SlideShare uma empresa Scribd logo
INSTITUTO FEDERAL
ESPIRITO SANTO
Campus Colatina
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
SISTEMAS OPERACIONAIS MULTIPROGRAMÁVEIS
 Concorrência
 PROCESSOS
 Gerência de processos
 Sistemas Multiprocessadores
SO
PROCESSO BPROCESSO A
ESTRUTUTA DO PROCESSO
Processador:
 Instruções
 Ciclo de busca e execução
1. Busca na memoria principal a instrução a ser executada
2. Armazena a instrução no registrador PC
3. Decodifica os bits
4. Executa a Instrução
 Registrador PC
1. Armazena o endereço da próxima instrução a ser executada
2. Seu conteúdo determina a sequência das instruções
armazenada na memória principal
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
O que é um processo?
 Programa em execução(?)
 Guarda informações de programas.
 Por que é tão importante?
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
Como funciona?
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
O processo é formado por três partes
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
CONTEXTO DE HARDWARE
 Constitui- se do conteúdo dos registradores.
 É fundamental na para os sistemas
multiprogramáveis na qual os processos se
alternam na utilização da CPU.
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
Mudança de Contexto
 A troca de um processo por outro na CPU,
pelo sistema operacional, é denominada
mudança de contexto.
 Mudança de Contexto - salva o conteúdo dos
registradores da CPU e carregá-los com os
valores referente ao do processo que está
ganhando a utilização do processador.
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
Contexto de Software
 A maior parte das informações de software
do processo provém de um arquivo do
sistema operacional, conhecido como
arquivo de usuários.
 O contexto de software é composto por três
grupos de informações sobre o processo:
1. Identificação;
2. Quotas;
3. Privilégios:
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
Identificação
 PID
 Owner
 UID
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
Quotas
 Limites de cada recurso do sistema que um
processador pode alocar.
1. Nº Máximo de arquivos abertos
simultaneamente
2. Tamanho de memória que o processo aloca.
3. Nº Máximo de operações E/S pendentes.
4. Tamanho máximo do buffer para operações
de E/S
5. Numero máximo de processos, subprocessos
e threads que podem ser criado.
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
Privilégios ou Direitos
 Definem as ações que um processo pode
fazer em relação a ele mesmo, aos demais
processos e ao sistema operacional.
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
ESPAÇO DE ENDEREÇAMENTO
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
BLOCO DE CONTROLE DE PROCESSO (PCB)
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
USER;
UID;
PID;
PPID;
PRI;
NI;
-20;
0;
19.
%CPU;
%MEM;
VSZ;
RSS (Resident Set Size);
TTY;
STAT;
D - Descansando;
R - Executando (Running);
S - Descansando com
possibilidade de interrupção;
T - Parado, suspendido;
Z - Zumbi. O processo foi
terminado mas não foi
removido por quem o
chamou.
START;
TIME;
COMMAND.
Demonstração SOSIM
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
Dúvidas?
Introdução
Estrutura
Contexto de
Hardware
Contexto de
Software
Espaço de
Endereçament
o
Bloco de
Controle
Conclusão
GRUPO:
Bruno, Kassio, Larissa e Rafael.
Turma: v2
Disciplina: Sistemas Operacionais
INSTITUTO FEDERAL
ESPIRITO SANTO
Campus Colatina

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Estrutura de processos apresentação

2. conceito de processos
2. conceito de processos2. conceito de processos
2. conceito de processos
vini_campos
 
SO - Aula 02 - Conceitos
SO - Aula 02 - ConceitosSO - Aula 02 - Conceitos
SO - Aula 02 - Conceitos
Gabriel Feitosa Vilar
 
Conceito de processos
Conceito de processosConceito de processos
Conceito de processos
Willian Ribeiro Assanuma
 
Estruturas de Sistemas Operacionais
Estruturas de Sistemas OperacionaisEstruturas de Sistemas Operacionais
Estruturas de Sistemas Operacionais
Cid de Andrade
 
2 organização do sistema operativo - sistemas operativos
2   organização do sistema operativo - sistemas operativos2   organização do sistema operativo - sistemas operativos
2 organização do sistema operativo - sistemas operativos
Maria194536
 
Fso parte iii
Fso parte iiiFso parte iii
Fso parte iii
paulocsm
 
Visão Geral: Estruturas do Sistema Operacional
Visão Geral: Estruturas do Sistema OperacionalVisão Geral: Estruturas do Sistema Operacional
Visão Geral: Estruturas do Sistema Operacional
Alexandre Duarte
 
Sistemas Operacionais
Sistemas OperacionaisSistemas Operacionais
Sistemas Operacionais
Adir Kuhn
 
Sistemas Operacionais parte 2
Sistemas Operacionais  parte 2Sistemas Operacionais  parte 2
Sistemas Operacionais parte 2
Matheus Brito
 
Sistemas Operativos - Processos e Threads
Sistemas Operativos - Processos e ThreadsSistemas Operativos - Processos e Threads
Sistemas Operativos - Processos e Threads
Pedro De Almeida
 
Software
SoftwareSoftware
Software
Robson Santos
 
Aula 3- Disciplina:Pratica Técnico Profi
Aula 3- Disciplina:Pratica Técnico ProfiAula 3- Disciplina:Pratica Técnico Profi
Aula 3- Disciplina:Pratica Técnico Profi
Saquina1
 
12/03/2010 - Sistemas Operacionais Aula3
12/03/2010 - Sistemas Operacionais Aula312/03/2010 - Sistemas Operacionais Aula3
12/03/2010 - Sistemas Operacionais Aula3
Universal.org.mx
 
Sistema operacional
Sistema operacionalSistema operacional
Sistema operacional
Michael Soto
 
Hardware (nível 0)
Hardware (nível 0)Hardware (nível 0)
Hardware (nível 0)
Tiago
 
Forense windows registro_sandro_suffert
Forense windows registro_sandro_suffertForense windows registro_sandro_suffert
Forense windows registro_sandro_suffert
Sandro Suffert
 
Sistemas Operacionais - Aula 03 (Conceitos de hardware e software)
Sistemas Operacionais - Aula 03 (Conceitos de hardware e software)Sistemas Operacionais - Aula 03 (Conceitos de hardware e software)
Sistemas Operacionais - Aula 03 (Conceitos de hardware e software)
Leinylson Fontinele
 
Sistemas Operativos De Grande Porte
Sistemas Operativos De Grande PorteSistemas Operativos De Grande Porte
Sistemas Operativos De Grande Porte
arturramisio
 
Windows Vista , Seven , Server 2008 r2
Windows Vista , Seven , Server 2008 r2Windows Vista , Seven , Server 2008 r2
Windows Vista , Seven , Server 2008 r2
Flávio de Almeida Navarro
 
Arquitetura de Computadores: Barramentos e instruções
Arquitetura de Computadores: Barramentos e instruçõesArquitetura de Computadores: Barramentos e instruções
Arquitetura de Computadores: Barramentos e instruções
Alex Camargo
 

Semelhante a Estrutura de processos apresentação (20)

2. conceito de processos
2. conceito de processos2. conceito de processos
2. conceito de processos
 
SO - Aula 02 - Conceitos
SO - Aula 02 - ConceitosSO - Aula 02 - Conceitos
SO - Aula 02 - Conceitos
 
Conceito de processos
Conceito de processosConceito de processos
Conceito de processos
 
Estruturas de Sistemas Operacionais
Estruturas de Sistemas OperacionaisEstruturas de Sistemas Operacionais
Estruturas de Sistemas Operacionais
 
2 organização do sistema operativo - sistemas operativos
2   organização do sistema operativo - sistemas operativos2   organização do sistema operativo - sistemas operativos
2 organização do sistema operativo - sistemas operativos
 
Fso parte iii
Fso parte iiiFso parte iii
Fso parte iii
 
Visão Geral: Estruturas do Sistema Operacional
Visão Geral: Estruturas do Sistema OperacionalVisão Geral: Estruturas do Sistema Operacional
Visão Geral: Estruturas do Sistema Operacional
 
Sistemas Operacionais
Sistemas OperacionaisSistemas Operacionais
Sistemas Operacionais
 
Sistemas Operacionais parte 2
Sistemas Operacionais  parte 2Sistemas Operacionais  parte 2
Sistemas Operacionais parte 2
 
Sistemas Operativos - Processos e Threads
Sistemas Operativos - Processos e ThreadsSistemas Operativos - Processos e Threads
Sistemas Operativos - Processos e Threads
 
Software
SoftwareSoftware
Software
 
Aula 3- Disciplina:Pratica Técnico Profi
Aula 3- Disciplina:Pratica Técnico ProfiAula 3- Disciplina:Pratica Técnico Profi
Aula 3- Disciplina:Pratica Técnico Profi
 
12/03/2010 - Sistemas Operacionais Aula3
12/03/2010 - Sistemas Operacionais Aula312/03/2010 - Sistemas Operacionais Aula3
12/03/2010 - Sistemas Operacionais Aula3
 
Sistema operacional
Sistema operacionalSistema operacional
Sistema operacional
 
Hardware (nível 0)
Hardware (nível 0)Hardware (nível 0)
Hardware (nível 0)
 
Forense windows registro_sandro_suffert
Forense windows registro_sandro_suffertForense windows registro_sandro_suffert
Forense windows registro_sandro_suffert
 
Sistemas Operacionais - Aula 03 (Conceitos de hardware e software)
Sistemas Operacionais - Aula 03 (Conceitos de hardware e software)Sistemas Operacionais - Aula 03 (Conceitos de hardware e software)
Sistemas Operacionais - Aula 03 (Conceitos de hardware e software)
 
Sistemas Operativos De Grande Porte
Sistemas Operativos De Grande PorteSistemas Operativos De Grande Porte
Sistemas Operativos De Grande Porte
 
Windows Vista , Seven , Server 2008 r2
Windows Vista , Seven , Server 2008 r2Windows Vista , Seven , Server 2008 r2
Windows Vista , Seven , Server 2008 r2
 
Arquitetura de Computadores: Barramentos e instruções
Arquitetura de Computadores: Barramentos e instruçõesArquitetura de Computadores: Barramentos e instruções
Arquitetura de Computadores: Barramentos e instruções
 

Estrutura de processos apresentação

  • 2. Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão SISTEMAS OPERACIONAIS MULTIPROGRAMÁVEIS  Concorrência  PROCESSOS  Gerência de processos  Sistemas Multiprocessadores SO PROCESSO BPROCESSO A
  • 3. ESTRUTUTA DO PROCESSO Processador:  Instruções  Ciclo de busca e execução 1. Busca na memoria principal a instrução a ser executada 2. Armazena a instrução no registrador PC 3. Decodifica os bits 4. Executa a Instrução  Registrador PC 1. Armazena o endereço da próxima instrução a ser executada 2. Seu conteúdo determina a sequência das instruções armazenada na memória principal Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 4. O que é um processo?  Programa em execução(?)  Guarda informações de programas.  Por que é tão importante? Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 5. Como funciona? Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 6. O processo é formado por três partes Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 7. CONTEXTO DE HARDWARE  Constitui- se do conteúdo dos registradores.  É fundamental na para os sistemas multiprogramáveis na qual os processos se alternam na utilização da CPU. Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 8. Mudança de Contexto  A troca de um processo por outro na CPU, pelo sistema operacional, é denominada mudança de contexto.  Mudança de Contexto - salva o conteúdo dos registradores da CPU e carregá-los com os valores referente ao do processo que está ganhando a utilização do processador. Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 9. Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 10. Contexto de Software  A maior parte das informações de software do processo provém de um arquivo do sistema operacional, conhecido como arquivo de usuários.  O contexto de software é composto por três grupos de informações sobre o processo: 1. Identificação; 2. Quotas; 3. Privilégios: Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 11. Identificação  PID  Owner  UID Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 12. Quotas  Limites de cada recurso do sistema que um processador pode alocar. 1. Nº Máximo de arquivos abertos simultaneamente 2. Tamanho de memória que o processo aloca. 3. Nº Máximo de operações E/S pendentes. 4. Tamanho máximo do buffer para operações de E/S 5. Numero máximo de processos, subprocessos e threads que podem ser criado. Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 13. Privilégios ou Direitos  Definem as ações que um processo pode fazer em relação a ele mesmo, aos demais processos e ao sistema operacional. Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 14. ESPAÇO DE ENDEREÇAMENTO Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 15. BLOCO DE CONTROLE DE PROCESSO (PCB) Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão USER; UID; PID; PPID; PRI; NI; -20; 0; 19. %CPU; %MEM; VSZ; RSS (Resident Set Size); TTY; STAT; D - Descansando; R - Executando (Running); S - Descansando com possibilidade de interrupção; T - Parado, suspendido; Z - Zumbi. O processo foi terminado mas não foi removido por quem o chamou. START; TIME; COMMAND.
  • 16. Demonstração SOSIM Introdução Estrutura Contexto de Hardware Contexto de Software Espaço de Endereçament o Bloco de Controle Conclusão
  • 18. GRUPO: Bruno, Kassio, Larissa e Rafael. Turma: v2 Disciplina: Sistemas Operacionais INSTITUTO FEDERAL ESPIRITO SANTO Campus Colatina