incômodo dos marcadores. E criaram perigos, que estancaram com a saída de Anderson e entrada de Wellington Martins. Logo depois, Eduardo Sasha acertou o travessão de Danilo.Apressãocolorada, porém, não surtiu efeito - Alisson ainda salvaria no último lance, em desvio de Maranhão na pequena área. Grêmio chegou a ter mais posse de bola (57% contra 43%). No segundo, com a expulsão de Walace logo aos quatro minutos, por falta em Marcos Júnior, foi ataque contra defesa, com o Fluminense pres- sionando muito atrás do gol - que saiu com o pró- prio Marcos Júnior, aos 31. O Tricolor gaúcho ain- da perdeu um gol incrível aos 43, com Pedro Rocha, numa jogada em que os gremistas reclamaram um pênalti não marcado de Wellington Paulista em Edinho.
  • 24. e Boa Esporte, a meta é clara: conquistar 100% de aproveitamento em Santa Catarina.Esse,pelomenos, é o discurso do técnico De- jan Petkovic. - Estamos abaixo da pontuação que a gente desejou. Agora precisamos nos dois jogos em casa pontuar - explicou o co- mandanteapósoresultado conquistado em Minas, na sexta-feira. 4 Correio do Sul Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 Brasileirão Série B Brasileirão Série ATigre quer usar tabela de agosto e crescer na Série B > CRICIÚMA Para alguns, 30 dias de desgosto. Para outros, da recuperação. É destaformaqueoCriciúma olha e encara a tabela de jogos do Campeonato Bra- sileiro em agosto. Das cinco partidas previstas para o oitavo mês do ano de 2015, três delas serão realizadas com o apoio e força dos tri- colores nas arquibancadas doestádioHeribertoHülse. O primeiro desafio será no próximo sábado, dia 7, às 19h30, diante do Oeste, equipepaulistacomcampa- nha semelhante a do Tigre. Gol Criciúma x Bahia (Foto: Fernando Ribeiro/ www.criciumaec.com.br) Time comemora gol anotado contra o Bahia (Foto: Fernando Ribeiro/ www.criciumaec.com.br) Na sequência, mais um duelo no Majestoso, contra o Paysandu, no dia 11. Depois de dois empates fora de casa, com Botafogo Aúltimarodadadotur- no será bem longe de casa. Em Alagoas, o Criciúma encerra a primeira fase da Série B de 2015. O adver- sário será o CBR, que tem uma peça no elenco bem conhecida do torcedor car- voeiro: Zé Carlos, atacante artilheiro e decisivo para o acesso à Série A do time em 2012. Por fim, Mogi Mirim e ABC fecham a sequênciadoscatarinenses em agosto. O duelo com os paulis- tas, na primeira rodada, em maio, traz boas lem- branças. Sob o comando de Moacir Junior, o Tigre venceu por 2 a 1 e começou com o pé direito a cami- nhada em busca da vaga na primeira divisão - os gols foram marcados por Douglas Moreira e Paulo Sérgio. O sentimento pe- rante o ABC é um pouco diferente, já que o time de Natal estragou a festa da torcida do Criciúma e conquistou o triunfo por 2 a 0 no Sul do estado. Contrata: A empresa Gato Mia Confecções LTDA, localizada na Rua Padre João Reitz, nº 1184, Bairro São Luiz, Sombrio/SC. Está contra- tando PCD/ Pessoa com deficiência. Interessados, podem comparecer na empre- sa com currículo das 8hrs00 ás 18hrs00. Ou se preferir, encaminhar o currículo por e-mail aline@gatomia.net AC: Currículo PCD. Confira a sequência de jogos do Criciúma em agosto: - 07/08: Criciúma x Oeste - 11/08: Criciúma x Paysandu - 14/08: CRB x Criciúma - 21/08 - Criciúma x Mogi Mirim - 29/08 - ABC x Criciúma