SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
R$ 2,00
Atos Oficiais da
Câmara Municipal de
Pádua.
Comprometido
com a Verdade!
Suplemento Especial
Prefeitura Municipal
de Santo Antônio de
Pádua
Facebook: Jornal Opção do Noroeste Email:jornalopcaodonoroeste@gmail.com
Edição: 417 - 13 de Janeiro de 2021
Toda Semana
nas Bancas
Cartão Postal de Pádua, Ponte Raul Veiga
passará por Nova Pintura e Revitalização
A Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Pádua deu início nesta Segunda-Feira (11), o preparo para a pintura e a revitalização da famosa
Ponte de Arcos de Pádua, a ponte é a principal da cidade e é responsável por ligar os dois lados do município. Saiba mais na Página 03
Municípios do interior que estão com estradas e ruas em
condições precárias para tráfego de veículos terão neste ano
recursos do Estado do Rio de Janeiro para melhorias na
infraestrutura.Através de emendas de prioridade apresentadas
pelo deputado Marcus Vinícius (PTB) à Lei Orçamentária
Anual (LOA 2021). Saiba mais na Página 02
Guias do IPVA do RJ já
podem ser emitidas e pagas
Após as festividades de Ano Novo, chega o mês de
janeiro e com ele, o pagamento de taxas e impostos, entre
eles o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores
(IPVA). A cobrança do imposto, realizada anualmente, tem
calendários diferentes de vencimentos, definidos em cada
estado. Saiba mais na Página 04
Santo Antônio de Pádua entre outros
Municípios do interior receberão
melhorias na infraestrutura
Edição 417 Jornal Opção do Noroeste
13 de Janeiro de 2021
02
Emendas de
prioridade para
recuperação de estradas
vicinais, asfalto e
recapeamento foram
apresentadas pelo
deputado Marcus
Vinícius
Municípios do
interior que estão com
estradas e ruas em
condições precárias para
tráfego de veículos terão
neste ano recursos do
Estado do Rio de Janeiro
para melhorias na
infraestrutura.Através de
emendas de prioridade
apresentadas pelo
deputado Marcus
Vinícius (PTB) à Lei
Orçamentária Anual
(LOA 2021).
Diante de
reclamações e pedidos
de ajuda que chegaram
ao seu gabinete, o
deputado formalizou ao
governo estadual
emendas para
manutenção e
recuperação de estradas
vicinais, além de asfalto
e recapeamento de vias
em 16 municípios das
regiões Serrana, Norte e
Noroeste Fluminense.
“Com o aumento das
chuvas, principalmente
agora no verão, será ainda
mais urgente a
intervenção do estado
para auxiliar os
municípios. A
manutenção das estradas
e vias, além de maior
segurança aos motoristas,
também ajuda a
economia do interior ao
tornar mais acessível o
escoamento dos
produtos”, justifica o
deputado Marcus
Vinícius.
A ampliação da rede
e melhoria de
infraestrutura atenderá
aos municípios de Areal;
Bom Jesus do
Itabapoana; Comendador
Levy Gasparian; Miguel
Pereira; Paraíba do Sul;
Paty do Alferes;
Petrópolis; Porciúncula;
São João da Barra; São
José de Ubá; Santo
Antônio de Pádua;
Sapucaia; São Francisco
do Itabapoana; São José
do Vale do Rio Preto;
Sumidouro e Volta
Redonda.
Fonte: Juliana Oliveira
Ford encerra sua produção no Brasil
A montadora Ford
anunciou hoje (11) que
fechará suas fábricas no
Brasil. Serão fechadas as
plantas de Camaçari (BA)
e Taubaté (SP). Será
mantida apenas por
alguns meses a produção
de peças para suprir o
estoque de pós-venda. A
fábrica da Troller, em
Horizonte (CE), será
fechada no último
trimestre de 2021.
O mercado nacional
será abastecido com
veículos produzidos,
principalmente, na
Argentina e no Uruguai,
países cujas operações da
empresa não serão
afetadas. A montadora
encerrará as vendas dos
modelos EcoSport, Ka e
T4 assim que terminarem
os estoques.
A empresa manterá
apenas o Centro de
Desenvolvimento de
Produto, na Bahia; o
Campo de Provas, em
Tatuí (SP); e sua sede
regional em São Paulo.
A justificativa é a
crise gerada pela pandemia
que atinge o mundo desde
o início de 2020. Segundo
a Ford, a pandemia da
covid-19 “amplia a
persistente capacidade
ociosa da indústria e a
redução das vendas,
resultando em anos de
perdas significativas”.
“A Ford está presente
há mais de um século na
América do Sul e no Brasil
e sabemos que essas são
ações muito difíceis, mas
necessárias, para a criação
de um negócio saudável e
sustentável”, disse Jim
Farley, presidente e CEO
da Ford.
A companhia não
informou qual será o
número de funcionários
demitidos, disse apenas
que trabalhará “com os
sindicatos, nossos
funcionários e outros
parceiros para desenvolver
medidas que ajudem a
enfrentar o difícil impacto
desse anúncio”.
Fonte: Agência Brasil
Santo Antônio de Pádua entre outros municípios
do interior receberão melhorias na infraestrutura
Edição 417
13 de Janeiro de 2021
Jornal Opção do Noroeste 03
Cartão Postal de Pádua, Ponte Raul Veiga
passará por Nova Pintura e Revitalização
A Prefeitura Municipal de
Santo Antônio de Pádua deu início
nesta Segunda-Feira (11), o preparo
para a pintura e a revitalização da
famosa Ponte deArcos de Pádua, a
ponte é a principal da cidade e é
responsável por ligar os dois lados
do município, facilitando a
mobilização de pedestre e
automóveis.
A ponte foi construída no
prazo incrível de cinco meses e
inaugurada em 1922, na
administração do governo Raul
Veiga. Daí a mudança de nome,
visto que anteriormente a ponte
chamava-se “Ponte de Pádua”. No
local existia antes uma ponte de
madeira construída no governo de
Alfredo Baker, que em 1919 estava
em péssimas condições.Asituação
financeira do Estado do Rio era
boa e por isso foi possível
substituir velhas pontes de madeira
por pontes mais duráveis de
concreto armado. O Engenheiro
Augusto Guigon, funcionário do
Estado, foi o encarregado de
estudar as pontes que deviam ser
reparadas. O leito do rio é rochoso
e, dada a pouca experiência na
execução de pilares de concreto,
optou-se pela construção de pilares
de alvenaria. Os vãos escolhidos
entre eixos de pilares foram todos
iguais a 29,5 metros, ficando assim
afastada a alternativa de uso de
vigas retas de alma cheia, que
seriam “muito pesadas”. Para não
prejudicar a vazão nas grandes
enchentes, a estrutura deveria se
desenvolver do estrado para cima.
Guigon, elaborou o anteprojeto
tendo escolhido - levando em
consideração o lado econômico -
a viga Vierendeel de extradorso
parabólico. Em 1920, foi dado
início às obras com a construção
dos pilares pelo próprio Estado,
sob a direção de Tavares da Silva.
O cálculo havia sido feito para dois
veículos de 12 tf de acordo com o
que exigia o regulamento de 1920.
A situação financeira do Estado já
não era tão boa naquela data, o que
forçou uma revisão do cálculo,
substituindo os veículos de 12 tf
por outros de 6 tf. O prazo que
restava para a construção da ponte
na gestão daquele governo era de
apenas oito meses. Nesse sentido,
escolheu-se a importante firma
Christiani & Nielsen para a
conclusão da obra, visto que essa
firma era uma das poucas capazes
de cumpri-lo. As expectativas
foram confirmadas e essa firma,
além de preparar os desenhos das
modificações introduzidas,
tornando mais simples alguns
detalhes, conseguiu realizar a obra
em cinco meses. Finalmente
conseguiu-se inaugurar a obra na
gestão de Raul Veiga, em
dezembro de 1922.
A expectativa é de que agora
a ponte seja pintada de azul, cor
principal escolhida pela atual
gestão, substituindo assim o verde
(cor atual) colocado pelo Prefeito
anterior.
Fonte/Fotos: Prefeitura de Pádua e Pádua
Clássica
Texto: Afonso Pena
Inep antecipa em meia hora o acesso aos locais de provas do Enem
Responsável por organizar a
realização do Exame Nacional
do Ensino Médio (Enem), o
Instituto Nacional de Estudos e
Pesquisas Educacionais Anísio
Teixeira (Inep) decidiu que, este
ano, o acesso aos locais de prova
será liberado mais cedo que de
costume. A medida visa a evitar
aglomerações e a consequente
disseminação do novo
coronavírus.
Em uma nota divulgada hoje
(11), o instituto informou que os
portões dos locais de aplicação
dos testes serão abertos às 11h30
(horário de Brasília), e fechados
às 13 h - meia-hora antes do
início das provas.
Mais de 5,783 milhões de
candidatos se inscreveram para
participar do exame. As provas
estão agendadas para 17 e 24 de
janeiro (versão impressa), e 31
de janeiro e 7 de fevereiro
(versão digital).
As datas, no entanto, estão
s e n d o q u e s t i o n a d a s
judicialmente por órgãos
públicos e entidades que
apontam o risco de candidatos e
funcionários contraírem a covid-
19 devido à reunião de pessoas
em locais fechados.
Na sexta-feira (8), a
Defensoria Pública da União
(DPU) recorreu à Justiça Federal
para tentar adiar a realização do
exame. No mesmo dia, a União
Nacional dos Estudantes (UNE)
e a União Brasileira dos
Estudantes Secundaristas (Ubes)
acionaram o Ministério Público
Federal (MPF) com o mesmo
propósito. Além disso, 50
entidades científicas divulgaram
uma nota conjunta em que
apontam a “necessidade urgente”
de que a realização das provas do
Enem sejam adiadas “para outro
momento no qual os índices de
transmissão e a capacidade de
resposta dos serviços de saúde
estejam dentro de níveis
aceitáveis”. Entre as
organizações signatárias estão a
Sociedade Brasileira para o
Progresso da Ciência (SBPC); a
Associação Brasileira de Saúde
Coletiva (Abrasco); aAssociação
de Pós-Graduação e Pesquisa em
Educação (Anped) e a
Associação Brasileira de
Enfermagem (ABEn).
Em resposta às críticas, o
Ministério da Educação afirmou
que regras específicas foram
estabelecidas para reduzir as
aglomerações nos locais de
prova e, assim, garantir a
segurança dos candidatos e
funcionários que participarão do
exame. Os principais
procedimentos de segurança
estão detalhados em dois editais
publicados pelo Inep, o nº 54 e
o nº 55 cuja observância é
obrigatória.
Enem
Realizado anualmente
desde 1998, o Enem tem o
propósito de avaliar o
desempenho escolar dos
estudantes que concluem o
ensino médio, mas muitas
faculdades utilizam a nota dos
participantes para selecionar
seus novos alunos.
O exame conta com uma
redação e 45 questões em cada
prova das quatro áreas de
conhecimento: linguagens,
códigos e suas tecnologias;
ciências humanas e suas
tecnologias; ciências da
natureza e suas tecnologias; e
matemática e suas tecnologias.
Ao todo, o Inep confirmou
5.783.357 inscrições para o
Enem 2020.
Fonte: Agência Brasil
Edição 417 Jornal Opção do Noroeste
13 de Janeiro de 2021
04
Guias do IPVA do RJ já
podem ser emitidas e pagas
Após as festividades de
Ano Novo, chega o mês de
janeiro e com ele, o
pagamento de taxas e
impostos, entre eles o
Imposto sobre a
Propriedade de Veículos
Automotores (IPVA). A
cobrança do imposto,
realizada anualmente, tem
calendários diferentes de
vencimentos, definidos em
cada estado.
O pagamento do IPVA
é obrigatório e a alíquota
apresenta variação
conforme o modelo e o ano
de fabricação do veículo e
também o estado em que o
contribuinte mora.
Este ano, o
contribuinte precisa gerar
dois boletos. Para imprimir
ambos, é necessário digitar
o Renavam:
1. O do imposto
devido, disponível na
página do Bradesco;
2. O da taxa de
licenciamento, também no
site do Bradesco.
Não tem DPVAT
Este ano, não haverá
cobrança da taxa do
DPVAT, o seguro
obrigatório para vítimas de
trânsito.
Segundo a Susep, o
DPVAT tem recursos em
caixa suficientes para a
operação em 2021.
Formas de pagamento
O contribuinte pode
optar entre pagar o IPVA
em cota única, com
desconto de 3%, ou em
três parcelas.
Já a taxa de
licenciamento deve ser
paga à vista.
Calendário
O primeiro vencimento
da tabela, para os
automóveis com final de
placa número 0, será no
dia 21 de janeiro, tanto
para o pagamento da
primeira parcela quanto
para a quitação integral do
imposto.
As demais placas e
parcelas seguem um
calendário próprio. Veja
todas as datas no quadro
acima.
Fonte: G1
Caderneta de poupança
completa 160 anos de História
A aplicação financeira mais utilizada
pelos brasileiros completa hoje (12) 160
anos. Poucos sabem, mas a caderneta de
poupança significou, ao longo da história,
importante papel para muitas pessoas
alcançarem liberdades que vão muito além
da questão financeira.
Ao aceitar depósitos feitos por
escravos, a poupança representou, no
passado, uma importante ferramenta para
que, ao guardar suas economias, parte da
população escravizada conseguisse
“comprar” a alforria.
Caixa
Ao ser criada, na cidade do Rio de
Janeiro em 1861, com o propósito de
“recolher os depósitos de poupança popular
no Brasil”, a Caixa Econômica deu o
primeiro passo para se tornar “a opção de
investimento mais segura, acessível e
adequada a todos os perfis, desde os
pequenos poupadores a grandes
investidores”, explicou o próprio banco,
por meio de sua assessoria. Onze anos
depois, com a publicação do Decreto nº
5.153, de 13 de novembro de 1872, a Lei
2.040, publicada um ano antes, foi
regulamentada, de forma a possibilitar o
recolhimento de depósitos feitos por
escravos.
“Trata-se de um assunto que se insere
na própria história das transformações e das
pressões pelo fim do trabalho escravo no
Brasil, que ganhou força
na segunda metade do século 19”, detalhou
o banco à Agência Brasil. Com isso, as
caixas econômicas passaram a recolher os
depósitos feitos pelos escravos, que
utilizavam a poupança para comprar suas
alforrias.
Segundo o banco, foi dessa forma que
essas instituições passaram, nas diversas
províncias brasileiras, a receber depósitos
de escravos, emitindo, como no caso do
depositante não escravo, uma caderneta de
controle dessa movimentação. ”A
diferença é que na caderneta dos escravos
constava o nome do senhor, uma vez que
era necessária a autorização dele para que
a conta do escravo fosse aberta”,
acrescentou.
Diversificação
A fim de ampliar cada vez mais o seu
público, os serviços de poupança vêm se
diversificando ao longo do tempo. No caso
do banco com maior participação no
mercado de poupança (a Caixa, com
38,7%), o principal deles é a poupança
integrada, que é vinculada à conta corrente,
bastando ao correntista transferir os
valores. Entre os produtos oferecidos pelo
banco há ainda a Poupança Azul,
modalidade de conta poupança para todas
as pessoas, incluindo crianças ou qualquer
dependente, e a Poupança CAIXA Fácil,
modelo simplificado que pode ser aberto
até mesmo em lotéricas.
“Se o beneficiário do Bolsa Família
abrir uma Poupança Caixa Fácil, passará a
receber o benefício diretamente nessa
conta”, informa o banco. As
movimentações também mudaram com o
tempo. Atualmente pode ser feito não só
por meio de agências bancárias, como
também por terminais de
autoatendimento, internet banking ou pelo
celular.
Duas modalidades recentes, usadas
inclusive para possibilitar o pagamento do
auxílio emergencial, FGTS Emergencial e
outros programas sociais, são as poupanças
Social Digital e a Digital. ”A Poupança
Social Digital é uma conta simplificada,
sem tarifas de manutenção, com limite
mensal de movimentação de R$ 5 mil que
foi aberta de forma automática para
possibilitar o pagamento do Auxílio
Emergencial”, explicou o banco.
Especialistas recomendam
Especialistas consultados
pela Agência Brasil consideram a caderneta
de poupança a “aplicação financeira mais
recomendada para pequenos poupadores,
uma vez que seu rendimento é líquido e sem
Imposto de Renda”, sugere o economista e
professor licenciado da Universidade de
Brasília (UnB) Newton Marques – um
especialista em educação financeira,
membro do Conselho Regional de
Economia do Distrito Federal (Corecon-
DF).
Opinião similar tem o conselheiro da
Associação Nacional de Executivos de
Finanças (Anefac) Andrew Frank Storfer,
mesmo considerando que a poupança não
esteja em um de seus períodos mais
rentáveis.
“Hoje em dia até que não é das piores,
pela baixa taxa de juros atualmente em
vigor. Mas não importa. A poupança
apresenta uma facilidade muito grande para
se guardar reservas, quando comparada a
alternativas do mercado financeiro que
exigem um pouco mais de entendimento e,
muitas vezes, volumes maiores de
investimento”, disse ele.
“Para baixos valores, a poupança é
simples, isenta de Imposto de Renda, não
tem taxa de performance e tem liquidez
imediata caso alguém precise do dinheiro
para emergências”, acrescentou o executivo
da Anefac.
Remuneração
As regras de remuneração atuais das
cadernetas de poupança estão em vigor
desde maio de 2012: para cálculo dos juros,
deve-se observar o índice de 0,5% ao mês,
sempre que a meta da taxa básica de juros
(Selic) for maior que 8,5% ao ano. Se a
meta da Selic for igual ou inferior a 8,5%
ao ano, o índice corresponderá a 70% da
meta.
Saldo recorde
Em balanço divulgado recentemente
pela Caixa, a poupança apresentou saldo
de R$ 387,6 bilhões em setembro de 2020,
o que representa avanço de 24,4% em 12
meses. Segundo o banco, esse crescimento,
que corresponde a R$ 76,1 bilhões, reflete
principalmente o impacto dos recursos
creditados por causa do auxílio emergencial
e do saque emergencial do FGTS,
totalizando 180,8 milhões de contas no
fim do terceiro trimestre de 2020.
Fonte: Agência Brasil
Edição 417
13 de Janeiro de 2021
Jornal Opção do Noroeste
PORTARIA Nº.046/2021.
LUIS CARLOS DASILVA, Presidente da Câmara Municipal de Santo
Antônio de Pádua, Estado do Rio de Janeiro, no uso de suas
atribuições legais, etc...
R E S O L V E:
Art. 1º - NOMEAR,ALVARO DOS SANTOS MACEDO, para
exercer o cargo em Comissão de Assessor Especial de Gabinete da
Câmara Municipal de Santo Antônio de Pádua, nos termos da Lei nº
3.824 de 09 de Agosto de 2017 e suas alterações.
Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na presente data.
Art. 3º - Afixe-se, publique-se e cumpra-se.
Câmara Municipal de SantoAntônio de Pádua, 07 de Janeiro de 2021.
05
Edição 417 Jornal Opção do Noroeste
13 de Janeiro de 2021
Vacina CoronaVac tem eficácia global de 50,4% nos
testes feitos no Brasil, diz Instituto Butantan
A vacina CoronaVac registrou
50,38% de eficácia global nos
testes realizados no Brasil,
segundo informou o Instituto
Butantan em coletiva de imprensa
na tarde desta terça-feira (12).
Chamado de eficácia global,
o índice aponta a capacidade da
vacina de proteger em todos os
casos – sejam eles leves,
moderados ou graves. O número
mínimo recomendado pela
Organização Mundial da Saúde
(OMS) e também pela Agência
Nacional de Vigilância Sanitária
(Anvisa) é de 50%.
“Essa vacina tem segurança,
tem eficácia, e todos os requisitos
que justificam o uso
emergencial”, defendeu o diretor
do Instituto Butantan, Dimas
Covas, durante o anúncio.
Na semana passada, o
instituto já havia anunciado que,
nos testes no Brasil, o imunizante
atingiu 78% de eficácia em casos
leves e 100% em casos graves e
moderados (ou seja, a vacina
protegeu contra mortes e
complicações mais severas da
doença).
A CoronaVac é uma vacina
contra a Covid-19 que usa vírus
inativados. Ela é desenvolvida
pelo laboratório chinês Sinovac
em parceria com o Butantan, que
é vinculado ao governo de São
Paulo.
Os testes foram feitos em
12.508 voluntários no país, todos
profissionais de saúde que estão
na linha de frente do combate ao
coronavírus, em 16 centros de
pesquisa.
Segundo o diretor de pesquisa
do Instituto Butantan, Ricardo
Palácios, a vacina foi testada com
os profissionais de saúde porque
eles têm a maior exposição ao
vírus, muito maior eu a população
em geral.
“[O teste] não é a vida real
exatamente. É um teste artificial,
no qual selecionamos dentro das
populações possíveis,
selecionamos aquela população
que a vacina poderia ser testada
com a barra mais alta.Agente quer
comparar os diferentes estudos,
mas é o mesmo que comparar uma
pessoa que faz uma corrida de
1km em um trecho plano e uma
pessoa que faz uma corrida de 1
km em um trecho íngreme e cheio
de obstáculos. Fizemos
deliberadamente para colocar o
teste mais difícil para essa vacina,
porque se a vacina resistir a esse
teste, iria se comportar
infinitamente melhor em níveis
comunitários”, disse.
Durante a coletiva desta terça,
o Butantan também afirmou que
a vacina não apresentou reações
alérgicas.
Na Indonésia, dados
preliminares de testes de fase
3 mostraram uma eficácia de
65,3% para a vacina. O país
aprovou o uso emergencial da
CoronaVac, e o presidente Joko
Widodo deve receber a primeira
dose nesta quarta-feira (13).
De acordo com os
pesquisadores chineses, a
CoronaVac não apresentou
“nenhuma preocupação com
relação à segurança”. A maioria
das reações foram leves, sendo
que a mais comum foi a dor no
local da injeção.
Eficácia da CoronaVac
A eficácia de uma vacina
contra Covid-19 é calculada com
o auxílio de um protocolo da
Organização Mundial da Saúde
(OMS) que classifica os casos da
doença entre os voluntários dos
testes. Essa tabela da OMS separa
os voluntários em 10 níveis, sendo
que o nível 0 corresponde a um
paciente não infectado pela
doença e o nível 10 equivale a um
voluntário que morreu em
decorrência do coronavírus.
A taxa de eficácia de 78%,
apresentada pelo Instituto
Butantan na última semana, foi
calculada considerando somente
casos de Covid-19 com pontuação
maior ou igual a 3, comparando
o grupo vacinado e o grupo que
recebeu placebo, uma substância
neutra.
Ou seja, a eficácia de 78%
demonstra o quanto a vacina é
capaz de prevenir casos em que é
confirmada a infecção pelo
coronavírus, sintomática, e com
necessidade de intervenção
médica.
Outro dado apresentado pelo
governo estadual na última
semana, a eficácia de 100% em
casos graves corresponde à
capacidade da vacina CoronaVac
em proteger casos de Covid-19
que exigem hospitalização, ou
seja, superiores a 4 na escala da
OMS.
Já a eficácia divulgada nesta
terça (12) inclui também
pacientes com Covid-19
considerados independentes, isto
é, que apresentam apenas
sintomas leves, sem necessidade
de intervenção médica.
Dados incompletos
No sábado (9), a a Agência
Nacional de Vigilância Sanitária
(Anvisa) afirmou que o Instituto
Butantan entregou documentação
incompleta dos testes feitos no
país e cobrou o envio das
informações.
Na ocasião, o instituto disse
que a solicitação faz parte do
processo e que seria prontamente
atendida. Nesta segunda (11), o
Butantan afirmou que 48% do
processo já foi concluído e que a
agência já analisou cerca de 40%
dos documentos enviados.
Plano de vacinação
Em coletiva de imprensa
nesta segunda (11), o governador
de São Paulo, João Doria
(PSDB), manteve o cronograma
de vacinação definido pelo plano
estadual e cobrou uma definição
de data do Ministério da Saúde.
O Plano Estadual de
Imunização (PEI) foi elaborado
pelo governo paulista
considerando justamente a
aplicação da CoronaVac, que é
produzida pela farmacêutica
chinesa Sinovac em parceria com
Butantan.
Questionado sobre como a
data de início do plano estadual
pode estar mantida – já que o
Instituto Butantan assinou um
contrato de exclusividade para
fornecer a CoronaVac para o
governo federal – Doria disse
apenas que “a exclusividade é
pela vida”.
O governador alegou ainda
que “o sistema nacional de
imunização será respeitado e
atendido por São Paulo se atender
São Paulo, dentro de critérios
científicos”.
A promessa de Doria é
utilizar os 5,2 mil postos de
vacinação já existentes nos 645
municípios do estado e ampliar a
rede para até 10 mil locais de
vacinação por meio da utilização
de escolas, quartéis da PM,
estações de trem e terminais de
ônibus, além de farmácias e de
pontos de vacinação no sistema
drive-thru.
Fonte: G1
06

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

EDIÇÃO NOTÍCIAS 286
EDIÇÃO NOTÍCIAS 286EDIÇÃO NOTÍCIAS 286
EDIÇÃO NOTÍCIAS 286
 
EDIÇÃO 337
EDIÇÃO 337EDIÇÃO 337
EDIÇÃO 337
 
EDIÇÃO 309
EDIÇÃO 309EDIÇÃO 309
EDIÇÃO 309
 
EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 303
EDIÇÃO 303EDIÇÃO 303
EDIÇÃO 303
 
EDIÇÃO 348
EDIÇÃO 348EDIÇÃO 348
EDIÇÃO 348
 
EDIÇÃO 336
EDIÇÃO 336EDIÇÃO 336
EDIÇÃO 336
 
EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020
EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020
EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020
 
EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019
EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019
EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019
 
EDIÇÃO 296
EDIÇÃO 296EDIÇÃO 296
EDIÇÃO 296
 
EDIÇÃO 311
EDIÇÃO 311EDIÇÃO 311
EDIÇÃO 311
 
EDIÇÃO 315
EDIÇÃO 315EDIÇÃO 315
EDIÇÃO 315
 
EDIÇÃO 345
EDIÇÃO 345EDIÇÃO 345
EDIÇÃO 345
 
EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021
EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021
EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021
 
EDIÇÃO 304
EDIÇÃO 304EDIÇÃO 304
EDIÇÃO 304
 
EDIÇÃO NOTÍCIAS 290
EDIÇÃO NOTÍCIAS 290EDIÇÃO NOTÍCIAS 290
EDIÇÃO NOTÍCIAS 290
 
EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021
 
EDIÇÃO 291
EDIÇÃO 291EDIÇÃO 291
EDIÇÃO 291
 
EDIÇÃO 392 DE 29 DE JULHO DE 2020
EDIÇÃO 392 DE 29 DE JULHO DE 2020EDIÇÃO 392 DE 29 DE JULHO DE 2020
EDIÇÃO 392 DE 29 DE JULHO DE 2020
 

Semelhante a EDIÇÃO 417 DE 13 DE JANEIRO DE 2021

Natal pode ser um canteiro de obras durante a copa 2014
Natal pode ser um canteiro de obras durante a copa 2014Natal pode ser um canteiro de obras durante a copa 2014
Natal pode ser um canteiro de obras durante a copa 2014
Carlos França
 
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
JulianoPena4
 
Jornal São João do Piauí
Jornal São João do PiauíJornal São João do Piauí
Jornal São João do Piauí
luzitania
 
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
JulianoPena4
 

Semelhante a EDIÇÃO 417 DE 13 DE JANEIRO DE 2021 (20)

Natal pode ser um canteiro de obras durante a copa 2014
Natal pode ser um canteiro de obras durante a copa 2014Natal pode ser um canteiro de obras durante a copa 2014
Natal pode ser um canteiro de obras durante a copa 2014
 
Jornal digital 28-04-17
Jornal digital 28-04-17Jornal digital 28-04-17
Jornal digital 28-04-17
 
Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011
Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011
Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011
 
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Dezembro/2011
 
Jornal Águas Lindas - Ed. 264
Jornal Águas Lindas - Ed. 264Jornal Águas Lindas - Ed. 264
Jornal Águas Lindas - Ed. 264
 
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
 
EDIÇÃO 268
EDIÇÃO 268EDIÇÃO 268
EDIÇÃO 268
 
Obras VLT (Parangaba Mucuripe)
Obras VLT (Parangaba Mucuripe)Obras VLT (Parangaba Mucuripe)
Obras VLT (Parangaba Mucuripe)
 
Jornal São João do Piauí
Jornal São João do PiauíJornal São João do Piauí
Jornal São João do Piauí
 
Jornal opção 196 online
Jornal opção 196 onlineJornal opção 196 online
Jornal opção 196 online
 
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Novembro 2012
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Novembro 2012Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Novembro 2012
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Novembro 2012
 
eJornal digital 4569 qua 17-12-14
eJornal digital 4569 qua 17-12-14eJornal digital 4569 qua 17-12-14
eJornal digital 4569 qua 17-12-14
 
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
 
Jornal digital 4709 seg-13072015
Jornal digital 4709 seg-13072015Jornal digital 4709 seg-13072015
Jornal digital 4709 seg-13072015
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Jornal de Porteirinha
Jornal de PorteirinhaJornal de Porteirinha
Jornal de Porteirinha
 
Jornal Tribuna 252
Jornal Tribuna 252Jornal Tribuna 252
Jornal Tribuna 252
 
Jornal da ponte_ed01
Jornal da ponte_ed01Jornal da ponte_ed01
Jornal da ponte_ed01
 
Diário Oficial 01/05/2013
Diário Oficial 01/05/2013Diário Oficial 01/05/2013
Diário Oficial 01/05/2013
 
Informativo 08
Informativo 08Informativo 08
Informativo 08
 

Mais de Afonso Pena

EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021 EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021 EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 431 DE 26 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 431 DE 26 DE ABRIL DE 2021EDIÇÃO 431 DE 26 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 431 DE 26 DE ABRIL DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
Afonso Pena
 

Mais de Afonso Pena (20)

EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
 
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
 
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
 
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
 
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
 
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
 
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
 
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
 
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
 
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
 
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
 
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
 
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
 
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021 EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
 
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
 
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
 
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021 EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
 
EDIÇÃO 431 DE 26 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 431 DE 26 DE ABRIL DE 2021EDIÇÃO 431 DE 26 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 431 DE 26 DE ABRIL DE 2021
 
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
 

EDIÇÃO 417 DE 13 DE JANEIRO DE 2021

  • 1. R$ 2,00 Atos Oficiais da Câmara Municipal de Pádua. Comprometido com a Verdade! Suplemento Especial Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Pádua Facebook: Jornal Opção do Noroeste Email:jornalopcaodonoroeste@gmail.com Edição: 417 - 13 de Janeiro de 2021 Toda Semana nas Bancas Cartão Postal de Pádua, Ponte Raul Veiga passará por Nova Pintura e Revitalização A Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Pádua deu início nesta Segunda-Feira (11), o preparo para a pintura e a revitalização da famosa Ponte de Arcos de Pádua, a ponte é a principal da cidade e é responsável por ligar os dois lados do município. Saiba mais na Página 03 Municípios do interior que estão com estradas e ruas em condições precárias para tráfego de veículos terão neste ano recursos do Estado do Rio de Janeiro para melhorias na infraestrutura.Através de emendas de prioridade apresentadas pelo deputado Marcus Vinícius (PTB) à Lei Orçamentária Anual (LOA 2021). Saiba mais na Página 02 Guias do IPVA do RJ já podem ser emitidas e pagas Após as festividades de Ano Novo, chega o mês de janeiro e com ele, o pagamento de taxas e impostos, entre eles o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A cobrança do imposto, realizada anualmente, tem calendários diferentes de vencimentos, definidos em cada estado. Saiba mais na Página 04 Santo Antônio de Pádua entre outros Municípios do interior receberão melhorias na infraestrutura
  • 2. Edição 417 Jornal Opção do Noroeste 13 de Janeiro de 2021 02 Emendas de prioridade para recuperação de estradas vicinais, asfalto e recapeamento foram apresentadas pelo deputado Marcus Vinícius Municípios do interior que estão com estradas e ruas em condições precárias para tráfego de veículos terão neste ano recursos do Estado do Rio de Janeiro para melhorias na infraestrutura.Através de emendas de prioridade apresentadas pelo deputado Marcus Vinícius (PTB) à Lei Orçamentária Anual (LOA 2021). Diante de reclamações e pedidos de ajuda que chegaram ao seu gabinete, o deputado formalizou ao governo estadual emendas para manutenção e recuperação de estradas vicinais, além de asfalto e recapeamento de vias em 16 municípios das regiões Serrana, Norte e Noroeste Fluminense. “Com o aumento das chuvas, principalmente agora no verão, será ainda mais urgente a intervenção do estado para auxiliar os municípios. A manutenção das estradas e vias, além de maior segurança aos motoristas, também ajuda a economia do interior ao tornar mais acessível o escoamento dos produtos”, justifica o deputado Marcus Vinícius. A ampliação da rede e melhoria de infraestrutura atenderá aos municípios de Areal; Bom Jesus do Itabapoana; Comendador Levy Gasparian; Miguel Pereira; Paraíba do Sul; Paty do Alferes; Petrópolis; Porciúncula; São João da Barra; São José de Ubá; Santo Antônio de Pádua; Sapucaia; São Francisco do Itabapoana; São José do Vale do Rio Preto; Sumidouro e Volta Redonda. Fonte: Juliana Oliveira Ford encerra sua produção no Brasil A montadora Ford anunciou hoje (11) que fechará suas fábricas no Brasil. Serão fechadas as plantas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP). Será mantida apenas por alguns meses a produção de peças para suprir o estoque de pós-venda. A fábrica da Troller, em Horizonte (CE), será fechada no último trimestre de 2021. O mercado nacional será abastecido com veículos produzidos, principalmente, na Argentina e no Uruguai, países cujas operações da empresa não serão afetadas. A montadora encerrará as vendas dos modelos EcoSport, Ka e T4 assim que terminarem os estoques. A empresa manterá apenas o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia; o Campo de Provas, em Tatuí (SP); e sua sede regional em São Paulo. A justificativa é a crise gerada pela pandemia que atinge o mundo desde o início de 2020. Segundo a Ford, a pandemia da covid-19 “amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas”. “A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável”, disse Jim Farley, presidente e CEO da Ford. A companhia não informou qual será o número de funcionários demitidos, disse apenas que trabalhará “com os sindicatos, nossos funcionários e outros parceiros para desenvolver medidas que ajudem a enfrentar o difícil impacto desse anúncio”. Fonte: Agência Brasil Santo Antônio de Pádua entre outros municípios do interior receberão melhorias na infraestrutura
  • 3. Edição 417 13 de Janeiro de 2021 Jornal Opção do Noroeste 03 Cartão Postal de Pádua, Ponte Raul Veiga passará por Nova Pintura e Revitalização A Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Pádua deu início nesta Segunda-Feira (11), o preparo para a pintura e a revitalização da famosa Ponte deArcos de Pádua, a ponte é a principal da cidade e é responsável por ligar os dois lados do município, facilitando a mobilização de pedestre e automóveis. A ponte foi construída no prazo incrível de cinco meses e inaugurada em 1922, na administração do governo Raul Veiga. Daí a mudança de nome, visto que anteriormente a ponte chamava-se “Ponte de Pádua”. No local existia antes uma ponte de madeira construída no governo de Alfredo Baker, que em 1919 estava em péssimas condições.Asituação financeira do Estado do Rio era boa e por isso foi possível substituir velhas pontes de madeira por pontes mais duráveis de concreto armado. O Engenheiro Augusto Guigon, funcionário do Estado, foi o encarregado de estudar as pontes que deviam ser reparadas. O leito do rio é rochoso e, dada a pouca experiência na execução de pilares de concreto, optou-se pela construção de pilares de alvenaria. Os vãos escolhidos entre eixos de pilares foram todos iguais a 29,5 metros, ficando assim afastada a alternativa de uso de vigas retas de alma cheia, que seriam “muito pesadas”. Para não prejudicar a vazão nas grandes enchentes, a estrutura deveria se desenvolver do estrado para cima. Guigon, elaborou o anteprojeto tendo escolhido - levando em consideração o lado econômico - a viga Vierendeel de extradorso parabólico. Em 1920, foi dado início às obras com a construção dos pilares pelo próprio Estado, sob a direção de Tavares da Silva. O cálculo havia sido feito para dois veículos de 12 tf de acordo com o que exigia o regulamento de 1920. A situação financeira do Estado já não era tão boa naquela data, o que forçou uma revisão do cálculo, substituindo os veículos de 12 tf por outros de 6 tf. O prazo que restava para a construção da ponte na gestão daquele governo era de apenas oito meses. Nesse sentido, escolheu-se a importante firma Christiani & Nielsen para a conclusão da obra, visto que essa firma era uma das poucas capazes de cumpri-lo. As expectativas foram confirmadas e essa firma, além de preparar os desenhos das modificações introduzidas, tornando mais simples alguns detalhes, conseguiu realizar a obra em cinco meses. Finalmente conseguiu-se inaugurar a obra na gestão de Raul Veiga, em dezembro de 1922. A expectativa é de que agora a ponte seja pintada de azul, cor principal escolhida pela atual gestão, substituindo assim o verde (cor atual) colocado pelo Prefeito anterior. Fonte/Fotos: Prefeitura de Pádua e Pádua Clássica Texto: Afonso Pena Inep antecipa em meia hora o acesso aos locais de provas do Enem Responsável por organizar a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) decidiu que, este ano, o acesso aos locais de prova será liberado mais cedo que de costume. A medida visa a evitar aglomerações e a consequente disseminação do novo coronavírus. Em uma nota divulgada hoje (11), o instituto informou que os portões dos locais de aplicação dos testes serão abertos às 11h30 (horário de Brasília), e fechados às 13 h - meia-hora antes do início das provas. Mais de 5,783 milhões de candidatos se inscreveram para participar do exame. As provas estão agendadas para 17 e 24 de janeiro (versão impressa), e 31 de janeiro e 7 de fevereiro (versão digital). As datas, no entanto, estão s e n d o q u e s t i o n a d a s judicialmente por órgãos públicos e entidades que apontam o risco de candidatos e funcionários contraírem a covid- 19 devido à reunião de pessoas em locais fechados. Na sexta-feira (8), a Defensoria Pública da União (DPU) recorreu à Justiça Federal para tentar adiar a realização do exame. No mesmo dia, a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) acionaram o Ministério Público Federal (MPF) com o mesmo propósito. Além disso, 50 entidades científicas divulgaram uma nota conjunta em que apontam a “necessidade urgente” de que a realização das provas do Enem sejam adiadas “para outro momento no qual os índices de transmissão e a capacidade de resposta dos serviços de saúde estejam dentro de níveis aceitáveis”. Entre as organizações signatárias estão a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC); a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco); aAssociação de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped) e a Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn). Em resposta às críticas, o Ministério da Educação afirmou que regras específicas foram estabelecidas para reduzir as aglomerações nos locais de prova e, assim, garantir a segurança dos candidatos e funcionários que participarão do exame. Os principais procedimentos de segurança estão detalhados em dois editais publicados pelo Inep, o nº 54 e o nº 55 cuja observância é obrigatória. Enem Realizado anualmente desde 1998, o Enem tem o propósito de avaliar o desempenho escolar dos estudantes que concluem o ensino médio, mas muitas faculdades utilizam a nota dos participantes para selecionar seus novos alunos. O exame conta com uma redação e 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias. Ao todo, o Inep confirmou 5.783.357 inscrições para o Enem 2020. Fonte: Agência Brasil
  • 4. Edição 417 Jornal Opção do Noroeste 13 de Janeiro de 2021 04 Guias do IPVA do RJ já podem ser emitidas e pagas Após as festividades de Ano Novo, chega o mês de janeiro e com ele, o pagamento de taxas e impostos, entre eles o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A cobrança do imposto, realizada anualmente, tem calendários diferentes de vencimentos, definidos em cada estado. O pagamento do IPVA é obrigatório e a alíquota apresenta variação conforme o modelo e o ano de fabricação do veículo e também o estado em que o contribuinte mora. Este ano, o contribuinte precisa gerar dois boletos. Para imprimir ambos, é necessário digitar o Renavam: 1. O do imposto devido, disponível na página do Bradesco; 2. O da taxa de licenciamento, também no site do Bradesco. Não tem DPVAT Este ano, não haverá cobrança da taxa do DPVAT, o seguro obrigatório para vítimas de trânsito. Segundo a Susep, o DPVAT tem recursos em caixa suficientes para a operação em 2021. Formas de pagamento O contribuinte pode optar entre pagar o IPVA em cota única, com desconto de 3%, ou em três parcelas. Já a taxa de licenciamento deve ser paga à vista. Calendário O primeiro vencimento da tabela, para os automóveis com final de placa número 0, será no dia 21 de janeiro, tanto para o pagamento da primeira parcela quanto para a quitação integral do imposto. As demais placas e parcelas seguem um calendário próprio. Veja todas as datas no quadro acima. Fonte: G1 Caderneta de poupança completa 160 anos de História A aplicação financeira mais utilizada pelos brasileiros completa hoje (12) 160 anos. Poucos sabem, mas a caderneta de poupança significou, ao longo da história, importante papel para muitas pessoas alcançarem liberdades que vão muito além da questão financeira. Ao aceitar depósitos feitos por escravos, a poupança representou, no passado, uma importante ferramenta para que, ao guardar suas economias, parte da população escravizada conseguisse “comprar” a alforria. Caixa Ao ser criada, na cidade do Rio de Janeiro em 1861, com o propósito de “recolher os depósitos de poupança popular no Brasil”, a Caixa Econômica deu o primeiro passo para se tornar “a opção de investimento mais segura, acessível e adequada a todos os perfis, desde os pequenos poupadores a grandes investidores”, explicou o próprio banco, por meio de sua assessoria. Onze anos depois, com a publicação do Decreto nº 5.153, de 13 de novembro de 1872, a Lei 2.040, publicada um ano antes, foi regulamentada, de forma a possibilitar o recolhimento de depósitos feitos por escravos. “Trata-se de um assunto que se insere na própria história das transformações e das pressões pelo fim do trabalho escravo no Brasil, que ganhou força na segunda metade do século 19”, detalhou o banco à Agência Brasil. Com isso, as caixas econômicas passaram a recolher os depósitos feitos pelos escravos, que utilizavam a poupança para comprar suas alforrias. Segundo o banco, foi dessa forma que essas instituições passaram, nas diversas províncias brasileiras, a receber depósitos de escravos, emitindo, como no caso do depositante não escravo, uma caderneta de controle dessa movimentação. ”A diferença é que na caderneta dos escravos constava o nome do senhor, uma vez que era necessária a autorização dele para que a conta do escravo fosse aberta”, acrescentou. Diversificação A fim de ampliar cada vez mais o seu público, os serviços de poupança vêm se diversificando ao longo do tempo. No caso do banco com maior participação no mercado de poupança (a Caixa, com 38,7%), o principal deles é a poupança integrada, que é vinculada à conta corrente, bastando ao correntista transferir os valores. Entre os produtos oferecidos pelo banco há ainda a Poupança Azul, modalidade de conta poupança para todas as pessoas, incluindo crianças ou qualquer dependente, e a Poupança CAIXA Fácil, modelo simplificado que pode ser aberto até mesmo em lotéricas. “Se o beneficiário do Bolsa Família abrir uma Poupança Caixa Fácil, passará a receber o benefício diretamente nessa conta”, informa o banco. As movimentações também mudaram com o tempo. Atualmente pode ser feito não só por meio de agências bancárias, como também por terminais de autoatendimento, internet banking ou pelo celular. Duas modalidades recentes, usadas inclusive para possibilitar o pagamento do auxílio emergencial, FGTS Emergencial e outros programas sociais, são as poupanças Social Digital e a Digital. ”A Poupança Social Digital é uma conta simplificada, sem tarifas de manutenção, com limite mensal de movimentação de R$ 5 mil que foi aberta de forma automática para possibilitar o pagamento do Auxílio Emergencial”, explicou o banco. Especialistas recomendam Especialistas consultados pela Agência Brasil consideram a caderneta de poupança a “aplicação financeira mais recomendada para pequenos poupadores, uma vez que seu rendimento é líquido e sem Imposto de Renda”, sugere o economista e professor licenciado da Universidade de Brasília (UnB) Newton Marques – um especialista em educação financeira, membro do Conselho Regional de Economia do Distrito Federal (Corecon- DF). Opinião similar tem o conselheiro da Associação Nacional de Executivos de Finanças (Anefac) Andrew Frank Storfer, mesmo considerando que a poupança não esteja em um de seus períodos mais rentáveis. “Hoje em dia até que não é das piores, pela baixa taxa de juros atualmente em vigor. Mas não importa. A poupança apresenta uma facilidade muito grande para se guardar reservas, quando comparada a alternativas do mercado financeiro que exigem um pouco mais de entendimento e, muitas vezes, volumes maiores de investimento”, disse ele. “Para baixos valores, a poupança é simples, isenta de Imposto de Renda, não tem taxa de performance e tem liquidez imediata caso alguém precise do dinheiro para emergências”, acrescentou o executivo da Anefac. Remuneração As regras de remuneração atuais das cadernetas de poupança estão em vigor desde maio de 2012: para cálculo dos juros, deve-se observar o índice de 0,5% ao mês, sempre que a meta da taxa básica de juros (Selic) for maior que 8,5% ao ano. Se a meta da Selic for igual ou inferior a 8,5% ao ano, o índice corresponderá a 70% da meta. Saldo recorde Em balanço divulgado recentemente pela Caixa, a poupança apresentou saldo de R$ 387,6 bilhões em setembro de 2020, o que representa avanço de 24,4% em 12 meses. Segundo o banco, esse crescimento, que corresponde a R$ 76,1 bilhões, reflete principalmente o impacto dos recursos creditados por causa do auxílio emergencial e do saque emergencial do FGTS, totalizando 180,8 milhões de contas no fim do terceiro trimestre de 2020. Fonte: Agência Brasil
  • 5. Edição 417 13 de Janeiro de 2021 Jornal Opção do Noroeste PORTARIA Nº.046/2021. LUIS CARLOS DASILVA, Presidente da Câmara Municipal de Santo Antônio de Pádua, Estado do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições legais, etc... R E S O L V E: Art. 1º - NOMEAR,ALVARO DOS SANTOS MACEDO, para exercer o cargo em Comissão de Assessor Especial de Gabinete da Câmara Municipal de Santo Antônio de Pádua, nos termos da Lei nº 3.824 de 09 de Agosto de 2017 e suas alterações. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na presente data. Art. 3º - Afixe-se, publique-se e cumpra-se. Câmara Municipal de SantoAntônio de Pádua, 07 de Janeiro de 2021. 05
  • 6. Edição 417 Jornal Opção do Noroeste 13 de Janeiro de 2021 Vacina CoronaVac tem eficácia global de 50,4% nos testes feitos no Brasil, diz Instituto Butantan A vacina CoronaVac registrou 50,38% de eficácia global nos testes realizados no Brasil, segundo informou o Instituto Butantan em coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (12). Chamado de eficácia global, o índice aponta a capacidade da vacina de proteger em todos os casos – sejam eles leves, moderados ou graves. O número mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e também pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é de 50%. “Essa vacina tem segurança, tem eficácia, e todos os requisitos que justificam o uso emergencial”, defendeu o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, durante o anúncio. Na semana passada, o instituto já havia anunciado que, nos testes no Brasil, o imunizante atingiu 78% de eficácia em casos leves e 100% em casos graves e moderados (ou seja, a vacina protegeu contra mortes e complicações mais severas da doença). A CoronaVac é uma vacina contra a Covid-19 que usa vírus inativados. Ela é desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Butantan, que é vinculado ao governo de São Paulo. Os testes foram feitos em 12.508 voluntários no país, todos profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate ao coronavírus, em 16 centros de pesquisa. Segundo o diretor de pesquisa do Instituto Butantan, Ricardo Palácios, a vacina foi testada com os profissionais de saúde porque eles têm a maior exposição ao vírus, muito maior eu a população em geral. “[O teste] não é a vida real exatamente. É um teste artificial, no qual selecionamos dentro das populações possíveis, selecionamos aquela população que a vacina poderia ser testada com a barra mais alta.Agente quer comparar os diferentes estudos, mas é o mesmo que comparar uma pessoa que faz uma corrida de 1km em um trecho plano e uma pessoa que faz uma corrida de 1 km em um trecho íngreme e cheio de obstáculos. Fizemos deliberadamente para colocar o teste mais difícil para essa vacina, porque se a vacina resistir a esse teste, iria se comportar infinitamente melhor em níveis comunitários”, disse. Durante a coletiva desta terça, o Butantan também afirmou que a vacina não apresentou reações alérgicas. Na Indonésia, dados preliminares de testes de fase 3 mostraram uma eficácia de 65,3% para a vacina. O país aprovou o uso emergencial da CoronaVac, e o presidente Joko Widodo deve receber a primeira dose nesta quarta-feira (13). De acordo com os pesquisadores chineses, a CoronaVac não apresentou “nenhuma preocupação com relação à segurança”. A maioria das reações foram leves, sendo que a mais comum foi a dor no local da injeção. Eficácia da CoronaVac A eficácia de uma vacina contra Covid-19 é calculada com o auxílio de um protocolo da Organização Mundial da Saúde (OMS) que classifica os casos da doença entre os voluntários dos testes. Essa tabela da OMS separa os voluntários em 10 níveis, sendo que o nível 0 corresponde a um paciente não infectado pela doença e o nível 10 equivale a um voluntário que morreu em decorrência do coronavírus. A taxa de eficácia de 78%, apresentada pelo Instituto Butantan na última semana, foi calculada considerando somente casos de Covid-19 com pontuação maior ou igual a 3, comparando o grupo vacinado e o grupo que recebeu placebo, uma substância neutra. Ou seja, a eficácia de 78% demonstra o quanto a vacina é capaz de prevenir casos em que é confirmada a infecção pelo coronavírus, sintomática, e com necessidade de intervenção médica. Outro dado apresentado pelo governo estadual na última semana, a eficácia de 100% em casos graves corresponde à capacidade da vacina CoronaVac em proteger casos de Covid-19 que exigem hospitalização, ou seja, superiores a 4 na escala da OMS. Já a eficácia divulgada nesta terça (12) inclui também pacientes com Covid-19 considerados independentes, isto é, que apresentam apenas sintomas leves, sem necessidade de intervenção médica. Dados incompletos No sábado (9), a a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou que o Instituto Butantan entregou documentação incompleta dos testes feitos no país e cobrou o envio das informações. Na ocasião, o instituto disse que a solicitação faz parte do processo e que seria prontamente atendida. Nesta segunda (11), o Butantan afirmou que 48% do processo já foi concluído e que a agência já analisou cerca de 40% dos documentos enviados. Plano de vacinação Em coletiva de imprensa nesta segunda (11), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), manteve o cronograma de vacinação definido pelo plano estadual e cobrou uma definição de data do Ministério da Saúde. O Plano Estadual de Imunização (PEI) foi elaborado pelo governo paulista considerando justamente a aplicação da CoronaVac, que é produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com Butantan. Questionado sobre como a data de início do plano estadual pode estar mantida – já que o Instituto Butantan assinou um contrato de exclusividade para fornecer a CoronaVac para o governo federal – Doria disse apenas que “a exclusividade é pela vida”. O governador alegou ainda que “o sistema nacional de imunização será respeitado e atendido por São Paulo se atender São Paulo, dentro de critérios científicos”. A promessa de Doria é utilizar os 5,2 mil postos de vacinação já existentes nos 645 municípios do estado e ampliar a rede para até 10 mil locais de vacinação por meio da utilização de escolas, quartéis da PM, estações de trem e terminais de ônibus, além de farmácias e de pontos de vacinação no sistema drive-thru. Fonte: G1 06