SlideShare uma empresa Scribd logo
Para ouvires
Agrupamento Vertical de escolas de Carrazeda de Ansiães     clica aqui




    Como fazer uma

                                                 Trabalho realizado por:

                                               Maria Manuel 5ºA N.º11
                                               Marisa Silva 5ºA N.º 13
Formas de começar uma história

            • Era uma vez…
       • Há muito, muito tempo…
      • Num sítio muito distante…
  • Quando as galinhas tinham dentes…
Têm que ter uma (um) protagonista
Continuação

• O protagonista é a pessoa que tem o papel
  principal.

• É ele que mais aparece durante a história,
  quer seja conto, fábula, prosa…..
Tem que ter personagens
      secundárias
Continuação
• As personagens secundárias são as pessoas
  que aparecem durante a história mas não têm
  tanta importância.

• Podem ser elas ou não que fazem de
  ajudantes dos protagonistas.
Tem que ter uma ou mais
 personagens malvadas
Cúmplices
A história tem que ter um local
O que é o retrato físico e
              psicológico?
O retrato físico é dizer   O retrato psicológico é
se a pessoa é magra,       dizer se a pessoa é
gorda, alta, baixa…….      simpática ou antipática,
                           se é inteligente ou não…
Continuação
• As tuas personagens podem ter um retrato
  físico e um psicológico.
• Podem ter algum poder especial, bigodes,
  óculos……e tudo o que tu quiseres.
• Ainda podes acrescentar alguma profissão
  especial que tu queiras.
Formas de acabar uma história

    • E viverem felizes para sempre….
• Perlimpimpim a história chegou ao fim….
 • Vitória, vitória acabou-se a história….
Bibliografia

              http://gifsanimados.com.sapo.pt/

                 http://www.gifmania.com.pt/



Este trabalho foi apenas editado pela Internet para as
animações.
Ele foi feito com as informações fornecidas pela nossa
professora de Português Margarida Mariz e baseado num
documento elaborado pela BE.
Agora já sabes como fazer uma história!!


             Boa Sorte!

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Planificar e produzir um texto
Planificar e produzir um textoPlanificar e produzir um texto
Planificar e produzir um texto
Ana Arminda Moreira
 
Ficheiro de lingua port-histórias através de imagens
Ficheiro de lingua port-histórias através de imagensFicheiro de lingua port-histórias através de imagens
Ficheiro de lingua port-histórias através de imagens
Ana Paula Santos
 
Avental das histórias
Avental das históriasAvental das histórias
Avental das histórias
Celina Sousa
 
Guiões de Leitura
Guiões de LeituraGuiões de Leitura
Guiões de Leitura
Celina Sousa
 
Histórias desenv escrita criativa
Histórias desenv escrita criativaHistórias desenv escrita criativa
Histórias desenv escrita criativa
aulavivaonline
 
Jogo de escrita criativa
Jogo de escrita criativaJogo de escrita criativa
Jogo de escrita criativa
Ana Luis
 
Fábrica de histórias_pwp_2014_2015
Fábrica de histórias_pwp_2014_2015Fábrica de histórias_pwp_2014_2015
Fábrica de histórias_pwp_2014_2015
Helena Vieira
 
A escrita de textos narrativos em… 1º e 2º ano
A escrita de textos narrativos em… 1º e 2º ano A escrita de textos narrativos em… 1º e 2º ano
A escrita de textos narrativos em… 1º e 2º ano
Ricardo Madeira
 
Dias, meses e estações
Dias, meses e estaçõesDias, meses e estações
Dias, meses e estações
Celina Sousa
 
Era uma vez uma família muito pobre
Era uma vez uma família muito pobreEra uma vez uma família muito pobre
Era uma vez uma família muito pobre
sextoD
 
HISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVAHISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVA
guest0691
 
Escrita criativa biblioteca_ebism
Escrita criativa biblioteca_ebismEscrita criativa biblioteca_ebism
Escrita criativa biblioteca_ebism
luiscontente
 
Escrita Criativa
Escrita Criativa Escrita Criativa
Escrita Criativa
Lurdes Augusto
 
Matemática para a vida, alunos CEI - Amostra
Matemática para a vida, alunos CEI - AmostraMatemática para a vida, alunos CEI - Amostra
Matemática para a vida, alunos CEI - Amostra
Celina Sousa
 
Eu posso... Cartazes comportamentos assertivos
Eu posso... Cartazes comportamentos assertivosEu posso... Cartazes comportamentos assertivos
Eu posso... Cartazes comportamentos assertivos
Celina Sousa
 
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGua
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGuaEra Uma Vez Uma Gotinha De áGua
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGua
maria leite
 
Oficina de produção de texto
Oficina de produção de textoOficina de produção de texto
Oficina de produção de texto
Elia Rejany
 
Apostila gêneros textuais 4º ano
Apostila gêneros textuais  4º anoApostila gêneros textuais  4º ano
Apostila gêneros textuais 4º ano
Roseanne Funchal Olivieira
 
Santo_Andre-GPROJ_ABC_26-GEP-Grupo_Icar
Santo_Andre-GPROJ_ABC_26-GEP-Grupo_IcarSanto_Andre-GPROJ_ABC_26-GEP-Grupo_Icar
Santo_Andre-GPROJ_ABC_26-GEP-Grupo_Icar
Marco Coghi
 
Alisson m
Alisson mAlisson m
Alisson m
disinha
 

Destaque (20)

Planificar e produzir um texto
Planificar e produzir um textoPlanificar e produzir um texto
Planificar e produzir um texto
 
Ficheiro de lingua port-histórias através de imagens
Ficheiro de lingua port-histórias através de imagensFicheiro de lingua port-histórias através de imagens
Ficheiro de lingua port-histórias através de imagens
 
Avental das histórias
Avental das históriasAvental das histórias
Avental das histórias
 
Guiões de Leitura
Guiões de LeituraGuiões de Leitura
Guiões de Leitura
 
Histórias desenv escrita criativa
Histórias desenv escrita criativaHistórias desenv escrita criativa
Histórias desenv escrita criativa
 
Jogo de escrita criativa
Jogo de escrita criativaJogo de escrita criativa
Jogo de escrita criativa
 
Fábrica de histórias_pwp_2014_2015
Fábrica de histórias_pwp_2014_2015Fábrica de histórias_pwp_2014_2015
Fábrica de histórias_pwp_2014_2015
 
A escrita de textos narrativos em… 1º e 2º ano
A escrita de textos narrativos em… 1º e 2º ano A escrita de textos narrativos em… 1º e 2º ano
A escrita de textos narrativos em… 1º e 2º ano
 
Dias, meses e estações
Dias, meses e estaçõesDias, meses e estações
Dias, meses e estações
 
Era uma vez uma família muito pobre
Era uma vez uma família muito pobreEra uma vez uma família muito pobre
Era uma vez uma família muito pobre
 
HISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVAHISTÓRIA COLETIVA
HISTÓRIA COLETIVA
 
Escrita criativa biblioteca_ebism
Escrita criativa biblioteca_ebismEscrita criativa biblioteca_ebism
Escrita criativa biblioteca_ebism
 
Escrita Criativa
Escrita Criativa Escrita Criativa
Escrita Criativa
 
Matemática para a vida, alunos CEI - Amostra
Matemática para a vida, alunos CEI - AmostraMatemática para a vida, alunos CEI - Amostra
Matemática para a vida, alunos CEI - Amostra
 
Eu posso... Cartazes comportamentos assertivos
Eu posso... Cartazes comportamentos assertivosEu posso... Cartazes comportamentos assertivos
Eu posso... Cartazes comportamentos assertivos
 
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGua
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGuaEra Uma Vez Uma Gotinha De áGua
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGua
 
Oficina de produção de texto
Oficina de produção de textoOficina de produção de texto
Oficina de produção de texto
 
Apostila gêneros textuais 4º ano
Apostila gêneros textuais  4º anoApostila gêneros textuais  4º ano
Apostila gêneros textuais 4º ano
 
Santo_Andre-GPROJ_ABC_26-GEP-Grupo_Icar
Santo_Andre-GPROJ_ABC_26-GEP-Grupo_IcarSanto_Andre-GPROJ_ABC_26-GEP-Grupo_Icar
Santo_Andre-GPROJ_ABC_26-GEP-Grupo_Icar
 
Alisson m
Alisson mAlisson m
Alisson m
 

Mais de Be Carrazeda

Normas do CNL 2021
Normas do CNL 2021Normas do CNL 2021
Normas do CNL 2021
Be Carrazeda
 
Regulamento be eb1 20_21 final
Regulamento be eb1 20_21 finalRegulamento be eb1 20_21 final
Regulamento be eb1 20_21 final
Be Carrazeda
 
Regulamento da be escola sede 20_21 final
Regulamento da be escola sede  20_21 finalRegulamento da be escola sede  20_21 final
Regulamento da be escola sede 20_21 final
Be Carrazeda
 
MIBE_2020
MIBE_2020MIBE_2020
MIBE_2020
Be Carrazeda
 
Guia do utilizador 20_21
Guia do utilizador 20_21Guia do utilizador 20_21
Guia do utilizador 20_21
Be Carrazeda
 
João Pateta
João PatetaJoão Pateta
João Pateta
Be Carrazeda
 
Caça ao tesouro 3º ano - Estudo do Meio
Caça ao tesouro 3º ano - Estudo do MeioCaça ao tesouro 3º ano - Estudo do Meio
Caça ao tesouro 3º ano - Estudo do Meio
Be Carrazeda
 
Comemoração dos direitos das crianças
Comemoração dos direitos das criançasComemoração dos direitos das crianças
Comemoração dos direitos das crianças
Be Carrazeda
 
Uma Flor chamada Maria
Uma Flor chamada MariaUma Flor chamada Maria
Uma Flor chamada Maria
Be Carrazeda
 
A gotinha medrosa
A gotinha medrosaA gotinha medrosa
A gotinha medrosa
Be Carrazeda
 
Trabalhos do 4ºJ
Trabalhos do 4ºJTrabalhos do 4ºJ
Trabalhos do 4ºJ
Be Carrazeda
 
Obras em formato digital
Obras em formato digitalObras em formato digital
Obras em formato digital
Be Carrazeda
 
Todos diferentes
Todos diferentesTodos diferentes
Todos diferentes
Be Carrazeda
 
O sapo apaixonado
O sapo apaixonadoO sapo apaixonado
O sapo apaixonado
Be Carrazeda
 
Receitas saborosas!
Receitas saborosas!Receitas saborosas!
Receitas saborosas!
Be Carrazeda
 
Parlamento jovem
Parlamento jovemParlamento jovem
Parlamento jovem
Be Carrazeda
 
Cartaz secundario2013
Cartaz secundario2013Cartaz secundario2013
Cartaz secundario2013
Be Carrazeda
 
Cartaz basico2013
Cartaz basico2013Cartaz basico2013
Cartaz basico2013
Be Carrazeda
 
Concurso nacional de leitura 12 13
Concurso nacional de leitura 12 13Concurso nacional de leitura 12 13
Concurso nacional de leitura 12 13
Be Carrazeda
 

Mais de Be Carrazeda (20)

Normas do CNL 2021
Normas do CNL 2021Normas do CNL 2021
Normas do CNL 2021
 
Regulamento be eb1 20_21 final
Regulamento be eb1 20_21 finalRegulamento be eb1 20_21 final
Regulamento be eb1 20_21 final
 
Regulamento da be escola sede 20_21 final
Regulamento da be escola sede  20_21 finalRegulamento da be escola sede  20_21 final
Regulamento da be escola sede 20_21 final
 
MIBE_2020
MIBE_2020MIBE_2020
MIBE_2020
 
Guia do utilizador 20_21
Guia do utilizador 20_21Guia do utilizador 20_21
Guia do utilizador 20_21
 
João Pateta
João PatetaJoão Pateta
João Pateta
 
Caça ao tesouro 3º ano - Estudo do Meio
Caça ao tesouro 3º ano - Estudo do MeioCaça ao tesouro 3º ano - Estudo do Meio
Caça ao tesouro 3º ano - Estudo do Meio
 
Comemoração dos direitos das crianças
Comemoração dos direitos das criançasComemoração dos direitos das crianças
Comemoração dos direitos das crianças
 
Uma Flor chamada Maria
Uma Flor chamada MariaUma Flor chamada Maria
Uma Flor chamada Maria
 
A gotinha medrosa
A gotinha medrosaA gotinha medrosa
A gotinha medrosa
 
Trabalhos do 4ºJ
Trabalhos do 4ºJTrabalhos do 4ºJ
Trabalhos do 4ºJ
 
Obras em formato digital
Obras em formato digitalObras em formato digital
Obras em formato digital
 
Todos diferentes
Todos diferentesTodos diferentes
Todos diferentes
 
O sapo apaixonado
O sapo apaixonadoO sapo apaixonado
O sapo apaixonado
 
Hora do conto
Hora do contoHora do conto
Hora do conto
 
Receitas saborosas!
Receitas saborosas!Receitas saborosas!
Receitas saborosas!
 
Parlamento jovem
Parlamento jovemParlamento jovem
Parlamento jovem
 
Cartaz secundario2013
Cartaz secundario2013Cartaz secundario2013
Cartaz secundario2013
 
Cartaz basico2013
Cartaz basico2013Cartaz basico2013
Cartaz basico2013
 
Concurso nacional de leitura 12 13
Concurso nacional de leitura 12 13Concurso nacional de leitura 12 13
Concurso nacional de leitura 12 13
 

Último

Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 

Último (20)

Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 

Como fazer uma história

  • 1. Para ouvires Agrupamento Vertical de escolas de Carrazeda de Ansiães clica aqui Como fazer uma Trabalho realizado por: Maria Manuel 5ºA N.º11 Marisa Silva 5ºA N.º 13
  • 2. Formas de começar uma história • Era uma vez… • Há muito, muito tempo… • Num sítio muito distante… • Quando as galinhas tinham dentes…
  • 3. Têm que ter uma (um) protagonista
  • 4. Continuação • O protagonista é a pessoa que tem o papel principal. • É ele que mais aparece durante a história, quer seja conto, fábula, prosa…..
  • 5. Tem que ter personagens secundárias
  • 6. Continuação • As personagens secundárias são as pessoas que aparecem durante a história mas não têm tanta importância. • Podem ser elas ou não que fazem de ajudantes dos protagonistas.
  • 7. Tem que ter uma ou mais personagens malvadas
  • 9. A história tem que ter um local
  • 10. O que é o retrato físico e psicológico? O retrato físico é dizer O retrato psicológico é se a pessoa é magra, dizer se a pessoa é gorda, alta, baixa……. simpática ou antipática, se é inteligente ou não…
  • 11. Continuação • As tuas personagens podem ter um retrato físico e um psicológico. • Podem ter algum poder especial, bigodes, óculos……e tudo o que tu quiseres. • Ainda podes acrescentar alguma profissão especial que tu queiras.
  • 12. Formas de acabar uma história • E viverem felizes para sempre…. • Perlimpimpim a história chegou ao fim…. • Vitória, vitória acabou-se a história….
  • 13. Bibliografia http://gifsanimados.com.sapo.pt/ http://www.gifmania.com.pt/ Este trabalho foi apenas editado pela Internet para as animações. Ele foi feito com as informações fornecidas pela nossa professora de Português Margarida Mariz e baseado num documento elaborado pela BE.
  • 14. Agora já sabes como fazer uma história!! Boa Sorte!