SlideShare uma empresa Scribd logo
História da sala dos Bombeiros
Liliana Silva
2015/2016
PATRONATIS
Uma aventura pelo mundo de Patronatis
A Rainha São e a Princesa Sofia viviam num castelo
muito bonito, que ficava num bosque perto da
aldeia Patronatis.
A rainha São e a princesa Sofia passavam os seus
dias a bordar, a pintar e a cantar. Eram pessoas
meigas e simpáticas e viviam as duas sozinhas
desde que o rei desaparecera numa noite de
nevoeiro. Infelizmente, não tinham mais família.
Os guardas do Castelo Paulinho, Kenny li, Martim e
Rodrigo Castro, a cozinheira Teresinha e a ajudante
Lia eram as únicas pessoas que elas viam durante
o dia e com quem conviviam.
O Bosque que os separava da aldeia Patronatis tinha uma vegetação densa e árvores
tão altas, tão altas que os habitantes da aldeia só conseguiam ver as bandeirinhas que
estavam colocadas nas partes mais altas do castelo.
As pessoas da aldeia Patronatis eram muito afáveis e pequeninas.
Dizia-se que uma bruxa, que vivera há muitos anos e muitos anos atrás no castelo da
rainha São e da Princesa Sofia, tinha lançado um feitiço, para que fossem sempre
pequenas . Por este motivo, as pessoas da aldeia tinham muito medo da rainha e da
princesa e nunca se chegavam perto do castelo. O que elas não sabiam, é que a rainha
São e a Princesa Sofia também sofriam com o distanciamento do seu povo.
A princesa Sofia queria viver na aldeia Patronatis, mas a Rainha Sofia e os guardas
seus conselheiros Paulinho, Kenny, Rodrigo e Martim, achavam perigoso porque as
pessoas podiam castigá-las por algo que tinha sido feito pela bruxa.
Na aldeia Patronatis havia um quartel de bombeiros, pastelarias, alfaiates,
restaurantes, lojas de ferragens, de vestuário e muitas , muitas outras.
As casas eram todas pequenas e coloridas. As árvores que se alinhavam pelas ruas tinham o
tronco castanho e uma folhagem maciça de tom verde escuro.
As casas dos habitantes de Patronatis eram coloridas. Cada um deles escolhia a sua cor
preferida para a casa. Era um dos momentos de maior diversão na aldeia e todos ajudavam a
pintar a nova casa.
Na aldeia Patronatis existiam 10 bombeiros. O comandante Diego, o sub comandante Eduardo e
o bravo Francisco - sempre sorridente, o Henrique, o José Joaquim, a Inês Mendonça, a Emília e
a Francisca. Estes bombeiros fartavam-se de trabalhar, e salvar as pessoas que precisavam da
sua ajuda. Eram uns verdadeiros heróis.
A Alice Correia e a Inês Pereira eram as
costureiras da aldeia e criavam vestidos lindos
que depois os guardas do castelo vinham buscar
para vestir a Rainha São e a Princesa Sofia.
O Pedrinho, o Rafael, a Liana e a Iara eram os
médicos de serviço. O Pedrinho e a Liana como
tinham muita energia, tomavam conta e
receitavam remédios aos mais pequeninos e o
Rafael e a Iara, mais calmos tratavam dos mais
idosos da aldeia.
As professoras Matilde Oliveira e Maria Francisca
ensinavam os meninos da aldeia a escrever, a ler e a fazer
contas. Aquela escola que tinha muitas mesas e livros para
os meninos aprenderem, mas também tinha um parque
gigante para poderem usufruir de um recreio muito
divertido.
Os governadores da aldeia eram o Rodrigo Picoto, a
Matilde Correia e o Simão Brás. O Simão, com a sua
perspicácia conseguia sempre tomar as decisões mais
acertadas para todos os habitantes de Patronatis, a Matilde
Correia tratava da diversão e o Rodrigo Picoto tratava de
atender as pessoas que necessitavam da ajuda deles.
Certo dia, a princesa Sofia, já farta de viver tão sozinha no castelo, resolveu chamar a cozinheira
Teresinha que era sua amiga, e a ajudante Lia, para lhes confidenciar algo.
- Amigas, quero visitar Patronatis. Quero conhecer toda a gente.
- Mas.... disse a Teresinha assustada. Tu és muito grande, se fores lá pode ser perigoso.
- Mas eu queria muito, disse a princesa Sofia muito chorosa.
A Lia e a Teresinha ficaram com muita pena da menina, que só queria ser feliz. E nisto, a
Teresinha lembrou-se de algo.
- Lia, vai chamar o Paulinho e o Kenny Li. Acho que sei como resolver o problema, informou a
Teresinha.
Passado uns minutos já se encontravam todos nos
aposentos da princesa Sofia. O Paulinho era o guarda
responsável por tomar conta da poção que tinha sido
usada há muitos anos atrás pela bruxa. Tinha ficado
guardada para que mais ninguém fizesse mal aos
habitantes de Patronatis.
-Eu não posso dar a poção à princesa. A rainha não
me perdoaria, afirmou o Paulinho depois de ouvir o
pedido da princesa Sofia e a explicação da Teresinha.
- Por favor Guarda Paulinho. Fazemos assim, dás-me
só um pouco. Assim só terei duas horas para ir ver a
aldeia e volto logo a seguir antes dos efeitos da
poção acabarem.
- Não sei. Kenny Li, o que fazemos ? perguntou o
Paulinho.
- Eu tenho pena da princesa. Referiu o Kenny Li.
Gostava que ela conhecesse a aldeia. Vamos deixar .
Eu acompanho-a a Patronatis e tu ficas com o
Martim a tomar conta da Rainha. Eu faço com que
ela regresse antes das duas horas.
E assim foi ....Sem a Rainha São saber, a princesa Sofia tomou a poção e foi com Kenny Li até à
aldeia. Pelo caminho , ela ficou maravilhada com a quantidade de elementos da natureza que
nunca tinha visto, porque jamais ter saído do castelo.
Ao chegar à aldeia, ficou maravilhada com o que vira. As pessoas eram simpáticas, as crianças
brincavam em grandes parques e todos trabalhavam nas suas funções, com muito respeito e
prazer.
- Guarda Kenny, temos de arranjar um vestido à minha medida. Vamos às costureiras?
- Sim vamos, realmente essas roupas estão um pouco grandes.
As costureiras Alice Correia e Inês Pereira, sem saberem quem era, arranjaram o vestido para a princesa.
Ficaram imensamente agradecidas porque ela pagara muito dinheiro pelo vestido. Dessa forma conseguiram
aumentar o ateliê que era um sonho já muito antigo.
A princesa também visitou o hospital de Patronatis e conheceu os doutores Pedrinho, Liana, Rafael e Iara.
Depois de ver que faltavam alguns remédios, pediu ao Guarda Kenny Li que, assim que fosse possível,
trouxesse do castelo toda a medicação necessária para que o hospital tivesse ainda mais condições.
As professoras Matilde Oliveira e Maria Francisca também conheceram a princesa Sofia, sem saberem de
quem se tratava. Ficaram encantadas com a educação e a sabedoria da menina.
Antes de terminar as duas horas, a princesa Sofia
visitou a casa dos governadores. O Rodrigo Picoto, e a
Matilde Correia cumprimentaram a menina e o
guarda mas nem se aperceberam de quem se tratava.
O Simão Brás muito perspicaz olhou para a menina e
assustado disse:
- Já para o meu gabinete !
O Kenny Li ficou apreensivo com receio do que iria
acontecer
- Princesa Sofia ? Perguntou o governador Simão Brás.
- Sim, sou eu. Disse a princesa sem levantar os olhos
do chão.
- Como é que você veio até cá? Como é que está
assim tão pequena ?
- Eu tomei um pouco da poção secreta. A minha mãe
não sabe, mas eu queria muito descobrir o vosso
mundo .
- Mas isso não se faz Princesa. Não se desobedece à mãe nem se toma poções que se desconhece. É muito
perigoso. Deve voltar imediatamente para o castelo, antes que cresça e assuste todos os habitantes da nossa
aldeia. Não deveria ter feito isso. Peço-lhe que volte para o Castelo e nunca mais faça isso. No dia em que
quiserem cá vir, falem connosco. As pessoas de Patronatis irão receber-vos de braços abertos.
- A sério ? perguntou a princesa cheia de esperança para o futuro.
- Sim, garanto-lhe. Mas não engane as pessoas de Patronatis. Quando vier cá, venha de coração aberto e
mostrando quem é. As pessoas não gostam de ser enganadas.
- Tem razão, sr. Governador Simão. Não repetirei.
E assim voltaram para o castelo o guarda Kenny Li e a princesa Sofia. Mal se aproximou das portas do castelo
a menina voltou ao seu tamanho.
Na aldeia Patronatis tudo voltou à normalidade, assim como no castelo.
Os habitantes de Patronatis estavam felizes por ter havido uma desconhecida que lhes fizera tanto bem.
Passados uns meses aconteceu algo terrível. O Castelo começou a arder e a princesa Sofia e a rainha São
estavam em perigo. Os guardas vieram rapidamente à aldeia pedir auxílio.
Os governadores chamaram os bombeiros, mas havia uma revolta na aldeia contra a rainha e a princesa e
algumas pessoas achavam que não deviam ir ajudar e que quem vivia no castelo é que deveria apagar o
fogo.
O Governador Simão resolveu chamar todos os habitante
para lhes contar algo. Em apenas alguns minutos já lá
estavam as costureiras , as professoras, os médicos e os
Bombeiros.
- Meus caros, eu, a Matilde Correia e o Rodrigo Picoto
queremos pedir a ajuda de todos para salvarmos os
habitantes do castelo.
-Nossa ajuda? Porquê ? Elas nunca vieram ter connosco
nem nos ajudaram quando precisamos porque havemos
de lá ir ? Disse a Alice Correia em nome de todos os
outros.
--Bem....disse pausadamente o governador Simão. Há uns
meses atrás esteve aqui uma menina que ajudou muita
gente, lembram-se ?
- Sim. Disseram em uníssono.
- Essa menina era a princesa Sofia. Ela veio cá porque nos
queria conhecer. Queria conviver connosco mas tinha
medo que não a aceitássemos.
Na sala ouviu-se uma exclamação e admiração geral.
- Nós devemos aceitar as diferenças e nunca devemos negar ajuda a ninguém. Hoje precisam elas e amanhã
podemos precisar nós. Eu sou da opinião que devemos todos ajudar. O fogo no Castelo é grande e os
bombeiros sozinhos não serão suficientes. Todos juntos faremos a diferença.
Depois de uns minutos de silêncio na sala a doutora Iara disse:
- Tem razão Sr. Governador. Nós, na aldeia Patronatis, não viramos as costas a ninguém. Somos amigos,
somos unidos e vamos ajudar quem precisa. Conte comigo para passar o bosque e ir ajudar os bombeiros a
apagar o Fogo.
Depois das palavras da doutora Iara, todos se seguiram e em apenas alguns minutos preparam-se e
organizaram-se para irem juntos ajudar a apagar o fogo no Castelo.
Os bombeiros com a ajuda dos habitantes conseguiram entrar no castelo, no meio das chamas. Os
bombeiros Diego, Eduardo e Francisco correram escadas acima para abrirem a porta dos quartos da princesa
e da rainha. O Henrique e o José Joaquim foram ajudar alguns guardas que estavam presos nos seus
escritórios. A Emília, a Francisca e a Inês Mendonça foram corajosamente até à cozinha salvar a cozinheira
Teresinha e a ajudante Lia.
Passado umas horas e depois de muitos baldes de água, muita entreajuda e alguns sustos o fogo ficou
extinto.
A Rainha São e a princesa Sofia foram salvas dos seus aposentos. Os habitantes da aldeia, nunca as tinham
visto e ficaram receosos por verem as suas alturas.
De pescoço ao alto olharam para a rainha e a
princesa com uma admiração geral.
-Muito obrigado por tudo. Vocês foram
fantásticos. Os habitantes de Patronatis
salvaram-nos. Gostava de vos pedir
desculpas por todos estes anos de ausência.
O nosso castelo ficou destruído e não temos
como tentar arranjar uma solução para o
feitiço que a bruxa, a qual mandamos
embora do castelo por ser má, vos lançou.
Referiu entristecidamente a Rainha.
- Não faz mal, Rainha São. Nós estamos bem.
Só queremos viver em paz. Disse o
governador Rodrigo Picoto.
- Nós iremos embora, disse a princesa Sofia,
chorosa. O nosso castelo ardeu. E não vos
queremos causar mais problemas.
As palavras da princesa emocionaram todos
os habitantes de Patronatis.
- Não precisam de ir. Disse a professora Maria Francisca. Podem viver em Patronatis. Na nossa aldeia há lugar
para todas as pessoas de bem. Nós não sabíamos como vocês eram e tínhamos medo, mas agora não temos
mais. Para mim será um gosto receber-vos na nossa aldeia.
- Eu concordo, disse o Bombeiro José Joaquim. Todos juntos podemos fazer uma casa para vocês.
A governadora Matilde Dantas, cheia de vivacidade ordenou:
- Então, construa-se uma casa para a princesa Sofia e para a Rainha São. Declara-se que a partir de hoje,
elas, os seus guardas, a sua cozinheira e a ajudante serão considerados habitantes de Patronatis.
Viva , viva, viva !!!
E assim foi. Todos juntos construíram a casa real e Patronatis ficou ainda mais rico com a união e a amizade
de todos.
Gloria, Gloria, acabou-se a história!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Bela, a feia
Bela, a feiaBela, a feia
Bela, a feia
INSTITUTO GENS
 
Mario de Andrade e Vestida de Preto
Mario de Andrade e Vestida de PretoMario de Andrade e Vestida de Preto
Mario de Andrade e Vestida de Preto
Dani Bertollo
 
Paixões no Oeste Vol 1 (prova)
Paixões no Oeste Vol 1 (prova)Paixões no Oeste Vol 1 (prova)
Paixões no Oeste Vol 1 (prova)
Janice Ghisleri
 
PAIXÕES NO OESTE - VOL 1
PAIXÕES NO OESTE - VOL 1PAIXÕES NO OESTE - VOL 1
PAIXÕES NO OESTE - VOL 1
Janice Ghisleri
 
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Braga
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina BragaContos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Braga
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Braga
profesfrancleite
 
Lendas de Mondim de Basto Licínio Borges
Lendas de Mondim de Basto   Licínio BorgesLendas de Mondim de Basto   Licínio Borges
Lendas de Mondim de Basto Licínio Borges
Licinio Borges
 
Adivinhas, canções, poesias e histórias infantis
Adivinhas, canções, poesias e histórias infantisAdivinhas, canções, poesias e histórias infantis
Adivinhas, canções, poesias e histórias infantis
Richely Cristina
 
Arlene james -_preludio_de_amor
Arlene james -_preludio_de_amorArlene james -_preludio_de_amor
Arlene james -_preludio_de_amor
Marcos Campanha
 
Carnaval do 1º b
Carnaval do 1º bCarnaval do 1º b
Carnaval do 1º b
Filipa Albuquerque
 
Contos africanos
Contos africanosContos africanos
Contos africanos
Dcrist Santos
 
Duas irmãs...vindas de outro planeta!
Duas irmãs...vindas de outro planeta!Duas irmãs...vindas de outro planeta!
Duas irmãs...vindas de outro planeta!
isabel preto
 
Julia quinn historia de um grande amor
Julia quinn   historia de um grande amor Julia quinn   historia de um grande amor
Julia quinn historia de um grande amor
chinitapt
 
Barbara cartland a deusa vencida
Barbara cartland   a deusa vencidaBarbara cartland   a deusa vencida
Barbara cartland a deusa vencida
Ariovaldo Cunha
 
Barbara cartland a prisão dourada
Barbara cartland   a prisão douradaBarbara cartland   a prisão dourada
Barbara cartland a prisão dourada
Ariovaldo Cunha
 
Cartilha de Santa Luzia a Luziânia- A História de todos nós.
Cartilha de Santa Luzia a Luziânia- A História de todos nós.Cartilha de Santa Luzia a Luziânia- A História de todos nós.
Cartilha de Santa Luzia a Luziânia- A História de todos nós.
Magda Marques
 
Pagna baianas
Pagna baianasPagna baianas
Pagna baianas
Gabriel Venancio
 

Mais procurados (16)

Bela, a feia
Bela, a feiaBela, a feia
Bela, a feia
 
Mario de Andrade e Vestida de Preto
Mario de Andrade e Vestida de PretoMario de Andrade e Vestida de Preto
Mario de Andrade e Vestida de Preto
 
Paixões no Oeste Vol 1 (prova)
Paixões no Oeste Vol 1 (prova)Paixões no Oeste Vol 1 (prova)
Paixões no Oeste Vol 1 (prova)
 
PAIXÕES NO OESTE - VOL 1
PAIXÕES NO OESTE - VOL 1PAIXÕES NO OESTE - VOL 1
PAIXÕES NO OESTE - VOL 1
 
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Braga
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina BragaContos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Braga
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Braga
 
Lendas de Mondim de Basto Licínio Borges
Lendas de Mondim de Basto   Licínio BorgesLendas de Mondim de Basto   Licínio Borges
Lendas de Mondim de Basto Licínio Borges
 
Adivinhas, canções, poesias e histórias infantis
Adivinhas, canções, poesias e histórias infantisAdivinhas, canções, poesias e histórias infantis
Adivinhas, canções, poesias e histórias infantis
 
Arlene james -_preludio_de_amor
Arlene james -_preludio_de_amorArlene james -_preludio_de_amor
Arlene james -_preludio_de_amor
 
Carnaval do 1º b
Carnaval do 1º bCarnaval do 1º b
Carnaval do 1º b
 
Contos africanos
Contos africanosContos africanos
Contos africanos
 
Duas irmãs...vindas de outro planeta!
Duas irmãs...vindas de outro planeta!Duas irmãs...vindas de outro planeta!
Duas irmãs...vindas de outro planeta!
 
Julia quinn historia de um grande amor
Julia quinn   historia de um grande amor Julia quinn   historia de um grande amor
Julia quinn historia de um grande amor
 
Barbara cartland a deusa vencida
Barbara cartland   a deusa vencidaBarbara cartland   a deusa vencida
Barbara cartland a deusa vencida
 
Barbara cartland a prisão dourada
Barbara cartland   a prisão douradaBarbara cartland   a prisão dourada
Barbara cartland a prisão dourada
 
Cartilha de Santa Luzia a Luziânia- A História de todos nós.
Cartilha de Santa Luzia a Luziânia- A História de todos nós.Cartilha de Santa Luzia a Luziânia- A História de todos nós.
Cartilha de Santa Luzia a Luziânia- A História de todos nós.
 
Pagna baianas
Pagna baianasPagna baianas
Pagna baianas
 

Destaque

Import Guide - Cloud for Customer Edge and Starter Edition - Guide v2.6
Import Guide - Cloud for Customer Edge and Starter Edition - Guide v2.6Import Guide - Cloud for Customer Edge and Starter Edition - Guide v2.6
Import Guide - Cloud for Customer Edge and Starter Edition - Guide v2.6
Tiziano Menconi
 
横手版地方発信のソーシャルメディア
横手版地方発信のソーシャルメディア横手版地方発信のソーシャルメディア
横手版地方発信のソーシャルメディアSkunkWork.Co.,Ltd
 
Glossary
GlossaryGlossary
Glossary
candyclouds
 
20140905 AWS Night in ITHD LT2
20140905 AWS Night in ITHD LT220140905 AWS Night in ITHD LT2
20140905 AWS Night in ITHD LT2
Nobuyuki Matsui
 
Caption story project
Caption story projectCaption story project
Caption story project
sofiamckentry
 
Delivering Vertical Social Apps - Dreamforce - 9/18
Delivering Vertical Social Apps - Dreamforce - 9/18Delivering Vertical Social Apps - Dreamforce - 9/18
Delivering Vertical Social Apps - Dreamforce - 9/18
Salesforce Partners
 
Mapping Voyager 1's 36-Year Trek Through Space
Mapping Voyager 1's 36-Year Trek Through SpaceMapping Voyager 1's 36-Year Trek Through Space
Mapping Voyager 1's 36-Year Trek Through Space
Mashable
 
Investing 101: How to Prepare for Retirement
Investing 101: How to Prepare for RetirementInvesting 101: How to Prepare for Retirement
Investing 101: How to Prepare for Retirement
Experian_US
 
PHP Hypertext Preprocessor
PHP Hypertext PreprocessorPHP Hypertext Preprocessor
PHP Hypertext Preprocessor
adeel990
 
SuprTEK Continuous Monitoring
SuprTEK Continuous MonitoringSuprTEK Continuous Monitoring
SuprTEK Continuous Monitoring
Tieu Luu
 
ноябрь
ноябрьноябрь
ноябрь
lesik1990
 
Parecer jurídico normativo 36 2011 CFESS
Parecer jurídico normativo 36 2011 CFESSParecer jurídico normativo 36 2011 CFESS
Parecer jurídico normativo 36 2011 CFESS
FILIPE NERI
 
いいいいいいい
いいいいいいいいいいいいいい
いいいいいいいjt_test
 
生日快乐
生日快乐生日快乐
生日快乐
Paul Ni
 
3 d pie chart circular puzzle with hole in center process stages 11 style 3 p...
3 d pie chart circular puzzle with hole in center process stages 11 style 3 p...3 d pie chart circular puzzle with hole in center process stages 11 style 3 p...
3 d pie chart circular puzzle with hole in center process stages 11 style 3 p...
SlideTeam.net
 

Destaque (17)

Import Guide - Cloud for Customer Edge and Starter Edition - Guide v2.6
Import Guide - Cloud for Customer Edge and Starter Edition - Guide v2.6Import Guide - Cloud for Customer Edge and Starter Edition - Guide v2.6
Import Guide - Cloud for Customer Edge and Starter Edition - Guide v2.6
 
横手版地方発信のソーシャルメディア
横手版地方発信のソーシャルメディア横手版地方発信のソーシャルメディア
横手版地方発信のソーシャルメディア
 
Glossary
GlossaryGlossary
Glossary
 
20140905 AWS Night in ITHD LT2
20140905 AWS Night in ITHD LT220140905 AWS Night in ITHD LT2
20140905 AWS Night in ITHD LT2
 
Caption story project
Caption story projectCaption story project
Caption story project
 
ตารางแนวทางกำหนดการจัดเวทีฯ
ตารางแนวทางกำหนดการจัดเวทีฯตารางแนวทางกำหนดการจัดเวทีฯ
ตารางแนวทางกำหนดการจัดเวทีฯ
 
Delivering Vertical Social Apps - Dreamforce - 9/18
Delivering Vertical Social Apps - Dreamforce - 9/18Delivering Vertical Social Apps - Dreamforce - 9/18
Delivering Vertical Social Apps - Dreamforce - 9/18
 
Mapping Voyager 1's 36-Year Trek Through Space
Mapping Voyager 1's 36-Year Trek Through SpaceMapping Voyager 1's 36-Year Trek Through Space
Mapping Voyager 1's 36-Year Trek Through Space
 
Investing 101: How to Prepare for Retirement
Investing 101: How to Prepare for RetirementInvesting 101: How to Prepare for Retirement
Investing 101: How to Prepare for Retirement
 
PHP Hypertext Preprocessor
PHP Hypertext PreprocessorPHP Hypertext Preprocessor
PHP Hypertext Preprocessor
 
Logo
LogoLogo
Logo
 
SuprTEK Continuous Monitoring
SuprTEK Continuous MonitoringSuprTEK Continuous Monitoring
SuprTEK Continuous Monitoring
 
ноябрь
ноябрьноябрь
ноябрь
 
Parecer jurídico normativo 36 2011 CFESS
Parecer jurídico normativo 36 2011 CFESSParecer jurídico normativo 36 2011 CFESS
Parecer jurídico normativo 36 2011 CFESS
 
いいいいいいい
いいいいいいいいいいいいいい
いいいいいいい
 
生日快乐
生日快乐生日快乐
生日快乐
 
3 d pie chart circular puzzle with hole in center process stages 11 style 3 p...
3 d pie chart circular puzzle with hole in center process stages 11 style 3 p...3 d pie chart circular puzzle with hole in center process stages 11 style 3 p...
3 d pie chart circular puzzle with hole in center process stages 11 style 3 p...
 

Semelhante a História patronatis

Pps sítio ppd prof Rosane 2012
Pps sítio ppd prof Rosane 2012Pps sítio ppd prof Rosane 2012
Pps sítio ppd prof Rosane 2012
Rosane Ribeiro
 
Branca de neves
Branca de nevesBranca de neves
Branca de neves
raikabarreto
 
Quando o feitiço é quebrado...
Quando o feitiço é quebrado...Quando o feitiço é quebrado...
Quando o feitiço é quebrado...
Bruno Reimão
 
3408628.ppt
3408628.ppt3408628.ppt
3408628.ppt
EduardoLima522172
 
Histórias 4.ºa
Histórias 4.ºaHistórias 4.ºa
Histórias 4.ºa
Dulce Monteiro
 
SÍTIO DO PICA PAU AMARELO
SÍTIO DO PICA PAU AMARELOSÍTIO DO PICA PAU AMARELO
SÍTIO DO PICA PAU AMARELO
Dulcilene Figueiredo
 
A aldeia das flores
A aldeia das floresA aldeia das flores
A aldeia das flores
Risoleta Montez
 
A princesa matilde
A princesa matildeA princesa matilde
A princesa matilde
pauladornay
 
Seleção de contos
Seleção de contosSeleção de contos
Seleção de contos
Bianca Pagotto
 
A rainha muda, a bruxa feiona e a irmã dela ji pernes+ eb1 arneiro 1 e 4+ 8...
A rainha muda, a bruxa feiona e a irmã dela   ji pernes+ eb1 arneiro 1 e 4+ 8...A rainha muda, a bruxa feiona e a irmã dela   ji pernes+ eb1 arneiro 1 e 4+ 8...
A rainha muda, a bruxa feiona e a irmã dela ji pernes+ eb1 arneiro 1 e 4+ 8...
PLindaura
 
Conto torrado trinta-por-uma-linha_18pages
Conto torrado trinta-por-uma-linha_18pagesConto torrado trinta-por-uma-linha_18pages
Conto torrado trinta-por-uma-linha_18pages
Rita Arantes
 
HISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVAHISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVA
guestec1
 
HISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVAHISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVA
guest0691
 
Conto infantil - A princesa e o príncipe
Conto infantil - A princesa e o príncipeConto infantil - A princesa e o príncipe
Conto infantil - A princesa e o príncipe
niaramayo
 
Once upon a time portugalt
Once upon a time portugaltOnce upon a time portugalt
Once upon a time portugalt
Mar Jurado
 
Pdf contos
Pdf contosPdf contos
Pdf contos
leilatutora
 
As duas irmãs inimigas
As duas irmãs inimigasAs duas irmãs inimigas
As duas irmãs inimigas
inovato
 
A bela e a fera
A bela e a feraA bela e a fera
A bela e a fera
Sérgio Lima
 
Artur azevedo joão silva
Artur azevedo   joão silvaArtur azevedo   joão silva
Artur azevedo joão silva
Tulipa Zoá
 
Historias Etc
Historias EtcHistorias Etc
Historias Etc
Ivone Pedroso
 

Semelhante a História patronatis (20)

Pps sítio ppd prof Rosane 2012
Pps sítio ppd prof Rosane 2012Pps sítio ppd prof Rosane 2012
Pps sítio ppd prof Rosane 2012
 
Branca de neves
Branca de nevesBranca de neves
Branca de neves
 
Quando o feitiço é quebrado...
Quando o feitiço é quebrado...Quando o feitiço é quebrado...
Quando o feitiço é quebrado...
 
3408628.ppt
3408628.ppt3408628.ppt
3408628.ppt
 
Histórias 4.ºa
Histórias 4.ºaHistórias 4.ºa
Histórias 4.ºa
 
SÍTIO DO PICA PAU AMARELO
SÍTIO DO PICA PAU AMARELOSÍTIO DO PICA PAU AMARELO
SÍTIO DO PICA PAU AMARELO
 
A aldeia das flores
A aldeia das floresA aldeia das flores
A aldeia das flores
 
A princesa matilde
A princesa matildeA princesa matilde
A princesa matilde
 
Seleção de contos
Seleção de contosSeleção de contos
Seleção de contos
 
A rainha muda, a bruxa feiona e a irmã dela ji pernes+ eb1 arneiro 1 e 4+ 8...
A rainha muda, a bruxa feiona e a irmã dela   ji pernes+ eb1 arneiro 1 e 4+ 8...A rainha muda, a bruxa feiona e a irmã dela   ji pernes+ eb1 arneiro 1 e 4+ 8...
A rainha muda, a bruxa feiona e a irmã dela ji pernes+ eb1 arneiro 1 e 4+ 8...
 
Conto torrado trinta-por-uma-linha_18pages
Conto torrado trinta-por-uma-linha_18pagesConto torrado trinta-por-uma-linha_18pages
Conto torrado trinta-por-uma-linha_18pages
 
HISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVAHISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVA
 
HISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVAHISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVA
 
Conto infantil - A princesa e o príncipe
Conto infantil - A princesa e o príncipeConto infantil - A princesa e o príncipe
Conto infantil - A princesa e o príncipe
 
Once upon a time portugalt
Once upon a time portugaltOnce upon a time portugalt
Once upon a time portugalt
 
Pdf contos
Pdf contosPdf contos
Pdf contos
 
As duas irmãs inimigas
As duas irmãs inimigasAs duas irmãs inimigas
As duas irmãs inimigas
 
A bela e a fera
A bela e a feraA bela e a fera
A bela e a fera
 
Artur azevedo joão silva
Artur azevedo   joão silvaArtur azevedo   joão silva
Artur azevedo joão silva
 
Historias Etc
Historias EtcHistorias Etc
Historias Etc
 

Mais de patronatobonanca

Junho jardim
Junho jardimJunho jardim
Junho jardim
patronatobonanca
 
Junho creche
Junho crecheJunho creche
Junho creche
patronatobonanca
 
Doc05052017140452
Doc05052017140452Doc05052017140452
Doc05052017140452
patronatobonanca
 
Jardim maio
Jardim maioJardim maio
Jardim maio
patronatobonanca
 
Creche maio
Creche maioCreche maio
Creche maio
patronatobonanca
 
Marçojjjj
MarçojjjjMarçojjjj
Marçojjjj
patronatobonanca
 
Pnsb.sa.r regulamento
Pnsb.sa.r   regulamentoPnsb.sa.r   regulamento
Pnsb.sa.r regulamento
patronatobonanca
 
Marçojardim
MarçojardimMarçojardim
Marçojardim
patronatobonanca
 
Marçocreche
MarçocrecheMarçocreche
Marçocreche
patronatobonanca
 
Fevereiro jardim
Fevereiro jardimFevereiro jardim
Fevereiro jardim
patronatobonanca
 
Fevereiro creche
Fevereiro crecheFevereiro creche
Fevereiro creche
patronatobonanca
 
Janeiro jardim
Janeiro jardimJaneiro jardim
Janeiro jardim
patronatobonanca
 
Janeiro creche
Janeiro crecheJaneiro creche
Janeiro creche
patronatobonanca
 
Dezembro jardim
Dezembro jardimDezembro jardim
Dezembro jardim
patronatobonanca
 
Dezembro creche
Dezembro crecheDezembro creche
Dezembro creche
patronatobonanca
 
Novembro jardim
Novembro jardimNovembro jardim
Novembro jardim
patronatobonanca
 
Novembro creche
Novembro crecheNovembro creche
Novembro creche
patronatobonanca
 
Setembro jardim
Setembro jardimSetembro jardim
Setembro jardim
patronatobonanca
 
Setembro creche
Setembro crecheSetembro creche
Setembro creche
patronatobonanca
 
Outubro jardim
Outubro jardimOutubro jardim
Outubro jardim
patronatobonanca
 

Mais de patronatobonanca (20)

Junho jardim
Junho jardimJunho jardim
Junho jardim
 
Junho creche
Junho crecheJunho creche
Junho creche
 
Doc05052017140452
Doc05052017140452Doc05052017140452
Doc05052017140452
 
Jardim maio
Jardim maioJardim maio
Jardim maio
 
Creche maio
Creche maioCreche maio
Creche maio
 
Marçojjjj
MarçojjjjMarçojjjj
Marçojjjj
 
Pnsb.sa.r regulamento
Pnsb.sa.r   regulamentoPnsb.sa.r   regulamento
Pnsb.sa.r regulamento
 
Marçojardim
MarçojardimMarçojardim
Marçojardim
 
Marçocreche
MarçocrecheMarçocreche
Marçocreche
 
Fevereiro jardim
Fevereiro jardimFevereiro jardim
Fevereiro jardim
 
Fevereiro creche
Fevereiro crecheFevereiro creche
Fevereiro creche
 
Janeiro jardim
Janeiro jardimJaneiro jardim
Janeiro jardim
 
Janeiro creche
Janeiro crecheJaneiro creche
Janeiro creche
 
Dezembro jardim
Dezembro jardimDezembro jardim
Dezembro jardim
 
Dezembro creche
Dezembro crecheDezembro creche
Dezembro creche
 
Novembro jardim
Novembro jardimNovembro jardim
Novembro jardim
 
Novembro creche
Novembro crecheNovembro creche
Novembro creche
 
Setembro jardim
Setembro jardimSetembro jardim
Setembro jardim
 
Setembro creche
Setembro crecheSetembro creche
Setembro creche
 
Outubro jardim
Outubro jardimOutubro jardim
Outubro jardim
 

Último

Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 

Último (20)

Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 

História patronatis

  • 1. História da sala dos Bombeiros Liliana Silva 2015/2016 PATRONATIS Uma aventura pelo mundo de Patronatis
  • 2. A Rainha São e a Princesa Sofia viviam num castelo muito bonito, que ficava num bosque perto da aldeia Patronatis. A rainha São e a princesa Sofia passavam os seus dias a bordar, a pintar e a cantar. Eram pessoas meigas e simpáticas e viviam as duas sozinhas desde que o rei desaparecera numa noite de nevoeiro. Infelizmente, não tinham mais família. Os guardas do Castelo Paulinho, Kenny li, Martim e Rodrigo Castro, a cozinheira Teresinha e a ajudante Lia eram as únicas pessoas que elas viam durante o dia e com quem conviviam. O Bosque que os separava da aldeia Patronatis tinha uma vegetação densa e árvores tão altas, tão altas que os habitantes da aldeia só conseguiam ver as bandeirinhas que estavam colocadas nas partes mais altas do castelo. As pessoas da aldeia Patronatis eram muito afáveis e pequeninas.
  • 3. Dizia-se que uma bruxa, que vivera há muitos anos e muitos anos atrás no castelo da rainha São e da Princesa Sofia, tinha lançado um feitiço, para que fossem sempre pequenas . Por este motivo, as pessoas da aldeia tinham muito medo da rainha e da princesa e nunca se chegavam perto do castelo. O que elas não sabiam, é que a rainha São e a Princesa Sofia também sofriam com o distanciamento do seu povo. A princesa Sofia queria viver na aldeia Patronatis, mas a Rainha Sofia e os guardas seus conselheiros Paulinho, Kenny, Rodrigo e Martim, achavam perigoso porque as pessoas podiam castigá-las por algo que tinha sido feito pela bruxa. Na aldeia Patronatis havia um quartel de bombeiros, pastelarias, alfaiates, restaurantes, lojas de ferragens, de vestuário e muitas , muitas outras.
  • 4. As casas eram todas pequenas e coloridas. As árvores que se alinhavam pelas ruas tinham o tronco castanho e uma folhagem maciça de tom verde escuro. As casas dos habitantes de Patronatis eram coloridas. Cada um deles escolhia a sua cor preferida para a casa. Era um dos momentos de maior diversão na aldeia e todos ajudavam a pintar a nova casa. Na aldeia Patronatis existiam 10 bombeiros. O comandante Diego, o sub comandante Eduardo e o bravo Francisco - sempre sorridente, o Henrique, o José Joaquim, a Inês Mendonça, a Emília e a Francisca. Estes bombeiros fartavam-se de trabalhar, e salvar as pessoas que precisavam da sua ajuda. Eram uns verdadeiros heróis. A Alice Correia e a Inês Pereira eram as costureiras da aldeia e criavam vestidos lindos que depois os guardas do castelo vinham buscar para vestir a Rainha São e a Princesa Sofia. O Pedrinho, o Rafael, a Liana e a Iara eram os médicos de serviço. O Pedrinho e a Liana como tinham muita energia, tomavam conta e receitavam remédios aos mais pequeninos e o Rafael e a Iara, mais calmos tratavam dos mais idosos da aldeia.
  • 5. As professoras Matilde Oliveira e Maria Francisca ensinavam os meninos da aldeia a escrever, a ler e a fazer contas. Aquela escola que tinha muitas mesas e livros para os meninos aprenderem, mas também tinha um parque gigante para poderem usufruir de um recreio muito divertido. Os governadores da aldeia eram o Rodrigo Picoto, a Matilde Correia e o Simão Brás. O Simão, com a sua perspicácia conseguia sempre tomar as decisões mais acertadas para todos os habitantes de Patronatis, a Matilde Correia tratava da diversão e o Rodrigo Picoto tratava de atender as pessoas que necessitavam da ajuda deles. Certo dia, a princesa Sofia, já farta de viver tão sozinha no castelo, resolveu chamar a cozinheira Teresinha que era sua amiga, e a ajudante Lia, para lhes confidenciar algo. - Amigas, quero visitar Patronatis. Quero conhecer toda a gente. - Mas.... disse a Teresinha assustada. Tu és muito grande, se fores lá pode ser perigoso. - Mas eu queria muito, disse a princesa Sofia muito chorosa. A Lia e a Teresinha ficaram com muita pena da menina, que só queria ser feliz. E nisto, a Teresinha lembrou-se de algo. - Lia, vai chamar o Paulinho e o Kenny Li. Acho que sei como resolver o problema, informou a Teresinha.
  • 6. Passado uns minutos já se encontravam todos nos aposentos da princesa Sofia. O Paulinho era o guarda responsável por tomar conta da poção que tinha sido usada há muitos anos atrás pela bruxa. Tinha ficado guardada para que mais ninguém fizesse mal aos habitantes de Patronatis. -Eu não posso dar a poção à princesa. A rainha não me perdoaria, afirmou o Paulinho depois de ouvir o pedido da princesa Sofia e a explicação da Teresinha. - Por favor Guarda Paulinho. Fazemos assim, dás-me só um pouco. Assim só terei duas horas para ir ver a aldeia e volto logo a seguir antes dos efeitos da poção acabarem. - Não sei. Kenny Li, o que fazemos ? perguntou o Paulinho. - Eu tenho pena da princesa. Referiu o Kenny Li. Gostava que ela conhecesse a aldeia. Vamos deixar . Eu acompanho-a a Patronatis e tu ficas com o Martim a tomar conta da Rainha. Eu faço com que ela regresse antes das duas horas.
  • 7. E assim foi ....Sem a Rainha São saber, a princesa Sofia tomou a poção e foi com Kenny Li até à aldeia. Pelo caminho , ela ficou maravilhada com a quantidade de elementos da natureza que nunca tinha visto, porque jamais ter saído do castelo. Ao chegar à aldeia, ficou maravilhada com o que vira. As pessoas eram simpáticas, as crianças brincavam em grandes parques e todos trabalhavam nas suas funções, com muito respeito e prazer. - Guarda Kenny, temos de arranjar um vestido à minha medida. Vamos às costureiras? - Sim vamos, realmente essas roupas estão um pouco grandes. As costureiras Alice Correia e Inês Pereira, sem saberem quem era, arranjaram o vestido para a princesa. Ficaram imensamente agradecidas porque ela pagara muito dinheiro pelo vestido. Dessa forma conseguiram aumentar o ateliê que era um sonho já muito antigo. A princesa também visitou o hospital de Patronatis e conheceu os doutores Pedrinho, Liana, Rafael e Iara. Depois de ver que faltavam alguns remédios, pediu ao Guarda Kenny Li que, assim que fosse possível, trouxesse do castelo toda a medicação necessária para que o hospital tivesse ainda mais condições. As professoras Matilde Oliveira e Maria Francisca também conheceram a princesa Sofia, sem saberem de quem se tratava. Ficaram encantadas com a educação e a sabedoria da menina.
  • 8. Antes de terminar as duas horas, a princesa Sofia visitou a casa dos governadores. O Rodrigo Picoto, e a Matilde Correia cumprimentaram a menina e o guarda mas nem se aperceberam de quem se tratava. O Simão Brás muito perspicaz olhou para a menina e assustado disse: - Já para o meu gabinete ! O Kenny Li ficou apreensivo com receio do que iria acontecer - Princesa Sofia ? Perguntou o governador Simão Brás. - Sim, sou eu. Disse a princesa sem levantar os olhos do chão. - Como é que você veio até cá? Como é que está assim tão pequena ? - Eu tomei um pouco da poção secreta. A minha mãe não sabe, mas eu queria muito descobrir o vosso mundo . - Mas isso não se faz Princesa. Não se desobedece à mãe nem se toma poções que se desconhece. É muito perigoso. Deve voltar imediatamente para o castelo, antes que cresça e assuste todos os habitantes da nossa aldeia. Não deveria ter feito isso. Peço-lhe que volte para o Castelo e nunca mais faça isso. No dia em que quiserem cá vir, falem connosco. As pessoas de Patronatis irão receber-vos de braços abertos. - A sério ? perguntou a princesa cheia de esperança para o futuro. - Sim, garanto-lhe. Mas não engane as pessoas de Patronatis. Quando vier cá, venha de coração aberto e mostrando quem é. As pessoas não gostam de ser enganadas. - Tem razão, sr. Governador Simão. Não repetirei. E assim voltaram para o castelo o guarda Kenny Li e a princesa Sofia. Mal se aproximou das portas do castelo a menina voltou ao seu tamanho.
  • 9. Na aldeia Patronatis tudo voltou à normalidade, assim como no castelo. Os habitantes de Patronatis estavam felizes por ter havido uma desconhecida que lhes fizera tanto bem. Passados uns meses aconteceu algo terrível. O Castelo começou a arder e a princesa Sofia e a rainha São estavam em perigo. Os guardas vieram rapidamente à aldeia pedir auxílio. Os governadores chamaram os bombeiros, mas havia uma revolta na aldeia contra a rainha e a princesa e algumas pessoas achavam que não deviam ir ajudar e que quem vivia no castelo é que deveria apagar o fogo. O Governador Simão resolveu chamar todos os habitante para lhes contar algo. Em apenas alguns minutos já lá estavam as costureiras , as professoras, os médicos e os Bombeiros. - Meus caros, eu, a Matilde Correia e o Rodrigo Picoto queremos pedir a ajuda de todos para salvarmos os habitantes do castelo. -Nossa ajuda? Porquê ? Elas nunca vieram ter connosco nem nos ajudaram quando precisamos porque havemos de lá ir ? Disse a Alice Correia em nome de todos os outros. --Bem....disse pausadamente o governador Simão. Há uns meses atrás esteve aqui uma menina que ajudou muita gente, lembram-se ? - Sim. Disseram em uníssono. - Essa menina era a princesa Sofia. Ela veio cá porque nos queria conhecer. Queria conviver connosco mas tinha medo que não a aceitássemos.
  • 10. Na sala ouviu-se uma exclamação e admiração geral. - Nós devemos aceitar as diferenças e nunca devemos negar ajuda a ninguém. Hoje precisam elas e amanhã podemos precisar nós. Eu sou da opinião que devemos todos ajudar. O fogo no Castelo é grande e os bombeiros sozinhos não serão suficientes. Todos juntos faremos a diferença. Depois de uns minutos de silêncio na sala a doutora Iara disse: - Tem razão Sr. Governador. Nós, na aldeia Patronatis, não viramos as costas a ninguém. Somos amigos, somos unidos e vamos ajudar quem precisa. Conte comigo para passar o bosque e ir ajudar os bombeiros a apagar o Fogo. Depois das palavras da doutora Iara, todos se seguiram e em apenas alguns minutos preparam-se e organizaram-se para irem juntos ajudar a apagar o fogo no Castelo. Os bombeiros com a ajuda dos habitantes conseguiram entrar no castelo, no meio das chamas. Os bombeiros Diego, Eduardo e Francisco correram escadas acima para abrirem a porta dos quartos da princesa e da rainha. O Henrique e o José Joaquim foram ajudar alguns guardas que estavam presos nos seus escritórios. A Emília, a Francisca e a Inês Mendonça foram corajosamente até à cozinha salvar a cozinheira Teresinha e a ajudante Lia. Passado umas horas e depois de muitos baldes de água, muita entreajuda e alguns sustos o fogo ficou extinto. A Rainha São e a princesa Sofia foram salvas dos seus aposentos. Os habitantes da aldeia, nunca as tinham visto e ficaram receosos por verem as suas alturas.
  • 11. De pescoço ao alto olharam para a rainha e a princesa com uma admiração geral. -Muito obrigado por tudo. Vocês foram fantásticos. Os habitantes de Patronatis salvaram-nos. Gostava de vos pedir desculpas por todos estes anos de ausência. O nosso castelo ficou destruído e não temos como tentar arranjar uma solução para o feitiço que a bruxa, a qual mandamos embora do castelo por ser má, vos lançou. Referiu entristecidamente a Rainha. - Não faz mal, Rainha São. Nós estamos bem. Só queremos viver em paz. Disse o governador Rodrigo Picoto. - Nós iremos embora, disse a princesa Sofia, chorosa. O nosso castelo ardeu. E não vos queremos causar mais problemas. As palavras da princesa emocionaram todos os habitantes de Patronatis.
  • 12. - Não precisam de ir. Disse a professora Maria Francisca. Podem viver em Patronatis. Na nossa aldeia há lugar para todas as pessoas de bem. Nós não sabíamos como vocês eram e tínhamos medo, mas agora não temos mais. Para mim será um gosto receber-vos na nossa aldeia. - Eu concordo, disse o Bombeiro José Joaquim. Todos juntos podemos fazer uma casa para vocês. A governadora Matilde Dantas, cheia de vivacidade ordenou: - Então, construa-se uma casa para a princesa Sofia e para a Rainha São. Declara-se que a partir de hoje, elas, os seus guardas, a sua cozinheira e a ajudante serão considerados habitantes de Patronatis. Viva , viva, viva !!! E assim foi. Todos juntos construíram a casa real e Patronatis ficou ainda mais rico com a união e a amizade de todos. Gloria, Gloria, acabou-se a história!