SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
L/O/G/O
COMPRESSOR
ISENTO DE ÓLEO
Limpeza do sistema3
Lubrificação das partes móveis1
Redução da temperatura2
Funções do óleo num compressor de pistões:
Alguns inconvenientes:
Contaminação do sistema (válvulas,
pressostatos, manômetros, cilindros)
Saturação do sistema secador de
ar (comprometimento da adsorção)
Contaminação do meio ambiente
(vazamentos, respiro, purga)
1 l de óleo mineral usado
pode contaminar 1 milhão
de l de água
Queima de 5 l de óleo
contamina um volume de ar
equivalente ao que 01 pessoa
respira por 3 anos
1 l de óleo pode formar
uma película de 5.000 m2
COMPRESSOR ISENTO DE ÓLEO
1. Ar gerado mais puro e isento de óleo
2. Maiores intervalos de manutenção (elimina inspeções de nivel e troca de
óleo e filtro)
3. Maior vida útil do secador de ar e elementos do sistema pneumático do trem
4. Válvulas e pistões sem carbonização
5. Insensível às variações bruscas de temperatura (viscosidade e condensados)
6. Redução do nº de peças móveis (facilidade de manut./menor risco de quebras)
7. Flexibilização no arranjo de montagem
8. Menor impacto ambiental
ALGUNS EXEMPLOS:
Embraco (investimento de + de U$$ 40 milhões – produção de 600 mil
unidades em 2014 e 1,5 milhão em 2015)
KNORR
FAIVELEY
ATLAS COPCO
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DOS COMPRESSORES SEM
ÓLEO EXISTENTES NO MERCADO
Elementos de atrito fabricados com materiais especiais
Anéis: grafite ou bronze sinterizado
Pistões/cilindros: ligas de alumínio com tratamento superficial
Bielas: rolamentos blindados
Inconvenientes:
Materiais de atrito = alto custo
PROPOSTA
COMPRESSOR ISENTO DE ÓLEO
CIMFBR/ISOMEC
DIFERENCIAIS DO PROJETO
1. Não possui anéis
2. Compressão em
ambos os sentidos
(duplica o
rendimento)
DIFERENCIAIS DO PROJETO
3. Só possui um tipo de elemento de atrito (redução de
custos/simplificação da manutenção)
DIFERENCIAIS DO PROJETO
4. Sistema de válvulas
simplificado e de fácil
manutenção
5. Ausência de juntas de
vedação
DIFERENCIAIS DO PROJETO
6. Facilidade de manutenção em campo
DIFERENCIAIS DO PROJETO
O sistema de compressão por labirinto não permite pressão residual no interior
dos cilindros. Portanto, o motor sempre parte sem carga, independentemente do
funcionamento ou não da válvula de retenção do sistema.
O sistema permite trabalhar com reserva de potência. Numa situação de
emergência, basta aumentar a rotação do motor para permitir um aumento
momentâneo de vazão de ar.
MANUTENÇÕES PERIÓDICAS
- 5.000 horas: substituição da palheta das válvulas
- 10.000 horas: casquilhos das guias lineares
- 30.000 horas: rolamentos das bielas
- 60.000 horas: substituição dos pistões e cilindros (depende do tratamento
superficial das peças)
OBS.: informações estimadas pelo fabricante, verificação a ser realizada
através de testes de durabilidade
COMPARATIVO DE CUSTOS (período: 10 anos)
COMPARATIVO DE CUSTOS (período: 10 anos)
R$ 9.990,00
R$ 3.042,00
Mão de obra: tabela GMT Mai/13
Materiais: PUC (ref. ABR/14)
OBSERVAÇÕES:
Para a U.C. Isomec todos os dados foram estimados. É necessário realizar
testes de durabilidade para obtenção dos dados reais;
Não foram contabilizados os custos de manutenção corretiva;
Não foram contabilizados os custos de substituição do conjunto
pistão/cilindro da U.C. Isomec, por falta de dados de durabilidade destes
componentes;
Não foram contabilizados os custos de manutenção dos motores elétricos
L/O/G/O
OBRIGADO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostilaoperadordeguindauto
ApostilaoperadordeguindautoApostilaoperadordeguindauto
Apostilaoperadordeguindautoademirhoepers
 
Manual de aplicação de compressores embraco 2
Manual de aplicação de compressores embraco 2Manual de aplicação de compressores embraco 2
Manual de aplicação de compressores embraco 2Denis Palheiro
 
Apostila de-valvulas-industriais-petrobras
Apostila de-valvulas-industriais-petrobrasApostila de-valvulas-industriais-petrobras
Apostila de-valvulas-industriais-petrobrasMarcio Parente
 
Manual de aplicação de compressores EMBRACO
Manual de aplicação de compressores EMBRACOManual de aplicação de compressores EMBRACO
Manual de aplicação de compressores EMBRACOassistecrefrigeracao
 
09 aula valvulas da industria de petroleo
09 aula valvulas da industria de petroleo09 aula valvulas da industria de petroleo
09 aula valvulas da industria de petroleoHomero Alves de Lima
 
Mecanismo Hidráulico de um Trem de Pouso
Mecanismo Hidráulico de um Trem de PousoMecanismo Hidráulico de um Trem de Pouso
Mecanismo Hidráulico de um Trem de Pousotadeuferreirajr
 
Hidráulica e pneumática
Hidráulica e pneumáticaHidráulica e pneumática
Hidráulica e pneumáticaJúnior Pessoa
 
Valvulas industriais (2)
Valvulas industriais (2)Valvulas industriais (2)
Valvulas industriais (2)Jupira Silva
 
Prévia - Apostila Pneumática Partners Treinamentos - Resumida
Prévia - Apostila Pneumática Partners Treinamentos - ResumidaPrévia - Apostila Pneumática Partners Treinamentos - Resumida
Prévia - Apostila Pneumática Partners Treinamentos - ResumidaPartners Treinamentos
 
Apostila de Compressores
Apostila de CompressoresApostila de Compressores
Apostila de CompressoresDaniel Garcia
 

Mais procurados (20)

Apostilaoperadordeguindauto
ApostilaoperadordeguindautoApostilaoperadordeguindauto
Apostilaoperadordeguindauto
 
Introdução à pneumática
Introdução à pneumáticaIntrodução à pneumática
Introdução à pneumática
 
Valvulas
ValvulasValvulas
Valvulas
 
pneumatica
pneumaticapneumatica
pneumatica
 
Manual de aplicação de compressores embraco 2
Manual de aplicação de compressores embraco 2Manual de aplicação de compressores embraco 2
Manual de aplicação de compressores embraco 2
 
Trab. hidraulica
Trab. hidraulicaTrab. hidraulica
Trab. hidraulica
 
Apostila de-valvulas-industriais-petrobras
Apostila de-valvulas-industriais-petrobrasApostila de-valvulas-industriais-petrobras
Apostila de-valvulas-industriais-petrobras
 
Compressores manutenção
Compressores manutençãoCompressores manutenção
Compressores manutenção
 
Manual de aplicação de compressores EMBRACO
Manual de aplicação de compressores EMBRACOManual de aplicação de compressores EMBRACO
Manual de aplicação de compressores EMBRACO
 
09 aula valvulas da industria de petroleo
09 aula valvulas da industria de petroleo09 aula valvulas da industria de petroleo
09 aula valvulas da industria de petroleo
 
Projeto Final
Projeto FinalProjeto Final
Projeto Final
 
Compressores
CompressoresCompressores
Compressores
 
Mecanismo Hidráulico de um Trem de Pouso
Mecanismo Hidráulico de um Trem de PousoMecanismo Hidráulico de um Trem de Pouso
Mecanismo Hidráulico de um Trem de Pouso
 
Hidráulica e pneumática
Hidráulica e pneumáticaHidráulica e pneumática
Hidráulica e pneumática
 
06a compressores
06a compressores06a compressores
06a compressores
 
Valvulas industriais (2)
Valvulas industriais (2)Valvulas industriais (2)
Valvulas industriais (2)
 
PRINCIPIOS FISICOS DO AR
PRINCIPIOS FISICOS DO ARPRINCIPIOS FISICOS DO AR
PRINCIPIOS FISICOS DO AR
 
Prévia - Apostila Pneumática Partners Treinamentos - Resumida
Prévia - Apostila Pneumática Partners Treinamentos - ResumidaPrévia - Apostila Pneumática Partners Treinamentos - Resumida
Prévia - Apostila Pneumática Partners Treinamentos - Resumida
 
Apostila de Compressores
Apostila de CompressoresApostila de Compressores
Apostila de Compressores
 
Depuradora Alfa Laval
Depuradora Alfa LavalDepuradora Alfa Laval
Depuradora Alfa Laval
 

Destaque

Preso ideenwet gr 20_07_2010
Preso ideenwet gr 20_07_2010Preso ideenwet gr 20_07_2010
Preso ideenwet gr 20_07_2010Harald Fratz
 
State of E-Commerce 2013
State of E-Commerce 2013State of E-Commerce 2013
State of E-Commerce 2013Carpathia AG
 
Desenvolvimento Experimental De Um Sistema de Refrigeração Inteligente
Desenvolvimento Experimental De Um Sistema de Refrigeração InteligenteDesenvolvimento Experimental De Um Sistema de Refrigeração Inteligente
Desenvolvimento Experimental De Um Sistema de Refrigeração Inteligenteadrianobatista.bh
 
Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba de Pistão Circunferencial Waukesha
Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba de Pistão Circunferencial WaukeshaBomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba de Pistão Circunferencial Waukesha
Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba de Pistão Circunferencial Waukeshabombastetralon
 
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Helicoidal Netzsch
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Helicoidal NetzschComparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Helicoidal Netzsch
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Helicoidal Netzschbombastetralon
 
Présentation du user group Duchess France au GDG de Nantes
Présentation du user group Duchess France au GDG de NantesPrésentation du user group Duchess France au GDG de Nantes
Présentation du user group Duchess France au GDG de NantesClaude Falguiere
 
1) all. classi di concorso triennio scolastico 2014-2017
1) all.   classi di concorso triennio scolastico 2014-20171) all.   classi di concorso triennio scolastico 2014-2017
1) all. classi di concorso triennio scolastico 2014-2017ferrerdavo
 
Андрей Светлов. Расширение механизма импорта в Питоне
Андрей Светлов. Расширение механизма импорта в ПитонеАндрей Светлов. Расширение механизма импорта в Питоне
Андрей Светлов. Расширение механизма импорта в Питонеotkds
 
Manual do pedal Mooer MCS1 Blue Comp (PORTUGUÊS)
Manual do pedal Mooer MCS1 Blue Comp (PORTUGUÊS)Manual do pedal Mooer MCS1 Blue Comp (PORTUGUÊS)
Manual do pedal Mooer MCS1 Blue Comp (PORTUGUÊS)Habro Group
 
Agusta westland 169 AAS (armed aerial scout), United States of America
Agusta westland 169 AAS (armed aerial scout), United States of AmericaAgusta westland 169 AAS (armed aerial scout), United States of America
Agusta westland 169 AAS (armed aerial scout), United States of Americahindujudaic
 
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Lobular
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba LobularComparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Lobular
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Lobularbombastetralon
 
Fish meal feed replacement for the aquaculture with insect meal
Fish meal feed replacement for the aquaculture with insect mealFish meal feed replacement for the aquaculture with insect meal
Fish meal feed replacement for the aquaculture with insect mealJuliet Abisha
 
Equipamentos utilizados no transporte de fluidos
Equipamentos utilizados no transporte de fluidos Equipamentos utilizados no transporte de fluidos
Equipamentos utilizados no transporte de fluidos Ingrid Bispo
 
Montagem de compressor
Montagem de compressorMontagem de compressor
Montagem de compressorMarco Coghi
 
Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...
Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...
Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...Edú Santana
 

Destaque (20)

Preso ideenwet gr 20_07_2010
Preso ideenwet gr 20_07_2010Preso ideenwet gr 20_07_2010
Preso ideenwet gr 20_07_2010
 
State of E-Commerce 2013
State of E-Commerce 2013State of E-Commerce 2013
State of E-Commerce 2013
 
Desenvolvimento Experimental De Um Sistema de Refrigeração Inteligente
Desenvolvimento Experimental De Um Sistema de Refrigeração InteligenteDesenvolvimento Experimental De Um Sistema de Refrigeração Inteligente
Desenvolvimento Experimental De Um Sistema de Refrigeração Inteligente
 
Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba de Pistão Circunferencial Waukesha
Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba de Pistão Circunferencial WaukeshaBomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba de Pistão Circunferencial Waukesha
Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba de Pistão Circunferencial Waukesha
 
06b compressores
06b compressores06b compressores
06b compressores
 
Ivry Diaporama Intervention Jean Jouzel
Ivry Diaporama Intervention Jean JouzelIvry Diaporama Intervention Jean Jouzel
Ivry Diaporama Intervention Jean Jouzel
 
Apple Compressor Webinar
Apple Compressor WebinarApple Compressor Webinar
Apple Compressor Webinar
 
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Helicoidal Netzsch
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Helicoidal NetzschComparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Helicoidal Netzsch
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Helicoidal Netzsch
 
Présentation du user group Duchess France au GDG de Nantes
Présentation du user group Duchess France au GDG de NantesPrésentation du user group Duchess France au GDG de Nantes
Présentation du user group Duchess France au GDG de Nantes
 
Cpx dlw 2008
Cpx dlw 2008Cpx dlw 2008
Cpx dlw 2008
 
1) all. classi di concorso triennio scolastico 2014-2017
1) all.   classi di concorso triennio scolastico 2014-20171) all.   classi di concorso triennio scolastico 2014-2017
1) all. classi di concorso triennio scolastico 2014-2017
 
Андрей Светлов. Расширение механизма импорта в Питоне
Андрей Светлов. Расширение механизма импорта в ПитонеАндрей Светлов. Расширение механизма импорта в Питоне
Андрей Светлов. Расширение механизма импорта в Питоне
 
Manual do pedal Mooer MCS1 Blue Comp (PORTUGUÊS)
Manual do pedal Mooer MCS1 Blue Comp (PORTUGUÊS)Manual do pedal Mooer MCS1 Blue Comp (PORTUGUÊS)
Manual do pedal Mooer MCS1 Blue Comp (PORTUGUÊS)
 
Agusta westland 169 AAS (armed aerial scout), United States of America
Agusta westland 169 AAS (armed aerial scout), United States of AmericaAgusta westland 169 AAS (armed aerial scout), United States of America
Agusta westland 169 AAS (armed aerial scout), United States of America
 
CAPITULO 6
CAPITULO 6CAPITULO 6
CAPITULO 6
 
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Lobular
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba LobularComparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Lobular
Comparativo Bomba de Disco Excêntrico Mouvex X Bomba Lobular
 
Fish meal feed replacement for the aquaculture with insect meal
Fish meal feed replacement for the aquaculture with insect mealFish meal feed replacement for the aquaculture with insect meal
Fish meal feed replacement for the aquaculture with insect meal
 
Equipamentos utilizados no transporte de fluidos
Equipamentos utilizados no transporte de fluidos Equipamentos utilizados no transporte de fluidos
Equipamentos utilizados no transporte de fluidos
 
Montagem de compressor
Montagem de compressorMontagem de compressor
Montagem de compressor
 
Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...
Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...
Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...
 

Semelhante a Compressor isento de óleo

Trabalho instrumentação ii (4)
Trabalho instrumentação ii (4)Trabalho instrumentação ii (4)
Trabalho instrumentação ii (4)Tuane Paixão
 
Trabalho instrumentação ii (4)
Trabalho instrumentação ii (4)Trabalho instrumentação ii (4)
Trabalho instrumentação ii (4)Tuane Paixão
 
Lubrificantes Atlas Copco ApresentaçãO Clientes
Lubrificantes Atlas Copco   ApresentaçãO ClientesLubrificantes Atlas Copco   ApresentaçãO Clientes
Lubrificantes Atlas Copco ApresentaçãO Clientesguest122c68e
 
Bomba dágua agua quente pequena meganorm
Bomba dágua agua quente   pequena meganormBomba dágua agua quente   pequena meganorm
Bomba dágua agua quente pequena meganormJosé Alves
 
Lubrificação avançada (3)(1)
Lubrificação avançada (3)(1)Lubrificação avançada (3)(1)
Lubrificação avançada (3)(1)ligiaclaudia
 
Manaul de serviço cbr1100 xx (2)_(1999~) manutenc
Manaul de serviço cbr1100 xx (2)_(1999~) manutencManaul de serviço cbr1100 xx (2)_(1999~) manutenc
Manaul de serviço cbr1100 xx (2)_(1999~) manutencThiago Huari
 
Curso de Mecânica de automóveis
Curso de Mecânica de automóveisCurso de Mecânica de automóveis
Curso de Mecânica de automóveisWeverton leal
 
plano-de-manutencao-escavadeira
 plano-de-manutencao-escavadeira plano-de-manutencao-escavadeira
plano-de-manutencao-escavadeiraWeberson Barcellos
 
Manual de serviço cb600 f hornet manutencao
Manual de serviço cb600 f hornet manutencaoManual de serviço cb600 f hornet manutencao
Manual de serviço cb600 f hornet manutencaoThiago Huari
 
Manual de serviço cr250 99 manutenc
Manual de serviço cr250 99 manutencManual de serviço cr250 99 manutenc
Manual de serviço cr250 99 manutencThiago Huari
 
5 o-mre-e-a-ata-100.-capitulo-6-sist-de-admissão
5 o-mre-e-a-ata-100.-capitulo-6-sist-de-admissão5 o-mre-e-a-ata-100.-capitulo-6-sist-de-admissão
5 o-mre-e-a-ata-100.-capitulo-6-sist-de-admissãoEvanildo Leal
 
Manual de serviço nx200 xr manutec2
Manual de serviço nx200 xr manutec2Manual de serviço nx200 xr manutec2
Manual de serviço nx200 xr manutec2Thiago Huari
 
Manual de serviço xr200 r nx200 cbx200s mskbb931p manutec2
Manual de serviço xr200 r nx200 cbx200s   mskbb931p manutec2Manual de serviço xr200 r nx200 cbx200s   mskbb931p manutec2
Manual de serviço xr200 r nx200 cbx200s mskbb931p manutec2Thiago Huari
 

Semelhante a Compressor isento de óleo (20)

Trabalho instrumentação ii (4)
Trabalho instrumentação ii (4)Trabalho instrumentação ii (4)
Trabalho instrumentação ii (4)
 
Trabalho instrumentação ii (4)
Trabalho instrumentação ii (4)Trabalho instrumentação ii (4)
Trabalho instrumentação ii (4)
 
Ar comprimido
Ar comprimidoAr comprimido
Ar comprimido
 
Lubrificantes Atlas Copco ApresentaçãO Clientes
Lubrificantes Atlas Copco   ApresentaçãO ClientesLubrificantes Atlas Copco   ApresentaçãO Clientes
Lubrificantes Atlas Copco ApresentaçãO Clientes
 
Curso de Operador de Munck Gindalto.pptx
Curso de Operador de Munck Gindalto.pptxCurso de Operador de Munck Gindalto.pptx
Curso de Operador de Munck Gindalto.pptx
 
01 unidade i
01 unidade i01 unidade i
01 unidade i
 
Bomba dágua agua quente pequena meganorm
Bomba dágua agua quente   pequena meganormBomba dágua agua quente   pequena meganorm
Bomba dágua agua quente pequena meganorm
 
Meganorm
MeganormMeganorm
Meganorm
 
Lubrificação avançada (3)(1)
Lubrificação avançada (3)(1)Lubrificação avançada (3)(1)
Lubrificação avançada (3)(1)
 
Manaul de serviço cbr1100 xx (2)_(1999~) manutenc
Manaul de serviço cbr1100 xx (2)_(1999~) manutencManaul de serviço cbr1100 xx (2)_(1999~) manutenc
Manaul de serviço cbr1100 xx (2)_(1999~) manutenc
 
Apmotores mci05 01
Apmotores mci05 01Apmotores mci05 01
Apmotores mci05 01
 
Apmotores mci05 01
Apmotores mci05 01Apmotores mci05 01
Apmotores mci05 01
 
Curso de Mecânica de automóveis
Curso de Mecânica de automóveisCurso de Mecânica de automóveis
Curso de Mecânica de automóveis
 
plano-de-manutencao-escavadeira
 plano-de-manutencao-escavadeira plano-de-manutencao-escavadeira
plano-de-manutencao-escavadeira
 
Catalogo adsorção modular
Catalogo adsorção modularCatalogo adsorção modular
Catalogo adsorção modular
 
Manual de serviço cb600 f hornet manutencao
Manual de serviço cb600 f hornet manutencaoManual de serviço cb600 f hornet manutencao
Manual de serviço cb600 f hornet manutencao
 
Manual de serviço cr250 99 manutenc
Manual de serviço cr250 99 manutencManual de serviço cr250 99 manutenc
Manual de serviço cr250 99 manutenc
 
5 o-mre-e-a-ata-100.-capitulo-6-sist-de-admissão
5 o-mre-e-a-ata-100.-capitulo-6-sist-de-admissão5 o-mre-e-a-ata-100.-capitulo-6-sist-de-admissão
5 o-mre-e-a-ata-100.-capitulo-6-sist-de-admissão
 
Manual de serviço nx200 xr manutec2
Manual de serviço nx200 xr manutec2Manual de serviço nx200 xr manutec2
Manual de serviço nx200 xr manutec2
 
Manual de serviço xr200 r nx200 cbx200s mskbb931p manutec2
Manual de serviço xr200 r nx200 cbx200s   mskbb931p manutec2Manual de serviço xr200 r nx200 cbx200s   mskbb931p manutec2
Manual de serviço xr200 r nx200 cbx200s mskbb931p manutec2
 

Último

apostila de eletricidade básica Werther serralheiro
apostila de eletricidade básica Werther serralheiroapostila de eletricidade básica Werther serralheiro
apostila de eletricidade básica Werther serralheirossuserd390f8
 
ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsx
ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsxST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsx
ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsxmarketing18485
 
Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf
Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdfNormas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf
Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdfAlexsandroRocha22
 
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdftatebib346
 
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptxSEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptxavaseg
 
CONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADE
CONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADECONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADE
CONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADEssusercc9a5f
 
Planejamento e controle da Produção_Lustosa.pdf
Planejamento e controle da Produção_Lustosa.pdfPlanejamento e controle da Produção_Lustosa.pdf
Planejamento e controle da Produção_Lustosa.pdfssusercc9a5f
 
treinamento de moldagem por injeção plástica
treinamento de moldagem por injeção plásticatreinamento de moldagem por injeção plástica
treinamento de moldagem por injeção plásticaleilannygaldino
 

Último (8)

apostila de eletricidade básica Werther serralheiro
apostila de eletricidade básica Werther serralheiroapostila de eletricidade básica Werther serralheiro
apostila de eletricidade básica Werther serralheiro
 
ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsx
ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsxST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsx
ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsx
 
Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf
Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdfNormas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf
Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf
 
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
 
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptxSEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
 
CONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADE
CONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADECONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADE
CONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADE
 
Planejamento e controle da Produção_Lustosa.pdf
Planejamento e controle da Produção_Lustosa.pdfPlanejamento e controle da Produção_Lustosa.pdf
Planejamento e controle da Produção_Lustosa.pdf
 
treinamento de moldagem por injeção plástica
treinamento de moldagem por injeção plásticatreinamento de moldagem por injeção plástica
treinamento de moldagem por injeção plástica
 

Compressor isento de óleo

  • 2. Limpeza do sistema3 Lubrificação das partes móveis1 Redução da temperatura2 Funções do óleo num compressor de pistões:
  • 3. Alguns inconvenientes: Contaminação do sistema (válvulas, pressostatos, manômetros, cilindros) Saturação do sistema secador de ar (comprometimento da adsorção) Contaminação do meio ambiente (vazamentos, respiro, purga) 1 l de óleo mineral usado pode contaminar 1 milhão de l de água Queima de 5 l de óleo contamina um volume de ar equivalente ao que 01 pessoa respira por 3 anos 1 l de óleo pode formar uma película de 5.000 m2
  • 4. COMPRESSOR ISENTO DE ÓLEO 1. Ar gerado mais puro e isento de óleo 2. Maiores intervalos de manutenção (elimina inspeções de nivel e troca de óleo e filtro) 3. Maior vida útil do secador de ar e elementos do sistema pneumático do trem 4. Válvulas e pistões sem carbonização 5. Insensível às variações bruscas de temperatura (viscosidade e condensados) 6. Redução do nº de peças móveis (facilidade de manut./menor risco de quebras) 7. Flexibilização no arranjo de montagem 8. Menor impacto ambiental
  • 5. ALGUNS EXEMPLOS: Embraco (investimento de + de U$$ 40 milhões – produção de 600 mil unidades em 2014 e 1,5 milhão em 2015) KNORR FAIVELEY ATLAS COPCO
  • 6. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DOS COMPRESSORES SEM ÓLEO EXISTENTES NO MERCADO Elementos de atrito fabricados com materiais especiais Anéis: grafite ou bronze sinterizado Pistões/cilindros: ligas de alumínio com tratamento superficial Bielas: rolamentos blindados Inconvenientes: Materiais de atrito = alto custo
  • 7. PROPOSTA COMPRESSOR ISENTO DE ÓLEO CIMFBR/ISOMEC
  • 8. DIFERENCIAIS DO PROJETO 1. Não possui anéis 2. Compressão em ambos os sentidos (duplica o rendimento)
  • 9. DIFERENCIAIS DO PROJETO 3. Só possui um tipo de elemento de atrito (redução de custos/simplificação da manutenção)
  • 10. DIFERENCIAIS DO PROJETO 4. Sistema de válvulas simplificado e de fácil manutenção 5. Ausência de juntas de vedação
  • 11. DIFERENCIAIS DO PROJETO 6. Facilidade de manutenção em campo
  • 12. DIFERENCIAIS DO PROJETO O sistema de compressão por labirinto não permite pressão residual no interior dos cilindros. Portanto, o motor sempre parte sem carga, independentemente do funcionamento ou não da válvula de retenção do sistema. O sistema permite trabalhar com reserva de potência. Numa situação de emergência, basta aumentar a rotação do motor para permitir um aumento momentâneo de vazão de ar.
  • 13. MANUTENÇÕES PERIÓDICAS - 5.000 horas: substituição da palheta das válvulas - 10.000 horas: casquilhos das guias lineares - 30.000 horas: rolamentos das bielas - 60.000 horas: substituição dos pistões e cilindros (depende do tratamento superficial das peças) OBS.: informações estimadas pelo fabricante, verificação a ser realizada através de testes de durabilidade
  • 14. COMPARATIVO DE CUSTOS (período: 10 anos)
  • 15. COMPARATIVO DE CUSTOS (período: 10 anos) R$ 9.990,00 R$ 3.042,00 Mão de obra: tabela GMT Mai/13 Materiais: PUC (ref. ABR/14)
  • 16. OBSERVAÇÕES: Para a U.C. Isomec todos os dados foram estimados. É necessário realizar testes de durabilidade para obtenção dos dados reais; Não foram contabilizados os custos de manutenção corretiva; Não foram contabilizados os custos de substituição do conjunto pistão/cilindro da U.C. Isomec, por falta de dados de durabilidade destes componentes; Não foram contabilizados os custos de manutenção dos motores elétricos