SlideShare uma empresa Scribd logo
Não esqueço nunca aquele momento
em que fui investido em lenço, isso há dez anos
atrás. Era uma noite de domingo, a igreja estava
lotada, os coordenadores estavam a postos, meus
amigos e eu estávamos mais ansiosos do que
criança quando quer comer doce. Hoje sei o que
uma criança sente ao receber seu lenço no pes-
coço como sinal de sua admissão no clube. Todo
mundo vendo. Batendo palmas. Isso não tem pre-
ço!
	 Esse pequeno guia irá te orientar nestes
dois primeiros meses,tempo para que possa rece-
ber seu lenço. Ficamos felizes em saber que esta-
remos te ajudando nesta caminhada que promete
deixar uma marca na sua vida, assim como deixou
marcado a de todos que compõem a equipe do
Mundo das Especialidades. Ficamos muito felizes
em saber que através do nosso trabalho estare-
mos te conduzindo em seus primeiros passos no
Clube de Desbravadores. E já avisando que isso
aqui é só o começo, ainda tem muito mais pra você
aprender, experiências para viver e um Deus mara-
vilhoso que você vai conhecer ainda mais de perto.
	 O Guia do Aspirante – Nosso Clube é um
compilado dos itens mais importantes referentes à
História, Ideais e Símbolos do Clube de Desbrava-
dores. Esperamos que sua experiência seja incrí-
vel dentro dessa grande família de lenço, e mes-
mo sem te conhecer de perto, a gente já torce por
você. Esperamos nos ver mais vezes, afinal. Ainda
existem as especialidades, as classes, os guias de
orientação e liderança... Caramba! Quanta coisa
pra trilhar! Queremos que dê passos longos, che-
gue longe e fique perto do grande guia Jesus. MA-
RANATA!
1ª Edição: Disponível em
www.mundodasespecialidades.com.br
Direção Geral:
Khelven Klay de Azevedo Lemos
Diagramação e Edição:
Khelven Klay de A. Lemos
Coord. de Guias das Especialidades:
Thomé Duarte
Editoração e Revisão : Aretha Stephanie
Autor: Mundo das Especialidades
Impressão: Servgrafica Editora
SITE MUNDO DAS ESPECIALIDADES
Telefones:(84)8778-0532
E-mail:mundodasespecialidades@hotmail.com
Site: www.mundodasespecialidades.com
Facebook:Facebook.com/mundodasespecialidades
DIREITOS RESERVADOS:
A reprodução deste material seja de forma total ou
parcial de seus textos ou imagens é permitida, des-
de que seja referenciado o Mundo das Especialida-
des e seus autores pela nova autoria ao fim de seu
material. Todos os direitos reservados para Mundo
das Especialidades
UNIÃO NORDESTE BRASILEIRA
UNIÃO LESTE BRASILEIRA
IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
MINISTÉRIO DOS DESBRAVADORES
Natal, RN, Fevereiro de 2016
EXPEDIENTE
BEM VINDO AO
Clube
Em 1919 Arthur Spalding, editor do Wa-
thman Magazine, começou um clube de Escoteiro
Missionários, em seu lar na cidade de Medisson -
Tenessee , EUA. A ideia começou com seu filho que
acampou com alguns escoteiros. Arthur estudou a
organização, formulou novas diretrizes compatíveis
com os objetivos espirituais da Igreja e criou o seu
clube. O clube de Arthur fazia excursões de fim de
semana, trabalhos manuais, e seguimento de pista.
Os Escoteiros Missionários desenvolveram ideais
que foram fundamentais para o atual Clube dos
Desbravadores.	
	 A Associação Geral adotou os nomes de
Amigo, Companheiro e Camarada para as primei-
ras Classes J.A. , na Sessão de Primavera realizado
em São Francisco,1922.C. Lester Bond secretário
do Departamento De Jovens da Associação Geral
preparou as primeiras especialidades em 1928,
quando já havia 1075 Desbravadores.		
	 Em 1930, em Santa Ana, surgiu um Clube
para juvenis sob a liderança do Dr. Theron Johns-
ton. As reuniões eram realizadas no porão de sua
casa, e as primeiras instruções fora técnicas de
Rádio e Eletrônica. Sua filha Maurine, que o tinha
ajudado com o rádio, protestou quando não lhe foi
permitido participar do clube. Como resultado sua
mãe iniciou outro Clube para meninas, que se reu-
nião no sótão. Os Clubes de Maurine e Jhoston se
reunia uma vez por mês em conjunto e iam acam-
par. Utilizavam-se os requisitos para os jovens das
Classes Progressivas. Como uniforme tinha apenas
uma camisa especial.
	 O Clube de Johnston usou o nome de Des-
bravadores escolhido por Mckin, seu assessor. Não
temos certeza de onde ele obteve esta inspiração,
embora suponha-se que a ideia tenha surgido após
o primeiro acampamento da Associação do Sudes-
te da Califórnia em 1928, onde um dos oficiais da
Associação contou-lhes a história de John Fremont,
um explorador americano, ao qual se referiu como
desbravador. Depois ao ser formado a Clube, Mckin
pode ter se lembrado disto. Outras fontes atribuem
o nome ao local do primeiro acampamento condu-
zido pelo Pr. John Hancock em 1946, Pathfinders
Camp (Campo dos desbravadores).
	 Outro evento importante de 1930, que pre-
parou o terreno para o rápido crescimento do Clube
dos Desbravadores depois que estes foram reali-
zados, foi o acampamento de Wawona no parque
de Yosemite, onde 40 diretores de jovens foram ca-
pacitados para a liderança dos chamados acam-
pamentos culturais, com um programa amplo, que
incluía pioneiria, trabalhos manuais, estudos da na-
tureza, caminhadas e excursões com equipamen-
tos para pernoite, programa ao pé da fogueira, e
demais instruções do que hoje é conhecido como
Classe J.A., tudo isso sobre um fundo de idealismo
religioso, lealdade denominacional e civismo.
	 Também em 1930 foram estabelecidas as
Classes Preliminares, atualmente usados pelos
aventureiros. No início alguns Clubes não recebiam
o apoio das igrejas sendo que alguns foram até fe-
chados sob ameaça de exclusão. Apesar disso, a
ideia permanecia e alguns Clubes prosperaram. 		
	 Entre 1931 e 1940 outras associações ade-
riram ao programa. Na União Norte do Pacífico L.
A. Skinner funda o Clube Locomotivas (Traiblazers).
Em 1935 iniciam-se os acampamentos de jovens.
O primeiro manual em português destes acampa-
mentos culturais foi editado em 1947. Inicialmente
os membros usavam uniforme verde-floresta, o que
o ajudou na identificação do Clube com a Natureza.
O objetivo do uso do uniforme era a identificação
como grupo ao saírem a partilhar sua fé. Outros
objetivos eram manter o moral entre o membros,
dando-lhes a consciência de pertencer a uma orga-
nização importante e também o uso do mesmo em
cerimônias como investiduras e desfiles.
HISTÓRIA
NOSSOCLUBE
1- Pr John Hancock
2- Henry Berg
3- Arthur Spalding
4- Lawrence Skinner
1
3 4
2
O uniforme verde embora ainda utilizado
em outros países, foi trocado por uniforme cáqui no
Brasil, depois que um jovem líder de desbravadores
usando a calça verde do uniforme foi confundido
com um terrorista disfarçado, e preso, na década
de 70. No início desta mudança o uniforme man-
tinha a cor verde-floresta, depois unificou-se a cor
para ambos os sexos.
	 Em 1946, o secretário J.A. da Associação
do Sudeste da Califórnia, Pr. John Hancock, depois
Líder Mundial, desenhou o emblema do Clube de
Desbravadores, incorporando ideias do Clube Lo-
comotivas. Os três lados do emblema representam
o desenvolvimento Físico, Mental e Espiritual dos
membros do Clube. A espada representa o Espírito
Santo e o Escudo a fé. Juntos objetivando indicar
que o Clube de Desbravadores é uma organização
espiritual, relacionado a igreja.
	 Ainda neste período teve o início do primei-
ro Clube patrocinado pela Associação de Riverside,
Califórnia. O jovem estudante universitário chama-
do Francis Hunt foi eleito pela igreja como diretor,
para iniciar o clube com cerca de 35 membros.
	 Em 1947 a Associação Geral solicita à
União Norte do Pacífico a elaboração de normas e
planos para a transformação do Clube de Desbra-
vadores para um programa Mundial. Esta planifica-
ção foi desenvolvida pelo Pr. J. R. Nelson, na época
Diretor da União.
	 Lawrence Paulson, diretor do Clube de
Glendale - EUA, escreveu os primeiros manuais.
Em 1948, Henry Berg projetou a bandeira dos Des-
bravadores, e em 1952 compôs o hino dos Desbra-
vadores.
	 O Clube de Desbravadores embora já exis-
tisse, ainda não havia sido oficializado, fato que
ocorreu em 1950, tendo o Departamento de Jovens
da Associação Geral adotado oficialmente o CLU-
BE DE JOVENS MISSIONÁRIOS VOLUNTÁRIOS
como programa mundial.
	 O primeiro Campori dos Desbravadores
ocorreu de 7 a 9 de Maio de 1954, em Idlewild na
Califórnia (dados de 1953 indicavam a existência
de 29.679 desbravadores).
	 O dia dos Desbravadores começou a ser
comemorado em 1957, inicialmente designado
para o 3º ou 4º Sábado de Setembro. O primeiro
brasileiro a usar uniforme foi o Pr. Cláudio Belz, que
esteve nos EUA, por volta de 1960, onde conheceu
o Clube, gostou da novidade, mandou fazer unifor-
me e o usava ao voltar para o Brasil enquanto ten-
tava iniciar a organização de um Clube no Rio de
Janeiro, na Igreja do Méier. Este uso de uniforme
não pastoral foi bem recebido, no início por alguns
membros.
	 O primeiro Clube oficial na América do Sul
foi o Clube Conquistadores de La Iglesia, da Igre-
ja de Miraflores no Peru, inaugurado oficialmente
por um Pastor, em 1961 que na semana seguinte
esteve em Ribeirão Preto, inaugurando o primeiro
Clube Brasileiro, que fora organizado pelo Pr.Wilson
Sarli, sendo seu primeiro diretor Edgar Tursílio. Na
outra semana, este mesmo Pastor esteve no Rio de
Janeiro oficializando o Clube organizado pelo Pr.
Cláudio Belz. Logo a seguir organizou-se o Clube
de Desbravadores da Igreja do Capão Redondo,
tendo como seu diretor o Pr. Joel Sarli.
	 Atualmente o Clube de Desbravadores
está presente em mais de 160 países, com 90.000
sedes e mais de dois milhões de participantes.
Fonte: Divisão Sul-Americana	 	
Ministério dos Desbravadores
HISTÓRIA
NOSSOCLUBE
“Pela graça de Deus
Serei puro, bondoso e leal;
Guardarei a Lei do Desbravador,
Serei servo de Deus				
E amigo de todos.”
A Lei do Desbravador ordena-me;
Observar a Devoção Matinal;
Cumprir fielmente a parte que me corresponde;
Cuidar do meu corpo;
Manter a consciência limpa;
Ser cortês e obediente;
Andar com reverência na casa de Deus;
Ter sempre um cântico no coração;
Ir aonde Deus mandar.
“Nós somos os Desbravadores
Os servos do Rei dos reis,
Sempre avante assim marchamos
Fies às suas Leis.
Devemos ao mundo anunciar
As novas da salvação,
Que Cristo virá em breve
Dar o galardão.”
A mensagem do advento a todo o mundo em minha
geração
O Amor de Cristo me motiva.
Salvar do pecado e guiar no serviço.
Prometo fidelidade à Bíblia, à sua mensagem
de um Salvador crucificado, ressurreto e
prestes a vir, doador de vida e liberdade a
todos que nEle creem.
A saudação MARANATA é uma tradição dos
Desbravadores, e serve como forma de cum-
primentar a qualquer membro do clube quando
bem desejar.
Ela é feito com a mão espalmada erguida na
altura do ombro, com o dedo polegar dobrado
no centro da mão. Os quatro dedos apontando
para cima lembram as quatro letras “A” da pala-
vra MARANATA, e as quatro atitudes que deve-
mos ter com a volta de Jesus – Amar, Anunciar,
Aguardar e Apressar.
O dedo polegar dobrado significa o jovem em
posição de oração buscando o poder para es-
tar preparado para o encontro com Cristo.
IDEAIS
NOSSOCLUBE
VOTO DO DESBRAVADOR
LEI DOS DESBRAVADORES
HINO DOS DESBRAVADORES
ALVO
LEMA
OBJETIVO
VOTO DE FIDELIDADE À BÍBLIA
SAUDAÇÃO MARANATA
	 Em Maio de 1949, o Pr. Henry Berg, diri-
gia seu carro por uma estrada pensando em um
cântico para os Desbravadores. Logo lhe vie-
ram à mente algumas palavras; parou o carro e
as escreveu. Continuou a viagem e começou a
pensar na melodia, mesmo não sendo músico.
Mas segundo suas palavras: “Deus lhe deu um
cântico”. Chegando a sua casa apresentou o
hino à sua esposa ,Miriam, que assentando-se
ao piano começou a tocar e cantar. Mas tarde o
hino foi levado à comissão de música dos Arau-
tosdoRei,queaprovousemnenhumaalteração.
	 O hino dos Desbravadores foi oficializa-
do em 1952 e a letra que temos em português
foi traduzida e adaptada por Isolina Waldvogel.
A cor vermelha representa o sa-
crifício de Cristo. “Porque Deus
amou o mundo de tal maneira
que Deu seu único Filho, para
que todo aquele que nEle crê
não pereça, mas tenha a vida
eterna.” João 03:16 “Rogo-vos
pois, irmãos... que apresenteis
os vossos corpos por sacrifício
vivo, santo e agradável a Deus.”
Romanos 12:1
O amarelo representa a excelên-
cia. O Clube de Desbravadores
tem normas elevadas para formar
caráter fortalecido para o Reino
dos Céus. “Aconselho-te que de
mim compres ouro refinado pelo
fogo para enriqueceres.” Apoca-
lipse 03:18
O azul representa a lealdade. O
propósito do Clube de Desbrava-
dores é de ajudar a ensinar-nos
a sermos leais para com nosso
Deus, nossa Pátria, nossos pa-
rentes, nossa Igreja, enfim, nosso
próximo.
O branco significa pureza. Dese-
jamos ter a pureza e a justiça da
vida de Cristo em nossa vida. “O
vencedor assim será vestido de
vestiduras brancas.” Apocalipse
03:05
A espada representa a Bíblia. A
espada é usada na guerra. Uma
batalha sempre é ganha na ofen-
siva. Estamos numa batalha con-
tra o pecado e a nossa arma é
a Palavra de Deus. A espada do
Espírito é a Palavra de Deus. (Ver
Efésios 06:17)
Este é o símbolo que represen-
ta o Clube de Desbravadores.
Apresenta a inscrição DESBRA-
VADORES na parte superior
do triângulo, e a inscrição
CLUBE abaixo do escudo com
a espada. Em 1946, o Pr. John
Hancock acrescentou um novo
item no Clube de Desbravado-
res desenhando o emblema do
desbravador.
Representa a organização
mundial dos Clubes de Desbra-
vadores da Igreja Adventista do
Sétimo Dia.
É usado na cobertura, na fivela
do cinto, no Emblema D4 e no
prendedor de lenço. Não con-
tém as palavras DESBRAVADO-
RES e CLUBE, e o escudo com
a espada fica centralizado.
Apresenta um triângulo em perspectiva sobre
um globo com o desenho da América do Sul.
No globo o fundo é Verde e o mapa Branco.
Deve ser usado na camiseta e boné do unifor-
me de atividades e no colete. Pode ser usado
sempre que se justificar o uso de uma identifi-
cação menos formal.
O escudo significa proteção.
Na Bíblia, Deus é frequentemen-
te chamado de “Escudo de Seu
Povo”. “Não temas, Eu sou teu
escudo.” Gênesis 15:01 “Emba-
raçando sempre o escudo da fé,
com o qual podereis apagar to-
dos os dardos inflamados do ma-
ligno.“ Efésios 06:16
Sendo um triângulo, o símbolo significa a “Plenitude da Trindade”: Deus Pai,
Deus Filho e Deus Espírito Santo, aos quais adoramos e servimos.
O símbolo também significa o “Tripé da Educação”, no qual está centrado
todo o programa do Clube de Desbravadores: Mental (Especialidades, Clas-
ses, Honras, Trabalhos Manuais, etc.), Físico (Acampamentos, Passeios,
Olimpíadas, etc.) e Espiritual (Ano Bíblico, Atividades de Testemunho, etc.),
conforme expressado na Bíblia, ao se referir a educação do menino Jesus em
Lucas 2:52
Triangulo invertido:A ordem inversa de importância ensinada por Jesus, que é
contrária ao ensinamento do mundo. Ou seja, o mais alto na hierarquia deve
ser aquele mais pronto a servir e não ser servido.
EMBLEMAS
NOSSOCLUBE
VERMELHO
AMARELO
AZUL
BRANCOESPADA
D1
D2
D3
D4
ESCUDO
TRIÂNGULO
	 O Clube de Desbravadores é um programa mundial, organizado e dirigi-
do pela Igreja Adventista do Sétimo Dia. Oferece um amplo ciclo de aprendizado
experimental para os juvenis entre 10 e 15 anos e é operado pela Igreja Adven-
tista local, sob a direção e controle do líder da juventude da Associação local.
EMBLEMAS
NOSSOCLUBE
	 O Clube de Desbravadores tem uma bandeira, sendo conside-
rada como emblema do mesmo. A bandeira deve estar desfraldada nos
programas e atividades dos desbravadores locais ou da Associação.
Henry Bergh, Diretor de Jovens da Associação Central da Califórnia,
desenhou a bandeira dos desbravadores em 1948. Os quadrados azuis
significando lealdade e coragem enquanto dois quadrados brancos re-
presentando a pureza. O emblema dos desbravadores, que se encon-
tra no meio da bandeira, colocava uma interpretação diferente daquela
dada por Hancock. A espada representava a palavra de Deus e o escu-
do a verdade.
	 A bandeira do Clube de Desbravadores tem 90cm de altura por
128cm de largura. No meio da bandeira encontra-se uma insígnia D1
dos desbravadores (conforme descrita no Regulamento do Uniforme),
medindo 30cm de altura por igual medida de largura.
	 Divide-se em 4 partes. Ao olhar para a bandeira o observador
notará que as partes superior direita e inferior esquerda são brancas; as
partes superior esquerda e inferior direita são azuis. O nome do Clube
deve aparecer em letras destacadas na parte inferior direita.
	 O “Bandeirim” é usado para identificação da unidade nas cores
azul royal e branco e seu contorno na cor azul royal. Deve ter 55 cm
de largura no lado oposto do mastro; obtem-se o efeito do bandeirim
estreitando os 36 cm do lado esquerdo para 34cm do lado direito. Uma
faixa de tecido azul royal de 36 cm x 10 cm, aplicada no lado esquerdo.
O emblema D1 de 10 cm x 10 cm será colocado 7,5 cm abaixo da parte
superior entre o tecido azul royal e branco. O nome do Clube constará
na faixa azul vertical bordado em amarelo de baixo para cima. O símbo-
lo e o nome da Unidade será centralizado na parte branca no tamanho
12,5 cm x 12,5 cm. O bandeirim deverá ser colocado em um mastro
com 1,7 metros de altura e com 2,5 cm de espessura.
O Clube de Desbravadores está dividido em unidades, cada unidade
é composta por no máximo 8 membros, liderados por um conselheiro
adulto, as unidades femininas são lideradas por uma conselheira e a
dos meninos por um conselheiro. É na unidade que o desbravador re-
aliza suas especialidades, classes regulares, atividades manuais entre
outras.
Conselheiro - É o líder da unidade, responsável pela mesma em todas
as atividades em que a unidade estiver participando.
Conselheiro Associado - É um líder em formação, auxilia o conselheiro e
o substitui quando ausente.
Capitão - É um desbraavdor escolhido pela unidade para incentivar a
cumprir o programa da unidade.
Secretario - Cumpre as funções do capitão em sua ausência, serve
como mensageiro entre a unidade e o diretor, quando solicitado pelo
conselheiro, preenche a ficha do cantinho da unidade e mantem atuali-
zada a pasta da unidade.
BANDEIRA DOS DESBRAVADORES
BANDEIRIM DE UNIDADE
SISTEMA DE UNIDADES
UNIFORME
NOSSOCLUBE
	 O uniforme dos Desbrava-
dores constitui-se por uma marca,
identificação esta que, em alguns
países varia em detalhes de cores,
porém os emblemas, os significa-
dos e objetivos são os mesmos, o
que o configura como uma orga-
nização mundial. O desbravador
quando entra no clube, tem 90
dias para obter seu uniforme ofi-
cial, logo após será submetido a
uma avaliação simples de conhe-
cimentos básicos adquiridos nes-
te manual do Guia do Aspirante e
uma cerimônia de lenço, passan-
do assim a ser reconhecido oficial-
mente pelo clube como desbrava-
dor.
	 As meninas usam saia
verde petróleo, blusa caqui e sa-
patos pretos, como mostrados no
manual oficial do uniforme, assim
também os meninos usam calça
verde e sapatos pretos. Os mem-
bros de 16 anos acima usam ca-
misa branca. O uniforme oficial,
deve ser usado com dignidade e
respeito em cerimônias solicitadas
pela diretoria do clube e somente
quando for membro oficial ativo do
clube. Veja mais detalhes consul-
tando o Regulamento do Uniforme
	 Um clube de desbravadores saudável é sustentado pelos seguinte
pilares: classes, especialidades, cantinho da unidade, ordem unida, civis-
mo, atividades espirituais e comunitárias e atividades campestres. Cada
um deles é de extrema importância e devem estar vinculados e em perfeito
equilíbrio.
	 O programa do clube é fixo, ou seja, essas atividades devem fun-
cionar plenamente em todos os Clubes, independentes da preferencias
pessoais dos membros da direção. Nenhum desses pilares pode ser negli-
genciado, sob pena de enfraquecer o clube e prover uma formação defici-
tária aos desbravadores.
PROGRAMA DO CLUBE
ESPECIALIDADES
As especialidades são modalidades onde desbrava-
dores podem investir seus talentos e aprenderer no-
vas habilidades. Estão dividades em áreas: atividades
profissionais, artes e habilidades manuais, estudo da
natureza, atividades missionárias e comunitárias, ati-
vidades recreativas, habilidades domésticas, ativida-
des agrícolas e afins, ADRA e atividades recreativas.
Existem hoje 475 especialidades catalogadas. Veja
mais em www.mundodasespecialIdades.com.br
ATIVIDADESDOCLUBE
NOSSOCLUBE
10 anos
10 anos
11 anos
11 anos
12 anos
12 anos
13 anos
13 anos
14 anos
14 anos
15 anos
20 anos18 anos
22 anos
15 anos
AMIGO
AMIGO DA NATUREZA
CLASSES REGULARES CLASSES AVANÇADAS
COMPANHEIRO
COMPANHEIRO DE
EXCURSIONISMO
PESQUISADOR DE CAMPO E
BOSQUE
PIONEIRO DE NOVAS
FRONTEIRAS
EXCURSIONISTA NA MATA
GUIA DE EXPLORAÇÃO
PESQUISADOR
PIONEIRO
EXCURSIONISTA
GUIA
LÍDER MÁSTERLÍDER LÍDER MÁSTER
AVANÇADO
É de suma
importancia que
cada desbravador
cumpra a sua
classe em sua fai-
xa etária, inclusive
você que é líder
não deixe de cum-
prir suas classes
e suas respectivas
atividades. Não
esqueça de baixar
também o seu car-
tão de atividades.
As classes
avançadas é uma
forma do desbra-
vador caminhar
a segunda milha
em seu estudo de
classes. Podem
ser feitas junta-
mente com as
regulares dentro
do cartão de ativi-
dades.
CHEGOUAHORADETEROLENÇO!
NOSSOCLUBE
1- Estar matriculado em um Clube
de Desbravadores
2 - Saber de cor os ideiais dos
Desbravadores
3- Conhecer e explicar os símbo-
los dos Desbravadores
4- Conhecer e cantar o Hino dos
Desbravadores
5- Conhecer e explicar a Bandeira
dos Desbravadores
6- Conhecer e explicar a saudação
Maranata dos Desbravadores
7- Saber o uso, significado e ter o
uniforme oficial completo
8- Estar pelo menos há 2 meses
dentro do Clube de Desbravado-
res
9- Conhecer o surgimento e a His-
tória do Clube de Desbravadores
10 - Ser um membro regular, pon-
tual e estar envolvido nas ativida-
des do clube.
REQUISITOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

028 cerimônia modelo admissão lenço e classes
028 cerimônia modelo   admissão lenço e classes028 cerimônia modelo   admissão lenço e classes
028 cerimônia modelo admissão lenço e classes
vilsongremista
 
Download - Organograma Clube
Download - Organograma ClubeDownload - Organograma Clube
Download - Organograma Clube
APaC Elo 2
 
Estatuto dos desbravadores
Estatuto dos desbravadoresEstatuto dos desbravadores
Estatuto dos desbravadores
DesbravadoresPB
 
Voto do desbravador
Voto do desbravadorVoto do desbravador
Voto do desbravador
ErickBarragon
 
Novo regulamento de uniformes dos Desbravadores
Novo  regulamento de uniformes dos DesbravadoresNovo  regulamento de uniformes dos Desbravadores
Novo regulamento de uniformes dos Desbravadores
Guerreiros Cristo
 
Protuario Líder Master Desenvolvimento_Fabricio
Protuario Líder Master Desenvolvimento_FabricioProtuario Líder Master Desenvolvimento_Fabricio
Protuario Líder Master Desenvolvimento_Fabricio
Fabricio Kennedy
 
Planejamento desbravadores
Planejamento desbravadoresPlanejamento desbravadores
Planejamento desbravadores
Gilson Barbosa
 
Regulamento de Uniformes - RUD
Regulamento de Uniformes - RUDRegulamento de Uniformes - RUD
Regulamento de Uniformes - RUD
Gustavo Reis
 
História dos desbravadores
História dos desbravadoresHistória dos desbravadores
História dos desbravadores
Guerreiros Cristo
 
Disciplina
DisciplinaDisciplina
Curso capitaes e conselheiros e treinamento basico[1]
Curso capitaes e conselheiros e treinamento basico[1]Curso capitaes e conselheiros e treinamento basico[1]
Curso capitaes e conselheiros e treinamento basico[1]
guest36ebd6
 
Curso de treinamento de diretoria nível básico
Curso de treinamento de diretoria  nível básicoCurso de treinamento de diretoria  nível básico
Curso de treinamento de diretoria nível básico
Alberto Lázaro Souza Junior
 
Fogueiras e cozinha ao ar livre
Fogueiras e cozinha ao ar livreFogueiras e cozinha ao ar livre
Fogueiras e cozinha ao ar livre
Ismael Rosa
 
Evangelismo Juvenil
Evangelismo JuvenilEvangelismo Juvenil
Evangelismo Juvenil
Clube de Lideres Online
 
Sermão
 Sermão Sermão
Sermão
userbeta
 
Download - Cerimonial de Abertura
Download - Cerimonial de AberturaDownload - Cerimonial de Abertura
Download - Cerimonial de Abertura
APaC Elo 2
 
Resumo da História Geral do Clube de Desbravadores
Resumo da História Geral do Clube de DesbravadoresResumo da História Geral do Clube de Desbravadores
Resumo da História Geral do Clube de Desbravadores
Pedro Henrique Araújo
 
Atividades para o sábado
Atividades para o sábadoAtividades para o sábado
Atividades para o sábado
Ismael Rosa
 
Filosofia EspecíFica Dos Desbravadores
Filosofia EspecíFica Dos DesbravadoresFilosofia EspecíFica Dos Desbravadores
Filosofia EspecíFica Dos Desbravadores
Clube de Lideres Online
 
101 ideias para os desbravadores grupo contos desbravadores
101 ideias para os desbravadores   grupo contos desbravadores101 ideias para os desbravadores   grupo contos desbravadores
101 ideias para os desbravadores grupo contos desbravadores
Alex Breno
 

Mais procurados (20)

028 cerimônia modelo admissão lenço e classes
028 cerimônia modelo   admissão lenço e classes028 cerimônia modelo   admissão lenço e classes
028 cerimônia modelo admissão lenço e classes
 
Download - Organograma Clube
Download - Organograma ClubeDownload - Organograma Clube
Download - Organograma Clube
 
Estatuto dos desbravadores
Estatuto dos desbravadoresEstatuto dos desbravadores
Estatuto dos desbravadores
 
Voto do desbravador
Voto do desbravadorVoto do desbravador
Voto do desbravador
 
Novo regulamento de uniformes dos Desbravadores
Novo  regulamento de uniformes dos DesbravadoresNovo  regulamento de uniformes dos Desbravadores
Novo regulamento de uniformes dos Desbravadores
 
Protuario Líder Master Desenvolvimento_Fabricio
Protuario Líder Master Desenvolvimento_FabricioProtuario Líder Master Desenvolvimento_Fabricio
Protuario Líder Master Desenvolvimento_Fabricio
 
Planejamento desbravadores
Planejamento desbravadoresPlanejamento desbravadores
Planejamento desbravadores
 
Regulamento de Uniformes - RUD
Regulamento de Uniformes - RUDRegulamento de Uniformes - RUD
Regulamento de Uniformes - RUD
 
História dos desbravadores
História dos desbravadoresHistória dos desbravadores
História dos desbravadores
 
Disciplina
DisciplinaDisciplina
Disciplina
 
Curso capitaes e conselheiros e treinamento basico[1]
Curso capitaes e conselheiros e treinamento basico[1]Curso capitaes e conselheiros e treinamento basico[1]
Curso capitaes e conselheiros e treinamento basico[1]
 
Curso de treinamento de diretoria nível básico
Curso de treinamento de diretoria  nível básicoCurso de treinamento de diretoria  nível básico
Curso de treinamento de diretoria nível básico
 
Fogueiras e cozinha ao ar livre
Fogueiras e cozinha ao ar livreFogueiras e cozinha ao ar livre
Fogueiras e cozinha ao ar livre
 
Evangelismo Juvenil
Evangelismo JuvenilEvangelismo Juvenil
Evangelismo Juvenil
 
Sermão
 Sermão Sermão
Sermão
 
Download - Cerimonial de Abertura
Download - Cerimonial de AberturaDownload - Cerimonial de Abertura
Download - Cerimonial de Abertura
 
Resumo da História Geral do Clube de Desbravadores
Resumo da História Geral do Clube de DesbravadoresResumo da História Geral do Clube de Desbravadores
Resumo da História Geral do Clube de Desbravadores
 
Atividades para o sábado
Atividades para o sábadoAtividades para o sábado
Atividades para o sábado
 
Filosofia EspecíFica Dos Desbravadores
Filosofia EspecíFica Dos DesbravadoresFilosofia EspecíFica Dos Desbravadores
Filosofia EspecíFica Dos Desbravadores
 
101 ideias para os desbravadores grupo contos desbravadores
101 ideias para os desbravadores   grupo contos desbravadores101 ideias para os desbravadores   grupo contos desbravadores
101 ideias para os desbravadores grupo contos desbravadores
 

Semelhante a Guia do-aspirante-impresso - 2016

História dos desbravadores
História dos desbravadoresHistória dos desbravadores
História dos desbravadores
Ismael Rosa
 
Curiosidades sobre os desbravadores
Curiosidades sobre os desbravadoresCuriosidades sobre os desbravadores
Curiosidades sobre os desbravadores
Ismael Rosa
 
18 03 2012 frente
18 03 2012 frente18 03 2012 frente
18 03 2012 frente
Debora Teixeira
 
18 03 2012 pagina encarte
18 03 2012 pagina encarte18 03 2012 pagina encarte
18 03 2012 pagina encarte
Debora Teixeira
 
Ministério Jovem Adventista.pptx
Ministério Jovem Adventista.pptxMinistério Jovem Adventista.pptx
Ministério Jovem Adventista.pptx
Anesio2
 
Apresentação centenario edital
Apresentação centenario   editalApresentação centenario   edital
Apresentação centenario edital
Pb. Oziel Santos
 
Livrete quaresma e Páscoa 2014
Livrete quaresma e Páscoa 2014Livrete quaresma e Páscoa 2014
Livrete quaresma e Páscoa 2014
Bernadetecebs .
 
Livro história da abu
Livro   história da abuLivro   história da abu
Livro história da abu
Eduardo Carneiro
 
Aventu04
Aventu04Aventu04
PG-Na História do Adventismo-Cap6.pptx
PG-Na História do Adventismo-Cap6.pptxPG-Na História do Adventismo-Cap6.pptx
PG-Na História do Adventismo-Cap6.pptx
NitsnPsevdonim
 
O movimento das equipes de nossa senhora
O movimento das equipes de nossa senhoraO movimento das equipes de nossa senhora
O movimento das equipes de nossa senhora
Rubens José Terra Campos
 
Ap bola de neve
Ap bola de neveAp bola de neve
Ap bola de neve
Pablo Mendonça
 
09. comece caridade no mundo jovem - 11 e 12.2011
09. comece   caridade no mundo jovem -  11 e 12.201109. comece   caridade no mundo jovem -  11 e 12.2011
09. comece caridade no mundo jovem - 11 e 12.2011
comece
 
CTM2 aula 1 - FUNDAMENTAÇÃO: O Discipulado na história
CTM2 aula 1 - FUNDAMENTAÇÃO: O Discipulado na históriaCTM2 aula 1 - FUNDAMENTAÇÃO: O Discipulado na história
CTM2 aula 1 - FUNDAMENTAÇÃO: O Discipulado na história
Igreja Metodista
 
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdf
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdfRevista Informativa da MNI-Brasil.pdf
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdf
Joel440732
 
Boletim236
Boletim236Boletim236
Boletim236
Boletim236Boletim236
Edital centenario
Edital centenarioEdital centenario
Edital centenario
Pb. Oziel Santos
 
Boletim bimba 03-09-2017 - janelas de evangelização
Boletim bimba    03-09-2017 - janelas de evangelizaçãoBoletim bimba    03-09-2017 - janelas de evangelização
Boletim bimba 03-09-2017 - janelas de evangelização
joao212531
 
Boletim 443 - 09/0815
Boletim 443 - 09/0815Boletim 443 - 09/0815
Boletim 443 - 09/0815
stanaami
 

Semelhante a Guia do-aspirante-impresso - 2016 (20)

História dos desbravadores
História dos desbravadoresHistória dos desbravadores
História dos desbravadores
 
Curiosidades sobre os desbravadores
Curiosidades sobre os desbravadoresCuriosidades sobre os desbravadores
Curiosidades sobre os desbravadores
 
18 03 2012 frente
18 03 2012 frente18 03 2012 frente
18 03 2012 frente
 
18 03 2012 pagina encarte
18 03 2012 pagina encarte18 03 2012 pagina encarte
18 03 2012 pagina encarte
 
Ministério Jovem Adventista.pptx
Ministério Jovem Adventista.pptxMinistério Jovem Adventista.pptx
Ministério Jovem Adventista.pptx
 
Apresentação centenario edital
Apresentação centenario   editalApresentação centenario   edital
Apresentação centenario edital
 
Livrete quaresma e Páscoa 2014
Livrete quaresma e Páscoa 2014Livrete quaresma e Páscoa 2014
Livrete quaresma e Páscoa 2014
 
Livro história da abu
Livro   história da abuLivro   história da abu
Livro história da abu
 
Aventu04
Aventu04Aventu04
Aventu04
 
PG-Na História do Adventismo-Cap6.pptx
PG-Na História do Adventismo-Cap6.pptxPG-Na História do Adventismo-Cap6.pptx
PG-Na História do Adventismo-Cap6.pptx
 
O movimento das equipes de nossa senhora
O movimento das equipes de nossa senhoraO movimento das equipes de nossa senhora
O movimento das equipes de nossa senhora
 
Ap bola de neve
Ap bola de neveAp bola de neve
Ap bola de neve
 
09. comece caridade no mundo jovem - 11 e 12.2011
09. comece   caridade no mundo jovem -  11 e 12.201109. comece   caridade no mundo jovem -  11 e 12.2011
09. comece caridade no mundo jovem - 11 e 12.2011
 
CTM2 aula 1 - FUNDAMENTAÇÃO: O Discipulado na história
CTM2 aula 1 - FUNDAMENTAÇÃO: O Discipulado na históriaCTM2 aula 1 - FUNDAMENTAÇÃO: O Discipulado na história
CTM2 aula 1 - FUNDAMENTAÇÃO: O Discipulado na história
 
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdf
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdfRevista Informativa da MNI-Brasil.pdf
Revista Informativa da MNI-Brasil.pdf
 
Boletim236
Boletim236Boletim236
Boletim236
 
Boletim236
Boletim236Boletim236
Boletim236
 
Edital centenario
Edital centenarioEdital centenario
Edital centenario
 
Boletim bimba 03-09-2017 - janelas de evangelização
Boletim bimba    03-09-2017 - janelas de evangelizaçãoBoletim bimba    03-09-2017 - janelas de evangelização
Boletim bimba 03-09-2017 - janelas de evangelização
 
Boletim 443 - 09/0815
Boletim 443 - 09/0815Boletim 443 - 09/0815
Boletim 443 - 09/0815
 

Mais de Ismael Rosa

Acampamento 1
Acampamento 1Acampamento 1
Acampamento 1
Ismael Rosa
 
Trabalho da especialidade de gatos
Trabalho da especialidade de gatosTrabalho da especialidade de gatos
Trabalho da especialidade de gatos
Ismael Rosa
 
Trabalho da especialidade de cães
Trabalho da especialidade de cãesTrabalho da especialidade de cães
Trabalho da especialidade de cães
Ismael Rosa
 
Especialidade de astronomia
Especialidade de astronomiaEspecialidade de astronomia
Especialidade de astronomia
Ismael Rosa
 
Pontos cardeais com o relógio
Pontos cardeais com o relógioPontos cardeais com o relógio
Pontos cardeais com o relógio
Ismael Rosa
 
Cartão medalha de_ouro
Cartão medalha de_ouroCartão medalha de_ouro
Cartão medalha de_ouro
Ismael Rosa
 
Cartão medalha de_prata
Cartão medalha de_prataCartão medalha de_prata
Cartão medalha de_prata
Ismael Rosa
 
Modelo de-ofício-para-desbravadores4
Modelo de-ofício-para-desbravadores4Modelo de-ofício-para-desbravadores4
Modelo de-ofício-para-desbravadores4
Ismael Rosa
 
Modelo de-ofício-para-desbravadores3
Modelo de-ofício-para-desbravadores3Modelo de-ofício-para-desbravadores3
Modelo de-ofício-para-desbravadores3
Ismael Rosa
 
Modelo de-ofício-para-desbravadores-2
Modelo de-ofício-para-desbravadores-2Modelo de-ofício-para-desbravadores-2
Modelo de-ofício-para-desbravadores-2
Ismael Rosa
 
Modelo de-ofício-para-desbravadores 1
Modelo de-ofício-para-desbravadores 1Modelo de-ofício-para-desbravadores 1
Modelo de-ofício-para-desbravadores 1
Ismael Rosa
 
Salvação e Serviço
Salvação e ServiçoSalvação e Serviço
Salvação e Serviço
Ismael Rosa
 
Seguro e atividade de risco
Seguro e atividade de riscoSeguro e atividade de risco
Seguro e atividade de risco
Ismael Rosa
 
Reformulação das classes regulares e avançadas
Reformulação das classes regulares e avançadasReformulação das classes regulares e avançadas
Reformulação das classes regulares e avançadas
Ismael Rosa
 
Materiais de campo
Materiais de campoMateriais de campo
Materiais de campo
Ismael Rosa
 
Insignía de excelência
Insignía de excelênciaInsignía de excelência
Insignía de excelência
Ismael Rosa
 
Fazendo o seguro passo a passo
Fazendo o seguro passo a passoFazendo o seguro passo a passo
Fazendo o seguro passo a passo
Ismael Rosa
 
Escolhendo uma barraca
Escolhendo uma barracaEscolhendo uma barraca
Escolhendo uma barraca
Ismael Rosa
 
Quem são os desbravadores
Quem são os desbravadoresQuem são os desbravadores
Quem são os desbravadores
Ismael Rosa
 
Objetivo dos desbravadores
Objetivo dos desbravadoresObjetivo dos desbravadores
Objetivo dos desbravadores
Ismael Rosa
 

Mais de Ismael Rosa (20)

Acampamento 1
Acampamento 1Acampamento 1
Acampamento 1
 
Trabalho da especialidade de gatos
Trabalho da especialidade de gatosTrabalho da especialidade de gatos
Trabalho da especialidade de gatos
 
Trabalho da especialidade de cães
Trabalho da especialidade de cãesTrabalho da especialidade de cães
Trabalho da especialidade de cães
 
Especialidade de astronomia
Especialidade de astronomiaEspecialidade de astronomia
Especialidade de astronomia
 
Pontos cardeais com o relógio
Pontos cardeais com o relógioPontos cardeais com o relógio
Pontos cardeais com o relógio
 
Cartão medalha de_ouro
Cartão medalha de_ouroCartão medalha de_ouro
Cartão medalha de_ouro
 
Cartão medalha de_prata
Cartão medalha de_prataCartão medalha de_prata
Cartão medalha de_prata
 
Modelo de-ofício-para-desbravadores4
Modelo de-ofício-para-desbravadores4Modelo de-ofício-para-desbravadores4
Modelo de-ofício-para-desbravadores4
 
Modelo de-ofício-para-desbravadores3
Modelo de-ofício-para-desbravadores3Modelo de-ofício-para-desbravadores3
Modelo de-ofício-para-desbravadores3
 
Modelo de-ofício-para-desbravadores-2
Modelo de-ofício-para-desbravadores-2Modelo de-ofício-para-desbravadores-2
Modelo de-ofício-para-desbravadores-2
 
Modelo de-ofício-para-desbravadores 1
Modelo de-ofício-para-desbravadores 1Modelo de-ofício-para-desbravadores 1
Modelo de-ofício-para-desbravadores 1
 
Salvação e Serviço
Salvação e ServiçoSalvação e Serviço
Salvação e Serviço
 
Seguro e atividade de risco
Seguro e atividade de riscoSeguro e atividade de risco
Seguro e atividade de risco
 
Reformulação das classes regulares e avançadas
Reformulação das classes regulares e avançadasReformulação das classes regulares e avançadas
Reformulação das classes regulares e avançadas
 
Materiais de campo
Materiais de campoMateriais de campo
Materiais de campo
 
Insignía de excelência
Insignía de excelênciaInsignía de excelência
Insignía de excelência
 
Fazendo o seguro passo a passo
Fazendo o seguro passo a passoFazendo o seguro passo a passo
Fazendo o seguro passo a passo
 
Escolhendo uma barraca
Escolhendo uma barracaEscolhendo uma barraca
Escolhendo uma barraca
 
Quem são os desbravadores
Quem são os desbravadoresQuem são os desbravadores
Quem são os desbravadores
 
Objetivo dos desbravadores
Objetivo dos desbravadoresObjetivo dos desbravadores
Objetivo dos desbravadores
 

Último

Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional ChinesaDiagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
Misael Rabelo de Martins Custódio
 
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptxNUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
RAILANELIMAGOMES
 
anomalias dentárias imaginologia odontologia
anomalias dentárias imaginologia odontologiaanomalias dentárias imaginologia odontologia
anomalias dentárias imaginologia odontologia
SmeladeOliveira1
 
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docxCORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
bentosst
 
Rejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
Rejuvenescimento da Pele- Dicas e TratamentosRejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
Rejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
Werberth Ladislau Rodrigues da Silveira
 
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdfALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
DentiKi
 

Último (6)

Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional ChinesaDiagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
 
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptxNUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
 
anomalias dentárias imaginologia odontologia
anomalias dentárias imaginologia odontologiaanomalias dentárias imaginologia odontologia
anomalias dentárias imaginologia odontologia
 
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docxCORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
 
Rejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
Rejuvenescimento da Pele- Dicas e TratamentosRejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
Rejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
 
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdfALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
 

Guia do-aspirante-impresso - 2016

  • 1.
  • 2. Não esqueço nunca aquele momento em que fui investido em lenço, isso há dez anos atrás. Era uma noite de domingo, a igreja estava lotada, os coordenadores estavam a postos, meus amigos e eu estávamos mais ansiosos do que criança quando quer comer doce. Hoje sei o que uma criança sente ao receber seu lenço no pes- coço como sinal de sua admissão no clube. Todo mundo vendo. Batendo palmas. Isso não tem pre- ço! Esse pequeno guia irá te orientar nestes dois primeiros meses,tempo para que possa rece- ber seu lenço. Ficamos felizes em saber que esta- remos te ajudando nesta caminhada que promete deixar uma marca na sua vida, assim como deixou marcado a de todos que compõem a equipe do Mundo das Especialidades. Ficamos muito felizes em saber que através do nosso trabalho estare- mos te conduzindo em seus primeiros passos no Clube de Desbravadores. E já avisando que isso aqui é só o começo, ainda tem muito mais pra você aprender, experiências para viver e um Deus mara- vilhoso que você vai conhecer ainda mais de perto. O Guia do Aspirante – Nosso Clube é um compilado dos itens mais importantes referentes à História, Ideais e Símbolos do Clube de Desbrava- dores. Esperamos que sua experiência seja incrí- vel dentro dessa grande família de lenço, e mes- mo sem te conhecer de perto, a gente já torce por você. Esperamos nos ver mais vezes, afinal. Ainda existem as especialidades, as classes, os guias de orientação e liderança... Caramba! Quanta coisa pra trilhar! Queremos que dê passos longos, che- gue longe e fique perto do grande guia Jesus. MA- RANATA! 1ª Edição: Disponível em www.mundodasespecialidades.com.br Direção Geral: Khelven Klay de Azevedo Lemos Diagramação e Edição: Khelven Klay de A. Lemos Coord. de Guias das Especialidades: Thomé Duarte Editoração e Revisão : Aretha Stephanie Autor: Mundo das Especialidades Impressão: Servgrafica Editora SITE MUNDO DAS ESPECIALIDADES Telefones:(84)8778-0532 E-mail:mundodasespecialidades@hotmail.com Site: www.mundodasespecialidades.com Facebook:Facebook.com/mundodasespecialidades DIREITOS RESERVADOS: A reprodução deste material seja de forma total ou parcial de seus textos ou imagens é permitida, des- de que seja referenciado o Mundo das Especialida- des e seus autores pela nova autoria ao fim de seu material. Todos os direitos reservados para Mundo das Especialidades UNIÃO NORDESTE BRASILEIRA UNIÃO LESTE BRASILEIRA IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA MINISTÉRIO DOS DESBRAVADORES Natal, RN, Fevereiro de 2016 EXPEDIENTE BEM VINDO AO Clube
  • 3. Em 1919 Arthur Spalding, editor do Wa- thman Magazine, começou um clube de Escoteiro Missionários, em seu lar na cidade de Medisson - Tenessee , EUA. A ideia começou com seu filho que acampou com alguns escoteiros. Arthur estudou a organização, formulou novas diretrizes compatíveis com os objetivos espirituais da Igreja e criou o seu clube. O clube de Arthur fazia excursões de fim de semana, trabalhos manuais, e seguimento de pista. Os Escoteiros Missionários desenvolveram ideais que foram fundamentais para o atual Clube dos Desbravadores. A Associação Geral adotou os nomes de Amigo, Companheiro e Camarada para as primei- ras Classes J.A. , na Sessão de Primavera realizado em São Francisco,1922.C. Lester Bond secretário do Departamento De Jovens da Associação Geral preparou as primeiras especialidades em 1928, quando já havia 1075 Desbravadores. Em 1930, em Santa Ana, surgiu um Clube para juvenis sob a liderança do Dr. Theron Johns- ton. As reuniões eram realizadas no porão de sua casa, e as primeiras instruções fora técnicas de Rádio e Eletrônica. Sua filha Maurine, que o tinha ajudado com o rádio, protestou quando não lhe foi permitido participar do clube. Como resultado sua mãe iniciou outro Clube para meninas, que se reu- nião no sótão. Os Clubes de Maurine e Jhoston se reunia uma vez por mês em conjunto e iam acam- par. Utilizavam-se os requisitos para os jovens das Classes Progressivas. Como uniforme tinha apenas uma camisa especial. O Clube de Johnston usou o nome de Des- bravadores escolhido por Mckin, seu assessor. Não temos certeza de onde ele obteve esta inspiração, embora suponha-se que a ideia tenha surgido após o primeiro acampamento da Associação do Sudes- te da Califórnia em 1928, onde um dos oficiais da Associação contou-lhes a história de John Fremont, um explorador americano, ao qual se referiu como desbravador. Depois ao ser formado a Clube, Mckin pode ter se lembrado disto. Outras fontes atribuem o nome ao local do primeiro acampamento condu- zido pelo Pr. John Hancock em 1946, Pathfinders Camp (Campo dos desbravadores). Outro evento importante de 1930, que pre- parou o terreno para o rápido crescimento do Clube dos Desbravadores depois que estes foram reali- zados, foi o acampamento de Wawona no parque de Yosemite, onde 40 diretores de jovens foram ca- pacitados para a liderança dos chamados acam- pamentos culturais, com um programa amplo, que incluía pioneiria, trabalhos manuais, estudos da na- tureza, caminhadas e excursões com equipamen- tos para pernoite, programa ao pé da fogueira, e demais instruções do que hoje é conhecido como Classe J.A., tudo isso sobre um fundo de idealismo religioso, lealdade denominacional e civismo. Também em 1930 foram estabelecidas as Classes Preliminares, atualmente usados pelos aventureiros. No início alguns Clubes não recebiam o apoio das igrejas sendo que alguns foram até fe- chados sob ameaça de exclusão. Apesar disso, a ideia permanecia e alguns Clubes prosperaram. Entre 1931 e 1940 outras associações ade- riram ao programa. Na União Norte do Pacífico L. A. Skinner funda o Clube Locomotivas (Traiblazers). Em 1935 iniciam-se os acampamentos de jovens. O primeiro manual em português destes acampa- mentos culturais foi editado em 1947. Inicialmente os membros usavam uniforme verde-floresta, o que o ajudou na identificação do Clube com a Natureza. O objetivo do uso do uniforme era a identificação como grupo ao saírem a partilhar sua fé. Outros objetivos eram manter o moral entre o membros, dando-lhes a consciência de pertencer a uma orga- nização importante e também o uso do mesmo em cerimônias como investiduras e desfiles. HISTÓRIA NOSSOCLUBE 1- Pr John Hancock 2- Henry Berg 3- Arthur Spalding 4- Lawrence Skinner 1 3 4 2
  • 4. O uniforme verde embora ainda utilizado em outros países, foi trocado por uniforme cáqui no Brasil, depois que um jovem líder de desbravadores usando a calça verde do uniforme foi confundido com um terrorista disfarçado, e preso, na década de 70. No início desta mudança o uniforme man- tinha a cor verde-floresta, depois unificou-se a cor para ambos os sexos. Em 1946, o secretário J.A. da Associação do Sudeste da Califórnia, Pr. John Hancock, depois Líder Mundial, desenhou o emblema do Clube de Desbravadores, incorporando ideias do Clube Lo- comotivas. Os três lados do emblema representam o desenvolvimento Físico, Mental e Espiritual dos membros do Clube. A espada representa o Espírito Santo e o Escudo a fé. Juntos objetivando indicar que o Clube de Desbravadores é uma organização espiritual, relacionado a igreja. Ainda neste período teve o início do primei- ro Clube patrocinado pela Associação de Riverside, Califórnia. O jovem estudante universitário chama- do Francis Hunt foi eleito pela igreja como diretor, para iniciar o clube com cerca de 35 membros. Em 1947 a Associação Geral solicita à União Norte do Pacífico a elaboração de normas e planos para a transformação do Clube de Desbra- vadores para um programa Mundial. Esta planifica- ção foi desenvolvida pelo Pr. J. R. Nelson, na época Diretor da União. Lawrence Paulson, diretor do Clube de Glendale - EUA, escreveu os primeiros manuais. Em 1948, Henry Berg projetou a bandeira dos Des- bravadores, e em 1952 compôs o hino dos Desbra- vadores. O Clube de Desbravadores embora já exis- tisse, ainda não havia sido oficializado, fato que ocorreu em 1950, tendo o Departamento de Jovens da Associação Geral adotado oficialmente o CLU- BE DE JOVENS MISSIONÁRIOS VOLUNTÁRIOS como programa mundial. O primeiro Campori dos Desbravadores ocorreu de 7 a 9 de Maio de 1954, em Idlewild na Califórnia (dados de 1953 indicavam a existência de 29.679 desbravadores). O dia dos Desbravadores começou a ser comemorado em 1957, inicialmente designado para o 3º ou 4º Sábado de Setembro. O primeiro brasileiro a usar uniforme foi o Pr. Cláudio Belz, que esteve nos EUA, por volta de 1960, onde conheceu o Clube, gostou da novidade, mandou fazer unifor- me e o usava ao voltar para o Brasil enquanto ten- tava iniciar a organização de um Clube no Rio de Janeiro, na Igreja do Méier. Este uso de uniforme não pastoral foi bem recebido, no início por alguns membros. O primeiro Clube oficial na América do Sul foi o Clube Conquistadores de La Iglesia, da Igre- ja de Miraflores no Peru, inaugurado oficialmente por um Pastor, em 1961 que na semana seguinte esteve em Ribeirão Preto, inaugurando o primeiro Clube Brasileiro, que fora organizado pelo Pr.Wilson Sarli, sendo seu primeiro diretor Edgar Tursílio. Na outra semana, este mesmo Pastor esteve no Rio de Janeiro oficializando o Clube organizado pelo Pr. Cláudio Belz. Logo a seguir organizou-se o Clube de Desbravadores da Igreja do Capão Redondo, tendo como seu diretor o Pr. Joel Sarli. Atualmente o Clube de Desbravadores está presente em mais de 160 países, com 90.000 sedes e mais de dois milhões de participantes. Fonte: Divisão Sul-Americana Ministério dos Desbravadores HISTÓRIA NOSSOCLUBE
  • 5. “Pela graça de Deus Serei puro, bondoso e leal; Guardarei a Lei do Desbravador, Serei servo de Deus E amigo de todos.” A Lei do Desbravador ordena-me; Observar a Devoção Matinal; Cumprir fielmente a parte que me corresponde; Cuidar do meu corpo; Manter a consciência limpa; Ser cortês e obediente; Andar com reverência na casa de Deus; Ter sempre um cântico no coração; Ir aonde Deus mandar. “Nós somos os Desbravadores Os servos do Rei dos reis, Sempre avante assim marchamos Fies às suas Leis. Devemos ao mundo anunciar As novas da salvação, Que Cristo virá em breve Dar o galardão.” A mensagem do advento a todo o mundo em minha geração O Amor de Cristo me motiva. Salvar do pecado e guiar no serviço. Prometo fidelidade à Bíblia, à sua mensagem de um Salvador crucificado, ressurreto e prestes a vir, doador de vida e liberdade a todos que nEle creem. A saudação MARANATA é uma tradição dos Desbravadores, e serve como forma de cum- primentar a qualquer membro do clube quando bem desejar. Ela é feito com a mão espalmada erguida na altura do ombro, com o dedo polegar dobrado no centro da mão. Os quatro dedos apontando para cima lembram as quatro letras “A” da pala- vra MARANATA, e as quatro atitudes que deve- mos ter com a volta de Jesus – Amar, Anunciar, Aguardar e Apressar. O dedo polegar dobrado significa o jovem em posição de oração buscando o poder para es- tar preparado para o encontro com Cristo. IDEAIS NOSSOCLUBE VOTO DO DESBRAVADOR LEI DOS DESBRAVADORES HINO DOS DESBRAVADORES ALVO LEMA OBJETIVO VOTO DE FIDELIDADE À BÍBLIA SAUDAÇÃO MARANATA Em Maio de 1949, o Pr. Henry Berg, diri- gia seu carro por uma estrada pensando em um cântico para os Desbravadores. Logo lhe vie- ram à mente algumas palavras; parou o carro e as escreveu. Continuou a viagem e começou a pensar na melodia, mesmo não sendo músico. Mas segundo suas palavras: “Deus lhe deu um cântico”. Chegando a sua casa apresentou o hino à sua esposa ,Miriam, que assentando-se ao piano começou a tocar e cantar. Mas tarde o hino foi levado à comissão de música dos Arau- tosdoRei,queaprovousemnenhumaalteração. O hino dos Desbravadores foi oficializa- do em 1952 e a letra que temos em português foi traduzida e adaptada por Isolina Waldvogel.
  • 6. A cor vermelha representa o sa- crifício de Cristo. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que Deu seu único Filho, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 03:16 “Rogo-vos pois, irmãos... que apresenteis os vossos corpos por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus.” Romanos 12:1 O amarelo representa a excelên- cia. O Clube de Desbravadores tem normas elevadas para formar caráter fortalecido para o Reino dos Céus. “Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para enriqueceres.” Apoca- lipse 03:18 O azul representa a lealdade. O propósito do Clube de Desbrava- dores é de ajudar a ensinar-nos a sermos leais para com nosso Deus, nossa Pátria, nossos pa- rentes, nossa Igreja, enfim, nosso próximo. O branco significa pureza. Dese- jamos ter a pureza e a justiça da vida de Cristo em nossa vida. “O vencedor assim será vestido de vestiduras brancas.” Apocalipse 03:05 A espada representa a Bíblia. A espada é usada na guerra. Uma batalha sempre é ganha na ofen- siva. Estamos numa batalha con- tra o pecado e a nossa arma é a Palavra de Deus. A espada do Espírito é a Palavra de Deus. (Ver Efésios 06:17) Este é o símbolo que represen- ta o Clube de Desbravadores. Apresenta a inscrição DESBRA- VADORES na parte superior do triângulo, e a inscrição CLUBE abaixo do escudo com a espada. Em 1946, o Pr. John Hancock acrescentou um novo item no Clube de Desbravado- res desenhando o emblema do desbravador. Representa a organização mundial dos Clubes de Desbra- vadores da Igreja Adventista do Sétimo Dia. É usado na cobertura, na fivela do cinto, no Emblema D4 e no prendedor de lenço. Não con- tém as palavras DESBRAVADO- RES e CLUBE, e o escudo com a espada fica centralizado. Apresenta um triângulo em perspectiva sobre um globo com o desenho da América do Sul. No globo o fundo é Verde e o mapa Branco. Deve ser usado na camiseta e boné do unifor- me de atividades e no colete. Pode ser usado sempre que se justificar o uso de uma identifi- cação menos formal. O escudo significa proteção. Na Bíblia, Deus é frequentemen- te chamado de “Escudo de Seu Povo”. “Não temas, Eu sou teu escudo.” Gênesis 15:01 “Emba- raçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar to- dos os dardos inflamados do ma- ligno.“ Efésios 06:16 Sendo um triângulo, o símbolo significa a “Plenitude da Trindade”: Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, aos quais adoramos e servimos. O símbolo também significa o “Tripé da Educação”, no qual está centrado todo o programa do Clube de Desbravadores: Mental (Especialidades, Clas- ses, Honras, Trabalhos Manuais, etc.), Físico (Acampamentos, Passeios, Olimpíadas, etc.) e Espiritual (Ano Bíblico, Atividades de Testemunho, etc.), conforme expressado na Bíblia, ao se referir a educação do menino Jesus em Lucas 2:52 Triangulo invertido:A ordem inversa de importância ensinada por Jesus, que é contrária ao ensinamento do mundo. Ou seja, o mais alto na hierarquia deve ser aquele mais pronto a servir e não ser servido. EMBLEMAS NOSSOCLUBE VERMELHO AMARELO AZUL BRANCOESPADA D1 D2 D3 D4 ESCUDO TRIÂNGULO O Clube de Desbravadores é um programa mundial, organizado e dirigi- do pela Igreja Adventista do Sétimo Dia. Oferece um amplo ciclo de aprendizado experimental para os juvenis entre 10 e 15 anos e é operado pela Igreja Adven- tista local, sob a direção e controle do líder da juventude da Associação local.
  • 7. EMBLEMAS NOSSOCLUBE O Clube de Desbravadores tem uma bandeira, sendo conside- rada como emblema do mesmo. A bandeira deve estar desfraldada nos programas e atividades dos desbravadores locais ou da Associação. Henry Bergh, Diretor de Jovens da Associação Central da Califórnia, desenhou a bandeira dos desbravadores em 1948. Os quadrados azuis significando lealdade e coragem enquanto dois quadrados brancos re- presentando a pureza. O emblema dos desbravadores, que se encon- tra no meio da bandeira, colocava uma interpretação diferente daquela dada por Hancock. A espada representava a palavra de Deus e o escu- do a verdade. A bandeira do Clube de Desbravadores tem 90cm de altura por 128cm de largura. No meio da bandeira encontra-se uma insígnia D1 dos desbravadores (conforme descrita no Regulamento do Uniforme), medindo 30cm de altura por igual medida de largura. Divide-se em 4 partes. Ao olhar para a bandeira o observador notará que as partes superior direita e inferior esquerda são brancas; as partes superior esquerda e inferior direita são azuis. O nome do Clube deve aparecer em letras destacadas na parte inferior direita. O “Bandeirim” é usado para identificação da unidade nas cores azul royal e branco e seu contorno na cor azul royal. Deve ter 55 cm de largura no lado oposto do mastro; obtem-se o efeito do bandeirim estreitando os 36 cm do lado esquerdo para 34cm do lado direito. Uma faixa de tecido azul royal de 36 cm x 10 cm, aplicada no lado esquerdo. O emblema D1 de 10 cm x 10 cm será colocado 7,5 cm abaixo da parte superior entre o tecido azul royal e branco. O nome do Clube constará na faixa azul vertical bordado em amarelo de baixo para cima. O símbo- lo e o nome da Unidade será centralizado na parte branca no tamanho 12,5 cm x 12,5 cm. O bandeirim deverá ser colocado em um mastro com 1,7 metros de altura e com 2,5 cm de espessura. O Clube de Desbravadores está dividido em unidades, cada unidade é composta por no máximo 8 membros, liderados por um conselheiro adulto, as unidades femininas são lideradas por uma conselheira e a dos meninos por um conselheiro. É na unidade que o desbravador re- aliza suas especialidades, classes regulares, atividades manuais entre outras. Conselheiro - É o líder da unidade, responsável pela mesma em todas as atividades em que a unidade estiver participando. Conselheiro Associado - É um líder em formação, auxilia o conselheiro e o substitui quando ausente. Capitão - É um desbraavdor escolhido pela unidade para incentivar a cumprir o programa da unidade. Secretario - Cumpre as funções do capitão em sua ausência, serve como mensageiro entre a unidade e o diretor, quando solicitado pelo conselheiro, preenche a ficha do cantinho da unidade e mantem atuali- zada a pasta da unidade. BANDEIRA DOS DESBRAVADORES BANDEIRIM DE UNIDADE SISTEMA DE UNIDADES
  • 8. UNIFORME NOSSOCLUBE O uniforme dos Desbrava- dores constitui-se por uma marca, identificação esta que, em alguns países varia em detalhes de cores, porém os emblemas, os significa- dos e objetivos são os mesmos, o que o configura como uma orga- nização mundial. O desbravador quando entra no clube, tem 90 dias para obter seu uniforme ofi- cial, logo após será submetido a uma avaliação simples de conhe- cimentos básicos adquiridos nes- te manual do Guia do Aspirante e uma cerimônia de lenço, passan- do assim a ser reconhecido oficial- mente pelo clube como desbrava- dor. As meninas usam saia verde petróleo, blusa caqui e sa- patos pretos, como mostrados no manual oficial do uniforme, assim também os meninos usam calça verde e sapatos pretos. Os mem- bros de 16 anos acima usam ca- misa branca. O uniforme oficial, deve ser usado com dignidade e respeito em cerimônias solicitadas pela diretoria do clube e somente quando for membro oficial ativo do clube. Veja mais detalhes consul- tando o Regulamento do Uniforme Um clube de desbravadores saudável é sustentado pelos seguinte pilares: classes, especialidades, cantinho da unidade, ordem unida, civis- mo, atividades espirituais e comunitárias e atividades campestres. Cada um deles é de extrema importância e devem estar vinculados e em perfeito equilíbrio. O programa do clube é fixo, ou seja, essas atividades devem fun- cionar plenamente em todos os Clubes, independentes da preferencias pessoais dos membros da direção. Nenhum desses pilares pode ser negli- genciado, sob pena de enfraquecer o clube e prover uma formação defici- tária aos desbravadores. PROGRAMA DO CLUBE ESPECIALIDADES As especialidades são modalidades onde desbrava- dores podem investir seus talentos e aprenderer no- vas habilidades. Estão dividades em áreas: atividades profissionais, artes e habilidades manuais, estudo da natureza, atividades missionárias e comunitárias, ati- vidades recreativas, habilidades domésticas, ativida- des agrícolas e afins, ADRA e atividades recreativas. Existem hoje 475 especialidades catalogadas. Veja mais em www.mundodasespecialIdades.com.br
  • 9. ATIVIDADESDOCLUBE NOSSOCLUBE 10 anos 10 anos 11 anos 11 anos 12 anos 12 anos 13 anos 13 anos 14 anos 14 anos 15 anos 20 anos18 anos 22 anos 15 anos AMIGO AMIGO DA NATUREZA CLASSES REGULARES CLASSES AVANÇADAS COMPANHEIRO COMPANHEIRO DE EXCURSIONISMO PESQUISADOR DE CAMPO E BOSQUE PIONEIRO DE NOVAS FRONTEIRAS EXCURSIONISTA NA MATA GUIA DE EXPLORAÇÃO PESQUISADOR PIONEIRO EXCURSIONISTA GUIA LÍDER MÁSTERLÍDER LÍDER MÁSTER AVANÇADO É de suma importancia que cada desbravador cumpra a sua classe em sua fai- xa etária, inclusive você que é líder não deixe de cum- prir suas classes e suas respectivas atividades. Não esqueça de baixar também o seu car- tão de atividades. As classes avançadas é uma forma do desbra- vador caminhar a segunda milha em seu estudo de classes. Podem ser feitas junta- mente com as regulares dentro do cartão de ativi- dades.
  • 10. CHEGOUAHORADETEROLENÇO! NOSSOCLUBE 1- Estar matriculado em um Clube de Desbravadores 2 - Saber de cor os ideiais dos Desbravadores 3- Conhecer e explicar os símbo- los dos Desbravadores 4- Conhecer e cantar o Hino dos Desbravadores 5- Conhecer e explicar a Bandeira dos Desbravadores 6- Conhecer e explicar a saudação Maranata dos Desbravadores 7- Saber o uso, significado e ter o uniforme oficial completo 8- Estar pelo menos há 2 meses dentro do Clube de Desbravado- res 9- Conhecer o surgimento e a His- tória do Clube de Desbravadores 10 - Ser um membro regular, pon- tual e estar envolvido nas ativida- des do clube. REQUISITOS