SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
Baixar para ler offline
Texto: Maria Alzenira Rodrigues
Ilustrações: Henrique Jorge
Fortaleza ● Ceará ● 2018
Texto: Maria Alzenira Rodrigues
Ilustrações: Henrique Jorge
Copyright © 2018 Maria Alzenira Rodrigues
Ilustrador: Henrique Jorge
SEDUC - Secretaria da Educação do Estado do Ceará
Av. Gen. Afonso Albuquerque Lima, s/n - Cambeba - Fortaleza - Ceará | CEP: 60.822-325
(Todos os Direitos Reservados)
Coordenação Editorial,
Preparação de Originais e Revisão
Raymundo Netto
Projeto e Coordenação Gráfica
Daniel Dias
Revisão Final
Marta Maria Braide Lima
Conselho Editorial
Maria Fabiana Skeff de Paula Miranda
Sammya Santos Araújo
Antônio Élder Monteiro de Sales
Sandra Maria Silva Leite
Antônia Varele da Silva Gama
Catalogação e Normalização
Gabriela Alves Gomes
Governador
Camilo Sobreira de Santana
Vice-Governadora
Maria Izolda Cela de Arruda Coelho
Secretário da Educação
Rogers Vasconcelos Mendes
Secretária-Executiva da Educação
Rita de Cássia Tavares Colares
Coordenador de Cooperação
com os Municípios (COPEM)
Márcio Pereira de Brito
Orientadora da Célula de Apoio à Gestão Municipal
Gilgleane Silva do Carmo
Orientador da Célula
de Fortalecimento da Aprendizagem
Idelson de Almeida Paiva Júnior
Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)
R696h Rodrigues, Maria Alzenira.
História de Lobisomen / Maria Alzenira Rodrigues; ilustrações de Henrique
Jorge.- Fortaleza: SEDUC, 2018.
24p.; il.
ISBN 978-85-8171-182-9
1. Literatura infantojuvenil. I. Jorge, Henrique. II. Título.
CDU 028.5
Este livro é para minha irmã Alzenir Rodrigues, por todo
apoio ao meu trabalho, e aos meus netos: Abnael e Ariely.
Minha avó sempre contava
histórias de lobisomem:
um homem que é quase lobo,
um bicho que é quase homem.
4
5
Segundo a lenda, o bicho
é o sétimo filho homem
que, na noite de sexta-feira,
se transforma em lobisomem.
6666666666666666666666666666
Muitas histórias são contadas
de região a região.
Como exemplo, cito esta
que aconteceu no São João.
7
Contam que certo casal
fazia uma viagem
e, no caminho, a mulher
conheceu tal personagem.
8
Tudo aconteceu quando
o homem se afastou.
Pediu para ir ao mato
e, sozinha, a mulher ficou.
9
Aí veio aquele bicho.
Começou, então, a carreira
do bicho atrás da mulher
e ela foi mais ligeira.
10
11
12
Encontrando uma árvore,
a mulher logo subiu.
O bicho ainda tentou,
sorte é que não conseguiu.
13
Mas na ponta do vestido da mulher,
o bicho, com os dentes, ainda pegou.
Arrancou-lhe um pedaço
e depois no mato entrou.
14
O marido que havia desaparecido,
logo em seguida, voltou.
E a sua esposa, assustada,
toda a história lhe contou.
15
16161616161616
Depois seguiram viagem
e ao seu destino chegaram.
Depois das boas-vindas
para almoçar os chamaram.
1111117171
Dormia de boca aberta
E a mulher ficou alerta:
Entre os dentes do marido
tinha um pedaço de pano,
um pedaço de seu vestido.
“Era ele o monstro insano?”
Após o almoço, o casal
foi, enfim, repousar.
O marido dormiu logo
e começou a roncar.
18
199999999999999
O coitado acordou
debaixo de varetadas.
A mulher não quis nem saber
de explicações, nem mais nada.
2020
211111
22
Ele era o lobisomem
que quase a tinha matado.
E essa história aconteceu
como aqui foi contada.
23
Maria Alzenira Rodrigues
Sou Maria Alzenira Rodrigues. Nasci em Aruaru,
distrito de Morada Nova. Sou professora,
orientadora de aprendizagem e tenho textos
publicados por diversas editoras. Optei pela
literatura por acreditar que meu trabalho poderá
contribuir com a educação. Participar desta coleção
representa a oportunidade de contribuir com o
desenvolvimento da leitura de nossas crianças.
Henrique Jorge
Nasci em São Paulo, há 31 anos, no dia 22 de maio
de 1987, já passei alguns bons anos morando em
Fortaleza, mas hoje estou de volta a São Paulo.
Ilustrar para criança, para mim, é ter o prazer de
colocar no papel, ao menos um pouco desse tanto
de criatividade e alegria que os pequenos têm de
sobra. Sendo assim, participar dessa coleção, é ter
um espaço onde posso deixar soltas algumas cores
e linhas a mais, e quem sabe com isso, fazer com
que alguns sorrisos apareçam por aí!
Realização
Apoio
O Governo do Estado do Ceará desenvolve, com os seus 184 municípios, o
Programa de Aprendizagem na Idade Certa - MAIS PAIC, com o compro-
misso de garantir e elevar a qualidade e os resultados da educação de suas
crianças e seus jovens.
Publicada pela Secretaria da Educação do Estado, através do MAIS PAIC, a
Coleção Paic, Prosa e Poesia, rica em identidade cultural, reúne narrativas
de autores do Ceará que tiveram seus textos selecionados por meio de se-
leção pública. Esse acervo constitui um estímulo a mais para se ler e contar
histórias em sala de aula, garantindo, assim, um letramento competente.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A ovelhinha-que-veio-para-jantar
A ovelhinha-que-veio-para-jantarA ovelhinha-que-veio-para-jantar
A ovelhinha-que-veio-para-jantar
Ofelia Liborio
 
Uma joaninha-diferente
Uma joaninha-diferenteUma joaninha-diferente
Uma joaninha-diferente
expedro
 
Dia do pai todos os pais são diferentes
Dia do pai todos os pais são diferentesDia do pai todos os pais são diferentes
Dia do pai todos os pais são diferentes
Teresa Ramos
 
Historia ouriço mal_ penteado
Historia ouriço mal_ penteadoHistoria ouriço mal_ penteado
Historia ouriço mal_ penteado
Natalia Pina
 
A Galinha Que Sabia Ler
A Galinha Que Sabia LerA Galinha Que Sabia Ler
A Galinha Que Sabia Ler
Graça Sousa
 
Power Point Sapo Apaixonado!
Power Point Sapo Apaixonado!Power Point Sapo Apaixonado!
Power Point Sapo Apaixonado!
guest0bf490
 
Era uma vez um tatu bola
Era uma vez um tatu bolaEra uma vez um tatu bola
Era uma vez um tatu bola
Marisa Seara
 

Mais procurados (20)

A caixa maluca
A caixa maluca A caixa maluca
A caixa maluca
 
A ovelhinha-que-veio-para-jantar
A ovelhinha-que-veio-para-jantarA ovelhinha-que-veio-para-jantar
A ovelhinha-que-veio-para-jantar
 
A história da bruxinha
A história da bruxinhaA história da bruxinha
A história da bruxinha
 
A minha mae
A minha maeA minha mae
A minha mae
 
Uma joaninha-diferente
Uma joaninha-diferenteUma joaninha-diferente
Uma joaninha-diferente
 
Dia do pai todos os pais são diferentes
Dia do pai todos os pais são diferentesDia do pai todos os pais são diferentes
Dia do pai todos os pais são diferentes
 
Historia ouriço mal_ penteado
Historia ouriço mal_ penteadoHistoria ouriço mal_ penteado
Historia ouriço mal_ penteado
 
A Galinha Que Sabia Ler
A Galinha Que Sabia LerA Galinha Que Sabia Ler
A Galinha Que Sabia Ler
 
Power Point Sapo Apaixonado!
Power Point Sapo Apaixonado!Power Point Sapo Apaixonado!
Power Point Sapo Apaixonado!
 
O coelho branco
O coelho brancoO coelho branco
O coelho branco
 
O jardim de ceci
O jardim de ceciO jardim de ceci
O jardim de ceci
 
Em cima-embaixo
Em cima-embaixoEm cima-embaixo
Em cima-embaixo
 
Amiga lata amigo rio
Amiga lata amigo rioAmiga lata amigo rio
Amiga lata amigo rio
 
O pai galinha e o filho pintainho
O pai galinha e o filho pintainhoO pai galinha e o filho pintainho
O pai galinha e o filho pintainho
 
Adivinha o quanto te amo livro
Adivinha o quanto te amo livroAdivinha o quanto te amo livro
Adivinha o quanto te amo livro
 
Rafa girafa
Rafa girafaRafa girafa
Rafa girafa
 
O Palhaco Tristoleto[1]
O Palhaco Tristoleto[1]O Palhaco Tristoleto[1]
O Palhaco Tristoleto[1]
 
Era uma vez um tatu bola
Era uma vez um tatu bolaEra uma vez um tatu bola
Era uma vez um tatu bola
 
A bota do bode
A bota do bodeA bota do bode
A bota do bode
 
O nariz do palhaço
O nariz do palhaçoO nariz do palhaço
O nariz do palhaço
 

Semelhante a Histria de lobisomem

JORNAL DO SERTÃO EDIÇÃO 106 DEZEMBRO 2014
JORNAL DO SERTÃO EDIÇÃO 106 DEZEMBRO 2014 JORNAL DO SERTÃO EDIÇÃO 106 DEZEMBRO 2014
JORNAL DO SERTÃO EDIÇÃO 106 DEZEMBRO 2014
JORNAL DO SERTÃO Enes
 

Semelhante a Histria de lobisomem (20)

A princesa diferente-livro
A princesa diferente-livroA princesa diferente-livro
A princesa diferente-livro
 
Uma princesa diferente mini min
Uma princesa diferente mini minUma princesa diferente mini min
Uma princesa diferente mini min
 
A natureza em números ii
A natureza em números iiA natureza em números ii
A natureza em números ii
 
A natureza em números
A natureza em númerosA natureza em números
A natureza em números
 
A natureza em numeros
A natureza em numerosA natureza em numeros
A natureza em numeros
 
A natureza em números
A natureza em númerosA natureza em números
A natureza em números
 
O passeio de mariana
O passeio de marianaO passeio de mariana
O passeio de mariana
 
A casa dos animais
A casa dos animais   A casa dos animais
A casa dos animais
 
A casa dos animais
A casa dos animais A casa dos animais
A casa dos animais
 
A casa dos animais
A casa dos animais A casa dos animais
A casa dos animais
 
A casa dos animais
A casa dos animaisA casa dos animais
A casa dos animais
 
Que bicho este
Que bicho  este Que bicho  este
Que bicho este
 
A borboleta rosa l
A borboleta rosa   lA borboleta rosa   l
A borboleta rosa l
 
A borboleta rosa
A borboleta rosaA borboleta rosa
A borboleta rosa
 
JORNAL DO SERTÃO EDIÇÃO 106 DEZEMBRO 2014
JORNAL DO SERTÃO EDIÇÃO 106 DEZEMBRO 2014 JORNAL DO SERTÃO EDIÇÃO 106 DEZEMBRO 2014
JORNAL DO SERTÃO EDIÇÃO 106 DEZEMBRO 2014
 
OUTRA HISTÓRIA DE IRACEMA.pdf
OUTRA HISTÓRIA DE IRACEMA.pdfOUTRA HISTÓRIA DE IRACEMA.pdf
OUTRA HISTÓRIA DE IRACEMA.pdf
 
OUTRA HISTÓRIA DE IRACEMA.pdf
OUTRA HISTÓRIA DE IRACEMA.pdfOUTRA HISTÓRIA DE IRACEMA.pdf
OUTRA HISTÓRIA DE IRACEMA.pdf
 
Carta Evanderson 024 Dez15
Carta Evanderson 024 Dez15 Carta Evanderson 024 Dez15
Carta Evanderson 024 Dez15
 
Livro o tempo que o inf.
Livro o tempo que o inf.Livro o tempo que o inf.
Livro o tempo que o inf.
 
O tempo que o tempo tem
O tempo que o tempo temO tempo que o tempo tem
O tempo que o tempo tem
 

Mais de PamellaSilveira3

Mais de PamellaSilveira3 (20)

A joaninha que perdeu as pintinhas
A joaninha que perdeu as pintinhasA joaninha que perdeu as pintinhas
A joaninha que perdeu as pintinhas
 
Carlota barbosa a bruxa medrosa
Carlota barbosa a bruxa medrosaCarlota barbosa a bruxa medrosa
Carlota barbosa a bruxa medrosa
 
O sapato que miava
O sapato que miavaO sapato que miava
O sapato que miava
 
A escola de Marcelo - Ruth Rocha
A escola de Marcelo - Ruth RochaA escola de Marcelo - Ruth Rocha
A escola de Marcelo - Ruth Rocha
 
Alegria
AlegriaAlegria
Alegria
 
A menina das estrelas
A menina das estrelasA menina das estrelas
A menina das estrelas
 
Cheirar - Ruth rocha
Cheirar - Ruth rocha   Cheirar - Ruth rocha
Cheirar - Ruth rocha
 
O reizinho mandao ruth rocha
O reizinho mandao  ruth rochaO reizinho mandao  ruth rocha
O reizinho mandao ruth rocha
 
O tamanho da gente - Murilo Cisalpino
O tamanho da gente - Murilo Cisalpino O tamanho da gente - Murilo Cisalpino
O tamanho da gente - Murilo Cisalpino
 
Anna llenas o monstro das cores
Anna llenas   o monstro das coresAnna llenas   o monstro das cores
Anna llenas o monstro das cores
 
Stephen michael king - O homem que amava caixas
Stephen michael king - O homem que amava caixasStephen michael king - O homem que amava caixas
Stephen michael king - O homem que amava caixas
 
A gargalhada de alegria da Dona Ecologia
A gargalhada de alegria da Dona EcologiaA gargalhada de alegria da Dona Ecologia
A gargalhada de alegria da Dona Ecologia
 
O menino que escrevia com os pes interativo
O menino que escrevia com os pes interativoO menino que escrevia com os pes interativo
O menino que escrevia com os pes interativo
 
O melgor amigo da bengala interativo
O melgor amigo da bengala interativoO melgor amigo da bengala interativo
O melgor amigo da bengala interativo
 
O ratinho roi roi
O ratinho roi roiO ratinho roi roi
O ratinho roi roi
 
Lobo mau arrependido
Lobo mau arrependido Lobo mau arrependido
Lobo mau arrependido
 
O menino e o cata vento
O menino e o cata vento O menino e o cata vento
O menino e o cata vento
 
Cada um mora onde pode
Cada um mora onde podeCada um mora onde pode
Cada um mora onde pode
 
Zé cassimiro, o vaqueiro .
Zé cassimiro, o vaqueiro .Zé cassimiro, o vaqueiro .
Zé cassimiro, o vaqueiro .
 
O coelhinho branco
O coelhinho brancoO coelhinho branco
O coelhinho branco
 

Último

Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 

Último (20)

As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 

Histria de lobisomem

  • 1. Texto: Maria Alzenira Rodrigues Ilustrações: Henrique Jorge
  • 2.
  • 3. Fortaleza ● Ceará ● 2018 Texto: Maria Alzenira Rodrigues Ilustrações: Henrique Jorge
  • 4. Copyright © 2018 Maria Alzenira Rodrigues Ilustrador: Henrique Jorge SEDUC - Secretaria da Educação do Estado do Ceará Av. Gen. Afonso Albuquerque Lima, s/n - Cambeba - Fortaleza - Ceará | CEP: 60.822-325 (Todos os Direitos Reservados) Coordenação Editorial, Preparação de Originais e Revisão Raymundo Netto Projeto e Coordenação Gráfica Daniel Dias Revisão Final Marta Maria Braide Lima Conselho Editorial Maria Fabiana Skeff de Paula Miranda Sammya Santos Araújo Antônio Élder Monteiro de Sales Sandra Maria Silva Leite Antônia Varele da Silva Gama Catalogação e Normalização Gabriela Alves Gomes Governador Camilo Sobreira de Santana Vice-Governadora Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Secretário da Educação Rogers Vasconcelos Mendes Secretária-Executiva da Educação Rita de Cássia Tavares Colares Coordenador de Cooperação com os Municípios (COPEM) Márcio Pereira de Brito Orientadora da Célula de Apoio à Gestão Municipal Gilgleane Silva do Carmo Orientador da Célula de Fortalecimento da Aprendizagem Idelson de Almeida Paiva Júnior Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) R696h Rodrigues, Maria Alzenira. História de Lobisomen / Maria Alzenira Rodrigues; ilustrações de Henrique Jorge.- Fortaleza: SEDUC, 2018. 24p.; il. ISBN 978-85-8171-182-9 1. Literatura infantojuvenil. I. Jorge, Henrique. II. Título. CDU 028.5
  • 5. Este livro é para minha irmã Alzenir Rodrigues, por todo apoio ao meu trabalho, e aos meus netos: Abnael e Ariely.
  • 6. Minha avó sempre contava histórias de lobisomem: um homem que é quase lobo, um bicho que é quase homem. 4
  • 7. 5
  • 8. Segundo a lenda, o bicho é o sétimo filho homem que, na noite de sexta-feira, se transforma em lobisomem. 6666666666666666666666666666
  • 9. Muitas histórias são contadas de região a região. Como exemplo, cito esta que aconteceu no São João. 7
  • 10. Contam que certo casal fazia uma viagem e, no caminho, a mulher conheceu tal personagem. 8
  • 11. Tudo aconteceu quando o homem se afastou. Pediu para ir ao mato e, sozinha, a mulher ficou. 9
  • 12. Aí veio aquele bicho. Começou, então, a carreira do bicho atrás da mulher e ela foi mais ligeira. 10
  • 13. 11
  • 14. 12
  • 15. Encontrando uma árvore, a mulher logo subiu. O bicho ainda tentou, sorte é que não conseguiu. 13
  • 16. Mas na ponta do vestido da mulher, o bicho, com os dentes, ainda pegou. Arrancou-lhe um pedaço e depois no mato entrou. 14
  • 17. O marido que havia desaparecido, logo em seguida, voltou. E a sua esposa, assustada, toda a história lhe contou. 15
  • 19. Depois seguiram viagem e ao seu destino chegaram. Depois das boas-vindas para almoçar os chamaram. 1111117171
  • 20. Dormia de boca aberta E a mulher ficou alerta: Entre os dentes do marido tinha um pedaço de pano, um pedaço de seu vestido. “Era ele o monstro insano?” Após o almoço, o casal foi, enfim, repousar. O marido dormiu logo e começou a roncar. 18
  • 22. O coitado acordou debaixo de varetadas. A mulher não quis nem saber de explicações, nem mais nada. 2020
  • 24. 22
  • 25. Ele era o lobisomem que quase a tinha matado. E essa história aconteceu como aqui foi contada. 23
  • 26. Maria Alzenira Rodrigues Sou Maria Alzenira Rodrigues. Nasci em Aruaru, distrito de Morada Nova. Sou professora, orientadora de aprendizagem e tenho textos publicados por diversas editoras. Optei pela literatura por acreditar que meu trabalho poderá contribuir com a educação. Participar desta coleção representa a oportunidade de contribuir com o desenvolvimento da leitura de nossas crianças. Henrique Jorge Nasci em São Paulo, há 31 anos, no dia 22 de maio de 1987, já passei alguns bons anos morando em Fortaleza, mas hoje estou de volta a São Paulo. Ilustrar para criança, para mim, é ter o prazer de colocar no papel, ao menos um pouco desse tanto de criatividade e alegria que os pequenos têm de sobra. Sendo assim, participar dessa coleção, é ter um espaço onde posso deixar soltas algumas cores e linhas a mais, e quem sabe com isso, fazer com que alguns sorrisos apareçam por aí!
  • 27.
  • 28. Realização Apoio O Governo do Estado do Ceará desenvolve, com os seus 184 municípios, o Programa de Aprendizagem na Idade Certa - MAIS PAIC, com o compro- misso de garantir e elevar a qualidade e os resultados da educação de suas crianças e seus jovens. Publicada pela Secretaria da Educação do Estado, através do MAIS PAIC, a Coleção Paic, Prosa e Poesia, rica em identidade cultural, reúne narrativas de autores do Ceará que tiveram seus textos selecionados por meio de se- leção pública. Esse acervo constitui um estímulo a mais para se ler e contar histórias em sala de aula, garantindo, assim, um letramento competente.